Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Ambição em relação ao trabalho


Recommended Posts

Olá pessoal, bom dia.

Então, tenho 18 anos e quero ter uma boa condição financeira e dá uma boa condição a minha família. Tenho objetivo de ter um bom cargo público, que a investidura no cargo acontece de maneira honesta que é através do estudo. 

A pergunta que fica é: Ter ambição em ter um bom cargo trabalhista, ter boas condições financeiras e uma qualidade de vida para você e sua família é algo ruím? Eu sei que dinheiro demais não traz felicidade, mas dinheiro de menos é algo muito ruím, não acham? 

Espero que vocês entendam meu ponto de vista!

Um abraço pessoal! ;-)

Link to comment
Share on other sites

Bom, vivemos no plano fisico, então todos temos que pelo menos mostrar competência nesse primeiro desafio, que é auto-suficinencia né? Tentar néo morrer de fome, ter uma vida digna, mesmo sendo pobre temos que ser capazes de sobreviver sem precisar parasitar ninguém.  Em geral quem não consegue se resolver MINIMAMENTE tem problemas karmicos, ou emocionais para resolver ( nao consegue se organizar, ou gasta o pouco que recebe em vícios).

Entao ser capaz de ser um pobre equilibrado é o primeiro desafio e conseguindo isso, mostra que você nao está soterrado em confusões cuja soluçao sejam mais urgentes do que ficar "perdendo tempo" com assunto de projeção chackras, etc.

Uma vez que voce consiga esse nivel mínimo, aí tem um amplo espectro de escolhas razoáveis. Uma pessoa que faça faculdade, mestrado e doutorado, caso consiga passar num concurso para professor titutlar, em uma universidade, ja ganha uns 30 mil, maaaassss...  em geral tera sua mente  completamente ocupada por todos os compromissos intelectuais que essa profissão exige, o que significa, em muitos casos, não ter tempo sequer para fazer leituras de lazer, porque o tempo livre é quase todo ocupado pelos estudos que a profissao exige. Isso , claro, os profissionais responsaveis, porque os relapsos não se dedicam tanto.

E para ganhar acima disso, em geral ou você recebe mais do merece, por algum mistério ( assessor de politico?), ou seu trabalho exige tanta responsabilidade que pode não compensar, ou você vive do trabalho de outros, sendo empresario.

Exceto no primeiro caso, nos outros dois voce talvez devesse pensar onde começa o excesso de comprometimento por mero desejo financeiro. Pode acabar sacrificando coisas demais no caminho ( tempo com familia, tempp para espiritualidade, ) e descobrir aos 60 anos que já nao tem mais 24 e nem viu o tempo passar. Tinha ate uma comedia muito interessante sobre isso, o nome era "Click", mas apesar de comédia, isso não é brinquedo nao, tem que ter cuidado com isso, é um erro MUITO comum entre pessoas de sucesso na sua profissao.

 

Nesse caso é um risco mesmo descobrir que passou a vida lutando por algo que tao efemero quanto grana ou bens. Mas  se ficar ali entre o pobre com digninade e o classe média-média,  talvez,  voce consegue ter uma vida equilibrada sem vender sua alma ao diabo, nem se sentir um escravo da idade média né? 

 

 

 

 

  • Like 2
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

28 minutos atrás, sandrofabres disse:

Nesse caso é um risco mesmo descobrir que passou a vida lutando por algo que tao efemero quanto grana ou bens. Mas  se ficar ali entre o pobre com digninade e o classe média-média,  talvez,  voce consegue ter uma vida equilibrada sem vender sua alma ao diabo, nem se sentir um escravo da idade média né? 

 

O que vc fala é muito verdadeiro !  Infelizmente estamos numa sociedade onde o Dinheiro fala alto , sem isso não se paga contas , luz , nem tem um pouquinho assim de LAZER - que na minha opinião todos deveriam ter ! -  Eu sei bem o que é tentar ganhar uma grana para viver modestamente bem , e ver uma parcela do meu tempo perdido .   Hoje , com mais espiritualidade e conhecimento , estou tentando fazer minha vida melhor .    Bilhões de pessoas precisam "vender a alma ao diabo" para ganhar uma grana , fazendo coisas tãããão efêmeras que em breve voce vai ver toda sua vida passar rápido.   

Não concordo que a Terra é o melhor planeta para evoluir . Como nossos karmas são fortes , e precisamos "pagar" nossas faltas com as leis Divinas , temos que passar por privações , condicionamentos e situações que só aprisionam nossas vidas nesse ciclo financeiro vicioso .

Com tanta coisa para estudar e se reciclar como profissional , muito tempo deverá ser investido -  e espiritualidade acaba ficando em segundo plano . 

