• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
max81.costa

Mais uma experiência

Recommended Posts

Então, me deparei em um jeep com um senhor dirigindo (parecia pai), eu no banco da frente e mais dois adolecentes no banco de trás, todos com roupa do exercito e armados. (Sensação que iria caçar em família)

Desconfiei que não estava no mundo real e olhei para uma das mãos e verifiquei meus dedos deformados. Isso me tirou a duvida.

Notei que o suposto pai estava meio transtonado. Ele saiu da estrada com o jeep em direcao ao mato e parou. Os adolecentes sairam do jeep e logo em seguida o pai saiu e deu um tiro no peito de um e depois se matou com um tiro na cabeça. O outro adolecente saiu correndo pelo terreno e entrou em um prédio que estava mais ou menos a uns 300 m de distância  Fui atras dele correndo tb.

Entrei no prédio e tinha 3 pessoas apavoradas...

Nesse momento lembrei que eu tinha uma duvida... que por sinal iria até perguntar aqui no forum: como eu conseguiria sair daquela situação e ir direto pra minha cama e projetar de forma normal. 

Quando pensei nisso despertei na cama. 

Decepcionado, olhei para minha mão como de costume e verifiquei 6 dedos. Ai percebi que estava projetado.

Levantei da cama e fui caminhando até a sala.

Estava meio escuro e eu estava fazendo muito esforço para continuar projetado pois parecia que eu queria acordar.

Ouvi uma voz vindo da sala e fui até lá para ver.

Era um um homem ou uma mulher... não consegui verificar bem. Tinha uns 2,40 m de altura e veio perto de mim. 

Não me senti muito bem com a presença dele e tentei jogar energia nele... mas não consegui. Ainda não aprendi atacar com energias. 

Lembrei de alguns comentários aqui do fórum e tentei transformar aquela entidade em alguma coisa mais amigável. E deu certo, a transformei em uma mulher normal... mas ela ainda continuava mto alta.

Após isso ela investiu contra mim colocando suas duas mãos em cima da minha cabeça. Ela não queria tirar as mãos da minha cabeça e isso foi me irritando. Eu tentava tirar as mãos dela e ela n deixava.

Então parti pra agressão. Sei que não é  recomendado, mas estava ficando muito irritado.

Então, com muita dificuldade, tirei as mãos dela da minha cabeça girei ela de costas e perguntei seu nome.

Ela falou que era um urubu.

Ai nesse momento eu acordei.

Duvidas:

O procedimento para sair de um sonho e ir para projeção é aquele de imaginar em outro local?

Urubu existe no astral, ou ele estava brincando comigo?

Abrs.

 

  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
14 horas atrás, max81.costa disse:

lembrei que eu tinha uma duvida... que por sinal iria até perguntar aqui no forum: como eu conseguiria sair daquela situação e ir direto pra minha cama e projetar de forma normal

Pois é, esse é o problema: após você perceber que está "sonhando", qualquer pensamento sobre o plano físico tende a romper a experiência. Mas se isso não ocorre, a técnica é deixar-se cair de costas, sem aparar a queda, como quem desmaia e cai para trás. Isso desestabiliza o sonho e te faz despertar no corpo, ou perto dele. mas tem que levantar rápido antes que grude. O bom é logo que deperta ja fazer a olve rapidinho enquanto tenta se levantar, para evitar colar no corpo.

Mas você conseguiu sair antes de grudar, que bom!

14 horas atrás, max81.costa disse:

O procedimento para sair de um sonho e ir para projeção é aquele de imaginar em outro local?

Respondido acima.

14 horas atrás, max81.costa disse:

Urubu existe no astral, ou ele estava brincando comigo?

Ela pode ter dito qualquer coisa com U, e sua mente traduziu para algo mais próximo. Se ela fosse uma pessoa de outro planet,a ou algum ser de outro povo, podia ter um nome esquisito como Ur Un Bunth , não teria como voce lembrar de algo assim, então lembra como "urubu" mesmo, eheh.Então desencana dos urubus,eeheh. Eu nunca vi animais selvagens no astral, só pessoas ou animais domésticos ou que vivem próximos do homem, como cachorro, gato, vaca, cavalo, camelo. Mesmo assim foram raros, um só de cada, exceto para cães, que ja vi 3 apenas, a´te hoje. Eu desconfio que talvez nem sejam de fato animais, mas alguma distorção da mente  que percebe algum ser difernete como se fosse um animal, mas não sei.

