• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
rfernandes

O que é a consciência?

Recommended Posts

Eu estava pensando um pouco alto...

O que seria a consciência? Alguns pesquisadores afirmam que ela é o corpo mental, livre das emoções e das formas.

Já outros, e algumas filosofias esotéricas, afirmam que temos 7 corpos, e que o corpo mental é um deles, acima deste há o corpo causal, búdico...entre outros.

Então, pra vocês, o que é a consciência? Há algum estudo mais voltado à esse tema?

Abraço

Share this post


Link to post
Share on other sites

olá amigo, ja ouvi falar algo sobre o estudo da consciencia chamado de Conscienciologia proposto pelo Waldo Vieira...

Bom mas na minha opinião consciencia é por exemplo... se voce tirar tudo ao seu redor, todas suas emoçoes, sentimentos, egos e etc... tira TUDO, o que sobra é a consciencia, e creio q a consciencia seja o topo de todos os 7 corpos como vc falou, acredito que ela n habita nenhum corpo, esta acima deles e da eternidade, sempre existiu e sempre existirá!

É meio complicado de explicar e tentar entender mesmo pois nós nem sabemos o que estamos fazendo nesse mundo, quem diga o que somos hehehehe :lol:

Bom é o q penso mas crie suas proprias conclusoes!!!

Abraços amigo paz e luz!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Igor, obrigado pela sua resposta, achei a sua opinião bastante interessante, eu penso de forma bem parecida com você!

Mas eu queria saber sobre um estudo que pesquisa isso de forma mais concreta... Também conheço a conscienciologia, mas até hoje nãoachei algo que explicasse muito sobre a consciência no seu estado "puro", além dos corpos.

Seria uma utopia minha pensar nisso?!

Abraços.

Share this post


Link to post
Share on other sites

nn que isso, é normal pensar assim hehehe, eu mesmo me pergunto por coisas que gostaria de saber... mas lembro de algo que o Saulo falou em um audio dele...

"Fazemos um curso de projeção astral pra lembrar de 1% do mundo astral..." (uma coisa assim :P ) então, acho que dizer realmente o que é a consciencia é muito dificil, é que nem o Tao, ao tentar explicar ja não é mais ele.

bom esse é um assunto bem interessante mesmo

Abraços amigo, qualquer dicas só chamar (Não sei muito, mas o pouco que sei ja ajuda hehehe) ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Maluko, vc pode questionar qualquer coisa, apresentar seus ideais, debater com qualquer um.

Mas não comece a insultar ou julgar os outros. Isso vai contra regras de qualquer debate e do fórum.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esse cara realmente tah inxendo..("maluko")

Mas vamo la..

Eu axo q a conciencia é como se fosse meio q uma especie de nave ou coisa asssim, aí tipow...vc pode entrar nela e perceber coisas além do normal...vc tipo sai de si e entra no verdadeiro si para perceber o resto...axo q tah meio ruim mnha explicação do q penso, mas axo q dah pra entender... :P

Abraço amigão! :D

Share this post


Link to post
Share on other sites

O problema de discutir consciência é que exitem trocentas teorias, levando em conta a projeciologia, a psicanálise, a psicologia, entre outros, cada um com um argumento diferente.

Tenho uma teoria pessoal que remete ao que o Igorbr citou, porém separo consciência de consciência absoluta.

Acredito que, apesar da busca pelo Nirvana, ou o oposto, pela satisfação material, jamais uma pessoa sentir-se-á completa, não enquanto viver, mesmo que ela tenha esta falsa impressão

A consciência absoluta seria então o momento de equilíbrio entre o estado Alfa e o estado Beta cerebral, nem muito no ar, nem preso no chão, impossível, humanamente falando.

E quando é que estes dois estados entram em equilíbrio? Quando já não há mais cérebro, ou seja, morto.

- Consciência é a percepção do mundo através de todos os nossos sentidos, inclusive os que desconhecemos.

- Consciência Absoluta é o contato único e exclusivo entre você e Deus.

A idéia está extremamente resumida, mas acho que dá pra entender um pouquinho, né?

Um abraço amigo.

