Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Ir morar sozinho...


Jhana
 Share

Recommended Posts

7 horas atrás, Jhana disse:

É fod# que ele puxa muito saco do personagem dele kkkkk parece que ele tá glorificando aqueles magos negros da Atlântida, como se ser bandido...

Eu ja tinha lido tods livros do Roger quando esse foi lançado e percebi essa diferença de tom logo no início do livro. Na verdade é um dos indícios da realidade do livro, porque o grande risco de despertar memórias antigas é despertar traços psicológicos também antigos. ( e reconectar com obssessores, e doenças que se teve naquela vida) Então o que vemos ali parece ser alguma amostra da personalidade do Roger daquela época, bem típica de mago negro mesmo ( ou de bandido de classe alta ) e que está totalmente ausente nos livros anteriores. 

 

Link to comment
Share on other sites

Em 08/03/2022 at 10:50, Jhana disse:

Vocês não devem entender porque acho que são quase todos playboys e não precisaram passar por isso.

Cuidado com as pressuposições. Você pode estar mais enganado do que possa pensar ser possível.

O fato é que você ainda conhece pouco sobre a vida e tenho impressão lendo o que você escreve que você tira certas conclusões muito apressadamente. Com o tempo irá perceber que as coisas não são todas preto no branco assim. E tudo é muito mais complexo do que parece a uma primeira vista. Por isso é preciso ter calma e saber observar sem pressa. Saber viver a vida e aproveitar dela o melhor que ela tem a oferecer é uma arte que não se apreende tão facilmente. Sim, a sua vida possui coisas maravilhosas que você ainda não conseguiu enxergar. Algum dia você vai perceber isso. Mas o tempo não tem pressa. Nunca teve.

Link to comment
Share on other sites

On 3/9/2022 at 6:27 AM, sandrofabres said:

Eu ja tinha lido tods livros do Roger quando esse foi lançado e percebi essa diferença de tom logo no início do livro

Né, eu já estou louco para terminar esse livro para poder ler outros com um teor mais "iluminado". Esse livro tem uma narrativa interessante, o autor escreve bem, a história parece filme de Star Wars, mas também mantém um pé no chão. No geral vale a pena ler o livro, apesar do "protagonista" detestável(Andrey). As vezes o autor descreve as maquinações na mente de Andrey de uma forma que chega a ser repulsiva. O egoísmo, o jogo de interesses, o desejo de dominar o próximo, o amor por certas pessoas e a indeferença ou ódio em relação a outras... tudo isso era presente em Andrey, e exposto de forma bem explícita. Claro que a obra esclarece muitas vezes que Andrey era alguém corrupto, e não era um exemplo a ser seguido, porém de qualquer forma era fácil de perceber admiração que o autor(Roger) ainda possuia por aquele personagem de um passado tão distante... Fiquei boa parte do livro torcendo para Andrey morrer, ser assassinado por Gadeir de uma vez, ou qualquer coisa, mas o "protagonismo" dele sempre estava lá pra resgatar ele da morte inevitável haha

On 3/9/2022 at 5:46 PM, Iogui said:

O fato é que você ainda conhece pouco sobre a vida e tenho impressão lendo o que você escreve que você tira certas conclusões muito apressadamente. Com o tempo irá perceber que as coisas não são todas preto no branco assim. E tudo é muito mais complexo do que parece a uma primeira vista. Por isso é preciso ter calma e saber observar sem pressa. Saber viver a vida e aproveitar dela o melhor que ela tem a oferecer é uma arte que não se apreende tão facilmente. Sim, a sua vida possui coisas maravilhosas que você ainda não conseguiu enxergar. Algum dia você vai perceber isso. Mas o tempo não tem pressa. Nunca teve.

Desde o início da minha vida, eu acredito que fui desprezado. Sempre fui a ovelha negra. As minhas boas intenções eram interpretadas como ataque. Eu cresci vendo outras crianças sendo valorizadas por suas famílias... e eu, apenas um "fardo". Eu sofria bullying na escola, era rejeitado por todos... eu era a presença indesejada aonde quer que eu fosse. Uma vez eu cheguei chorando da escola após ser oprimido pelas pessoas lá, ai a minha mãe disse para mim "se continuar chorando vou te dar um tapa na cara". Minha mãe tbm deu um tapa na minha cara quando eu tinha uns 6 anos de idade na frente de todo mundo numa ceia de natal porque eu repeti um história que meu tio contou. Quando eu tinha uns 13 anos ela gritava comigo e me obrigava a ir cortar lenha com meu pai, mesmo eu odiando fazer isso. Eu sempre quis ser um acadêmico desde novo, mas minha mãe não tava nem ai, queria que eu virasse um "peão" mesmo, acho que para eu parar de dar despesas de uma vez... eu cresci me sentindo como um lixo, mas em grande parte eu consegui superar toda aquela dor horrível da infância e amadureci. Porém no lugar daquela dor hoje em dia apenas existe um vazio de indiferença enorme, que me isola de tudo e todos e me faz ter desdém pela vida

Link to comment
Share on other sites

Olha gente, eu acabei não saindo do meu emprego de chão de fábrica ainda, pq uma pessoa algum tempo atrás me prometeu que iria me mudar para um setor mais leve... Só que isso ainda não aconteceu, porém, nesse meio tempo eu me adaptei com o serviço pesado que estou fazendo, então ainda to trabalhando

 

Enfim, oq eu queria falar aqui é, tava dando uma olhada no canal do Laércio, ai saiu um video dele falando sobre o dinheiro... Olhei só uns trechos do vídeo, mas pelo oq eu olhei, ele tava falando um monte de baboseira pro-capitalismo que mais parecia argumento da quinta série, enquanto se achava um sábio espiritual de alto-escalão por falar essas coisas que para alguém que estudou na vida não passam de argumentos primários. Porém os seguidores da seitinha dele sempre vão achar oq ele diz algo genial, mas blz, cada um cada um. Não ligo se esse Laércio é capitalista, comunista, anarquista, monarquista... Meu ponto é que essa galera espiritual do "culto ao dinheiro" me incomoda, me deixam ansioso, pois parece que eles apoiam o sistema atual, e me faz imaginar que a tal "era da luz" vai ser uma cambada de ricos corruptos escravizando a população, e os espiritualistas da "nova era" seriam o igual o clero na idade média, dando suporte a eles.

Link to comment
Share on other sites

 

Citar

Fiquei boa parte do livro torcendo para Andrey morrer, ser assassinado por Gadeir de uma vez, ou qualquer coisa, mas o "protagonismo" dele sempre estava lá pra resgatar ele da morte inevitável haha


O Gadeir e sua turma estavam dando suporte astral ao Hitler e os Nazistas. E certamente deve estar trabalhando junto com essa ascensão da extrema direita no mundo, e influenciando os espiritualistas de fala mansa, que tanto falam de Jesus mas que apóiam políticos da extrema direita. Cuidado para não se identificar com os vilões dessa história, especialmente no atual momento planetário, em que essas forças estão correndo soltas por aí novamente. 

Citar

------Desde o início da minha vida, eu acredito que fui desprezado. Sempre fui a ovelha negra. As minhas boas intenções eram interpretadas como ataque. Eu cresci vendo outras crianças...

Olha, quase todo mundo tem algo de que se queixar em relação ao seu passado. Em geral porque enquanto ele é presente e está acontecendo cada pessoas está apenas enfrentando, tocando a bola para frente, que é como a vida de qualquer ser vivo funciona, não só a dos humanos. Mas depois que passa, quando a pessoa pode se encostar um pouco, largar as armas, tirar a armadura, os “fantasmas do passado” muitas vezes passam a incomodar, a ponto de a pessoa desenvolver pena de si mesmo, o que é um luxo inacessível enquanto “o pau tá comendo”.


A questão é que  a cada um de nós cabe um desafio específico, que visa lapidar nossa psique. Mas como toda lapidação, isso significa arrancar os pedaços imprestáveis, e isso não pode ser feito com suavidade. O que cada um de nós pode fazer é RECONHECER  a oportunidade de crescimento.

Não podemos mudar as circunstâncias em que nascemos, nem a família em que nascemos, nem as pessoas ao nosso redor. Mas cada um de nós pode entender que na interação com tudo que nos cerca há possibilidades destrutivas ou possibilidades construtivas.

Se a pessoa tem uma atitude inadequada, achando que deve receber do mundo as melhores condições, ela não cresce, não aprende com a vida.E uma atitude adequada e você usar da inteligência da qual todo ser vivo é dotado, para identificar os pontos da situação em que você pode aproveitar algo para si, fazer a limonada do limão sempre. 


Eu lembro que quando dei aula no ensino médio, teve uma reunião de professores com uma turma que estava se queixando de uma professora. Confesso que achei muito estranha a atitude dos alunos porque embora as queixas deles estivessem corretas, eles não viam nisso a oportunidade de ganharem algo com a situação. E falei isso para eles: professor é obstáculo, não está lá para facilitar. O professor ensina, ok, mas o que ele faz nas provas? Cria DIFICULDADES! E a finalidade é exatamente descobrir se os alunos conseguem superá-las.

Quanto mais “palhaço” for um professor, criando dificuldades exageradas, mais suas habilidades gerais de antecipar as dificuldade e se preparar para elas se desenvolve. O professor “palhaço” está errado ao pedir certas coisas que a turma não esperava? Sim, está errado. Mas, é um desafio a mais do qual você pode Sr orgulhar de ter superado, caso “abrace o desafio” as invés de se rebelar contra ele, porque só quem ganha é você, não o cara que criou o desafio. 


Você não controla o que a vida te dá, nem o que ela tira, mas o que você conseguir aprender, desenvolver, em criatividade, em resiliência, em senso de oportunidade de crescimento INTERIOR, ninguém pode tirar de você, nem a morte. É um patrimônio interior que você usará em outras vidas, na forma de habilidades mentais, emocionais, compreensão.

E é para isso que serve o quebra cabeças da vida, não serve para nada mais. Não há sentido algum em se tornar rico, porque você morre e o patrimônio fica. 
Não sentido nenhum nem em ser médico, porque todas as vidas que você salvar ainda assim encontrarão a morte logo ali. 
Não há sentido em ser professor, porque alguns anos mais tarde ninguém recordará mais nada do que você lhes ensinou, u se não esquecer, ao desencarnar esquece, porque quando a gente renasce nem sabemos falar a língua dos nossos país, eheh.

