• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
Camy1

Diário - Relatos

Recommended Posts

Há uns dois anos eu tinha um tópico aqui sobre meus relatos (procurei e não o encontrei)! Por isso, vou retomar o diário, escrevendo neste tópico aqui.

 

23/09/2017

Eu acordei de madrugada em um prédio velho no astral, fiquem bem empolgada, dei um jeito de sair desse lugar estranho por uma janela.

Quando saí, fiquei cega. Lembrei-me de tentar enxergar algo simples, então posicionei minhas mãos astrais na frente dos olhos e tentei enxergá-las. Nessa hora a visão se abril e eu percebi que estava no umbral, tinham muitas mãos vindo em minha direção, as pessoas eram deformadas, me tocando... Eu fiquei  a p a v o r a d a  (mas percebi que alguns correram quando perceberam que eu tinha começado a enxergar), retornei para o corpo.

Em seguida, dormi e acordei dentro de uma espécie de hotel, lá nesse quarto chegou duas mulheres estranhas, com roupas de homem, vindo em minha direção.

Por onirismo eu comecei a enxergar em uma delas a minha mãe, e começamos um diálogo: 

Ela: "Você não vai me confundir com sua abnegada mãe, né?" E deu um riso.

Eu: Nossa mas vc parece com alguém de minha família!

Ela: "ah tá tá... vem aqui, acorda, olha pra mim" (meio sem paciência)

Eu: an oi...

Ela: "Qual era o projeto de janeiro???"

Eu: seu ou meu?

Ela: Nosso, se fosse só meu você não saberia.

Eu: Não me lembro agora... Mas vem cá você é parente minha, parece conosco lá de casa...

Ela: Só posso dizer que passo às vezes pela humanidade (debochando, querendo parecer que fosse grande coisa, na hora eu caí, só agora refletindo percebi a falsidade dela)

Comentário sobre a experiência: O local em que eu estava era uma zona sexual, essa mulher debochada e impaciente jamais poderia ser mentora kkkk... na hora eu fiquei reverenciando, como se fosse. Acredito que ela anda me acompanhando, porque ela veio meio que me lembrar de um projeto meu de janeiro, que agora não vem ao caso, como se fosse resposta a umas preces que venho fazendo, pedindo iluminação para tomar algumas decisões.

 

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

E essas preces, voce fala durante elas, ou só pensa? Porque se falar, qualquer entidade proxima ali pode ouvir, se só pensar, ja restringe, porque entidades mais primitivas  nao lerao seus pensamentos.  Não estou dizendo que somente os mentores saberão seus pensamentos, mas ja cria um filtro a mais né? 

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

SONHO/REMEMORAÇÃO VIDA PASSADA

Estava em um barco (caravela), nesse barco eu era uma mulher alta e magra, com vestido da épocas passadas, a minha filha naquela “vida” estava numa espécie de manjedoura (ela era a Valentina minha filha nesta vida, no corpo desta vida?).

Tinham dois homens, um deles mais na visão periférica, observando a cena da família. Reconheci aquele mais distante, é o pai da Valentina nesta vida atual. Lá ele era diferente, mas o reconheci (não sei como).

O outro homem, que era meu marido naquela vida, esse não identifiquei precisamente quem era, talvez não esteja comigo nesta vida?

Foi interessante e real, diferente de um sonho, era como um flash de lembrança viva. Por isso acho que seja uma rememoração e não um sonho qualquer.

106902_papel-de-parede-caravela-106902_1024x768.jpg

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Qual caminho de crescimento escolher, qual mestre seguir?

R: Devemos seguir a nossa própria razão, submetendo-a ao crivo da caridade. De nada valerá todo o entendimento, sem amor no coração.

As religiões são fontes do conhecimento divino, benéficas para os homens, pois estes sempre buscam a segurança dos grupos.

Então, a religião tem sua utilidade para aglomerar pessoas, para que estas tenham contato com a filosofia divina, que as remeterá ao vislumbre de uma realidade maior.

Entretanto, nem todos precisam seguir a religião, basta seguirem a filosofia do amor.

