• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
mgbr7

Buda e Jesus

Recommended Posts

Bem, esse texto não é meu, e nem venho aqui com o objetivo de ficar lendo opiniões dos outros ou gerar confusão. O único propósito aqui é a reflexão e que cada um chega a sua conclusão. Segue o texto:

Buda disse que viver é sofrer; e que o sofrimento é fruto do desejo; e, desse modo, a vitória sobre o sofrimento seria a mortificação do “eu” pela via do desapego a todas as coisas; a tal ponto que o total desapego colocaria a pessoa no estado de iluminação que o Buda alcançou; entrando-se, desse modo, no Nirvana — estado no qual todos os desejos já deram lugar a aceitação, e o ego se dissolveu no todo universal; continuando existente no todo, porém sem consciência de si e sem qualquer pessoalidade.

Ou seja: tem-se que dissolver a consciência de si mesmo no todo universal a fim de se ter uma paz que não sabe de si.

Ora, apesar disso, tem-se que admitir que Buda afirmou algumas coisas semelhantes ao que Jesus ensinou. Mas há grandes diferenças.

Em Jesus o “eu” a ser posto na cruz é o “si - mesmo”, que tem que dar lugar a um eu rendido ao amor. Tomar a própria cruz e seguir a Jesus, não é, todavia, um exercício de desistência do eu, mas sim de sua falsificação, que é o “si - mesmo”. Isto porque para negar a si mesmo, tomar a cruz e segui-Lo —, há uma grande demanda, não de desistência do eu, mas de fortalecimento dele em seu estado mais essencial; pois, somente quando o “si - mesmo” é crucificado é que o eu começa a sua própria jornada sobre a realidade; e não mais sob os auspícios dos desejos ilusórios.

Assim, Jesus diz que no mundo se tem muitas aflições. Não diz que viver é sofrer, mas afirma que se tem muita da dor na existência. Seu ensino, todavia, não nos convida para um esforço contra os desejos e paixões que só podem ser vencidos se a pessoa morrer junto e por inteiro em sua pessoalidade.

Por isto, ao invés de ensinar a negação como evasão da vida, Jesus ensina o “bom ânimo” como inserção na vida!

Sim, ao invés de lutar contra os desejos, Jesus ensina que no mundo há aflições, frustrações, injustiças, iniqüidades, e dor; mas combate tudo isto com “bom ânimo”.

Afinal, chega um ponto em que depois de todas as paixões e desejos, a própria existência trata de fazer de quase todo homem um budista sem nem ao menos a evasão para o Nirvana. Por isto, pode-se dizer que depois do Encontro com a Existência, o maior desejo passa a ser de morte; ainda que a maioria não saiba. Daí, sem esperar que a vida esmague ninguém, porém afirmando que as dores são inevitáveis, Jesus manda ter “bom ânimo”; pois, de fato, é o bom ânimo o poder que combate o desejo mais essencial que habita os humanos, que é a pulsão de morte e de suicídio maquiado.

Jesus nunca jejuou para matar nada. Seu jejum era para ficar só e concentrar todo o Seu foco humano na tarefa que historicamente começava. Entretanto, Nele não há angustia de ser, como havia em Buda. As angustias de Jesus não são conflitos existenciais, mas reações naturais e humanas frente à dor real e infligida como tortura e morte. Mas não há nenhuma outra angustia Nele. Porque Jesus não “deseja” nada, nunca teve qualquer dos conflitos de Buda.

Sim, Buda tem que lutar para se iluminar. Jesus é a Luz. Buda tem um si - mesmo em conflito com seu eu. Jesus é ego-amor. Buda tem que experimentar roteiros e buscar o mais sábio, segundo sua percepção. Jesus é o Caminho. Buda se ausenta da vida e medita. Jesus fica em silencia público trinta anos, medita, e entra na vida em sua plenitude, e com todos. O Buda não chora. Jesus chora. O Buda não ri. Jesus gargalha. O Buda não bebe. Jesus é acusado de ser bebedor de vinho. O Buda se recolhe em reclusão permanente. Jesus manda que jamais se faça assim.

