• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
Luiz On

Projeção em dupla e comprovação

Recommended Posts

Ocorrida em 16/05/2019

 

Acordei de madrugada e nao me mexi. Passei imediatamente a fazer uma técnica. Depois de tentar o método do afundamento de cabeça (técnica que adaptei de outra) sem sucesso por excesso de despertividade, voltei a dormir e logo depois despertei novamente. Como novamente não tive sucesso no afundamento da cabeça, passei a usar o som da pineal.

Funcionou imediatamente! Senti uma eletricidade no cérebro e me lembro de ter pensado que estava instalando um EV poderoso. Me levantei da cama e ndei pela casa impressionado com o nível alto de lucidez dessa projeção. Fui até a sala e como as sensações estavam reais demais (inclusive o peso e o tato ) contei os dedos para me certificar se não estava no fisico. Haviam mais do que cinco dedos na mão e estavam curtos demais. Fiquei empolgado. Fui até o quarto da tia de minha esposa e a vi deitada na cama.
Como ela é espírita, fiquei pensando o que ela acharia caso acordasse e me visse ali.

A seguir, pensei em implementar meu plano de ação mas me lembrei que minha esposa reclamou que eu não a chamo para ir comigo nas minhas viagens astrais.

Voltei ao nosso quarto e toquei nela, "puxando-a" pra fora do corpo.
Ela ficou confusa. Achava que estava desperta e não acreditou em mim quandobeu disse que estávamos projetados. Pedi que ela contasse os dedos da mão e ela disse que tinham sete dedos.

Ficou impressionada e eu disse que aquilo significava que ela e eu estávamos ambos fora dos nossos corpos físicos.
A seguir saímos de casa juntos e eu estava conversando sobre o que poderíamos fazer.
Saímos a acho que fomos a algum lugar, até que entramos em um tipo de festa. Ficamos lá olhando as pessoas até que veio um homem, um misto de Garçom e segurança e muito educadamente nos avisou que aquela reunião ou festa era particular.
Fiquei impressionado que ele nos visse e perguntei:
-Você é uma consciex?
Ele sorriu e disse que sim.
Havia outro homem idêntico a ele na festa, mas esse era convidado e outro identico a eles do lado de fora.

Achei engraçado que ele no pedisse para sair com aquela polidez afetada e me lembro de brincar dizendo:
-Querida, até no plano astral existe o Country Club!
E saímos de lá rindo.
A seguir tentei ensinar minha esposa a voar, coisa que ela teve dificuldade em fazer.
Quando alçamos vôo, uma conciex passou a nos seguir e não percebi quando ambos os três ficamos a voar seguindo cada um, um fio .
Os três fios iam na mesma direção e essa consciex que nos seguia tentava nos enganar de alguma forma.

Me lembro pouco do diálogo com ele, mas do que foi dito, me recordo de chama-lo de "pai de todos os vigaristas" e que ele começou a falar:
- você sabe o que dizem, né? "Uma piada só é engraçada...
E eu completei:
- Até todo o mundo passar a Fazer parte dela.

Realmente não me lembro de todo o diálogo .

Chegamos a um ponto do voo em que o fio que minha esposa seguia estava rompido e eu olhei para ela é disse que era hora de ela voltar. Que eu logo desceria e estaria com ela.
Mas antes de descer, eu disse que ela provavelmente não iria se lembrar da projeção e que deveríamos combinar alguma coisa.
Eu perguntei algo e falei para ela me dar a resposta, mas foi uma pergunta que inventei na hora:

"Qual o dia do aniversário da minha gata?"
Ela mesma inventou a resposta:
"Dia 1 de abril!"
Daí ela desceu pro que eu pensava ser o plano físico.

Quando ela saiu, senti que algo estava errado. Olhei para o meu fio e ele nao estava rompido, mas manchado de sangue. A Consciex: que nos seguia estava ali e eu disse a ele:
-Fale...
Ele me disse que eu não voltaria. Que eu estava morto e que um médico tinha atestado minha morte por embolia no horário do café da manhã.

