• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
HenriqueSuares

Biblioteca no Umbral (?)

Recommended Posts

Gostaria de saber a opinião de vocês sobre o que aconteceu nessa projeção.

 

Há uns dias atrás eu estava lendo um livro de Ficção, A Batalha do Apocalipse, fala sobre o apocalipse descrito pela Bíblia, porém é bem interessante porque no livro todas as religiões coexistiram antes da criação do Universo, e tem uma Teoria bem interessante, que te faz ficar curioso sobre o que aconteceu antes de tudo, mas foco no sonho. Depois de terminar o livro, eu comecei a pesquisar sobre Anjos e Demônios, a história deles e tudo mais, foi quando eu tive essa projeção.

Nessa projeção, eu me via subindo as escadas de uma biblioteca, localizada num lugar escuro, estava de noite, clima um tanto pesado, a edificação parecia com aquelas construções da Antiga Grécia, com colunas enormes de sustentação na entrada. Assim que eu entrava, eu via um salão enorme com uma entidade que me parecia a personificação da Morte, Capuz, não consegui enxergar o rosto dele, as mãos magras, com a pele colada nos ossos, ele parecia ser o guardião daquela Biblioteca. Eu fui até ele, e eu não sentia medo, parecia na verdade que éramos amigos, que eu já o conhecia há bastante tempo, ele me fez uma saudação e perguntou em que ele podia me ajudar, então perguntei a ele se ele podia me mostrar ou me falar sobre a antiga história entre anjos e demônios, ele simplesmente me pediu pra segui-lo que ele ia me mostrar.

Então eu o segui, descemos uns 4 lances de escadas até chegar numa sala quadrada, com estantes de mais ou menos uns 4 metros de altura repleto de livros, ali ele me explicou que aqueles livros eram todas as histórias (não lembro de que, essa parte está em branco, sobre o que eram as histórias) e então ele começou a me explicar tudo, porém eu não lembro da conversa, de absolutamente nada, só me lembro de ir até um livro bem chamativo, completamente branco, enquanto a entidade me explicava, eu pegava o livro, na capa era Branca, o Título era "História (num sei o que) dos Demônios", eu abria o livro e folheava, o livro tinha umas letras miúdas, com figuras por trás das letras, mas 2 coisas me chamaram atenção no livro, uma foi o rosto de um homem, cabelos longos, rosto fino, olhos sem pupila e completamente negros, outra foi um demônios que estava numa parte do livro, e eu falava com a Entidade que eu já havia visto ele em algum lugar, que eu o reconhecia, eu o perguntei se esses livros nós poderíamos levá-lo dali pra estudar e depois devolver, ou se só poderíamos estudar enquanto estivéssemos ali, ele me respondeu que só poderia estudar enquanto estivéssemos ali, foi quando eu comecei a me sentir mal, me arrepiar e tal, eu falei o que estava sentindo, e ele falou que então era pra sairmos dali, subimos as escadas e eu simplesmente acordei.

 

Gostaria saber da opinião de vocês.

O que acham?

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

O engraçado, é que foi tudo bem lúcido sim, e eu tinha ido lá justamente pra aprender sobre isso sabe? Foi tudo bem natural, bem "normal" pra mim, como se isso já tivesse acontecido mais vezes, inclusive o Guardião do lugar, parecíamos amigos próximos. Inclusive foi depois desse dia que eu comecei a procurar sobre e acabei aqui, no GVA. kkkk

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, HenriqueSuares disse:

O engraçado, é que foi tudo bem lúcido sim, e eu tinha ido lá justamente pra aprender sobre isso sabe? Foi tudo bem natural, bem "normal" pra mim, como se isso já tivesse acontecido mais vezes, inclusive o Guardião do lugar, parecíamos amigos próximos.

Legal. Mas é assim mesmo, quando voce está lúcido vem junto todo um contexto passado. Pode ter sido a primeira projeção que você lembra de ter estado la, mas pode ter esquecido muitas outras. Ao estar lúcido ali agora, sente o passado daquela situaçao, que lhe é familiar.

Tudo indica que teria sido uma.visita aos registros akshicos:

 

 

  • Like 1
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 25/07/2018 at 12:03, sandrofabres disse:

Você saberia dizer quem é esse guardião da Biblioteca? Eu o vi, como se fosse a personificação da Morte, com um manto negro, capuz por cima do rosto, mãos extremamente magra, como se fosse a pele colada ao osso, mas em momento algum eu senti medo, pelo contrário, senti que éramos amigos, e ainda li que ele existe. Saberia me falar mais sobre ele?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não,não sei dizer. Mas tem uma coisa: 

- nas zonas baixas aparência astral é fruto das energias, então alguém assim PROVAVELMENTE está com problemas

Nas zonas melhores as formas são simbólicas. Então isso era apenas um tipo de "uniforme de trabalho", algo tipo "guardião do tempo":

https://www.dicionariodesimbolos.com.br/morte/

http://www.valedomago.com/2014/01/o-ceifador-o-espirito-do-ano-novo.html

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
11 horas atrás, sandrofabres disse:

- nas zonas baixas aparência astral é fruto das energias, então alguém assim PROVAVELMENTE está com problemas

Nas zonas melhores as formas são simbólicas. Então isso era apenas um tipo de "uniforme de trabalho", algo tipo "guardião do tempo":

Ou era um cara normal, ou nem mesmo era uma pessoa e a mente do Henrique fez alguma associação.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sim, mas não pode esquecer  o detalhe de que uma figura com a mesma aparência básica foi identificada no mesmo local, pelo Bruce, lá na postagem sobre isso.

Provavelmente a simbologia é exatamente isso: uma forma mais ou menos padronizada  de como a mente humana percebe/associa certas aparências a certas funções específicas. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sim mas quando eu levantei a hipótese de nem mesmo ser uma pessoa eu imaginei algum processo que justamente por não possuir um equivalente no plano físico, confunde o cérebro físico ao trazer a rememoração. Desta forma o cérebro físico poderia estar fazendo associação com alguma simbologia comum mesmo, associando um processo interno de acesso aos registros akashicos com uma figura arquetípica. A mesma associação poderia ter sido feita pelo cérebro do Bruce. 

Mas isso é só uma das hipóteses, sendo assim, poderia ser uma dessas coisas:

- Uma consciência que assumiu a forma simbólica em questão.

- Uma consciência com uma forma qualquer ou sem forma e o cérebro dele fez a associação simbolica arquetipica.

- Um processo interno da consciência ao acessar os registros akashicos e que o cérebro físico não soube interpretar e "traduziu" como uma conversação com tal figura arquetípica.

- Uma consciência de uma zona astral mais baixa ou densa e que por esse motivo assume uma aparência deformada.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.