• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Recommended Posts

Estou finalizando a leitura do livro "Fragmentos de um Ensinamento Desconhecido" e fiquei em dúvida sobre pra quem devemos orar;

No livro é dito que estamos submetidos às 48 leis e que Deus não interfere nessa mecânica. Sendo assim, qualquer oração a Deus é inútil ?

Um mentor espiritual, por estar mais sintonizado com nossa frequência, teria mais capacidade em ajudar do que o próprio Deus ?

Já que estamos submetidos a essa mecânica das 48 leis, como devem ser feitas as orações ? Por exemplo, há casos que gente quer orar pedindo proteção, outros pedindo para superar alguma fraqueza, outros para prosperidade, etc. Cada oração deve ser direcionada para alguém em específico ? Alguns santos ou espíritos tem mais capacidade em ajudar com determinadas situações? 

Sempre achei minhas orações confusas, ora tento falar com Deus, ora com Jesus, ora com mentor. E depois de ter conhecimento do Ego, me parece que todas são feitas através do ego e que, por fim, nenhuma parece surtir algum efeito, como se eu estivesse falando sozinho.

Preciso entender melhor essa mecânica das orações.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Primeiro você deve lembrar que o Gurdjieff usou uma abordagem materialista, para atrair os intelectuais da época. Parecido ocm Kardec querendo usar uma abrodagem "científica" para algo que não tem como ser científico.

 

A questão da oração se vincula a várias outras discussões, sobre livre arbítrio, destino, possibilidade de interferência divina, e se essa interferência, caso aconteça, viola ou respeita as leis naturais. São debates meramente filosóficos. 

Na prática o que observamos é que quando se faz esses apelos, quando são atendidos, a resposta se dá seguindo os caminhos naturais, o que sugere que pedir intervenção não viola as 48 leis citadas pelo gurdjieff. Ate porque ele não lista todas. E se uma das leis for "Pedi e vos será dado, batei e vos será aberto, pois qual o pai daria ao filho uma pedra quando ele lhe pede pão?"

Mas o tempo de realização das coisas também faz parte das leis que regem o nosso plano, assim como podem existir algumas que impedem o que se quer, como o carma. 

Agora, quanto a PARA QUEM rezar, eu acho que é mais SEGURO rezar para o que você entende como Deus, da forma mais abstrata, amorfa possível, porque as religiões institucionalizadas já possuem entidades ocupando os postos por trás das imagens que elas usam.

Na gnose também usamos o ensinamento do gurdjieff,porque ele é gnose também, mas oramos para  Pai Interno. Só que isso envolve você construir a compreensão desse conceito. 

Mas basicamente a atitude é se voltar para dentro de si, lembrando que você possui uma parte interna, espiritual, que não encarna, e da qual você é apenas um "avatar sequelado", eheh. Essa parte superior sua é uma particularizaçao de Deus. Ou seja, nós aqui somos mais é ego, uma psique fruto de condicionamentos mecânicos, estímulo resposta. Mas nossa parte superior que é o Espírito mesmo (não a alma), é uma centelha divina de maior grau, e é ela que tem o o projeto encarnatório dos seus "avatares". Portanto ela sabe o que lhe vem pela frente, suas dificuldades,  seus medos, porque foi ela quem te colocou nessa enrascada, eheheh. Para a gnose, ela "O Pai "  a quem Jesus se refere, não um deus genéico sentado num trono no céu. Porém, o Espírito de cada um de nós é uma expressão espiritual de de nível Crístico, então o mais próximo de deus que é possível, porque é nosso, pessoal, não algo externo. Mas aí depende de você se sentir a vontade com esse conceito.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vi num podcast de um canal no youtube sobre gnose que a mãe divina é quem escolhe a nossa mãe no plano físico. E que também seria ela a responsável por negociar nossas dívidas com os senhores do carma. O Pai interno e a Mãe Divina são coisas diferentes ? Cada uma de nós tem seu Pai e Mãe interno ?

Certa vez eu estava orando pedindo, sutilmente, para ganhar dinheiro com umas coisas que tinha em mente na época. E uma voz ecoou na minha mente dizendo: "Não se engane!". Foi exatamente com essas palavras e com uma força de significado muito profunda. Isso poderia ser meu Pai interno ? É possível ter esse diálogo direto e frequente com nosso Pai Interno ?

Por exemplo, se estou em dúvidas se devo ajudar ou não determinada pessoa, poderia eu, recorrer ao meu Pai Interno, para evitar de ajudar quem não deve ser ajudado?

 

Qual livro posso ler para melhorar meu conceito sobre esse assunto?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho que vai depender para quem você quer direcionar a sua Prece.

qual religião você está seguindo..

por isso é importante estudar sobre as religiões para entender melhor os seus Ensinamentos..

é claro que se você ficar estudando muito o assunto pode parece algo muito complexo..

e a oração é uma ação simples e Poderosa.

