• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
robertoguerreiro

Ataques espirituais podem influenciar o nosso meio ambiente contra nós? Tipo vizinhos, barulhos, azar, etc. Bullying Astral contra vivos.

Recommended Posts

Boa noite, como sempre eu estou aqui fazendo uma pergunta besta, mas vamos lá:

Eu gostaria de saber, partindo-se do pré suposto que o mundo espiritual realmente exista, conspirações espirituais podem ser desencadeadas contra indivíduos usando-se para isso os meios onde esse indivíduo transita ou mora.

Pois bem, em um vídeo do Saulo Calderon, ele disse que quando tentava gravar material para pôr no Youtube sofria pertubações de diversos locais: vizinhos fazendo barulhos no momento da gravação, os seus familiares reclamando do barulho da voz dele pela casa e etc. Ao meu ver ele deu a entender que isso poderia ser fruto de coisa "mundo de lá".

E tem mais, ele não é o primeiro Youtuber espiritualista a falar sobre isso, tem um outro Youtuber espiritualista bem controverso chamado Marcelo Marins do "Chamados a despertar" que ele alega que dependendo do tema que ele explore no canal dele, o seu computador passa a ter defeito atrás de defeito, os vizinhos começam  a gritar ou tocar músicas em volume alto o atrapalhando.

Gente! Será que realmente o mundo de lá pode fazer boolying conosco devido ao que somos aqui?

Veja, uma vez eu vi no Youtube um outro espiritualista da linha ufo-exotérica  dizer que quatro reptilianos compraram os apartamentos ao lado, em cima e em baixo dele  para fazerem barulho nos horários mais incômodos para com isso faze-lo perder a cabeça. Eu achei engraçado e ao mesmo tempo curioso, como eu não o conheço, não posso dizer se o fato realmente é verídico ou não.

Sabe, nos relatos de histórias de EQM (experiencias de quase morte) onde as pessoas batem a cabeça ou infartam em um acidente , elas nunca dizem ver espíritos sacanas que ficam em volta delas para prejudicá-las, na maioria das vezes o mundo espiritual que essas pessoas relatam é tipo a Europa, a Finlandia, a Suiça, ninguém quer mais voltar de lá, bem diferente dos contos de projetistas atrais e adeptos do espiritismo kardecista.

 

Agora eu peço licença para falar das minhas experiencias que reforçam a ideia de bullying astral contra vivos:
Por eu ter uma vida sexual totalmente nula por ser homossexual que gosta apenas de heteros, quando quero alguma coisa, me acostumei a contemplar sites de sacanagem muito conhecidos por aí, na minha casa, quando eu estou fazendo uma tarefa chata tipo estudando, vendo debates políticos ou mesmo tentando resolver um problema, todos dormem, roncam e ficam tranquilos. De repente quando eu cismo em em fazer visitas  a esses sites eróticos heterossexuais para me distrair, claro, tudo no mudo ou usando fones de ouvidos bem baixinho, misteriosamente a minha casa toda começa a acordar, as pessoas que roncavam enquanto dormiam começam a tossir, levantar e mexer nas panelas, é como se o meu pensamento erótico causasse um barulho de som automotivo no hipotético astral: será que os espíritos dos meus parentes sentem ciumes de mim? Com tanto barulho à minha volta eu me sintro frustrado e acabo fechando os sites adultos que eu estava vendo.

Agora, de um tempo para cá, depois de Temer e Bolsonaro virarem presidente, o negócio pirou, por motivos que eu não quero trazer para o forum, eu nunca gostei desses dois homens, por mais acusações que se faça ao governo anterior ao deles, eu ainda preferia o governo anterior a esses dois, lembrando que quem também acusa a corrupção hipotética dos políticos que eu aprovo, geralmente acusa por algum motivo que causa benefício próprio como recompensas de países dominadores, marketing eleitoral ou manobra para esconder coisa mais podre. Enfim , por isso é comum eu nas minhas redes sociais criticar estratégias administrativas e jurídicas  desses dois presidentes e seus apoiadores, mas agora, quando eu vou fazer isso ou algo que me dá prazer, um monte de coisas ruins acontecem: em cima de mim mora um casal que anda como gorilas e que arrastam móveis pesados como se fosse por hobby, para piorar, ultimamente a criança deles que antes não corria, corre, galopa, pula e atira pedras das 22h00 até as 00h00 quase todos os dias, principalmente sábados e domingos , e quando eu assisto vídeos que me dão calma como os de teorias da vida depois da morte, ou política ou quando eu critico o atual governo, a criança de dois anos começa a correr , CORRER, correr , PISAR , tipo aquela criança maldita do filme "A PROFESSIA - The ominen 1976". Quando eu reclamo, os pais dizem que não podem fazer nada pois é uma criança. Confesso que a minha vontade é ligar o modo Nardoni-ON e fazer aquela criança voar pelo espaço, mas até agora eu estou usando os parcos meios que a lei me disponibiliza nesse caso, até mesmo apelando para multas. Isso piorou muito depois que eu critiquei mais o governo Bolsonaro. Estou no ponto de quando ouvir alguém correndo no chão falso do meu trabalho ficar com ódio, onde eu trabalho as pessoas as vezes dão uma corridinha para voltarem à sua mesa , acontece que tem umas mulheres gordas que usam uns sapatos vagabundos chamados de "rasteirinhas" e quando elas cismam em correr, parece que o mundo vai sacudir para ter um terremoto devido ao impacto não absolvido pelos sapatos dessas gordas que são repassados ao chão. Antes dessa criança desse casal omisso morar em cima de mim, eu nem ligava, agora tenho trauma, não posso ouvir ninguém arrastar móveis ou correr em chão barulhento que eu já fico mau.