O Buda diz: “Meu ensino é como uma balsa para atravessar um rio. Seria loucura, depois da travessia, levar a barca por aí”. Jesus, todavia, não se diz uma balsa para um tempo de travessia, mas diz ser o Caminho onde quer que haja Vida a ser experimentada; seja na travessia; seja em terra firme ou não; seja para aqui, seja para além; seja para a vida, seja para a morte; seja em tempos de angustia ou de paz — Jesus não é temporário.

Além disso, é a naturalidade de Jesus e Seu senso de propriedade e bom senso, aquilo que nos mostrar o que significa estar no mundo, vive-lo sem medo, e, ao mesmo tempo, não ser do mundo; porém sem nenhuma evasão.

O Buda não venceu o mundo, mas apenas encontrou uma porta de alienação, que antes de tudo é uma Psicologia do Impessoal. Jesus venceu o mundo, pois, nele amou a todos; e se deu por todos; e, antes de morrer por amor, viveu entre os homens, em suas casas, com suas dores, curando-lhes os males, sorrindo com suas alegrias, defendendo-os de inimigos perversos, expulsando demônios e devolvendo as pessoas à família e à vida.

Buda diz Não-Eu! Jesus diz: Eu Sou!

O caminho da consciência em Buda leva ao mergulho na Inconsciência. O caminho da consciência em Jesus leva a conhecer a Deus como somos por Ele conhecidos.

Assim, Buda é um homem querendo paz no Nirvana. Jesus é Deus chamando os homens a Si mesmo; pois, em Jesus, o convite não é para o nirvana-céu, mas para a experiência eterna e crescente na consciência em Deus.

Buda queria o caminho da paz e da harmonia, para si e para os outros. Jesus é a Paz. E ele é o Caminho.

Assim, como uma criança, digo: Tudo o que Buda desejaria de melhor significaria, na História, ter conhecido a Jesus!

Nele, a Quem todos buscam, mesmo quando não sabem.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Amém!! Muito bom!!

"... E o chamarão pelo nome de EMANUEL, que traduzido é: Deus é conosco."

Isaías 7:14

JESUS CRITO HABITA EM MIM!

Cristo nos ensinou que TODOS NÓS somos UM SÓ pão, um só corpo, um só espírito, um só sentimento, um só amor!

Somos partes integrantes um do outro e também integrantes do ESPÍRITO DO DEUS VIVO!

DEUS é um eterno cavalheiro, e só fará parte da sua vida quando você convida-lo... sinta-o em ti! Bem-aventurado seja seu Espírito! Amém!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gostei Muito do texto e concordo perfeitamente. Jesus buscou o homem, não fugiu, sabia que encontraria seguidores e críticos que tentariam derruba-lo. Buda simplesmente demonstrou o caminho para a elevação da consciencia que permitiria fugir dos críticos, das ofensas, pois se alcançaria a paz eterna, aprendendo e apreciando cada tiquinho de paz no nirvana.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Iluminare, esse tipo de comentário sem fundamento só gera flamme.

Por favor, se puder dizer o por que do seu comentário ficariamos felizes.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu só acho que se deve ter o minimo de conhecimento sobre algo que se compara e se critica, ainda mais quando são comentarios maldosos de que esse ou aquele foi melhor...

E ao contrario doque se fala nesse post...

Sidharta Gautama o "Buda" que significa Desperto...ele não fugiu de nada e de ninguem não

Não sei da onde tiraram isso, mas ele era um peregrino e andava entre as pessoas viajanda de cidade em cidade pregando seus ensinamentos...

Ha unica época que ele ficou isolado foi quando ele ainda estava buscando sua iluminação

Então pesso que as pessoas tenham mais respeito, principalmente em relação aquilo que elas nao conhecem...e evite de fazer comparações, de culturas e tempos tão distantes.

Abraço!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu acho que esse texto pucha um "pouco" a brasa pra sardinha do cristianismo...