Há séculos se diz que animais não tem corpo astral, exceto aqueles que a humanidade cria para comer. A proximidade deles conosco vai gerar EM ALGUNS, um corpo astral. Isso explicaria porque animais são raramente vistos em astral. Porém, não duvido que outros projetores aleguem que há animais no astral, tanto quanto aqui. Mas aí eles que se expliquem eu não tenho experiência em ver animais no astral, para mim são raríssimos. Em mais de mil projeçoes vi não mais que 8 animais ao total

Share this post


Link to post
Share on other sites
15 horas atrás, max81.costa disse:

ela investiu contra mim colocando suas duas mãos em cima da minha cabeça. Ela não queria tirar as mãos da minha cabeça e isso foi me irritando. Eu tentava tirar as mãos dela e ela n deixava

Existe uma forma para se defender que eu uso, é funciona sempre (muito forte as vezes e outras "dá pro gasto") e se faz da seguinte forma:

Com INTENÇÃO (caráter militar mesmo) perfuro-cortante você direciona, ou melhor, atacar o alvo com suas duas mãos, imaginando que perfura ele com uma GRANDE lâmina afiada.

 

se ataca com as mãos nessa posição

20200320_223441.jpg

Share this post


Link to post
Share on other sites

Uma vez eu fiz isso e o espírito parecia que tinha algum conhecimento energético, pois ele meio que se defendia (como uma breve luta energética), mas depois correu fugindo quando eu conseguir acertar um ataque nele, correu e gritou "isso é um laser!", algo do tipo.

Outras vezes o espírito simplesmente cai no chão inconsciente. 

Pode parecer cruel, mas é a única alternativa quando se está tendo que enfrentar uma grupo de espíritos com raiva, sem motivos aparente. Nesses casos, no primeiro que cai inconsciente já é motivo o bastante pro resto fugir com medo. Ainda sai te xingando, chamando de monstro e não sei o quê. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na noite passada tive a oportunidade de testar a orientação do Sandro e do Sembrol.

Então, nessa noite percebi que estava sonhando e me deixei cair de costas e imediatamente acordei.

Tentei olhar os dedos da mão como de costume e não consegui, pois eu estava paralisado. 

Tentei usar a técnica da corda para levantar e na quarta tentativa levantei com muita dificuldade.

O quarto estava escuro (mas dava para ver as coisas e o ambiente) e eu estava muito pesado de tal forma que não conseguia me erguer.

Olhei para a porta do quarto e vi uma "pessoa" e pensei, "Aha, achei o obsessor!". (Agora, quando estou no astral fico com essa mania loucura de procurar obsessor!)

Com muita dificuldade fui até ele, mas ele ia se afastando. Então o segui.

Assim que sai do quarto, consegui me erguer e caminhar normalmente, e até tentei o ataque que o "Sembrol" falou mas não deu certo. 

Ele passou pela sala e foi até a varanda. O ambiente já não estava tão escuro.

A varanda estava com uma luz dourada e quando cheguei lá tinha mais outra "pessoa". (Eu não estava sentindo aquele sentimento ruim neles, na verdade estava tudo normal, com exceção da "iluminação dourada na varanda").

Então, perguntei, "Vcs dois são meus obsessores?".

E, aquele que eu segui respondeu bem calmo, "Sim!".

Ai eu perguntei, "Mas, porq vcs são meus obsessores?"

Ele respondeu, "Por causa do relacionamento... " e mais alguma coisa que eu não lembro.

A outra "pessoa" que estava na varanda não falou nada.

E logo após essa resposta eu acordei.

-------

Mais uma vez comprovei o que o Sandro falou.

E, mais uma vez não consegui usar o ataque que o Sembrol citou. Parece que algo me bloqueia.

Essa luz dourada, o que seria ? Todo obsessor passa uma sensação ruim?

Mto obrigado pelas respostas.

