• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
luciano_caldas

Síndrome de Swedenborg x Síndrome de Waldo Vieira

Em sua opinião qual deve ser o ponto de Equilíbrio sadio entre os dois extremos (as duas síndromes)?  

48 members have voted

  1. 1. Em sua opinião qual deve ser o ponto de Equilíbrio sadio entre os dois extremos (as duas síndromes)?

    • Na Harmonia da racionalidade consciencial com sentimentos elevados.
      31
    • Procurar ser um pouco mais racional (mentalssomático).
      4
    • Explorar mais os sentimentos e as emoções psicossomáticas.
      1
    • Nenhuma das opções acima. Tenho a minha própria opinião.
      12


Recommended Posts

Caro Marcelo!

Acredito que vc me interpretou erroneamente!

Em nenhum momento escrevi alguma coisa no post anterior movido por orgulho!

Eu apenas coloquei no papel a minha opinião!

Nada de mais!

Apenas expus de forma tranqüila o que penso: Gosto do trabalho (fantástico) do Waldo, mas tenho maior sintonia (pessoal) pela “linha” do trabalho consciencial do Wagner.

Mas de forma nenhuma, pelo simples fato de admirar determinado trabalho de um parapsíquico em detrimento de outro, de forma alguma minimizo a importância do trabalho consciencial de outros, pois é apenas uma opinião minha, personalíssima e relativa.

Acredito que foi muito importante a saída do Waldo do movimento espírita, assim como a saída do Wagner e de outros pesquisadores/projetores do IIPC, pois estavam necessitando alargar suas investigações conscienciais.

Em relação ao Kardec, admiro muito o racionalismo dele. Ele era uma consciência altamente serena, prezava a ciência e era detentor de um grande senso de coerência em suas investigações e pesquisas.

Na minha opinião o melhor livro da Codificação Espírita foi o “Livro dos Espíritos”. Trata-se de um livro de Filosofia Espiritualista, que não tem uma gota de religião.

Mas por favor, esta é apenas a minha opinião pessoal, baseado em meu discernimento ominiquestionador e personalíssimo!

Não entendi a sua colocação através do termo “misticismo equilibrado”!

Apenas expus o que através do meu discernimento acredito ser o COERENTE e o SENSATO ao equilibrar o emocional do Psicossoma com o mental do Mentalssoma.

Apenas isso! Não impus, mas apenas Expus!

Quanto a consciência Jesus de Nazaré e as posições do Waldo até cunhando-o com o termo chulo “trintão virgem” só tenho uma coisa a dizer : Não sou cristão, espírita, mulçumano, teosofista, etc...me considero um livre pensador (buscando respeitar as diversas linhas de pensamento e opiniões sejam elas religiosas, filosóficas, espiritualistas e /ou conscienciais), mas este desprezo que o Waldo se reporta a Jesus em minha ótica PESSOAL é infeliz!

Já se passam de 2000 anos da passagem deste mestre consciencial por aqui e um dos seus maiores ensinamentos que foi o PERDÃO (não o perdão “religioso”, mas o perdão como ato consciencial de inteligência!) é um ensinamento muito pouco assimilado pela nossa sociedade intrafisica.

Por isso, valorizo através do meu DISCERNIMENTO as pérolas conscienciais deste professor consciencial que materializou-se através do nome Jesus.

E o legal é que não preciso ser cristão ou religioso para admirar com respeito e lucidez os ensinamentos conscienciais desta consciência desperta.

O importante é sabermos “surfar” com universalismo por entre as mais diversas e distintas “ondas” do conhecimento multidimensional humano, seja de qual linha, natureza ou área consciencial for, mantendo o nosso DISCERNIMENTO ACESO E INVIOLADO.

O tão conceituado “Sub-cérebro abdominal na verdade é querer rivalizar apenas os 10% de diferenças que há entre as diversas linhas conscienciais, enquanto há 90% de “coisas iguais”!

Estamos no mesmo barco energético-vibracional que é este planetinha azul, cheio de ensinamentos e apredizados.

Acima de nós, há diveras Fraternidades espirituais ou como queira Oficinas Extrafísicas UNIDAS em prol do BEM da Humanidade, física e extrafisica!

Um fraterno abraço!

De um cara tão bom quanto você, e dos demais colegas daqui do GVA e de qualquer lugar e dimensão (cheio de traços fortes, traços fracos, virtudes e falhas, mas querendo MELHORAR a cada dia e se tornar um ser humano menos chato e mais elegante!)

Luciano

Share this post


Link to post
Share on other sites

Meus caros,

Primeiramente gostaria de dizer que não sou conscienciólogo, mas já participei do IIPC por algum tempo entre 2002 e 2004.

Na minha concepção particular estas duas síndromes fazem sentido!

Em um extremo, observamos o Swendenborg radicalizando a sua tarefa bioconsciencial e parapsíquica do Técnico (com abertura e equilíbrio) para um quase fanatismo religioso e litúrgico.

No outro extremo, temos o Waldo Vieira radicalizando sua programação existencial do aspecto Espiritualista Sadio em harmonia com a Técnica para uma proposta cientificista quase tão fanática como uma religião, se configurando na verdade como uma pseudo-ciência neo-religiosa, cheia de dogmas conscienciológicas.

Prezado André, não achei que o Luciano Caldas moveu-se com orgulho ao apenas expor a opinião dele. E outra: Assim como ele, não entendi a sua colocação “Misticismo Equilibrado”. Essa sua expressão me soou bastante preconceituosa, me lembrando a postura alguns conscienciólogos fundamentalistas que se baseiam em suas “didáticas mentalsomáticas agressivas ao se reportar a outras linhas conscienciais de pensamento.

Assim como você, também conheço o CEAEC e senti lá um clima exagerado de hierarquia (quase religiosa), com um patrulhamento ideológico quase que constante. Esta mesma impressão já foi relatada por outros pesquisadores como o Vasco Vasconcellos, o Dalton Roque e o César Machado (de Brasília). No IIPC, inclusive é terminantemente proibido manifestar qualquer sinal de psicossoma. Os caras tem medo de psicossoma. Na verdade trata-se de uma repressão consciencial profunda. E ficam lá, “caçando” qualquer pessoa que manifeste sinais psicossomáticos, como se fosse uma caça as bruxas. Parece um grupúsculo com ranço de qualquer coisa que manifeste sentimentos, emoções ou espiritualidade sadia, lembrando os religiosos cristãos daqui do Ocidente que reprimem uma sexualidade sadia.

Inteletctualidade não é discernimento.

Neologismo não é comunicatividade.

Autodomínio bioenergético não é lucidez.

Parapsiquismo não é espiritualidade.

Competência evolutiva não é grupúsculo fechado com ranço de superioridade.

Percepção e parapercepção não é consciência.

Dei o meu recado, pois lá no IIPC eles não admitem críticas, não sabem ouvir e adoram impor suas "verdades" goela abaixo!

Engraçado como o André se reportou a consciência Jesus, quase que agindo como um “homus imitatus” (imitando as verborragias absurdas e xiitas do Waldo).