O que discordo totalmente é que pra mim ao menos, Jesus ou qualquer outro não é o caminho, e sim a nós mesmos. Jesus chegou "onde está" seguindo quem? Mesma pergunta faço em relação ao Buda, e nesse ponto ele foi sincero, ele se colocou como um mestre, que depois de ser alcançado pelo dicípulo, não serve de mais nada. E com certeza Jesus se via da mesma forma! Erros de interpretação e tradução deram nisso...

Vamos parar para raciocinar um pouco, ok?!

Um abraço a vocês.

Share this post


Link to post
Share on other sites

A bíblia ou (o Livro sagrado) como muitos dizem ao qual é a rocha do Cristianismo tem servido com exito ao seu real propósito desde o inicio de sua escrita até aos dias atuais ao qual foi selecionado cuidadosamente pelo grande Império Romano ao qual ainda vive forte e predominante nos dias atuais, vive de uma forma não só invisível mas de uma forma camuflada.

A Bíblia nunca matou ninguém, a Bíblia nunca causou nenhuma guerra mas todos aqueles que acreditaram arduamente e fielmente na Bíblia e no Cristianismo sim.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pessoal, é hora de superarmos picuinhas religiosas.

Sobre Jesus, por que ele não se pronunciou contra a escravidão da época?

E essa frase de Jesus: "ninguém chega ao pai senão por mim" é, a meu ver, uma frase bastante desastrosa. Não percam tempo com isso.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Jesus Cristo Salva e Pronto!

Buda Salva e Pronto!

Chico Xavier Salva e Pronto!

Salvam e continuam a salvar milhões de almas com seus sábios ensinamentos.

O que eles tem em comum? O ensinamento do amor e da caridade!!

O amor, meus irmãos, é o DOM SUPREMO! Nada adianta vc saber sobre todas religiões, ser inteligente, dotado de sabedoria, de boa memória e tudo isso... se não tiver AMOR e RESPEITO tudo isso não servirá pra nada!

Pra mim, aqueles que criticam de forma ofensiva a religião ou crença do próximo são hipocritas e orgulhosos que apenas se igualam aos 'grandes' do sistema que estão a guerrear fanaticamente por causa de política e/ou religião.

Alias, "ismo" é a terminação dada a tudo que for POLITICA, RELIGIÃO ou DOENÇA. Isso é fato e vc pode procurar em qualquer dicionário de lingua portuguesa. Tanto o cristianismo, quanto o budismo, enterraram seus próprios mestres fazendo deles um "ISMO", ou seja, conseguiram transformar seu mestre numa trindade das trevas: POLITICA, RELIGIÃO e DOENÇA!!!!

O que eu digo é que perderam a verdadeira essência do ensinamento dos seus mestres: sem dogmas, politicagem, fanatismo, pré-conceito!

E que Deus os perdoem, pois são lobos que vestem pele de cordeiro, falam da paz, falam do amor, mas não tem capacidade de amar e respeitar o próximo. Falsos Profetas! Digo isso apenas para aqueles que a carapuça servir, e se serviu: livre-se dessa escravidão preconceituosa e mortal!

E digo mais, aos que servirem essa carapuça, atirarão-me pedras ainda nesse post!

Ao

Oque você sabe sobre budismo aprendeu no wikipedia ? kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Sem comentarios...

Seja mais humilde...

Sei lá cara, acredito que vc seja entendido sobre o Budismo, talvez poderia expor seus conhecimentos antes de criticar grosseiramente, você até deu seu ponto de vista, mas primeiro atirou pedras sem pudor! Digo isso sem ofender a vc, pelo contrário, ofereço-te amor de graça e sem esperar receber de volta!

Sabe irmão, guarda-te isso contigo: Quanto tu desencarnar notará o quanto todos nós seres humanos fomos tão tolos e ingenuos com nossas crenças limitadas e orgulhosas perante a imensa grandiosidade e verdade sobre o Reino de Deus!