Tudo o que você faz PARA o mundo, como “missão de vida”, é efêmero, “Tudo é vaidade e correr atrás do vento”. 


Mas enquanto você se relaciona com o mundo, fazendo algo nele, para ele, você está em constante processo de interação com ele e consigo mesmo, percebendo o quanto cada situação ativa em você alegria, tristeza, medo, repulsa, simpatia, antipatia, preguiça, desprezo.. e você vai tendo a incrível oportunidade de ver sobre si mesmo coisas que  ninguém mais sabe. É um tesouro de descobertas só seu. Um tesouro a ser LAPIDADO. 


Com os anos de vida percebe o quanto as mesmas situações geram em você sempre as mesmas reações. E que mesmo mudando de círculo de convivência, ou de cidade, as mesmas situações se repetirão, agora com pessoas diferentes, porque é a SUA PSIQUE, SUA NECESSIDADE de aperfeiçoamento interior que convocará novos atores para repetirem as mesmas situações desafiadoras “contra você”. Caso  saiba aproveitar as oportunidade vai se perguntar “Por que????O que eu tenho em mim que sempre atrai as mesmas atitudes nas pessoas, atitudes essas que em incomodam tanto?”. E também  “Por que essas atitudes me incomodam tanto afinal??? Eu acho que as pessoas deveriam agir, assim, dize assado, reconhecer isto ou aquilo a meu respeito... Mas porque eu quero controlar o que as pessoas pensam ou dizem?”


Todo o processo da vida permite uma exploração interior fascinante, e é na busca por compreender a si mesmo que você vai compreendendo também um pouco dos outros, e um pouco do processo geral que causa tanta confusão entre nós, enquanto encarnados.


Você já descobriu em pouco tempo que o serviço braçal em que está atuando fica menos sofrido com o treino, assim como acontece em qualquer atividade física. Muitos trabalhadores braçais são trabalhadores braçais exatamente porque para eles  a tortura maior é ficar horas sentado numa sala de aula trabalhando só com a mente. Mas se você não conseguir transferência, aproveite a oportunidade de desenvolver força, resistência, coordenação motora. Afinal, gente de melhor condição social tem que pagar aulas de crossfit para compensar a perda de aprendizado motor resultante de levar  uma vida sentado num escritório 8h por dia. Além da pança que o sedentarismo lhe garante.

 

Lembro uma vez de ter visto uma reportagem na TV de um maratonista.. que virou maratonista porque já tinha boa forma, trabalhando como lixeiro, passando o tempo todo correndo atras do caminhão.


A questão é essa: ou você chora, reclama, lamenta, o que não te ajuda a melhorar a situação e ainda te paralisa, te impedindo de crescer com a situação, ou você aproveita o que pode tirando o melhor daquilo que não tem como evitar. 


E essa mudança de atitude muitas vezes é tudo que precisa para que a situação mude. 


Mas use a inteligência para tudo, não vai querer ganhar uma hérnia de disco por ir com muita sede ao pote, ehehe. 
 

21 horas atrás, Jhana disse:

oq eu queria falar aqui é, tava dando uma olhada no canal do Laércio, ai saiu um video dele falando sobre o dinheiro... Olhei só uns trechos do vídeo, mas pelo oq eu olhei, ele tava falando um monte de baboseira pro-capitalismo que mais parecia argumento da quinta série

Vou ver, depois comento...

  • Like 1
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

3 horas atrás, sandrofabres disse:

Vou ver, depois comento

Se era  este vídeo nem dá para comentar. É só um amontoado de erros hitóricos e clichês típicos dos liberais para justificar  a existência de um sistema que favorece o enriquecimento de quem não trabalha. Mas claro que eles acham que esse sistema é o socialismo, eheheh.

Pelo menos ele admite que para o comunismo dar certo teria que ser uma humanidade ja sem ego. Pois é,   um sistema reconhecidamente SUPERIOR  exige também seres humanos superiores que possam usifruir dele. Estamos presos ao capitalismo exatamente porque  falta à humanidade um capital humano de melhor qualidade.

Embora não tenhamos como mudar isso a médio prazo é importante enxergar    que a  direcão evolutiva  como espécie  é  abandonarmos o capitalismo,  assim como num dado momento abandonamos o feudalismo.  Trata-se  de uma questão de tempo e de melhoria de nível dos espiritos encarnados ma superfíciie  do planeta.

 

Sobre questões iniciais ali que ele fala  e que já estão desatualizadas, como lastro de ouro, imprimir dinheiro gerar inflação, etc, deixo aqui alguns links:

https://investidorsardinha.r7.com/aprender/padrao-ouro/

https://youtu.be/NY_cjmoJt1A

https://youtu.be/NCqpP5Gxads

https://youtu.be/4JdOjlgNiSg

Sobre o exemplo da aula, dos alunos dividirem as notas entre todos, é a confusão tola que os papagaios do liberslismo fazem entre bens e MEIOS DE PRODUCAO:

https://youtu.be/YiIqDO6JE3E

 

Outros temas que ele aborda  sobre China, produtividade nos regime socialistas, etc, para quem quiser se informar mais estes videos dão algumas nocões gerais:

China socialista?
https://youtu.be/Y7-ubwuEQtw

URSS
https://youtu.be/oxZPDCNjGdg

China x URSS:

https://m.youtube.com/watch?v=GsmZsajigKU

 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Agora  uma coisa que você pode notar na maioria desses espiritualistas  conhecidos é que eles não trabalham. Então o ponto de vista deles  sobre nosso sistema econômico tende  a ser fruto dessa posição na pirâmide social.

De certa forma ele devem ser muito gratos ao capitalismo, pois chegamos num ponto em que uma pessoa pode ganhar muita grana apenas falando tolices, como muitos outros youtubers por aí.

 

Numa sociedade menos fútil, em que as pessoas precisassem produzir algo de útil para  sociedade,  esse pessoal estaria preso ao local de trabalho, no mínimo por 8h diárias, mais o tempo de deslocamento, e exatamente por estarem ocupadas demais trabalhando não teriam tempo para ganhar dinheiro. 

Em que outro tipo de sistema econômico alguém poderia ganhar dinheiro dando nó  num tirinha de couro e vendendo para alguém tolo o suficiente para pagar por isso? Só num tipo de sociedade que fabrica tolos em série.

IMG_20220315_190913.jpg

E claro que um tipo de sociedade assim é um celeiro de oportunidades para os espertalhões que não querem ser " escravos do sistema , robôs" mas que precisam que quem os ouve seja  escravo do sistema para comprar suas "aulas", suas " tecnica avancadas de ativar a luz",  seus " orgonites", seus "amuletos".

Onde essas pessoas estariam hoje se não fosse o bando de robôs que os sustenta? O Laércio pelo menos estaria dando aulas de física no ensino médio ou na universidade,  porque  ele  tem a capacitação adequada para isso, mas a maioria dos outros estaria atrás de um balcão de loja de sapatos, ds 9h às 19h,  ganhando dois salarioa minimos na melhor das hipóteses, coisa a que  o ego da maioria deles não sr sujeitaria.

Então eles não tem como ter outro ponto de vista que não defender  as possibilidades criadas pelo capitalismo, e que eles até souberam aproveitar muito bem. 

Mas quem os ouve, NESSE TEMA pelo menos, tem que ser capaz de perceber de onde vem esse  viés que afeta o discernimento deles. 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Opa Sandrão, gostei muito das suas respostas. Eu estou a anos reclamando da vida aqui no fórum e vc ainda tem paciência de responder! Valeu! Obrigado por opinar sobre a posição do Laércio também.

 

Quote

Cuidado para não se identificar com os vilões dessa história, especialmente no atual momento planetário, em que essas forças estão correndo soltas por aí novamente. 

No começo do livro eu até tava achando o Gadeir um cara mais "legal" que os outros magos negros, porque pelo menos "aparentemente" ele não tava fazendo o mal apenas para obter luxo, mulheres, bebidas e status social. No caso dele parecia mais um desejo de dominar, que do meu ponto de vista era algo mais digno que as motivações do Andrey, Arnach... mas depois foi caindo minha ficha acerca de certas coisas... e agora acho o Andrey menos pior que ele, e até alguém virtuoso em certos momentos. Se esse Gadeir existe mesmo, eita carinha chato! Ele ta fazendo os serviços das trevas dele direitinho, trabalhando desde que a Atlântida afundou e ainda parece estar atodo o vapor! A turminha dele quase toda abandonou o ofício, mas ele continua lá... Seria ele um gênio da arte de fazer o mal? rs

 

On 3/15/2022 at 3:17 PM, sandrofabres said:

Mas depois que passa, quando a pessoa pode se encostar um pouco, largar as armas, tirar a armadura, os “fantasmas do passado” muitas vezes passam a incomodar, a ponto de a pessoa desenvolver pena de si mesmo, o que é um luxo inacessível enquanto “o pau tá comendo”.

Sim, isso é verdade, eu gosto de remoer o passado, sentir pena de mim mesmo

 

On 3/15/2022 at 3:17 PM, sandrofabres said:

A questão é que  a cada um de nós cabe um desafio específico, que visa lapidar nossa psique. Mas como toda lapidação, isso significa arrancar os pedaços imprestáveis, e isso não pode ser feito com suavidade. O que cada um de nós pode fazer é RECONHECER  a oportunidade de crescimento.

 

Ao mesmo tempo que eu reconheço as oportunidades de aperfeiçoamente que os problemas apresentam, também é meu desejo viver de forma sossegada, longe de dificuldades. É gratificante o processo de evolução interior, no entanto se eu pudesse receber tudo de mão beijada agora, seja de Deus ou do universo, eu também iria gostar.

 

On 3/15/2022 at 3:17 PM, sandrofabres said:

Não podemos mudar as circunstâncias em que nascemos, nem a família em que nascemos, nem as pessoas ao nosso redor. Mas cada um de nós pode entender que na interação com tudo que nos cerca há possibilidades destrutivas ou possibilidades construtivas.