Me lembro de ter ficado consternado demais, não por morrer, mas por deixar minha esposa. Estava preocupado com a reação dela e queria muito voltar, nem que fosse por alguns minutos e lhe dizer que estava tudo bem, que ficaria tudo bem...

A consciex que estava comigo começou a falar, dizia que me daria aquele tempo que eu queria, desde que eu ficasse depois a serviço dele.

Comecei a raciocinar que se eu concordasse, eu veria minha esposa por alguns minutos e depois ficaria afastado dela, talvez para sempre.
Eu estava sofrendo muito por me separar dela, porém, pensei que a separação seria apenas por pouco tempo.

Decidi não ceder e não fazer acordo com a Consciex.
Eu olhei para ele e disse Não. E que estava pronto para morrer.


Quando disse isso, acordei na minha cama. Minha esposa estava dormindo suavemente e eu peguei o celular para anotar essa experiência.
Geralmente eu evito perturbar o sono das pessoas da minha casa fazendo anotações de madrugada, mas isso me pareceu importante...

Ela acordou e me perguntou pequena estava fazendo e eu pedi desculpas, pois tinha que anotar.
Antes de ela dormir eu perguntei qual a data de aniversário da minha gata.

Queria ver se ela lembrava.
Ela voltou a dormir e eu passei a última hora digitando este relato e também uma despedida. Não tinha certeza quanto ao que me foi dito sobre minha "morte", é tão tratei de deixar escrito o que eu talvez não tivesse oportunidade de dizer.
Deixei arquivado em um lugar onde eu sabia que ela procuraria no telefone , se alguma coisa me acontecesse.

Dormi abraçado com ela e pela manhã, quando para minha grata surpresa eu ainda estava vivo, contei a ela sobre a projeção e perguntei a data do aniversário da minha gata.

Disse a ela para me falar a primeira data que lhe viesse a cabeça, sem se esforçar para lembrar.
- Apenas me fale essa data que veio a sua cabeça...
Ela me olhou e disse:
- 14 de abril.
!!!
Mostrei no celular o relato digitado e a data 1 de abril.

Ela ainda não acredita muito em mim.
Disse que quando perguntei a ela de madrugada, antes de voltar a dormir ela pensou "acho que é abril", mas ela não quis me falar apenas o mês.

Errou por treze dias do total de 364!

E ainda acha pouco!

Detalhe: a data foi inventada por ela na hora da projeção, pois eu não faço ideia de quando minha gata nasceu.


  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

Show esse relato! Ainda estou engatinhando e desejo muito aprender a ficar consciente tal como você conseguiu. Já tive uma experiência em que consegui ficar lúcido suficiente para voar. Depois disso, não consegui mais. É a coisa que mais tenho vontade de experimentar quando projetado.

Share this post


Link to post
Share on other sites
9 horas atrás, Luiz On disse:

A consciex que estava comigo começou a falar, dizia que me daria aquele tempo que eu queria, desde que eu ficasse depois a serviço dele.

Mas que pilantrão!!!!!!!!

E aí se você aceita, mesmo morrendo aos 80 o carinha vai querer te aplicar o 171: " ahhh, mas você só vive tanto porque eu deixei".

Essa turma do astral adora "fazer negocios".

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 23/05/2019 at 22:58, Alfador disse:

Show esse relato! Ainda estou engatinhando e desejo muito aprender a ficar consciente tal como você conseguiu. Já tive uma experiência em que consegui ficar lúcido suficiente para voar. Depois disso, não consegui mais. É a coisa que mais tenho vontade de experimentar quando projetado.

Também me considero engatinhando. A saída lúcida é questão de pratica e eu sempre tive um sucesso razoável.  Mas o desafio mesmo tem sido permanecer lúcido,  pois o onirismo transforma uma projeção em sonho muito facilmente.

Estou experimentando exercícios de auto observação em vigília,  como a Chave sol. 

Já considero muito positivo me lembrar dos planos de ação,  mas também tenho de ler nais para implementar alguns que não são apenas questão de lembrar de fazer, como acessar os registros akashicos. 