Mas há algo curioso, embora tentemos nos distanciar dos grupos, buscando nossa própria filosofia, quando atingimos determinado grau de entendimento, olhando os irmãos que assim ainda não se desenvolveram, vem aquela necessidade linda de ampará-los.

Mas como ajudá-los? A saída é criar uma nova religião? Não há uma receita, mas, desse anseio interno, surge o sublime ato de caridade.

Antes de criticar a religião, deveríamos analisá-la sob o prisma da boa vontade de alguns que ali pelejam, que tentam ativar o entendimento de Deus naqueles que estão em níveis mais arraigados de materialidade e inconsciência.

Na verdade, para saber se nós estamos no caminho certo, devemos presar por aquela máxima de Jesus, que pregou a caridade.

Se formos teóricos, estudiosos e críticos, cínicos sobre tudo, que bem faremos? Que utilidade terá nosso saber?

Há ainda outro ponto, muitos criticam os rituais, as exteriorizações de atitudes pregadas na maioria das religiões, mas em nada criticam o exacerbado método descritivo do plano espiritual, ou astral. Com ênfase na engenharia e questões energéticas do que na moral pessoal.

O que é mais condenável: conversar com uma imagem ou perder-se em divagações acerca da engenharia do outro lado?

Não nos prendamos em buscar entender os mecanismos do outro lado, pois, na terra, nossa atenção deve estar voltada para o amor, o exercício do bem, o trabalho cotidiano de perseverança, paciência e dignidade.

Não há mal na curiosidade ou nesse ou naquele detalhe e conhecimento, o perigo está em perder o foco do objetivo primordial, que é a elevação da moral interna.

A mestra que devemos seguir é a razão, devidamente depurada na peneira do amor, da lógica, da autocrítica, do equilíbrio, do respeito, da caridade, da humildade, da paz e da dúvida.

 

(Esse não é bem um relato, é uma texto que escrevi. Durante o processo eu estava pensando utilizando meu raciocínio, mas confesso que me senti bem inspirada. Pode ser uma espécie de sensitividade com algum espírito próximo? Ou mero exercício de minhas próprias faculdades mentais? Confesso que a resposta não faria muita diferença, o mais importante foi que eu acabei concordando com a mensagem. Outros discordarão dela, isso é normal. É importante que cada um busque usar a autorrazão e, assim, evoluir com esforço do próprio raciocínio. Não sou bem espírita, mas acredito que kardec estava certinho ao dizer "Fé inabalável só o é a que pode encarar frente a frente a razão, em todas as épocas da Humanidade"; ou seja, apenas a Verdade é inabalável... mas o que é a Verdade, isso é a grande questão da humanidade...Por isso lido bem com incertezas, pois apenas estas nos impulsionam para novas verdades)

Razão-696x435.jpg

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

25/09/2017

Fui dormir ao som de uma música para limpeza energética de ambientes.

De madrugada acordei em paralisia, percebi que estava parcialmente desencaixada e o quarto que via era o quarto do astral.

Tentei "respirar" calmamente e observar o ambiente, que estava barulhento!

Percebi que no astral do quarto estava havendo uma tempestade, olhei ao redor e pude visualizar raios e ouvir trovões no ar... no chão eu vi um rio fortíssimo correndo, minha cama estava no meio desse “mar”. Ali havia alguém sendo levado pela água, nadando contra aquela corrente [será algum espírito que ali se encontrava?].

Hoje penso que meu cérebro possa ter interpretado o movimento das energias sendo "varridas" como água, por ser algo parecido (quem sabe?)

Foi interessante! Deixarei mais músicas do tipo tocando em casa rs...

Entretanto minha filha dormiu pouco, acordou mais à noite, será que ela foi afetada?  Farei essas experiências com ela em outro cômodo!

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Dezembro de 2015

Vou visitar uma tia com minha família...

