• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
Jonsil

Sonhar que pode acordar a qualquer momento

Recommended Posts

Olá, pessoal.

É muito frequente, em sonhos onde me encontro em alguma situação indesejada, em dado momento eu pensar em acordar para escapar da situação. Por exemplo: Esta noite sonhei que escapava de um urso e em dado momento pensei "Se ele chegar muito perto eu acordo". Também em sonhos onde estou caindo, chega um momento que "faço força" para acordar. O que acho interessante é o fato de estar consciente de que é possível despertar e despertar de fato.

Alguém saberia me informar se há algo de lucidez nesse ato de "pensar em acordar", se há alguma relação que se possa fazer a projeção em sí?

Um abraço

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Me parece que seja algum grau de lucidez sim ,pois sem isso nem te passaria pela cabeça a idéia de acordar.

Você teria que despetar um pouco mais ainda para tomar algum.decisao útil, como assimur um  tamanho maior que o urso, ou deixar-se cari de costas, sem aparar a queda, para tentae romper.o somho lúcido e descobrir-se em astral perto do corpo

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 25/03/2019 at 08:45, sandrofabres disse:

Você teria que despetar um pouco mais ainda para tomar algum.decisao útil, como assimur um  tamanho maior que o urso, ou deixar-se cari de costas, sem aparar a queda, para tentae romper.o somho lúcido e descobrir-se em astral perto do corpo

Interessante. Me vejo muito em situações onde sinto que "falta coragem" para enfrentar ao invés de fugir. Acredito que seja reflexo do meu comportamento no físico mesmo. Vou trabalhar nisso e ver se consigo ficar mais lúcido e ter alguma reflexão sobre a situação nesses sonhos. Obrigado @sandrofabres.

 

23 horas atrás, Patríciaf disse:

Tem um vídeo da Nanci Trivelato no Youtube que ensina como transformar sonho lúcido em projeção, eu fiz uma vez e deu certo.

Muito obrigado, @Patríciaf. Vou pesquisar! 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tive outra experiência parecida esta manhã bem cedo. Estava em uma  escadaria a céu aberto, a uma certa altura, e queria pular em um galho de uma árvore na minha frente mas me assustei pela possibilidade de cair no chão. Nesse momento, sonhando, pensei: "mas estou sonhando. Não vai acontecer nada",e tomei a decisão de me jogar daquela altura e cair no chão para ver o que aconteceria. Lembro de ter tocado o chão, mas ao tocar a superfície não aconteceu nada de mais. Não era uma superfície dura. Foi uma queda macia e acordei logo em seguida mas, não de sopetão - como em sonhos onde estamos caindo e despertamos quando estamos quase tocando o chão - foi tudo bem tranquilo, bem calmo. Não sei explicar muito bem a sensação quando acordei, mas me sentia como se o "mundo espiritual" e "mundo físico" ocupassem o mesmo espaço. Algo assim. Uma sensação de proximidade muito grande entre o "espaço" físico e o espiritual.

-----

Nessa experiência tive muito onirismo que acabei não relatando, mas o que me marcou mais, foi novamente essa reflexão de que estava sonhando e o fato de que, dessa vez, consegui enfrentar o medo e pular daquela altura ao invés de só ficar com medo. Tenho tido ao longo desses dias várias reflexões sobre o que o @sandrofabrese a @Patríciaf sugeriram (inclusive assisti o vídeo da Nanci!) mas não tenho treinado nada antes de dormir. Reflexões sobre enfrentar o medo e sobre adquirir consciência durante os sonhos. Pode ser que tenha surtido algum efeito eu ter refletido muito sobre o assunto ou ter sido apenas uma coincidência. Vi um avanço no sentido de conseguir enfrentar o medo, mas ainda cercado de muito onirismo.

 

 

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

outra experiência, ontem: no meio de um sonho acredito estar sonhando e resolvo observar o local. Desejo encontrar um ente querido (um dos meus objetivos de estudar projeção  astral) mas nada aconteceu. decido então me colocar a disposição de mentores e nada acontece. resolvo então acordar. tudo isso foi muito rapido, sem muita insistência da minha parte em esperar. o Cenário onde estava era de um sonho mesmo, não consegui sair. Meu objetivo agora é tentar ficar lucido nos sonhos e me livrar desses cenários de sonho e provar pra mim mesmo que não estou só experiênciando ilusões aleatórias.Foi a experiência onde mais controlei o sonho, mas não me sinto completamente satisfeito em relação a comprovação de que realmente fiz isso. Fica aqui o registro e estou aberto à dicas.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
16 minutos atrás, Jonsil disse:

Meu objetivo agora é tentar ficar lucido nos sonhos e me livrar desses cenários de sonho e provar pra mim mesmo que não estou só experiênciando ilusões aleatórias.

