• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
MarkV

Vôo sobre a Lagoa de Araruama e inspeção do corpo físico.

Recommended Posts

A tarde, resolvi tirar um cochilo e antes, fiz uma técnica projetiva do canal localizador.

Minha lucidez abriu enquanto sobrevoava a orla da lagoa de araruama. Tinha total consciência de que estava projetado, com isso procurei em volta localizar a presença de algum guia ao meu lado, sem sucesso como na grande maioria das vezes, porém eu sentia sutilmente alguém facilitando meu vôo. Tentei controlar minha euforia, pois são raras as projeções em que consigo um vôo tão controlado e alto como aquele. Observei o Sol. Estava muito mais luminoso que no físico. As ondas da lagoa, que são pequenas no físico, estavam muito maiores e inquietas. 

Voei seguindo a margem da orla até certo ponto depois virei passando por cima do centro da cidade de Araruama em direção à minha residência. Cheguei e entrei pela janela de blindex que fica em cima da minha cama. Me ajoelhei sobre a cama e comecei a examinar meu corpo. Estava vestido do mesmo modo, com uma bermuda verde com listras brancas e sem blusa. Cheguei mais perto, toquei o corpo e senti a textura da pele. Tive a ideia de testar a sensibilidade do corpo físico e fiz cócegas na região lateral das cinturas. Consegui sentir o reflexo da sensação no corpo astral, mas com a aproximação, comecei a sentir o corpo físico me puxando.

Nisso tentei me afastar volitando de cima da cama, mas o corpo físico me puxou e eu acordei me lembrando de tudo perfeitamente.

  • Like 2
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 08/07/2019 at 19:43, MarkV disse:

A tarde, resolvi tirar um cochilo e antes, fiz uma técnica projetiva do canal localizador.

Minha lucidez abriu enquanto sobrevoava a orla da lagoa de araruama. Tinha total consciência de que estava projetado, com isso procurei em volta localizar a presença de algum guia ao meu lado, sem sucesso como na grande maioria das vezes, porém eu sentia sutilmente alguém facilitando meu vôo. Tentei controlar minha euforia, pois são raras as projeções em que consigo um vôo tão controlado e alto como aquele. Observei o Sol. Estava muito mais luminoso que no físico. As ondas da lagoa, que são pequenas no físico, estavam muito maiores e inquietas. 

Voei seguindo a margem da orla até certo ponto depois virei passando por cima do centro da cidade de Araruama em direção à minha residência. Cheguei e entrei pela janela de blindex que fica em cima da minha cama. Me ajoelhei sobre a cama e comecei a examinar meu corpo. Estava vestido do mesmo modo, com uma bermuda verde com listras brancas e sem blusa. Cheguei mais perto, toquei o corpo e senti a textura da pele. Tive a ideia de testar a sensibilidade do corpo físico e fiz cócegas na região lateral das cinturas. Consegui sentir o reflexo da sensação no corpo astral, mas com a aproximação, comecei a sentir o corpo físico me puxando.

Nisso tentei me afastar volitando de cima da cama, mas o corpo físico me puxou e eu acordei me lembrando de tudo perfeitamente.

Até hoje nunca mais consegui ficar tanto tempo e tão próximo do corpo físico, nessa ocasião fiz até cócegas e consegui captar a sensação no corpo astral. Alguém tem alguma explicação para o fato de conseguir fazer tal coisa, visto que na maioria dos relatos todos somos imediatamente puxados para o corpo, se estivermos muito próximos? Ajuda de Mentores? Desde já grato!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Me parece que tem a ver com estagios do sono. Você só pode sair ou entrar no corpo quando ele está já numa fase de transicao. Se ele estiver em sono profundo, mesmo que deite sobre ele, nao vai grudar. Já li relatos de projetor que não sabia o que fazer e ficava no quarto, sentado em astral, a noite toda, esperando o corpo entrar na fase de transicao, para ele poder reentrar. Tem a ver com as fases do sono.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 22/11/2020 at 10:35, sandrofabres disse:

Me parece que tem a ver com estagios do sono. Você só pode sair ou entrar no corpo quando ele está já numa fase de transicao. Se ele estiver em sono profundo, mesmo que deite sobre ele, nao vai grudar. Já li relatos de projetor que não sabia o que fazer e ficava no quarto, sentado em astral, a noite toda, esperando o corpo entrar na fase de transicao, para ele poder reentrar. Tem a ver com as fases do sono.

Ah sim.. dessa eu realmente não sabia!

Já me aconteceu várias vezes de não conseguir retornar ao corpo instantaneamente.

Mas já ouvi falar que o sono pesado é pior para manter a lucidez, e nesses episódios em especial, a minha lucidez geralmente está altíssima.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bem, segundo o Robert Bruce, uma coisa que interfere na lucidez é quando o cérebro do corpo físico comeca a sonhar. Aí voce está projetado em astral tendosuaa experiencias e comeca a vazar imagens do sonho fisico para a projecao. Acho que é o que chamamos de onirismo. Nesses casos ele recomenda voltar para o corpo, para interromper o processo de sonho do corpo, e sair de novo, ou a projecao pode virar uma bagunça. 

 

O detalhe que nos interessa aqui é o seguinte:

- a saída do corpo acontece na PASSAGEM da fase de leve sonolencia PARA a fase Rem. Ou na volta: do sono pesado para a fase rem. É apenas na fase REM que acontecem os sonhos. No sono pesado nao se sonha.

Isso sugere que a interferencia na lucidez se dá na fase de sono leve, REM, nao na fase de sono pesado, o que bate com sua experiencia de nao conseguir voltar quando estava com lucidez altíssima, e contraria o que você ouviu falar. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
8 horas atrás, sandrofabres disse:

Bem, segundo o Robert Bruce, uma coisa que interfere na lucidez é quando o cérebro do corpo físico comeca a sonhar. Aí voce está projetado em astral tendosuaa experiencias e comeca a vazar imagens do sonho fisico para a projecao. Acho que é o que chamamos de onirismo. Nesses casos ele recomenda voltar para o corpo, para interromper o processo de sonho do corpo, e sair de novo, ou a projecao pode virar uma bagunça. 

 

O detalhe que nos interessa aqui é o seguinte:

- a saída do corpo acontece na PASSAGEM da fase de leve sonolencia PARA a fase Rem. Ou na volta: do sono pesado para a fase rem. É apenas na fase REM que acontecem os sonhos. No sono pesado nao se sonha.

Isso sugere que a interferencia na lucidez se dá na fase de sono leve, REM, nao na fase de sono pesado, o que bate com sua experiencia de nao conseguir voltar quando estava com lucidez altíssima, e contraria o que você ouviu falar. 

Entendi.. então possivelmente o sono era pesado, e muito! kkk Pois por vezes fico por tempo relativamente longo forçando a reentrada no corpo e nada, chego até a pensar que desencarnei definitivamente rsrs

Share this post


Link to post
Share on other sites

Qiando isso acontecer, estando projetado, em qualquer lugar, feche os olhos com toda a força e mantenha  as palpebras apertadas  até sentir que  finalmente tem um colchao embaixo do seu corpo deitado, ehehe. 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.