Sair do corpo de forma lúcida só é útil se voltarmos com algum aprendizado, não é?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 24/05/2019 at 07:35, sandrofabres disse:

Mas que pilantrão!!!!!!!!

E aí se você aceita, mesmo morrendo aos 80 o carinha vai querer te aplicar o 171: " ahhh, mas você só vive tanto porque eu deixei".

Essa turma do astral adora "fazer negocios".

 

Ele se aproveitou de um momento de baixa lucidez para tentar me enganar (e quase consegui,  pois eu me senti profundamente triste com a separação sem chance de despedida de minha esposa).

Também houve descuido de minha parte, pois eu já havia percebido que ele era "o pai de todos os vigaristas ", mas persisti em manter diálogo com ele quando deveria ter tido outra atitude.

 

O miserável me mostrou até meu atestado de óbito assinado por um médico!

😡😡

No astral assim como no físico vale a máxima: não existiria lobo se não existisse cordeiro.

Mas que eu fiquei cismado durante o café da manhã durante uns dias, isso eu fiquei...

😂😂😂

Share this post


Link to post
Share on other sites
29 minutos atrás, Luiz On disse:

Mas que eu fiquei cismado durante o café da manhã durante uns dias, isso eu fiquei...

20190525_121007.jpg

 

Kkkkkkkk

É , eu quando estava me projetando bastante ja estava me atrapalhando . Já pensava " ah, nao posso esuqecer de contar para o fulano que..."... mas aí lembrava que o fulano eu só comhecia do astral. Ou entao que o evento acontecido só tinha ocorrido em astral e o fulano era do fisico. Comecei a misturar as informacoes, ehehe

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 horas atrás, sandrofabres disse:

20190525_121007.jpg

 

Kkkkkkkk

É , eu quando estava me projetando bastante ja estava me atrapalhando . Já pensava " ah, nao posso esuqecer de contar para o fulano que..."... mas aí lembrava que o fulano eu só comhecia do astral. Ou entao que o evento acontecido só tinha ocorrido em astral e o fulano era do fisico. Comecei a misturar as informacoes, ehehe

Kkkkkkkkkk

Boa!

Me lembra os falsos despertares sucessivos em um sonho (do qual espero sinceramente ter acordado) de muitos anos atrás. 

E também me lembra algo que na mesma época  me deixou intrigado:

"Certo homem teve um sonho um dia, no qual ele era uma borboleta. 

E foi um sonho tão vivido e tão realista, que hoje ele está ainda em dúvida se é um homem que um dia sonhou ser uma borboleta ou se é uma borboleta sonhando ser um homem".

Share this post


Link to post
Share on other sites

Show o relato, comprovações são eventos de grande valor íntimo!  @Luiz On sobre a entidade vigarista que tentou lhe ludibriar, quando ela lhe abordou ela volitava também?  Fiquei refletindo aqui... Talvez foi um teste haha sei lá de um amigo, enfim só uma curiosidade mesmo, abraço grato pelo relato. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 horas atrás, Wellington disse:

Show o relato, comprovações são eventos de grande valor íntimo!  @Luiz On sobre a entidade vigarista que tentou lhe ludibriar, quando ela lhe abordou ela volitava também?  Fiquei refletindo aqui... Talvez foi um teste haha sei lá de um amigo, enfim só uma curiosidade mesmo, abraço grato pelo relato. 

Creio que ele volitava sim. Ele nos abordou quando estávamos voando e seguindo dois fios translucidos e eu me lembro dele passar a nos seguir e de conversarmos. Embora eu não me lembre de todos os detalhes da conversa.

Alguma coisa me disse para não confiar nele e eu o chamei de "vigarista".  

Não descarto ter se tratado de um teste (e se for, espero ter passado), embora a condução daquela conversa tenha me soado na hora como picaretagem mesmo!

Kkkk

Um abraço,  amigo!