 

É, no plano físico, depois que algo acontece... vc não pode reverter. Eu não tenho poder para mudar a família em que nasci, a primeira linguagem que aprendi, etc. Se quiser eu mudo de país, mas não posso mudar meu país de origem. São várias coisas que se tornam imutáveis em nossas vidas a partir do momento que nascemos no mundo, e muitas outras coisas que se tornam imutáveis no decorrer da vida. O plano físico não admite muita fluidez ou liberdade. Só depois da morte do corpo atual que essas limitações cessam... em parte. Depois disso existem as limitações do corpo mental, causal, etc..

o corpo físico é um grande grilhão educacional, mas ainda é um grilhão. Ele te prende a tantas coisas deste plano físico... leis de espaço e tempo, leis de causa e efeito. Proporciona aprendizados impossíveis em esferas mais sutis, mas também te prende a mundo cheio de dor em potencial...

 

On 3/15/2022 at 3:17 PM, sandrofabres said:

Se a pessoa tem uma atitude inadequada, achando que deve receber do mundo as melhores condições, ela não cresce, não aprende com a vida.E uma atitude adequada e você usar da inteligência da qual todo ser vivo é dotado, para identificar os pontos da situação em que você pode aproveitar algo para si, fazer a limonada do limão sempre. 

 

Dizem os espiritualistas que durante uma fase do aprendizado, aprendemos com a dor e sofrimento... dps é pelo amor, e de forma suave. Se eu ainda sofro bastante, eu ainda devo ter tendências mentais negativas grosseiras que exigem um tratamento de choque doído, eu acredito... 

 

On 3/15/2022 at 3:17 PM, sandrofabres said:

Você não controla o que a vida te dá, nem o que ela tira, mas o que você conseguir aprender, desenvolver, em criatividade, em resiliência, em senso de oportunidade de crescimento INTERIOR, ninguém pode tirar de você, nem a morte. É um patrimônio interior que você usará em outras vidas, na forma de habilidades mentais, emocionais, compreensão.

 

É verdade, podemos até esquecer das coisas de uma encarnação para a outra, mas o conhecimento intuitivo das experiências que tivemos no passado se manifesta durante vários estágios de uma vida seguinte. É algo além da memória, é tipo um adestramento psíquico-comportamental que evita vc de cair facilmente em erros anteriores.

 

On 3/15/2022 at 3:17 PM, sandrofabres said:

Eu acho que as pessoas deveriam agir, assim, dize assado, reconhecer isto ou aquilo a meu respeito... Mas porque eu quero controlar o que as pessoas pensam ou dizem?”

Tipo no trabalho agora... eu não discuto com ninguém, converso com muita gente de boas. Mas eu acho o nível das conversas daquela gente bastante raso. Nem tanto o que conversam comigo, mas o que eu vejo eles conversando entre si. Só conversam coisas banais. Não to dizendo que eu to sofrendo por causa disso kkk só é meio enjoativo ouvir a mesma piadinha do colega chamando o outro de gay pela ducentésima vez. Não to condenando esse pessoal, eu só não vejo graça msm em ficar falando das coisas que eles falam. É apenas conversa banal e chula. É como se eu vivesse num universo muito diferente desses caras. Eu olho eles falando e parecem personagens projetados numa "matrix", personagens de um filme ou de um sonho dialogando. Só que no meu caso eu me sinto um cara de 80 anos sendo forçado a assistir uma temporada inteira de Peppa Pig hehehe... é tedioso

 

Enfim depois eu respondo outros pontos seus, to meio cansado agora e a função de citar já está bugada então dps continuo em outro post

Link to comment
Share on other sites

Em 15/03/2022 at 15:17, sandrofabres disse:

Você não controla o que a vida te dá, nem o que ela tira, mas o que você conseguir aprender, desenvolver, em criatividade, em resiliência, em senso de oportunidade de crescimento INTERIOR, ninguém pode tirar de você, nem a morte. É um patrimônio interior que você usará em outras vidas, na forma de habilidades mentais, emocionais, compreensão.

 

Em 15/03/2022 at 15:17, sandrofabres disse:

Mas enquanto você se relaciona com o mundo, fazendo algo nele, para ele, você está em constante processo de interação com ele e consigo mesmo, percebendo o quanto cada situação ativa em você alegria, tristeza, medo, repulsa, simpatia, antipatia, preguiça, desprezo.. e você vai tendo a incrível oportunidade de ver sobre si mesmo coisas que  ninguém mais sabe. É um tesouro de descobertas só seu. Um tesouro a ser LAPIDADO. 


Com os anos de vida percebe o quanto as mesmas situações geram em você sempre as mesmas reações. E que mesmo mudando de círculo de convivência, ou de cidade, as mesmas situações se repetirão, agora com pessoas diferentes, porque é a SUA PSIQUE, SUA NECESSIDADE de aperfeiçoamento interior que convocará novos atores para repetirem as mesmas situações desafiadoras “contra você”. Caso  saiba aproveitar as oportunidade vai se perguntar “Por que????O que eu tenho em mim que sempre atrai as mesmas atitudes nas pessoas, atitudes essas que em incomodam tanto?”. E também  “Por que essas atitudes me incomodam tanto afinal??? Eu acho que as pessoas deveriam agir, assim, dize assado, reconhecer isto ou aquilo a meu respeito... Mas porque eu quero controlar o que as pessoas pensam ou dizem?”

Todo o texto que você escreveu ali, Sandro, é realmente muito bom. Eu selecionei apenas esses trechos porque acho que eles resumem bem o núcleo do que está sendo dito. Ótima reflexão!

 

Em 12/03/2022 at 16:45, Jhana disse:

Porém no lugar daquela dor hoje em dia apenas existe um vazio de indiferença enorme, que me isola de tudo e todos e me faz ter desdém pela vida

Isso só significa que você ainda não superou o problema inicial. Você apenas pegou aquilo que você não conseguia assimilar direito e que te incomodava muito e colocou num lugar obscuro. A indiferença é uma tentativa mesmo que inconsciente de abafar a dor dos sentimentos que você guardou em relação àquelas pessoas, relações e situações. É uma tentativa de abafar os ecos daquilo que se viveu mas que não foi possível compreender e assimilar inteiramente e que, por esse motivo, continua dolorido, incômodo. Em algum momento esses fantasmas vão voltar a tona para te assombrar e você vai ter que lidar com eles.

É assim que nascem os bloqueios energéticos que criamos em nossos chakras.

Mas existe uma sabedoria maior em como funcionam as coisas no universo e mesmo que você não possa enfrentar diretamente esses problemas agora, acredito que você poderá ir se fortalecendo aos poucos aprendendo e vivenciando coisas que te farão mais forte para que, no futuro, quando esses fantasmas voltarem, você já esteja mais preparado e talvez você consiga superá-los de vez.

O segredo é seguir vivendo tentando aproveitar cada oportunidade para compreender melhor a vida e sua relação com ela e consigo mesmo. Os tesouros que recebemos no caminho são maiores que os dissabores mas com frequência não temos a maturidade o suficiente para compreendermos isso num primeiro momento.

Cada coisa há de acontecer no seu tempo certo e você certamente vai conseguir superar todas as dificuldades e se tornar uma pessoa tão magnífica que você mal conseguiria imaginar isso agora. Entretanto o tempo possui seus próprios mistérios e nós não o controlamos.

Os fatalistas e fanáticos adoradores das piores visões de danação eterna erroneamente obtidas de uma má interpretação do velho testamento talvez não sejam capazes de enxergar isso mas o novo testamento traz certas alegorias que se propõe a desmistificar essa interpretação errada que muitos passam a assumir fruto de uma visão imediatista dos dissabores da vida. E lá está escrito que nenhuma ovelha se perderá no caminho.

Esteja certo de que qualquer dor pela qual passamos por aqui será superada. Porque a dor é passageira mas o verdadeiro amor é eterno e é ele que sustenta as estruturas da vida.

Link to comment
Share on other sites

12 horas atrás, Jhana disse:

Nem tanto o que conversam comigo, mas o que eu vejo eles conversando entre si. Só conversam coisas banais. Não to dizendo que eu to sofrendo por causa disso kkk só é meio enjoativo ouvir a mesma piadinha do colega chamando o outro de gay pela ducentésima vez

Sim, parece um tipo de fixação. Mas isso não depende de você estar num ambiente de trabalho bracal, eu trabalho num centro de pesquisas e esses tipo de piadinha é rotina entre os homens, entre os professores da universidade, entre os alunos do doutorado. É uma espécie de conversa integrativa acho, porque ninguém ali esta a fim de papo pessoal. Eu até parei de participar dos almoços em grupo, porque ficar um.bando de homem falando bandalheira em voz alta enquanto a gente está comendo estraga qualquer refeição, eheh

Apesar de não gostar dessa fixacão em piadas desse tipo, que parecem ser um pouco mais frequentes nas classes menos favorecidas, eu sempre preferi ficar de papo com  os vigilantes,  faxineiros, pedreiros.. do que com os professores ( sou técnico   fico no meio desses  dois grupos ). E uma coisa que você descobre é que quando você consegue ter uma conversa sobre um tema mais sério só a dois com esses " bobocas das piadas gay",  nota que eles tem os mesmos questionamentos que você, as vezes uma compreensão que te surpreende, ate mesmo exoeriencoa espiritual que você nã espera. O pedreiro que tablhav aqui  conosco, e que parecia até o Didi mocó de tanta sacangem que protnava, era "pai de santo" , mas trabalhava só em casa, para a família, e sabia muito das coisas. Mas tem que conversas sozinho com esses caras. Se você fala sério, outros falam sério com você. Em grupo o papo se nivela por baixo, ninguém quer expor suas dúvidas, suas crenças  sua espiritualidade, suas historias de fantasma, sua mediunidde, no ambiente grupal do trabalho. 

Um outro cara que veio trabalhar aqui um tempo, terceirizado, um eletrecista, era clarividente. O secretário era médium de umbanda. Um vigilante  terceirizdo que trabalhou conosco 15 anos era pastor, acompanhei toda a mudanca de vida dele  de adúltero.incorrigível a um cara equilibrado depois ue passou 5 anos na igreja evangélica sem ssaber o que fazia ali e um.belo dia teve um.desoetar espiritual e tudo mudou na COMPREENSÃO dele sobre sua própria vida, sobre como o que fazia não tinha sentido. Fez faculdade de teologia, mas nunca se tornou um crente fanático,  eu emprestava livros para ele  sobre chackrs , auras, etc.E ele curtia  nao era cabeça fechada.

