• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
Guest Honeymoon

Esquecidos

Recommended Posts

Guest Honeymoon

Alguém teria algum relato sobre a turma dos esquecidos no umbral, isto é, espíritos que há muito tempo não encarnam e não tem ninguém que se lembre de pedir ajuda por ele?

Share this post


Link to post
Share on other sites

pelo q li o próprio espírito q está no umbral q pede a ajuda, e fazendo isso com sinceridade e reconhecimento de seus erros é resgatado; por exemplo, André Luiz no livro nosso lar.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eles até podem estar lá há muito tempo mas não estão esquecidos, sempre há alguém olhando por eles e no momento que estiverem prontos, vai ter alguém pra ajuda-los a sair. Nesse mundo, ninguém está sozinho e a solidão como muitas outras coisas é só uma ilusão.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest Honeymoon
12 horas atrás, PedroViajado disse:

Bom ... tem os que não querem ser resgatados né.. É o que dizem dos magos negros e dragões ... Mas é o que dizem apenas .. não sei nada ...

Nem todo ser que não quer ser resgatado é mago negro ou reptiliano ou sejá lá o que for. Tem os suicidas que não querem ser lembrados pelo nome da última reencarnação também.

 

Certa vez tive a impressão de estar em um banco de areia plasmado entre estrelas com a galáxia escura ao redor. Nessa espécie de praia havia algumas almas de joelhos que pareciam estar dormindo com a cabeça baixa e as mãos para trás, como se estivessem algemados. Então, enquanto eu via os sujeitos, alguém se aproximou atrás de mim e tocou meu ombro. Não lembro bem de sua forma física, mas tive a impressão de ser um ET, ele queria dizer telepaticamente que eram resgatados de zonas escuras que há muito estavam esquecidos por nossa civilização e que deveriam passar um tempo naquele lugar com a mente adormecida para poder voltar ao nosso planeta assim que houvesse uma conjunção astral. A mim, deram a impressão de terem sido almas perversas, maníacos, serial killers, etc. Nem as pessoas que conviveram com eles tiveram piedade, então, vagaram por anos e anos até serem resgatados e ficarem daquele jeito. Em outro momento, eu ouvi uma comunicação entre dois seres extradimensionais que falavam algo sobre uma nova fusão com a fonte para os esquecidos, ideia esta que o outro ser parecia abominar, por isso que criei este tópico, para ver se alguém sabe algo mais e queira compartilhar.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest Honeymoon
Em Monday, December 11, 2017 at 07:30, Iogui disse:

Eles até podem estar lá há muito tempo esquecidos, sempre há alguém olhando por elecertoss e no momento que estiverem prontos, vai ter alguém pra ajuda-los a sair. Nesse mundo, ninguém está sozinho e a solidão como muitas outras coisas é só uma ilusão.

Mas se fossemos um  povo na qual  as pessoas de fato se importassem com resgates de almas em casos de extremo repudio, nao teriamos que recorrer a ajuda dos ETs para resgatar certos criminosos, "magos negros", certos "repitilianos", etc. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
36 minutos atrás, Honeymoon disse:

Mas se fossemos um  povo na qual  as pessoas de fato se importassem com resgates de almas em casos de extremo repudio, nao teriamos que recorrer a ajuda dos ETs para resgatar certos criminosos, "magos negros", certos "repitilianos", etc. 

Na minha opinião, ninguém precisa recorrer a ajuda de ETs pra nada. Na verdade ETs são um assunto que eu normalmente não me envolvo e não me interesso.

O que eu disse é que nenhuma consciência está só ou abandonada. A sensação de abandono e de solidão é também uma ilusão e ela acaba um dia. Quando a consciência estiver pronta para sua próxima etapa, isso vai acontecer de uma forma ou de outra porque faz parte da evolução e, por mais retrógrada que seja uma consciência, sempre existirão outras consciências interessadas em seu progresso. Ninguém está só ou abandonado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

É, não precisa ET para resgatar esses caras não. A questão ET em geral, do jeito que entendo isso,  é que  essa turma terráquea mais barra pesada são eles próprios também ETs que escolheram o caminho errado bem lá atrás, enquanto nós ainda coletávamos frutas ou nos vestíamos com peles de animais, ehehe. As vezes esses caras mais pesados já eram os "deuses" daqueles povos promitivos, e para eles esses povos faziam sacrifícios de sangue, animais, adversários de guerr,a ou os próprios filhos. 