Fiquei até viajando na maionese espírita imaginando que a tal criança que galopa fosse um obsessor que me fazia ter pesadelos a poucos anos atrás. Antes eu tinha muitos pesadelos e não sei se foi devido a troca de rotina/lugar ou a um ritual que a moça que tentou fazer TVP comigo fez, que esses pesadelos diminuíram, comecei a viajar que a tal criança era o tal espírito atormentador que foi nascer perto de mim por falta do que fazer ou burrice mesmo, afinal espírito que é inteligente, nasceria como filho de Neymar ou Messi e não vizinho de um lixo como eu. Me senti ser Divaldo Franco nessa maluquice de achar que a tal criança veio do inferno para reencarnar perto de mim! Pois é, agora eu tenho receio de criticar Bolsonaro nas redes sociais e ainda sinto uma grande coisa repressora e caótica caindo sobre o Brasil agora. Tenho até medo de falar mal de algum politico de extrema direita agora.
 

Bom, penso eu que o humor do líder influencia nos liderados como influencia em si mesmo. Eu reparava que autoestima da Dilma era um tanto baixa, talvez fruto de algum problema psico-sexo-afetivo desenvolvido desde a adolescência, eu sempre notei isso, mas isso só causava problemas maiores a ela e sua dignidade, o restante se refletia de forma razoavelmente  discreta na economia e eu não me sentia tão atacado. Já com Temer a história era outra, ele tinha uma autoestima alta mas não parecia ligar para os animais, os mais fracos e mais pobres. O Bolsonaro por sua vez tem uma autoestima ora alta, ora baixa e parece que nem ali gostaria de estar, ele parece ter tudo para ser uma boa pessoa mas é imaturo.
Eu até sonhei uma vez que eu estava dando conselhos a ele com pena: me lembro que eu perguntei a ele em sonho por que ele estava fazendo tudo isso. Ele estava em uma cama de hospital em meu sonho e não me respondeu.

 

Enfim, eu gostaria de saber: podemos ser vítimas de grupos de pessoas mortas que conseguem, sabe-se lá como, fazer com que situações que boicotam a nossa vida, ficarem constates?

Me desculpem o textão enorme, é que eu sou muito carente de conversar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
10 horas atrás, robertoguerreiro disse:

, misteriosamente a minha casa toda começa a acordar, as pessoas que roncavam enquanto dormiam começam a tossir, levantar e mexer nas panelas, é como se o meu pensamento erótico causasse um barulho de som automotivo no hipotético astral: será que os espíritos dos meus parentes sentem ciumes de mim? Com tanto barulho à minha volta eu me sintro frustrado e acabo fechando os sites adultos que eu estava vendo.

Cara, o que pode estar acontecendo é o seguinte: 

- se seus parentes estão dormindo, eles estão projetados e podem estar ali vagando pela casa. Quando você vai acessar esses sites, atrai para junto de si(portanto dentro da casa), visitantes astrais  afinizados com essa frequência do sexo. Seus parentes podem notar a "invasão" e resolverem voltar para o corpo, meio que instintivamente, como as pessoas fariam se notassem barulhos estranhos dentro de casa e levantam pra olhar.

