• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
VinciusF

Otherkins

Recommended Posts

Eu sei que o texto é enorme :lol::lol: , mas aqui tem todas as informações que eu consegui achar sobre Otherskins, não tem muita informação dessa na internet e em portugues, então decidi pegar um pouco de cada site e traduzir alguns textos do ingles, aqueles que quiserem ler, tenho certeza que aprenderão muito sobre estas essencias.Já relato que não sou nenhum especialista e conheço este assunto a muito pouco tempo, não tenho certeza se isto realmente existe, descubram por vocês mesmos.

Otherkins são pessoas que não conseguem se adaptar as características de sua espécie e se sentem deslocados no meio da sociedade. Muitas pessoas que se reconhecem como otherkin acham que têm origem em outros mundos ou dimensões. Um sentimento comum a todo otherkin é "Não sou daqui". Se sentem mais presentes no espiritual e mental do que no material, têm variações bruscas de humor, alguns têm nojo de carne, principalmente vermelhas. Sentem vontade de fugir para um lugar que não sabem exatamente onde fica. Não suportam violência de qualquer espécie, é rarí­ssimo se envolverem em luta fí­sica; têm aversão a pessoas rudes e grosseiras. Não gosta de trabalhar em empregos normais; odeia trabalhos braçais, robóticos, não curte academias, ginástica, musculação, exercí­cio fí­sico sistemático. Maioria tem alergias muito incomuns, como ao sol, temperaturas, metais, pedras entre outras.

Anjos (Aglaelis): Seu padrão energético tende a ser amarelado.

Demônios: O padrão costuma ser vermelho, bem vivo ou verde-escuro.

Dragões: Energia um tom de cinza gelo. Densa, pesada e fria.

Elfos: A energia é esverdeada escura, muito leve.

Fadas(Faes): Tem um padrão muito similar com a energia dos anjos, tem as mesmas tonalidades de amarelo, mesma sutileza.

Harpyas: Tem a cor azul clara.

Humanos: Energia azul-esverdeado, tendendo ao azul escuro, muito denso e “morno”.

Licantropos: energia avermelhada com tendência ao violeta,s eria como se estivessem entre os padrões de energia (em meio termo com relações aos demônios e vampiros). A vibração desta energia é ardida como a dos demônios, mas não tão densa e nem tão pesada.

Ranianos: Tem um padrão de energia similar ao padrão dos humanos só que tendem ao esverdeado com algumas rajadas no tom de vermelho.

Vampiros: Tem um padrão vibracional muito peculiar, as cores tendem a ser violeta com azul, muito forte e vibrante.

A pergunta "Como eu sei que sou Otherkin?" muitas vezes isto é questionado nas comunidades de Otherkin. As pessoas estão curiosas como eles podem identificar-se como tal, ou são confundidos com o que eles podem estar sentindo. Infelizmente, é uma pergunta difícil de responder e que exige uma grande dose de auto-avaliação. Não há um conjunto método para determinar se realmente é Otherkin. Não há um "teste" que você pode tomar e pedindo às pessoas para responder a pergunta para você não é confiável. A única ajuda que alguém pode realmente oferecer-lhe uma orientação.

Conteúdo

Dicas importantes

Há uma série de dicas que devem ser mantidos em mente enquanto se "procura a alma". Os indivíduos que são Otherkin identificam-se como tal porque é o que eles são. Assim como um gato é um gato, porque é um gato. Um cão não deve chamar-se de um gato, porque, obviamente, um cão não se encaixa na descrição de um gato. Se um indivíduo quer fortemente poder afirmar que são Otherkin, ele deve ter cuidado para não permitir que o desejo de tomar posse e obscureça seu julgamento. Enquanto isso seria bom estar feliz com a descoberta, nunca é uma coisa boa mentir para si mesmo. Nunca é uma boa coisa se identificar com algo para mais tarde descobrir a sua identidade é falsa ou não se aceitar, porque você está identificando como Otherkin por todas razões erradas.

Tenha em mente o seguinte, enquanto você continuar a sua procura de sua identidade. A seguinte lista de contas para muitas pessoas que acreditam que são Otherkin. No entanto, não é suficiente para formar uma base sólida para sua crença, já que fornecem muito pouca ou nenhuma evidência de apoio.

* Querer ser um Otherkin não faz você um Otherkin. Ao avaliar-se, não se convença de algo que não existe. Atenha-se aos fatos de seus resultados e estar sempre cético, mas mantenho uma mente aberta.

* Otherkin não é uma forma de escapismo ou um modismo. Os indivíduos que se identificam como Otherkin não devem fazer isso porque eles se sentem fora de lugar no mundo, ou para ser "legal" ou se sentir especial. Se você está esperando ser Otherkin por estas razões, dê um passo para trás. Não se acostuma com essa mentalidade errada.

* Simplesmente ter personalidade ou características corporais semelhantes a um Otherkin não faz de você essa raça. Por exemplo, se você é fascinado por lobos e apresentam traços muito semelhantes aos lobos, que não quer dizer que você era um lobo em uma vida passada. Essa é uma hipótese plausível, mas os traços não são base suficiente para que seja. Faça mais pesquisas sobre.

* Se alguém afirma que é um Otherkin, tome em consideração, mas nunca, nunca deixe levá-lo pelo coração.Por exemplo, se alguém lhe disser que você é descendente de George Washington, você vai acreditar neles? Você deveria fazer a sua investigação e descobrir por si mesmo. Não há sentido em passar a vida acreditando que algo que não é verdade.

Infelizmente, isso leva a uma conclusão que muitos não querem ouvir enquanto tenta determinar se podem ou não ser capaz de identificar como Otherkin. A resposta a essa questão, em última instância está dentro de você. Você terá que fazer um monte de pesquisa e auto-avaliação. Outros serão capazes de ajudar, fornecendo orientações e conselhos, mas eles nunca devem fazer de tudo para você. Isto é algo que você deve descobrir por conta própria.

Pense nisso como Amnesia

Para colocar isto em perspectiva, vamos usar uma analogia que pode realmente ser completamente instalação de Otherkin. Imagine que você está sofrendo de um grave caso de amnésia, você não consegue se lembrar quem ou o que você é, de onde você veio - nada. Você pode ter palpites, e certas coisas podem "sentir bem", mas você não pode estar certo. Você não tem certeza do que fazer ou para onde ir. Então você vai a outro para orientação. É isso que a Comunidade Otherkin está aqui para ajudá-lo quando por essa razão - de orientação. Não é para dizer quem você é.

Há muitos perigos inerentes,vai ser incapaz de lembrar quem você é, ou apenas ser capaz de se lembrar de fragmentos. Como John / Jane Doe, Que fatores colocá-lo em tal situação pegajosa?

Confiança

A primeira coisa que você pode fazer depois de perder sua memória,é ir aos outros e perguntar quem você é. Tente descobrir quem pode ter o conhecido. O problema é - suas respostas podem ser responsáveis? Há algumas pessoas que podem estar dizendo a verdade, mas outros podem vê-lo como uma oportunidade para tirar vantagem de você. Como você pode ter certeza que você não está sendo enganado? Outras podem ter se confundido quando eles dizem que te reconhece. Podem dar uma olhada em você e dizer: "Oh sim, eu vi você lá antes", quando na realidade todos eles tinham visto alguém que só é muito parecido com você.

Em relação à Otherkin, há uma complicação adicional. Você está falando com outros que também estão sofrendo de "amnésia". Agora, você não pode ter certeza de que ainda se lembra de você. Sua própria mãe pode não reconhecer quem você é. Portanto, quando se avalia a si mesmo, você só deve tomar em consideração o que os outros têm a dizer. Não confie em tudo que é dito. Nem tudo pode ser confiável, e não é necessariamente culpa do indivíduo dando-lhe a informação. Ele / ela pode lembrar de forma incorreta.

