• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
Jairo

Alguém pode me dizer que carta é esta?

Recommended Posts

Ela está voltada para a parede, no canto da sala, numa parte que tem o piso em nível mais baixo (são 3 níveis), região da casa em que ninguém circula, sem ângulo para visão acidental - muito fácil de localizar. Meu endereço é (caso a informação seja útil e/ou necessária): Alameda Valinhos, 300 – Residencial 4 – Alphaville – Santana de Parnaíba – SP.

Agradeço qualquer ajuda ou tentativa de ajudar. Espero que tentar e falhar não desanime ninguém. O objetivo do experimento é provar com 100% de certeza que a projeção astral é real. Coloquei a carta lá há alguns meses e venho tentando sem sucesso saber qual é. Não olhei (fisicamente) e nem vou olhar. Ninguém sabe que carta é, esta informação não está na mente de nenhum ser vivo neste planeta, portanto, se alguém me informar corretamente, será uma prova absoluta de que a pessoa esteve lá extrafisicamente e viu a carta (nem levo em consideração explicações alternativas de negadores obstinados que possam ser propostas caso o experimento seja bem sucedido).

Para ser mais preciso, o valor probatório após o primeiro acerto é 98,1 % (são 53 cartas), após 2 acertos (seguidos) é 99,96 % e após o terceiro acerto é 99,9993 %. Ninguém de bom senso levaria a sério a probabilidade de 0,0007 % de ocorrerem 3 acertos por puro acaso. Um único acerto com alguma descrição correta de outros objetos da sala eu já consideraria 100 % de valor probatório.

Ouvi de um amigo que tem algumas experiências que não sabe dizer se são sonhos lúcidos ou projeções astrais que este experimento prova PARA MIM, não para ele. Óbvio, porque ao dizer para ele se acertou ou não, eu posso mentir. Como bom “discípulo de São Tomé”, concordo plenamente com a dúvida dele. Apenas tenho duas objeções: 1) o meu interesse maior é provar que a projeção astral é real e não o contrário ou abalar as convicções de quem quer que seja; 2) o experimento é tão simples que qualquer pessoa interessada pode fazer por si mesma.

Eu vou continuar tentando enquanto for vivo. E até depois que morrer (se continuar existindo) me disponho a ajudar qualquer pessoa que queira tentar o mesmo experimento que, aliás, tanto quanto a projeção astral, serve também para provar a existência de vida após a morte.

IMG_0708.JPG

Share this post


Link to post
Share on other sites
53 minutos atrás, Jairo disse:

O objetivo do experimento é provar com 100% de certeza que a projeção astral é real.

Você chegou muitos anos atrasado. Assista esse vídeo: 

https://www.youtube.com/watch?v=cubGrPT0q20

Sinopse do vídeo: Dr Karl Osis , diretor da ASPR (Sociedade Americana de Pesquisas Psiquicas) demonstra um teste laboratorial, no qual Alex Tanous, o famoso projetor astral, consegue ver um simbolo composto dentro de uma maquina, colocado em diversas posições , em seqüência aleatória, com algumas salas de distancia entre Tanous e a máquina . Note que você precisa espiar exatamente da posição correta para ver o símbolo dentro da máquina , não é possível vê-lo de outra posição. Isso mostra que não se trata de percepção mental, em que o observador é não-pontualmente localizado. Esta cena aparece a 1h 17min do clássico documentário de Rolf Olsen "Journey into to the Beyond".

E leia esse tópico: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/16071-comprovação-da-projeção-astral/

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Complementando a informação do infinite, há essas dicas do Robert Bruce que podem lhe ajudar na sua experiencia com a carta:

“Uma maneira simples de provar que a projeção em tempo real é um fenomeno objetiva e não uma experiência puramente subjetiva é com um baralho de cartas. Embaralhe as cartas e, sem olhar, coloque uma carta com a face para cima, em cima de um guarda-roupa, de preferência a pelo menos 6m de distância de onde o seu corpo físico será. Alternativamente, prenda-a em uma cortina com a face virada para fora. Não tente adivinhar a carta. Suposiçoes causam interferência subconsciente e flutuações de realidade nas OBE. Se você tentar adivinhar a carta, você pode ver a carta que você já deve ter adivinhado, em vez de ver a carta real.

No início da projeção, mova-se para onde a carta está e olhe para ela. Olhe para ela apenas brevemente e guarde na memória. Verbalize, "rainha dos copas!" enquanto você está retornando ao e reentrando em seu corpo físico. Grite isso apaixonadamente quando você mergulhar em seu corpo. Isto irá maximizar a sua capacidade de lembrar não só a OBE, mas também a face da carta que você viu durante o teste. Quando você está de volta, mantenha-se verbalizando a carta, "rainha de copas!" e anote-a imediatamente. Em seguida, vá lá e veja a carta. Isto não é uma ciência perfeita, mas a maioria dos projectores em tempo real pode atingir pelo menos 70 % de acerto. Mantenha este teste de OBE muito curto, ou você corre o risco de perder a memória. Manter a OBE curta é o factor chave para relembrá-las.”

disponivel em:

https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17032-textos-do-robert-bruce/

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bandeirapvh, obrigado pelo comentário e pelo link. Gostei da abordagem do Robert Bruce, na tradução generosamente oferecida pelo Sandro. Vou levar um tempo para ler tudo, mas eu chego lá.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Percebo após ler os links mencionados por que não é tão fácil (na verdade é bem difícil) obter sucesso em experimentos como esse. Pelos relatos, o acesso remoto aumenta ainda mais a dificuldade.

