• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
Alfador

Primeiro contato, 2008. Única catalepsia na vida até 28 anos.

Recommended Posts

Vou postar alguns relatos relacionados diretamente ou indiretamente à projeção que escrevi em ordem cronológica até hoje. São 13, mas para não ficar muito extenso vou postar 1 por dia, até acabar.

Até os meus 28 anos, a única experiência mais concreta que já tinha tido relacionado à projeção astral aconteceu durante uma aula no ensino médio. Devia ter 17 anos se não me engano.

Na época tinha o péssimo hábito de tirar um cochilo nas aulas ou pelo menos ficar naquela sofrência de dorme não dorme e uma dificuldade muito grande de manter o foco nas aulas por mais que fossem boas.

Aconteceu que durante uma aula de física o professor estava explicando um assunto até que me perdi no meio do assunto e comecei a cochilar em cima da carteira mesmo. Não lembro o que sonhei, nem mesmo se sonhei, mas como na época  só escutava rock pesado (basicamente thrash metal como Megadeth, Metallica, Slayer, etc..). Acordei ouvindo um riff pesado de rock (riff único que nunca ouvi em lugar nenhum mas acabei associando com o riff do começo da música “Addicted to Chaos” da banda Megadeth, por ser parecido) e esse riff não parava de tocar na minha cabeça, até que para minha surpresa não conseguia me mexer na carteira! Eu ouvia o professor falando sobre as coisas na aula, entendia um pouco sobre o que ele estava falando, ouvia os outros alunos conversando e o riff continuava a tocar na minha cabeça de uma forma muito pesada, como se aquilo estivesse me prendendo de uma forma estranha. Me deu uma agonia, um desespero enorme, achei que fosse morrer, que aquele riff estava me matando, não consegui mexer um músculo sequer, exceto que acho ter conseguido abrir os olhos, tentei focar em manter a respiração para não morrer e acho que isso me ajudou a manter a calma, até que consegui mexer o dedão do pé e fui voltando ao normal. Depois disso fui escutar “Eu sei que eu vou te amar” do Tom Jobim.

 

  • Like 1
  • Haha 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

HAHHAAh dá hora o relato!! Queria ter essa facilidade em adormecer! Sobre a catalepsia, no meu caso essa tem mais probabilidade de acontecer quando estou com muiiiito sono, mas ainda tento permanecer consciente...  Logo o corpo vai e a mente fica em síntese! Mas para sair da catalepsia eu ouço muito falar que é só relaxar haha não no meu caso... eu habitualmente mexo energia, induzo um E.V ou pelo menos faço um OLVE par adar uma sutilizada... E ainda assim saio rolando, arrastando efim pesado até me afastar do campo áurico! Abraço grato pelo relato. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.