Resolvo tirar uma soneca durante a manhã... durmo e "acordo" paralisada no colchão (percebo que estou vendo o quarto no astral), ouço uma barulho na porta, lá uma menina de 7/8 anos sorri e brinca com a mão para o meu lado...Sinto algo se mover ao meu lado na cama, olho para o lado e vejo uma menina de 3/4 anos abraçadinha comigo, morena, cabelos escuros, olhos claros... olha pra mim e sorri. Acordo assustada, conto minha mãe, que fica toda arrepiada com o meu "Sonho".

Passam-se alguns dias, ainda dezembro de 2015, vou à praia com minha irmã...Aproveitando a água do mar, faço uma exteriorização de energias, mergulho várias vezes, fazendo preces e entoando pensamentos bons, sinto-me revigorada. À noite vou dormir, muito relaxada, logo adormeço. "Acordo" em um local, fazendo ponte entre "uma voz" e duas senhoras que conheço (era uma voz, mas eu conseguia ver mais ou menos a fisionomia desse homem, que era alegre e calmo, não sei explicar essa percepção), por ordem desse homem agradável eu entrego para elas fluidos energéticos em forma de flores, bem interessante, dando instrução para colocar as flores nos travesseiros dos filhos quando retornarem à casa. Ao terminar a tarefa, a voz  me pede para esperar, eu pergunto por quê? Ele diz: aqui tem uma flor para você levar, é para a menininha que virá; Eu nao entendo bem e acordo no corpo físico.

Janeiro de 2016: acordo sonolenta no meu quarto e vejo a menina que vi na porta do quarto na casa de minha tia saindo correndo pela porta, indo para o corredor, um vulto rápido, mas reconheço o cabelo liso amarrado (dessa vez eu vi do corpo físico mesmo! Muito raramente consigo ver, já vi umas duas a três vezes).

Fevereiro de 2016: resultado de gravidez positivo.

Outubro de 2017: Minha filha está quase completando 1 ano e está cada vez mais parecida com aquela lindinha que estava deitada comigo na cama, em dezembro! Meu amorzinho :-P

 

Depois disso tudo eu sei que nao viajo na maionese, viagem astral é real, eu vi minha filha antes dela nascer.

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites

2013

Em algum dia de 2013, vou para minha cidade natal visitar meus pais, eu estava iniciando meus estudos sobre viagem astral e estava muito empolgada.

Como sempre acontece, fui tirar um cochilo, "acordo" paralisada, percebo que estou vendo o quarto no astral, como acontece muitas vezes, tento sair e estou presa no corpo, do peito para cima peso um 1000 toneladas. Resolvo analisar o quarto astral e relaxar. Vejo energias fortíssimas se movendo nas paredes daquele quarto (onde passei a adolescência), com inscrições em língua estranha a mim que se modificam e símbolos diferentes. Acordo.

Ainda durante esta visita, acordo visualizando o quarto astral, não tento sair, sinto alguém segurando minhas mãos astrais, olho para o lado, é um ET! kkkk... Mas ele é fluídico, só consigo visualizar o chakra cardíaco (roxo), ele está do meu lado, não tenho exatamente medo... mas fico surpresa, no mínimo. Acordo receosa.

 

Como assim chacka cardíaco roxo/lilás?

 

7 purple.jpg

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

2013

PRIMEIRA PROJEÇÃO

Tinha pouco tempo estudando o tema.

Acordei de manhã, fiz uma prece... naquela época eu não estava nada bem, hoje sei que estava mal porque hoje me sei o que é estar bem...

Ao sair de casa resolvo chamar os mentores, no início eu vivia chamando mentor... pensei: hoje vou chegar lá pelas  20:00 vou me deitar e tentar sair, venham me ajudar! (Audácia kkkkkkkk, como se eles não tivessem nada mais importante pra fazer). Sem saber o porquê, entrei no carro e me fui, com a sensação de que o compromisso tinha sido "aceito" por alguém do outro lado (kkkk).