Palpites e Personalidade

Outra área sensível em relação à memória seria palpites e avaliação da personalidade. Considere que, pouco depois de perder sua memória você percebe que, como você está andando na rua, você tem um fascínio com os carros que passavam. Na verdade - eles são realmente a única coisa que se destaca. Você começa a pensar em como eles funcionam e como o que eles são usados. Devido ao seu interesse, você assumir que você deve ser um mecânico ou trabalha em algum tipo de profissão que lida com veículos, quando na verdade não é.Os carros só te impressionaram. Mesmo com seu pressuposto bem estar, isto não lhe tornará algum profissional ligado a essa área de verdade.Ao longo de algumas semanas ou mesmo meses, você percebe que você tem uma ligação muito forte com os gatos. Você exibe qualidades felina (talvez você ronrone), e os gatos parecem conviver muito bem com você. Eles parecem atraídos por você. Quando alguém procura uma identidade como Otherkin, eles podem olhar para este Estado e pensar que devem ter sido algum tipo de felino em uma vida passada, devido às suas características e como eles se dão bem com os animais. Esta poderia ser um erro fatal que deve ser evitado a todo custo. Talvez essas características foram desenvolvidas, porque você estava em torno de gatos muitas vezes nesta vida. Ou talvez os gatos gostam de seu perfume ou alguma outra qualidade sobre você. Isso não significa que você já foi um gato - pode ter sido uma coincidência.

Quando palpites avaliação e traços de personalidade, é importante tomar em consideração, mas não fazer suposições. Considere todas as possibilidades. Por que você exibe características de um gato sem ser um Otherkin? Se houver respostas para além de ser um Otherkin, então é possível que foi uma coincidência. No entanto, isso não significa que seu interesse não foram despertados a partir de memórias de uma vida passada. Portanto, mantenha isso em mente. Talvez haja uma conexão. Mas tire as conclusões após ter todos os fatos.

Recordando o Passado

A razão mais comum para as pessoas acreditarem que podem ser Otherkin é porque eles podem ter vivido uma vida passada que não eram humanos. Esperemos que seja o caso - que irá fornecer-lhe os métodos mais fácil de ajudar a encontrar sua identidade. Embora este artigo não irá ajudá-lo a procurar outras pessoas que podem dizer-lhe que tipo de " Kin pode ser que você seja, ou dar-lhe o caminho mais fácil, ele irá contribuir para sugerir métodos que podem ajudar você a descobrir a si mesmo. Isso é muitas vezes um processo longo e tedioso, por isso a paciência é uma obrigação. Não espere para descobrir tudo de imediato. Muitas pessoas continuam a despertar toda a sua vida - o que faz sentido, especialmente se houver muitas vidas para se lembrar.

O processo pelo qual Otherkin recordar suas vidas passadas, memórias e experiências é referido como o despertar. É um processo que pode ser difícil de início, mas depois que você passar por cima da colisão, a maior parte será no morro de lá. Enquanto você ainda terá que fazer algumas escavações, certas lembranças podem simplesmente chegar para você, ou você pode apenas conhecê-los como se você tivesse conhecido toda a sua vida. As experiências podem variar.

Meditação

Uma coisa que muitos Otherkin experiente não podem salientar é suficiente para investir o tempo na prática de meditação. É algo que muitos iniciantes - e mesmo os indivíduos mais experientes - encontram-se um tema muito chato que deve ser evitado. Entretanto, a meditação produz resultados que muitas vezes tomam uma grande quantidade de tempo de outra maneira, ou podem vir à tona algo que não pode vir de outra forma para você em tudo. Pense em meditação como o metrô abaixo de uma rua da cidade lotada.

Ao iniciar-se, pode ser difícil pensar em algo para meditar. Esperemos que, quando você pensa sobre a possibilidade de ser Otherkin, algumas coisas só vão começar a vir para você. Um bom ponto de partida seria palpites ou informações passadas dadas a você por outros, ou mesmo, que está na necessidade de verificação. Se você não tem nada para sair da clara, a sua mente e deixe seu subconsciente fazer o trabalho para você. Pense no conceito de Otherkin. Pense no seu passado - antes desta vida. Veja se nada vem até você.

A reminiscência ou imaginação?

Também é importante manter em mente que sua mente pode vagar durante a meditação. Você precisa aprender a ser capaz de separar as memórias da sua imaginação. Deixe que as coisas venham para você - não invente suas próprias memórias. Isso pode ser mais fácil de dizer do que fazer. O método a seguir foi elaborado pelo fundador da Comunidade Otherkin, Clodaus, para ajudar a diferenciar a sua imaginação e memórias. A idéia é ter uma idéia de, literalmente, como o cérebro sente quando você está tendo pensamentos diferentes - neste caso, há diferença entre memória e imaginação. Note que este método pode não funcionar para todos. Este pretende ser um dos muitos auxílios, e não uma solução.

Sensações dentro do cérebro pode ser um conceito estranho para alguns. Tente estar ciente de como seus pensamentos se sente antes de tentar o exercício. Além disso, tente não colocar muita importância para ela, assim não crie falsas sensações (como o efeito placebo).

1. Pense em um evento distante, como uma lembrança de sua infância. Pense em um evento. Simplesmente atravessá-la - revivê-la um pouco. Lembre-se de seu entorno, o que está acontecendo, quem pode estar presente, etc Basta deixá-lo vir até você. Observe a sensação desta memória.

2. Pare de pensar na memória e de um tempo para a sensação de desvanecer.

3. Agora imagine um cenário fantasioso. A fim de certificar se você na verdade não está recordando vidas passadas, ou uma memória reprimida desta vida, fazer o cenário de algo impossível ou altamente improvável. Talvez você possa imaginar vacas saltando através de um campo de melancias ou então sapos sendo abduzidos por alienígenas e recitando citações de Shakespeare.

4. Observe a sensação ao imaginar o seu evento. Seu cérebro pode sentir como se estivesse fazendo mais trabalho - mais de um sentimento lotado ou restrito, enquanto recorda eventos de sua infância onde você era livre, abra-se para sensações.

5. Pare de pensar no evento imaginário e permita a sensação de devaneio. Não pense sobre a sensação, ou pode (hesitar).

6. Repita os passos necessários para poder fazer a distinção entre os dois tipos de pensamento - a lembrança e a imaginação.

Usando os métodos acima, certifique-se que nunca o teve a sensação de imaginação. Sua mente deve permanecer livre, aberto e fluindo. A informação deve chegar a você - você não deve tentar preencher as lacunas. Se você achar que você começa a sonhar acordado, O que pode acontecer muito de inicio, tome um momento para retornar à sua consciência, foque no estado de meditação antes de continuar. Isso ajudará a mantê-lo na pista e reduzir o risco de falsas memórias.

Importante: Você não quer preencher as lacunas com as suas memórias. Se você começa a lembrar de um evento, então a memória de repente para tente não empurrar isto muito forte (??). Você pode tentar cavar, mas tente garantir que você não está imaginando os efeitos. Muitas vezes a mente pode crescer frustrada com a falta de informações ou estimulação e criar seu próprio cenário usando adivinhação, ou simplesmente começar a sonhar.