Mas junte todos no corredor e estarao tentando descobrir quem é mais gay, "que time é o teu" , " voce pinta como eu pinto", etc kkkkk.

Link to comment
Share on other sites

Okay, eu estou de volta, quase três dias depois, continuando meu post anterior:

On 3/15/2022 at 3:17 PM, sandrofabres said:

Afinal, gente de melhor condição social tem que pagar aulas de crossfit para compensar a perda de aprendizado motor resultante de levar  uma vida sentado num escritório 8h por dia. Além da pança que o sedentarismo lhe garante.

É... eu já perdi mais de 4kgs depois que iniciei neste trabalho. As vezes parece que estou sendo pago pra fazer "academia" hahah. O maior problema de saúde lá é o ar tóxico do ambiente, mas como não pretendo trabalhar mais que 1 ano ness empresa, acho minha saude não vai sofrer muito a longo prazo

On 3/15/2022 at 6:39 PM, sandrofabres said:

Se era  este vídeo nem dá para comentar. É só um amontoado de erros hitóricos e clichês típicos dos liberais para justificar  a existência de um sistema que favorece o enriquecimento de quem não trabalha. Mas claro que eles acham que esse sistema é o socialismo, eheheh.

 

Psé, vivemos na idiocracia. Mitos populares, crendices, achismos são engolidos como fatos, se proferidos por alguém "carismático". E se vc refuta as crenças dessas pessoas com fatos verddeiros... elas simplesmente fingem que não ouviram nada, te acham um louco por discordar da "fantasia coletiva" na qual acreditam. A sociedade a cada dia se torna mais bestializada, idiotizada. A cada dia coisas mais estúpidas, que parecem vindas de filmes de ficção, acontecem, como resultado dessa estupidez generalizada, da perca de valores morais. Se continuarmos nessa trilha, o circo vai pegar fogo, haverá colapso social...

 

On 3/15/2022 at 6:39 PM, sandrofabres said:

Pelo menos ele admite que para o comunismo dar certo teria que ser uma humanidade ja sem ego. Pois é,   um sistema reconhecidamente SUPERIOR  exige também seres humanos superiores que possam usifruir dele. Estamos presos ao capitalismo exatamente porque  falta à humanidade um capital humano de melhor qualidade.

 

Essa humanidade parece atrasada demais para ser digna de viver numa utopia... o místicos diziam que a "grande mudança" ocorreria lá para 2012, mas do jeito que as coisas estão, tá mais para 3012. E não é de se duvidar que levem 1000 anos para adentrarmos uma verdadeira nova era. Estamos seguindo em passos parecidos com os do Império Romano do Ocidente, e se a sociedade global entrar em colapso, é possível que entremos num período de "limbo histórico", onde nada de grande destaque ocorre, além da lenta desintegração de uma sociedade de trevas e o lento nascimento de uma sociedade iluminada

 

On 3/15/2022 at 7:14 PM, sandrofabres said:

Agora  uma coisa que você pode notar na maioria desses espiritualistas  conhecidos é que eles não trabalham. Então o ponto de vista deles  sobre nosso sistema econômico tende  a ser fruto dessa posição na pirâmide social.

 

Numa era de trevas, o que é certo se torna errado, e o que é errado se torna certo. O "certo" atualmente é a  exploração da mão de obra dos que trabalham para o enriquecimento dos que não trabalham. Certos tipos de espiritualistas, especialmente aqueles de tipo mais "grupal", que gostam de criar seitas, e são contra instituições, caem muito facilmente em iludimento num período como esse...

 

On 3/15/2022 at 7:14 PM, sandrofabres said:

De certa forma ele devem ser muito gratos ao capitalismo

Mostra a hipocrisia desses espiritualistas que pregam o "amor crístico", mas desde que eles estejam no topo, aproveitando o melhor que a sociedade tem a oferecer, eles não ligam muito para os "irmãos" que sofrem na base da pirâmide

 

On 3/15/2022 at 7:14 PM, sandrofabres said:

Numa sociedade menos fútil, em que as pessoas precisassem produzir algo de útil para  sociedade,  esse pessoal estaria preso ao local de trabalho, no mínimo por 8h diárias, mais o tempo de deslocamento, e exatamente por estarem ocupadas demais trabalhando não teriam tempo para ganhar dinheiro. 

 

Sim, num dia normal de trabalho, eu acordo antes da 6hrs da manhã para pegar o ônibus e só retorno uns 20 minitos antes das 18hrs. São basicamente 12hrs diárias gastas no trabalho, e se eu dormir 8hrs por dia, só sobrariam 4hrs por dia de "tempo livre" fora o fim de semana.

 

On 3/15/2022 at 7:14 PM, sandrofabres said:

mas a maioria dos outros estaria atrás de um balcão de loja de sapatos, ds 9h às 19h,  ganhando dois salarioa minimos na melhor das hipóteses, coisa a que  o ego da maioria deles não sr sujeitaria.

o ego dessas pessoas tremeria na base só de pensar em trabalhar em algo assim heheh. Eles são orgulhosos, se acham a realeza. 

Link to comment
Share on other sites

22 minutos atrás, Jhana disse:

Sim, num dia normal de trabalho, eu acordo antes da 6hrs da manhã para pegar o ônibus e só retorno uns 20 minitos antes das 18hrs. São basicamente 12hrs diárias gastas no trabalho, e se eu dormir 8hrs por dia, só sobrariam 4hrs por dia de "tempo livre" fora o fim de semana

Mesmos horarios que eu. Só que como resolvi comecar a correr antes de ir trabalhar, ja faz um ano e pouco,  levanto às 5. 

Só que meu trabalho não é braçal, então tenho apenas a perda de tempo no  deslocamento excessivo porque meu local de trabalho é na praia e.....

Detesto ambiente de praia, kkkk. Entao me.l recuso a morar lá. Estou ha 30 anos gastando 3h do meu dia em deslocamento para o trabalho porque tenho nojo de bairro de praia. Veja que " quem corre porque quer não cansa" eheheh

Link to comment
Share on other sites

On 3/17/2022 at 12:05 AM, Iogui said:

 Em algum momento esses fantasmas vão voltar a tona para te assombrar e você vai ter que lidar com eles.

Então vou ter que me ferrar de novo? Já não bastou eu ter me ferrado por mais de 20 anos nessa vida, e só agora estar começando a me recuperar... vou ter que tomar no c# de novo e de novo? Eu passei pela lição, estou vivo, pra que repetir aquele sofrimento todo de novo? Eu não mereço isso. O fato de eu ter passado por aquilo uma vez acredito que já foi o bastante para eu aprender muito, e quando os fantasmas voltarem, voltarão de forma mais branda.

 

On 3/17/2022 at 12:05 AM, Iogui said:

Cada coisa há de acontecer no seu tempo certo e você certamente vai conseguir superar todas as dificuldades e se tornar uma pessoa tão magnífica que você mal conseguiria imaginar isso agora. Entretanto o tempo possui seus próprios mistérios e nós não o controlamos.

 

Eu só desejo nunca repetir a vida que tive. Minha infância foi tão ruim que só de me imaginar nascendo num ventre materno de novo sem memória nenhuma eu me encho de terror. Por isso eu levo a espiritualidade de forma tão rígida; porque tenho medo de renascer nas mesmas condições que nasci nesta vida. 

 

On 3/17/2022 at 12:05 AM, Iogui said:

Esteja certo de que qualquer dor pela qual passamos por aqui será superada. Porque a dor é passageira mas o verdadeiro amor é eterno e é ele que sustenta as estruturas da vida.

Eu sinto que certas partes da minha psique estão em frangalhos. Como se minha mente fosse um ser desfigurado monstruoso, sem forma humana. Como se eu tivesse sido destruido internamente. Em certos momentos já cheguei a pensar que meus traumas durariam por toda a eternidade. Que o terror das experiências passadas sempre estariam comigo. Mas talvez não a aniquilação da minha alma, mas sim o amor pode me salvar do terror que sinto.

 

On 3/17/2022 at 9:33 AM, sandrofabres said:

E uma coisa que você descobre é que quando você consegue ter uma conversa sobre um tema mais sério só a dois com esses " bobocas das piadas gay",  nota que eles tem os mesmos questionamentos que você, as vezes uma compreensão que te surpreende, ate mesmo exoeriencoa espiritual que você nã espera

É isso mesmo. Quando eu conversava com esses caras sozinho, eles não soltavam nenhuma piadinha. Conversavam até sobre coisas bastante interesantes que me deixavam curioso para saber mais.

 

On 3/17/2022 at 9:33 AM, sandrofabres said:

O pedreiro que tablhav aqui  conosco, e que parecia até o Didi mocó de tanta sacangem que protnava

hahahah sei como são esses caras, não da pra baixar a guarda perto deles, senão vc será o próximo alvo. São os trolls de internet da vida real uheuheueuhehueu

 

On 3/17/2022 at 9:33 AM, sandrofabres said:

Em grupo o papo se nivela por baixo, ninguém quer expor suas dúvidas, suas crenças  sua espiritualidade, suas historias de fantasma, sua mediunidde, no ambiente grupal do trabalho. 

Acho que tem um estudo científico que fala sobre isso. Humanos são mais inteligentes sozinhos do que quando estão em grupo. Conforme o número de pessoas aumenta, é mais fácil a burrice prevalecer, do que a inteligencia

 

On 3/17/2022 at 9:33 AM, sandrofabres said:

Um outro cara que veio trabalhar aqui um tempo, terceirizado, um eletrecista, era clarividente. O secretário era médium de umbanda. Um vigilante  terceirizdo que trabalhou conosco 15 anos era pastor, acompanhei toda a mudanca de vida dele  de adúltero.incorrigível a um cara equilibrado depois ue passou 5 anos na igreja evangélica sem ssaber o que fazia ali e um.belo dia teve um.desoetar espiritual e tudo mudou na COMPREENSÃO dele sobre sua própria vida, sobre como o que fazia não tinha sentido. Fez faculdade de teologia, mas nunca se tornou um crente fanático,  eu emprestava livros para ele  sobre chackrs , auras, etc.E ele curtia  nao era cabeça fechada.