Paz!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Boa pergunta rfernandes

Bom, não acho que nossa consciencia seja o nosso corpo mental pois este é apenas um veiculo de manifestação assim como o nosso corpo fisico ou o nosso corpo astral, então julgar que a consciencia está nele seria tanto um erro quanto julgar que esteja em qualquer outro veiculo de manifestação.

Como ja disseram, a definição de Consciencia é muito diferente de acordo com o ponto de vista e abordagem utilizados, mas acredito que estejamos falando da Consciencia da perspectiva mais transcendental...

Então acredito que a Consciencia seja a nossa essencia, algo como o que nós realmente somos. Algo la no limiar entre a nossa individualidade e O TODO ou algo do tipo... Mas com certeza algo muito além dos veiculos de manifestação...

Então é meio dificil de definir mesmo... Acredito que também não tenhamos um estudo mais voltado a este tema diretamente (falando de um modo pratico) porque ainda estamos tentando obter controle do nosso corpo mental e assim que conseguirmos e o silenciarmos poderemos "sentir" um outro veiculo de manifestação o qual teremos que estudar e compreender e assim em diante...

Mas podemos estudar como a Conscienciologia o faz: o observando, vendo como ela se modifica e "evolui", as suas caracteristicas e atributos. Mas mesmo assim não podemos ter certeza se é realmente a consciencia ou parte dos veiculos de manifestações...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Caríssimo Rfernandes, me pergunto isto todo santo dia. Caso você encontre a resposta, por favor me fale.

Queremos estar conscientes, mas o que é a consciência?

Pensemos ....

Seria o Crivo da razão imposto pela nossa Individualidade, nosso Eu ?

Aquela razão conquistada pela experiência da vida, que só é ascendente, sendo impossível retroceder?

Mas o que seria a razão então ?

Hoje também penso que seja como o Tao, e ao tentar explicá-la, já não é mais o Tao. Isso se deve a nossa limitação. Nós, humanos tentamos entender coisas grandes como Deus, Tao, ou Consciência através da lógica, mas nossa mesquinha lógica humana, jamais poderá fazê-lo e ao tentar, sempre traduzirá a algo semelhante que já supomos conhecer, então se torna falho...

Mas não seria este último pensamento não seria uma "desculpa" para quem não pode entender nem dar uma explicação ao assunto? Hmmm...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Obrigado pelas opiniões de todos! Estou chegando a conclusão de que todos nós vemos a consciência quase da mesma forma, parece algo instintivo da nossa natureza.

Sou imortal. Sim. Não sou esse corpo carnal. Isso eu não só SEI (cognição) como SINTO (e meu sentimento não posso exportar pra ninguém, nem pretendo). Mas ainda me SINTO como espírito, como personalidade, embora SAIBA que não sou, que meu futuro como espírito/ personalidade não me pertence, que esta energia que anima meu corpo não me pertence: me foi dada, não sei por quem, não sei quando, mas com certeza não foi gerada por mim, e sim DESENVOLVIDA por mim. Como um circo de pulgas. As pulgas não pertencem ao domador, e sim à natureza. Mas o apego, o afeto de conviver com essas pulgas durante anos, fez o treinador considerá-las SUAS. ISSO é uma ilusão. EU (o EGO e até mesmo o EU superior) sou o treinador, e vou treinar este circo até não ser mais preciso. E depois? Depois vou ser demitido, mas tenho certeza de que o treinador aqui não vai ser desperdiçado, porque na natureza nada se perde, tudo se transforma.

Então, a consciência seria o vácuo? Acredito eu, que, conforme formos crescendo, perderemos o Ego, e não teremos mais a visão de uma criatura, mas do Todo, já que somos todos um organismo só, com várias células, mas essas células tem a mesma essência que o corpo inteiro em si, somos emanações, na minha opinião.

Não sei profundamente o que é a consciência, melhor, o que EU SOU, pois não sei o que "consciência" definirá daqui à algum tempo, à pouco tempo eramos considerados a personalidade, o Ego, e hoje sabemos que somos portadores destes, e não eles em si. Seríamos o vácuo, o nada que interpenetra o Todo? É melhor parar de filosofar um pouco, já tá dando um nó na minha mente...

