• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
robertoguerreiro

Uma experiencia de quase morte - Suicídio e Questionamentos...

Recommended Posts

Postei em um grupo que eu cuido no Face um relato extraído de um local sobre EQMs.
No relato temos um homem que tudo na vida dele era bom, sabe aquelas pessoas que nascem com o C virado pra lua? Pois é. Essa pessoa conseguiu se casar uma uma mulher de beleza exuberante que todos cortejavam, o nome da dita cuja era Paty, mulher bonita, daquela que os heteros quebram o pescoço pra ficar olhando(eu tenho muito inveja de mulheres assim)

Então esse homem começou a entrar em depressão e querer se matar pois as traições dessa mulher eram constantes. Claro! A dita cuja pelo visto havia sido projetada para ser uma reprodutora e mais nada(que inveja!). Esse homem tinha filhos com ela para piorar a situação. 

O tal homem se entregou ao álcool e depois de mais uma das traições de sua esposa, ele decidiu mandar as crianças para um quarto, aí ele foi para o dele e começou a misturar calmantes,  R...., V..... e todos os tipos de remédios que tinha com whiskey bourbon e bebeu! Ele começou depois de algum tempo sentir formigar os seus dedos e queimar por dentro da sua barriga.
Foi quando ele mudou de estado de consciência ao ser rodeado por uma fumaça imaginária onde ele se percebeu morto.

O tal homem perguntou se a morte era aquilo ali e teve uma voz envolta de muita luz, ternura mas com firmeza lhe dizendo que não, aquilo não era a morte, essa voz o puxou para um lugar estranho e mostrou um buraco onde havia um monte de espíritos esbarrando uns nos outros, indo pra lá e pra cá, meio que perdidos no nada, sem nenhum sentido, aí a tal voz lhe disse que morte era aquilo, pessoas que procuraram isso por elas mesmo devido a terem fugido da vida através do uso do suicídio.

A voz ainda deu um feedback no homem mostrando em sua mente como seria a tristeza causada pela morte dele em seus filhos, ele ainda conseguiu ver que um dos seus filhos seria uma pessoa muito importante se ele voltasse e cuidasse bem dele abandonando o seu vício na bebida. A voz ainda foi mais longe mostrando cenário de como seriam as coisas se o homem morresse e disse que os seus filhos seriam mal cuidados pela mãe e que sua filha teria uma outra filha que seria violada pelo seu próprio marido, e o filho que seria importante se tornaria um criminoso que roubaria para se alimentar.

Depois a luz lhe disse que a vida do tal homem traído não tinha sido criada por ele próprio mas sim pela tal luz e que por isso a luz não aceitaria a morte dele, afinal o homem tinha um dever a cumprir e era a luz que ditaria quando era ou não a hora dele morrer e não ele próprio, dando a entender que a vida das pessoas não era propriedade das pessoas que as usam.
Então a luz mandou o homem voltar e não fracassar mais, afinal, ele poderia até se suicidar de novo, mas iria em outra vida repetir as mesmas situações até chegar ao que causou o seu suicídio nessa vida. Tipo um joguinho de vídeo game que não passa de fase.

O homem então voltou maravilhado e todo feliz, acabou acordando e sua mulher servindo almoço a todos e desdenhando dele por estar desmaiado em meio a pinga e remédios.

-------------------

Bom, em termos de EQM, eu acho que a dele nem foi tão boa assim, afinal ele não viu o meio ambiente onde vivia de fora do seu corpo para poder conferir depois se as coisas que ele viu se tratavam de alucinação ou algo verdadeiro.

Outro fato interessante, se realmente essa luz existir, é o de não sermos donos de nossas vidas, elas parecem ser concessões apenas, nos suscitado a seguinte dúvida: quem manda em nós? quem são os nossos donos? somos pets de alinígenas em um game realístico? Com tanta maldade nesse mundo não seria razoável imaginarmos que quem manda nesse mundo, na melhor das hipóteses é indiferente?

Outra situação que esse caso me fez pensar: quando planejamos a nossa vida antes de nascermos, o plano efetuado depende da presença de outros grupos de almas reencarnadas como dizia Michael Newton em Journey of Souls? Sim, pois a luz dizia que a vida dos filhos desse homem seria um lixo se ele não ficasse vivo. Ora, se todos nós tempos um plano reencarnatório, os filhos desse homem também o tinham, se a vida deles ficariam um lixo sem a presença do pai, então é correto afirmar que o plano de vida deles estava subordinado ao plano de vida do plano reencarnatório do pai deles. Agora eu fiquei pensando cá com os meus botões: eu sou gay, desprezado por quem eu gosto mais do que jiló no fim de janta e guarda chuva em noite de verão, será que se eu tivesse conhecido o meu pai as coisas seriam completamente diferente?????????? Eu tenho até medo de saber!

