Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Mais lucidez e Cabala Judaica


Deyvid
 Share

Recommended Posts

Primeiramente, já quero deixar bem claro que não estou fazendo lobby pra egrégora judaica. Cada um segue aquilo com o que mais tem afinidade.

Mas hoje o negócio tava demais, lucidez e autocontrole a mil. Eu sentia que eu podia fazer qualquer que minha criatividade permitisse.

Estava estudando ontem sobre o Tehilim(Salmos) 91 e escaneei(aramaico) e li a tradução de duas porções do Zohar: Pinchas, que teria energias de cura e Vayishlach, que teria energias de proteção.

Bom, vamos lá. Estava tendo um sonho quando de repende me deu um estalo na minha mente: "pera aí, eu posso ficar lúcido". Nessa hora ganhei lucidez e estava num casarão desses de roça, com chão de madeira e sem forro no teto, dava pra ver as armações de madeira e a telha. Coisa simples, nada muito requintado. Esse casarão tinha várias pessoas. Fiquei andando dentro dele sem saber o que fazer, até que vi uma menina pré-adolescente. Não lembro muito bem do rosto dela, só que ela estava com roupas simples e descalça. Chamei ela e disse pra ela me seguir. Estava procurando um cômodo vazio porque quase todos tinham pessoas. Quando eu encontrei, disse pra ela ficar em posição de lótus e comecei a entoar om mani padme hum nessa posição. Enquanto entoava, tentei fazer aparecer um símbolo de reiki ali que tinha visto essa semana, mas não conseguia lembrar dos detalhes. Deixei a menina ali, andei até uma varanda que tinha e tive vontade de ir pro quintal que ficava num patamar mais baixo. Eu tive vontade de voar então lembrei que tinha lido aqui no fórum que pra voar era só sentir o corpo leve e deixar ele ir flutuando aos poucos. Foi isso que eu fiz, sai da varanda e aterrisei no quintal de terra batida. No quintal eu andei e vi algumas pessoas. De repende apareceu um cara gigante, devia ter uns 3 metros. Mas eu lembro do rosto, ele era mulato e tinha uma expressão bem gentil. Lembro até que ele estava com uma camisa com listras horizontais em preto e branco. Ele passou perto de mim e disse: "oi, tudo bem?" com uma voz grossa típica de quem tem gigantismo, mas gentil e eu respondi "tudo bem" e ele continuou andando pelo quinta. Eu sai do quintal flutuando e voltei pro casarão. Dentro do casarão, eu tentava me lembrar de uma oração judaica de cura que tinha ouvido mas não conseguia. Tentei até desenhar o tetragrammaton mas não conseguia lembrar os detalhes. Então resolvi entoar o mantra Kadosh, Kadosh, Kadosh, Adonai, Tsabaoth fazendo imposição de mãos. Caminhei pela casa entoando e apontando as mãos para as pessoas, tentei até visualizar energia saindo das minhas mãos, mas novamente não consegui. Enquanto eu fazia isso, percebi duas pessoas conversando numa mesa pequena, de repente as vozes deles ficaram finas parecido com alvim e os esquilos e eu tive a intuição de que eram demônios/espíritos ruins. Eles se levantaram e vieram pra cima de mim, aí eu comecei a entoar o mantra mais alto e impondo as mãos sobre eles. Consegui manter eles afastados por um tempo mas ai ficou tudo branco e eu acordei.

O interessante de tudo foi que eu me mantive calmo e sem medo o tempo todo. Em experiências anteriores, às vezes eu despertava por ansiedade ou por medo, mas desta vez foi contínuo e eu sentia muito autocontrole. Se eu tivesse mais conhecimento espiritual e esotérico eu poderia ter feito muita coisa ali.

 

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

  • 5 weeks later...
  • 3 weeks later...
Em 27/08/2017 at 12:33, Deyvid disse:

Primeiramente, já quero deixar bem claro que não estou fazendo lobby pra egrégora judaica. Cada um segue aquilo com o que mais tem afinidade.

Mas hoje o negócio tava demais, lucidez e autocontrole a mil. Eu sentia que eu podia fazer qualquer que minha criatividade permitisse.

Estava estudando ontem sobre o Tehilim(Salmos) 91 e escaneei(aramaico) e li a tradução de duas porções do Zohar: Pinchas, que teria energias de cura e Vayishlach, que teria energias de proteção.

Bom, vamos lá. Estava tendo um sonho quando de repende me deu um estalo na minha mente: "pera aí, eu posso ficar lúcido". Nessa hora ganhei lucidez e estava num casarão desses de roça, com chão de madeira e sem forro no teto, dava pra ver as armações de madeira e a telha. Coisa simples, nada muito requintado. Esse casarão tinha várias pessoas. Fiquei andando dentro dele sem saber o que fazer, até que vi uma menina pré-adolescente. Não lembro muito bem do rosto dela, só que ela estava com roupas simples e descalça. Chamei ela e disse pra ela me seguir. Estava procurando um cômodo vazio porque quase todos tinham pessoas. Quando eu encontrei, disse pra ela ficar em posição de lótus e comecei a entoar om mani padme hum nessa posição. Enquanto entoava, tentei fazer aparecer um símbolo de reiki ali que tinha visto essa semana, mas não conseguia lembrar dos detalhes. Deixei a menina ali, andei até uma varanda que tinha e tive vontade de ir pro quintal que ficava num patamar mais baixo. Eu tive vontade de voar então lembrei que tinha lido aqui no fórum que pra voar era só sentir o corpo leve e deixar ele ir flutuando aos poucos. Foi isso que eu fiz, sai da varanda e aterrisei no quintal de terra batida. No quintal eu andei e vi algumas pessoas. De repende apareceu um cara gigante, devia ter uns 3 metros. Mas eu lembro do rosto, ele era mulato e tinha uma expressão bem gentil. Lembro até que ele estava com uma camisa com listras horizontais em preto e branco. Ele passou perto de mim e disse: "oi, tudo bem?" com uma voz grossa típica de quem tem gigantismo, mas gentil e eu respondi "tudo bem" e ele continuou andando pelo quinta. Eu sai do quintal flutuando e voltei pro casarão. Dentro do casarão, eu tentava me lembrar de uma oração judaica de cura que tinha ouvido mas não conseguia. Tentei até desenhar o tetragrammaton mas não conseguia lembrar os detalhes. Então resolvi entoar o mantra Kadosh, Kadosh, Kadosh, Adonai, Tsabaoth fazendo imposição de mãos. Caminhei pela casa entoando e apontando as mãos para as pessoas, tentei até visualizar energia saindo das minhas mãos, mas novamente não consegui. Enquanto eu fazia isso, percebi duas pessoas conversando numa mesa pequena, de repente as vozes deles ficaram finas parecido com alvim e os esquilos e eu tive a intuição de que eram demônios/espíritos ruins. Eles se levantaram e vieram pra cima de mim, aí eu comecei a entoar o mantra mais alto e impondo as mãos sobre eles. Consegui manter eles afastados por um tempo mas ai ficou tudo branco e eu acordei.

O interessante de tudo foi que eu me mantive calmo e sem medo o tempo todo. Em experiências anteriores, às vezes eu despertava por ansiedade ou por medo, mas desta vez foi contínuo e eu sentia muito autocontrole. Se eu tivesse mais conhecimento espiritual e esotérico eu poderia ter feito muita coisa ali.

 

 

Eu venho rezando e me utilizando da egrégora judaica para obter respostas e curas .  Os resultados foram muito bons .  

E sim , também me utilizo do mantra Kadosh , Kadosh , Kadosh , Adonai Tsebayot. :) 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...