Perigos da Leitura

Algumas pessoas procuram outras pessoas que afirmam que eles são capazes de sentir "ou" ver "ou não um indivíduo é Otherkin usando vários métodos. Quer ou não a pessoa possui essa capacidade é irrelevante - é um caminho perigoso para ter um número de razões:

* Equivocada - O leitor "pode perfeitamente acreditar que eles serão capazes de responder à sua questão de saber se você se é ou não Otherkin, mas isso não significa que eles realmente possuem a capacidade. Você pode receber uma leitura muito encorajadora de uma pessoa muito confiável, que pode apenas estar enganado.

*Fraude - Alguém pode dizer que é capaz de lhe dizer se você é ou não um Otherkin, mas pode estar mentindo. Ainda pior, eles podem simplesmente desencaminhar você, fornecendo informações falsas ou imprecisas, no entanto ligeira.

* Precisão - Se alguém realmente conseguir assim ler sua capacidade ou não de ser um Otherkin este pode errar, por ser um individuo mais difícil de se ler A precisão da capacidade de uma pessoa para determinar se a pessoa é ou não um Otehrkin irá variar entre uma variedade de fatores, incluindo o erro humano, equívoco, interpretação errada, falta de informação, dificuldade de leitura do indivíduo, e de várias outras circunstâncias.

* Dependência - O indivíduo que recebe o leitor pode se tornar dependente dos outros para obter informações. Ao invés de procurar as respostas dentro de si, eles podem ter que voltar sempre aos outros para ajuda. Isso repete os elementos acima perigoso e, ao mesmo tempo que limita severamente a capacidade do indivíduo para aprender mais sobre si mesmos. Há somente tanto os outros podem dizer sobre si mesmo. Algumas explorações devem ser feita dentro de você mesmo.

* Desinformação - O leitor "pode receber informação verdadeira do indivíduo, no entanto, a informação pode estar equivocada. Por exemplo, talvez o leitor ajude a determinar se o indivíduo é Otherkin pela leitura nas memórias de vidas passadas do indivíduo. O leitor pode tropeçar em cima de uma memória que parece ser verdadeira, mas pode ter sido produto da imaginação do indivíduo.

Pelas razões acima expostas, a fim de proteger os seus membros, a comunidade Otherkin não tolera ou permitir leituras sobre qualquer dos seus serviços públicos. Em vez disso, a Comunidade e os seus membros irão ajudar os indivíduos, fornecendo orientações através de sugestões.

Importante: Se você receber uma leitura de um indivíduo, é muito importante verificar todas as informações você mesmo! Se você é incapaz de usar qualquer um dos métodos descritos nesta página, seria sábio levar em consideração, mas nunca levá-la ao coração. No pior cenário, como um número de pessoas para realizar leituras em você e ver o que é similar. Mas isso traz um outro problema. Se você receber resultados variados, em quem você confia? Talvez apenas uma era correta, enquanto os outros estavam errados. Ou talvez todos eles estavam errados. Ainda possível, talvez tudo estava certo, mas simplesmente vendo diferentes aspectos de si mesmo. Por exemplo, talvez você já teve muitas vidas entre raças diferentes. Se uma pessoa diz que você é uma raça, e outro diz que era da raça B, é possível que ambos estavam corretos. Assim, o ponto é - você nunca pode ter certeza até que você olhar para você mesmo.

Outra forma de recordação:

meditação gnostica: relaxamento do corpo físico, mentalização de um círculo mágico de proteção ao seu redor e relaxamento profundo meditativo.

Após esta etapa do relaxamento físico, você pedirá ao seu Ser Divino que o ajude a acessar o mais profundo de sua memória. Para ajudar a acessar esse “banco de memórias”, você pode iniciar recordando todos os feitos ocorridos em sua vida atual, partindo do presente para o passad, até a mais tenra idade. Assim, lembrará primeiramente a sua preparação para prática, e o que fez antes, assim até o começo do atual dia. Depois, em flash-back irá retornando: o que me ocorreu esta semana, na passada, no mês passado, no início do ano, no fim do ano passado, há dois anos, há 5, há 10 anos, há 20, 25, 30 etc.

Assim você fará até chegar aos primeiros atos da infância, quando sua memória não lembrar mais, deverá imaginar, pois imaginar é ver, imaginar o que fazia com 2 anos de idade, com 1 ano de idade, os primeiros atos de sua vida.

Se praticarmos intensamente, as lembranças de nossa infância podem ser recordadas dia após dia, devemos praticar este exercício no momento em que vamos adormecer, pois para esta prática o sono é muito importante.

Enquanto você for adormecendo, imagine o seu nascimento e o período em que estava dentro da barriga de sua mãe. Chegando a esse ponto inicial, vem a pergunta: O que veio antes? Nesse ponto devemos adormecer, após vocalizar o mantra sagrado AN…

Ao dormir, você terá visões nos sonhos de outras épocas, que mostrarão quem você de fato foi, o que ocorreu, seu sexo, a roupagem, lugar etc. Muitas vezes veremos imagens nítidas de outros tempos e sentiremos tudo como se fosse de carne e osso. Em outros momentos, tudo será uma grande confusão mental, sem lógica alguma. De qualquer forma, sugerimos que pela manhã, logo após acordar, você deve anotar absolutamente tudo o que você puder recordar de seus sonhos em uma caderneta ou agenda.

Existe dentro dos Ensinamentos Gnósticos um mantra de apoio, que nos ajuda a “fixarmos” nossas recordações pela manhã. É certo que todos nós perdemos boa parte de nossas experiências oníricas (sonhos) logo depois que acordamos, nos mexemos e abrimos os olhos. Isso se deve a que perdemos conexões entre o nosso cérebro físico e o cérebro astral.

Para que possamos “fixar” os sonhos em nosso cérebro físico, em nossos “bancos de memória física”, sugere-se de mentalizar mantra RAOM-GAOM (Raaaaaaaaaooooommmmmmm… Gaaaaaooooommmmmm…) por algumas vezes, enquanto se mantém com o corpo imóvel, de olhos fechados e concentrado na tentativa de se lembrar do que se sonhou.

É claro que para ter plena consciência de que nos ocorreu de fato tudo o que vimos em sonhos, devemos Despertar a Consciência, só assim saberemos quem somos e teremos certeza de quem fomos e o que fizemos.

Devemos alertar que as recordações de vidas passadas, ou regressões, não se dão em uma única prática, ou “sessão”, você deve ser persistente, paciente, realizar dia a dia os exercícios aqui recomendados, que são objetivos e dão certo com total certeza.

Fontes: http://www.gnosisonline.org/psicologia- ... sadas-rvp/

http://www.otherkincommunity.org/wiki/I ... s_Otherkin

http://forgetthefear.blogspot.com/2010/ ... rkins.html

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ta faltando a qualidade e maneira de ser de cada essência.....

Eu até sei aonde tem algum materialzinho sobre o jeito de ser e peculiaridades de cada essência,mas ainda assim está meio imcompleto e faltam várias essências,assim como a angélica por exemplo......no mais,só falta da energia de cada um mesmo.ç...

Se alguém achar algum material bom sobre essa parte das essências,e puder traduzier,seria bem legal...

Caso contrário,eu posto o que sei aqui,mas é pouca coisa....

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esse materia lé bem dificil de conseguir, eu coloquei ai, só o basico mesmo, porque exitem milhares de topicos sobre as essencias, tipo quantas asas tem os anjos, quais são as asas, qualidades , e isso de uam essencia, então é quase impossivel de traduzir tudo e por aqui.

Paz e Luz.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ao menos o básico.....

Como as essências são no corpo humano....

Como é um vampiro por exemplo,dentro de seu corpo humano...

O que costuma fazer,gostar,do que tem medo,do que gosta,coisas assim....

É isso que falta.....

Existe o material,mas meu inglês não é suficiente para traduzir 100%,e o que existe em português é MUITO POUCO....