O que é verdade para você, pode não ser verdade para o próximo, e vice versa. Porque, tanto você, quanto o próximo, tiveram o livre-arbitrio para escolherem acreditar no que quiserem, no que bem entenderem.

Deus só quer que busquemos o amor antes de tudo!!

Que a Luz do Divino brilhe dentro dos nossos corações e lave nossas almas com sabedoria,

discernimento, paz, amor e altruísmo!

Deus é convosco!

CRISTO VIVE!

Ps.: assim como Buda vive, Kardec vive, Moisés vive, Chico Xavier vive...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fico muito feliz com o interesse e a participação de tantas pessoas comentando nesse nosso tópico sobre um tema tão interessante e que desperta tanto nossa curiosidade como a vida dos dois maiores professores que a Terra já teve.

Agredeço mais ainda aos comentários de cada pessoa por engrandecer essa nossa discussão com conteúdo e opiniões tão diversas.

Para mim é uma grande oportunidade de aprendizado ler todas essas opiniões tão ricas de conteúdo a nível pessoal.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Oláááááá....

Se eu puder contribuir... eu diria que esse tópico destacou um problema que talvez permeia as grandes questões polêmicas:

"Comparação..."

Comparar exige que você atribua um juízo de valor aos "objetos" em questão, por exemplo: maior ou menor, bom ou ruim, gordo ou magro, corintiano ou parmerense, e aí vai...

Vejo que o ato de comparar é enquadrar numa escala que talvez possa ser resumida em "bão" ou ruim...

Porém, se desconsiderarmos o contexto (cultural, social, econômico, religioso, etc) das pessoas que são comparadas, corremos o risco de sermos injustos, pois que ao se tratar das experiências humanas cada uma é singular e a comparação pode reforçar preconceitos ou intolerâncias...

Obviamente, o ato de comparar é útil para nos fornecer um diagnóstico dos fenômenos mundanos e tudo mais... entretanto, acredito que cabe bom-senso, uma vez que "cada um está onde deve estar..."

Como dizem os sábios:

"Temos que nos comparar conosco mesmo...

No sentido de verificarmos se hoje

Nos tornamos humanamente um pouco melhores

Do que fomos ontem..."

Mas, que o Santos é o melhor time brasileiro da temporada, não tem comparação...hehehehehe

(Tava muito sério este post...)

Abraço.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Bem, esse texto não é meu, e nem venho aqui com o objetivo de ficar lendo opiniões dos outros ou gerar confusão. O único propósito aqui é a reflexão e que cada um chega a sua conclusão. Segue o texto:

Buda disse que viver é sofrer; e que o sofrimento é fruto do desejo; e, desse modo, a vitória sobre o sofrimento seria a mortificação do “eu” pela via do desapego a todas as coisas; a tal ponto que o total desapego colocaria a pessoa no estado de iluminação que o Buda alcançou; entrando-se, desse modo, no Nirvana — estado no qual todos os desejos já deram lugar a aceitação, e o ego se dissolveu no todo universal; continuando existente no todo, porém sem consciência de si e sem qualquer pessoalidade.

Ou seja: tem-se que dissolver a consciência de si mesmo no todo universal a fim de se ter uma paz que não sabe de si.

Ora, apesar disso, tem-se que admitir que Buda afirmou algumas coisas semelhantes ao que Jesus ensinou. Mas há grandes diferenças.

Em Jesus o “eu” a ser posto na cruz é o “si - mesmo”, que tem que dar lugar a um eu rendido ao amor. Tomar a própria cruz e seguir a Jesus, não é, todavia, um exercício de desistência do eu, mas sim de sua falsificação, que é o “si - mesmo”. Isto porque para negar a si mesmo, tomar a cruz e segui-Lo —, há uma grande demanda, não de desistência do eu, mas de fortalecimento dele em seu estado mais essencial; pois, somente quando o “si - mesmo” é crucificado é que o eu começa a sua própria jornada sobre a realidade; e não mais sob os auspícios dos desejos ilusórios.