Agora me diga, pra que tantos planos reencarnatórios, por acaso o que me aconteceria se eu batesse boca com essa luz e falasse: voltar pra vida, nem a pau juvenal!!! Dane-se os meus filhos, afinal se a vida é um teatro, um dia eles vão morrer e vão me entender também, então eles que vão se danar!
Se eu não quiser fazer parte de nenhum plano de reencarnação, o que essa luz iria fazer contra mim?
Por que só alguns sobre a mesma situação conseguem ver o hipotético mundo espiritual? Uns são melhores que os outros?
 

Será que essa luz é tipo o Mestre dos magos da Caverna do Dragão? No final se descobre que ele é o vingador, o vilão?
Eu heim! Tenho lá as minhas ressalvas com a bondade tão estranha dessa luz.
Pode ser que seja mesmo implicância minha mas eu se ver essa luz, não sei se não vai rolar uma briga feia!

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Cara, essa "luz" com ele ele falou é um Ser né? 

Esse Ser vai tratar cada um de acordo com sua psique. Eu, por exemplo, não sou do tipo que liga para ameaças, chantagens pressões. Aí mesmo que eu chuto o balde e vou na direção contrária. Eu sou do tipo que precisa ser esclarecido, preciso eu mesmo concordar porque vi alguma lógica na explicação, ou não faço o que me é pedido. Aí você acha que uma "luz" dessas iria me tratar como?  Simples: do jeito que ela sabe que funcionaria comigo. Já com outros, mais sensíveis à ameças, talvez bastasse dizer: "olha aí o vale dos suicidas, olha aí   o fogo do inferno, é para aí que você vai se se matar". Pronto tudo resolvido.

Então não dá muito para você julgar esses relatos, porque a experiência do cara foi dessa forma porque era o que surtiria efeito com ele. Quem te proporciona essas experiências sabe bem como é a psicologia da pessoa a quem irá se dirigir. 

Quanto ao que aconteceria se a pessoa "desafiasse" a luz ali? Nada, apenas o que lhe foi mostrado. Só que depois, quando o cara estiver  estiver remando lá nas zonas escuras do umbral, quando ficar se lamuriando "ó deus, porque não me ouves?", alguém lá em cima pensará  "ué, eu avisei né? agora curte tua estadia aí até esgotar teu tempo".

Quanto a planos, bom, cada pessoa tem seu plano, mas há projetos de família sim. Até porque, ninguém é filho de chocadeira. Você não nasce sem que encontrem uma mãe que te aceite como filho. Esses acordos são feitos em astral, em geral bem antes de a pessoa engravidar. Então há algum grau d concordância coletiva ali. Mas há também algum grau de livre-arbítrio, e de falhas de lucidez. Então se uma pessoa se desequilibra emocionalmente a lucidez dela cai a zero e compromete a capacidade de tomar decisões, podendo romper os planos do grupo,  o que gerará dificuldades para todos.

As coisas seguem um planejamento, mas devido à própria natureza do plano que habitamos, estando distante da fonte original, então já há um elemento de caos inserido no sistema.

http://cabalamoderna.blogspot.com/2014/10/os-quatro-mundos-e-luz-infinita.html

O plano fisico é fruto de desdobramentos sucessivos desde a fonte. Pense em divisão celular:  primeiro você tem uma célula, depois duas, depois 4, 8, 16.... lá adiante você tem uma pessoa adulta, com muitos tecido, e brota um câncer que é uma divisão celular defeituosa. Ou seja, após muitos desdobramentos o mecanismo de replicação já tem um grau de desordem latente. O mesmo aqui no nosso mundo. quanto mais afastados da fonte original, mais desordem EM POTENCIAL pode acontecer.

Portanto combinam-se planos, mas se as pessoas se deixam hipnotizar por medos, ódios paixões... vão bagunçando as próprias vidas e de quem os cerca té que tudo via virando uma confusão. É por isso que é meio básico né? Se vai tomar decisões, lembre-se que é para a vida inteira. Só porque você pode casar hoje e se separar amanha não quer dizer que isso seja o melhor. Se as pessoas acham que podem fazer  o que der na telha eles nunca  refletirão o suficiente para tomar as melhores  decisões,  porque  caem na ilusão de achar que basta voltar atrás. A vida nunca volta atrás, você nunca será o mesmo de antes, ao desistir de algo e tentar voltar ao estado anterior

Sobre ter conhecido seu pai e tudo ser diferente... cara, podia ser muito pior.

