Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Recomendação literatura sobre karma + Fiquei Louco ?


Recommended Posts

Gostaria de recomendações de livros sobre karma, de preferência gratuitos.

Não sei se é coisa da minha cabeça,  mas eu comecei a sentir que as energias de outras pessoas afetam o meu comportamento, como se existisse um rio com várias vertentes, cada vertente é um padrão de comportamento/reação e quando minha mente capta e segue o fluxo de acordo, não só meu humor/respostas mudam mas minha aura é impregnada e tendo a fazer atividades com a disposição que a pessoa pensa que eu tenho em x atividade (mesmo "contaminado" é possível desviar do fluxo). Enfim, meu bom senso diz que, no máximo, a alteração do humor devido a troca energética é oq muda minha disposição/reações e o resto é imaginação, mas como não tenho provas tudo fica especulativo, procuro matérias que possam me dar base para responder não só essa pergunta, mas oque de fato,de forma nua e crua, é o karma.

 

Link to comment
Share on other sites

Atualização: contínuo sentindo o fluxo, acabei de perceber que cheguei na mesma conclusão de uma teoria que li há algum tempo: somos máquinas controladas por várias energias (seja proveniente por diretora,pensamento,espírito etc), e em geral, somos o resultado disso. Sei que tudo oque nega o livre arbítrio é suspeito. Evidências ?, não tenho nada muito concreto, uma das coisas que me leva a pensar é que já fui capaz de predizer oque tal pessoa falaria/pensaria/intenção (perdi isso com o tempo) de acordo com a energia além de sentir uma tendencia comportamental em mim mesmo de acordo com x energia, tal como falei no 1 post, não descarto a opção de ser uma forma do meu subconsciente interpretar coisas, mas não sei. Gostaria de saber se alguém compartilha dos meus pensamentos, ou teve alguma experiência que ajude, qualquer opinião é mais que bem-vinda.

Link to comment
Share on other sites

Olha, uma vez que você comece a oljar para dentro de si durante a vigília logo percebe que  nossa estrutura psicologica é toda estruturada como uma máquina de reação a estímulos externos, que geram estímulos internos e criam a ilusão de desejos, vontade, livre-arbirio. 

Quem melhor fala isso é a dupla Gurdjieff/ Ouspenskynas obras abaixo:

Fragmentos:

https://drive.google.com/file/d/0ByXGi2vq5-wsTlhIeklDYVVkUHM/view?usp=drivesdk&resourcekey=0-w9SKGVpwVSPohX9hxYkRWg

Quarto Caminho: 

https://drive.google.com/file/d/1N_7uqoGEOs5nLNbjk1QHRaOvvhUtAwRx/view?usp=drivesdk

Mas isso é algo bem sutil e precisa certo treino para começar a perceber. Se você não se esforçar  de instante a instante para ficar   atento a isso, essa percepçao desaparece em segundos pois é bem difícil manter-se atento a esse universo das reacoes interiores, diante de tantas distracões do mundo exterior.

Logo, se para perceber isso você não precisa de esforço, se é uma sensação que tem se tornado dominante de modo a ser dificil  esquecer-se dela, isso que você relata pode na verdade ser outra coisa: algum sintoma de esquizofrenia. Convém ficar atento aos sintomas se você está na idade mais comum disso, entre 20 e 30 anos, porque depois de arranjar teorias ou filosofias para justificar sintomas de uma doença será mais dificil de sair disso, já que achará que é compreensão profunda algo que pode ser só sintoma de um problema:

https://tribunapr.uol.com.br/arquivo/vida-saude/a-realidade-desconectada-causada-pela-esquisofrenia/

 

Sobre karma, vejo muita ligação de uma coisa com outra, exceto pela questão óbvia  de que determinadas atitudes desta vida geram nos outros determindas reacoes , e masi tarde isso volta pars você como novos estímulos que te instigarão a reagir a elas,.como todos os estímulos fazem. Daí surge o problema da repetição das mesmas relações e dificuldades de uma vida para outra:

https://gnoseconhecimentointerior.com.br/2016/03/01/12-retorno-e-recorrencia/

 

Link to comment
Share on other sites

5 horas atrás, sandrofabres disse:

Olha, uma vez que você comece a oljar para dentro de si durante a vigília logo percebe que  nossa estrutura psicologica é toda estruturada como uma máquina de reação a estímulos externos, que geram estímulos internos e criam a ilusão de desejos, vontade, livre-arbirio. 