Share this post


Link to post
Share on other sites

Realmente é bem escasso, eu vou tentar traduzir hoje, vou pegar de uns sites e de um forum, quem sabe eu poste ainda hoje (mas meu jeito bahiano me atrapalha :lol::lol: ).

Paz e Luz.

Share this post


Link to post
Share on other sites

hahahahahaha....

Legal.......

Se você conseguir seria muito bacana......

O que lia até agora,não consegui me encaixar em nenhum.........

Mas quem sabe você traga mais detalhes de cada essência e de mais essências....

Também estarei postando um tópico sobre os sintomas do despertar,tanto para otherkins como para humanos....

Paz e Luz.....

Share this post


Link to post
Share on other sites

Cara eu peguei material do forum otherkins, mas tipo eles acreditam que são realmente lobisomens ou vampiros, e não somente essencias, então eles tomam sangue e tudo mais, se ainda quiser eu tenho o material, o amsi interessante seria postar sobre demonios, pois constitui muitos magos negros, o que seria legal entender a cabeça deles.

Paz e Luz. :D

Share this post


Link to post
Share on other sites

Essa questão é muito complicada......

Esse forum otherkins é gringo não é?????

Os otherkins brasileiros parecem ter uma maneira diferente de pensar......

São essências mesmo....

Vampiros por exemplo precisam drenar energia,mas não necessariamente de um ser humano...

Depende muito de cada um......

Já nas gringas,tem um monte de cara doido...

Ah,o texto sobre os sintomas do despertar eu ja postei.....

Serve tanto pra quem ta despertando e vai descobrir sua essência,como também para aqueles que estão despertando para o mundo novo que vem aí.....

É gigantesco o tópico,mas vale a pena ler.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pior que lembra mesmo Muller, e até nas minhas pesquisas vi algumas pessoas que jogam com isso, tipo gringos bem malucos.

Agora a essencia vou procurar.

Paz e Luz.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Lembra RPG,mas não é à toa....

E também não tem nada a ver com rpg...

Claro que existem os doidos varridos que acham que são alguma coisa mais não são absolutamente nada........e saem por ai dizendo que são isso ou aquilo....vivendo um verdadeiro rpg ou novela,mas existe muita gente séria nesse meio.....ao menos no Brasil...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Harpias:

A energia de um Harpya

Esse é um assunto delicado, porém, de grande importância. Não existe uma forma única, uma fórmula, para interpretar como é a vibração e a densidade da energia de uma essência, pois cada pessoa possui uma maneira própria para fazer isso, para sentir. Se duas pessoas estivessem vendadas e tivessem que identificar uma maçã, apenas usando o tato, provavelmente iriam interpretar de maneiras diferentes, mas iriam dizer coisas próximas. É obvio que nenhuma das duas pessoas iria dizer que a maçã é áspera, quadrada, espinhenta ou pegajosa, por exemplo. Se fizessem isso, teriam sérios problemas sensoriais. Da mesma maneira acontece com a interpretação de uma energia. Sendo assim, iremos mostrar aqui uma interpretação a respeito da energia dos Harpyas.

Como foi dito anteriormente, existem alguns pontos importantes a se considerar em uma essência: vibração, densidade e assinatura. Os Harpyas se caracterizam por possuírem energia leve, em tom azul claro celeste com uma cromia sutil de dourado. A vibração depende muito do tempo de existência do ser, assim como em qualquer outra essência.

As asas, que são extensões energéticas, no plano físico, são peças fundamentais para a compreensão da essência. Elas estão presentes durante toda a vida do ser, por mais que ele não as sinta. Ficam acopladas, sem estarem no estado da matéria, ou seja, passam a ser um ponto de grande circulação de energia, e quando ocorre o despertar (que nada mais é do que conhecer a si próprio) fica possível sentir a presença das mesmas, assim como manipular a energia contida ali.

Outro item importante a ser citado em relação à essência é um dos principais chacras, o laríngeo, que atua sobre a garganta, boca, nariz, traquéia e pulmões, ou seja, sobre as vias respiratórias. Para os Harpyas, este chacra possui grande destaque, por ser um ponto de vibração energética intensa da essência. Ou seja, o estado desses pontos de atuação possui um papel fundamental para o controle, aperfeiçoamento e equilíbrio da essência.

Fonte: http://aliancaalada.blogspot.com/

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vampiros:

Hierarquia:

Líderes de Territórios são eleitos pelos Vampiros daquela área.

Líderes de Reinos são eleitos pelo Conselho da Quinotaur (os líderes dos 8 Domínios, os Fundadores e 1os. Primos).

Para ser um lider dentro da Casa Quinotaur você não pode ser lider de nenhuma outra Casa de Vampiros ou organização(veja nosso listagem de Seitas de Vampiros ) dentro do último ano. A razão para isto, está em evitar que qualquer um nos acuse de fornecer qualquer coisas para outro grupo.

Nós somos neutros.Somos uma casa para todo Vampiro Real. Não desejamos fazer parte da confuzão política de alguns grupos.

Temos 9 classificações na Casa Quinotaur.

9o. Primo:

Qualquer Vampiro Real que é conhecido oficialmente pela Casa Quinotaur .É livre para seguir o que quer, sempre saberá que tem uma Casa conosco e uma Família que olha por ele.

8o. Primo:

Qualquer Vampiro Real que concorda em seguir o Veil e ser conhecido pela Casa Quinotaur.Vampiros dessa classe ou superior devem acreditar na possibilidade da teoria Merovingiana e honrar o Veil. somente Vampiros dessa classe ou superior podem ser aceitos dentro da comunidade particular da Casa Quinotaur.

7o. Primo:

Qualquer Vampiro Real ,segue a descrição acima do 8o. primo e que pode drenar energia em dois níveis diferentes.

6o. Primo:

Qualquer Vampiro Real ,segue a descrição acima do 8o. primo e que pode drenar energia em 3 níveis diferentes.

5o. Primo:

Qualquer Vampiro Real ,segue a descrição acima do 8o. primo e que pode drenar energia em 4 níveis diferentes.

4o. Primo:

O líder de um território da Casa Quinotaur. Primos dessa classe ou superior devem ser capazes de drenar energia em 4 níveis.Lideres de territórios são formalmente conhecidos como Irmãos/Irmãs mas podem ser chamados de qualqeur outro nome pelos Vampiros de seu Território.

3o. Primo:

O líder de um Reino da Casa Quinotaur. Também conhecido como Tio/Tia.

2o. Primo:

O líder de 1 dos 8 Domínios da Casa Quinotaur. Também conhecidos como Pai/Mãe.

1o. Primo:

Qualquer Vampiro que pode provar sua Linhagem Traçando os antepassados para o Merovech.

Merovech:

Viveu em 417 Merovech e foi um comandante de Sicambrian. Merovech, também, se soletra Merovee e Meroveus e foi uma figura semi-sobrenatural que tinha alcançado uma qualidade quase mitológica .O nome dele é semelhante a ambos a palavra francesa para ' mãe', como também as palavras latina e francêsa para 'mar'.

De acordo com tradição, Merovech nasceu de dois pais. Quando ainda era criança do Rei Clodio (o pai de Merovech), a mãe foi nadar no oceano. Enquanto na água ela foi seduzida ou estuprada por qualquer um (dependendo da história) por uma criatura marinha , uma " bestea Neptuni Quinotauri similis " , uma ' besta de Netuno semelhante a um Quinotaur'. Esta criatura engravidou a Rainha uma segunda vez. Quando Merovech nasceu que ele teve dois sangues diferentes o dentro dele; o sangue das regras francas e que de uma criatura aquática.