 

10 horas atrás, robertoguerreiro disse:

Enfim , por isso é comum eu nas minhas redes sociais criticar estratégias administrativas e jurídicas  desses dois presidentes e seus apoiadores, mas agora, quando eu vou fazer isso ou algo que me dá prazer, um monte de coisas ruins acontecem:

Pois é, agora eu tenho receio de criticar Bolsonaro nas redes sociais e ainda sinto uma grande coisa repressora e caótica caindo sobre o Brasil agora

Isso aií acho que não dá problema tem problema não. Eu mesmo só posto coisa de política  no meu face,  e as vezes entro em uma ou outra discusão fora do meu face, e nunca notie nenhum problema. Só quando eu resolvi ficar enviando Reiki para a Dilma durante a fase braba do impeachment, porque achei ela muito desgastada. Esquecemos que esse pessoal que vira presidente, todos eles, são idosos né? Já devem viver abaixo de remédios para pressão coração, diabetes... Então após começar aa fazer isso, tive pesadelos por 3 noites seguidas. Mas isso é normal se você resolve atuar pelo lado astral. Aí resolvi ir atras deles, para eles gravarem bem que deviam ficar na deles,  e pronto, segui enviando Reiki por uns dois meses e nunca mais encheram o saco. Mas no ambiente físico nunca cheguei a notar nada.

O que acontece é que se você tiver vizinhos "boca braba" gente que usa droga, ou que bebem, eles serão sim usado pelas entidades para gerar problema para você, mas me geral só se você trabalha com espiritualidade. Aí vem mendigo bater na sua porta bem na hora que você está fazendo algum trabalho, passa gente drogada gritando por ali, cachorro de rua pode se invocar com você... e sim, filho de vizinho incomodando é meio que garantido, alem de cachoror que late sem parar bem na hora que você precisa mais concentração. E param de latir quando você resolve deixar aquilo para outro dia. Crianças são mais desequilibradas emocionalmente e por isso mais vulneráveis, ainda são bichinhos instintivos que não aprenderam a controlar seus instintos porque a mente deles ainda   vai demorar para se desenvolver até atingir esse ponto de controle. E se você tiver filhos, seus filhos sempre brigarão entre si bem no dia dos trabalhos espirituais mais importantes. Então casais que são médiuns de umbanda pro exemplo, enfretnam brigas entre is ou problemas com os filhos justo no dia que terá trabalho de desobsessão a noite . Quem faz essas atividades tem que estar muito mais alerta Mas note, isos não é agir no físico, espiriitos não tem pode para isso Eles agem na psique das pessoas encarnadas, e elas sim é que agem no físico. É por isso que se diz: "não tenho medo dos mortos, mas dos vivos". Os mortos não tem capacidade de gerar resultados no físico exceto em condiçoes muito raras, em que tenha por perto um maconheiro ou alcoólatra, porque aí eles se alimentarão da energia f´sica dessas pessoas e podem ate gerar efeitos tipo poltergeist. Mas o perigo é que é fácil para eles induzir um encarnado mentalmente afetado, como viciados ou malucos de rua,  a pegar uma faca ou pedaço de ferro, e te atacarem. 

Mas se não faz trabalhos espirituais, ,em geral só seus obssessores particulares mesmo, gente com quem você tem pendências, é que vão se dar ao trabalho de ficar te perturbando. Parece pouco,  mas é bem mais fácil se livrar de mercenários astrais contratados para te perturbar do que de pessoas com quem você tem pendências kármicas.

11 horas atrás, robertoguerreiro disse:

Fiquei até viajando na maionese espírita imaginando que a tal criança que galopa fosse um obsessor que me fazia ter pesadelos a poucos anos atrás.

Pode parecer viagem agora, porque parece improvável que isso se desenvolva num problema mais grave. Mas daqui a uns 15 anos essa criança será um jovem adulto om o qual você pode descobrir que terá problemas maiores. Quando vemos notícias de brigas entre vizinhos que levam a morte, pensamos em carma né? Mas um dai aquela pessoa já foi uma criança, filho de outra família, que as vezes veio de outro estado só para morar do lado da sua casa e gerar problemas futuros. Não há como saber por quais portas seu carma vai entrar. Só o que sabeos é que se você mantiver o equilíbrio tem menos chance de cair nessas armadilhas de ação-reação que surgem na vida.

 

  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
12 horas atrás, robertoguerreiro disse:

Enfim, eu gostaria de saber: podemos ser vítimas de grupos de pessoas mortas que conseguem, sabe-se lá como, fazer com que situações que boicotam a nossa vida, ficarem constates?

É possível sim mas, em geral, isso só acontece porque você dá bola pra eles. Lembre-se: neste mundo a dor é uma certeza mas o sofrimento é opcional.

Quando a criança birrenta percebe que está irritando, aí que ela faz mais birra. Na escola, quando os alunos percebem que fulano se incomoda demais com alguma coisa, aí é que ficam insistindo milhares de vezes naquilo, como um apelido, por exemplo, e muito do bullying é assim.

Em geral, se essas situações ficam muito constante, é porque de alguma forma, você está dando abertura pra isso.

Você não pode controlar o mundo exterior  (pessoas, espíritos, etc.) mas pode controlar seu mundo interior e como o exterior afeta o interior.