Com a ajuda de vcs estou melhorando e quero melhorar ao ponto de poder ajudar lá e aqui.

Abrs.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, max81.costa disse:

1-Essa luz dourada, o que seria ?

2-Todo obsessor passa uma sensação ruim?

1- Cara, é que a luminosidade no astral tem um caráter meio intenso. Você nota que no breu total voce ainda enxerga em penumbra. Se tiver qualquer fonte de lu ali você verá como luz clara. Isso aí podia ser até alguma luz entrando pela janela, de algum poste. Mas após sair do quarto a tendência é vermos tudo com ose fosse dia, porém com uma iluminação artificial, que não parece vir de lugar nenhum. Depende mais da sua percepção no momento

2- Eu pelo menos não sei porque "nunca encontrei nenhum obsessor", kkkkk.  Ou seja, nunca achei que eu tivesse algum, e das vezes que algum pareceu se identificar assim, já que eu o ouvi me ameaçando, então levantei do corpo e fui atras da voz,  ele nao teve coragem de se materializar, fiquei só ouvindo aquela voz raivosa prometendo mundos e fundos sanguinários enquanto eu o  desafiava a  aparecer, mas por algum mistério o "machão" preferiu continuar invisível, ehehe. Já  as pessoas que encontrei no astral nunca vi motivo para achar que elas fossem obsessoras, ate porque PARECIAM amigáveis, mas nunca se sabe. 

EU SUPONHO que apenas obsessores DOS OUTROS  vão nos passar sensação ruim. Eu já encontrei entidades que passam uma impressão negativa,sinistra, ameaçadora, doentia... mas era sempre em situação de eu ir até elas nos locai em que estavam assediando outros. Eu acho que o NOSSO obsessor não vai nos passar sensaçaõ ruim, porque vai nos parecer "familiar", porque é a sintonia entre o encarando e o obsessor que os mantém próximos. Deve ser essa dificuldade em detectar seu próprio obsessor que faz alguns médiuns canalizarem seu obsessor como se fosse algum "mentor das galáxias", e ficam lá fazendo vídeos "incorporados" no youtube para semearem teorias conspiratórias  ou falando asneiras que contrariam tudo que se sabe de concreto até agora ("não tem pandemia", "corona vírus nao mata", "não é verdade que tipo sanguíneo A sofra mais ataque da covid19", etc..)

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 horas atrás, max81.costa disse:

o consegui usar o ataque que o Sembrol

Você deve tá fazendo algo errado, porque serve da mesma forma que jogar energias, você deve está calmo na hora e antes de jogar o ataque, tente manter as mãos no chácra cardíaco e canalizar energia nelas, sinta acumular a energia e a jogue como eu falei anteriormente. 

Uma forma que funcionou comigo esses dias, quando eu estava sentindo uma calma muito grande, foi abrir os braços e concentrar aa energia no chácra cardíaco, tentando enviar a energia desse chácra para o obssesor, ele fugiu apavorado e baforando, eu tava no quintal, tinha acabado de falar com ele dentro de casa e sai, ele veio me dando vários socos mas eu estendi a mão, sentindo muito calma, e tente jogar energia mas só criou um escudo invisível mesmo, aí fiz isso e ele correu como falei, pra entrada da casa e ficou me olhando .

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pois é, recomendam não "sair" quando não estiver bem emocionalmente...

Então, ontem de manha separei 30 min para movimentar as energias e toda vez que movimento as energias a noite fica muito fácil sair. mas eu não esperava que esse dia seria de "matar Leão"!   

Sem sono, "despertei" na cama por volta das 03H da manhã e como de costume, olhei para minha mão direita e contei sete dedos.

Pela primeira vez os dedos estavam bastante deformados, semelhante os dedos do ex. Goleiro "Manga" da seleção quando mostrado a pouco tempo no programa do fantástico.  Assim, percebi que estava deitado na cama e já projetado.

Pensei em levantar, e pela primeira vez levantei como de imediato, muito rápido. Isso depois me deixou na duvida se eu levantei no quarto ou fui parar em outro local.

Estava bem escuro o "quarto".

Caminhei até a porta e encontrei aquele "urubu" do relato acima de novo!