 

Que interessante. Eu gostaria de saber o que ocorre nesses despertares espirituais repentinos. O que faz uma pessoa mudar do dia para a noite? Quais são os mecanismos? Eu sei que esse despertar só ocorreu por causa dos vários anos de igreja, mas no momento que ele despertou, o que causou a mudança súbita? É alguma espécie de despertar da kundalini misturado com fenômenos parapsíquicos que alterou a compreensão de vida dele?

 

On 3/17/2022 at 9:33 AM, sandrofabres said:

Mas junte todos no corredor e estarao tentando descobrir quem é mais gay, "que time é o teu" , " voce pinta como eu pinto", etc kkkkk.

kkkkkkk exatamente

Link to comment
Share on other sites

29 minutos atrás, Jhana disse:

 É alguma espécie de despertar da kundalini ( ...) que alterou a compreensão de vida dele?

Na verdade é sim. No Cristianismo chamam de batismo do Espírito Santo.

E não é nada garantido. Um outro amigo meu que virou pastor depois saiu  porque nao notou mudança nenhuma  na vida dele. Por isso eles acreditam na " graça divina", porque pode acontecer com uns e não com outros.

Assim como  o kundalini, tudo que uma pessoa pode fazer é se purificar, corpo fisico  energias, mente, emocoes.... mas nada disso GARANTE o despertar do kundalini apenas limpa o caminho para facilitar o despertar. 

http://kundaliniprocesso.blogspot.com/2016/12/o-espirito-santo-e-kundalini-kundalini.html?m=1

(Não sei quem escreveu isso  só estou usando porque me poupa digitação.)

 

Se você lê inglês este livro trata exatamente disso. kundalini_and_christianity.pdf

Tem este vídeo tmbém:

Não cheguei a assistir mas como é de um loja teosófica e essa relação entre o Espirito Santo e a Kundalini é meio que comhecida em termos de simbolismo esotérico creio que eles não podero falar o oposto do que eu disse  ehehe.Mas acho que  existem graus e graus ness experiencia, ou "oitavas diferentes" porwue ha despertares mais fisicos, com dores, tremores corporais etc. Há depertares mais "misticos", êxtases de amor e eno de união com o divino, e depertre mis mentis, mais tipo " expansão cósmica da conciencia". Então num video desse tamanho talvez eles temham alguns "poréns" na hora de estabelecer  paralelismo entre o Espirito Santo e o Kundalini.

Link to comment
Share on other sites

2 horas atrás, Jhana disse:

sei como são esses caras, não da pra baixar a guarda perto deles, senão vc será o próximo alvo. São os trolls de internet da vida real uheuheueuhehueu

Sobre isso deixa eu explicar uma coisa aqui que você  pode escolher usar ou não, depende se isso te convém, e de como você lida com essas relações. 

Se você prestar atenção ao que ocorre na sua mente verá que "piadinhas de duplo sentido" funcionam como uma bifurcação na direção do raciocínio. Se você estiver se comunicando dess forma é como se tudo que diz tivesse duas rotas de significado, e isso quer dizer também rotas elétricas nas sinapses.

O cérebro é plástico,   de modo que se você treinar um tipo de conexão  com o tempo ela se torna mais e mais fácil, e logo vira uma  "forma de raciocinar", como trilhas num circuito impresso  por onde flui a corrente elétrica. Seu raciocínio fica meio que " fisicamente determinado" porque a rotas elétricas  mais usadas  precisarão de correntes  cada vez mais baixas para serem ativadas. O resultado disso é que ficará cada vez mais difícil  pensar fora dessas rotas.

O mesmo vale para o corpo, praticar um gesto esportivo ou um movimento repetitivo no trabalho  se torna cada vez mais fácil e você precisa cada vez menos energia para executá-lo. 

Tome como exemplo o pensamemto conspiracionista: 

No início a pessoa se surpreende com essa " nova rota", ela nunca pensou dessa  maneira sobre aquele assunto e é vista como " inocente" pelos outros conspiracionistas. Ao ser repetidamente exposta a essa forma de raciocinar logo ela "pega o jeito" e aprende como elaborar raciocinios conspiratórios sobre qualquer assunto.  Basta ela aplicar essa mesma forma de pensar , esse mesmo "circuito impresso" a qualquer assunto e sempre terá o mesmo resultado :

 "há um  grupo de misteriosos agentes ocultos que planeja  tudo por trás dos panos visando enganar a todos para obter vantagem pessoal ou para um grupo privilegiado".

Por isso quem acredita em uma teoria conspiratória costuma acreditar em todas, já que  treinou esse forma de enxergar o mundo . Qualquer coisa que inventem que use essa mesma fórmula vai parecer que "faz todo o sentido" para ela, independente do assunto. 

Agora voltando ao  tema principal: as piadas de duplo sentido. 

No início o " estagiário" cai em todas as pegadinhas  até que  ele aprende a raciocinar daquela forma dúbia, e vai caindo cada vez menos. Com o tempo ele sera tão habilidoso nisso quanto os colegas mais antigos e já não cairá  tão fácil,  tornando-se também capaz de pegar os colegas mais experientes desprevenidos.

Mas e aí? 

Aí ele aprendeu  pensar dessa forma que no inicio ele achava desgradável.  Ele se tornou um deles, e isso não é bom.


Na Gnose ensinávamos que "palavras e duplo sentido prejudicam o fluxo da energia sexual". Isso não chega  ser importante para quem não pratica a magia sexual sem orgasmo, como se ensina na gnose, mas mesmo pessoas que só praticam o sexo comum se beneficiam de evitar entrar nesse vício mental  das falas de duplo sentido. O que acontece quando você aprende a raciocinar dessa forma dúbia é que você introduz no seu centro intelectual a energia sexual, que é uma energia muito densa para circular pelas rotas do centro intlectual. 

Ou seja, você esta lá tentando compreender algo intelectualmente, há uma sintonia específica em direcao ao pensamento lógico ou abstrato, há conexões  VERDADEIRAS que você precisa estabelecer entre palavras ,símbolos, conceitos  para compreender algo. Isso tudo funciona numa " vibe" caracteristica, mais  alta do que a fisica, a energética e a emocional. Mas aí como você esta treinando todos os dias no trabalho para não  ser "o cara que cai em todas as pegadinhas", esse duplo sentido vai aparecer com  frequência no seu raciocínio ,  baixando a sintonia  alterando signficados, desviando a compreensão verdadeira para uma alternativa, engraçada, e sempre ligada à questão sexual. Logo, entrará energia sexual nas rotas do seu raciocínio, e essa energia não deve circular por essas rotas, já que ela tem rotas próprias. É só você comparar o que sente quando faz sexo com o que sente quando PENSA em sexo e verá que são coisas muito diferentes, sendo que pensar em sexo ou pornografia costuma ser mais " pesado" que o sexo em si, que a gente sente como algo totalmente natural. 

O  ideal é NÃO APRENDER esse método de pensar com duplo sentido. Se conseguir evitar isso você manterá seu espaço  mental mais salubre.

 Vai ficar de bobo? De inocente? Vai ser conhecido como o cara que cai em todas? Vai, mas isso passa. Com o tempo perde  graça de aplicarem as pegadinhas porque já sabem que  você sempre vai cair. E com o tempo eles notarão que "sempre cair" não é incapacidade sua, é recusa em pensar dessa forma "chinelona", e eles param de aplicar as pegadinhas em você. 

Eu passei por isso quando comecei a trabalhar, caia em todas, exatamente porque eu já tinha feito esse trabalho interno alguns anos antes,  para me livrar dessa forma de pensamento, bastante comum na adolescência masculina. 
 Mas nunca briguei com eles por causa disso , nem ficava de cara fechada, eu ria junto de ter caído ma pegadinha,  mas em seguida  ignorava. Com o tempo eles desistiram de fazer essas piadas comigo e eu evitei "me tornar um deles", evitei ser mais um  repetir esse padrão com os futuros novatos. 

Claro que fazer essa escolha depende de como você lida com essa situacao inicial de ser zoado por ser "inocente". Para mim foi tranquilo porque eu sabia exatamente o porquê de estar fazendo essa escolha, ja tinha essa compreensão anterior, fruto do meu periodo  na Gnose. Mas claro que para quem não tiver alguma experiência com auto-observação pode achar isso muito " quadrado", muito " arbitrário", e achar que não vale a pena arriscar ser visto como " o cara que cai em todas".


A importância disso é preservar sua mente de raciocinios nocivos, desviantes digamos assim. Expressões  de duplo sentido, ironias, desconfianças várias ( fantasias ciumentas, teorias conspiratórias, viajar que estão te perseguindo no trabalho, etc) são formas de intoxicação do seu espaço mental que é bom evitar, porque se notar o que se passa na sua mente nesses casos  vai perceber que há um "desvio de  fluxo" que trará junto uma emoção e um gasto desnecessário de  energia. 

Link to comment
Share on other sites

Em 15/03/2022 at 15:17, sandrofabres disse:

Mas, é um desafio a mais do qual você pode Sr orgulhar de ter superado, caso “abrace o desafio” as invés de se rebelar contra ele, porque só quem ganha é você, não o cara que criou o desafio. 


Você não controla o que a vida te dá, nem o que ela tira, mas o que você conseguir aprender, desenvolver, em criatividade, em resiliência, em senso de oportunidade de crescimento INTERIOR, ninguém pode tirar de você, nem a morte

Olhem só este caso:

https://www.bbc.com/portuguese/internacional-51650996

 

Link to comment
Share on other sites

23 horas atrás, sandrofabres disse:

Olhem só este caso:

 

Esse é um exemplo muito bom do poder que o perdão tem de nos livrar de fardos pesadíssimos que muitas vezes nem percebemos que carregamos embora estejamos sempre nos sentindo oprimidos por eles. Obrigado pelo link, Sandro!

Link to comment
Share on other sites

Em 19/03/2022 at 19:00, Jhana disse:

Então vou ter que me ferrar de novo?