Se a criança correndo e fazendo barulho está te incomodando muito e se as tais "gordas" do seu trabalho estão correndo e fazendo muito barulho e isso te incomoda num momento em que você nem está descansando em casa, talvez o seu equilíbrio interno não esteja tão bom assim. Eu não estou dizendo que estas coisas não incomodam o que estou dizendo é que muitas vezes, a gente amplifica estas coisas internamente. Lembre-se: você não tem controle sobre o externo, mas no interno, é você que manda ou ao menos, deveria.

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Iogui disse:

Se a criança correndo e fazendo barulho está te incomodando muito e se as tais "gordas" do seu trabalho estão correndo e fazendo muito barulho e isso te incomoda num momento em que você nem está descansando em casa, talvez o seu equilíbrio interno não esteja tão bom assim. Eu não estou dizendo que estas coisas não incomodam o que estou dizendo é que muitas vezes, a gente amplifica estas coisas internamente. Lembre-se: você não tem controle sobre o externo, mas no interno, é você que manda ou ao menos, deveria.

Olha, com todo respeito à sua ideia, mas em países europeus como a Alemanha por exemplo, as pessoas se perturbam por muito menos e as coisas por lá são muito menos bagunçadas e caóticas que aqui. Lá por exemplo, se alguém faz algum barulho ou loucura na rua fora do normal, de adolescente até idosos, param, dão uma encarada bem feia e a pessoa entende o recado na hora! Se não entender, é multada.
Uma conhecida minha mora lá, ela tem um namorado, eles começaram a brigar dentro do ap e isso lhes rendeu uma multa de 30 mil euros,  o silêncio no outro dia reinou e agora quem está perturbada é ela, não mais os vizinhos.

No Brasil as pessoas são tolerantes até demais, pode-se tudo e ainda a culpa é nossa!
Ontem mesmo e fui atravessar e o carro, na cara dura, estacionou na minha frente, e em cima da faixa de pedestres. Todo mundo achou SUPER NORMAL.

Bom, eu estou realmente abalado emocionalmente mas quando eu tento fazer a Egípcia ignorando os outros, o negócio piora!
Quanto ao meu vizinho, falei com o síndico, a segunda multa pra ele foi aprovada e o barulho magicamente diminuiu por enquanto. Foi meditação? Não, foi eu fazer o inferno também na vida das pessoas que fazem na nossa vida também, sou de paz, mas com essas pessoas, só falando grosso que elas pensam em te respeitar.

Ah, na escola todo mundo faz bullying, se você não liga naturalmente e gosta da brincadeira, legal, aquilo não te afeta, mas se aquilo te afeta e você finge o contrário, aí piora! A minha dica qual é? Experimentar um dia dar uma de louco também, aí vão pensar 400 vezes antes de fazerem graça com você!

 

Quando eu estudava na minha ultima série, tinha dois meninos feios que viviam tirando sarro da minha cara por eu ser gay, eu tentava relevar e o negócio crescia!
Decidi encarar de frente e partir pro ataque só eu e mais ninguém! Cheguei nos dois, bati no peito deles e os convidei pras vias de fato, estranhamente a escola toda comprou a minha briga e ameaçou linchar os caras e ainda me perguntaram se eu dava permissão, fiquei com pena e mandei relevar, mas misteriosamente, os deboches pararam! Que espiritual, não é?????????

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, sandrofabres disse:

Aí vem mendigo bater na sua porta bem na hora que você está fazendo algum trabalho, passa gente drogada gritando por ali, cachorro de rua pode se invocar com você... e sim, filho de vizinho incomodando é meio que garantido, alem de cachoror que late sem parar bem na hora que você precisa mais concentração.

Pois é, você sabe que eu moro na cracolandia de SP né? Aqui é o verdadeiro umbral sem nenhum exagero. As vezes eu tento fazer auto hipnose para tentar ver o que eu fui no passado e começam uns doidos a gritarem na rua "ME SOLTA, ME SOLTA, ME SOLTA!" ou "EU TOU MORRENDO, EU TOU MORRENDO!"

Quer conhecer o umbral de nosso lar? Dá uma olhada nesse meu blog e veja as fotos:
http://cracolandia-astral.blogspot.com/

Aqui é impossível meditar em paz.

 

Abraços!

Share this post


Link to post
Share on other sites

@robertoguerreiro, acho que você não entendeu direito o que eu quis dizer. Eu não quis dizer que você não deve procurar uma solução para o problema seja ele qual for nem que você deve relevar aquilo que estão fazendo contra você quando você se sente prejudicado. Não estou dizendo que você deve ficar apático ou "ignorar". O que eu falei é que, se possível, você deve tentar não se deixar afetar e, por piores que sejam as circunstâncias, por mais estranho que te pareça essa ideia, isso é possível. Lembre-se: neste mundo a dor é uma certeza mas o sofrimento é opcional.