Está em virtude deste sangue dubio que era dito que Merovech tinha vários poderes sobre-humanos. A Dinastia de Merovingian inteira era forjada com uma aura de magia, feitiçaria e o sobrenatural. Eles eram comparados a Merlin, e freqüentemente chamados ' os reis feiticeiros ou ' reis de thaumaturge'. Eles foram reputados pelo poder curar pelas mãos, e tiveram a clarividencia como também poderes telepáticos.Haviam também rumores que tinham um feitiço que promoveu longevidade (embora a história parece contestar isto).

Fontes:

History of the Franks, by Gregory Bishop of Tours escrito na parte posterior do 6º Século

The Franks, by Edward James 1988

The Holy Blood and The Holy Grail, by Michael Baigent, Richard Leigh & Henry Lincoln 1982

The Merovingian Kingdoms 450-751, by Ian Wood 1994

Diretrizes:

Este é um conjunto geral de diretrizes que nós perguntamos aos 1os. Primos e aos 8os. Primos da Casa Quinotaur para seguir. O Black Veil (Véu Negro) original é vindo da COVICA. Alguma edição tem ocorrido.

O Véu

O Véu é um código da Tradição Vampírica, etiqueta e senso comum, como pode ser aceito por muitas organizações e anciões de toda subcultura.Isto foi criado para ensinar Vampiros recém despertos um sistema que pode ajuda-lo a se ajustar com o que somos.

1. DISCRIÇÃO

Ser um Vampiro é privado e sagrado.Respeite isto como é.Não faça de sua vida um palco.NÓS não temos que provar nós mesmos para qualquer um. Aparecer na TV para dizer ao mundo que você bebe sangue somente para chamar atenção. Isto pode ter uma reação negativa para toda a comunidade. Nosso lugar é nas sombras; nossa melhor proteção de mundanos é o fato de que eles não acreditam que existimos. Algum dia eles podem estar prontos para saber da verdade mas nao agora. Não se esconda de sua natureza, mas nunca a mostre para aqueles que não entenderão.

2. DIVERSIDADE

Nossos caminhos são muitos ,em nossa, ainda que em nossa jornada somos essencialmente os mesmos. Nenhum de nós tem todas as resposatas para quem e o que somos.Respeite o ponto de vista, e a experiência pessoal de qualquer um. Nós não podemos deixar que as pequenas diferenças de ideologia nos afaste de uma Sociedae unificada; Não devemos dar motivo para ataques externos. Nossa diversidade é nosso vigor.Deixe que nossas diferenças nos inrriqueça e nunca nos divida.

3. SEGURANÇA

Use senso quando satisfizer sua natureza. Não ostente o que você é em lugares publicos. Alimente-se em sigilo e tenha certeza que seu doador foi discreto sobre o que ocorreu entre vocês. Doadores que criam rumores e fofocas sobre nós causam mais dando do que valem. Se você empenha no bloodletting, coloque a segurança e o cuidado acima de todas as outras coisas. Doenças hereditarias do Sangue são uma muita coisa real, e nós não podemos nos arriscar pôndo em perigo outros ou nós mesmos através de irresponsabilidades. Escolha os Doadores cuidadosamente, tendo certeza de que eles estão em boa saúde mentalmente e fisicamente. Nunca seja induljente o descuidado. A segurança da comunidade inteira depende dos cuidados de cada membro.

4. CONTROLE

Nós não podemos e não devemos negar a escuridão interna. Ainda que não devamos permitir que esta nos controle . Se nossa besta ou sombra ou lado negro é aflorada demais, isto nuvens nosso julgamento, fazendo nós um perigo até mesmo para que nós amamos. Nunca indulge em violência extrema. Nunca faça dano intencional a quem te sustenta. Nunca se alimente unicamente pelo prazer de se alimentar, e nunca ceda ao bloodlust descuidadozamente. Nós não somos monstros: nós somos capazes de pensamento racional e auto-controle. Celebre a escuridão e deixe isto te fortaleça, mas nunca deixe-a escravizar sua vontade.

5. ESTILO DE VIDA

Viva sua vida como um exemplo para os outros da comunidade.Nós somos previlegiados em ser oque somos, mas responsabilidade e dignidade devem acompanhar o poder.Explore e use de sua natureza vampirica, mas mantenha-se em equilibrio com as coisas materiais. Lembre-se:Nós podemos ser Vampiros,mas ainda somos uma parte deste mundo.Devemos viver como qualquer um aqui, trabalhando,morando em casas, e progredindo com nossos visinhos. Não faça do que somos uma desculpa para não participar desta realidade.Melhor,temos a obrigação de fazer deste um lugar melhor para se viver.

6. FAMILIA

Nós somos, todos , uma família, e como todas as famílas,vários membros não devem sempre progredir.Contudo, respeitar a grande comunidade quando terem suas disputas. Não deixe seus problemas individuais trazerem discórdias emocionais para a família como um todo. Coloque suas diferenças calmamente entre o outro, unicamente procurando ajuda externa de um ancião em mediação quando nenhuma outra solução parece possível. Nunca traga suas disputas particulares para lugares públicos e nunca involvam outros membros da família dentro da questão e os forçem a tomar lados. Igual a qualquer família normal , nós sempre devemos fazer um esforço para apresentar uma face estável e unificada ao resto do mundo até mesmo quando coisas não estão tão perfeitas entre nós.

7. ABRIGOS

Nossos abrigos são lugares protegidos onde todos da comunidade podem ir para socializar-se.Eles são lugares frequentemente públicos onde podemos encontrar facilmente pessoas que não entendem nossas maneiras.Nós devemos respeitar os patrões destes lugares como também os donos destes estabelicimentos e sempre ser discreto em nosso comportamento. nós nunca devemos trazer disputas particulares para dentro de um abrigo. Nós nunca devemos iniciar violência (brigas) em um abrigo.E nós nunca devemos levar qualquer coisa ilegal para dentro de um abrigo, como isto reflete péssimamente sobre a comunidade como um todo. Os abrigos são o centro de toda a comunidade, e nós devemos respeitar isto como se deve, suportando sem negócios e trabalhando para não involver este nome na cena então podemos cha-lo sempre de casa.

8. TERRITÓRIO

A comunidade é extensa e diversa.Toda cidade tem uma forma diferente de fazer as coisas, e uma diferente hierarquia de regras.Quando entrar em uma nova cidade você deve familiarizar-se com a comunidade local. Procurar pelos abrigos. Aprender as normas da casa.Conheça os membros chaves da comunidade; aprenda quem é quem, e mostre devido respeito. Não deve esperar impor sua maneira de fazer as coisas nessa nova cena. Melhor ,você deve se adaptar as regras deles,sempre seja seu melhor quando entrar em uma nova cidade ou para visitar ou para ficar. Nós somos todos cautelosos e territoriais por natureza, e somente causando a melhor impressão positiva podemos ser aceitos e respeitados em uma nova comunidade.

9. RESPONSIBILIDADE

Este estilo de vida não é para qualquer um. Tenha cuidado em quem você escolhe para fazer parte disto.Aqueles que são mentalmente e emocionalmente instáveis não tem lugar entre nós. Eles são perigosos e indignos de confiaça e podem nos trair no futuro. Ter certeza que aqueles que você escolher trazer seja bastante maduro para esta carga.Ensine-os controle e discrição, e tenha certeza de que ele respeita nossas maneiras.Você será responsável pelas ações dele, e seu comportamento dentro da comunidade será refletido sobre você

10. ANCIÕES

Aqui estão certos membros de nossa comunidade que tem estabelecido neles mesmo uma liderança justa e responsável.Estas pessoas são aquelas que ajudam a estabelecer as comunidades locais, quem organizam abrigos, e quem trabalha para coordenar reuniões particulares.Enquanto suas palavras não devem ser a lei, eles devem ser respeitados.Eles tem maior experiência que a maioria, e geralmetne grande sabedoria.Procure estes anciões para acabar com suas disputas, para obter apoio e instrução, e para ajuda-lo a estabelece-lo na cena local.Aprecie os Anciões pelo que eles derem a você: se não fosse pela dedicação deles ,a comunidade não poderia existir como faz agora.