Dêem uma olhada neste texto e me digam o que acham:

:arrow:http://www.saindodamatrix.com.br/archiv ... acoes.html

Abçs

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olha irmãos realmente é um questão que vale apena cogitar... Pelo que li em alguns livros a consciência é na verdade nosso "self" o nosso verdadeiro ser ... Porém ele é limitada conforme o corpo de atuação.... POr exemplo o soma é o qual mais limita a cosnciência, devido ser o corpo menos sútil assim logo após o pisicossoma depois o mentalsoma que é sua atuação sem limites sem imposição de veículos.

POrém agora ele é agora classificada pela sua expansão cosciencial.... POr ex: Estamos todos "presos" ao físico, porém podemos dizer que temos a consiÊncia atuande no físico mais expandida do que nossos irmão céticos que se limitam a vida carnal, ou seja apesar de estarmos no mesmo barcos consciencialmente somos mais adiantados...

Então depois de atingir o mental soma tem as classificações mental superior, búdica, átmica, monádica e adi que são niveis hieraquios diferentes de cosciência mais ou menos expandidas ou evoluidas. Só um observação isso tudo que disse foi lido em alguns livros, ai eu geralmente faço um síntese ou uma boa penerada por que cada seita tem um visão ou cada autor, mas em verdade eu me limito ou pisicossoma (ou melhor ainda estou limitada :lol: ) e já está muito bom... Mas Quando eu desencanar não é bricadeira não eu vou pertubar lá erráticidade vai ser tantas perguntas que provavelmente vou fazer como André Luiz vou arrumar um médiun para pisicografar minhas questões e divulgar aqui na Terra vai ser um sucesso :D;) ... Abraço a todoSs :lol:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá caro Rfernandes,

O meu estudo é um auto - estudo, tenho procurado ser cientista de mim mesma, e sinto que minha consciência é a essência do meu ser verdadeiro, ali também são guardadas sabedorias ou faculdades, em uma experiência muito bacana que tive, que infelizmente foi só uma vez, eu pude conversar com a minha consciência, não foi simplesmente conversar mentalmente comigo mesma, eu estava em estado de catalepsia, quando a minha consciência começou a perguntar algumas coisas sobre o ambiente e sobre o meu corpo, porquê aquilo acontecia, neste primeiro contato a minha consciência não se mostrou ser muito conhecedora das coisas físicas, senti como se eu fosse duas pessoas, não me peça para detalhar como é esta sensação porquê é algo muito abstrato para se escrever, mas se você conseguir se imaginar sendo duas pessoas ao mesmo tempo, então bingooooo! é esta a sensação. :roll: Ainda estou aprimorando este auto - estudo, conseguindo êxito venho e posto pra vocês.

Abraços fraternos a todos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Interessante, Lua. Já me senti assim, mas não durante a catalepsia...

Conseguindo reproduzir isso novamente, poste por favor!

Bianca- Estou olhando o tópico que me sugeriu, e tô gostando do que estou lendo... Só que agora vou ler com mais calma!

Wellington- Tenho que discordar quando você diz que estamos mais adiantados do que os "nossos irmãos céticos", na minha opinião, acreditar ou não não faz a menor diferença. O que faz a diferença é COMO você acredita ou não, e como você se sente.

Os materialistas (não necessariamente céticos ou ateus, mas aqueles que basicamente se identificam somente com o corpo físico, inclusive, muitas formas de religiosidade desequilibrada leva à isso...) estão em coinscidência com o corpo físico.

Os espiritualistas, espíritas no geral, estão identificados com a emoção-psicossoma-, ligados à emotividade, mas não somos nem corpo, nem as nossas emoções, certo?

Alguns esotéricos, até budistas, praticantes da meditação, quando tentam aplicar esse estado meditativo no dia-a-dia, estão mais ligados à mente concreta-mentalsoma- e em alguns casos, abstrata, das causas -corpo causal-, e almejam conseguir se conectar com um nível búdico, monádico... Mas nós não somos nossa emoção, nosso corpo físico, nem os nossos pensamentos, nem mesmo as nossas idéias, nosso conhecimento ou nosso entendimento. Então, o que somos? Usando o termo da Lua, o meu auto-estudo tem me mostrado que nós somos o observador por trás disso tudo, despindo a mente, o ego, o corpo, as emoções, atrás de tudo isso.