Não. Você não entendeu. Você não vai ter que se ferrar de novo. Não é de novo. Você ainda está vivendo isso. Não é passado. Ainda está aí com você porque você não foi capaz de superar. Você só amorteceu o sentimento e jogou aquilo num canto já que você não era capaz de lidar com aquilo. Isso é uma forma de sua psiquê se proteger enquanto você ainda não está preparado para resolver isso verdadeiramente.

Então, quando isso voltar a tona verdadeiramente vai ser porque você já vai estar preparado para lidar com isso e aí sim você será capaz de superar. Mas enquanto isso não acontecer, vai ter momentos em que isso vai ficar tentando voltar a tona, você vai se sentir pior nesses momentos mas por não estar preparado pra lidar com isso, você vai instintivamente enterrar isso de novo. E assim vai ficar nesse vai e volta. Vai ter momentos de grande tristeza, amortecimento. Grande tristeza, amortecimento. Até que você seja verdadeiramente capaz de enfrentar isso de verdade.

Energeticamente, essas coisas se manifestam como bloqueio nos chakras.

Em 19/03/2022 at 19:00, Jhana disse:

Já não bastou eu ter me ferrado por mais de 20 anos nessa vida, e só agora estar começando a me recuperar... vou ter que tomar no c# de novo e de novo? Eu passei pela lição, estou vivo, pra que repetir aquele sofrimento todo de novo? Eu não mereço isso. O fato de eu ter passado por aquilo uma vez acredito que já foi o bastante para eu aprender muito, e quando os fantasmas voltarem, voltarão de forma mais branda.

Veja bem. Quando passamos por algo que julgamos opressivo, os personagens que nos oprimem, os atores da opressão são na verdade personagens secundários. Eles estão ali cumprindo um papel maior que a vida lhes incumbe sem que eles mesmos saibam que o estão fazendo. Eles foram atraídos para o seu redor por meios magnéticos e quem atraiu isso foi você mesmo energeticamente por que seu eu superior sabia que você precisava passar por aquilo para resolver algo que já existia dentro de você mesmo. Então os defeitos daquelas pessoas viram ferramentas nas mãos do universo. E o universo usa essas ferramentas para lapidar sua obra prima, que é você. Você é a magnifica obra prima do universo. O universo quer que sua obra prima seja perfeita.

Quando isso ocorre, o verdadeiro algoz é algo que existe dentro de nós. Não existe nenhum algoz verdadeiramente fora de nós porque ninguém tem poder sobre o que você é internamente. Sobre o verdadeiro VOCÊ.

É aquilo que você mesmo repercute o que te faz mal de verdade e não a ação externa.

Nessa vida que nós vivemos, a dor é uma certeza mas o sofrimento é opcional. 

Eu sempre repito essa frase porque desde que a ouvi pela primeira vez, imediatamente fez enorme sentido. Eu sei que li isso em um livro budista mas não sei se foi aí que primeiro vim a conhecer esta frase e isso nem importa. O fato é que ela sintetiza o sentido do que estou tentando expressar aqui.

Por esse motivo, por mais que isso pareça uma ideia louca, nunca busque a origem dos seus sofrimentos fora. A origem necessariamente sempre está dentro. O monte monumental de terra que está fora é só um instrumento de maturação do verdadeiro diamante que está dentro porque é a pressão que faz com que o carvão se transforme em algo muito mais nobre.

Portanto, VOCÊ tem muito mais controle sobre os seus sofrimentos e sobre a solução destes sofrimentos do que talvez você julgue capaz. Mas existe uma parte maior de você, não acessível diretamente durante a encarnação (exceto se você já for um iluminado com a Kundalini desperta) que já sabe de tudo isso.

E é possível realizar essa integração. Isso pode acontecer de duas formas distintas: Naturalmente ou por um esforço consciente.

Acontece naturalmente quando você apenas deixa aquilo num canto e vai vivendo a vida. Aquilo vai ficar ali amortecido em forma de bloqueio nos seus chakras te fazendo pressão e de tempos em tempos vai vir naturalmente a tona. Você passa mal um pouco, passa por alguma situação análoga e, se não estiver pronto, devolve aquilo pra dentro. Até que uma hora, naturalmente o bloqueio se desfaz porque você já passou por tanta pressão que naturalmente conseguiu resolver aquelas questões internas. Isso é um processo que pode levar algumas vidas.

E pode acontecer por esforço consciente quando você passa a trabalhar esses processos conscientemente por meio de técnicas. Existem técnicas variadas que ajudam a apressar esse processo. Meditação, trabalho energético, a tal da morte do ego da gnose, etc.

Não fique pensando que o que você viveu de ruim na sua vida é uma punição. Isso é uma visão simplista e inocente de um processo muito maior e mais complexo. Essa visão que muitos ocidentais têm de karma como sendo punição que você vive para expurgar um mal que fez em outra vida é uma visão distorcida de um conceito um pouquinho mais complexo. Não é um processo punitivo. É um processo depurativo, um processo de transformação. É a própria alquimia da pedra filosofal.

 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Em 09/08/2020 at 16:15, Jhana disse:

Então gente, eu realmente não aguento mais sofrer essas humilhaçõezinhas no meu lar. Muitas vezes eu faço o meu melhor, e mesmo assim sou tratado com uma toxicidade imensa pelo pessoal daqui... e quando eu cometo um erro legítimo, então sai da frente, porque ai eu literalmente viro o "diabo" aos olhos dos meus familiares. Eu já fui chamado de "nada", "b****", "fardo" entre outros termos humilhantes. Mesmo eu tendo passado em segundo lugar num concurso com mais de 150 concorrentes o pessoal aqui continuava me chamando de b**** e dormente, o que mostra que para eles "melhorar" não adianta de nada, e que na verdade só querem me botar pra baixo mesmo. Eu já fui hospitalizado duas vezes por tentativa de suicídio no passado devido à conflitos familiares, e mesmo assim ninguém se compadece, o comportamento é sempre o mesmo, sempre o mesmo ódio e agressividade passiva. Eu já tomei tanto remédio a ponto de apagar e ter alucinações, porém parei com o comportamento suicida, já que não leva a lugar nenhum, e provavelmente só me ferraria mais "lá do outro lado" pois:

1- os mentores lavariam as mãos, "é o karma dele"

2- não sou digno de ajuda pois não contribui em nada para o pessoal lá do outro lado pelo que eu sei

3- meu corpo energético ficaria uma bagunça e eu iria sofrer por anos no umbral sendo comido vivo por pragas, afundado em fumaça negra, brigando com outros seres e me ferrando de diversas maneiras inimagináveis, e basicamente ia ser a mesma coisa que esse plano físico(só que pior) no sentido de algum ditador ou grupo de ditadores tomar conta de tudo e escravizar boa parte da população para seus próprios fins nefastos. Se eu sou um nada sem importância aqui na terra, então deve ser a mesma coisa no astral também... eu apenas seria escravizado e ponto

4- depois de algum tempo algum pessoal do astral ia me resgatar pra "cumprir agenda", e talvez eu teria que passar pela mesma situação de vida novamente de qualquer forma após o reencarne

 

Não tenho ninguém nessa vida. Meu pai é separado de minha mãe e está acamado após ter um derrame cerebral; antes disso ele era presidiário, cafetão, frequentador de boates etc que nunca se importou muito comigo. Meu irmão sem chances de me ajudar, e minha mãe, bem... ela me dá comida e energia de graça, porém é a mesma pessoa que me expulsou de casa aos 18 anos porque eu não tinha um emprego(mesmo eu tendo sido diagnosticado com fobia social, depressão etc). Eu me sinto extremamente culpado por viver as custas dela ainda aos 22 anos, e morro de medo dela tentar me expulsar de novo e eu ter que virar mendigo.

Estou a 11 meses cursando a faculdade que eu pago com meu próprio dinheiro que tenho guardado(por assim se dizer) da época em que eu trabalhava. Não passa um dia em que eu não penso no momento da graduação, quando finalmente conseguirei minha independência e liberdade. É muito difícil conseguir trabalho aonde eu moro sem qualificação e "contatos", e literalmente nunca encontrei alguém com compaixão o suficiente para me oferecer qualquer tipo de serviço... eu sei, é o mundo, "ninguém liga pra você, seu mané". Nesses últimos meses eu venho pensando comigo mesmo "relaxa cara, é só esperar até 2022 e você vai ter sua liberdade finalmente. Não se afoba não... continua vivendo em casa até se formar, pois tu consegue aguentar", mas quer saber? Eu não aguento, eu realmente não aguento até 2022. Eu estou agora sinceramente pensando em trancar minha faculdade e usar o dinheiro que tenho guardado(talvez 6  ou 7 mil no total) para ir morar em outro estado com taxa de emprego decente e tentar construir uma vida lá, e caso algum dia eu consiga me estabelecer, ai eu retomo a minha faculdade(é online, então posso continuar em outro estado sem problemas). E acho que nem preciso mencionar que a possibilidade de eu ter uma namorada ou um círculo social de amigos ainda é algo totalmente fora do meu escopo, seja aqui ou em outro estado.

Meu maior medo é que eu acabe virando mendigo. Se eu virar, não quero me envolver com drogas ou prostituição, e acho que apenas sentarei em algum local mendigando, ou sei lá, começarei a andar na direção norte até sair do país. Mesmo que eu morra nas ruas, morrerei livre de certa forma, e morrerei como homem, e não como um garoto que não teve coragem de sair da casa dos pais e construir a própria vida.

Eu tenho apenas um amigo(online). Ele passa por problemas similares com a família. Ele diz que o pai dele chega em casa e bate na mãe, humilha ele, etc. Nesse sentido familiar somos bastante similares. Esse tipo de coisa me faz perguntar o por que de muitos lares serem um inferno completo... Família feliz é o escambau, nós certamente nascemos no berços de inimigos de vidas passadas, só pode ser.

Então, respondam esse tópico da maneira que preferirem, conselhos são bem-vindos e se possível, me recomendem estados/cidades bons para se morar. Agradeço desde já, e perdão pelo drama.

 

Se a providência divina estimula a nascimento de pessoas em conflito numa mesma família é justamente pra que possam resolver suas tretas, fugir só vai postergar o que tem de ser resolvido. Se quiser me manda um CV que encaminho pra algumas empresas de seu estado. 