Chego do trabalho esgotada, sinto as energias se movendo, deito antes das 20:00, entoo o FA RA ONNNN (não sei o motivo, mas hoje em dia não me sinto bem em utilizar esse mantra, naquela época eu tentava de tudo pra "sair" rs)... Sinto os 7 chakras perfeitamente girando, apago. Acordo com as pernas astrais sendo puxadas, olho pra cima e tem um "fantasminha" me puxando heheheh, ele era só uma "gelatininha" (gasparzinho transparente) flutuando e me agarrando pelo pé... Tento sair mas nao desgrudo a cabeça. Acordo me borrando de medo aahhahahahaha....

Gasparzinho_O_Fantasminha_Camarada.jpg

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

2017

Algum dia de 2017: Vou dormir sem nem pensar em projeção; peço as bênçãos como sempre. Adormeço. Acordo em um extenso gramado, avisto uma casa no meio, envolta por um rio de águas por todos os lados. Percebo que estou no astral. Penso "Vou entrar ali" e me teleporto para a varada dessa casa branca. Ali é uma escola, várias salas. Algumas salas com cadeiras empilhadas, sem alunos. Na varanda avisto um espírito, acabei vendo nele o Neymar! (kkkkkk). Dou umas balançadas nele, porém ele está dormindo em pé. Sigo adiante, entre numa outra sala, vem uma professora e me entrega um livro. Eu pergunto "o que é isso". Ela disse "Oi, você vem muito aqui estudar" "Não são muitos que conseguem alcançar este lugar" "Outros chegam aqui e não acordam" "Você vem aqui e não se lembra, mas vai acumulando algo aí dentro de você". Abri o livro e, não era bem um livro, ele era interativo, o sumário tinha link! Ela disse, hoje eu estou ensinando sobre o problema das pessoas na terra a "Debilidade Mental do Sono", temos que tirar mais pessoas desse processo. Estudamos aquele livro por um tempo. Ela diz: 'Camila, sua filha vai te chamar e você vai embora' Tchau!. Minha filha grita rs, acordo para amamentar.

gramado-manicured-grande-campo-verde-13607551.jpg

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites

08/10/2017

Acordei em astral com um zé gordão me abraçando... não é a primeira vez... Falando babaquisse em meus ouvidos, mas nada de sexual.

Eu tenho problemas alimentares (compulsão), ressalvando a minha parcela de responsabilidade, pois eu tenho também que ter autocontrole, estou começando a achar que esse manezinho me assedia...instigando-me a comer guloseimas.

gordo.thumb.jpg.95c6098a7b22662a092245dc0c451bc5.jpg

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

15/10/2017

Fui tirar um cochilo à tarde e acordei em EV... Tive várias saídas com pessima qualidade de visão.

Fiz vários EVs e numa dessas saídas fui parar em um local, nao via nada... sentia algo pesando me agarrando no peito e na barriga... fiz OLVE e abri a visao, pra minha surpresa o peso era um espirito agarrado em mim (imitando um bebe em canguru, acho que imitava minha filha)... ele era magro e estranho. Fiz outra OLVE ele ficou em pé e ameaçou retornar, pensou que eu tinha dormido.

Aí veio o mais legal! Fiz a conjuração de júpter nele e ele puf... acordei em seguida.

Sei que a conjuracao é forte, mas ele foi atrevido, eu empurrei e ele veio de volta.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Engraçado, primeira vez que vejo um relato desses. O Robert Bruce relata algo similar, ele chama de caroneiro acho. Paree uqe recomedna empurrar para baixo mesmo, como quem despe um macacão. Foi o que entendi do relato, mas achei esquisita a descrição dele, não entendi bem. Agora lendo a sua, acho que é o mesmo caso.

Veja aqui onde diz hitchhiker (o texto do link abaixo é da edição antiga do Astral Dinamics)

https://www.bibliotecapleyades.net/ciencia/astral_dynamics/astral_dynamics34.htm

Aqui tem o texto da nova edição, com a opção que te falei:

 

Citar

OBE Hitchhiker Syndrome

 

            The OBE hitchhiker syndrome is a rare type of OBE problem. This affects less than 1 percent of projectors at some time, but is worth mentioning, just in case.