E no corpo búdico, monádico, divino...? O que somos? Não faço a menor idéia... Mas se são "corpos", então não é a consciência, desisti de tentar achar algo concreto que explique a consciência, o abstrato também não tem dado muito resultado, também é limitado... Somos o observador, e o que é o observador?! Seria o vazio, ou o Todo vestindo corpos concretos e psíquicos (Ego, mente...)?

Podemos especular, mas ainda não podemos afirmar com certeza... A minha intuição me leva à pensar que sejamos isso, mas estando num corpo pesadão, com um cérebro meio lerdinho, nãó dá pra entender muito bem, nem saber o porque da vida, o porque da criação desse ciclo ilusório, que gera tanto sofrimento... Se no fundo não há personalidade, somente o Tao, o Todo...

"O Tao está em tudo, e ao tentar ser exlicado, não é mais o Tao"... Não adianta explicar, precisamos viver, pois explicar é impossível!

Abraço.

Share this post


Link to post
Share on other sites
temos a consiÊncia atuande no físico mais expandida do que nossos irmão céticos que se limitam a vida carnal

Obs.: Não confunda ceticismo com ateísmo.

:?: Caro amigo acredito que não acompanhou o raciocínio! Quando me refiro ou cetisismo é devido as pessoas que necessitam de métodos científicos para provar algo, logo sua consciência se limita a efeitos físicos que logo só encontraram causas físicas o que pode derturpar sua evolução espiritual, devido se limitarem as suas "verdades"... O que nois coloca um passo a frente nessas referências consciencialmente... Sacastes :?:;)

Share this post


Link to post
Share on other sites
Wellington- Tenho que discordar quando você diz que estamos mais adiantados do que os "nossos irmãos céticos", na minha opinião, acreditar ou não não faz a menor diferença. O que faz a diferença é COMO você acredita ou não, e como você se sente.

Não entendi bem sua colocação...

Porém o acreditar é um prelúdio da ação e sim faz toda a diferença.(Na minha opinião) Há uma motivação logo uma ação! A acão não é concebida sem motivação, mas a motivação pode existir sem a ação. Então o acreditar é uma atuação da consiência, consciência essa que vê positividade em algo o que é sua motivação que está na "frente" daquela que não tem motivação devido não ter consiência de que é algo positivo...Só deixar um salve que essa é minha visão...

Abraço a todos... ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Luan- Quase a mesma opinião que eu... Somos uma consciência, mas não há pessoas que estão identificadas com o corpo, acham que são ele? A mesma coisa com as emoções, pensamentos, a mente, o Ego e a personalidade. (opinião própria).

Será que somos partes de ma única consciência? Será que todos nós somos a mesma consciência usando vários corpos? Será que somos as "super-posições" de Deus?! São coisas tão parecidas... Fica ruim até de comparar!

Wellington- É sinal de adiantamento saber que não é um corpo, é mais do que isso? Somos melhores por isto? No final somos a mesma coisa, não iguais, mas a mesma coisa! De um lado, os extremamente céticos, que só acreditam na ciência materialista que temos, sem levar em conta que antigamente não sabíamos da existência das ondas eletromagnéticas, e nós não podemos percebê-las diretamente, só atravéz de aparelhos que podem medí-la. A mesma coisa, não dá pra usar uma lupa pra ver um átomo ou perceber uma onda, da mesma forma que não dá pra usar meios materiais pra medir o que está numa frequência muito mais alta do que essas ondas que conhecemos.

Nesse caso, o ceticismo é uma forma de dogmatismo, o cara acredita que a coisa não existe...

Do outro lado, o místico demais, que acredita somente por ser da "temática espiritual", sem antes entender o processo, entendendo ou experimentando, nós deixamos de acreditar, e passamos a saber.

Faz diferença um cara de mente aberta não acreditar em viagem astral, pois nunca experimentou nem parou pra pensar sobre o assunto, mas de certa forma deixa a questão em aberto?

E um místico que nunca sentiu, nunca conseguiu, vive se conflitando mas que acredita, pois "está ligado à espiritualidade", usando somente a ótica espiritual, sem usar a ótica intelectual, mental.