De novo ele veio com uma das mãos e segurou forte a minha cabeça. Não lembro mais o que pensei na hora, mas depois do pensamento me peguei de novo na cama deitado como se tivesse saído da projeção e acordado.  

Como de costume, olhei para mão e estava de novo deformada e de novo eu estava deitado e projetado.

Dessa vez levantei normal e o ambiente estava escuro.

Li em algum local aqui do fórum, que quando estivesse escuro bastava olhar para a palma da mão bem próximo ao rosto que clareava. Fiz isso e funcionou.

Fui até a sala e tinham quatro "pessoas".  Uma delas (homem), veio em minha direção, com cara de ódio e me xingando de tudo.

Sembrol, nesse momento eu tentei de tudo para atacar essa pessoa e nada dava certo. E não é que ela veio e começou a me bater !

Eu estava apanhando!

Ai lembrei que eu estava vivo e ela morta e por isso eu tinha muito mais "energia" que ela (isso é conclusão minha não sei se é certo). E nesse momento senti uma leveza, e as agressões dela passaram a não fazer mais efeito, eu não sentia mais nada vindo dela. 

Cansei dela me agredindo e me xingando e a empurrei. O empurrão saiu muito forte e ela caiu com tudo no chão. Eu tinha achado até que tinha "matado" ela! Ela se levantou e saiu correndo para a sacada e foi embora.

Depois disso aconteceu mais coisas, mas eu não lembro.

Lembro de ter acordado de novo na cama, de novo projetado, de ir até a sala e encontrar as três pessoas restantes lá ... e não lembro mais o que aconteceu.

E, de novo acordo, projetado na cama, levanto e encontro as três pessoas na sala.

Dessa vez elas me levaram a uma praia. E, acabei acordando de verdade.

Não relatei tudo que aconteceu para não ficar muito extenso. Mas, a sensação que isso durou muito tempo e não parece, mas foi muito "punk"! 

-------

Duvidas:

- Isso de se levantar muito rápido, pode ser que eu tenha ido a outro local?

- Essa conclusão que eu tive de que a gente é mais forte que eles é certa ou será que alguém me ajudou?

abrs!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, max81.costa disse:

1-Isso de se levantar muito rápido, pode ser que eu tenha ido a outro local?

2- Essa conclusão que eu tive de que a gente é mais forte que eles é certa ou será que alguém me ajudou?

 

1- Voce pode levantar tao rapido da cama como se fosse uma pipoca pulando na panela. É ate um método bem efetivo, só que as vezes a gente leva muito lastro  energetici junto, o que podre te fazer ficar sem visao ou parecendo que carrega 100kg nas costas. Mas funciona . E exatamente pelo excesso de laatromem geral voce nao consegue  ir parar em outro local, sera o mesmo local numa outra faixa vibracioal

2-Correto, MUITO mais forte energeticamente  que a absoluta  maioria dos desencarnados. Por isso eles precisam apelar para a enganacao, porque no embate direto eles nao tem chance alguma, nem sendo chefao de QG das trevas. O perigo desses seres é mental, hipnose, ilusoes, se fazerem.passar por mentores, para massagear o ego do cara e torna-lo porta voz deles , para influenciar outros encarnados, fundar cultos pawa ficarem.adorando ( dando energia) para a entidade que esta sendo cabalinada pelo médoum, etc. O perigo deles nao é o ataque direto.

 

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa noite!

No primeiro relato eu falei sobre "Era um um homem ou uma mulher... não consegui verificar bem. Tinha uns 2,40 m de altura e veio perto de mim".

Eu percebi que algumas "entidades" assustadoras que vejo no plano astral aparecem em filmes de terror. Como por exemplo essa que descrevi acima. Eu nunca tinha visto em lugar nenhum, apenas no plano astral e ontem vi ela em um trecho de um filme de terror.  Irei tentar tirar uma foto dela e por aqui.

Outra que reconheci em filmes foi tipo uma fumaça que ficava voando sobre a cama e uma outra uma pessoa que lembrava uma lagartixa.  São praticamente iguais as que vi no astral.

Será que muitos autores desses filmes de terror tiram essas criaturas de suas experiências astrais ou eu to ficando paranoico ?