Agora... segue uma observação que também está relacionada a isto:

1 hora atrás, robertoguerreiro disse:

Aqui é impossível meditar em paz.

Em qualquer lugar é possível meditar em paz. A verdadeira paz não é algo exterior, é interior. É claro que há lugares onde meditar é muito mais difícil e pra quem gosta de meditar é melhor buscar um lugar mais pacífico pois há lugares onde é preciso ter muito preparo e muita experiência pra conseguir meditar sem se deixar afetar.

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, robertoguerreiro disse:

Aqui é impossível meditar em paz.

Também sou intolerante a sons dos outros, então...

Solução prática:

Screenshot_796.jpg

Para dormir : 1(opcional)+2+4

Para meditar: 2+3+4

Links:

Protetor auditivo interno, Nexcare:

https://www.farmadelivery.com.br/nexcare-3m-protetor-auditivo-c-2-pares-de-protetor-auricular

Protetor auditivo, tipo  concha, 29db de redução:

https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1066355826-protetor-tipo-concha-peltor-x5a-3m-_JM?quantity=1

Máscara para dormir:

https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-998576144-mascara-de-dormir-3d-repousobrindefrete-gratis-_JM

Ruído branco (para abafar outros sons):

https://www.youtube.com/watch?v=NS5BXti5hTs

Som de chuva (para abafar outros sons):

https://www.youtube.com/watch?v=74nm7vb4HPI

No meio do quarteirão onde moro te um salão de festas. E moro em frente a uma madeireira. Trabalhando o dia todo a madeireira não me perturba, só nas férias de trabalho. Aí preciso usar esses dois protetores auditivos ou não vou conseguir ter paz em casa. E quando é a noite, uma vez por semana tem festa no salão, e vai ate umas 2 da madruga. Aí eu uso esse equipamento todo e pronto, vou dormir de boa. Só não sei se uma ccaixa de som tocando ruído branco perturbaria sua família. Como é um som homogêneo, constante, acho que não chega a perturbar, tanto que é usado para dormir né? 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 horas atrás, Iogui disse:

que eu falei é que, se possível, você deve tentar não se deixar afetar e, por piores que sejam as circunstâncias, por mais estranho que te pareça essa ideia, isso é possível.

1)Existem pessoas que se afetam por qualquer coisa, críticas, principalmente mulheres, aquelas que são viciadas em convenções sociais, novelas, datas comemorativas e BBB.
2)Existem pessoas que não se afetam tanto pelas críticas mas se afetam por eventos, noticias ruins/boas, jornais, clima, tempo e etc
3)Existem pessoas que só se afetam com pessoas que contradigam, que coloquem em dúvida a sua religião mas que não se afeta com a maioria dos temas acima
4)Existem pessoas que foram forçadas a aprenderem desde cedo que mundo não liga pra elas e em troca elas também não ligam muito pro mundo e tocam o "F....D-SE" como um mantra
5)E existem os sociopatas que por não terem quase moralidade e empatia alguma, não ligam pra quase nada.

Bom, hoje eu estou no nível 4, na minha adolescência eu estava no 1 , então pra eu reclamar de certas situações onde eu sou perturbado, é que a barra é pesada mesmo.
Quanto à gorda que corre no meu trabalho usando rasteirinha, isso com um tempo irá embora, após o problema original ser resolvido. Deixa a gorda correr, mas se ela levar um tombo, eu não posso garantir que não sentirei um certo prazer sádico. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 04/04/2019 at 00:25, robertoguerreiro disse:

Boa noite, como sempre eu estou aqui fazendo uma pergunta besta, mas vamos lá:

Pergunta besta coisa nenhuma, é uma dúvida que muita gente tem!

Share this post


Link to post
Share on other sites
19 horas atrás, robertoguerreiro disse:

1)Existem pessoas que se afetam por qualquer coisa, críticas, principalmente mulheres, aquelas que são viciadas em convenções sociais, novelas, datas comemorativas e BBB.
2)Existem pessoas que não se afetam tanto pelas críticas mas se afetam por eventos, noticias ruins/boas, jornais, clima, tempo e etc
3)Existem pessoas que só se afetam com pessoas que contradigam, que coloquem em dúvida a sua religião mas que não se afeta com a maioria dos temas acima
4)Existem pessoas que foram forçadas a aprenderem desde cedo que mundo não liga pra elas e em troca elas também não ligam muito pro mundo e tocam o "F....D-SE" como um mantra
5)E existem os sociopatas que por não terem quase moralidade e empatia alguma, não ligam pra quase nada.

Eu acho que o seu escopo de comportamentos está meio limitado porque existem pessoas que estão se esforçando para não serem afetadas por nada disso. Alguns conseguem de vez em quando, outros conseguem na maioria das vezes e eu acredito que existam aqueles que já conseguiram descobrir o "pulo do gato" e não se afetam por nada disso que você citou e que não são psicopatas não, apenas aprenderam a ter equilíbrio. E vou repetindo o mantra: Neste mundo a dor é uma certeza mas o sofrimento é opcional.

