• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Recommended Posts

como acabar com as projeções fantasiosas assim com toques de onirismo, você atravessa a porta e parece que entra no mundo do sonho mas é sonho ou projeção pois você saiu do corpo estava no seu quarto as vezes você esta no seu quarto, mas nem é igual nem um pouco so que a aquele implante de memoria de que é seu quarto e no momento so vem a sensação de que é seu quarto e a sua casa tambem, você atravessa a janela não é nada igual ao fisico. sonho ou projeção ? sendo que você saiu do corpo, há alguma tecnica para a viagem ser mais real? ou sera que eu estava em planos de baixa vibração depois posto um topico com os meus relatos dessa viagem astral no lugar do forum correto. Grato a ti que disponibilizou um tempo para ler.

Luz, Amor e Paz.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu desconheço uma forma de filtrar isso. Há quem queira dizer que depende da lucidez, mas isso é "conversa de bêbedo". É como dizer que para aumentar a inteligência basta ser  mais inteligente.... Sem falar que esse argumento  ignora muitos detalhes envolvidos na questão.

O problema é:

Como saber se a projeção é fantasiosa?

Note: se você levanta do corpo e vê seu quarto igual ao fisico , mas ao atravessar a parede nota tudo diferente ao que existe no fisico, você está definindo assim:

1- igual ao físico --> Real

2- diferente do físico --> Fantasioso

Mas como saber que o 1 não é apenas plasmagem de memória melhor fixada? Nesse caso o 1 seria fantasioso, e o 2 seria o real.

Além disso, qual o sentido em esperar que uma outra dimensão seja uma cópia xerox desta????? Mas é isso que esperamos quando concluímos que:

"Se é diferente, só pode ser onirismo"

Perceba: o ambiente fisico pertence  ao plano físico e para perceberem seu ambiente os seus habitantes nascem dotados de orgaos dos sentidos especializados nesse tipo de função.

Se você for clarividente será capaz de enxergar ambientes e pessoas de outra dimensão. Caso contrário não tem como percebê-los né? Porque seus orgãos dos sentidos são órgaos para perceber o mundo físico apena, e nada mais.

Quando você se projeta, o jogo inverte:

Estando agora no corpo astral, você não tem mais órgaos para perceber o fisico. Tanto que a maioria das pessoas que olhar para trás ao deixar seu corpo não enxergará seu corpo na cama.

Portanto o que você está vendo quando se projeta não pode ser o plano fisico! Até porque, ser capaz de ver o fisico com " órgaos de sentido" astrais seria tão claividência quanto estar no físico e ver fantasmas.

Portanto, tudo sugere que o que vemos projetados é, na melhor das hipóteses, uma imitação imperfeita do  plano fisico, um eco imperfeito,  fruto da proximidade entre o fisico e a primeira faixa do astral.

E talvez essa imitacao seja reforçada pela sobreposicao de memoria , que é mais nítida nonseu entorno imediato ( quarto, casa) e mais vaga apos sair do seu lar. Talvez só após a memória parar de moldar o que vemos é que estejamos vendo o que tem ali de fato. Mas aí a pessoa considera aquilo onrismo, porque não bate com o que tem na rua. Percebe a pegadinha a que estamos sujeitos quando nos projetamos?

E no início só o quarto é igual, o resto da casa é um pouco ou muito diferente. Com o tempo toda a casa fica igual, mas a rua parece nunca estabilizar.

Uma vez fiz um teste:

Eu atravessava a cabeça na parede e olhava o que tinha  lá na ria , antes de sair, porque eu queira entrar num prédio da esquina e na maioriandas vezes ele nunca estava lá. Entao resolvo que só sairia se ele estivesse lá. Botei a cabeça para fora e vi um ambiente em nada similar ao do fisico( parecianrua de outra cidade apenas, nada muito esquisito). Trouxe a cabeça de volta para dentro da sala e enfiei de novo através da parede. Já era outro cenário...fiz isso uma cinco vezes. Em cada vez havia um cenário diferente. Lembro que um deles pareciande faroeste, ruas e chao batido, pessoas usando roupas naquele estilo antigo...

