• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
bandeirapvh

Ajuda - explicação sobre “trabalhos”

Recommended Posts

Pesquisei no forum mas nao achei.

Alguem poderia explicar aqui, pra eu ajudar uma pessoa que esta querendo fazer “trabalhos” espirituais, e foi orientada a isso.

Ela acredita que na casa em que mora foi feito algum trabalho pra prejudicar os novos moradores/compradores, porque a antiga dona era da umbanda e havia algumas velas no quintal da casa, e por isso ela acredita que a antiga dona queira se vingar por ter perdido essa casa em leilão por não ter pago o financiamento.

Eu disse a ela que pelas minhas pesquisas entidades evoluidas nao fazem esses trabalhos e a orientei a fazer um curso de reiki pra usar no ambiente, e que fizesse tb reforma intima, mudasse sua sintonia, e isso afastaria algo negativo. E que se fizesse esses trabalhos acabaria devendo pra algumas entidades. O que li foi isso, nao sei se estou certo sobre isso.

Se alguem puder me passar uma explicação  melhor, eu agradeço.

Share this post


Link to post
Share on other sites
19 horas atrás, bandeirapvh disse:

Eu disse a ela que pelas minhas pesquisas entidades evoluidas nao fazem esses trabalhos

Não entendi o que "entidades evoluídas" tem a ver com o tema.

Se entidades negativas fizeram esses trabalhos, precisa que outras entidades desmanchem isso. Magia é trabalho técnico, nao ~sao coisas vagas como "energias pesadas no local", são equipamentos astrais montados ali para ficar funcionando NO LOCAL, não interessa a qualidade interiores dos moradores. Tem que fazer "refroma íntima"  DO LOCAL, ehehhe. Se não desmanchar o trabalho, não tem reforma íntima dos moradores que resolva a parada, a´te porque  reforma íntima de qualquer um desaba na primeira unha encravada, diarréia  ou gripe, pois se fica doente sua aura fica frágil, e pronto, está vulnerável e aí o efeito do trabalho te atinge. Trabalhos precisam ser desmanchados, ou se tornam uma bomba relógio pronta para estourar no primeiro vacilo.

19 horas atrás, bandeirapvh disse:

E que se fizesse esses trabalhos acabaria devendo pra algumas entidades.

Bom, não deveria se for um centro de trabalhos com entidades que estão ali fazendo sua função para ajudar ou para LIMPAR SUA PRÓPRIA BARRA. Entidades evoluídas não fazem esses trabalhos PARA PREJUDICAR, mas entidades evoluídas não ajudam a desativar os trabalhos feitos pelas entidades negativas?? 

Vamos tirar o evoluídas do jogo, porque entidades evoluídas mesmo nem ficam se comunicando com encarnados, porque já estão distantes do nosso plano e fica difícil para elas. As entidades que ainda se comunicam conosco estão ainda trabalhando na própria evolução, algumas estão bem melhores que qualquer encarnado, outras nem tanto, e outras são entidades negativas que perceberam o erro e agora trabalham em grupos de desobsessão ajudando a desfazer o mesmo tipo de mal que elas antes faziam. É uma forma de ajudar os outros e de se ajudar. Assim como projetores podem fazer amparo no astral sem serem "evoluidos", ou no físico, se por exemplo tem o Reiki, e io não os torna melhor que o vizinho em nada, também entidades que trabalham nos grupos de desobsessão tem capacidade de ajudar, mas nem por isso são "mentores", embora esses grupos sempre tenham algum mentor mais evoluído, responsável por manter essas entidades de menor evolução  na linha, desde que o próprio grupo não se abra (através de suas más atitudes com encarnados) para a atuação de entidades negativas que aí sim fingirão ajudar mas acabarão criando mai problemas.

O grande desafio é achar um grupo de trabalho em que OS ENCARNADOS sejam minimamente evoluídos, para que não sejam instrumento de entidades negativas disfarçadas de mentores.

  • Like 1
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pois é @sandrofabres,  me equivoquei ao falar de entidades evoluídas. Na verdade é porque eu nao tenho conhecimento sobre o assunto, e com a sua resposta eu aprendi sobre como trabalham essas entidades, a questão no nivel evolutivo e a necessidade de um trabalho delas as vezes. E depois que postei a duvida tive a ideia de procurar google o que o livro dos espíritos fala sobre isso, no caso, as questoes 549 a 557, esclarecem algumas coisas tb:

https://espirito.org.br/artigos/a-existencia-da-magia-negra-2/

Share this post


Link to post
Share on other sites

Essa explicação é muito interessante, Sandro, você pode me tirar algumas dúvidas?