Será que entende onde quero chegar? É exatamente isso! Explicar pra alguém que nasceu cego como é uma bola verde é a mesma coisa que tentar explicar à alguém que está preso à coisas materiais 100% o que é a projeção, como é, se nunca sentiu ou sequer entendeu a lógica no fenômeno. Já o místico é o cego que nasceu assim mas diz entender como é a bola verde, mas na verdade não entende, acredita porque vê necessidade de ter uma ideologia mística.

Abraço.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá irmãos ... :D

É sinal de adiantamento saber que não é um corpo, é mais do que isso? Somos melhores por isto?

Não é questão de sermos melhores pois não há melhor nem pior apenas estados de evolução ou consciência mais adiantados ou atrasados porém todos com a mesma capacidade...

Faz diferença um cara de mente aberta não acreditar em viagem astral, pois nunca experimentou nem parou pra pensar sobre o assunto, mas de certa forma deixa a questão em aberto?
Quando me refiro a nois por termos projeções é apenas um exmplo, as consciencias que já abordam alguns temas espírituais esta já a frente cosciencialmente daquela que pensa só em grana! Entende? E é lógico que me refiro a este contexto de espiritualidade, e não moral a pessoa pode nem cogitar um ser supremo( Deus ) e ter um ótimo coração, isto é lógico que é relativo...
Será que entende onde quero chegar? É exatamente isso! Explicar pra alguém que nasceu cego como é uma bola verde é a mesma coisa que tentar explicar à alguém que está preso à coisas materiais 100% o que é a projeção, como é, se nunca sentiu ou sequer entendeu a lógica no fenômeno. Já o místico é o cego que nasceu assim mas diz entender como é a bola verde, mas na verdade não entende, acredita porque vê necessidade de ter uma ideologia mística.

Se a pessoa nasce pre disposto há alguma coisa, nas muitas vezes isto é bagagens de vida anteriores que de fato acontece sempre uma anscenção da consciÊncia, neste dois casos que tu mesmo elucidou do materialista e do místico são classicos casos de consciência mais de escalas diferentes dentro desse contexto espiritual, " tentar explicar à alguém que está preso à coisas materiais 100% o que é a projeção, como é, se nunca sentiu ou sequer entendeu a lógica no fenômeno."

Isso nada mas é que um estado consciencial, ele se limita a os bens, para ele já é o bastante. "místico é o cego que nasceu assim mas diz entender como é a bola verde, mas na verdade não entende, acredita porque vê necessidade de ter uma ideologia mística" Se ele pensa entender é por que sua consciência vê fundamento naquilo e isso é devido sua consciência esta mais elevada mais abrangente diferente daquele que se limita ao material... Em verdade vc não não vê niveis diferente nisso?? Dentro do contexto espiritual ??

Abraço a todoSs.. ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

No caso do místico e do materialista não...

Quando disse do místico, não disse que ele entendia, ele DIZ que entende, da mesma forma que um materialista muitas vezes somente DIZ entender as muitas teorias científicas, complexas, mas nenhum dos dois sabe realmente, nem entende, eles acreditam... é uma coisa muito diferente, acreditar e saber. Ambos estão na crença, um ateu que não vê lógica na existência do "sobrenatural" está apenas sendo coerente consigo mesmo, se não vê lógica, porque acreditar? Já ele pode não entender as teorias científicas, e dizer que acredita nelas... nesse caso, está sendo incoerente consigo mesmo.

Já o místico diz acreditar na visão "espiritual", mas ele não entende, ele acredita, mas continua se sentindo conflitado, pois não entende a coisa em que diz acreditar... No fundo, crença não vai além do ego, do mental concreto, o saber chega ao mental abstrato e além... Ambos compartilham a mesma ideologia sem saber!