É perda de tempo ficar criando hipóteses, mas vamos pensar algumas mais simples:

- se sua mãe engravidou pelo exercício da prostituição, é meio óbvio que seu pai não tem papel nenhum na sua historia, no seu destino .Ele foi apenas "doador de célula" . Seu vínculo espiritual, cármico, emocional, é com sua mãe apenas. Se seu pai fosse um cliente dela, fosse casado mas tivesse se deitado fascinar por ela, o mais provável é que você ter conhecido seu pai fosse o erro do planejamento, porque se ele fosse casado o planejamento cármico dele seria feito com a esposa dele. Aí ele se deixa levar pela luxúria, vai numa prostitua, se apaixona por ela, gera você... mas é tudo fruto de uma sucessão de erros. E aí anos depois o cara olha para sua mãe e para você como culpados por  ele estar no caminho errado (porque a pessoa sente internamente que saiu do rumo, mas vai querer culpar os outros pelas suas fraquezas). E pronto, está feito o rolo! Daí a pouco está batendo na mulher e no filho, porque enxerga neles a culpa pela vida que leva. E quando o filho cresce um pouco o jogo vira e tudo pode acabar nas páginas policiais. Então num caso hipotético como esse, é bem melhor não ter conhecido o pai.

- num outro caso hipotético, seu pai poderia ser um cliente solteiro da sua mae. Poderia ter se apaixonado e decidido formar familia com ela. Bom, nesse caso é uma pessoa livre, sem outros planos naquele momento, que toma uma decisão que.... pode ter sido planejada antes de encarnarem e isso fazer parte do plano de vida de vocês. Nesse caso o mais provável é que ter convivido com sue pai fosse um fator positivo na sua vida, mesmo que mias tarde se separassem e tal.

- já se sua mãe e seu pai fossem casados, seu pai resolvesse fugir com outra, deixando sua mãe e você desamparados, e sua mãe acabasse entrando na prostituição como forma de garantir melhor sustento do que com outras profissões  sem qualificação, bom, aí é praticamente certo que possamos dize que sua vida seria outra não fosse o fato de seu pai ter se deixado hipnotizar pelos desejos e fugido com outra né? Num caso assim o cara ferra todo o planejamento cármico da família  e é sim responsável pelos males que venham a surgir desse ato. Porém, note: cada pessoa tem suas escolhas. Tem gente que prefere pedir esmolas na rua do que se prostituir. Tem gente que prefere pedir esmolas na rua do que trabalhar, na verdade, porque não gosta de ter horário para tudo, não gosta de ter patrão, etc... acha melhor viver com quase nada do que se submeter. São "desapegados" de bens materiais, mas apegados demais ao seu orgulho gigantesco.

Então mesmo num exemplo assim ,do pai que abandoa a família e "leva" a jovem esposa com filho pequeno à prostituição e mais tarde o filho já adolescente  a trabalhar para o tráfico, ainda assim a mãe fez suas próprias escolhas, assim como esse filho também fará, porque outras pessoas, com outra cabeça, na mesma situação, farão escolhas menos prejudiciais. Então o pai que abandona todo um planejamento assim tem muita responsabilidade sobre o mal gerado, mas ainda assim cada pessoa individualmente é o principal responsável pelo que virá a ser sua vida.

Nunca dá para você  despejar nos outros a culpa pelos seus fracassos, porque se uns foram tão inconscientes a  ponto de  tomarem decisões erradas quando o bicho pegou, optando por prostituição e tráfico, cobrar lucidez e decisões sábias do primeiro que errou ( no nosso exemplo, o pai) não seria nada realista, porque as pessoas formam famílias com espíritos de níveis similares. Se o pai era uma toupeira,, a esposa não seria muito diferente, nem o filhos que saíram dessa relação.

O que acontece é que se todos os membros imaturos espiritualmente dessa família fizerem suas partes direitinho, com responsabilidade, ficará mais fácil para todos. Mas se um chutar o balde ,dificulta para os demais, e sendo todos imaturos, por questão de afinidades, a probabilidade é que tomem uma decisão errada atrás da outra, já que agora os que ficaram estão expostos a uma condição muito  mais difícil que antes. Uma condição que talvez só espíritos mais maduros pudessem enfrentar sem se corromperem

Share this post


Link to post
Share on other sites
10 horas atrás, sandrofabres disse:

Se seu pai fosse um cliente dela, fosse casado mas tivesse se deitado fascinar por ela, o mais provável é que você ter conhecido seu pai fosse o erro do planejamento, porque se ele fosse casado o planejamento cármico dele seria feito com a esposa dele.