Então eles são mais ex-colegas de turma dos ETs,  do que dos terráqueos mesmo. Seus ex-amores, ex-amigos, ex-pais e mães, a turma que se preocupa com eles, são de quando eles eram ainda bonzinhos, mas isso foi antes de virem aqui para a terra, porque já foram nandadso para cá porque já estavam fazneod bobagem demais por lá mesmo. Aqui só continuaram, e ficaram fora do jogo, vivendo mais tempo no umbral do que encarnadso. 

E a questão  não é tanto "se importar", os casos que tem extremo repúdio pediram para sofrer extremo repúdio, pelas atitudes que tomaram. Como o que caracteriza essa turma é o orgulho, assim como acontece com encarnados, enquanto acreditarem que estão certos devem seguir seu caminho. Quando quebrarem a espinha percebendo o seu erro, só então eles estão prontos para receber a ajuda que pedem. Antes disso é como ajudar criminosos: eles pegarão a ajuda e espalharão mais mal logo que puderem.  Tem que dobrar o joelhinho antes, ou nenhuma ajuda será útil.

Trechinho do Guardião da Meia Noite:

Citar

Afundei na terra e fui ao mais profundo abismo que conhecia. Quando lá cheguei um urro de dor e mágoa ecoou do interior do meu esqueleto. Era meu remorso que eu colocava para fora. Amaldiçoei a mim com todas as pragas que conhecia, xinguei-me com todos os nomes chulos do meu vocabulário. Eu me sentia o mais vil dos vermes do mundo, não por mim mas por vê-la chorar após mais de duzentos anos que eu a magoara. Então gritei:

_ Eu sou o mais vil ser das Trevas. O inferno é pouco como castigo para um ser como eu.


O soluço tomou conta do meu ser. Uma voz profunda me interrompeu:

_ Porque se julga tão mal, meu filho?

Eu levantei a cabeça e vi um ente da Luz.

_ O que você está fazendo neste abismo, Ser da Luz?

_ Eu ouço o lamento daqueles que vem aqui chorar suas dores, filho. Eu posso compreende-lo.
_ Ninguém pode me compreender, Ser da Luz.
_ Ainda digo que posso compreende-lo pois esta é a minha função neste abismo.
_ Como pode entender ou explicar isto? Não é justo que alguém como eu possa despertar compaixão de alguém como ela. Não, você não pode compreender isto, Ser da Luz.
_ Pois eu lhe digo, que realmente infeliz é o ser tanto da Luz como das Trevas, que não tem ninguém que se lembre, chore ou sofra por ele. Quando isto acontecer, tudo estará acabado, filho. Não teríamos mais razão para existir e a corrente que nos une uns aos outros e todos ao divino Criador, se partiria. Isto não pode acontecer, filho. Não é permitido pelo Criador, ninguém se desliga do seu rebanho. Quem está nas Trevas sempre tem alguém na Luz que se julga culpado por sua queda e tudo faz para eleva-lo; quem está na Luz tem sempre alguém nas Trevas por quem sofre por tê-lo perdido um dia. É a mãe que chora o filho ou o filho que chora o pai, ou o irmão que chora a irmã, ou a esposa que chora o marido. A disposição da teia não importa, o que importa é que a teia não deixe nenhuma ponta solta.

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Honeymoon disse:

Desculpe a minha ignorancia, do que se trata esse trecho?

O Livro O Guardião da Meia Noite de Rubens Saraceni, conta a história de um exu, trexos de sua vida, sua morte e como, posterormente veio a se tornar um exu de lei da Umbanda. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

É, falha minha. Usei esse exemplo para ilustrar a questão que mesmo a seres "barra pesada", como se considera esse tipo de ser descrito no Guadião da meia Noite, e aplica a mesma regra. Mas se a pessoa desconhece esse livro, que já cito  há anos aqui no gva, fica impossível mesmo entender o motivo de eu ter colocado esse trecho, já que não coloquei entre aspas, não identiifquei o autor, nem anexei o pdf, exatamente por ser fonte bem conhecida.

O-Guardiao-Da-Meia-Noite.pdf

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.