 

abs.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O cinema americano tem umas equipes de pesquisa muito feras! Na área de magia/ oculstimo etc, eu só vi bobagens em filme trash.  Acho que.para qualquee filme médio eles devem ter equipes de pesquisa  boas, que se baseiam em coisas que existem ( ou em relatos reais de pessoas) 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Então, hj por volta das 5:30h da manhã, eu acordei ouvindo minha esposa sair para trabalhar. O quarto estava não muito escuro, pois a janela estava aberta.Voltei a dormir.

Acordei em seguida, e percebi o quarto bem escuro e de imediato desconfiei da projeção.

Ainda deitado olhei para uma das mãos para verificar os dedos.... mas não consegui devido a escuridão.

Levantei da cama, o ambiente clareou um pouco mais, voltei a olhar para a mão e conseguir contar uns 7 dedos com dificuldade, pois alem de escuro a visão estava embaçada ... 

Tentei fazer ev para clarear o ambiente, mas não deu certo... mas não issistir no ev pois achava que o ambiente iria clariar quando eu me afastasse do quarto.

Fui caminhando até a sala. A sensação era pesada, o ambiente ainda muito escuro... 

Chegando na sala vi uma imagem de uma vulto preto de uma pessoa... ela estava a uns 5 m de mim.

Parei e fiquei olhando... de repente ele veio bem rápido em minha direção. Ele não veio andando ou correndo.... ele simplismente se deslocou rápido...

Quando ele estava chevando bem perto... fiz, como que por reflexo, um escudo transparente com as mãos... fui criando do alto da cabeça  ate o chão (cheguei a ajoelhar uma das pernas para fazer ate o chão). 

Então, esse vulto ou sombra preta bateu nesse escudo e se estilhacou como se ele fosse de vidro e quebrasse.

Ai nesse momento eu acordei.

Da onde eu tirei esse escudo se eu sempre me preocupei em atacar e nunca me defender... nem sabia que isso de fazer escudo existia... ? 

Essa entidade que não anda nem caminha... apenas se aproxima é comum no astral?

E isso dela bater e se estilhaça  no chão acontece mesmo... ?

Abrs...

Share this post


Link to post
Share on other sites

A imagem era parecida com essa anexo.

 

E o movimento do escudo era como se estivesse fechando uma porta de rolar dessas que fica na frente da loja... onde a gente levanta os braços meio abertos e puxa até o chão precisando ajoelhar no final. Isso feito com as palmas das mãos voltado para frente. 

image.png

Share this post


Link to post
Share on other sites
9 horas atrás, max81.costa disse:

Da onde eu tirei esse escudo se eu sempre me preocupei em atacar e nunca me defender... nem sabia que isso de fazer escudo existia... ? 

Ihh rapá, isso é a pergunta do século. Com o tempo você vai notar que sabe umas coisas que ninguém te ensinou neta vida, pelo menos me vigília. 

9 horas atrás, max81.costa disse:

E isso dela bater e se estilhaça  no chão acontece mesmo...

Em geral esse tipo de coisa tão frágil costuma ser apenas uma forma pensamento (uma plasmagem com uma tarefa, criada por você ou por terceiros) . A pessoa as vezes tem um medo antigo em relação à projeção espírito vultos negros. Então sempre aparece uma plasmagem dessas para encher o saco de quem tem esses medos. E se a pessoa não enfrentá-la e destruí-la, pode nunca superar essa fase inicial, vai achar que é perseguida por espíritos e tal, fica presa nessas limitaçoes auto-impostas. Uma vez que você "pague para ver" e não aceite ser restringido por essas coisas, elas somem. Seres espirituais reais não vão se estilhaçar assim contra uma barreria, nem contra ataques mais fortes, por isso suponho que no seu caso tenha sido só uma plasmagem dos seus medos. 

Eu não sou de ter medo do que tem do outro lado, mas eu tinha de vez em quando um certo tipo de sonho que me assustava. Acontecia a cada 5 ou 10 anos de eu ter um tipo de sonho assim. Aí um belo dia em que me vi frente a frente de novo com o personagem assustador, minha lucidez despertou..... 