E se posso dar um conselho pra você é de o que dou pra mim mesmo sempre : cuidado com o vitimismo, essa e uma posição passiva e nós temos que ser ativos, tomar a rédia das nossas vidas, independente da situação de merd@ em que estejamos. Vou lembrar de você nas minhas preces, no final tudo vai dar certo se não deu é porque não acabou ainda. Forte abraço!!

Link to comment
Share on other sites

Cá estou eu de volta... obrigado a todos pelas respostas e atenção. Eu vou responder os posts de vocês em partes sequenciais. Não sobra muito tempo livre pra mim em dias de semana então fica difícil responder tudo de uma vez só. Ando um tanto depressivo e sem ânimo, mas continuo tocando aqui no trabalho, e acho que até o fim do contrato pago grande parte das mensalidades que restam para minha faculdade. Preciso terminar a faculdade, pois preciso terminar o que eu comecei. Se depois da faculdade eu virar mendigo, tanto faz. Na verdade as vezes eu até considero viajar pra Índia, sumir nos himalaias e nunca mais voltar. Porém não admito largar tudo antes de cumprir com meus deveres.

 

On 3/19/2022 at 9:47 PM, sandrofabres said:

Se você prestar atenção ao que ocorre na sua mente verá que "piadinhas de duplo sentido" funcionam como uma bifurcação na direção do raciocínio.

Um desvio de fluxo, um gasto de energia desnecessário do centro intelectual.

 

On 3/19/2022 at 9:47 PM, sandrofabres said:

O resultado disso é que ficará cada vez mais difícil  pensar fora dessas rotas.

Em suma, seu pensamento se torna algo compulsivo...

 

On 3/19/2022 at 9:47 PM, sandrofabres said:

O mesmo vale para o corpo, praticar um gesto esportivo ou um movimento repetitivo no trabalho  se torna cada vez mais fácil e você precisa cada vez menos energia para executá-lo. 

 

Graças a Deus!

 

On 3/19/2022 at 9:47 PM, sandrofabres said:

Com o tempo ele sera tão habilidoso nisso quanto os colegas mais antigos e já não cairá  tão fácil,  tornando-se também capaz de pegar os colegas mais experientes desprevenidos.

kkkk tenho vergonha de admitir mas já estou me tornando um expert nessas piadinhas. Não queria ter me perdido, mas fazer o que né heheh

eu ainda não entrei na zoeira dos caras completamente, mas se eu quiser fazer piadinhas, tenho armas potentes ao meu dispor para deixar pessoas constrangidas por horas a fio...

 

On 3/19/2022 at 9:47 PM, sandrofabres said:

Aí ele aprendeu  pensar dessa forma que no inicio ele achava desgradável.  Ele se tornou um deles, e isso não é bom.

 

É... no fim das contas eu acabo rindo das piadinhas por puro tédio de ter que ficar sentado esperando a hora de bater o ponto. Mas eu não acho que vou carregar toda essa sujeira comigo depois de sair de lá, pelo menos

 

On 3/19/2022 at 9:47 PM, sandrofabres said:

Mas aí como você esta treinando todos os dias no trabalho para não  ser "o cara que cai em todas as pegadinhas", esse duplo sentido vai aparecer com  frequência no seu raciocínio ,  baixando a sintonia  alterando signficados, desviando a compreensão verdadeira para uma alternativa, engraçada, e sempre ligada à questão sexual.

Interessantes observações Sandro, eu não tinha parado para pensar nisso ainda, mas realmente faz sentido oq vc fala. São obstáculos no nosso intelecto que prejudicam nossa capacidade de raciocinar, de pensar de forma clara e direta.

Eu já observei um efeito semelhante com o ato de contar mentiras. Conforme uma pessoa se torna uma mentirosa compulsiva, ela começa a acreditar no falso, e depois de um tempo não é mais capaz de separar as próprias invenções da realidade e acaba se tornando uma pessoa incapaz de chegar a uma conclusão verdadeira

De certa forma é bem fácil vc prejudicar sua função intelectual com coisas que, olhando superficialmente, não parecem ter muita relação. Por isso tem tanta gente velha por ai dizendo que já "fritou o cérebro".

 

On 3/19/2022 at 9:47 PM, sandrofabres said:

Com o tempo eles desistiram de fazer essas piadas comigo e eu evitei "me tornar um deles", evitei ser mais um  repetir esse padrão com os futuros novatos. 

Também quero fazer minha parte para não tornar o ambiente de trabalho ou a sociedade em algo banal, cheio de vulgaridades. Mas quando o ambiente é pesado demais com as piadinhas, nem gasto esforços... chego em casa feliz que a farra finalmente acabou

 

On 3/19/2022 at 9:47 PM, sandrofabres said:

Claro que fazer essa escolha depende de como você lida com essa situacao inicial de ser zoado por ser "inocente".

Ah... isso nem me incomoda muito. Esse esgoto mental ai de zuerinhas grupais quase não me atinge mais. 10 minutos depois já esqueci de tudo. E quando chego em casa todo mundo do serviço morre pra mim, e posso ser eu mesmo. Sou apenas um mercenário lá; faço meu trabalho certinho, para conseguir uma grana necessária e vazar. Apesar de eu já ter formado algumas "amizades" naquele ambiente, ter encontrado pessoas genuinamente legais lá, sei que apenas nos relacionamos devido a função que exercemos, e que depois que eu sair da empresa eles vão desaparecer igual os vários amiguinhos que já tive na escola que muitos nem sei mais o nome kkkk

 

On 3/19/2022 at 9:47 PM, sandrofabres said:

vai perceber que há um "desvio de  fluxo" que trará junto uma emoção e um gasto desnecessário de  energia. 

É isso ai. Nossa energia é limitada, devemos gastar ela com cosias úteis.

 

On 3/20/2022 at 9:53 PM, sandrofabres said:

Linda história. Eu venho perdoando, ou tentando perdor, fazem anos. Mas até hoje não consegui perdoar de verdade. No fim das contas, o ódio visceral pelos inimigos do passado(ou do presente) ressurge, as vezes até com força bastante intensa. Já tive experiências de num dia perdoar algumas pessoas de coração, e me sentir muito bem por isso, e no outro dia sentir um ódio imenso e destruidor surgir pelas mesmas pessoas. O problema é que o perdão não chegou nos nível mais profundos do inconsciênte, por isso o efeito "temporário". No entanto, eu noto pogresso com meus esforços; as poucos, quando o antigo ódio ressurge, ele volta de forma mais amena, assim como um novelo de lã descendo uma colina, que aos poucos vai perdendo volume, Então pelo menos pra mim, o perdão não é um momento divino e transcendental onde eu deixo de lado todas minhas armaguras num instante e vivo "feliz pra sempre" depois, mas sim um trabalho contínuo e lento de liberação.

Link to comment
Share on other sites

Jhana, quando ver historias assim repare na idade em que os eventos ocorreram e na idade em que a pessoa superou. A vida é um processo muito lento, quando somos jovens não temos muita noção disso e as vezes nos cobramos por resultados que a maiiria levaria 30 anos para atingir. 

A-T-I-N-G-I-R....

Mas é uma longa caminhada, um passinho de cada vez. Só o que temos caoacidade  de fazer é focar em um dia de cada vez:

- não piorar nosso estado mental e emocional "só hoje",

-melhorar a nível dos nossos pensamentos e emoções " só hoje"...

E isso vai consolidando uma prática diária que um dia, no futuro, mostrara seus frutos.

O Samael, da  gnose, tinha uma frase que  eu gostava  muito:

"Nossa vida é o que é nosso dia"

 

Frase bem simples mas com desafios enormes embutidos nela.

Link to comment
Share on other sites

Vou tentar explicar uma coisa aqui de forma bem sucinta, porque é um assunto que se for detalhar, exigiria muito tempo e ninguém leria. Você talvez ja saiba porque já frequenta aqui o forum ha algum  tempo, mas sempre.ha gente nova chegando ou lendo sem se cadastrar, porque  o forum é aberto. 

 

1- Os eventos da vida nos atingem por "incubação", digamos assim. Funcionam como sementes que caem na terra: se você  retirar em seguida, não nascerá nada delas. Se demorar para retirar ela pode brotar, mas se não regá-la ela pode ficar ali sem crescer muito. Se der atenção a ela e  regá-la, adicionar adubo, ela vai cescer tanto que para removê-la terá que fazer muito esforço

2- quando vamos levando nossa vida há eventos e palavras que chegam à nossa percepcão e por um pequeno intervalo de tempo ( poucos segundos)  ainda não se instalaram   na nossa mente. Se estivermos atentos para perceber as reações  que esses eventos causam em nós podemos " neutralizar" seu efeito enquanto ele ainda é algo externo a nós. Mas depois que eles " entram" e os "regamos" com emoções e pensamentos, precisaremos dedicar algum  tempo, talvez poucos dias, para nos livrarmos disso. E se não fizermos nada para impedir que essas nossas reacões psicológicas se alastrem por causa daquele evento especifico, se o regamos por uns dias com nossas reações   automáticas,  a pessoa precisará de meses ou anos de trabalho sobre si para eliminar aquele  padrão psicológico, porque ele se confunde com o que você ACREDITA que   é você, ele passa a fazer parte da sua identidade, porque houve IDENTIFICACAO entre você e suas reações. Aquele grupo de reações torna-se  um " eu", que aprisiona su consciência e que para ser emiminado depois precisa aplicar a tecnica esoecifica da morte do ego,  o que vai tomar bastante tempo.
Pode ver que as pessoas.que precisam de terapia são exatamente aquelas que ficam remoendo mágoas passadas, memórias, dedicam tempo do seu dia alimentando esses apectos durante anos, até que aqueles aspectos se tornam parte do que são, e para se livrarem parcialmente disso depois precisam de ajuda externa. 

3- Portanto, mesmo para pessoas que não tem interesse ou disposição em aprofundar  no tema é possivel adotar uma regra de bom senso para evitarmos que nos tornemos no futuro pessoas  mais cheias da problemas internos do que já somos hoje no presente: filtrar o que nos chega na mente vindo do mundo exterior. 

Exemplo: Alguém te diz algo que você não gosta e você pensa " ela me disse isso porque ...