O que acho o cúmulo do ridículo é o Waldo meter o pau em tudo, inclusive em Jesus taxando-o de imaturo. O Waldo se acha tão maduro, mas tem tantas coisas que tive acesso com outros sensitivos e pesquisadores (inclusive da época do CCC) que por sinal pularam fora do IIPC que o detonariam.

Fez bem o Waldo em sair do movimento religioso espírita, mas ele estagnou em determinado momento. Sua maior contribuição foi o estudo da projeção consciente em seu livraço de capa azul “PROJECIOLOGIA”...o resto é quase tudo dogma conscienciológica, que quem possui um mínimo de inteligência , discernimento e lucidez não aceita!

Gostaria de compartilhar com vocês à guisa de boas reflexões boa parte de um lúcido e ponderado texto (“Pra Não Dizer que Não Falei das Flores” de 3 de Novembro de 2010) do projetor consciente veterano, sensitivo e ex-colaborador do IIPC Vasco Vasconcellos retirado do seu Blog : http://umaviagemastral.blogspot.com/

O Vasco Vasconcellos participou daquele que foi o embrião do atual IIPC, o CCC – Centro da Consciência Contínua, no Rio de Janeiro que tinha sensitivos e pesquisadores como o próprio Vasco, o Waldo e o Wagner Borges.

Boas reflexões e bons discernimentos!

Saudações Fraternas!

Mirandinha

“O tempo passou. No entanto, vejo que pouco mudou. O homem continua achando que idéias se impõem pela força e não poupa aquele que atravessa no seu caminho. Um dos exemplos disso é a atual postura do CEAEC em continuar e instigar o conflito entre Waldo Vieira, Chico Xavier, aos espíritas e também ao movimento espírita. Não tenho religião. E por causa disso que me sinto a vontade para comentar esse assunto”.

“Boa parte dos componentes do CEAEC tem por premissa, julgar-se que são os únicos beneficiados pelo trabalho de Waldo Vieira que escreveu a magnífica obra “Projeciologia”, que representa marco divisório entre o antigo e o moderno da projeção consciente. Pois bem, pensando eles que só pelo fato de terem o Waldo já se consideram os melhores em qualquer situação. Se não admitem publicamente, internamente consideram-se assim”.

“Outra postura também adotada por eles (do IIPC – CEAEC) é a reserva na troca de conhecimentos com outras pessoas, associações ou entidades representativas de ordem filosófica de conotação científica ou religiosa”.

“Essas pessoas vendem imagem que deles é própria ao contrário do que é realmente o CEAEC, que prima pela organização de postura rígida no que diz respeito ao seu patrimônio físico procurando sempre, fazer o melhor e também, a divulgação de Estados Diferenciados de Consciência. Exemplo disso é a biblioteca (a Holoteca) com aquela imensidão de publicações a respeito da projeção da consciência. Imensidão essa que se traduz numa luz guiando aqueles que dela recorre. Imensidão essa que não se traduz no aspecto físico e sim, na grandeza também de uma livraria localizada dentro do próprio CEAEC que, demonstra o caráter universalista que deve guiar toda e qualquer loja desse segmento”.

“Na contramão desse trabalho temos um grupo de conscienciólogos que aderem a intriga com o propósito de desvalorizar pessoas que tem o Cristianismo e Espiritismo como suas religiões. Além do mais, alimentam um caso mal resolvido de Waldo Vieira com Chico Xavier. Um desses episódios aconteceu na década de sessenta na questão das materializações de Uberaba. Na ocasião eu contava com dezesseis anos de idade. Veja quanto tempo passou”.

“Tudo indica que diante dos acontecimentos o Waldo não superou aquela situação até hoje e na menor oportunidade vem a carga expor sempre o mesmo assunto. Assunto esse que ao conhecer o Waldo quando do nosso encontro no Rio de Janeiro ele me confidenciou essas coisas de Uberaba e pediu sigilo absoluto. E hoje temos parte do que ele disse para mim na época, sendo tudo jogado na internet. A outra parte se não vier a público, levo comigo para minha sepultura”.

“Esse é um caso clássico da influência da consciência psicológica atuando na mente da pessoa em que ela, a pessoa, torna-se refém do tempo psicológico. A rigor, é visível que está havendo falta de trabalho no sentido de pesquisar e extrair tudo que o CEAEC possa oferecer aos cientistas que lá estão, pois, material físico e capacidade eles tem de sobra. Mas, inserido nesse contexto um grupo de conscienciólogos teima em não deixar o CEAEC avançar nessa área. Aliás, não sei para que serve um conscienciólogo. Sinceramente não consigo encontrar um espaço que ele possa se encaixar”.

“Para dificultar ainda mais o bom andamento do trabalho e da instituição, eles dispensaram todos os projetores que poderia contribuir com os experimentos que tanto necessitam. Sem projetores, não vão a lugar algum. Vão ficar somente teorizando, pois, são os projetores que dão o aval aos componentes que constituem os Estados Diferenciados de Consciência, principalmente de consciência projetada”.

“Os créditos para se fazer qualquer curso de aperfeiçoamento são sempre três dígitos antes da vírgula. Não vou dizer que o material seja bom ou ruim, mas esse preço só quem pode pagar é alguém da classe A e pessoa assim não se interessa por cursos dessa natureza, principalmente com propostas evolutivas, pois, alguém que está no topo da pirâmide da economia brasileira não vai se interessar em proposta que vai lhe exigir tomada de postura que não condiz com a qual ela se sente muito bem. Então temos aí só uma classe social realmente interessada nas propostas evolutivas do CEAEC que também não deixa por menos ao resistir de fornecer bolsas de estudos aos menos favorecidos, economicamente falando”.

“Aliás, essa situação, apresentei há tempos no sentido que o instituto fornecesse bolsas de estudos para dois alunos a cada grupo de cinqüenta pessoas. E que também adequasse os preços dos cursos as realidades regionais de nosso país. Sugeri isso numa reunião que fizemos no instituto em São Paulo, num domingo de um mês qualquer em 1988, proposta essa que foi rejeita pela cúpula não só da capital paulista, mas também do Rio de Janeiro que era representada pelo Waldo e mais uma senhora que vieram daquela cidade para a reunião. Minha proposta não foi sequer levada em consideração”.

“Ao longo do tempo o CEAEC, caracterizou-se por ser uma entidade fechada no sentido de manter contato com mundo exterior, a não ser que fosse para divulgar seus próprios postulados. Isto é, deles para as demais entidades. O sentido vice-versa da recíproca verdadeira de relações externas, nem pensar. Dezenas de pessoas que a primeira vista aderiu a proposta da Conscienciologia partiram com as esperanças que dispunham em busca de um sentido que lhes dizia ser o que sempre procuravam. E assim que chegaram a instituição foram sofrendo humilhações de todos os tipos. E ninguém suporta uma situação desta. Ninguém vem ao mundo para ser desvalorizado.”

“A rigor, administrar talentos não é o forte do CEAEC. Desde a época do antigo Centro da Consciência Contínua (CCC, que funcionou no Rio de Janeiro entre 1980 e 1981) até os dias de hoje, um tempo deveras importante passou. Nada foi pesquisado que pudesse ser apresentado como elemento insofismável para mudar um paradigma que desse uma guinada no pensamento cientifico contemporâneo. As pesquisas que foram feitas desde o início do assunto Projeciologia, tomaram destino ignorado. Experimentos relacionados a mais alta vertente paranormal não se tem notícia de onde foram parar”.