Dificil saber o que causa isso, mas dá para supor que uma " passagem" qualquer altera nossa vibração e isso altera a  zona vinracional em que  permaneceremos.

O Robert Bruce alega que toda vez que atravessamos uma " estrutura de passagem", seja corredor, marco de porta, porta, parede , janela... saímos da zona real-time ( a que parece cópia quase perfeita do físico) e caímos numa zona astral propriamente dita, onde nada mais terá relacao como ambiente fisico. E segundo ele, isso acontece porque perdemos o lastro energético do corpo etérico, que é  o que nos daria uma certo "peso vibracional" para que ficássemos na zona proxima ao físico, mais densa,ja que esse estado não é normal para o corpo astral, que pertence ao plano astral , nao ao fisico.

Então um corpo astral andando pelo ambiente fisico é um tipo de anomalia, ou um tipo de proeza, por isso as comprovações são tão raras.

Segundo ele, o "recorde mundial" de permanência na zona real-time talvez seja algo em torno de dez minutos, o que exige fazer práticas energéticas por muitas horas seguidas antes de se projetar, para acumular bastante energia etérica e para que a primeira etapa da projecao, (aquela que só  dura até você sair da zona de ação do cordão de prata) dure mais do que esses poucos segundos. É só nessa primeira etapa que você verá o fisico com mais exatidão mesmo.

Aqui eu relato um teste  que fiz sobre essa hipotese dele sobre as estruturas de passagem x zona real- time:

https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/18035-semelhanças-entre-viagem-astral-e-sonho-lúcido/&do=findComment&comment=80100

E não deixe de ler o tópico com textos dele que traduzi:

https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17032-textos-do-robert-bruce/

E este sobre comprovação:

https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/16071-comprovação-da-projeção-astral/&tab=comments#comment-67348

 

 

 

 

 

 

  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
36 minutos atrás, sandrofabres disse:

 

Então não tem como saber oque é plasmado ou real do astral, isso é bem pegadinha mesmo. Isso explica por que sempre que eu saia pela janela havia uma cidade la sendo que eu moro no interior (era uma cidade grande cheia de predios)

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, sandrofabres disse:

Eu desconheço uma forma de filtrar isso. Há quem queira dizer que depende da lucidez, mas isso é "conversa de bêbedo". É como dizer que para aumentar a inteligência basta ser  mais inteligente.... Sem falar que esse argumento  ignora muitos detalhes envolvidos na questão.

O problema é:

Como saber se a projeção é fantasiosa?

Note: se você levanta do corpo e vê seu quarto igual ao fisico , mas ao atravessar a parede nota tudo diferente ao que existe no fisico, você está definindo assim:

1- igual ao físico --> Real

2- diferente do físico --> Fantasioso

Mas como saber que o 1 não é apenas plasmagem de memória melhor fixada? Nesse caso o 1 seria fantasioso, e o 2 seria o real.

Além disso, qual o sentido em esperar que uma outra dimensão seja uma cópia xerox desta????? Mas é isso que esperamos quando concluímos que:

"Se é diferente, só pode ser onirismo"

Perceba: o ambiente fisico pertence  ao plano físico e para perceberem seu ambiente os seus habitantes nascem dotados de orgaos dos sentidos especializados nesse tipo de função.

Se você for clarividente será capaz de enxergar ambientes e pessoas de outra dimensão. Caso contrário não tem como percebê-los né? Porque seus orgãos dos sentidos são órgaos para perceber o mundo físico apena, e nada mais.

 

 

 

 

 

Sandro, uma dúvida: pelas coisas que já li em várias correntes espiritualistas, eu entendia que para um habitante de uma dimensão superior é possível acessar mais facilmente uma dimensão inferior. Da dimensão mental, pode-se ver a astral, da astral pode-se ver a física, mas o contrário é bem mais difícil. Um mentor interage com a gente na dimensão física, por momentos, por exemplo. Ou um obsessor também faz o mesmo. E aí como isso acontece? Estamos em dimensões diferentes, porém somos influenciados por eles. Quando um médium recebe um espírito ali na hora, etc. Isso não é real-time? E se esse povo está na dimensão astral e interage tet a tet com a física, porque nós, quando projetados, temos tanta dificuldade assim de fazer o mesmo?

