• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
marettopvh

Se foi um sonho,foi até q lúcido!

Recommended Posts

Pois bem,nesses últimos dias voltei ao interesse pelo assunto,porém sem fazer nenhuma técnica,apenas vendo os faqs do Saulo mesmo no YouTube.Alguns dias atrás vi um vídeo dele falando de criar o hábito de se questionar quanto nossa lucidez e a realidade, para criar meio que um hábito de se questionar da mesma maneira em sonhos com a intenção de adquirir lucidez.

Comecei a tentar fazer isso durante esses dias,e creio q deu algum resultado.

Essa noite tive um sonho e em resumo,em uma parte eu estava de carro com minha mae e caímos com ele de uma ponte.No entanto o começamos a voar,e quando isso aconteceu indaguei:"Osh tô voando?deve ser um sonho".

Nesse exato momento q indaguei isso me deparei comigo dormindo de barriga pra cima e em catalepsia mas com a lucidez muito baixa.Tentei levantar da cama e pela primeira vez creio q conseguir sair(Pois geralmente quando tô em catalepsia tento levantar mas nunca rola).

Levantei ainda sem poder enxergar e fui pra minha janela,e nesse momento creio q a lucidez aumentou um pouco pois lembrei q estava em catalepsia é nesse momento me virei para a cama pra ver se via o meu corpo mesmo com a visão muito embaçada.Mas não consegui ver bem se meu corpo tava na cama.

Pensei em tentar sair do quarto pra ver se melhorava a lucidez mas veio um medo tremendo de encontra algum espírito ruim kkk. Então me virei outra vez pra janela e consegui atravessar minhas mãos e rosto através do vidro.

Pensei bom acho q vou sair pela já nela entao.Moro em edifício é na hora me veio o medo de tipo:e se na vdd eu tô sonâmbulo e acabo me jogando do prédio?.Bom depois disso acho q perdi a lucidez de vez pois voltei pros sonhos

Acordei com essa pulga atrás da orelha pq durante um momento eu tinha total controle da minhas ações,porém a lucidez era muito baixa,quase a de um sonho.Bom se não foi projeção creio q foi um dos sonhos mais lúcidos q já tive.

Grato pela atenção!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sandro, as vezes acho que estou fazendo algo errado ou não estou entendo bem o que é lucidez.

Vejo muita gente falando em baixa lucidez e grau de lucidez, até já tirei algumas duvidas aqui no forum sobre isso.

Mas, o que noto é que quando levanto da cama e faço o teste de realidade e tenho certeza que estou no astral... para mim, eu não percebo a diferença entre la e no físico. Lá eu penso e raciocínio como no físico. Sabe, eu não vejo essa diferença. 

A diferença que percebo é apenas a questão da claridade, ou seja, da luz do ambiente que as vezes escurece ou fica meio escuro. Mas, quando peço mais claridade geralemente da certo.

Estou tento dificuldade de fazer olve lá... quando tento fazer volto ao corpo. Não sei se é porq quando eu tento fazer penso no meu corpo e volto... não sei o que esta acontecendo.

E sobre as entidades que me atacam lá, acho que assimilei bem o que vc me explicou... e até então não estou mais me estressado com elas... e o engraçado que elas estão sumindo quando chegam perto de mim e eu faço o escudo. Não faço ideia onde elas estão indo.

Estou pensando em começar a tentar ajudá-las... mas não sei se é melhor eu pegar um pouco mais de experiência e confiança. 

E quero voltar a levantar elas... para ver a questão do cansaço e do comportamento delas... mas não tive a oportunidade ainda.

 

Abs.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
12 horas atrás, max81.costa disse:

Não faço ideia onde elas estão indo.

Basta elas mudarem de frequencia um pouco e podem ficar invisives para você, ou você para elas. Talvez elas sofram alteração quando chegam perto do escudo, mudem de faixa memso sem quererem e sai da sua visao.

12 horas atrás, max81.costa disse:

Vejo muita gente falando em baixa lucidez e grau de lucidez

Pois é, mas não tem como a gente falar disso de forma OBJETIVA.

O único critério bem concreto para falar de lucidez é você saber ou não que está em astral. Se não sabe, não está lúcido. Se sabe está.

Mais que isso seria, a meu ver, mistificar a coisa. O critério do waldo define lucidez como capacidade racionar com clareza, mas veja: o que é raciocínio claro para uns, é falta de lucidez para outros. Então só você pode julgar isso. E a referência tem que ser a sua lucidez de vigília. Se  você nota que DURANTE a projeção sua capacidade de raciocinar  está meio "nublada", ok, voce pode concluir que sua lucidez não está boa. Já percepções  do ambiente nublada tem a ver com energias, não om lucidez. E não dá para julgar bem DEPOIS que você volta para o corpo, porque as vezes é a memória que borra, e você vai achar que era a lucidez que borrou. Tem que fazer essa análise durante a projeção, não tem jeito.

Se você sabe que está fora do corpo e acha que está com a mente clara, não creio que resta mais o que questionar sobre lucidez. Achar que teria que ver as coisas diferente do físico já tem a ver com sua expectativa do que deveria ver.

Tanto que o que vemos é idêntico ao plano físico (mas não uma cópia exata da sua casa, da sua rua..) que se você não fizer testes para saber, se não vilar as leis da física, vai achar que está no físico mesmo. Até porque se não visse assim, não entenderia o que vê. Provavelmente é a nossa mente que "formata" as percepções de forma similar a o físico, não quer dizer que o que vemos tenha realmente aquela aparência. Talvez um aspecto SUPERIOR de lucidez nos permtisse ver o astral como relamente é, talvez apenas nuvens de energia... Mas convenhamos, até o plano físico também é assim, apenas atomos muito distantes uns dos outros, como se fossem mini sistemas solares orbitando no vazio, mantidos atrelados uns ao outros m função de campos magnéticos. Mas enxergamos como se fossem matéria contínua, e não um monte de espaços vazios e campos energétios né? Então acho que precisa um estado de expansão da consciência muito maior que o que acontece numa projeção astral para romper essa formatação da mente. 

12 horas atrás, max81.costa disse:

Estou tento dificuldade de fazer olve lá... quando tento fazer volto ao corpo. Não sei se é porq quando eu tento fazer penso no meu corpo e volto... não sei o que esta acontecendo.

É, as vezes a gente mistura isso. O erro mais comum é estar vendo as coisas fora do foco e ao "tentar ver melhor", acabar arbindo os olhos do físico. Até aprender  a fazer isso sem cometer erro demora algumas projeções. a OLVE em astral pode sofrer essa interferêcia tambem,, mas note que o Waldo Vieira no Projeciologia coloca  a olve-em-astral como  "técnica da projeção prolongada". Eu mesmo já fiquei 90minutos projetado(foi meu recorde) fazendo OLVE acho que de 2 em dois minutos.). Então você não deveria acordar porque fez a OLVE, é algum aprendizado aí que precisa ainda treinar para não mover as energias sem afetar o corpo físico (sem mexer na respiraçao, sem mover os olhos para cima e para baxio, aquelas coisas que eles insistem apra a gente não fazer quando pratia a OLVE)

 

Screenshot_117.jpg

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.