“É fato que pessoas da cúpula do CEAEC não se sentem bem em buscar no passado do Instituto a história de como tudo começou. A linha do tempo foi criada e até hoje segue a seqüência temporal e espero que continue assim por muito tempo. Entretanto, basta ver na internet que há uma citação explicando que o instituto foi criado por Waldo Vieira e um grupo de pessoas. Nomes? Nenhum. Isso sugere que existe mesmo a intenção de se anular nominalmente aqueles fundadores da instituição e colocando com isso, o próprio CEAEC na incomoda situação de fruto de uma ressonância magnética com vertente de Geração Espontânea. Será isso realidade?”

“Pode ser que sim, pode ser que não. Que cada um faça sua avaliação. Não faço este artigo no sentido de estabelecer revanchismo. Não sou disso. Preocupo-me com coisas gratificantes. Falo isso buscando instruir, e dentro desta abordagem, esclarecer os perigos que essas atitudes podem beneficiar conciex (no linguajar deles) a se aproveitarem e prejudicar ainda mais o presente momento. Perigos esses que tenepes alguma vai conseguir isolar, ou então, estados vibracionais”.

“São tão ingênuos que essa postura deles em atiçar o Waldo a ficar respondendo desaforos na internet vai empurrar o CEAEC, na direção de entidades com formação fundamentalista que habitam as profundezas do umbral. Entidades com tal poder de energia aliada a um estado vibracional de altíssima intensidade que, só de um jovem do CEAEC, aproximar-se de uma entidade desse nível, pode ficar com o psicossoma todo deformado tal o impacto da energia pode causar em seus corpos”.

“Essas entidades são impessoais. Quando exterminam uma pessoa, grupo, associação, país ou planeta não o fazem pelos simples prazer por sentirem-se bem. Quando fazem, o faz por questão de logística. É apenas uma questão de posicionamento. Elas transmigram de um sistema para outro. Vagam pelo espaço lutando por sua sobrevivência. Para isso se utilizam das bandas invertidas dos Universos Extrafísicos”.

“Uma entidade desse nível e sua colônia que me refiro está no meu livro EXPERIMENTOS FORA DO CORPO capítulo “Onde se Programam as Desgraças”, dali é possível ter uma idéia do que elas são capazes. Naquela época eu já dizia o que ia acontecer ao Brasil. E de fato está ocorrendo justamente o que eles planejaram”.

“Então temos o seguinte: diante do que está acontecendo, não seria injusto afirmar que eles não sabem como tratar de um mega assédio dessa natureza. Brincam com fogo e o resultado não é difícil de prever. Aproveitando também o espaço deste blog, é fácil perceber que eles sequer sabem lidar com seus próprios assédios particulares de entidades corriqueiras da crosta terrestre. O CEAEC (e o IIPC) se fechou para o mundo”.

“Criaram seu próprio sistema de entendimento evolutivo. Perceberam que um vocabulário próprio seria mais apropriado para eles se distinguirem das demais pessoas. E tudo isso para justificar sua linha de evolução. Até aí entendo e defendo o direito deles em buscar o melhor. Mas, que não arrumem problemas para gente grande resolver. Aqui fora temos problemas demais. O crack já se transformou em epidemia. Temos a violência, a saúde e a segurança pública que vão de mal a pior. Nossas crianças sendo assassinadas nas escolas. O cidadão honesto está sendo caçado na rua ou em casa. Tudo isso é ruim”.

“E agora com as descobertas gigantescas de petróleo em nossa região costeira não só vai atrair pessoas interessadas no trabalho, mas também entidades para tumultuar a situação com sugestões de corrupção as autoridades legalmente constituídas. E teremos assim uma transmigração planetária de grandes proporções em nossa direção”.

“O que falta a eles é essa visão futurista. Vivem apenas do momento. Visão que qualquer projetor pode ter, é só apoiar um trabalho de treinamento de pessoas para sair fora do corpo que vão obter excelentes resultados. Sugestão?”

”Apóiem a instrutora Renata que está lutando para formar equipes aí mesmo no CEAEC ou então as unidades regionais das capitais da federação brasileira. Fazendo isso terão muito trabalho pela frente, o que será bom. Retomem a proposta inicial do instituto e vocês certamente darão prosseguimento a linha da história dessa entidade. Ocupem-se da melhor maneira possível em suas tarefas que vocês verão o quanto é bom o sentido de entender o significado da evolução propriamente dita”.

“Sinceramente, espero que dentro daquilo que tenho de melhor são meus votos que vocês consigam, senão atingir as metas estabelecidas no período intermissivo pelo menos, atingir quase a totalidade. Que vocês sejam felizes. Essas são minhas esperanças. E assim chegamos ao final deste longo artigo. Eu por minha vez continuarei trabalhando na genética do meu grupo extrafísico. Estamos juntos há muito tempo. Durante todo esse tempo nascemos e renascemos em vários países. Ora, sendo pais, ora sendo filhos”.

“Buscamos nessas migrações de países para países o que existe de melhor em termos de genética não só física, mas extrafísica no que diz ao assunto paranormalidade. Na presente vida vim a este plano para colaborar com um amigo milenar, Waldo Vieira. De uma forma ou de outra ele conseguiu realizar sua tarefa ao publicar o livro “Projeciologia”, só isso já valeu a minha vinda, pois sempre apreciei a arte de projetar-se e viajar pelo Universo”.

“Pretendo continuar escrevendo meus livros e viver o tempo suficiente para ver minha neta ser diplomada numa faculdade. Neta essa que muito me ajudou, principalmente financeiramente, quando vivi na Europa em 1646, além de me ajudar dessa forma, ainda me protegia politicamente”.

“Quero ser bom para meus filhos e minha namorada e viver o suficiente para fazê-la feliz. E na próxima vida voltarei com tudo para ser funcionário de carreira na ONU e lutar pela valorização da mulher, principalmente a mulher árabe e africana.

Assim será. . .”

_ Vasco Vasconcellos

Share this post


Link to post
Share on other sites

Wagner Borges deixa claro q viagem astral é estudada e praticada a milênios ... Waldo Vieira fala q foi ele que criou o estudo da viagem astral... e dependemos dele pra fazer o mesmo.

Waldo Vieira copiou e falou que criou... copiou principalmente o trabalho de Allan Kardec e o trabalho de Chico Xavier.

Share this post


Link to post
Share on other sites

André,

Quem está faltando com o respeito é você!

Sutilmente agrediu taxando de orgulhosa o posicionamento do Luciano.

Em nenhum momento o Luciano foi agressivo contigo!

Não sou puxa-saco de ninguém nem do “tal” Luciano Caldas a quem vc mencionou de forma arrogante, com ranço de “superioridade” e orgulhosa, lembrando a forma arrogante e prepotente como os cardeais do IIPC se dirigem as pessoas que são de fora de lá.