 

Vejo as pessoas se escravizando por filmes, dinheiro , comida ,sexo e  viagens . E elas gostam (pedem) de sofrer só para ter esses prazeres efêmeros .   Claro , todos gostam de coisas boas inclusive eu , mas não acho saudável para o espírito viver em função de dinheiro e coisas materiais né....

 

 

 

 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Acho que a nossa busca deve ser sempre casar o espiritual com o material, o espiritual é mais importante, claro, mas nós estamos numa experiencia física, então temos que dar atenção pra esse lado também, a não ser que você queira ser um monge que vive dentro de uma caverna no tibet... 

Você deve buscar justamente o equilíbrio, ser um profissional competente e honesto, talvez você só não será o que ganha mais da empresa/orgão, talvez você não se torne o diretor ou presidente do lugar, talvez você não chegue a ter um iate ou sempre o carro do ano, e não por que não quer ou porque não liga pro trabalho, mas sim porque você tem outras preferencias na vida além do trabalho, você não vai dedicar sua vida SÓ pra ele. Da mesma forma que talvez você viver sua vida só pra espiritualidade e cobrando  (e as vezes cobrando caro) ou não pra ajudar os outros, não satisfaça todas as suas necessidades, como ajudar sua família, por exemplo.

Busque esse casamento, essa união, seja um trabalhador integro e dedicado, seja um buscador espiritual igualmente dedicado, ajude as pessoas que aparecerem no seu caminho sejam elas um cidadão buscando informação no órgão que você vai trabalhar ou alguém perdido no rumo espiritual, não vai ser fácil, ninguém nunca disse que seria, mas vai dar.. confie =) 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, Ashram disse:

Com tanta coisa para estudar e se reciclar como profissional , muito tempo deverá ser investido -  e espiritualidade acaba ficando em segundo plano . 

Espiritualidade tem muito a ver com nossas atitudes diante de tudo. É possível que ela esteja sempre em primeiro plano porque a meta é que a cada segundo nós façamos aquilo que está de acordo com a providência divina. 

1 hora atrás, Ashram disse:

Vejo as pessoas se escravizando por filmes, dinheiro , comida ,sexo e  viagens . E elas gostam (pedem) de sofrer só para ter esses prazeres efêmeros .  

Morpheus2.jpg

Bem vindo à Matrix. 

5 minutos atrás, deeppsky disse:

Acho que a nossa busca deve ser sempre casar o espiritual com o material, o espiritual é mais importante

Concordo. Porque se focar demais no espiritual as coisas no aspecto físico irão se desorganizar e desandar. 

5 minutos atrás, deeppsky disse:

 Busque esse casamento, essa união, seja um trabalhador integro e dedicado, seja um buscador espiritual igualmente dedicado, ajude as pessoas que aparecerem no seu caminho sejam elas um cidadão buscando informação no órgão que você vai trabalhar ou alguém perdido no rumo espiritual, não vai ser fácil, ninguém nunca disse que seria, mas vai dar.. confie =) 

É isso.

E sempre gosto de lembrar de uma passagem bíblica: “Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma?" ("Mat 16:26)

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

23 minutos atrás, José Marcelo disse:

Obrigado pessoal.

 Acabei lendo as respostas de cada um e acabei tendo a conclusão que o equilíbrio é melhor mesmo!

Vou começar a trabalhar isso e utilizar o equilíbrio para tudo, ter uma visão mais sensata..

Até logo. E mais uma vez obrigado!

F O I

Fui!

Sim, meu caro amigo, o caminho do meio é melhor caminho, não tenha dúvidas disto.

Existiu um nobre sábio que construiu toda uma doutrina de amor e compaixão cuja missão era levar o homem a atingir o seu máximo estado de elevação. Este homem se chamava Sidarta Gautama e é muito conhecido até hoje como o Buda ou Buddha e esta doutrina foi descrita como "O caminho do meio" ou "O nobre caminho octuplo" e, por meio dela, uma pessoa esforçada pode até mesmo atingir o Nirvana, pode atingir sua libertação. 

http://somostodosum.ig.com.br/blog-autoconhecimento/o-caminho-do-meio-5107.html

https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Caminho_do_Meio

Link to comment
Share on other sites

Bom, hoje eu percebo que muitas das coisas que você acha essencial pra sua vida, na realidade não são. Maioria delas são desejos que somos induzidos a tê-los. Qualquer um pode viver muito bem com o mínimo e ser muito feliz.

É uma questão de percepção. Será que se matar pra conseguir o emprego x, ganhar x e comprar x coisas vai me fazer feliz, durante todo o tempo ou essas coisas só trazem felicidade passageira?!

Todo mundo precisa de dinheiro, isso é óbvio e fazer o mínimo para consegui-lo é o básico. Mas como foi dito, sempre procurar o caminho do meio. Sucesso financeiro na vida não é sinônimo de felicidade e paz.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...