Share this post


Link to post
Share on other sites
22 minutos atrás, Daniel 21 disse:

Isso explica por que sempre que eu saia pela janela havia uma cidade la sendo que eu moro no interior (era uma cidade grande cheia de predios)

Comigo também. Acho que quem mora em capitais talvez não perceba essa discrepância, mas quem mora no interior nota. Mas são essas "coincidências" entre o que você vê e o que eu vejo, que mostram que há sim um plano muito real lá fora, com características próprias, e não apenas fruto da nossa mente. O problema  reside em separar cada elemento fantasioso de cada elemento real. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, sandrofabres disse:

Comigo também. Acho que quem mora em capitais talvez não perceba essa discrepância, mas quem mora no interior nota.

Eu moro numa metrópole e ainda assim noto uma discrepância significativa, quando não na quantidade de edifícios, na sua altura, feição, iluminação, etc.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 06/04/2019 at 13:29, janus disse:

1-Sandro, uma dúvida: pelas coisas que já li em várias correntes espiritualistas, eu entendia que para um habitante de uma dimensão superior é possível acessar mais facilmente uma dimensão inferior.

2-Da dimensão mental, pode-se ver a astral, da astral pode-se ver a física, mas o contrário é bem mais difícil. Um mentor interage com a gente na dimensão física, por momentos, por exemplo.

3-Ou um obsessor também faz o mesmo. E aí como isso acontece? Estamos em dimensões diferentes, porém somos influenciados por eles.

4-Quando um médium recebe um espírito ali na hora, etc. Isso não é real-time? E se esse povo está na dimensão astral e interage tet a tet com a física, porque nós, quando projetados, temos tanta dificuldade assim de fazer o mesmo?

1,2-Eu não tenho conhecimento suficiente para dar as respostas corretas sobre essa questão, porque isso é um problema que também me deixa encafifado há anos, já mandei perguntar diretas para alguns projetores do exterior, como o Bruce e o Graham Nicholls, além os nacionais, e ninguém parece SABER bem o mecanismo envolvido. A própria explicaçao do Bruce eu acho contraditória nessa questão, porque ele explica que:

1- alguns projetores SÓ conseguem se projetar na zona -real time . Outros só na zona astral.

-------------Você talvez conheça exemplos do primeiro tipo: é aquele tipo de pessoa que se projetar sem procurar pro isso, que não entende porque as pessoas se interessam por projeção, afinal ela sai todas as noites e só vi ruas vazias, com alguns espíritos de gente bêbada ou drogada caídos pelo chão. O Moisés Esagui mesmo é do primeiro tipo, ele diz num vídeo antigo que muita gente acha que se sair em astral vai ver muitos espíritos, ms que na verdade boa parte das ruas está vazai, porque as pessoas estão apensas desencontradas do corpo, dentro do quarto, enquanto sonham. Não estão passeando por aí no astral. Eehehe, é o tipo de percepção limitada do fenômeno, mas baseada na experiência própria. Ele está relatando o que vê, porque se projeta nessa faixa, aparentemente sem perceber  que o que fica deitado ali junto ao corpo é o corpo de real-time,, que volta a deitar na cama após você se livrar dele, ao atravessar uma parede, por exemplo. Na verdade esse corpo é composto por energia etérica, que não pode se afasatr do corpo físoc além de uns poucos metros. Então de certa forma esse corpo é uma extensão do corpo etérioc , e é esse corpo que fica deitado ali ali na cama achando que nada ocorreu, que a projeçao falhou, que está preso em catalepsia, enquanto seu corpo astral de fato está fora, atuando. E as vezes você consegue perceber ele voltando e entrando em você, quando sua percepçao está mais desperta nesse corpo do que no corpo que voltou da ação em astral. Já passei por isso algumas vezes. Você "acorda" de repente. sabe que entrou alguém no quarto, mas não o vê. Percebe seus passos, nota quando ele deita ou se joga sobre seu corpo, então sente o EV de retorno, indicando que houve a reentrada do corpo astral. 