Você aprendeu rápido com o Waldo e a sua trupe que a Humildade é uma doença!

Então se para eles a humildade é doença, os caras querem ser sadios igual ao Waldo, ou seja, orgulhosos, arrogantes e estúpidos!

Respeite para ser respeitado!

Não satisfeito, me agrediu de forma irônica com piadinhas de umbral totalmente sem graça. Foi mais além, e até ironizou as lúcidas palavras do Vasco Vasconcellos, que é um dos mais equilibrados sensitivos e pesquisadores atuantes nos estudos da consciência e conseqüentemente da Projeção da Consciência.

O Vasco participou do IIPC e de forma independente, através do seu discernimento retirou-se de lá, por não concordar com um monte de radicalismo xiita que ele presenciou.

Um certo pesquisador trocou um e-mail comigo relatando um caso que todos conhecem : o Waldo que mete o pau na consciência Jesus (taxando-o de imaturo!) se acha tão maduro, mas na verdade ele é um meninote imaturo que chegou ao desplante de segurar pelo colarinho um ex-professor do IIPC no RJ, pelo simples fato de não seguir a sua “cartilha conscienciológica” nos mínimos detalhes. O Waldo literalmente ESGANOU o professor voluntário por ter saído um pouco do seu “cabresto” radical e anti-omniquestionador. O professor deixou o IIPC e hoje freqüenta a lista VOADORES, que tem uma temática mais universalista e aberta.

As tertúlias do Waldo na verdade são “tortúlias” no qual ele só fala o que ele quer, da forma que ele quer, e somente o que interessa a ele e o seu ego. Queria ver ele debater IDÉIAS conscienciais num ambiente NEUTRO e sem as “vacas de presépio” que abaixam a cabeça para ele em TUDO que ele fala!

Os caras do IIPC-CEAEC devem entender que fora do IIPC há muita gente inteligente que DISCERNE, RACIOCINA e utiliza de forma LÚCIDA o conhecimento OMNIQUESTIONADOR e não baixam a cabeça só porque o Waldo disse isso ou aquilo, ou deixou de dizer isso ou aquilo.

Alguém tem que QUESTIONÁ-LOS publicamente para mostrar que há pessoas que pensam, e muito BEM, e melhor que eles do IIPC.

Acredito que qualquer tarefa de esclarecimento que é desenvolvida com EGO não passa de SUBCÉREBRO ABDOMINAL por mais intelectual que seja, por mais médium e/ou projetor que seja.

Pegando o gancho de um ex-pesquisador do IIPC gostaria de passar aqui um pouco das suas palavras. Este pesquisador participou do IIPC e esteve no CEAEC por 6 anos. Olha as palavras deste pesquisador :

“Um dia alguém perguntou ao Waldo : - Como sei se estou sendo cosmoético? Waldo respondeu : Você dá um passo e olha quantos caíram a sua volta. Se for 51% você não está sendo cosmoético, mas se for até 49%, tudo bem, você está sendo cosmoético.

Acho que só uma pessoa muito limitada pode pensar assim e tratar as pessoas como números.

As pessoas são lixo descartável para ele. ATUALMENTE a maioria que participa do IIPC são de jovens de 16 até 30 anos, embora tenha gente mais velha também. É gente entusiasmada, fácil de manipular, sem experiência e sem capacidade de questionamento e quase nenhuma parapercepção e sem condição extrafísica. Quando a pessoa vai ficando mais idosa, ela prefere um meio jovem para captar (para não usar outra palavra) energias jovens que a vitalizam. A manipulação é obrigatória para sustentar uma mega estrutura “militar” viciada em distorções conscienciais. Já estive lá. Falo o que falo com propriedade e responsabilidade. Há mais pelo menos meia dúzia dos maiores e melhores projetores do Brasil que concordam absolutamente comigo e que por coincidência são meus amigos. Alguns são famosos escritores também. Quem lê meus livros conhece os toques sutis e sem perder a elegância que dou lá dentro sobre diversas linhas e opções de pensamento. NENHUM FUNDAMENTALISMO é sadio. É preferível freqüentar uma religião básica com amor e simplicidade, que ostentar ego, arrogância, orgulho e vaidade em alguma linha mais intelectual. É o básico, é café com leite”.

Os caras lá do IIPC REFUTAM tudo que vem de fora. Estão ficando cada vez mais isolados. O Omniquestionamento lá é desenvolvido apenas na Teoria e não é permitida na Prática. Há uma GURULATRIA dissimulada em torno da figura do guru Master, o Waldo Vieira por seus cardeais e waldetes de “auditório”.

Além disso, agridem e desprezam outras opções evolutivas.

Renegam as emoções e sentimentos elevados do Psicossoma.

Estimulam uma leitura semi-limitada a conteúdos conscienciológicos e científicos. A bibliografia é viciada e majoritária no guru do grupo.

Lá adotam a Heterocrítica na prática e a Autocrítica na TEORIA.

Cara, obrigado pela sua ironia e falta de decoro em participar de um espaço espiritualista Universalista como esse. Chegou ao nível de fazer piadinha comigo e com o Vasco Vasconcellos e o umbral.

Em 1995 o seu guru Waldo Vieira numa entrevista à Revista Planeta atacou de forma VEEMENTE e AGRESSIVA várias linhas de pensamento dentre elas a Umbanda. O que este inflexível radicalismo fundamentalista criou ? Bem no plano físico a sede do IIPC em São Paulo foi semi destruída por pessoas ligadas a umbanda inconformadas com a AGRESSIVIDADE GRATUITA que o Waldo de forma irresponsável deu na citada entrevista.

No plano extrafísico o Wagner comentou o seguinte : Fui levado fora do corpo pelos amparadores à sede do CEAEC em Foz do Iguaçú para dar uma força lá por que os caras do IIPC estavam sendo atacados por entidades pesadas e revoltadas por causa das palavras inconseqüentes do Waldo.

Isso denota o que o Vasco quis dizer sobre os assédios pesados que rolam lá no holopensene do IIPC-CEAEC por causa da postura pusilânime do Waldo e de seus fiéis cardeais.

Para finalizar gostaria de dizer que o Waldo configurou um DOGMA ESCANCARADO na Bíblia Conscienciológica (700 Experimentos de como se tornar Igualzinho a ele!). Ficou escrito, não pode ser desfeito. Eu tenho este livro aqui. Ele diz que “quem sai do IIPC quer ser uma maxipeça de um minimecanismo”, ou seja, o cara tem que ficar lá eternamente servindo a ele que é o guruzão máster. Se ficar tá correto, se sair perde a Proéxis. Engraçado não?

Aos colegas do GVA, desculpem o desabafo, mas não pude me conter com a agressividade “mentalssomática” e dissimulada do André, agredindo e fazendo piadas com os outros, se portando igualzinho a maioria dos pesquisadores arrogantes do IIPC.