Citar

 

Oração

Oração é um ato religioso que visa ativar uma ligação, uma conversa, um pedido, um agradecimento, uma manifestação de reconhecimento ou, ainda, um ato de louvor diante de um ser transcendente ou divino. Segundo os diferentes credos religiosos, a oração pode ser individual ou comunitária e ser feita em público ou em particular, e pode envolver o uso de palavras ou música. Quando a linguagem é usada, a oração pode assumir a forma de um hino, encantamento, declaração de credo formal, ou uma expressão espontânea, da pessoa fazendo a oração. Existem, segundo as crenças, diferentes formas de oração, como a de súplica ou de agradecimento, de adoração/louvor etc.; da mesma forma, consoante a crença, a oração pode ser dirigida a um Deus, Espírito, ou a uma ideia, com diversos propósitos, havendo pessoas que rezam em benefício próprio, ou para o bem dos outros; ou ainda pela consecução de um determinado objetivo.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Oração

 

 

Prece.jpg

 

anjo-da-guarda-detalhes.jpg
 

O poder da oração: a ciência prova que funciona, tem efeitos fisiológicos positivos

https://www.foxnews.com/opinion/the-power-of-prayer-science-proves-it-works-has-positive-physiological-effects

Este é o seu cérebro em oração e meditação
Como o ritual, independentemente da fé ou intenção pessoal, afeta nosso comportamento? Profundamente, dizem os especialistas.

https://www.nbcnews.com/better/health/your-brain-prayer-meditation-ncna812376

Efficacy of prayer

https://en.wikipedia.org/wiki/Efficacy_of_prayer

Tradução Google

https://translate.google.com.br/

 

Mad Max Fury Road 2015 - Praying to anyone who's listening.. Orando para quem está ouvindo..

https://www.youtube.com/watch?v=Z6iqE_06wZk

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 horas atrás, mvnobrega disse:

a mãe divina é quem escolhe a nossa mãe no plano físico.

Bip bip.... detector de invenções tocou. Nunca vi o Samael falar isso. Mas não li todos os livros dele. 

4 horas atrás, mvnobrega disse:

Isso poderia ser meu Pai interno ? É possível ter esse diálogo direto e frequente com nosso Pai Interno ?

A única vez que tive um contato não abstrato que me fez crer que era o ai interno, foi em astral. Houve reconhecimento imediato.  

Mas assim em vigília, nunca tive uma manifestação concreta (visoes, vozes, ) a que eu atribuísse esse rótulo.

Eu desconfiaria de qualquer comunicação muito concreta. Desconfiar no sentido que deve supor que seja um mentor, não Pai Interno. O Pai interno, pelo que se ensina na gnose,  se comunica pela intuição, logo, não vejo como poderia haver uma percepção de palavras, como na telepatia. A intuição deveria te gerar uma sensação de CERTEZA INTERIOR, mas uma frase que você ouve telepaticamente você pode duvidar ou não, porque a percebe como vindo de uma fonte EXTERNA A VOCÊ. Mesmo que seja um mentor, não é algo que veio de você, então não vai te gerar essa segurança interior.

4 horas atrás, mvnobrega disse:

Por exemplo, se estou em dúvidas se devo ajudar ou não determinada pessoa, poderia eu, recorrer ao meu Pai Interno, para evitar de ajudar quem não deve ser ajudado?

Pode, em tese deveríamos fazer isso. Mas são os resultados que te mostrarão se está conseguindo ou não. Pode pedir para que te mostre a realidade uma situação, que as vzes tem algo oculto e isso é que te confunde. Então em poucos dias acontece algo  que revela aquilo, cai a máscara de alguém, descobre algo ruim sobre alguma coisa que parecia uma boa oportunidade... tem que ir experimentando esse recurso, mas acontecem sim coisas bem concretas que ajudam a clarear as coisas CASO VOCE PEÇA por isso. 

4 horas atrás, mvnobrega disse:

Qual livro posso ler para melhorar meu conceito sobre esse assunto?

Isso só tem fragmentos distribuídos pleos livros do Samael. No três montanhas lembro que tem algum relato rapido sobre encontros com a Mãe divina. Não lembro se tem em relação ao Pai interno.  Mas para entender a "estrutura" dessas coisas, tem que entender o desdobramento as partes espirituais da fonte a´te nós. Veja da pagina 98 em diante do pdf sobre tarô e cabala.

Eu tentei explicar um pouco aqui:

https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/17843-projeção-astral-vs-reencarnação/&do=findComment&comment=80300

Mas sinceramente, acho que tentar entender isos é como discutir sexo dos anjos. Simplifique:

Somos expressões no plano físico de algo maior, e estamos aqui com alguma finalidade. Portanto somos como escafandristas:

escafandro.jpg

Se o cara chegou ali, veio de onde? Siga a mangueira. 

Ou seja, se estamos aqui, necessariamente viemos de lá (plano espiritual), temos uma conexão com "lá", e alguma forma de comunicação está fluindo caso contrario uma encarnação seria um caos completo. Aliás, uma forma de você deduzir que a pessoa está desviada de rumo é esse caos, está faltando "comunicação com a base". 