Há situações em que não é possível evitar a dor. Você pode estar andando no meio da rua e aparecer um doido e, do nada, te dar uma paulada. É claro que você vai sentir dor e é claro que, pelo fato de não estar esperando por aquilo, já que não existia motivo algum para o doido agir daquela forma, você não estava preparado e, portanto, tomou uma paulada em cheio. Nesta situação hipotética, você vai sentir dor. Mas você pode escolher não sofrer com isso.

A vida está cheia de doidos que irão aparecer do nada e te dar pauladas. Alguns sem intenção, outros de forma totalmente intencional. Isto vai acontecer. Pelo simples fato de este ser um mundo ainda muito primitivo. As coisas são assim quer você aceite ou não. Então se há uma certeza além da morte é que você vai sentir dor, seja ela de ordem física ou emocional. Mas você tem a escolha se vai sofrer com isso ou não, se vai repercutir isto internamente, ou simplesmente deixar passar. Observar, aprender e deixar o tempo seguir como se não fosse você a sentir dor (pois na verdade, não é, já que sua consciência é que é de fato o que você é e a dor não está neste nível). Esta repercussão interna é o sofrimento. Você não precisa sofrer se não quiser. É possível aprender isso, é possível chegar a este nível de compreensão.

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, Iogui disse:

Eu acho que o seu escopo de comportamentos está meio limitado porque existem pessoas que estão se esforçando para não serem afetadas por nada disso.

Mas é claro que o meu comportamento é meio limitado. Assim como o seu e o de todo mundo que existe. Isso é normal pois nós não nascemos no meio do vácuo do hiperespaço, nós nascemos em uma cultura e gostando dela ou não, herdamos limitações e avanços. Também temos as limitações do nosso sexo, corpo, país e bolhas de amizades. Ok, você poderá me dizer o famoso "ah, você não me entendeu..." Mas se for para cada vez que eu lhe responder, você for me dizer que eu não lhe entendi para diluir qualquer dialética que eu exponha, ou você não deveria me responder, ou deveria responder de forma clara e literal sem dar tantas margens à possíveis interpretações equivocadas, lembrando que você não tem obrigação nenhuma de fazer isso.

 

5 horas atrás, Iogui disse:

e eu acredito que existam aqueles que já conseguiram descobrir o "pulo do gato" e não se afetam por nada disso que você citou e que não são psicopatas não, apenas aprenderam a ter equilíbrio.

Bom, como você mesmo disse acima e eu grifei, trata-se da sua crença, por que eu deveria abrir mão da minha crença para embarcar na sua? Qual o critério de desempate? Eu citei os psicopatas como também poderia citar os autistas afinal não se trata de crença minha mas de vários estudos que você pode pesquisar que apontam que o autista pode ser uma ilha e o psicopata uma pessoa sem empatia alguma com o seu meio, fazendo assim, os portadores dessas suas características não se abalarem com o que foi descrito acima.

De qualquer forma, eu não sei se o "não abalamento" emocional levado ao nível que você parece querer preconizar a mim, seja algo positivo, se fosse, qual seria o sentido das "células espelho" em nosso cérebro?

 

5 horas atrás, Iogui disse:

A vida está cheia de doidos que irão aparecer do nada e te dar pauladas. Alguns sem intenção, outros de forma totalmente intencional. Isto vai acontecer. Pelo simples fato de este ser um mundo ainda muito primitivo.

 Mais uma vez eu não concordo com você. Não só a vida como todo reino das coisas existentes é fundamental que exista as diferenças para que exista a energia e depois, finalmente, isso que chamamos de vida. Não existiria hidroelétricas se não existisse o desnível para a água cair para fazer um dínamo girar e com isso criar energia elétrica, não existiria arte se não existisse a retidão da monotonia. Não existe inteligencia sem problemas a se resolver. Se não existe igualdade total, existirá sempre o conflito, independentemente de sermos considerados evoluídos ou não, só nos resta então 3 saídas: ignorá-los, gerenciá-los ou tentar inutilmente acabar com todos eles.  A escolha mais adequada para se viver em sociedade é a segunda opção até que se prove o contrário.

 

5 horas atrás, Iogui disse:

Mas você tem a escolha se vai sofrer com isso ou não, se vai repercutir isto internamente, ou simplesmente deixar passar. Observar, aprender e deixar o tempo seguir como se não fosse você a sentir dor (pois na verdade, não é, já que sua consciência é que é de fato o que você é e a dor não está neste nível). Esta repercussão interna é o sofrimento. Você não precisa sofrer se não quiser. É possível aprender isso, é possível chegar a este nível de compreensão.