Nessa hora eu edeveria ter ouvido as serenas palavras de certo pesquisador da consciência de Brasília e fundador do site Metaconsciência : “VOCÊ JÁ DEVIA ESTAR CARECA DE SABER QUE NÃO SE PODE PERGUNTAR CERTAS COISAS PARA A TURMA DA CONSCIENCIOLOGIA – IIPC SEM PROVOCAR NELES FORTES REAÇÕES ALÉRGICAS, ESTOMACAIS E INTESTINAIS. SÃO NESSES MOMENTOS QUE CONSTATAMOS QUE A “NEOCIÊNCIA” QUE ADMITE REFUTAÇÃO MARKETEADA POR AÍ É NA REALIDADE UMA “NEORELIGIÃO PSEUDO-CIENTÍFICA DOGMÁTICA”.

Saudações Fraternas!

Mirandinha

Share this post


Link to post
Share on other sites

André,

Realmente vc me lembra os pseudo-cientistas professores do IIPC que tive contato quando estive por lá entre 2002 e 2004.

A arrogância, a empáfia e o sarcasmo são os mesmos!

Parabéns, vcs estão ficando igualzinhos ao eterno guru de vocês. A evolução de suas prepotências realmente deve deixar o "serenão" de vocês orgulhosos de suas próexis! rs

Engraçado é que os respeitados e pesquisadores que vc classificou de fundamentalistas desenvolvem há anos trabalhos muito bons (e nem ligam para o que o "Pastor da Conscienciologia" condena ou aponta como "consciencialmente" correto - do ponto de vista dele).

Quer dizer que todos eles sao fundamentalistas SÓ POR QUE ATRAVÉS DO DISCERNIMENTO PESSOAL DELES ANALISARAM QUE NÃO QUERIAM MAIS CONTINUAR NO IIPC E DEIXARAM LIVREMENTE O INSTITUTO?

ENTÃO ELES PERDERAM A PROÉXIS?

Quando saí de lá, uns mesmos professores “neoreligiosos” me falaram o mesmo!

O que vi de distorções conscienciais por lá não foi pouca coisa não!

Eles (lá do IIPC) se sentem os MAIS MAIS do Supra SUMO da Humanidade!

Conheci uma senhora que quase teve um piripaque por causa das pressões e humilhações arrogantes que sofreu por uma trupe de prepotentes de jalecos brancos!

Mas nem me admiro mais com isso : ELES APRENDERAM MUITO BEM COM O WALDO A SEREM TÃO RADICAIS E INFLEXÍVEIS COMO ELE. CRIAM UM AMBIENTE ÁSPERO QUE SÓ OS CASCAS GROSSAS AGUENTAM.

Nada contra os estudos do corpo mental (mentalssoma), inclusive há relatos de projeção através deste sutilíssimo veículo de manifestação da consciência, mas DESPREZAR as emoções normais e sadias do PSICOSSOMA, isso que acho um ABSURDO, UMA PUTA DE UMA REPRESSÃO MOVIDA PELO “SWENDENBORG VIEIRA”, O QUE ACABA CRIANDO UMA HOSTE DE REPRIMIDOS, DESEQUILIBRADOS E O PIOR : ARROGANTES QUE SE ACHAM DONOS DE “VERDADES RELATIVAS DE PONTA”.

Estive dois anos por lá. No início há muita EUFORIA E EMPOLGAÇÃO, MAS HÁ UMA BOLHA ENERGÉTICA CONTAGIANTE QUE CRIA UMA ONDA E LEVA TODO MUNDO.

A manipulação se dá pelo medo (os tiranos), pela culpa (os religiosos) e pela desvalorização do ser (baixam a autoestima do indivíduo) os técnicos. Assim fazem as religiões com o Deus vingativo, com o guru severo e o epicon mentalssoma. O IIPC já virou uma SEITA , apesar de haver exceções, boas coisas e gente boa também.

Pelo que o André falou NÂO podemos fazer nenhuma crítica ao MESTRE DO MENTALSSOMA dele!

Ele deve ser um dos CARDEAIS do IIPC!

Ele deve ser um dos secretários do Waldo, responsável pelos patrulhamentos ideológicos MENTALSSOMÁTICOS que ABOMINAM (DE FORMA ESTÚPIDA) QUALQUER COISA DO PSICOSSOMA!

EU CRIAR UM BUSTO DO CHICO XAVIER?

O CHICO NÃO PRECISA DISSO. ELE ESTÁ MUITO BEM DO LADO DE LÁ, E TÁ “CAGANDO E ANDANDO” PELO QUE O WALDO E OUTROS NEORELIGIOSOS DO IIPC ANDAM FALANDO POR AÍ.

VOCÊ DEVERIA ERIGIR UM BUSTO DO SEU GURU MASTER ONDE VOCÊ ACHASSE MELHOR, SEJA NA PORTA DA SUA CASA OU LÁ NO CEAEC!

Aliás o Waldo é muito inteligente! Isso não podemos negar! Ele é um MANIPULADOR capaz. Criou um exército bastante BRAVO e BRIGÃO (assim como vc!). É claro que ele vai puxar a sardinha para o lado dele. Qualquer coisa que ele falar, aquele GRUPO SEM DISCERNIMENTO e sem PERCEPÇÃO EXTRAFÍSICA, vai baixar a cabeça igual vaca de presépio e comer muita bola, muita bola mesmo!

SABE ANDRÉ, EU TENHO MUITAS CRÍTICAS A ELE E A SEU GRUPO , MAS TAMBÉM TENHO ADMIRAÇÃO E RESPEITO. EU APRENDI MUITO COM ELES QUANDO ESTIVE LÁ.

INCLUSIVE APRENDI TAMBÉM COM O FANATISMO E A TOTAL FALTA DE DISCERNIMENTO DELES.

NEM PARECE QUE VOCÊS ESTUDAM A DISCERNIMENTOLOGIA!!!! KKKKKKKKK

MAS ESQUECI DE UM DETALHE : VOCÊS ESTUDAM A DISCERNIMENTOLOGIA DOS 700 EXPERIMENTOS DE COMO SE TORNAR UM MODELO IGUALZINHO AO WALDO...... EM EMPÁFIA E ARROGÂNCIA “MENTALSSOMÁTICAS”!!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

“Existe uma chave para a liberdade: Pense! Se quiseres ser um cordeiro, seja feita a tua vontade. Não reclames, entretanto, quando fores servido em nosso grande Sabbath!”

Um “bem velho” dito pagão, do século XX

"Tenho a satisfação de recomendar ao público a presente obra, escrita sob o título “Jesus Cristo Nunca Existiu”, de La Sagesse, em cujo conteúdo o autor revela o seu pensamento de modo fiel e sem reticências a respeito de tão delicado assunto. Embora seja este o seu primeiro trabalho publicado, o autor revela-se um escritor em potencial, de quem muito ainda se pode esperar. Diante da necessidade sempre crescente da verdade, encetou a presente obra para doar à humanidade a sua contribuição de natureza cultural, querendo apenas cumprir o seu dever de informar, perante si próprio e perante os homens.

Aos oportunistas pouco importa se sob a palavra sonora se oculta a hipocrisia e a mentira. Contudo, para os espíritos puros e corajosos, para os quais os interesses particulares não devem sobrepor-se aos anseios do povo, mister se faz que a verdade surja em toda a sua plenitude, deitando por terra toda a fraude e mistificação. Este é um livro corajoso, concebido sem a preocupação de agradar ou desagradar, não importando se suscetibilidades são feridas pelo que aqui está exposto. O seu intuito é exclusivamente patentear as provas inequívocas de falsificação e mistificação, as quais foram impostas aos homens a ferro e fogo, durante séculos.