11. DOADORES

Sem aqueles que oferecem seu corpo e alma para nós,não seríamos nada.Não podemos ser outra coisa além do que somos, mas são os doadores quem sustentam nossa natureza.Por este serviço eles devem ser respeitados.Nunca maltrate seu doador, fisicamente ou emocionalmente.Eles não podem ser manipulados ou aliciados para dar mais do que querem livremente oferecer. Nunca os tome por pegar. Aprecie sua companhia e aceite o que ele nos oferece, que muitos outros recusaram.Acima de tudo: aprecie o presente da vida dele.Esta comunhão é sagrada.Nunca falhe trate-o como tal.

12. LIDERES

Quando você escolhe uma posição de autoridade na comunidade,lembre-se que você não lidera sozinho.Liderar é uma responsabilidade não um privilégio.Um bom lider deve ser um exemplo para todos com suas ações e comportamento.Seus motivos devem ser autênticos e puros,e ele deve colocar os interesses de toda a comunidade antes dos seu própios.Os melhores líderes são aqueles que servem melhor a comunidade e cuja a pessoa e o comportamento não da a ninguém - mesmo aqueles fora da comunidade - rasão para criticá-lo.

13. IDEAIS

Ser um Vampiro não é somente se alimentar da vida. Isto é o que fazemos, mas não necessáriamente o que somos.Este é seu lugar para representar a escuridão em um mundo blindado pela luz. Nós somos diferentes e aceitamos esta diferença como algo que no enobrece e nos faz únicos. Nós aceitamos a escuridão dentro de nossas vidas a abraçamos para fazer parte de nós como um todo.Nós celebramos os limiares: corpo e espírito, prazer e dor, a morte e a vida.Nossas vidas devem ser vividas como uma mensagem para o mundo sobre a beleza de se aceitar por inteiro, viver sem culpa, sem vergonha, e celebrar a beleza única da alma.

Além destas diretrizes e a lista sobre nossa descrição, os 8 dominios da Casa Quinotaur tem autoridade de se auto governar,e isso leva em conta diferecás culturais e tradições.

Fonte Geral: http://www.house-quinotaur.org/portugue ... sPort.html

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esse texto achei muito bom, recomendo a leitura.

Vampirismo Astral

- por Francisco Marengo -

Ultimamente a matéria está sendo constantemente proposta nos grupos de estudo, então julguei para um contexto de aprendizado, levar adiante o tema a título de esclarecimentos apesar de controvérsias. Antes de prosseguirmos, lembro aos estudantes do Oculto que não há como um médico aprender a curar sem antes dessecar cadáveres, assim como não há como aprender a autocura espiritual sem compreender as causas e os fenômenos que envolvem a patogênica oculta.

A Lenda do Vampiro, representadas através das inúmeras interpretações cinematográficas e obras literárias, muitas vezes trazem na imaginação coletiva um misto de terror e sedução ante a possibilidade do Poder e da Vida eterna, e poderíamos dizer que o mesmo tem uma base real dentro da perspectiva oculta, apesar de que muitos mitos e lendas, ainda que possuam algo de verdadeiro são exageradas.

Como exemplo poderíamos dizer que o Conde

Vlad Tepes, era considerado um herói de guerra em sua terra, a Romênia, em sua luta contra os mulçumanos, e também era verdade que ele empalava suas vítimas, diz a lenda, que chegou a beber o sangue de suas vítimas e que por isto, ganhou uma alcunha de "Dracul", que em sua língua natal significava demônio. Mais especulações a seu respeito diziam que ele pertencia a Ordem do Dragão, cujo principal objetivo seria banir os hereges ou não cristãos de sua terra.

Comenta-se ainda que o mesmo teria sido excomungado da Igreja após haver se blafesmado com Deus por não se conformar com a morte de sua esposa enquanto estava em combate. Bram Stocker, um alto Iniciado, se aproveitou da idéia para criação de seu romance Drácula.

Bom poderíamos dizer que se o vampiro suga sua sangue ou energia, o princípio seria o mesmo. Todo ocultista deveria prestar atenção sobre os perigos do vampirismo, porque o trajeto que escolheram é uma corrente mágica muito real e que pode ser drenada por um vampiro que quase sempre oculta sua verdadeira face nas sombras.

O sangue sob o ponto de vista do estudo da "Anatomia Oculta", é a linfa da vida, é o elemento imprescindível no ser vivo, pois além de sua função propriamente física como a oxigenação dos órgãos e reparação dos tecidos, ele se encarrega de distribuir as forças vitalizantes do Sol absorvidas pelos Chacras, tal como o "Prana"(energia vital), o Magnetismo Lunar e certos fluídos do mundo astral.

Sua circulação rapidíssima é imantada pela eletricidade animal e nutrida pelo éter físico, que se emana pelos poros da Terra e flui no corpo através do duplo etérico. É, enfim, a corrente portadora da saúde ou da enfermidade, pois percorre as zonas mais nevrálgicas e atinge os pontos mais vitais do corpo humano, com variadas outras funções que deixamos de mencionar, por tratarem-se de aspectos físicos.

Bem para o perfeito entendimento do que é vampirismo, e de como a pessoa pode se tornar vulnerável e ser vampirizada torna-se então necessário um breve estudo sob o aspecto de energias que envolvem os seres humanos.

Falaremos unicamente das três principais forças energéticas:

Fohat - conhecido no ocidente por eletricidade, e que pode transformar-se em calor, magnetismo, luz e força ou movimento.

Kundalini - ou fogo serpentino, energia solar muito vigorosa, que se

concentra no seio da Terra e depois flui violentamente para a periferia,

ativando as coisas e os seres num impulso dinâmico de alto poder criativo e transformativo.

Prana - Energia ou vitalidade em potencial responsável por todas as

manifestações de vida no Universo.

A absorção pelo corpo físico destas energias, se dá pelo duplo etérico (corpo astral), mais precisamente pelos Chacras, que intimamente ligados aos pontos nevrálgicos do corpo astral e indiretamente ao físico, constituem-se em pequenos vórtices ou redemoinhos, do tamanho de um pires, sugando estas energias sutilíssimas descidas do Alto e das forças primárias, irrigando e haurindo o corpo físico energicamente, que após absorvidas pelo corpo físico expandem-se em milhares de filamentos luminosos, passando a ser denominados estes filamentos de Aura.

Existem três classes de seres sobre os quais iremos explanar e que podem ser considerados ou classificados como Vampiros, que, contudo, não sugam em absoluto o sangue de suas vítimas, salvo exceções de mentes alienadas, estes extraem-lhes somente o seu sumo energético vital ou bio-energético. São eles:

Os Vampiros vivos Conscientes;

Os Vampiros vivos Inconscientes;

As Entidades Espirituais Vampíricas;

Vampiros Vivos Conscientes

É triste mencionar a existência de organizações disciplinadas para tais práticas, que não se preocupam de estarem ferindo um dos preceitos das leis universais de interferência na órbita alheia além do mau uso das Artes Mágickas. Para todos os efeitos entenda-se o vampirismo como uma prática de feitiçaria. Os vampiros conscientes obviamente se beneficiam das pessoas emocionalmente fracas, infiltrando-se nas vidas dessas pessoas, ativando ainda mais os desequilíbrios, conflitos e desarmonias, onde lhes facilita obterem dessas pessoas os seus fluídos vitais exsudados pelos seus desequilíbrios espirituais.