Então sem muita terminologia e organogramas apenas lembre que dentro de você há um ponto de contato com "a base", assim como o escafandrista necessariamente tem uma mangueira de oxigênio ligando ele à base dele. Busque por isso dentro do você. 

Como faz? É difícil explicar mas se você entrar em meditaçao, "busque nos espaços vazios". Você tem cabelos, pele, gorduras, músculos, ossos orgãos, sangue, cérebro, neuronios, e penetrando mais fundo tem espaços entre os neurônios...

Não é a carne,não é nem as energias, nem é você dentro do copo astral, é uma "presença eterna". Mas você precisa procurar ela onde não há matéria, som ou movimento. Tenta fazer meditações para buscar "isso". É como caminhar no escuro total com uma mão a frente esperando tocar em algo, mas caminha, caminha e não toca. Siga caminhando no escuro...

Curso Esoterico Taro e Cabala.pdf tresmontanhas.pdf

  • Like 2
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, sandrofabres disse:

A única vez que tive um contato não abstrato que me fez crer que era o ai interno, foi em astral. Houve reconhecimento imediato.  

Como foi esse contato ? Ficaram frente a frente ? Como era a aparência dele ?

 

2 horas atrás, sandrofabres disse:

Bip bip.... detector de invenções tocou. Nunca vi o Samael falar isso. Mas não li todos os livros dele. 

Ele fala nesse video (já vai começar no trecho certo) e tem duração de apenas uns 2 minutos: https://youtu.be/tjXBDjV8I2Q?t=1049 

Share this post


Link to post
Share on other sites
13 horas atrás, mvnobrega disse:

Como foi esse contato ? Ficaram frente a frente ? Como era a aparência dele ? 

Sim, após sair do corpo atravessei a parede para dar na rua e parei numa sala diferente e com ele a minha frente. Era uma aparencia humana. Mas como eu disse, o reconhecimento foi imediato , olhei e na hora pensei " ah, você aí?".

Ficamos conversando durante toda a projecao sobre como estava indo minha encarnacao. Mas nao vou dar detalhes.

 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
13 horas atrás, mvnobrega disse:

Ele fala nesse video (já vai começar no trecho certo) e tem duração de apenas uns 2 minutos: https://youtu.be/tjXBDjV8I2Q?t=1049  

Ah bom! Mas isso é diferente. O que eles esta explicando ali é todo o  processo para nova encarnaçao. Claro que essas condições TODAS são planejadas nesse " tribunal" . O Waldo Vieira diz que é o Evokuciólogo que ajuda a planejar tudo para quem nao tem lucidez apos o desencarne. Entao voce já nota aí uma coincidencia de versoes: a idéia de que um Ser mais evoluído ajuda na programação encarnatoria.

Mas assim como sua mãe e escolhida, seu pai também será , irmaos, país em que vai nascer, programacao familiar, etc. É tudo.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Só mais uma dúvida. O nosso pai interno com o que se ocupa enquanto estamos aqui? Pai interno e Logos planetário tem algo em comum?

se possível me indique algum livro que eu possa assimilar melhor esse conceito de Logos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

1-Pai interno é uma parte superior de cada ser.

2-Alguns desses Pais Internos  escolheram se tornar Mestres, outros não.

3- o caminho do Mestre tem vários graus. Em algum desses graus ele pode assumir a função de um regente planetário. O Samael ( na verdade Victor Manuel Gomez) diz que seu Pai interno tem é o Logos de Marte, cujo nome é Samael.

4- Esses "Pais Intenros" portanto exercem funções adninistrativas do cosmos enquanto seus bodhisatwas estao encarnados aqui. Mas os que não escolheram se tornar mestres não devem ter funcão alguma. Não sei o que fazem.

 

Eu nao saberia te indicar um livro da gnose sobre isso. Deve estar nos livros que foram cortados na gnose e que eu era instrutor. As informacoes que havia sobre isso eram muito poucas. Só se sabe que há essa escala evolutiva para os Mestres: anjo, arcanjo, principados, virtudes, potestades, dominações, tronos....etc. Se não me engano os Tronos são os regentes planetarios.

Então se um pai interno tem o grau de arcanjo  e quer virar principado, precisa emanar seu bodhisatwa para que encarne e siga o caminho da humanidade até atingir essa maestria mais uma vez ( o bodhisatwa se torna outra vez a expressao do Mestre interno).

Cada vez que o Pai Interno quer subir de grau ele tem que fazer isso, " jogar a pedra na água", refazer a trajetoria de descida e subida, trabalhando novamente com o despertar do kindalini, arriscando-se  nas encarnacoes , karmas, etc, para quando subir  de novo, atingir  o próximo grau mais elevado. Não sei mais quase nada além disso sobre esse tema

  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Escaneei meu livro "O Quarto Caminho", que é o que a pessoa deveria ler após o Fragmentos de um Ensinamento desconhecido. Trata dos mesmos temas que Fragmentos, mas no sistema:

Palestra sobre um tema + Perguntas e respostas sobre aquele tema

https://drive.google.com/file/d/1N_7uqoGEOs5nLNbjk1QHRaOvvhUtAwRx/view?usp=sharing

 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.