Assim, Jesus diz que no mundo se tem muitas aflições. Não diz que viver é sofrer, mas afirma que se tem muita da dor na existência. Seu ensino, todavia, não nos convida para um esforço contra os desejos e paixões que só podem ser vencidos se a pessoa morrer junto e por inteiro em sua pessoalidade.

Por isto, ao invés de ensinar a negação como evasão da vida, Jesus ensina o “bom ânimo” como inserção na vida!

Sim, ao invés de lutar contra os desejos, Jesus ensina que no mundo há aflições, frustrações, injustiças, iniqüidades, e dor; mas combate tudo isto com “bom ânimo”.

Afinal, chega um ponto em que depois de todas as paixões e desejos, a própria existência trata de fazer de quase todo homem um budista sem nem ao menos a evasão para o Nirvana. Por isto, pode-se dizer que depois do Encontro com a Existência, o maior desejo passa a ser de morte; ainda que a maioria não saiba. Daí, sem esperar que a vida esmague ninguém, porém afirmando que as dores são inevitáveis, Jesus manda ter “bom ânimo”; pois, de fato, é o bom ânimo o poder que combate o desejo mais essencial que habita os humanos, que é a pulsão de morte e de suicídio maquiado.

Jesus nunca jejuou para matar nada. Seu jejum era para ficar só e concentrar todo o Seu foco humano na tarefa que historicamente começava. Entretanto, Nele não há angustia de ser, como havia em Buda. As angustias de Jesus não são conflitos existenciais, mas reações naturais e humanas frente à dor real e infligida como tortura e morte. Mas não há nenhuma outra angustia Nele. Porque Jesus não “deseja” nada, nunca teve qualquer dos conflitos de Buda.

Sim, Buda tem que lutar para se iluminar. Jesus é a Luz. Buda tem um si - mesmo em conflito com seu eu. Jesus é ego-amor. Buda tem que experimentar roteiros e buscar o mais sábio, segundo sua percepção. Jesus é o Caminho. Buda se ausenta da vida e medita. Jesus fica em silencia público trinta anos, medita, e entra na vida em sua plenitude, e com todos. O Buda não chora. Jesus chora. O Buda não ri. Jesus gargalha. O Buda não bebe. Jesus é acusado de ser bebedor de vinho. O Buda se recolhe em reclusão permanente. Jesus manda que jamais se faça assim.

O Buda diz: “Meu ensino é como uma balsa para atravessar um rio. Seria loucura, depois da travessia, levar a barca por aí”. Jesus, todavia, não se diz uma balsa para um tempo de travessia, mas diz ser o Caminho onde quer que haja Vida a ser experimentada; seja na travessia; seja em terra firme ou não; seja para aqui, seja para além; seja para a vida, seja para a morte; seja em tempos de angustia ou de paz — Jesus não é temporário.

Além disso, é a naturalidade de Jesus e Seu senso de propriedade e bom senso, aquilo que nos mostrar o que significa estar no mundo, vive-lo sem medo, e, ao mesmo tempo, não ser do mundo; porém sem nenhuma evasão.

O Buda não venceu o mundo, mas apenas encontrou uma porta de alienação, que antes de tudo é uma Psicologia do Impessoal. Jesus venceu o mundo, pois, nele amou a todos; e se deu por todos; e, antes de morrer por amor, viveu entre os homens, em suas casas, com suas dores, curando-lhes os males, sorrindo com suas alegrias, defendendo-os de inimigos perversos, expulsando demônios e devolvendo as pessoas à família e à vida.

Buda diz Não-Eu! Jesus diz: Eu Sou!

O caminho da consciência em Buda leva ao mergulho na Inconsciência. O caminho da consciência em Jesus leva a conhecer a Deus como somos por Ele conhecidos.

Assim, Buda é um homem querendo paz no Nirvana. Jesus é Deus chamando os homens a Si mesmo; pois, em Jesus, o convite não é para o nirvana-céu, mas para a experiência eterna e crescente na consciência em Deus.

Buda queria o caminho da paz e da harmonia, para si e para os outros. Jesus é a Paz. E ele é o Caminho.