Compreenda-se que este fluído vital, portanto, se exsuda pelo duplo etérico que funciona num processo de absorção e exalação. Assim o vampiro envulta a sua vítima, que por ser na maioria das vezes influenciável se torna facilmente escrava de seus desejos.

É importante que se diga aqui, antes que algum louco pense o contrário, que vampiros não são eternos, não fogem da cruz nem do alho, e tão pouco derretem a luz do sol. Num sentido amplo poderíamos dizer que são pessoas comuns, porém moral e espiritualmente doentes, que viverão e morrerão como todos nós. São cegas pelos véus ilusórios do físico, mas que como a tudo nessa vida, não escaparão dos resgates Kármicos, originados pelos seus atos.

Certa ocasião em nossa Ordem, ministramos a ajuda espiritual a uma irmã, que havia sofrido um envultamento por uma feiticeira vampira. Esta havia sucumbido ante o olhar hipnótico da feiticeira que além de drenar todas as suas energias, obrigava-a telepaticamente a fazer coisas, que ela não se lembrava posteriormente.

A vítima simplesmente achava que não estando bem, caía na maior parte do dia em sono profundo, quando na verdade o seu físico agia pela vontade mágica da feiticeira. Meses foram necessários para trabalhar o mental da vítima, até que a mesma criasse resistência aos ataques da feiticeira, antes que pudéssemos agir diretamente contra a feiticeira aniquilando o seu Poder.

Como têm notado, costumo sempre mencionar da necessidade do equilíbrio no próprio lar. O lar deve ser considerado como o verdadeiro Templo Mágicko do Magista.

Relacionamentos onde a mulher ou o homem de certa forma tendem a manipular o(a) seu(sua) companheiro(a) provavelmente tenderão a interferir na órbita alheia e nesse caso levando a um caso de possessão doentia. Tais pessoas agirão vampirizando o seu parceiro a menos que a vítima esteja em sintonia com a sua Verdadeira Vontade.

Um caso corriqueiro nos apareceu de um rapaz que arrumou uma amante e foi vampirizada por ela, este, que anteriormente era empresário, perdeu seu negócio, família, enfim tudo para satisfazer os desejos e os caprichos de sua amante. Porém o mesmo notava, que quando na presença dela jamais conseguia dizer "não".

Suas noites eram repletas de pesadelos e visões perturbadoras, assim o rapaz lentamente fora despojado de seu bens até a completa ruína energética, emocional e financeira. Muito tempo foi necessário até que este rapaz conseguisse desligar-se da vampira e finalmente recobrasse sua sanidade e sua aura da saúde plenamente. Relacionamentos assim são baseados na mentira, e portanto sérias são as conseqüências de se viver uma vida destas repleta de hipocrisia.

Embora o vampiro ou a vampira haja mais propriamente nos casos de relações heterossexuais, tais fenômenos poderão surgir também nas relações homossexuais.

Aqui vale uma advertência ao magista. Alguns vampiros não necessitam nada mais do que uma explanação breve para que se manifeste a ação de sua corrente mágicka energética.

Outro fenômeno comum compreende o fato da aguçada sensibilidade do vampiro para captar pessoas que estejam vivendo algum tipo de problema emocional.

Para todos os efeitos tenham em mente que as forças escuras do desespero e da desilusão serão o fim daqueles que procuram tais contatos ou se deixam influenciar por eles. Em sua psique a vítima vampirizada viverá uma ilusão, e sentirá algo como se houvesse tido uma perda terrível, a perda de sua alma.

O vampiro poderá ser aniquilado em sua fonte de poder, com a desprendimento necessário e apropriado de tempo, conhecimento mágicko e energia. Aquele que não possua conhecimento para tal, eu diria que agiria de uma forma mais sensata se puder afastar-se de alguém assim.

Como diz o ditado, "diga-me com quem andas, que eu te direi quem és"; um vampiro não pode incorporar seu círculo de amizade a menos que você o convide, ou seja, que suas atitude lhe direcionem para contatá-lo. Mantenha sempre as portas de entrada de seu Templo Mágicko devidamente seladas. Uma regra simples para os magistas

seria a execução de Rituais de Banimento.

Vampiros Inconscientes

Acredito que todos aqui, já se aproximaram de alguma pessoa que em poucos minutos nos deixam com um profundo cansaço, por vezes um mal estar, ou ainda como uma reação natural do físico começamos a expelir uma série de bocejos inexplicavelmente.

Não há uma fórmula ou regra correta para identificar tais pessoas a não ser as sensações, mas poderíamos definí-las normalmente como pessoas apáticas, e que na maioria quando pretendem ser agradáveis, parece que necessitam emprender um grande esforço.

Tais pessoas são doentes espirituais, por estarem geralmente com um forte desequilíbrio energético, que pode ter sua origem no lado emocional.

Este desequilíbrio bloqueia parcialmente a ação dos seus Chacras, passando inconscientemente como uma forma de compensação natural a assimilar o fluído ou tônus vital das pessoas a sua volta. Estes são os chamados Vampiros Inconscientes.

Com um tratamento terapêutico apropriado, tais pessoas podem recobrar sua vitalidade energética, pelo desbloqueio de seus Chacras. As diversas práticas de terapia e medicina alternativa quando ministradas por um profissional devidamente habilitado e competente, tais como, a acupuntura, o shiatsu, passes bio-energéticos, podem de fato curar e tratar tais pessoas com bastante propriedade.

Entidades Espirituais Vampiras

Esta última classe constitue-se na mais complexa, mas nos estudos thelêmicos em geral poderá se compreender profundamente este tópico, que será aqui simplificado. Mas eles poderão ser classificados como:

Seres Artificias - são aqueles criados pela vontade do magista, ou por uma coletividade. São as Forma-Pensamentos criadas para satisfazer os anseios de uma coletividade, ou muitas vezes originadas pelo inconsciente coletivo em decorrência de determinados males que possam estar afligindo esta mesma coletividade.

Assim poderíamos dizer que tais entidades enquanto forma-pensamentos poderiam se tornar larvas astrais vampíricas, quando originadas por pessoas escravas de seus vícios e paixões degradantes, se tornando parasitas que se colocam dispostas a ajudar tais pessoas em troca de um pouco de seu tônus vital.

Não é incomum a prática da feitiçaria e inclusive em alguns ritos africanos, nesses casos chamados de rituais de sangue, onde o sacrifício de animais são oferecidos pelo criador a criatura em troca de favores.

Quanto às forma-pensamentos criada por uma coletividade, poderíamos chamá-las de Egrégoras.

As Egrégoras possuem finalidades diversas, isto magickamente falando, assunto este que não pretendemos discorrer aqui. Assim a Egrégora poderá se formar por uma forma-pensamento involuntária ou mesmo voluntária, poderá ser propícia aos seus criadores, como poderá vampirizá-los a semelhança de uma Larva Astral, só que infinitamente mais potencializada na sua origem, as quais necessitam de um Poder infinitamente maior para serem destruídas, isto diferentemente das Forma-Pensamentos ou Larvas Astrais que podem facilmente ser destruídas por Magistas experientes pelos métodos da assimilação ou dispersão.

Este assunto compreende toda uma metodologia de Defesa Astral aprendida em diversos graus nas Escolas Iniciáticas, e que portanto, nesse primeiro

momento, não mais nos deteremos no assunto.