No decurso da obra, são reveladas todas as ideias da Igreja como realmente são: a mais pútrida e falsa amoedação que pode haver, capaz de desprezar a natureza e os valores naturais. Constituiu-se a Igreja em verdadeiro parasita do homem crente, a verdadeira tarântula através da qual o clero que se constitui em uma minoria privilegiada vem sugando e envenenando sem parar o sangue e a vida daqueles que, iludidos por falsas promessas, mantêm os olhos fechados para a realidade da vida e das coisas.

Em todo o tempo, a meta principal da Igreja é tornar o homem o mais desgraçado possível, daí a ideia do pecado e da culpabilidade, para criar uma raça de escravos e de castrados de pensamento. Assim, tolhida a sua liberdade de pensamento, torna-se presa fácil e maleável nas mãos da Igreja. O temor dos castigos eternos, prometidos para os que se insurgem contra os ensinamentos da Santa Igreja, impede o homem crente de duvidar sequer do que a mesma lhe incute no espírito como verdade. Só o homem que consegue vencer a barreira do temor e da ignorância goza realmente de uma liberdade plena que poderá torná-lo feliz.

Apesar de haver uma acentuada liberalidade existente em nossos dias, ainda é pequeno o número dos que sacodem o jugo opressor, libertando-se da tutela hostil e interesseira da Igreja, de seus dogmas e vãs promessas. E é bem menor ainda o número dos que têm a coragem de proclamar em altas vozes o seu pensamento, liberto dos preconceitos religiosos que subjugam o homem.

Felizmente, La Sagesse faz parte deste círculo restrito, para quem a verdade e o bem estar do homem estão acima de qualquer coisa e dependem em muito de sua liberdade. A própria bondade do homem deve revelar-se por si só, e não porque a ela seja constrangido, porquanto assim perderá a sua verdadeira característica, passando a ser um ato subalterno, sem nenhum valor moral.

Não se omite a esta altura a homenagem que faz jus a quem não economizou esforços no sentido de patentear a verdade, antes se multiplicou em cuidados para fornecer aos leitores uma obra capaz de despertar o interesse pelo seu real valor e critérios adotados. O autor possui uma vasta obra literária ainda inédita, que deverá vir a público oportunamente."

Maria Ribeiro

Share this post


Link to post
Share on other sites

Meu caro André!

Valeu pela dica do livro!

Realmente concordo contigo que durante séculos e séculos DOGMAS e mais DOGMAS cristalizados pelas religiões através de interesses escusos predominaram nas manifestações filosóficas e culturais da humanidade.

Porém houve muita sabedoria oculta desenvolvida em silêncio por baluartes anônimos em prol de uma Consciência Cósmica mais sensível e em conexão maior com a presença da Multidimensionalidade.

Quanto a Jesus, a história confirma a sua existência física através de registros de historiadores romanos antigos como Flavio Josefo. A perseguição dos cristãos primitivos pelos romanos por mais de 350 anos é um dado histórico.

Acredito que a figura de Jesus está muito “engessada” com um monte de porcarias dogmáticas de religião. Mas libertemos a figura de Jesus da couraça religiosa e litúrgica e veremos um grande mestre da consciência, um professor de grande quilate espiritual.

Não sou religioso, sou apenas um livre pensador!

Admiro o trabalho de muitos pesquisadores.

O Waldo Vieira no campo da Projeciologia, o Ken Wilber no campo da consciência, o Georg Feuerstein no campo clássico do Yoga, entre outros.

Do ponto de vista holográfico cada um deles contribui com o que há de melhor em suas consciências.

Não acredito que a autora seja vítima da “síndrome de Waldo Vieira” ou da síndrome de Swendenborg por apenas questionar certas posições cristalizadas por DOGMAS.

Mas lembro que há dogmas presentes em todos os campos do conhecimento humano, inclusive na Ciência tradicionalista.

Vou dar uma olhada no livro!

Há um livro chamado “Captive Hearts, Captive Minds”, escrito em parceria por Madeleine Landau Tobias e Janja Lalich, porém infelizmente está fora de catalogo em sua edição norte-americana. É provável que esse livro seja o mais sério sobre as técnicas de recrutamento das seitas e da forma de libertá-las delas (e de seus dogmas).

O título desta obra é bem sugestivo : Significa “Corações Cativos, Mentes Cativas”, que é exatamente o que acontece com as pessoas que entram numa seita ou movimento alienante que prioriza as manipulações sutis e ostensivas de lavagens cerebrais.

Abraço!

Mirandinha

Share this post


Link to post
Share on other sites

Lúcido texto do pesquisador Cesar Machado acerca dos contributos do Walo Vieira acerca do estudo sistematizado da projeção da consciência, respondendo a um participante da lista Voadores.

Qual a contribuição do Waldo para os estudos da projeção?

Olá Rafael

Com relação suas perguntas:

Alguém entende o porquê de todas essas enciclopédias e neologismos da conscienciologia?

Ou mais direta ainda:

Vocês acham que o Waldo tá mesmo caduco?

O que segue é uma análise minha, pessoal, sobre essa questão, logo, está limitada ao meu entendimento dessa situção, certo?

Tanto a projeciologia quanto a conscienciologia foram planejadas no extrafísico para serem materializadas aqui na Terra, assim como no passado também foram outras iniciativas, como o espiritismo, por exemplo. O resultado dessas iniciativas depende, em grande parte, do desempenho das pessoas que reencarnam com a missão de executá-las.

Elas podem fazer isso de forma melhor ou pior, dependendo de uma série de fatores. Quando o resultado produzido não é aquele que era desejado, gerações seguintes de missionários vem para tentar arrumar as coisas.

As vezes, contudo, certas iniciativas são abandonadas, seja porque perdeu-se o "timming", seja porque o que foi executado ficou tão fora do esperado que, simplesmente, não vale a pena o esforço de tentar recupera-se algo. Nesses casos, é melhor deixar a coisa morrer, cabendo ao "tempo" cuidar em preservar aquilo o que foi produzido de bom e eliminar o "lixo mental".

Vieira veio com a missão de materializar essas duas "ciências". Empregando sua

bagagem e experiência, imprimiu a elas seu estilo, sua visão de como fazer as

coisas. Não poderia ser de outra forma.

Agora, se as coisas não sairam como deveriam, em grande parte, deve-se justamente a sua maneira de fazer as coisas.

Por exemplo, Vieira é excessivamente centralizador. Ninguém, além dele, tem

espaço para criar ou refutar os fundamentos da "sua obra". Todas as centenas de colaboradores tem que limitar-se a exercer um papel secundário no "maximecanismo" que comporta espaço para "apenas uma estrela".

O sistema, a semelhança das seitas religiosas, cuida para que essas premissas sejam mantidas e para que os insatisfeitos sejam controlados e, se necessário, descartados.