É... Isso me lembra muito o budismo e na teoria é muito bonito para quem quer se dedicar 100% ou 101% à espiritualidade e chegar com isso ao nirvana, o que não é o meu caso.
Eu vivo na matéria, não sou igual ao buda que largou a riqueza para procurar a luz meditando debaixo de uma árvore, eu preciso de um mínimo de dignidade para desempenhar as minhas funções na terra. Eu por exemplo posso ignorar totalmente um berne que tenha se instalado na minha pele, meditar e abolir a dor com auto hipnose, mas isso vai fazer com que o berne vá embora por me achar um ser iluminado? O que é preferível: ter retidão emocional e não ter um corpo para manifestá-la, ou ter um corpo e ser um pouquinho abalado emocionalmente? Falando-se de budismo, vamos apelar àquela velha máxima que diz que o caminho mais razoável é o caminho do meio e não dos extremos, sejam eles quais for.
 

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, robertoguerreiro disse:

Mas é claro que o meu comportamento é meio limitado. 

Eu não estava me referindo ao seu comportamento em específico, eu estava me referindo à limitada lista de opções que você propôs.

Por três vezes eu falei a mesma coisa usando palavras distintas e fui bem claro resumindo o centro daquilo que eu estava falando com uma máxima que grifei então devo aqui concordar com você, ao menos em parte: não tem porque eu responder novamente a mesma coisa já que está claro que isto não te interessa.

2 horas atrás, robertoguerreiro disse:

Falando-se de budismo, vamos apelar àquela velha máxima que diz que o caminho mais razoável é o caminho do meio e não dos extremos, sejam eles quais for.

Me perdoe. Não devo ter sido tão claro mas é porque fui apenas até onde consigo alcançar. Mas em todo momento não estive falando sobre extremos. Até porque, se não for dentro do caminho do meio a máxima que reforcei anteriormente não teria mesmo utilidade se seu núcleo reside justamente no equilíbrio. É uma pena que você tenha entendido como um excesso.

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Iogui disse:

Me perdoe. Não devo ter sido tão claro mas é porque fui apenas até onde consigo alcançar. Mas em todo momento não estive falando sobre extremos.

Você disse lá em cima "e não se afetam por nada disso que você citou e que não são psicopatas"

Ou seja, pessoas que não se afetam com: críticas, convenções sociais, novelas, datas comemorativas, noticias boas ou ruins, jornais, clima, tempo, desprezo e ainda que não sejam sociopatas ou autistas. Você conhece quantas pessoas assim entre 7,53 bilhões de pessoas no mundo? Se a minoria da minoria do mundo consegue essa proeza de não ligar pra tudo isso, comparando-se à quantidade de pessoas existentes no mundo que fazem exatamente o contrário, essa minoria teria um comportamento de extremo desapego do mundo, e olhe que você ainda disse: "Eu acho que o seu escopo de comportamentos está meio limitado" , ou seja, para você, as pessoas deveriam estar 50% a  mais desapegadas comparado-se com a lista em questão, haja vista você a ter classificado de "meio limitada", dando a entender que essa mesma lista poderia ser ampliada ainda mais! Pobre humano mediano em suas mãos!


Meu amigo, se idealizar um ser humano tão relativamente desapegado assim,  fora da curva  e ainda se insinuar que isso ainda é pouco(limitado), não for um extremo de idealismo e perfeccionismo, me desculpe,  mas nada mais o é!

E por favor não venha dizer que  você não se fez ser entendido pela milésima vez pois se não , nós só poderemos chegar à duas conclusões creio eu: Ou eu sou muito booho ou você escreve para defender aquilo que já concluiu que é certo e aí fica se retificando a cada vez uma contradição é apontada. Tipo aquela famosa frase pós adultério flagrado: "Eu posso explicar... Você não entendeu..."

Você pode não ter tido a intenção de falar de extremos, isso sim, mas acabou preconizando o extremo, está exemplificado acima.
 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 04/04/2019 at 11:43, sandrofabres disse:

eu resolvi ficar enviando Reiki para a Dilma durante a fase braba do impeachment, porque achei ela muito desgastada

@sandrofabres

Eu fiquei com uma dúvida a respeito do envio de reiki a distância nesse caso.

Quando fiz reiki nivel 1, a mestra disse que poderíamos enviar reiki a distância para qualquer pessoa, mas que deveria haver o consentimento desta, a pessoa deveria autorizar, mas, que caso a gente não tivesse contato com a pessoa (no caso de pessoas que não se falam por briga, por exemplo), nós poderíamos pedir permissão ao mentor da pessoa, e caso fosse negado, que a energia fosse direcionada a quem precisasse (alguém num hospital, etc)

Pesquisando a pouco tempo que fiquei sabendo que o reiki a distância só pode ser feito pra quem é iniciação no nível 2.