Caso 1: regando a sementinha: 

-pensa isso de mim.... porque nao me respeita... porque está querendo me controlar...porque no fundo ela me despreza

Caso 2: retirando a sementinha da terra: 

-talvez ela tenha me entendido mal... talvez ela esteja com problemas hoje.... talvez  ela esteja certa e esta me ajudando a ver uma falha em mim que sozinho eu não perceberia

Se você aplica o caso 2 o problema pode nem surgir, ou se ele existe  não crescer, e com o tempo desparece da sua lembranca. Se aplica o caso 1 passará o dia remoendo aquilo, regando o problema. No dia seguinte ja terá uma predisposição contra aquela pessoa , não vai mais enxergá-la como antes, o que afetará as próximas conversas, que acumularão novos desentendimentos até que com o tempo você terá formado uma REPRESENTACAO MENTAL negativa daquela pessoa, uma plasmagem mental que te impedirá de vê-la.  Você se torna como alguém que confunde o ator com o personagem de um filme, tirando daquela pessoa a chance de ela mudar e ter sua mudança reconhecida ( ex: " Não posso mais  nem lembrar da cara daquele sujeito que já me dá náuseas").

 Associado à essa representação mental você terá um complexo de emoções, uma espécie de "trauma", e mesmo após aquela pessoa desencarnar você ainda será afetado por esse " trauma", porque  ele se tornou um componente individualizado da sua mente, e para continuar "vivendo", ele precisara obter mais energia de você,  ele se fará lembrar na sua mente,  para que você tenha reações emocionais a ele e o alimente de novo. 

A causa do seu  "problema"  já desencarnou mas você seguirá atormentado pelo " fantasma mental" que você criou dele. Portanto a melhor atitude é:

- manter-se sempre atento a como sua mente reage às impressões do mundo ( não identificação + auto-observação) 

- não deixar que elas se instalem em você sem a devida fiscalização e anulação, para evitar que criem raizes e gerem problemas duradouros no futuro.

Só esses dois passos simples já criam uma atitude mental que evitará muito lixo mental no futuro.
Mas para o lixo já enraizado só um trabalho específico, com técnicas, resolve. Na gnose diríamos que só com a aplicacão diária da técnica de    Morte do ego    é que daria para limpar isso. Outros talvez digam com que meditacao ou  algum tipo de psicoterapia resolva. 


Para saber mais:


Auto-observação:

https://gnosisbrasil.com/noticias/auto-observacao-o-que-e/

Não-Identificação:

http://www.agsaw.com.br/tema14.htm

Tranformação das impressões:

http://www.agsaw.com.br/tema22.htm

Representações da mente:

http://www.agsaw.com.br/tema23.htm

Morte do ego:

http://www.agsaw.com.br/tema12.htm

 


 

  • Thanks 2
Link to comment
Share on other sites

Retornei aqui. Ando bastante exausto e cansado. Eu não tenho motivos para viver. Quero terminar a faculdade, para eu não me sentir um perdedor, e depois disso, quero me isolar, virar um eremita. Eu não tenho desejo por nada nesse mundo. Tudo é vaidade. Quero ir para uma montanha em algum lugar do mundo e viver lá por um bom tempo... talvez nunca mais retornar. Para que continuar vivendo em sociedade se eu não derivo nenhum prazer nisso?

 

On 3/21/2022 at 9:52 PM, Iogui said:

Não. Você não entendeu. Você não vai ter que se ferrar de novo. Não é de novo. Você ainda está vivendo isso. Não é passado. Ainda está aí com você porque você não foi capaz de superar. Você só amorteceu o sentimento e jogou aquilo num canto já que você não era capaz de lidar com aquilo. Isso é uma forma de sua psiquê se proteger enquanto você ainda não está preparado para resolver isso verdadeiramente.

Ok... então eu nunca parei de sofrer. Acho que isso é verdade. 

 

On 3/21/2022 at 9:52 PM, Iogui said:

Veja bem. Quando passamos por algo que julgamos opressivo, os personagens que nos oprimem, os atores da opressão são na verdade personagens secundários. Eles estão ali cumprindo um papel maior que a vida lhes incumbe sem que eles mesmos saibam que o estão fazendo. Eles foram atraídos para o seu redor por meios magnéticos e quem atraiu isso foi você mesmo energeticamente por que seu eu superior sabia que você precisava passar por aquilo para resolver algo que já existia dentro de você mesmo. Então os defeitos daquelas pessoas viram ferramentas nas mãos do universo. E o universo usa essas ferramentas para lapidar sua obra prima, que é você. Você é a magnifica obra prima do universo. O universo quer que sua obra prima seja perfeita.

 

Beleza, mas e se isso tudo for apenas superstição? Como sei que não sou apenas um coitado, apenas mais um espírito que foi forçado a entrar num saco de carne por algum motivo, numa família arruinada, numa sociedade corrompida igual a nossa, e que as coisas ruins que ocorrem na minha vida não são somente azar, mas sim uma obra divina para me aperfeiçoar? E qual o motivo de todo esse aperfeiçoamento? O que eu vou ganhar com isso? O único benefício verdadeiro que posso imaginar, é me livrar desse mundo detestável da carne de uma vez por todas. Logo, a recompensa que recebemos por reencarnar é não precisarmos mais reencarnar. Irônico como a vida é, não acham?

 

On 3/21/2022 at 9:52 PM, Iogui said:

Eu sempre repito essa frase porque desde que a ouvi pela primeira vez, imediatamente fez enorme sentido.

Eu já ouvi essa frase dezenas de vezes, e até hoje ela não faz sentido nenhum para mim. É natural que o ser humano sofra quando exposto à dor das situações da vida. Na verdade a dor e o sofrimento ocorrem ao mesmo tempo, são basicamente um só. Apenas uma pessoa muito evoluída consegue verdadeiramente separar um do outro. Nós meros mortais não temos escolha se sofremos ou não, se sentimos dor ou não.

 

On 3/21/2022 at 9:52 PM, Iogui said:

Por esse motivo, por mais que isso pareça uma ideia louca, nunca busque a origem dos seus sofrimentos fora. A origem necessariamente sempre está dentro.

No final das contas é assim mesmo, mas o ser humano, como vêm ao mundo, é programado para perceber um mundo externo, e que esse mundo externo tem poder para afetá-lo de maneira negativa ou positiva. Por muito tempo, não importa o que uma pessoa faça, ela será vítima dos acontecimentos externos, até que sua programação humana seja desfeita completamente. Não é cruel demais que além de nascermos totalmente ignorantes neste mundo, pensando que ele define o que nós sentimos, este mundo também nos bombardeie constantemente com experiências ruins, de forma que não possamos ter controle sobre nosso próprio sofrimento, atribuindo ele à uma causa externa irremediável? Isso não faz a vida parecer um dispositivo sofisticado de tortura?

 

On 3/21/2022 at 9:52 PM, Iogui said:

Isso é um processo que pode levar algumas vidas.

E assim somos levados de uma vida para outra, igual um cavalo sendo arrastado por correntes penhasco abaixo.

 

On 3/21/2022 at 9:52 PM, Iogui said:

Não é um processo punitivo. É um processo depurativo, um processo de transformação. É a própria alquimia da pedra filosofal.

Por isso que, as vezes eu desejo ir para o inferno depois de morrer. Se eu fosse para o "céu" eu ainda seria torturado pela minha mente e iria me iludir ainda mais. Mas se eu fosse para o inferno, a dor física me distrairia da dor mental, e eu seria purificado mais rapidamente.

 

On 3/23/2022 at 2:27 PM, Jan Lucas004 said:

Se a providência divina estimula a nascimento de pessoas em conflito numa mesma família é justamente pra que possam resolver suas tretas

Mas não resolveu treta nenhuma. Briguei com a minha mãe e agora ela finge que eu nem existo mais. O ódio dela por mim é intenso. É foda que eu fui negado o direito de ter bons pais para poder resolver conflitos com espíritos zombeteiros de vida passada. Como a minha vida seria boa, se meus pais fossem amigos de outras vidas e não inimigos... Esse pessoal com famílias felizes e bem estruturadas, que se dão bem com os pais e são valorizados pelos parentes, não tem ideia do privilégio que receberam.

 

On 3/23/2022 at 2:27 PM, Jan Lucas004 said:

Se quiser me manda um CV que encaminho pra algumas empresas de seu estado. 

Obrigado pela intenção, mas no momento estou empregado, e depois de sair deste emprego, depois de concluir a faculdade, quero abandonar a sociedade. Terminar a faculdade acho que é minha última ambição humana. Depois disso tchau, a não ser que algo surpreendente ocorra.

(sim, eu já conheço de cor todo o sermão espiritualista sobre abandonar o mundo, que não devemos fazer isso, que isso é fugir das responsabilidades, que devemos ficar aqui pra ajudar os outros e bla bla bla, mas nada disso me convenceu ainda).

 

On 3/23/2022 at 2:27 PM, Jan Lucas004 said:

Vou lembrar de você nas minhas preces, no final tudo vai dar certo se não deu é porque não acabou ainda. Forte abraço!!

Valeu!

Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, Jhana disse:

@sandrofabres Eu sinto que é hora de eu voltar a praticar a morte do ego. Eu já iniciei a prática muitas vezes, mas nunca dei continuidade. Mas mesmo tendo falhado tantas vezes no passado, eu só posso perder se eu parar de tentar...

Mas lembre-se: 

- A Morte em Marcha é genérica serve para impedir a PIORA DIÁRIA, impedir que os eus fiquem mais fortes a cada dia.

 

- A Tecnica de morte do Ego precisa escolher APENAS UM eu, aquele que você sente que está te atrapalhando mais no momento. É a ele que você precisa conhecer melhor, e você faz isso através da autoboservacao diaria combinada com a retrospectiva do dia, quando entao voce reforca a comprensão de como certos pensamentos , emocoes , reacoes corporais estao ligadas e fazem o eu se manifestar de forma mais perceptivel. É como um iceberg, no início você só percebe a ponta, mas precisa dessa observacao e retrorspectiva diarias para aprender a enxergar a parte submersa e ir eliminando os pedacinhos. Não pense em semanas, faça um plano de um ano pelo menos, trabalhando em cima de um defeito, diariamente, e só após um ano avalie os resultados, lembranso como você era e pensava um a o atras, e verá a diferenca. 

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...