Assim, como uma criança, digo: Tudo o que Buda desejaria de melhor significaria, na História, ter conhecido a Jesus!

Nele, a Quem todos buscam, mesmo quando não sabem.

Lindo Lindo, estou em extase, que coisa mais linda, jesus o ser mais perfeito que veio na terra, o espirito mais puro que já habitou este orbe, Buda uma Grande luz que veio iluminar e alavancar nossa terra para o progresso

Share this post


Link to post
Share on other sites
Jesus Cristo Salva e Pronto!

Buda Salva e Pronto!

Chico Xavier Salva e Pronto!

Salvam e continuam a salvar milhões de almas com seus sábios ensinamentos.

O que eles tem em comum? O ensinamento do amor e da caridade!!

O amor, meus irmãos, é o DOM SUPREMO! Nada adianta vc saber sobre todas religiões, ser inteligente, dotado de sabedoria, de boa memória e tudo isso... se não tiver AMOR e RESPEITO tudo isso não servirá pra nada!

Pra mim, aqueles que criticam de forma ofensiva a religião ou crença do próximo são hipocritas e orgulhosos que apenas se igualam aos 'grandes' do sistema que estão a guerrear fanaticamente por causa de política e/ou religião.

Alias, "ismo" é a terminação dada a tudo que for POLITICA, RELIGIÃO ou DOENÇA. Isso é fato e vc pode procurar em qualquer dicionário de lingua portuguesa. Tanto o cristianismo, quanto o budismo, enterraram seus próprios mestres fazendo deles um "ISMO", ou seja, conseguiram transformar seu mestre numa trindade das trevas: POLITICA, RELIGIÃO e DOENÇA!!!!

O que eu digo é que perderam a verdadeira essência do ensinamento dos seus mestres: sem dogmas, politicagem, fanatismo, pré-conceito!

E que Deus os perdoem, pois são lobos que vestem pele de cordeiro, falam da paz, falam do amor, mas não tem capacidade de amar e respeitar o próximo. Falsos Profetas! Digo isso apenas para aqueles que a carapuça servir, e se serviu: livre-se dessa escravidão preconceituosa e mortal!

E digo mais, aos que servirem essa carapuça, atirarão-me pedras ainda nesse post!

Ao

Oque você sabe sobre budismo aprendeu no wikipedia ? kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Sem comentarios...

Seja mais humilde...

Sei lá cara, acredito que vc seja entendido sobre o Budismo, talvez poderia expor seus conhecimentos antes de criticar grosseiramente, você até deu seu ponto de vista, mas primeiro atirou pedras sem pudor! Digo isso sem ofender a vc, pelo contrário, ofereço-te amor de graça e sem esperar receber de volta!

Sabe irmão, guarda-te isso contigo: Quanto tu desencarnar notará o quanto todos nós seres humanos fomos tão tolos e ingenuos com nossas crenças limitadas e orgulhosas perante a imensa grandiosidade e verdade sobre o Reino de Deus!

O que é verdade para você, pode não ser verdade para o próximo, e vice versa. Porque, tanto você, quanto o próximo, tiveram o livre-arbitrio para escolherem acreditar no que quiserem, no que bem entenderem.

Deus só quer que busquemos o amor antes de tudo!!

Que a Luz do Divino brilhe dentro dos nossos corações e lave nossas almas com sabedoria,

discernimento, paz, amor e altruísmo!

Deus é convosco!

CRISTO VIVE!

Ps.: assim como Buda vive, Kardec vive, Moisés vive, Chico Xavier vive...

Grande inspiração meu colega, disse tudo.

Para quem critica as frases de jesus como " eu sou o caminho a verdade e a vida".

É pq poucos sabem que jesus foi o maior medium que passou na terra e recebia essas palavras do cristo planetário, que foi o logos que criou o planeta terra, então pra quem acha que jesus não era humilde em suas palavras, agora sabem que quem falava não era ele mas sim o pai do planeta, o cristo planetario. Só falta falarem agora que o cristo planetario então não era humilde ehehhe

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.