Bom, podemos dizer isso olhando a moralidade que temos aqui, mas pelo apanhado de livros que eu consultei dos autores americanos Brian Weiss e Michael Newton sobre pesquisas de TVP e sondagem do que se passa no período entre vidas, a moralidade pode não ser tão simples assim a ponto de acharmos que o plano reencarnatório de uma pessoa seja apenas ter um relacionamento monogâmico. Eu sei que choca, mas eu vi um caso onde uma mulher na europa tinha um marido muito bom pra ela e legal, mas de repente apareceu um outro que a fez se sentir feliz e inteira, ela não sabia o que fazer. Então foram fazer regressão nela até o periodo entre vidas e ela se viu na sala dos anciões com um telão enorme e 4 homens e sua mãe no local, o homem que a fez sentir algo mais forte ela queria primeiro mas ele lá no alem lhe disse que iria pensar, afinal em outras vidas, ela é que causou sofrimento enorme nele, então embora ela o quisesse muito, ele iria pensar mas não garantiria nada. Havia o marido legal dela que estava la, um outro homem que ela não gostava e outro homem que ela nunca conheceu mas que ela queria estar com ela. No telão os anciões mostravam como seria mais ou menos a sua vida dependendo da escolha realizada.
A conclusão foi que a missão então que ela havia escolhido era a de aprender a não ignorar tanto o que sentia em prol dos bons costumes. Já era previsto que o amante apareceria para fazer com que ela desse valor a ela mesma e não o que sociedade cobrava, no mundo astral, o amante (o homem que não sabia se iria ficar com ela por receio) e o marido dela, eram amigos e haviam combinado isso no seus grupos de almas. Ou seja, amoralidade do povo de lá parece ser muito mais flexível do que a nossa.

 

10 horas atrás, sandrofabres disse:

Então não dá muito para você julgar esses relatos, porque a experiência do cara foi dessa forma porque era o que surtiria efeito com ele. Quem te proporciona essas experiências sabe bem como é a psicologia da pessoa a quem irá se dirigir. 

Realmente, para cada tipo de pessoa essa luz adota um tipo de moldura , o que me faz pensar que ela possa ser um computador alienígena muito poderoso ou um ser muito do cascateiro 171.  Enfim, não sei.

 

10 horas atrás, sandrofabres disse:

Quanto ao que aconteceria se a pessoa "desafiasse" a luz ali? Nada, apenas o que lhe foi mostrado. Só que depois, quando o cara estiver  estiver remando lá nas zonas escuras do umbral, quando ficar se lamuriando "ó deus, porque não me ouves?", alguém lá em cima pensará  "ué, eu avisei né? agora curte tua estadia aí até esgotar teu tempo".

Mas essa coisa de umbral me parece um ramake do purgatório católico. As pesquisas que eu faço com conteúdos mais limpos de religiões tradicionais, apontam que nem punição no outro lado(pelo menos o que nos é permitido ver) existe, o que parece sim existir é a sua própria culpa lhe fazer se arrepender. A sua própria mente acaba lhe julgando e por isso você acaba querendo nascer para rever aquilo passando exatamente por uma situação parecida. Ou seja, a culpa é o maior perigo para quem deseja reencarnar!
É claro, como eu já havia concordado com você acima, a luz parece se moldar às crenças da pessoa e nem sabemos o que ela realmente é, sendo assim, se a pessoa é kardecista e se sentir culpada, certamente essa pessoa terá uma experiencia com o famigerado umbral.

Então, eu que já sei disso, como a luz me enganaria ou me puniria se eu me recusasse a obedece-la? Creio que se isso tudo existir, das duas uma: ou ela mostraria a sua verdadeira cara ou quem a controla para me fazer ficar com medo, ou me puniria de um jeito horrível como por exemplo me forçando a nascer animal sofredor (um peixe, uma vaca, uma formiga), vai saber né? O que os livros de kardec contam são coisas bonitinhas, mas de repente o buraco é mais embaixo e o dono de tudo pode ser tão voluntarioso como um traficante. Afinal de contas esse planeta é concebido para termos os mais variados sofrimentos, basta ver a nossa alimentação: para matar a nossa fome, temos que matar outros seres, vegetais ou parecidos conosco. Eu sou vegetariano, mas quem lhe disse que os vegetais também não sofrem da maneira deles? Você já parou para se perguntar como é o drama de uma árvore que fica sob um sol escaldante de 40 graus por 7 horas sem poder fazer absolutamente nada para se livrar dele? Se o corpo pode prender o nosso espírito, é possível construir outras coisas que o prenda também como punição.
 
 

Share this post


Link to post
Share on other sites
10 horas atrás, robertoguerreiro disse:

temos aqui, mas pelo apanhado de livros que eu consultei dos autores americanos Brian Weiss e Michael Newton sobre pesquisas de TVP e sondagem do que se passa no período entre vidas, a moralidade pode não ser tão simples assim a ponto de acharmos que o plano reencarnatório de uma pessoa seja apenas ter um relacionamento monogâmico

Sim, por isso que comecei meua exemplos com:

21 horas atrás, sandrofabres disse:

 perda de tempo ficar criando hipóteses, mas vamos pensar algumas mais simples

Mas isso não tem nada a ver com moralidade, mas com ser fiel  a si mesmo e não ficar se auto-sabotando continuamente:

se você ficar pulando de galho em galho toda vez que o tédio pela sua escolha anterior chegar e o prazer pela novidade  surgir, estará traindo a si mesmo, porque estará sempre desmanchando   o que antes decidiu construir. 

10 horas atrás, robertoguerreiro disse:

Realmente, para cada tipo de pessoa essa luz adota um tipo de moldura , o que me faz pensar que ela possa ser um computador alienígena 

Qualqiwr bom professor sabe fazer isso com seus alunos. É pré-requisito de weum.quer ensinar saber adaptar a seu ouvinte o qie quer ensinar .