Faça o exercício descrito abaixo, e sua lucidez no físico ficará melhor e por consequencia sua lucidez no extrafisico ficará melhor também. Leia todo dia, e tente estar atento, não é fácil, mas é a solução para ser um projetor lucido.

A CHAVE SOL
Para despertar nossa consciência precisamos estar em um estado superior e isso logramos através da Chave SOL, a chave SOL é uma prática que serve para dar um choque na consciência e colocar o nosso percentual de essência livre para trabalhar tomando consciência de quem somos (sujeito), o que estamos fazendo em determinado momento (objeto) e onde estamos (lugar), então devemos estar a todo momento neste estado de análise profunda, lembrando que não analisamos isto com a mente e sim com o sentir, no Sujeito não basta se perguntar quem é e responder mentalmente que é fulano, isto não basta pois a chave SOL não é mental e sim com o sentir, para sentir o sujeito devemos nos concentrar em nós mesmos, em nosso coração, em nosso corpo, tomar consciência de nosso corpo físico, das leis que o regem como a lei da gravidade, tomar consciência da posição em que se encontra, que existe um coração batendo, um pulmão respirando, tomar consciência nos nossos sentidos e também tomar consciência do nosso interior, de nossos pensamentos e emoções, daquilo que somos realmente: uma essência buscando a auto realização.

Objeto: não basta responder mentalmente que está fazendo determinada coisa, é preciso sentir e se concentrar no que se está fazendo, sem se identificar com nada, colocar atenção em suas ações e esquecer as outras coisas que não estão relacionadas com aquilo que se está fazendo, pois muitos estão trabalhando e pensando no almoço e quando estão almoçando ficam pensando no trabalho, é preciso fazer realmente o que se está fazendo sem divagar em pensamentos que não se relacionam com as ações.

Lugar: não basta responder mentalmente onde se está e sim sentir o lugar, sentir o solo, a dimensão, o clima, observar o que há a sua volta em estado de assombro e observar tudo como se fosse a primeira vez que estamos vendo, por que muitas vezes estamos tão acostumados com a nossa casa que nem sequer observamos se tem algo novo, acreditando que tudo está como o de costume e acaba que quando sonhamos não nos damos conta das coisas diferentes que aparecem nos sonhos, pois estamos adormecidos e pode aparecer o que for que ainda acreditamos que isto é o normal, por isso devemos analisar tudo a nossa volta em estado de assombro, como se fosse a primeira vez que vemos, pois pode haver algo novo ali que só perceberemos se estivermos neste estado.

Estas três etapas da chave SOL( sujeito, objeto e lugar) devem ser feitas ao mesmo tempo e a todo o momento, quando a pessoa está neste estado ela vive o momento, deixa de viver no passado ou no futuro e passa a viver aquele instante, se dando conta de tudo que se passa dentro e fora dela em tal momento.
A medida que a pessoa faz esta prática isto irá refletir no plano astral quando dormirmos, pois grande parte do que fazemos aqui também fazemos lá nas horas de sono e quando fizermos esta prática lá poderemos tomar consciência que não estamos no corpo físico e sim no corpo astral que é menos denso, podemos tomar consciência que aquilo que estamos fazendo no sonho não é algo que corresponda ao plano físico como por exemplo estar voando e podemos observar a nossa volta e nos dar conta que não estamos no plano físico e sim no plano astral, desta forma despertamos a consciência nos mundo superiores e podemos nos locomover lá conscientemente, outra prática para a pessoa se dar conta que está no plano astral é a técnica do puxão de dedo, se o dedo esticar é porque está no plano astral e também a técnica do saltinho, que consiste em dar um salto com a intenção de voar e se conseguimos não sobrará dúvidas que estamos no plano astral.

Estas são práticas que devemos fazer constantemente, a todo momento e pelo máximo de tempo possível, este é um processo gradual, que não é da noite para o dia mas a medida 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

@Carlosmeneses6 Muito agradecido, meu amigo. Estes sonhos que ando tendo com mais frequência são claramente repercussões dos pensamentos que tenho durante o dia. Vou colocar em prática o que você me sugeriu e relatarei quando obtiver os resultados que procuro. Obrigado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Comigo acontecia coisa parecida quando eu era mais nova, muito antes de ouvir falar em projeção astral e sonho lúcido. Frequentemente tinha uns sonhos onde eu pensava comigo mesma em alguns momentos "não vai acontecer nada, é só um sonho!" ou "não posso fazer isso, não é real". Nunca consegui "acordar no sonho", mas me lembrava ao acordar desses pensamentos que tinha enquanto sonhava. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.