Aí o jogo virou, vi que o cenário era todo uma ilusão hipnótica. O que antes era uma situação como esta, da Jean https://www.youtube.com/watch?v=Hgu2RCLUr-s  numa floresta, à noite, em meio a uma furacão e chuva, com um personagem aterrorizante controlando os ventos e a chuva à sua vontade, virou uma sala dentro de uma mera cabaninha na floresta e o personagem assustador era um pobre coitado como que fazendo "Buuuu" para mim e se divertindo às minhas custas. O nível da diferença entre o que eu via antes e o que vi após despertar a lucidez era a diferença entre um filme de terror top, e uma comédia de terror trash. Ao que parecia ele não percebeu que minha lucidez despertou, e como minha paciência com ele já estava esgotada, já que a cada poucos anos e passava pro aquilo, não desperdicei a oportunidade: joguei energia no sujeito ele ele virou uma estátua..?!?!?

Aí  eu a quebrei em pequenos pedaços e joguei na lareira acesa que havia ali naquele cenário.

Nunca mais vi aquele personagem, mas suponho, pela forma como ele foi destruído, que ele era nada mais nada menos que uma simples representação de meus medos da infância. Até porque foi a única vez que joguei energia em alguém e ele virou uma es´tatua, uma forma congelada, por isso supus que aquele ser não tinha existência real alguma, e o eliminei. 

Mas se eu me enganei e ele existia, bem.. agora para ganhar outro corpo astral e vir me cobrar vai demorar um bom tempo, ehehe

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 04/04/2020 at 17:01, Sembrol disse:

Você deve tá fazendo algo errado, porque serve da mesma forma que jogar energias, você deve está calmo na hora e antes de jogar o ataque, tente manter as mãos no chácra cardíaco e canalizar energia nelas, sinta acumular a energia e a jogue como eu falei anteriormente. 

Uma forma que funcionou comigo esses dias, quando eu estava sentindo uma calma muito grande, foi abrir os braços e concentrar aa energia no chácra cardíaco, tentando enviar a energia desse chácra para o obssesor, ele fugiu apavorado e baforando, eu tava no quintal, tinha acabado de falar com ele dentro de casa e sai, ele veio me dando vários socos mas eu estendi a mão, sentindo muito calma, e tente jogar energia mas só criou um escudo invisível mesmo, aí fiz isso e ele correu como falei, pra entrada da casa e ficou me olhando .   

// Tive uma experiência no qual tentei puxar um obscessor para perto de mim ... Ele começou a correr , nisso estiquei minhas mãos como se tivesse  segurando ele , notei cada vez ele tava mais lento ( tava dando certo). Mas um breve momento me deram uma gravata de jiu jitsu , me lançaram uns 3 metros pra cima e nisso acordei só que eu não se mexia , e uma voz vindo da minha porta do quarto - oque você quer ? 

Edited by Edivando Luis Viale

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sandro verdade! Eu tinha visto essa mesma imagem quando tinha 12 anos em uma paralisia do sono... E essa imagem nunca saiu da minha "cabeça". 

E Sobre o caso que vc relatou, que loucura ! Bem pior que a "sombra" ehehe

Quando vc fala "minha lucidez despertou", quem é responsável por isso? Nos com conhecimento e pratica ou alguém que nos da um "toque" e nos desperta? 

E outra coisa, hj de madrugada eu despertei vibrando 03 vezes. Em uma das vezes quando eu despertei vibrando simultaneamente tinha uma voz falando coisas no meu pé do ouvido e a mesma voz falando outras coisas no outro ouvido. A sensação que a voz passava era de irritação e agonia... Parei para tentar entender o que a voz dizia mas era em outro idioma... parecido russo sei lá... Eu deveria ter feito ev... mas, levantei para ver se levantava em astral e tentava descobrir o que estava acontecendo... mas, quando levantei pareceu que estava no físico, então deitei de novo, contei os dedos para conferir e tinha 5 e voltei a dormir. Sera que isso é uma daquelas alucinações que temos quando estamos prestes a nos projetar ou peguei meu obsessor no fraga ?

abrs

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Edivando Luis Viale, pois é eu ando levando umas surras no astral tb... rss...