10 horas atrás, robertoguerreiro disse:

Mas essa coisa de umbral me parece um ramake do purgatório católico.

É que você parece eatar achando que essas coisas foram inventadas, como teorias, e quando maisbde uma tradição religiosa afirma o mesmo, só podem estar copiando. Parece estar esquecendo que há experiências respaldando essas crenças. Então se seu vizinho vai visitar o Tokyo e descreve o que viu lá você acjaria que isso e imvenção porque ele descreve as mesmaa coisas que o romance que você leu ano passado e se passava em Tokyo?  Não dá para pensar assim né?

Além disso, não esqueça que o astral é plasmável, não tem forma fixa. Quando você se projeta é bem comum encontrar ambientes que são imitações da sua cidade, mas não réplicas. Há lojinhas, há "banquinhas de camelô", há jogos com bola, e também há gente armada gerando conflitos.

Essas zonas purgatoriais no fundo  são plasmagens geradas pelo sentimemto de culpa das várias  pessoas reunidas ali num mesmo ambiente, por afinidades.  E aí não faz o menor sentido dizer que plasmagem é só uma fantasia, poruqe uma pessoa sozinha não consegue  se livrar de uma plasmagem criada por milhares de mentes. Ela se torna um ambiente real, sólido, para os padrões do plano astral e quem está lá precisa lidar com isso.

10 horas atrás, robertoguerreiro disse:

Eu sou vegetariano, mas quem lhe disse que os vegetais também não sofrem da maneira deles? Você já parou para se perguntar como é o drama de uma árvore que fica sob um sol escaldante de 40 graus por 7 horas sem poder fazer absolutamente nada para se livrar dele? Se o corpo pode prender o nosso espírito

Só os animais tem seu espírito colado ao corpo. Os vegetais e minerais não tem. Os elementais vegetais são como jardineiros que tem uma planta para cuidar. Por isso comer vegetais não é nada parecido com comer animais. Você apenas coleta a planta daquele jardineiro e ele vai receber outra para se encarregar. O  Ser do vegetal não vive dentro do vegetal. Quanto à arvore no sol, não esqueça que as folhas fazem fotossíntese. Se são de regiões pouco ensolaradas elaa desenvolvem folhas maiores para podee captar mais energia do sol. Se forem re regiões ensolaradas elas desenvolvem folhas pequenas, para limitar a absorção. Árvore no solaço talvez devesse ser comparado a um humano convidado para  um banquete, eheheh.

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 horas atrás, sandrofabres disse:

Então se seu vizinho vai visitar o Tokyo e descreve o que viu lá você acjaria que isso e imvenção porque ele descreve as mesmaa coisas que o romance que você leu ano passado e se passava em Tokyo?  Não dá para pensar assim né?

Olha, se ele me falasse que foi visitar Tokyo e me descrevesse que viu lá a Muralha da China , enquanto o seu amigo tivesse falado que ao visitar o mesmo local viu o pico do Himalaia e outro tivesse visto lá o rio amazonas e mais um outro tivesse visto um punhado de prédios modernos resistentes a terremotos, sendo que vários conhecidos dessas mesmas pessoas descrevem as mesmas coisas diferentes, eu simplesmente só acreditaria em quem me mostrasse o passaporte, fotos e vídeos do passeio no local! Me desculpe, mas o que mais existe é relatos com discrepâncias monumentais em se tratando de sobrenatural e religiões. Vide o embate na descrição do "mundo de lá" entre espíritas e evangélicos, chega a ser uma briga de foice e diga-se de passagem, muito bem fundamentada em ambas as partes. A existência de Lúcifer e tudo aquilo que ele representa e a sua função é um exemplo. Sendo assim, eu não posso encarar nada dessas teses como verdadeiro se eu não pude verificar e repetir com exatidão.
Outra coisa, todo mundo saber que o espiritismo na França adotou conceitos do catolicismo para não ser rejeitado naquela época pela religião dominante, de tal forma que tenho lá minhas dúvidas se existiria "umbral" se não existisse o purgatório ou o hades judaico cristão.

 

6 horas atrás, sandrofabres disse:

Essas zonas purgatoriais no fundo  são plasmagens geradas pelo sentimemto de culpa das várias  pessoas reunidas ali num mesmo ambiente, por afinidades.  E aí não faz o menor sentido dizer que plasmagem é só uma fantasia, poruqe uma pessoa sozinha não consegue  se livrar de uma plasmagem criada por milhares de mentes.

Ok, se o local plasmado por pessoas que sofrem, o famigerado umbral, é uma realidade, por que vários espiritualistas, incluindo-se Marcia Fernandes, o dono desse forum e outros, cansam de relatarem locais nossos, daqui da vida mesmo, cheio de espíritos sofrendo ou fazendo coisas sacanas? O Umbral é bugado?