Pois bem. Como o próprio Vieira afirmou, quando ele publicou o Projeciologia em 1986, ele liberou metade do seu material, fruto de décadas de pesquisa. Com a publicação do 700 Experimentos da Conscienciologia e obras periféricas, nos 10 anos seguintes, Vieira liberou a outra metade de seu material.

A partir dai, ele não tinha muito mais a oferecer de novo, a menos que, logicamente, continuasse a dedicar-se a pesquisar, estudar etc. Mas, o sistema que ele havia criado e que desejava manter e fazer crescer não comportava essa demora. Então surgiu a "necessidade" premente de produzir coisas novas e cada vez maiores e mais "espetaculares".

Foi assim que, com a ajuda de centenas de dedicados colaboradores anônimos,

foram "montadas" suas últimas obras, tratados e enciclopédias, cujos critérios

norteadores princiapis são o tamanho (número de páginas, número de referências bibliográficas) quando deveria ser a qualidade do conteúdo. Com isso, a praticidade ou mesmo a utilidade de tais obras é algo bastante discutível.

Quanto ao emprego de neologismos, se ele se justificava a 20 anos quando a

projecilogia e conscienciologia estavam no seu nascedouro e, naturalmente,

precisavam criar algumas designações novas para certos fenômenos, a extrapolação desse processo, com a criação de milhares de termos, sem fundamentação ou sustentação, seja teórica ou prática, beira hoje ao ridículo.

Contudo, tal iniciativa atende a premissa de ter que se criar coisas novas, ou, nesse caso, coisas que pareçam novas, para continuar alimentando o "processo". O emprego de tantos neologismos tem outras utilidades também.

Uma delas é a de criar uma linguagem própria dos adeptos da conscienciologia, por meio dos quais eles possam se diferenciar, ou serem diferenciados, das demais pessoas, um procedimento comum das seitas religiosas.

Dentro desse sistema de crenças, quem conhece os neologismos, "é mais evoluído do que os demais" pois "é preciso ter atributos conscienciais, curso intermissivo, programação existencial avançada, etc, etc," para aceitar e incorporar esses neologismos ao seu modelo mental, algo que está além da capacidade do restante da população do planeta,

classiicados como "a massa impensante", "os sem proéxis" e "os retidos na

automimese consciencial".

Bem, então é isso. Embora não seja minha análise completa dessa situação, creio que responde ao sua primeira questão. Quanto a segunda questão, não creio que Vieira esteja caduco.

Isso ai é crítica de espirita carola que não tem tempo ou paciência que refutar de forma adequada as críticas que Vieira lhes faz.

Cesar S. Machado

www.metaconsciencia.com

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vamos então entender o que aconteceu:

O trabalho de Waldo Vieira terminou com a publicação da obra Projeciologia.

Nesta o autor publicou todas as suas idéias inovadoras e fez uma COMPILAÇÃO sobre tudo o que existia nos termos da projeção astral.

A primeira edição era boa, sem termos incomprensíveis e neologismos. Mesmo que o assunto já tivesse sido tratado por Monroe o livro foi inovador.

Waldo inaugurou o antigo IPC e dava cursos. Na época era mais humilde e discutia de forma mais humana com seus alunos. Muitos paranormais de alto gabarito da época partilhavam do trabalho do Vieira, pode-se citar Wagner Borges, Lazaro Freire, Vasco Vasconcelos...

Nos anos 80 aconteceu algo que parece ter mudado Vieira. Sua mulher que lhe dava um caráter mais humano se suicidou saltando pela janela do prédio em copacabana.

Na verdade ela estava cansada das traições que o professor de 60 anos fazia com uma aluna de 18 anos com a qual ele acabou casando depois, talvez por sentimento de culpa.

Disseram alguns mais exaltados que ela até flagrou os dois transando no apartamento...

A partir dessa época e o projeto dos inversores Waldo mudou. Se tornou ditatorial e zombava e desmoralizava todos que não concordassem com ele.

Até hoje isso pode ser visto. Basta um iniciante lhe mandar uma pergunta que ele não goste nas famigeradas tertúlias que ele descasca a pessoa sem piedade. “Você não tem maturidade nenhuma, está no ínicio do príncipio do começo, sub-cerebro abdominal, fetal, tem que voltar pro primário” e dá risadas debochando da pessoa sem dó nem piedade junto com os que são aduladores.

Há relatos de que ele pegou pelo pescoço, estrangulando e desmoralizando na frente de outros alunos, um professor que deu uma aula de forma um pouco diferente do que ele exige ser.

Qualquer espiritualista maduro sabe que isto não é postura de quem tenha nível de elevação espiritual, talvez não seja nem a postura de uma pessoa comum, mas de um chulo e covarde. Muitos dos antigos projetores e paranormais se separaram do movimento do hoje IIPC por não concordarem com este caráter agressivo e ditador.

Waldo continuou inventando teorias, mas agora baseadas totalmente na sua visão pessoal de mundo.

O livro 700 experimentos é um festival de hipocrisia e preconceito.

Lá Waldo diz que Jesus era o mais boboca de todos;

que os espiritas tem que voltar pro maternal;

que homossexuais são doentes e tem que ser curados, que já fez isso...

Devemos fazer sexo todos os dias e relatar isto como experimento a ser analisado pelos professores (técnica do sexo diário)

Incenso é muleta, coisa de maluco...

Enfim se for dizer tudo falta espaço.

Enfim, é a visão de vida preconceituosa do autor sendo tornada “ciência”. Waldo não tinha mais nada a dizer e esqueceu o coração devido aos traumas da vida e tentou se afogar em um mar de lógica e filosofia com o qual não está capacitado para trabalhar.

É uma história triste de desvio psicológico.

O fato de ele ter parapsiquismo desenvolvido não ajuda mas só lhe afunda mais e mais no contato com seres que vibram na sua faixa.

A Conscienciologia criada posteriormente, após a radicalização do Waldo, não passa da visão pessoal de um homem criado no interior de Minas, nos anos 40, tentando se passar por ciência. Mas nada há de científico lá, faltam os métodos de controle científicos e quando se pede para testar as teorias os pesquisadores do CEAEC dizem que já foram vailidadas nos sistemas de testes DELES.

O fato é que a conscienciologia está cheia de rapazes curiosos, mas sem nenhum desenvolvimento parapsiquico e muitos deles sem bondade no coração, atraídos pela energia avassaladora e agressiva de Waldo Vieira.

É fato que 90% dos colaboradores do CEAEC não tem mais que 5 anos de casa, acabam saíndo após serem humiliados, isso é normal. Há várias pessoas, até mesmo o Luciano e o Saulo, que podem validar cada um de meus argumentos.

Olho aberto garotada que é tão perigoso como tentador.

Abraços e discernimento.