-------------A turma do segundo tipo é muito mais abundante:  são aqueles que chegam a pensar que a projeção só pode ser sonho lúcido, afinal após muitas projeções "nunca conseguiram uma prova" de que o que viram era real. O Raduga e seus seguidores parecem um bom exemplo dessa ilusão, oque exige que eles tratem relatos de comprovações como "evidências anedóticas" e que desconheçam (ou finjam desconhecer), os experimentos científicos já feitos que demostraram comprovações. Raras, é verdade, mas do ponto de vista do bom senso basta um único caso para encerrar a questão. 

2- durante anos só conseguiu se projetar na real-time. Demorou muto tempo até conseguir . As práticas energéticas vieram mais tarde na carreira projetiva dele. O que faz supor que as práticas energéticas o auxiliaram a reduzir esse "lastro", o que é de certa forma compatível com a idéia pregada aqui no Brasil pelos projetores que consideram as práticas energéticas como fundamentais para a qualidade da projeção e para a lucidez

3- Ele recomenda fazer HORAS de práticas energéticas para tentar ficar mais tempo na real-time. Opa! Para mim isso parece contraditório, porque nesse caso ele supõe que mais prática energética induz a maior lastro, que é o resultado aparentemente OPOSTO ao que a história de vida dele parece mostrar, e também oposto ao que por exemplo se ensina aqui no Brasil. Quando tentei mostrar essa incoerência, para tentar obter uma resposta mais clara, ele desconversou.

Outros projetores tendem a fugir da questão, argumentando algo como "para que você iria querer se projetar no físico se há tanto trabalho espiritual de amparo para fazer?". Ou seja, eles também não conseguem, não sabem porque, e fazem o que dá para fazer,  o que não inclui ficar andando pelo físico, seja por falta de capacidade ( o mais provável), seja porque são levados por mentores para atender espíritos, e os mentores tem os objetivos DELES. Relatos de gente que até sem planejar foi visitar um amigo... e viu lá o amigo e um obsessor na casa, ajudou a resolver  e aidna confirmou detalhes sobre o que o amigo estava fazendo mostram que é possível sim observar o físico mesmo após você ter saído da zona real time. Mas pelo contexto do relato você também nota que havia um objetivo maior em jogo o que sugere a participação ativa  de um mentor que o levou ate a casado seu amigo e o colocou em contato com a frequencia certa. Isso aconteceucomigo também. Passei mais de seis meses tentando em todas as projeções obter uma comprovação bem específica:

Saber em que apartamento morava uma pessoa x, num prédio de 3 andares, apenas um por andar, a 50 metros da minha casa. 

Nunca conseguia, pois ao chegar na esquina onde ficava o prédio:ou não era a rua certa, ou não tinha predio algum ali, só tereno baldio, ou a esquina toda estava diferente, ou tinha uma galeria de arte ali e não mais aquele predio, etc, etc. etc....ad nauseum.. 

Até que um dia eu sinto os sinais de fase, rolei para o lado em corpo astral e direção a parede, e saí do outro lado, flutuando no ar(eu morava num sobrado)  ... estava vendo a rua com iluminação noturna ( 99,9% das vezes  vejo tudo como se fosse dia) e me senti levado direito, em linha reta até o predio. Pude entrar em cada apartamento e ver quem estava la. Até que achei a pessoa deitada na cama. Sai para fora do prédio de novo, olhei bem qual era o andar, e acordei. Ainda demorei uns 4 meses até um dia ver aquela pessoa na janela do ap em que entrei durante a projeção, confirmando que o que vi oi real. Eu não conhecia a pessoa, foi apenas um alvo que defini para eu experimento de comprovação ,então nem tinha como perguntar antes para ela em qual ap morava, para confirmar. Precisei esperar ate a confirmaçao urgir sozinha.