Uma vez a espiritualista Marcia Fernandes disse que a Serra de Santos, de noite, enchia de espíritos de padres e pedófilos que vão lá jogar em cassinos e fazer sexo. A Serra de Santos/Cubatão seria então uma plasmagem de forma-pensamento e não um maciço de rocha com terra e outros minerais? Ok, você disse acima que pode ser uma réplica, mas se for, por que mediuns vivos daqui descrevem o mesmo local com os mesmos espíritos e paisagens quando passam em frente quando estão acordados? E outra coisa, que interesse alguém teria em plasmar um bordel pra padres em cima de Cubatão e Santos? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk A área 51 e a base de Dulce são um outro exemplo que mediuns descrevem serem iguais e no mesmo lugar, tanto aqui como lá e com seguranças nos dois planos.

Por que a maioria dos espiritualistas americanos mais avançados que pouco conhecem Kardec , nunca relatam o fenômeno do umbral? Um exemplo disso é Brian Weiss. Da mesma forma que eu nunca vi nenhum padre/pastor na Finlândia tirar o exú caveira do corpo de ninguém como fazem os evangélicos. Ou seja, o mundo espiritual é tem diferenças reginais e culturais? 

E os ufo-espiritualistas como Marcelo Marins do Chamados a Despertar, o Magalhães do Reversão Humana e o francês Jack do Autres Dimensions que dizem que tanto o umbral como o mundo espiritual legalzinho tipo Nosso Lar, são hologramas controlados por dragões que nos enganam com papo de reencarnação para nos manterem presos nesse planeta eternamente com a desculpa procurarmos a eterna evolução que nunca termina? Onde está a mente aberta aqui???????????? Se o Umbral é simplesmente uma plasmagem de quem sofre nele, todas essas pessoas estão mentindo então.

6 horas atrás, sandrofabres disse:

Os elementais vegetais são como jardineiros que tem uma planta para cuidar. Por isso comer vegetais não é nada parecido com comer animais.

Hum, será? Se isso for verdade por que recentemente descobriram que certos vegetais têm reações químicas de defesa que são ativadas chamando outros insetos "protetores"   para defende-los quando estão em perigo? Se você pesquisar, irá ver alguns estudos que mostram que os vegetais também tentam se defender e aparentemente sofrem emitindo sons que nós não ouvimos.
 

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
15 minutos atrás, robertoguerreiro disse:

Olha, se ele me falasse que foi visitar Tokyo e me descrevesse que viu lá a Muralha da China , enquanto o seu amigo tivesse falado que ao visitar o mesmo local viu o pico do Himalaia e outro tivesse visto lá o rio amazonas e mais um outro tivesse visto um punhado de prédios modernos resistentes a terremotos, sendo que vários conhecidos dessas mesmas pessoas descrevem as mesmas coisas diferentes, eu simplesmente só acreditaria em quem me mostrasse o passaporte, fotos e vídeos do passeio no local! Me desculpe, mas o que mais existe é relatos com discrepâncias monumentais em se tratando de sobrenatural e religiões. Vide o embate na descrição do "mundo de lá" entre espíritas e evangélicos, chega a ser uma briga de foice e diga-se de passagem, muito bem fundamentada em ambas as partes. A existência de Lúcifer e tudo aquilo que ele representa e a sua função é um exemplo. Sendo assim, eu não posso encarar nada dessas teses como verdadeiro se eu não pude verificar e repetir com exatidão.

Mas acho que você esquece que não haveria menhuma incowrencia nesse exemplo que voce citou. É o mesmo que diversos paraquedistaa  ETs descerem em diferentes pomtos da terra e ao voltarem para a nave contarem " eu estive na Terra. Os terrraqueos sáo assim e assado". Quem descei na índia teria um relato diferente de quem desceu na áfrica, de quem.desceu na china,,de quem desceu no egito,,de quem desceu no himalaia, de quem desceu em londres, de eum desceu em nova yorque , de quem desceu nas favelas do RJ, de quem desceu no interior de mato grosso. Realmente não posso imaginar porque uma pessoa tem dificuldade de entender isso.

36 minutos atrás, robertoguerreiro disse:

o dono desse forum e outros, cansam de relatarem locais nossos, daqui da vida mesmo, cheio de espíritos sofrendo ou fazendo coisas sacanas? O Umbral é bugado? 

E o que aqui chamam de umbral tem muitas faixas.

 

Na gnose chamamos de 9 circulos dantescos, em analogia à descrição de Dante na divina comédia. Apenas o primeiro circulo, o limbo, é que os projetores e desencarnados compartilham. As faixas mais profundas nao , e.você só entra acompanhado pois nao tem como sair de la sozinho. Então um projetor ao sair do corpo vai cruzar com muitos espíritos que estao ainda entre uma encarnação e outra. É um.ambiente mais leve.  já naquelas zonas em.que você encontra gente atolasa na lama, ou vivendo em cavernas, com aparencia já animalesca, você só entra acompanhado, porque há riscos reais.