Share this post


Link to post
Share on other sites

MECANISMOS DA MEDIUNIDADE

FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER E WALDO VIEIRA :evil:

DITADO PELO ESPÍRITO ANDRÉ LUIZ

pag 5

Á mediunidade, que prossegue fulgindo entre os mártires cristãos,

sacrificados nas festas círcenses, não se eclipsa, ainda mesmo quando o

ensinamento de Jesus passa a sofrer estagnação por impositivos de ordem

política. Apenas há alguns séculos, vimos Francisco de Assis exalçando-a em

luminosos acontecimentos; Lutero transitando entre visões; Teresa d’A vila em

admiráveis desdobramentos; José de Copertino levitando ante a espantada

observação do papa Urbano 8º, e Swedenborg recolhendo, afastado do corpo

físico, anotações de vários planos espirituais que ele próprio filtra para o

conhecimento humano, segundo as concepções de sua época.

Compreendemos, assim, a validade permanente do esforço

Share this post


Link to post
Share on other sites

Samael da gnose me lembra um pouco Waldo Vieira :shock: mas o q chama mais atenção é a importância da Viagem Astral e da Consciência.

Samael fala sobre Viagem Astral e da capacidade de viver consciente e inteligentemente.

mesma coisa de waldo vieira...

a Diferença... Todo Conhecimento... Todas Teorias e Práticas...Todas Técnicas... de Samael são MILENARES

agora Waldo Vieira fala q ele CRIOU tudo... tudo foi ele q fez isso na década de 80...

...

estou estudando um pouco de hermertismo, o cultismo e magia... q fala tb sobre Viagem Astral e despertar da Consciência... também todo conhecimento aqui é MILENAR ensinado por Entidades MILENARES ou soprado em algumas escolinhas do astral

...

o q Waldo Vieira fez além de COPIAR ??? Divulgar??? com certeza existem mais gnosticos, do o pessoal de Waldo Vieira...

...

só pensando...

Share this post


Link to post
Share on other sites

agora Waldo Vieira fala q ele CRIOU tudo... tudo foi ele q fez isso na década de 80...

...

Onde o Waldo disse que criou tudo, mostre a fonte. Se não mostrar qual é a credibilidade ?

estou estudando um pouco de hermertismo, o cultismo e magia... q fala tb sobre Viagem Astral e despertar da Consciência... também todo conhecimento aqui é MILENAR ensinado por Entidades MILENARES ou soprado em algumas escolinhas do astral

...

É bom que você continue estudando o "cultismo" rsrsrs, um pouco de português ajuda também ;)

q fala tb sobre Viagem Astral e despertar da Consciência... também todo conhecimento aqui é MILENAR ensinado por Entidades MILENARES ou soprado em algumas escolinhas do astral

Waldo nunca disse que ele criou e sim que é um humilde divulgador, ele credita todo o ensino aos evoluciólogos e serenões, essas entidades de que você falou. Logo a sua afirmação não merece nenhum crédito e é mal intencionada.

o q Waldo Vieira fez além de COPIAR ??? Divulgar??? com certeza existem mais gnosticos, do o pessoal de Waldo Vieira...

...

só pensando...

Você acusa de cópia, o que é até Calúnia. Mas dadas as afirmações anteriores e nível de conhecimento sugiro que continue "só pensando", pensando mesmo rsrsrs.

Share this post


Link to post
Share on other sites

A fonte .. são todos os vídeos dele no youtube... ele não aceita a opinião dos outros... então só resta os seguidores acreditar e calar...essa é a humildade dele... atacar quem quer divulgar sem ser da logioa 1 e logia 2 dele.... diferente dos outros pesquisadores... verdadeiros cientistas... simples Waldo atrapalha mais do q ajuda... e já ta ficando chato falar dele... naum vou gastar meu portugues com ele...

....

Até hoje isso pode ser visto. Basta um iniciante lhe mandar uma pergunta que ele não goste nas famigeradas tertúlias que ele descasca a pessoa sem piedade. “Você não tem maturidade nenhuma, está no ínicio do príncipio do começo, sub-cerebro abdominal, fetal, tem que voltar pro primário” e dá risadas debochando da pessoa sem dó nem piedade junto com os que são aduladores.

Há relatos de que ele pegou pelo pescoço, estrangulando e desmoralizando na frente de outros alunos, um professor que deu uma aula de forma um pouco diferente do que ele exige ser.

Qualquer espiritualista maduro sabe que isto não é postura de quem tenha nível de elevação espiritual, talvez não seja nem a postura de uma pessoa comum, mas de um chulo e covarde. Muitos dos antigos projetores e paranormais se separaram do movimento do hoje IIPC por não concordarem com este caráter agressivo e ditador.

Waldo continuou inventando teorias, mas agora baseadas totalmente na sua visão pessoal de mundo.

O livro 700 experimentos é um festival de hipocrisia e preconceito.

Lá Waldo diz que Jesus era o mais boboca de todos;

que os espiritas tem que voltar pro maternal;

que homossexuais são doentes e tem que ser curados, que já fez isso...

Devemos fazer sexo todos os dias e relatar isto como experimento a ser analisado pelos professores (técnica do sexo diário)

Incenso é muleta, coisa de maluco...

Enfim se for dizer tudo falta espaço.

Enfim, é a visão de vida preconceituosa do autor sendo tornada “ciência”. Waldo não tinha mais nada a dizer e esqueceu o coração devido aos traumas da vida e tentou se afogar em um mar de lógica e filosofia com o qual não está capacitado para trabalhar.

É uma história triste de desvio psicológico.

O fato de ele ter parapsiquismo desenvolvido não ajuda mas só lhe afunda mais e mais no contato com seres que vibram na sua faixa.

A Conscienciologia criada posteriormente, após a radicalização do Waldo, não passa da visão pessoal de um homem criado no interior de Minas, nos anos 40, tentando se passar por ciência. Mas nada há de científico lá, faltam os métodos de controle científicos e quando se pede para testar as teorias os pesquisadores do CEAEC dizem que já foram vailidadas nos sistemas de testes DELES.

...

é verdade...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bem, Waldo nunca disse que criou tudo, mas também não faz questão de mostrar suas fontes.

É fato que tudo o que há no IIPC atual já existe e bem melhor faz séculos.

-EV é uma técnica inventada pela mulher de Vasco Vasconcellos, e já existia na china antiga a órbita microcósmica que é algo parecido.

-Tenepes sempre existiu em todos os movimentos de caridade por meio de energia.

-Arco voltaico é prática ancestral dos chineses.

-Autopesquisologia... sempre houve a busca pelo auto conhecimento desde Delfos.

Podemos estender a lista até 10000.

Atualmente há um movimento de mentores, mestres de todas as vertentes que já faleceram, visando usar seus conhecimentos de maneira menos doutrinária.

Há gente do quilate de Eurípedes Barsanulfo, Xavier, Manuelzinho só para citar os espíritas, que reencarnarão em algum tempo e deverão realizar um trabalho espiritual de nível e livre de doutrinas.

É o futuro, professores de alto nível virão, Waldo não é necessário, seus achismos pessoais e agressividade que os leve ao túmulo pois espiritualidade não é da boca pra fora, é nos atos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

deixa eu te perguntar uma coisa ... o Livro Nosso Lar... eu acho q mais de 10 milhões de pessoas leram esse livro... fala de viagem astral.. viagem Mental... crescimento espiritual...fala do mundo espiritual... a unica técnica q tem lá é a Fé...

o q esclareceu mais... Waldo??? ou Chico Xavier???

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.