Agora estou fazendo o curso de reiki nivel 2, e no material do curso diz que é preciso o consentimento da pessoa, exceto nos casos em que a pessoa não pode se expressar (alguém na uti, etc).

Qual a sua opinião sobre essas regras de envio à distância?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não acredito nisso. Até mesmo a iniciação Reiki, a pessao pode pedir, fazer o curso, pagar, levar... mas no fundo, se alguma parte interior dela rejeitar, ela perde as iniciações. Porque a parte racional, a nossa parte mais toupeira, pode a´te querer, mas se a parte mais sábia não quiser, ela descarta. 

Se a parte interior da pessoa pode se livrar até das iniciações, que é um processo muito mais invasivo, imagine então quando é apenas tratamento . Ela vai bloquear .

  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 minutos atrás, sandrofabres disse:

Não acredito nisso. Até mesmo a iniciação Reiki, a pessao pode pedir, fazer o curso, pagar, levar... mas no fundo, se alguma parte interior dela rejeitar, ela perde as iniciações. Porque a parte racional, a nossa parte mais toupeira, pode a´te querer, mas se a parte mais sábia não quiser, ela descarta. 

Se a parte interior da pessoa pode se livrar até das iniciações, que é um processo muito mais invasivo, imagine então quando é apenas tratamento . Ela vai bloquear .

Então eu poderia enviar a energia reiki a distancia, desconsiderando essas regras, com o intuito de ajudar qualquer pessoa, sem ter que pedir autorização dela ou de seu mentor? Sem a pessoa saber, Essa é minha grande dúvida. Você diz que o que importa é a parte interior dela aceitar? Entendi errado?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na real esse tipo de crença é fruto de outra crença irrealista: o livre arbítrio.  

Quantas pessoas que estão lendo isto, se fossem pergutandas sobre algum assunto, assim "você promete jamais fazer isso?", não pensaria "não posso dizer jamais, jamais e muito radical, depende"

Todo mundo sabe que nosso eu de vigília não é confiável, começa a faculdade hoje, ano que vme pode ter desisitido. Começou num emprego, hoje, daqui a duas semanas pode largar porque achou outro melhor ou não se agradou de acordar cedo. Faz planos de começar a dieta na segunda-feira.... mas não define de qual ano, ehehh. Planeja ser autodidata num ceto assunto e.. um mês depois  perdeu o interesse. Se apaixona pela garota, começa a namorar, daqui a seis meses está traindo.... Marca compromissos para a semana que vem, falta, e nem avisa....

Quem é ingênuo o suficiente para acreditar que escolhas feitas pela personalidade consciente tem algum valor? A nossa vida cotidiana, de cada um de nós, nos mostra que as decisões e escolhas de quase todos em quase tudo não valem muita coisa. Então quem perderia tempo levando a sério certos argumentos na área espiritual sobre isso?

Agora, quando aquela posição tem uma base espiritual que não está ancorada apenas na vigília, é outro papo. É por isso que as vezes tem aquele rolo com méduns, que a pessoa aqui não quer ser médium mas se alega que ela escolheu isso antes de anscer e por isso nasceu com essa sensibilidade ostensiva. E aí onde fica a escolha do encarnado??? Não fica.

Mas as pessoas constróem argumentos sobre o que o sujeito escolhe, aceita faz pactos...

A entidade que fizer pacto com um encarnado tem que ser maus tola que o próprio encarnado, porque vai levar bolo! O encarnado pega o que quis, e após obter se esconde dentro de alguma egrégora (vira evangélico, por exemplo), e a entidade fica a ver navios, epserando ele desencarnar para ver se pega o malandro no pulo, ehehe

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 horas atrás, bandeirapvh disse:

Então eu poderia enviar a energia reiki a distancia, desconsiderando essas regras, com o intuito de ajudar qualquer pessoa, sem ter que pedir autorização dela ou de seu mentor? Sem a pessoa saber, Essa é minha grande dúvida. Você diz que o que importa é a parte interior dela aceitar? Entendi errado?

Sim, foi o que eu disse. Há inclusive quem alega que você pode , na hora de iniciar o envio, visualizar a pessoa para quem vai enviar e pedir a autorização. E sentirá se a pessoa aceita ou não. Afinal, você não poderia enviar para alguém que está desmaiado ou em coma no hospital se seguisse essas regras que esse pessoal inventa né?

Faça apenas aquilo que te deixa com tranquilidade de consciência, não o que eu disse ou o que outro disser. 

 Se você sentir que pensar em enviar para uma dada pessoa, sem pedir a ela antes,  te gera inquietações, então siga as regras que te ensinaram.

 

  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.