Olha o relato do Sandro... a coisa lá se resolve com energia e pensamento... temos que aprender a lidar com isso...

A gente pode até ganhar uma briga lá... mas acredito que a gente sempre vai levar a pior.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Então, hoje de madrugada aprendi algumas coisas...

Despertei a consciência em um local parecido com uma prisão ao ar livre, com piso de chão batido, cabanas de madeiras, cercada por cerca elétrica e possuía um tamanho aproximado de 5.000 m².

Tinha uns 5 “agentes prisionais” e poucos presos... acho que uns 80 comigo.

Certo momento eu estava próximo a cerca elétrica observando o local e chegou uma pessoa alvoroçada com um monte de madeira na mão que notei que havia sido retirada de uma das cabanas de madeira.

A sensação que tive dessa pessoa é que era um colega.

Perguntei a ele o que ele iria fazer e ele falou que iria apoiar a madeira na grade iria subir, pular e fugi dali. Então, ele fez isso e fugiu. Olhei ao redor e vi mais umas duas pessoas fazendo a mesma coisa.

Notei ao meu lado uma outra pessoa, sentia que era minha irmã, mas não tinha a aparência da minha irmã atual.

Nesse meio tempo, uma agente apareceu com uma cobra presa parecendo um cabo de vassoura com uma corda na ponta. Ela pegou aquela cobra e jogou em minha direção. Não percebi se ela tinha ou não intenção de fazer isso. Com o susto eu e essa minha suposta irmã caímos sentados ao chão e a cobra ficou 1 m de distância de mim.  Fiquei meio que paralisado com receio de ser picado. Então, lembrei que estava no astral e perdi esse receio. Pensei em tirar a cobra dali com o pensamento. Concentrei na cobra e após várias tentativas consegui mover a cobra coisa de 10 cm. Na verdade ela não se móvel, ela sumiu e apareceu 10 cm de distância. Após mais tentativas consigo mover ela mais longe.

Nesse meio tempo, parece que me tiraram dali e me levaram para uma espécie de restaurante de beira de estrada.

Essa “minha irmã estava junto”.

Entramos nesse restaurante e notei uma TV de tubo pendurada na parede. Estava empolgado de ter aprendido mover as coisas de local e tentei mover a TV. E após algumas tentativas consegui tirar a TV de uma parede e colocar na outra.  (Essas tentativas de mover as coisas me deixava cansado)

Na mesa ao lado tinha um casal, uma criança e uma bola no chão. Com a mente após duas tentativas consegui jogar a bola para longe.

Nesse momento a minha irmã percebeu que eu tinha feito aquilo e perguntou assustada como eu fiz. Eu falei que pensava em mudar as coisas de lugar e acontecia.

E após ela tentar algumas vezes ela conseguiu também.

Vi uma mulher na porta do restaurante. Pensei em levantar ela e consegui. De longe levantei ela coisa de um metro do chão e soltei e ela caiu com tudo no chão.

Nesse momento, todos do restaurante me olharam assustados e de imediato fui levado a outro local.

Apareci dentro de uma igreja em uma cidade pequena. A igreja estava cheia. Notei muita gente sentada e algumas pessoas em pé. Essa suposta irmã estava ao meu lado de novo.

Notei também que eu e ela estávamos flutuando a 1 m do chão e quando nos se movíamos íamos flutuando.

Percebi uma confusão na frente da igreja e fui até lá.

Uma moça que parecia ter algum tipo de sentimento de aproximação comigo estava brigando com alguém importante e influente na igreja.

Então essa confusão se estendeu... ela saiu correndo da igreja e essa outra pessoa com quem ela estava brigando foi atrás dela falando que iria prender ela e eu fui acompanhando como alguma forma de observador.

Nessa confusão toda eu percebi que as pessoas não estavam falando estavam se comunicando sem falar... eu percebia o que as pessoas “falavam” mesmo estando distante delas e consegui verificar também que eu conseguia ouvir quem eu queria ouvir. Por exemplo... tinha uma pessoa distante... eu me concentrava nela e ouvia ou sentia o que ela estava querendo dizer sem interferência da distância e de outras pessoas. No momento que eu percebi isso eu acordei.