O dono desse forum fala sobre isso aqui:

https://youtu.be/0uk2eDSBrJU?t=4175

Também o Waldo:

https://youtu.be/72pWamkrtFc

Entâo os relatos vão depender do nível de cada projetor, e do que  ele quer investigar. . Mas em geral eles não descrevem o que não conhecem na sua cultura. Então o que uns descreveriam como demonios oa outros descrevem como espiritos sofredores. O que uns descrevem como mindo das fadas, outros descrevem como ETs, e por aí vai.

Mas é claro que isso gera deformações na experiencia. A cultura sempre contamina a percepçao. Mas contaminará a sua tambem, quando você  tentar ver por si mesmo não estará vend as coisas como realmente são, mas como sua formação cultural te permitir. Por isso é melhor ter cultura ampla endiversificada sobre esses temas, para que sua mente não precise distorcer demais para encaixar na única forma de cultura espiritual que você conhece e aceita. O evangélico fanático que se projetar necessariamente terá uma experiencia de moldura cristã. Mas se ele aceitar outraa opções, pode conseguir perceber outras coisas sem precisar distorcê-las. Por isso náo vale a pena perder tempo com precisao nos detalhes. Apenas  as caracterisiticas gerais é que contam. Então voce notar que ha regioes de espiritos sofredores é algo geral. Daí a querer descrever o local, a forma dos seres  e o tipo de equipamentos usados para torturá-los é tolice, porque pode ser apenas sofrimento interior, mental, sua mente capta isso em forma de imagens cheias de detalhes criativos..

Aqui tem uns exemplos de erros de percepção:

https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/16071-comprovação-da-projeção-astral/&do=findComment&comment=74048

1 hora atrás, robertoguerreiro disse:

 Serra de Santos/Cubatão seria então uma plasmagem de forma-pensamento e não um maciço de rocha com terra e outros minerais?

Pode muito bem ser uma coisa fixa no fisico e outras coisa wm cada faixa do astral. Da mesma forma como a rua que voce mora não é a memsa em astral em cada noite que ae projetar. É assim mesmo.que funciona. Raras vezes eu consegui visitar os mesmos lugares em.projecoes espaçadas no tempo.

1 hora atrás, robertoguerreiro disse:

Ok, você disse acima que pode ser uma réplica, mas se for, por que mediuns vivos daqui descrevem o mesmo local com os mesmos espíritos e paisagens quando passam em frente quando estão acordados? E

A única coosa que você pode dizer SOBRE ESSES MÉDIUNS  é que os qie concordam na descrição estao sintonizando na memsa faixa. Se putro médium sobtoniar em faixas anaixo ou acima dessa, verá outras coisas. Cada ponto do fisico nao é um ponto no astral, mas uma sucessao de pontos, um ambiente em cada faixa, similar a um.prédio de apartamentos que pode ser o número tal na rua tal, mas cada andar tem coisas diferentes. Bai dependeer qual andar esses médiins estao olhando. Elea só podem concordar se estiverem todos olhando para o  mesmo andar (mesma frequencia )

1 hora atrás, robertoguerreiro disse:

E outra coisa, que interesse alguém teria em plasmar um bordel pra padres em cima de Cubatão e Santos?

Há questões  energéticas do local terreno envolvidas nisso. É comum haver comunidades interiraa dentro de estrutura rochosas. Na Ayers Rock, na australia, tem uma  cidade toda, parece Brasília, com.prédios bransocd claros, é uma "cidade de mentores" digamos.asssim . Há tambem no Himalaya, acho que debw see o que chamam de Shamballa. Mas isao fica escondido até de.prpjetores, fica invisível. Só se entra se você for levado lá por quem já vive lá.

Esses locoais são escomhidos pelo tipo de enegia que emanam, em funçao da estrutuea rochosa  ter caracteeiaitica próprias.

1 hora atrás, robertoguerreiro disse:

Por que a maioria dos espiritualistas americanos mais avançados que pouco conhecem Kardec , nunca relatam o fenômeno do umbral? Um exemplo disso é Brian Weiss. Da mesma forma que eu nunca vi nenhum padre/pastor na Finlândia tirar o exú caveira do corpo de ninguém como fazem os evangélicos. Ou seja, o mundo espiritual é tem diferenças reginais e culturais? 

É obvio que tem que ter! Imagona o cboque que seria o espôrjto desenxarnado sair daqui é caiir um céu oi inferno indigena ou Hindu por exemplo?  Assim como os seres himaso se agrupam por afinidades e cukturas aqui, a contraparte astral  de cada regiao tambem lhe corresponde. É por isso que não faz sentido certas afirmaçôes do tipo " cansei de acrdtiar em religiao r vou me projetar para deescobrir A Verdade". Não é poaaivel descovrir A Verdade enquanto se usa  a mente, porque a mente filtra todas as percepções e as enquadra no que for um modelo aceitável pela cultura.