Quem melhor fala isso é a dupla Gurdjieff/ Ouspenskynas obras abaixo:

Fragmentos:

https://drive.google.com/file/d/0ByXGi2vq5-wsTlhIeklDYVVkUHM/view?usp=drivesdk&resourcekey=0-w9SKGVpwVSPohX9hxYkRWg

Quarto Caminho: 

https://drive.google.com/file/d/1N_7uqoGEOs5nLNbjk1QHRaOvvhUtAwRx/view?usp=drivesdk

Mas isso é algo bem sutil e precisa certo treino para começar a perceber. Se você não se esforçar  de instante a instante para ficar   atento a isso, essa percepçao desaparece em segundos pois é bem difícil manter-se atento a esse universo das reacoes interiores, diante de tantas distracões do mundo exterior.

Logo, se para perceber isso você não precisa de esforço, se é uma sensação que tem se tornado dominante de modo a ser dificil  esquecer-se dela, isso que você relata pode na verdade ser outra coisa: algum sintoma de esquizofrenia. Convém ficar atento aos sintomas se você está na idade mais comum disso, entre 20 e 30 anos, porque depois de arranjar teorias ou filosofias para justificar sintomas de uma doença será mais dificil de sair disso, já que achará que é compreensão profunda algo que pode ser só sintoma de um problema:

https://tribunapr.uol.com.br/arquivo/vida-saude/a-realidade-desconectada-causada-pela-esquisofrenia/

 

Sobre karma, vejo muita ligação de uma coisa com outra, exceto pela questão óbvia  de que determinadas atitudes desta vida geram nos outros determindas reacoes , e masi tarde isso volta pars você como novos estímulos que te instigarão a reagir a elas,.como todos os estímulos fazem. Daí surge o problema da repetição das mesmas relações e dificuldades de uma vida para outra:

https://gnoseconhecimentointerior.com.br/2016/03/01/12-retorno-e-recorrencia/

 

Obrigado Sandro, então, eu também acho que possa ser esquizofrenia, já tive antecedentes na família, na verdade, vim perguntar com a expectativa que alguém me falasse isto, pois no fundo acho que é delírio, contudo, já fui em médicos e não deu em nada, mesmo se eu tenha, se não se agravar mais, consigo levar desde que entenda oque se passa na minha mente. (tudo oque estudo/pesquiso me vem na mente outras ideias relativas, mistura com algumas outras coisas e assim nasce tal idéia, na verdade é algo que me foi útil pra tudo oque não envolve filosofia/espiritialidade) Eu já me acostumei, eu sempre tive esses pensamentos, se não é com espiritualidade é conspiração com pessoas ou outra coisa, depois de algum tempo eu me envergonho de ter me deixado levar e com algumas semanas volto a normalidade, já atrapalhou minha vida, muito, mas hoje em dia eu sei lidar, se eu cortar o male pela raiz eu continuo tranquilo, mesmo que decidi deixar tudo oque envolve místicismo de lado há uns anos porque surtei, agora que estou bem mentalmente decidi voltar, gostaria de criar uma base sólida, até pra que eu mesmo saiba quando estou saindo dos limites. Para alívio de consciência, gostaria de dizer que eu não penso que sou evoluído ou algo do tipo, inclusive, estou bem atrasado mesmo se comparado com alguém normal, já que preciso que alguém  reafirme que estou errado (mais de uma vez) e sei o tanto de erros que cometi ao longo da vida, enfim,peço desculpas por utilizar esse espaço para desabafar, sinta-se livre para apagar o post. 2: sigo a minha vida normalmente e não deixo nenhum pensamento me atrapalhar em nada, ninguém sabe desse meu lado e só tenho coragem de escrever isso porque sei que estou anônimo.

Link to comment
Share on other sites

Eu acho que não há fronteiras claras entre um despertar e uma "perturbação". Afinal, quem busca por espiritualidade costuma estar buscando ver a vida por outro paradigma. 

Tem casos que eu  vejo na imprena e acho que são mediunidade, comento com médiuns e eles me.dizem " não, isso é esquizofrenia mesmo!". Para mim, que vejo de fora os relatos de mediunidade, é tudo muito parecido. 

Acho que a única coisa que podemos ter como referência é o desequilibrio. Se algo te perturba, te agita, se parece uma fixação, uma quase obsessão, é prejudicial para sua vida, tanto faz se é  mediunidade ou esquizofrenia, até porque.mediunidade desequilibrada leva a pessoa  à loucura mesmo.

Já se é algo que enriquece sua vida, que te traz uma compreensão que te gera mais paz, mas tranquilidade, você ganha com isso, seja lá o nome que der ao fenômeno.

  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Nyxdred, penso que deve continuar focando nas questões de espiritualidade, mas quem sabe se envolva com coisas mais "pé no chão" dentro do universo da espiritualidade, quem sabe assim já pode ajudar a evitar dúvidas sobre as origens/interpretações dos fenômenos

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...