            There are many variations, but it will be something along these lines: After the exit, you become aware that someone is holding on to you from behind. You may see a pair of arms encircling you. This being may be silent or may speak and answer. You may feel you are being carried by it, or you may feel you are carrying it. If it answers, it will usually give cryptic or nonsensical replies. You will sometimes be able to turn and see it. When looked at, it may abuse you or it may not. It may do and say nothing. It may appear to be asleep.

            While this phenomenon could be a hallucination relating to the dweller phenomenon, it could also involve something else. An easy way to tell if this is a good spirit is to politely ask it to leave; or to leave and return in one month. A good spirit will understand and leave immediately. A mischievous spirit will refuse or will make up excuses, e.g., I know what's best for you; we have urgent work at hand, etc. Again, good spirits will always honor your wishes and leave.

            The best action to take is to remove the hitchhiker from your space and then return to your physical body. There are a few ways to accomplish this.

            Order it to leave your space: "I command you to leave my space and never return." Be forceful.
 

            Make strong verbal commands to your higher self, such as, "Remove this spirit from my space," or, "Cleanse my body of spirits," or affirm, "My body is free of spirits."
 

            Another approach is to land somewhere next to a wall or a tree. Reach up with your hands to your head and push down on the entity, forcing it down through you and into the earth. As you do this, move your feet as if you are climbing it and pushing it into the earth. You will feel it dislodging as you climb higher. It will feel like you are climbing through and pushing thick gooey mud out of your body. When you have it down to your hips, reach up for the wall or tree and climb up it or through it with your hands as your feet push the rest of it into the earth. Climb and fly away as soon as you feel free.
 

            Repeat all the above methods as necessary. Do not succumb to fear. Try the nice ways first, and then be as forceful as you need to be. Some courage and faith may be needed. Look upon this as a test. You do not have to allow a situation like this to continue.
 

            Once you feel you are free of the hitchhiker, fly away and return to your body. Immediately get up and take a shower. Imagine you are washing yourself clean with brilliant light inside and out as the water flows over you. This water/light shower is an effective way of removing negative energy traces from the physical body.

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se não me engano, o Robert Monroe também relata algo parecido com isso. Não sei dizer se é outra coisa mais comum, pois não me recordo bem da descrição dele porque faz alguns anos que li.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
9 horas atrás, sandrofabres disse:

Já no fórum do Bruce, essa "criança" para eles parecia outra coisa, ehehe:

http://www.astraldynamics.com.au/showthread.php?13930-Astral-Hitchhiker&p=111198#post111198

 

Gostei da resposta da entidade:

Citar

Another night I was flying around and sensed the astral hitchhiker on my back again and I asked him what he wants and he answered, that he likes to watch my interesting life.

Espertinho, hem...:)

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
16 horas atrás, sandrofabres disse:

Já no fórum do Bruce, essa "criança" para eles parecia outra coisa, ehehe:

http://www.astraldynamics.com.au/showthread.php?13930-Astral-Hitchhiker&p=111198#post111198

 

must say, that I did like him. Okay, he looked like Gollum form Lord of the Rings and had three long fingers (like an alien grey) with that he was always holding my shoulders, but he was somehow sweet I'd say, maybe like a pet.  And it was kind of funny to fly around with him like showing a kid the world around. Now after a half year (last week) I got lucid within a dream and switched immediately to my astral body. In the moment I switched to my astral body I sensed a curios feeling behind me. Someone massaged my neck, exactly at this point where my astral chord is. Now I believe, the astral hitchhiker is back. It seems for me, that he was massaging my neck to stimulate my astral body.

 

É exatamente isso!!! Legal ter ocorrido e o fato de que eu nunca tinha lido sobre o caroneiro kkk....

Era magrelinho estilo smigol mesmo kkk...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sobre esses "golluns" do astral...