1 hora atrás, robertoguerreiro disse:

E os ufo-espiritualistas como Marcelo Marins do Chamados a Despertar, o Magalhães do Reversão Humana e o francês Jack do Autres Dimensions que dizem que tanto o umbral como o mundo espiritual legalzinho tipo Nosso Lar, são hologramas controlados por dragões que nos enganam com papo de reencarnação para nos manterem presos nesse planeta eternamente com a desculpa procurarmos a eterna evolução que nunca termina? Onde está a mente aberta aqui???????????? Se o Umbral é simplesmente uma plasmagem de quem sofre nele, todas essas pessoas estão mentindo então.

7 horas atrás, sandrofabres disse:

Eu diria que esses sujeitos citados que alegam isso deveriam ser desafiado e ensianar como romper essa situacao. Essa gente qiw adora tperia conslpratorias soa perturbados mentais que só estimulam medo em outors perturbados mentais , fingindo estar " revelando " algo. É simples: ensinem fórmas de .romper essas supostas ilusoes,  ou calem a boca, porqie do jeito que essas pessoaa contam as estorinhas delas  elaa só estaontentnadonsubstotuir uma alegada ilusao por outra.

Eu posso contar aqui uma estorinha e voce pode acredtiar ou nao. Mas se você  vier com outra estorinha oposta dizendo que a minha  é só um plano para manter as pessoas presas, isso signifidica que:

-  se você de fato SABE disso ( diferente de acredtiar nisso) é porque você foi capaz de romper essa ilusão hologŕafica e enxergar o que havia por tras. Portantinensine como se faz isso, par aque todos possam ver o memsonque você e portanto acabem com essa ilusão.

Esse tipo de maluco nunca ensina nada, porque eles nao sabem.de nada mesmo, são só teoricos da conspiracao, e como todos os que rcioconam.l dessa forma, eles não sabem difernciar fatos de teorias, achando que "se algo faz sentido , entao so pode ser real". O mundo real e o mundo da razão são dois  mundos completamente independentes, um não dita as leis do outro.

1 hora atrás, robertoguerreiro disse:

Hum, será? Se isso for verdade por que recentemente descobriram que certos vegetais têm reações químicas de defesa que são ativadas chamando outros insetos "protetores"   para defende-los quando estão em perigo? Se você pesquisar, irá ver alguns estudos que mostram que os vegetais também tentam se defender e aparentemente sofrem emitindo sons que nós não ouvimos.
  

 Cara, eu sei disso desde 1983. Você já tinha nascido nessa data? Tudo quw expliiquei ja tem essa sua informacao levada em conta. O.que cinetitaa medme é a reação do veiculo fisico que cabe ao elemental cuidar.   Achar que isso é argumento aoea algo é como achar que pensamemto é apenas uma.eacaonquímica do cerebro.

O ser pensa, o veiculo material expressa uma reaçao materialmente detectável,  a ciência mede a reação MATERIAL e deduz que a origem é material, metendo os pés pelas maos na hora de concluir alguma coisa nesses assuntos. Nem.perca tempo tentando  raciocinar em cima dessas pesquisas da ciência nesa área. Ele pode medir efeitos, refistrar  ocorrências, mas está incapacitada de tirar conclusões porque parte daa premissaa erradas em relacao às causas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mesmo assim você pode pensar: tá mas... como saber afinal? Bom, além do fato de que esse assunto sobre s espírito de plantas e animais ser  tema da cultura esotérica, não da ciência e  portanto ser na cultura esotérica que você precisa  aprender, assim como se quiser aprender trigonometria terá que aprender dos professores de matemática, não de história, tem uma questão prática nisso tudo: Há uma área da cultura esotérica chamada magia elemental, na qual você se utiliza do elemental das plantas para fazer o trabalho. Mas você não "desencarna" o elemental da planta para fazer isso (kkkk) com talvez alguém poderia supor ser necessário, caso o espírito da planta vivesse preso dentro dela, como o espírito dos animais. Você apenas colhe partes daquela planta, as flor, ou um galho, ou as sementes, e faz o ritual com isso. Por que? Porque o elemental das plantas vive livre, você apenas pegou umas partes da planta para estabelecer um link energético com ele, para invoca-lo à sua presença e então pedir o que precisa. Se o elemental da planta vivesse preso no corpo, você precisaria arrancar a planta para liberar o elemental dessa prisão corporal e ele pode estar livre para fazer o que você lhe pede.

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, sandrofabres disse:

 Cara, eu sei disso desde 1983. Você já tinha nascido nessa data?

Ah é.. vi agora n seu outro tópico aquele sobre "pobreza, miséria..." na resposta de outro membro a você, que você tem 45 anos, quase a minha idade, eheehe. Eu não gravo muito esse detalhes pessoais dos membros.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.