Note, eu todas as projeções eu saia de casa e ia a´te o prédio antes de fazer outras coisas, e o prédio sumia antes que eu chegasse nel ou nem estava la. Então nesse dia "me senti levado" até lá.  Provavelmente algum amparador  perdeu a paciência antes de mim e resolveu me proporcionar o que eu estava querendo, porque eu não iria desistir antes de conseguir mesmo. Só que isso não resolve o problema, não quero babás. Eu sei aura para assuntos sérios eu posso contar com eles, e uso isos desde criança através dos sonhos. Se preciso de uma resposta importante, eu deito e peço que me mostrem em sonho. Funciona A questão não é se é possível ou não, mas sim qual a técnica. Como fazer isso sem depender de te levarem lá. Eu DESCONFIO que isso não circula por aí porque e você souber como observar a real-time, você saberá como espionar senhas de cofres de bancos, documentos secretos, fazer espionagem industrial ou militar, invadir a privacidade das pessoas... Talvez por isso ninguém saiba (ou que abe não conte). Apenas sabemos que é possível ser feito, porque eventualmente alguém consegue uma comprovação Mas me geral elas acontecem no início, as vezes na primeira projeção involuntária que desperta a pessoa para o tema, ou em algum caso mais espiritual, de ajuda a alguem  oque sugere, como eu falei antes, que essas comprovações forma cortesia de mentores. Passado o recado, uma vez que a pessoa entendeu que aquilo não é uma fantasia mental, essas cortesias param. Ou só acontecem de novo em caso de trabalhos espirituais mesmo, ou na vida de autores que depois vão escrever livros e influenciarão muita gente, como neste relato do Monroe: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17423-quem-nós-realmente-somos/&do=findComment&comment=76126

Portanto eu acho que projetores encarnados não sabem bem o mecanismo envolvido nisso. Talvez porque exija um domínio mental superior ao que possuímos. Pode ser fruto de um simples desejo da vontade, como tudo na área do parapsiquismo, um  simples querer ir até a pessoa tal, o que torna também impossível explicar como se faz isso, mas um mentor faria isso com mais facilidade do que um encarnado mazanza como nós. 

3 - Quanto ao obsessor o problema parece ser de outra natureza. Espíritos que passaram de forma equilibrada pelo processo de morte vão parar em zonas que não tem mais contato cm o plano físico. Por isso você nota no Nosso Lar que o Andrè Luíz precisou um tempo a´te ter autorização para visitar a família. Já os espíritos problemáticos são as "almas penadas", na verdade desencarnados que não conseguem SAIR da zona física.´É o desequilíbrio que os mantém próximos de nós. Em geral há um conjunto de fatores, como o sujeito manter ainda uma parte do corpo etérico consigo e  processo de vampirizaçao das energia densas. Isso recarrega o corpo etérico que eles seguem carregando e os mantém próximos da zona física.

https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17088-sobre-inicio-da-saida-do-corpo-e-experiencia-semi-consicente-com-vampirizadores-autor-tgodecoladorhaule/

Mas também não dá para descartar que seja mera habilidade adquirida apos passar um tempo desencarnado.

4-. Uma coisa é você se projetar ir até um museu e ver objetos que tem ali e ler as informaçoes sore cada objeto. Esse espaço pode ser um museu no físico mas não ser um muse na parte astral. Ao chegar lá voce pode talvez ver um campo florido. Outra coisa é você ver uma pessoa no plano físico estando porjetado. Porque a pessoa tem o aspeto "objeto do físico" , que é o corpo físico, e tem TAMBÉM o corpo astral, que é um objeto do corpo astral, embutido no objeto do físico. É por isso que se você se projetar até a casa de um amigo pode até ver onde ele está na casa, pode conversar com ele, como fez o Bruce no relato do beliscão, mas isso é uma conversa entre dois corpos ASTRAIS, o dele ainda embutido no corpo físico. Mas na hora de descrever os móveis e quadros ou cortinas que viu na projeção, você vai descrever muita coisa errada, porque aqueles objetos não tem um componente astral no mesmo sentido que  seu amigo tem corpo físico e astral embutidos. Voce talvez veja objetos que um dia já estiveram la, antes que essa pessoa fosse morar lá. Ou objetos que fazem parte da decoraçao astral  da parte astral da casa. Uma vez eu levantei do corpo e sai em direção à sala da academia. Chegando á vi seis meses de desenho, e em cada uma havia uma moça desenhando. Pareia aula de desenho, estava todas concentradas copiando alguma coisa logo a frente delas. Não dei bola, apenas entrie na sala e subi em cima das mesas para chegar ate a janela e atravessar Nenhuma delas me viu subir em cima das mesas delas. Só quando levantei de manha, e fui la examinar a sala da academia para entender o que tinha acontecido foi que percebi: eu tinha terminado um desenho e tinha passado verniz em spray, que deixa um cheiro muito forte. Então coloquei o desenho no encosto banco de supino inclinado, na sala da academia, e fechei a porta para noa vir o cheiro para o resto da casa durante a noite. As moças estavam todas olhando em direção ao desenho e desenhado também, como se estivessem copiando ele. Cada uma na sua mesa de desenho o que ocupava a peça toda, que era pequena 4x4m:

mesas-para-desenho-sala-de-aula.jpg

E talvez por estarem focadas no desenho, não me viram passar por elas. 

Mas um desenho detalhista pode levar de 20 a 60 horas ara completar. É provável que a energia pessoal embutida nele o deixe mais visível no plano suti do que uma estampa. Nos testes com  cartas que ja fiz, algumas vezes eu só via o cartão que compunha a carta, mas noa via estampa alguma.

E quando me refiro a decoração astral da casa, estou pensando num aspecto astral da casa de casa um que pode conter objetos diferentes od que tem no físico. Numa das vezes que levantei em astral e me dirigi à sala, passando pelo corredor  vi um quadro na parede, uma pintura de girassóis. Como eu sabia que não tinha aquilo no físico, retirei o quadro e coloquei no chão, para ver se na próxima projeção aquilo ainda estaria no chão  ou voltaria à parede. Tive outra projeção na mesma noite, e não tinha mias o quadro nem no chão nem na parede. Impossível saber o que aconteceu. Talvez algum habitante astral do meu espaço achou que nõ gostei do quadro que colocaram ali e removeram.

Então isso tudo torna muito confuso definir o que é realidade ou não nas projeções. Com certeza há quem seja capaz de estando desencarnado, perceber o físico, mas não sabemos com que grau de clareza. Já obsessores e mentores podem estar apena percebendo as pessoas ali presentes, porque elas tem m componente astral embutido nelas, o que as fz presente também no plano astral imediato, e por isso mais facilmente visíveis. Se você prestar atenção, notará que em alguns relatos de obsessão o obsessor nem percebe que não está mais naquele século anterior. Ele está enxergando sua vítima com  a mesma aparência que tinha naquela época, embora agora ela esteja em outro corpo. Já em outros relatos o obsessor acompanha o dia a dia da vítima e pdoe até perceber que ela não é mais a mesma , que ge diferente, e se afasta dela. É tudo MUITO variável.

 

  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Assunto bem interessante, ja tive projeção que quando fiquei consciente estava na minha casa e não percebi a menor diferença no qmbiente, tanto que fiquei pensando que estava com sonambulismo, so percebi q estava projetado quando ouvi meu filho dar um chorinho pela terceira vez e resolvi subir a escada de volta pra ir ate o quarto, então cai escada acima de volta no corpo, tomei um susto q quase cai da cama. Mas realmente, na maioria das vezes é um ambiente que guarda alguma semelhança com a cidade onde trabalho, mas numa versão bem mais tosca, semi-arida, cheia de pedras, pequenas elevações, capim meio seco e casebres.

  Nas vezes em que estou em regioes mais escuras e lamacentas, sempre tem um grupo junto, umas dez pessoas, mas nunca consigo ter memoria dos rostos deles, eu converso com eles, os vejo, mas nao consigo lembrar do rosto...fico um pouco frustrado por não conseguir lembrar da experiência por completo e entender melhor essas " excursões" nos buracos do umbral... Sem contar q no dia seguinto sempre fico meio lento, como se tivesse trabalhado durante a noite.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.