Uma vez eu vi algo batendo na janela do meu quarto com força. Senti que havia uma entidade ali, ignorei e voltei a dormir. Aí, passado um tempo, eu vi um ser raquítico, de um metro e meio, marrom, todo deformado, o Gollum era até bonito perto daquilo, gritando com raiva querendo entrar no quarto, fazendo escândalo mesmo. Ocorreu algo curioso: naquele instante parece que minha personalidade mudou completamente, não sei o que houve, mas fiquei muito, muito sério. Se eu me visse assim teria medo de mim mesmo hehehe. Aí eu olhei pra criatura e mentalizei com um foco mental bem forte: "Sai daqui, agora!!!". Eu o bicho saiu gritando de lá.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Lembrei agora que eu ja tinha atebcomentado aqui sobre ter sido acordado pelo que parecia um Smurf magricelo, que não parava de me cutucar. Parecia querer interromper meu sonho para que saíssemos em astral:

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

images.jpg.0eb76c3b814a36260d1ec683ef49ddc2.jpgCerta vez acordei com alguém falando sobre amor e dizendo pra ficar calma, em certo momento me vi numa maca sendo levada por uma mulher de branco e usando oculos rs, paralisada, de início eu fiquei voando no quarto, envolta numa luz verde com pequenas mandalas verdes (Neste mesma manhã a mae de uma colega de trabalho faleceu dormindo, tem uns 3 anos, mas desde entao tenho a sensação de que eu tenha presenciado a morte dela, espiritualmente, para dizer a ele que ela nao sofre); mas, como pode ser tudo loucura, nunca ousei falar nada pra ele... de tempos em tempos algo meio que me puxa isso na memória, como cobrando pra eu contar pra ele.

Foi uma experiencia super legal, uma das melhores que já tive, era muito amor envolvido ali rs

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

04/11/2017 De madrugada

Acordo já saindo do corpo, saio da cama do tamanho de uma criança (lembro das dicas do Sandro e mentalizo o corpo crescer), fico do tamanho normal.

Chego no corredor e o ambiente ainda está muito escuro, digo várias vezes "mais clareza" "mais clareza"; olho as mãos fixamente e continua escuro (esqueço-me de fazer OLVE).

Chego à sala na escuridão e começo a cantar belilim para ver se me lembro. Não sei por que motivo ao invés de limpar o ambiente o belilim parece ter atraído alguém: uma luz aparece e começa a se jogar pro meu lado (brincando, me assustando), eu faço o pentagrama e nenhum efeito sobre a luz; faço a conjuração e nenhum efeito.

Continuo ali agoniada no escuro lutando com essa luz (na hora fiquei assustada, mas agora penso que foi até engraçado).

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

06/11/2017

Não é bem uma projeção, mas tiver um despertador astral :-P

Minha filha costuma acordar às 07 em ponto, por isso nem tenho deixado o despertador para acordar para ir ao trabalho.

De manhã, ainda dormindo, começo a ouvir alguém falar sobre horário "Valentina dormiu muito, elas1esqueceram de te acordar; se você levantar agora ainda dará tempo de se arrumar"

Acordo ainda ouvindo algum sussurro, olho para o relógio e são 07:30.

Agradeci a ajuda inusitada :? e fui me trocar rsrs

_____________________

1 "ELAS" Minha mae e minha a minha ajudante estavam aqui em casa já, esperando eu e minha filha acordarmos e não se tocaram de que eu deveria levantar rsrs.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

21/01/2018
Fiquei consciente flutuando acima do corpo.
Fiz meu corpo subir intencionalmente, passei pelo teto e fui parar em outro local. Permanecia deitada na mesma posição e próxima ao chão. Decidi afundar na terra, feito isso após alguns centímetros eu passei para outro local, estava no céu, era de dia. Após isso acordei.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

25/02/2018: fui tirar uma soneca. Acordei me separando do corpo. Saí pela sala. Passei pelo portão de casa e cheguei a uma sala de aula, que preparava pessoas para um concurso ou desafio nesta vida, não compreendi bem (a prof. disse que o estudo lá coloca ideias inatas nesses escolhidos que facilitariam nos estudos aqui da terra).
Em determinado momento, fiquei lastreada de energias e fiquei cega. 
Alguém disse para eu fazer a manobra de rodopio no astral, de sorte a me libertar do energossoma.

Eu rodopiei e saltei para fora daquela "casca" e comecei a ver novamente.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.