• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
Fly.1978

KARMA - Só aceitar e ponto final ?

Recommended Posts

Mais informações.

Obrigado Sandro.

Parando pra refletir, a minha insatisfação acima só demonstra que preciso melhorar a eu mesmo. Que não tem a ver com os outros. É a minha atitude perante as situações que precisa ser melhorada. E sobre a busca, depende do interesse do buscador mesmo.

O conhecimento de vcs sobre isso é impressionante.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Só pra descontrair:

Tem uma série, chamada "My Name Is Earl", é antiga.

O Earl sai batendo na porta de cada um que já prejudicou, tentando reparar, pra "limpar o karma".

SINOPSE: My Name Is Earl era situada no fictício condado de Camden, localizado em algum estado do fuso horário UTC-6. O seriado era estrelado por Jason Lee, Ethan Suplee, Jaime Pressly, Eddie Steeples e Nadine Velazquez. Lee interpreta o personagem-título Earl J. Hickey, um desempregado que sobrevive de pequenos furtos que, após ganhar 100 mil dólares na loteria, perde o bilhete ao ser atropelado por um carro. No hospital, Earl vê um programa do apresentador de televisão Carson Daly no qual o tema era karma. Com o objetivo de mudar sua vida, Earl decide fazer uma lista contendo todas as coisas ruins que já fez em sua vida até aquele ponto e “repará-las”, uma por uma. Assim, Earl acredita que seu karma será também reparado e coisas ruins irão parar de acontecer com ele. Enquanto faz o primeiro item da lista, que é limpar lixo da rua, Earl acha o seu bilhete premiado. Karma é o tema principal da trama, e seu efeito em Earl e nos outros personagens são bem evidentes

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 horas atrás, bandeirapvh disse:

Parando pra refletir, a minha insatisfação acima só demonstra que preciso melhorar a eu mesmo. Que não tem a ver com os outros. É a minha atitude perante as situações que precisa ser melhorada.

Geralmente é sempre assim. A gente se deixa afetar por todas as coisas que estão nos rodeando e nos esquecemos que no nosso mundo interior quem manda é a gente. Então a gente deixa entrar tudo que é de ruim e depois ficamos curtindo uma bad. Mas quem abriu a porta pra tudo isso de ruim fomos nós mesmos sem perceber. Mesmo pessoas sábias e experientes passam por isso mas quanto mais sábias e experientes menos tempo elas levam pra se dar conta que estão caindo novamente neste automatismo. E logo elas podem novamente mudar sua atitude em relação ao mundo.

Há um dito interessante que tomei contato ao ler coisas sobre budismo e que tem tudo a ver com isso:

Citar

Na vida a dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional.

Muito pouca gente compreende o significado desta afirmação. Talvez seja porque a maioria não entende a diferença entre dor e sofrimento.

Dor é algo que tem sua origem em algum fator externo. Um corte na pele, uma paulada, uma condição muscular desfavorável, etc.

Já o sofrimento não tem origem diretamente externa. Ele surge no nosso âmago e é alimentado por nós. Podem haver fatores externos que estejam associados ao nosso sofrimento mas isso acontece porque nós mesmo pegamos aqueles fatores, aquela dor, e alimentamos nosso sofrimento com ela. E vamos repercutindo, curtindo este sofrimento. As vezes já não existe mais dor algumas mas estamos ali alimentando aquele sofrimento. Não é uma ação consciente. Nós fazemos isso por ignorância. Todo mundo faz isso. Quem não faz é porque já atingiu a iluminação e já está livre da força magnética de seu ego e, portanto, está livre do carma.

Share this post


Link to post
Share on other sites
12 horas atrás, Iogui disse:

Geralmente é sempre assim. A gente se deixa afetar por todas as coisas que estão nos rodeando e nos esquecemos que no nosso mundo interior quem manda é a gente. Então a gente deixa entrar tudo que é de ruim e depois ficamos curtindo uma bad. Mas quem abriu a porta pra tudo isso de ruim fomos nós mesmos sem perceber. Mesmo pessoas sábias e experientes passam por isso mas quanto mais sábias e experientes menos tempo elas levam pra se dar conta que estão caindo novamente neste automatismo. E logo elas podem novamente mudar sua atitude em relação ao mundo.

Há um dito interessante que tomei contato ao ler coisas sobre budismo e que tem tudo a ver com isso:

Muito pouca gente compreende o significado desta afirmação. Talvez seja porque a maioria não entende a diferença entre dor e sofrimento.

Dor é algo que tem sua origem em algum fator externo. Um corte na pele, uma paulada, uma condição muscular desfavorável, etc.

Já o sofrimento não tem origem diretamente externa. Ele surge no nosso âmago e é alimentado por nós. Podem haver fatores externos que estejam associados ao nosso sofrimento mas isso acontece porque nós mesmo pegamos aqueles fatores, aquela dor, e alimentamos nosso sofrimento com ela. E vamos repercutindo, curtindo este sofrimento. As vezes já não existe mais dor algumas mas estamos ali alimentando aquele sofrimento. Não é uma ação consciente. Nós fazemos isso por ignorância. Todo mundo faz isso. Quem não faz é porque já atingiu a iluminação e já está livre da força magnética de seu ego e, portanto, está livre do carma.

Automatismo, isso. Ou seja, não aprendeu ainda.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.