Abraço :)

Share this post


Link to post
Share on other sites

rfernades em verdade acho vc já está saindo do contexto... Porém na verdade não há necessidade de entender para ter um consciência atuante em ascenção, necessário primeiramente é crer! E sobre "acreditar e saber" apesar de serem diferentes ainda sim é atuação da consciência pois ninquém saberá(sábio) se não acreditar primeiramente...

um ateu que não vê lógica na existência do "sobrenatural" está apenas sendo coerente consigo mesmo, se não vê lógica, porque acreditar?
Concerteza está sendo coerente consigo = a consciência. E a minha lógica e sua lógica pode não ser iquais por termos consciências de niveis diferentes, então a lógica é produto de nossa consciência, logo aquele que vê lógica nesse mesmo fato diferente do "ateu", é possuidor de uma consciência que reserva argumentos para si mesmo a ponto de crer que aquilo é real, mesmo que não consiga concretizar-lá cientificamente ou mesmo não entende-la... Adoro um papo assim que beleza!! Apesar que nunca acabaremos :lol::D ABraçOo e muita luz!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

É... parece que a conversa saiu completamente do tema do tópico XD Mas entrando então neste "novo tema":

Olha, eu não acho que seja necessário acreditar, pelo menos não de acordo com a minha definição de acreditar: acreditar é aceitar algo que não possa ser comprovado e que nem mesmo tenha sido vivenciado, experimentado. Acreditar não possui fundamentação alguma, você simplesmente crê, não questiona e nem mesmo possui motivo algum para tal... Se você vive ou experimenta algo então não é mais crer mas sim saber, é a maior prova que você pode ter.

Acreditar é algo completamente desnecessário, vamos falar a verdade: ninguém aqui crê que exista viagem astral mesmo sem nunca ter saido do corpo ou pelo menos ter tido vivencias espiritualistas do gênero. NINGUÉM aqui cre que existam energias mesmo sem nunca ter sentido ou experimentado, talvez no começo nunca tivesse vivenciado mas foi impulsionado inicialmente pela curiosidade, amigos etc...

Quantas pessoas não tiveram VA's sem nunca saberem o que era, como era, porque etc... simplesmente viveram tais experiencias espontaneamente, assim sendo nunca acreditaram que existia VA e mesmo assim aconteceu.

Todos nós existimos desde antes de nos darmos conta e por isto seria impossivel acreditarmos que poderiamos existir antes mesmo de existirmos...

Eu não acredito que a lógica ou qualquer outra coisa ao meu ver possa realmente e com toda certeza ser atribuida a consciencia. Ao meu ver TUDO o que vivenciamos em nosso atual estado de Consciencia é fruto de nossos veículos de manifestação e a forma como eles percebem "o exterior". Se você meditar um bocado você pode atingir um estado no qual não existem mais duvidas, questionamentos, pensamentos, opnião, lógica ou coisa alguma com a qual possamos nos identificar. Você simplesmente existe, simplesmente é, simplesmente sabe, e assim sendo você simplesmente faz, mesmo sem termos nenhuma de nossas ferramentas atuais você é capaz de agir muito mais naturalmente que possuindo todas estas coisas que ao meu ver na maioria das vezes não passam de empecilhos.

E mesmo neste estado, quem pode nos garantir que isto não seja resultado da atuação de algum outro veículo de manifestação? Como podemos realmente saber sem uma maior experimentação e estudo? E mesmo assim, até onde iriamos?

Por fim, acho que não existe evolução, pelo menos não da forma apresentada. As pessoas são simplesmente diferentes e isto começa desde a concepção no ventre de suas mães, querendo ou não o DNA também vai exercer uma forte influencia no individuo.

Como podemos medir duas coisas completamente diferentes, como podemos compara-las? Afinal, como podemos medir uma consciencia ou a evolução, "ja existe régua para isto"? XD

No meu entendimento atual penso que um individuo pode ser comparado apenas consigo mesmo, o quão coerente ele é, harmônico, equilibrado, etc... e mesmo assim ainda é muito incerto...

Quem pode garantir que você não seria muito pior do que alguem se você tivesse vivido exatamente a vida dele, ou pelo menos o começo pois para viver a vida dele SOMENTE sendo ele mesmo... Afinal é como eu disse antes: como pode alguém acreditar em algo que nunca escutou antes, como pode alguém fazer algo que nunca imaginou ou viu antes?

Enfim, alguém aqui acredita em Pazuzu ou em Kitsunes? Acredito que nem mesmo escutaram antes falar sobre isto, quanto mais acreditar... Mas é bem possível que que acredite, ou principalmente: quem "criou" deve ter em algum momento "vivenciado" isto, mesmo que não seja real, mas isto ja é assunto para uma outra hora :)

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.