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, max81.costa disse:

Pensei em levantar ela e consegui. De longe levantei ela coisa de um metro do chão e soltei e ela caiu com tudo no chão.

 

Das vezes em que eu  estava testando com isso, à distância (uns 30m da pessoa), as pessoas pareciam sentir algum desconforto, ficavam massageando uma parte do corpo, com alguma careta, com ose tivessem sentido alguma ardência após terem sido levantadas. Notou essa reação na pessoa que você levantou?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Assim que ela caiu ouve uma reação geral por parte das pessoas que estavam em volta, o que fez eu desviar o olhar dela para as pessoas me olhando e bem rápido já fui levado a outro local.

Após ela cair, notei apenas que ela se virou assustada. Foi tudo muito rápido.

Ela estava aprox. 8 m de mim, estava de vestido azul 1,60 m de altura e meia gordinha. rss..

Teve outra cena que eu não relatei porq só lembro de uma imagem...

Ela aconteceu antes de eu acordar e depois daquela confusão na igreja... 

Eu estava em uma rua parado em frente de casas e focado em duas casas... Chão de pedras, casas de madeiras uma ao lado da outra, arvores, o local era bonito.

Aquela entidade, que eu achava que era a minha irmã, ainda estava ao meu lado... Eu acredito que eu estava tentando trocar de lugar as casas ou levantar elas... mas não lembro se consegui ou o que aconteceu.

Sandro, você sentia cansaço quando praticava ?

Eu lembro que eu não tentava envolver as coisas e arrastar ou mover... lembro que eu me concentrava no alvo e imagina ele em outro local, causando o deslocamento dele. Isso acontecia muito rápido e parecia ter sido arrastado.  

 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, max81.costa disse:

Sandro, você sentia cansaço quando praticava ?

Não. No início foi meio atrapalhado, parecia haver algum esforço, mas era mais no sentido de "pegar o jeito", não de quantidade de energias. Tentava mover objetos pequenos, folhas de papel,  e ele primeiro começavam a tremer, para só depois dar uma leve flutuada.  Depois eu ja treinava na rua, estava andando e via um papel o chao, a uns 30 m de mim, esticava e mão e ele voava longe. Depois quis ver se podia levantar os transeuntes que passavam, mas fazia isso ao caminhar para outro lugar, não era algo que exigia concentraçao. E aí que notei que tirava um ou duas pesos do chão ao mesmo tempo, e ao devolve-las ao chão, elas meio que esfregavam o peito, com se eu tivesse gerado algum desconforto  nelas. Não uma dor, mas uma ardência, era algo leve, mas que eles não curtiam nada.

Das vezes que precisei usar para autodefesa, cheguei a pegar 4 ao mesmo tempo, colei nos nos outros, e dirigi o bolo para uma sala, cuja porta tranquei usando o mesmo método. Nada disso nunca me deixou cansado nem senti que gastava alguma energia minha. Isso eu SUPONHO que isso seja do funcionamento do plano astral mesmo. Ou talvez para acessar sem cansar tem que pensar dessa maneira, pensar que você está usando um recurso inato. Assim como voar não deveria cansar, usar telecinese no astral também não deveria, acho. Mas não tenho certeza sobre isso, apenas ME PARECE que você não está usando algo "que gasta" para fazer isso, mas sim algo que faz parte do funcionamento no astral mesmo.  Suponho que a atitude conta muito nisso. Assim como tem gente que acredita que não se pode usar metais ou cruzar membros para se projetar e terminam fabricando sensações que comprovem na prática essa crença, assim como antigamente tinha projetor que acreditava que se projetar cansa o físico ( o que não faz nenhum sentido, já que a projeção faz parte dos fenômenos naturais do sono), talvez você tenha essa concepção na sua mente, que vai "precisar esforço, que isso consome energia, e que portanto, isso  cansa". TALVEZ seja só isso, uma crença.

Tente adotar outra atitude na hora que for fazer isso: aja com naturalidade, meio que por reflexo, como se já estivesse careca de saber que o deseja mover irá realmente  se mover. Como se acontecer uma falha é que fosse realmente te deixar surpreso.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.