Share this post


Link to post
Share on other sites

É um mistério isso. O que coloca em xeque muitas outras alegações. Tem muito neguinho por aí dizendo " com projeçãp astrsl você pode ir a qualquer lugar, até a outros planetas"

A questão é: se a pesso que alega isso não consegue nem acertar a carta, num teste para si próprio, o que ela estará enxergando ao " visitar outros lugares da terra ou outros planetas"??

Ela pode sim talbez ir visitar a PARTE ASTRAL de outros planetas, mas deplis quando  alguma sonda espacial mostrar filmahena de lá e nao bater com nada do que ela viu, a conclusão será que ela fantasiou tudo.

O pior é que ela pode sim ter ido lá, ter visto tuso correto DE ALGUMA FAIXA que não é da partr física, mas aí vai abandonar tudo, talvez virar cética,  porque vai concluir que fantasiou, quanso apenas não entendia o.que de fato ela pode ver quando  se projeta.

Sucessos de percepção do físico acontecem sim, mas são raros. Recentemente um amigo projetor eatava me relembrando um relato que ele me contou há 19 anos atras, poruqe só agora ele achou imagens que mostram o que el me descreveu naquela época:

-------------------------

Lembra daquela vez que te contei que em 1988 em uma noite acordei em Europa lua de Jupiter? Na hora não sabia onde estava, mas como o horizonte era muito perto e não tinha luz na atmosfera, achei que estava na Lua, olhei para o horizonte e ele estava perto, mas o chão parecia pavimentado, bem liso, nao era   areia como nas filmagens da nossa Lua.

Então olhei para o lado e vi um planeta cinza muito perto, depois virei mais o rosto e vi um planeta enorme com listras alaranjas, exatamente isto:

received_317467315815692.jpeg

O chao exatamente como eu vi mesmo:

received_2180529745500873.jpeg

Aqui uma visao 360 graus:

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=2529724067056275&id=1591557020872989

-----------------------------------------------------

Essas coisas que ACONTECEM nos mostram que a projeção é sim uma realidade, não um fenômeno apenas mental. Mas elas ACONTECEM, é muito difícil ter o controle para fazê-las acontecer DE UMA MANEIRA que nos POSSIBILITE comprovação. Por exemplo, numandas vezes em.que me projetei para o egito só defini isso como alvo mental: Egito.

Puxa, Egito é um país né? Não é uma salinha 5x5 metros! Fui parar num local que era só areia para todos os lados que eu olhasse. Havia um poço, em torno dele camelos estacionados, com seus cavaleiros, todos usando aquelas roupas típicas:

images(11).jpg

  Havia um camelo morto no chão acho que há dias, já com moscas na volta.

Mas talvez nunca consiga confirmar nada, porque defini de forma muito genérica o alvo e portanto obtive poucas informacoes dele. ( areia, poço, camelos, tuaregues)

Para comprovar algo você precisa delimitar muto bem o alvo. E DESCONFIO que esse tipo de funcionamento mental ligado a comprovações pode nao ser o mesmo usado na projecao. Aquelas coisas tipo lado direito x lado esquerdo do cérebro, razão x intuição, abordagem analitica de um problema x abordagem intuitiva... Acho que isso buga a percepçao da experiencia, porque se voce olha de forma rapida e vaga um texto ou númeroa voce capta eles. Mas se tentar "prestar bem atenção" para obter exatidão , ferra tudo, bagunçam letras, números, imagens...

Deve ser alguma mecânica mental como aquela que atrapalha protocolos de auto-hipnose, nos quais alega- se que nao se deve usar a plavra "não", poruqr o subconscimete não a detecta. Então tentar usar a frase " eu não fumo mais" em protocolos de auto-hipmose fará com que noa funcione para parar de fumar, porque o " não"  sumirá da frase e o subconsciente peecerá apenas " eu fumo mais".

Agora, como contornar isso para obter comprovações planejadas eu ate hoje nao descobri.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Parece haver um "fator aleatório" que interfere nos experimentos. Mesmo o Dr. Alex Tanous, que possuía extraordinárias (e naturais) habilidades, não atingia 100% de acerto.

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Jairo disse:

Parece haver um "fator aleatório" que interfere nos experimentos. Mesmo o Dr. Alex Tanous, que possuía extraordinárias (e naturais) habilidades, não atingia 100% de acerto.

No youtube tem um video antigo de uma reportagem com uma experiência do globo repórter, a projetora acertou 2 objetos, de 5, os outros 3 ela errou mas indicou objetos de formas parecidas. É o que lembro do video, posso estar enganado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sim, acho que é o vídoe que está lá no meu tópico. Creio que acertar objetos, que são realidade tridimensional, é mais fácil do que estampas, que convenhamos, só existirão no astral como uma folha de papel, não como tinta impressa. Algumas vezes em que fiz esse teste de cartas eu até achei a carta, o pedaço de papel cartonado. Mas o que eu via nele era as vezes, nada, as vezes rabiscado, as vezes dois versos e nenhuma face da carta, e as vezes a estampa errada. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.