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
32 minutos atrás, Luiz On disse:

estávamos voando e seguindo dois fios translucidos

@Luiz On seriam cordões de prata, no caso, o energossoma que faz a conexão entre os corpos? Tenho uma amiga de outro estado, que me disse que consegue seguir este rastro de energia até a pessoa, eu pessoalmente acho muito improvável.

Abs

Share this post


Link to post
Share on other sites
14 horas atrás, Carlosmeneses6 disse:

@Luiz On seriam cordões de prata, no caso, o energossoma que faz a conexão entre os corpos? Tenho uma amiga de outro estado, que me disse que consegue seguir este rastro de energia até a pessoa, eu pessoalmente acho muito improvável.

Abs

Eu pensei nisso. Mas não eram nossos cordões de prata. Não estavam ligados à nós e apenas os seguíamos. Pareciam se (na função) a trilhos de trem no ar, é tínhamos que os seguir.

O que minha esposa seguiu estava partido e a partir dali ela deveria voltar ao plano físico. 

O meu estava manchado de sangue (ou de alguma coisa vermelha). 

Quando a lucidez falha em alguns momentos da projeção,  de repente estou fazendo algo que não tenho certeza de o porquê e nem como comecei a fazer.

Eu tive algumas experiências com o cordão de prata.  

Já peguei nele (parece mais uma linha de pesca bem grossa , transparente e muito forte).

Uma vez tentei rompê-lo com uma lâmina que plasmei (a ideia era criar um nó onde ele se reconectasse,  o que facilitaria futuras projeções.  Ideia muito controversa..). Não rompi. Plasmar a lâmina foi até fácil, mas o cordão não rompeu.

Em uma projeção eu estava com umas oito pessoas projetadas e una garota estava tentando nos convencer a "amarrar" nossos cordões ao dela. A ideia era a de que se o fizéssemos, ela agiria como um tipo de condutor e sempre que nos projetassemos seríamos atraídos um ao outro.

Mas alguma coisa me disse na hora para não fazer aquilo (mentor invisível?), porque embora não fosse nos prejudicar, ela estava mentindo pois nao funcionaria daquele modo e isso só iria beneficiar a ela. 

Parece que o plano astral é igual aos grandes Centros urbanos: tem malacos nos becos sempre prontos a passar a perna nos incautos.

É bem provável que aquela Consciex que estava nos seguindo tenha ela própria criado os fios (porque os fios que seguíamos só apareceram depois que ele nos acompanhava) .

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 29/05/2019 at 08:05, Luiz On disse:

Uma vez tentei rompê-lo com uma lâmina que plasmei (a ideia era criar um nó onde ele se reconectasse,  o que facilitaria futuras projeções.

O cordão de prata não pode ser rompido, por consciências encarnadas, somente na hora da morte é rompido por amparadores, mentores, que fazem esse trabalho. E dizer que facilita a projeção, creio que ja li em um blog de uma blogueira, e ela viajava muito, mas não no astra, na mente criativa dela mesmo.

Em 29/05/2019 at 08:05, Luiz On disse:

e una garota estava tentando nos convencer a "amarrar" nossos cordões ao dela.

Essa possibilidade nunca ouvi falar, mas também não é possível, a conexão energética que chamamos de "cordão de prata", que tem seu nome retirado de um versículo da Biblia, é indivisível até antes do momento da morte e esse cordão não se enrola, não pode ser dado nós. 

 

Em 29/05/2019 at 08:05, Luiz On disse:

Parece que o plano astral é igual aos grandes Centros urbanos: tem malacos nos becos sempre prontos a passar a perna nos incautos.

Não se deve confiar em praticamente ninguém no astral, concordo com vc.

Share this post


Link to post
Share on other sites
24 minutos atrás, Carlosmeneses6 disse:

O cordão de prata não pode ser rompido, por consciências encarnadas, somente na hora da morte é rompido por amparadores, mentores, que fazem esse trabalho. E dizer que facilita a projeção, creio que ja li em um blog de uma blogueira,

É um "ocultista falcatrua" que tem por aí, mais velho, que veio com esse papo há mais de 7 anos atrás. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.