Primeiro, como esses "mecanismos" instalados no astral foram colocados lá?  Pois pelo que entendi aqui, a pessoa fez os ritos, se conectou com espíritos ligados a tal coisa, e então por meio do trabalho que o encarnado teve, em construir o ritual e os simbolismos no plano material, colocar as velas e tal, depois disso, ou esse trabalho psíquico foi cristalizado por ela ou foi literalmente trabalho dos espíritos? Ou, os dois? Eu tenho dúvida nisso.

Com isso, ao destruir isso, que foi "plantado" ali, qual a melhor forma de fazer isso? você consegue fazer isso sozinho? Pois veja, eu tô pensando que a pessoa tem que desfazer o "trabalho" da pessoa, e depois contatar espíritos para ir no astral desfazer os "fragmentos" da coisa, do que sobrou. Mas você não pode ir lá em astral e enfrentar os espíritos que foram contratados e desfazer a ccoisa por você mesmo?

Ótimo, com isso, o problema agora seria lidar com essas pessoas desencarnadas, que provavelmente iria lhe assediar. Bem, como resolver isso? kkkk

Outra pergunta, se você souber, como funciona esse mecanismo? se já foi feito, e está ativo, e enviando as energias que ele está programado para enviar, para tal coisa, então, para que a pessoa tá precisando de desencarnado? Ou não é possível criar uma magia assim? que aja por meio de VOCÊ, digamos, que eu queira trabalhar com magia dos astros, usar energia de cura e com isso eu "crio", por meio da magia, claro, essa forma cristalizada em astral para o envio dessa energia, me usando como  canalizador, ou seja, eu mesmo enviando a energia para aquela "máquina" para ela agir, bem, agora o problema seria se essa forma cristalizada virasse um vampiro inconsciente, já li sobre, como resolver isso também? Acho importante saber como essas coisas funcionam.

Obrigado pela atenção, Paz e Luz a todos.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
10 horas atrás, Sembrol disse:

Primeiro, como esses "mecanismos" instalados no astral foram colocados lá?  Pois pelo que entendi aqui, a pessoa fez os ritos, se conectou com espíritos ligados a tal coisa, e então por meio do trabalho que o encarnado teve, em construir o ritual e os simbolismos no plano material, colocar as velas e tal, depois disso, ou esse trabalho psíquico foi cristalizado por ela ou foi literalmente trabalho dos espíritos? Ou, os dois? Eu tenho dúvida nisso.

Normalmente nesse tipo de magia nunca é o mago a fazer nada. É um trabalho em equipe, ele reúne materiais que possuem determinadas energias próprias, de acordo com sua natureza, mas que são necessárias ao trabalho planejado. Os espíritos que ele invoca é que pegarão essas energias e usarão de acordo com a metodologia que em geral só eles conhecem, porque trata-se de trabalho em outra dimensão, que tem suas próprias "leis da física". Normalmente o encarnado não conhece nada sobre isso. Por isso praticamente tudo que você vê por aí que recebe o nome de magia envolve o pretenso mago pedir para alguma entidade fazer algo, o que já mostra que o "mago" mesmo não sabe nada, não tem poder sobre nada, ele  apenas terceiriza a tarefa. Se soubesse, faria ele próprio, sem chamar entidade alguma. Mesmo quando alguém junta materiais para fazer um trabalho, ele não está FAZENDO nada, ele está apenas entregando os materiais necessários ao técnico astral que é quem de fato fará o serviço. Em geral são "maquinas" astrais que são plasmadas e instaladas no local pelo técnico astral que foi contratado. 

Um trabalho só será cristalizado pelo encarnado que faz o serviço se ele conhece o mecanismo envolvido. Há coisas que a o encarnado pode fazer, usando visualização, plasmagens de formas geométricas, aberturas de portais etc... mas nesse caso ele precisa construir cada coisa dessas. E elas se dissiparão quando ele deixa de visualizá-las, motivo pelo qual rituais precisam  ser repetidos regularmente se o objetivo for manter estável uma estrutura astral. Dependendo do que é feito ele também é responsável por mantê-las funcionando, mantendo-se focado nelas,o que exige energia . Então em geral o encarnado só pode fazer coisas que irão funcionar somente enquanto ele está focado nelas, o que limita sua atuação ao momento em que chega no local e atua na hora para resolver uma situação. Mas para mantê-las ativas por mais tempo ele precisa terceirizar a tarefa, já que encarnados precisam fazer muitas outras atividades pelo simples fato de estar encarnado né?

Roger relato de ovóides.pdf

Mas mesmo em astral se usa equipamentos, para ficarem ali funcionando no automático pelo tempo necessário.  Se for trabalho de obsessão, costumam usar a próprio energia da vítima como fonte, daí a necessidade da vítima manter sua sintonia boa, para não permitir que esses dispositivos funcionem como projetado, e com o tempo sem uso eles podem se dissolver.

 Roger e Arnach dispositivos.pdf

E aqui, da metade da página 90 em diante: Lacerda 1 Espírito - Matéria.pdf

10 horas atrás, Sembrol disse:

om isso, ao destruir isso, que foi "plantado" ali, qual a melhor forma de fazer isso? você consegue fazer isso sozinho? Pois veja, eu tô pensando que a pessoa tem que desfazer o "trabalho" da pessoa, e depois contatar espíritos para ir no astral desfazer os "fragmentos" da coisa, do que sobrou. Mas você não pode ir lá em astral e enfrentar os espíritos que foram contratados e desfazer a ccoisa por você mesmo? Ótimo, com isso, o problema agora seria lidar com essas pessoas desencarnadas, que provavelmente iria lhe assediar. Bem, como resolver isso? kkkk

O caminho mais fácil é contatar a entidade que  fez e convencê-la a desfazer. Se tiver que obrigá-la, vai ter que terminar a briga que começou, o que envolve uma briga com muitos espíritos, que precisarão ser capturados e destinados conforme a necessidade. Não é algo que se faça sozinho, mas sempre em equipe. É por isso que existem centros espíritas, centros de umbanda, grupos de apometria, etc. Mesmo quando você acha que é um só encarnado que faz, por trás dele em astral terá uma equipe grande para fazer tudo que é necessário e manter o encarnado em segurança. Não é trabalho para quem não é médium, não vê espíritos, etc. 

11 horas atrás, Sembrol disse:

se já foi feito, e está ativo, e enviando as energias que ele está programado para enviar, para tal coisa, então, para que a pessoa tá precisando de desencarnado? Ou não é possível criar uma magia assim? que aja por meio de VOCÊ, digamos, que eu queira trabalhar com magia dos astros, usar energia de cura e com isso eu "crio", por meio da magia, claro, essa forma cristalizada em astral para o envio dessa energia, me usando como  canalizador, ou seja, eu mesmo enviando a energia para aquela "máquina" para ela agir, bem, agora o problema seria se essa forma cristalizada virasse um vampiro inconsciente, já li sobre, como resolver isso também?

O que você pergunta esta tudo misturado.  Se usa algo "dos astros", a energia é emanada deles. Você construiria algum tipo de receptor/acumlador para concentrar isso e depois irradiá-lo por um tempo. Dá para pensar em algo como carregar energeticamente um cristal associado a um planeta, no qual é depositada a energia relacionada a esse planeta, e esse cristal é colocado numa sala para ficar irradiando ali. Mas essas coisas são como baterias, precisam ser recarregadas.

Se você é o canalizador de uma energia "planetária", está apenas agindo como um tubo, não é a sua energia envolvida. É como a diferença entre o Reiki e o passe:

-no  Reiki você não usa sua energia, você apenas canaliza uma energia EXTERNA, que é o Reiki.

-Já no "passe" você emite a SUA energia vital, e ficará com menso energia após usá-la em alguém

Mas se você usar SUA energia numa plasmagem astral, em algo que agirá como receptáculo acumulador, você terá que repôr. E ainda tem esse perigo sim:

Citar

me usando como  canalizador, ou seja, eu mesmo enviando a energia para aquela "máquina" para ela agir, bem, agora o problema seria se essa forma cristalizada virasse um vampiro inconsciente

Porque o que você cria é seu "filho", e há um laço entre você e sua criação. E sabe-se que criações da mente humana , como regra, se tornam malignas após pouco tempo, talvez porque nosso ego é maligno, por natureza, diferente do espírito. Então qualquer coisa criada precisa ser mantida sob vigilância e dissolvida ao menor sinal de alteração.

Como uma pessoa que não enxerga espíritos, plasmagens, energias.. poderia trabalhar com isso de forma competente? Não pode, portanto trata-se de cegos tentando montar ou desmontar uma bomba e achando que pode dar certo....

O caso mais famoso é o da Alexandra David Neel, sobre a criação de um Tulpa (pesquise no google se não conhece o caso), mas  o risco se aplica a todo tipo de plasmagem que a garota adora: os papinhos sobre servidores, guardiões, protetores, corpo de luz, etc. 

 

 

  • Thanks 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.