Seres Espirituais Vampíricos Não Artificiais ou Inteligências Extra-Físicas Vampiras - recentemente, uma mulher nos apareceu solicitando nossa intervenção. A mesma era assídua freqüentadora de uma forma de corrente espírita intitulada de "mesa branca".

Contava-me que gostava muito de frequentar o local, pelo teor das mensagens lá recebidas, e o ambiente familiar de modo geral. Entretanto, excetuando raras situações, saía do local com uma forte dor de cabeça, e dizia parecer ter suas forças exauridas, principalmente quando permitia ao seu "guia espiritual" lhe incorporasse.

Como seu "transe" mediúnico era superficial, percebia realmente que realmente o seu dom de vidência se intensificava nessas "incorporações", chegando a transcorrer aspectos muito pessoais das pessoas suas consulentes, os quais ela não poderia saber normalmente, além de constantemente ministrar passes energéticos.

Contudo, em detrimento a isso, apesar de acreditar estar realmente imbuída na prática da caridade, passava por momentos extremamente ruins durante a noite, quanto sentia-se violada por um ser invisível.

Acordava mal, levava cerca de três a quatro dias para se recuperar. Mas o fato, é que este estado foi se agravando cada vez mais, já não sentia prazeres com seu marido, tinha se tornado uma pessoa irritadiça, de mal com a vida, com uma profunda mudança de caráter, mas que apesar disso com um desejo incontrolável que a impelia a participar mais e mais daquelas sessões mediúnicas.

Indicada por uma pessoa conhecida que pediu que eu examinasse o caso. Não precisou muito tempo para que constatássemos que a jovem senhora estava sendo vítima de um ser espiritual, uma entidade vampírica.

Esta entidade que fazia-se passar por um "guia

espiritual" drenava lentamente a energia vital da mulher, aproveitava-se da situação para também vampirizar os seus consulentes em troca de pequenos favores. Afastada a entidade da mulher e esclarecido os fatos, a mulher pode gozar novamente de boa saúde, e voltar a estar de bem com a vida.

Tais fatos não incomuns e abundam os centros espíritas, cujos dirigentes pouco ou nenhum preparo possuem para trabalhar junto aos planos invisíveis. Não é difícil entender que tais seres enquanto na existência física eram meros escravos e presos a matéria, e que portanto aportam para o astral, necessitados de uma recomposição vital urgente.

Uma vez lá, ajudados por outros seres de igual vibração mental, na verdade entidades vampíricas, ensinam-lhe o recurso de se contentarem com a precária nutrição extraída de seres vivos que lhes tornam suscetíveis, tranformando-as em vítimas.

Não é incomum tais entidades serem atraídas para os cemitérios, onde literalmente se debruçam nos corpos físicos recém sepultados no intuito de extrair-lhes um pouco do resíduo vital que possa estar aderido ao corpo extinto.

Como todas as lendas e "causos populares" podem ter um fundo de verdade, não é incomum ouvirem-se estórias de pessoas que tenham visto seres ou pessoas com dentes caninos salientes, ou com aspecto mórbido de um vampiro, ou até que tenham sofrido um ataque bastante similar aos contos narrados em filmes.

Mas a luz da Ciência Hermética, estes casos podem ser facilmente explicados.

Tanto poderiam ser projeções astrais de um feiticeiro, que possuiria a capacidade alquímica de transmutar e tornar momentaneamente tátil o seu corpo astral, ou ainda, alguma entidade espiritual, conhecida como seres agêneres, que da mesma forma que o feiticeiro poderiam momentaneamente se materializar atacando suas vítimas.

Bem mais raros estes casos, mas ainda sim reais. Certa vez prestamos auxílio a uma jovem que dizia ter visto algo como um demônio, e este haveria lhe desferido um golpe a faca, logo abaixo do seio esquerdo, desfalecendo em seguida.

Qual não foi a nossa surpresa ao constatar que de fato uma pequena marca, tal como uma cicatriz, teria se formado, exatamente no local em que ela teria sido ferida pela entidade astral. Portanto, não seria de todo impossível, que tais entidades deixassem marcas similares a mordida de cobra ou de um vampiro.

Nota final

Termino este ensaio esclarecendo uma importante dúvida. O Vampirismo como prática, jamais poderá ser utilizado para ajudar alguém, tal como sugando energias deletérias.

Qualquer um que pense na prática do vampirismo como um fato salutar, comete um erro de interpretação, confundindo aspectos da Cura Prânica ou Bio-energética, com o Vampirismo.

As energias assimiladas pelo Vampiro consciente ou não, são o fluído vital do organismo da vítima. Nenhum fluído deletério será assimilado nesse caso, muito pelo contrário, a pessoa vampirizada, ficará mais suscetível a estes fluídos, por estar fatalmente sendo vítima de um desequilíbrio psico-espiritual.

Quando ministramos um tratamento Bio-energético não quaisquer fluídos deletérios, ao contrário, nós os dispersamos. É um erro muito comum das pessoas que ministram passes energéticos, atraírem tais fluídos para si. Quando transferimos nossa energia vital para outra pessoa, o fazemos de forma dosada e consciente, não existindo vampirismo nem de um lado nem de outro. Para efeitos esta força vital em Thelema é Had.

Fonte: http://www.mulhernatural.hpg.ig.com.br/ ... astral.htm

:D Paz e Luz. ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Muito interessante,......

Mas o que falta,como eu disse,são as características físicas de cada essência,no físoco....

Por exemplo:

-vampiros.....tem muita sensibilidade ao sol e sentem calor......são propícios a determinados tipos de doenças.......gostam disso....não gostam daquilo.......sentem assim....sentem assado......

Tendeu??????

Como eu disse,tenho algo sobre isso mas é muito pouco,precisava de mais....mas não acho.....

Share this post


Link to post
Share on other sites

euaheauh sera q sou um vampiro?

eu detesto o dia, durmo o dia todo e fico acordado a noite todo, odeio a luz do sol, qndo é de noite é a unica hora q mi sinto sem sono e com vontade de fazer algo, à noite fico mais disposto, enqnto de dia parece q tenho deficiencia energetica

sou branco de ofuscar o olho *_*, meus amigos dizem q sou anemico uaehuhe,

sera que eu vampirizo todo mundo?

mi diziam que qando eu ficava perto eles pegavam "a minha preguiça", de tanto bocejar e ser preguiçoso auheuhaeea

esse assunto de otherkin e bem doido eu leio oq vcs postam e parece q to lendo livro de rpg kkkkk

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom, com todo respeito à crença de cada um, ao esforço do irmãozinho em traduzir o texto para quem não sabe inglês, ao livre arbítrio do buscador, etc...

Mas o lance do otherkin ta mais para uma mistura EMO-XMEN-CREPUSCULO-ESPIRITUALISTA...

"Otherkin" é um subgupo, uma subcultura surgida na década de 90 de um bando de estudantes que queriam montar seus grupinhos por se sentirem diferentes/especias, se baseando em mitologias e ficções antigas... Querer se sentir diferente/especial é algo comum e inerente do EGO, é perfeitamente aceitável... Mas a "triste" verdade para qualquer buscador é quando ele/ela descobre: "Você não é especial". Que sua evolução é justamente conseguir se sobressair ao EGO, e não alimentá-lo.

Dizer que não são humanos? Ora, Ninguém é... Todos ESTAMOS humanos... mas com certeza já passamos por diversos outros lugares, já fomos diversas outras coisas nessa nossa jornada evolutiva...

O texto postado, no MEU ponto de vista, mais parece um EULA ("End User License Agreement") do que uma ajuda/revelação/ensinamento/conhecimento. E concordo com o Muller, dá sim um bom RPG... e também concordo com a réplica do Vinícius(Vini), não é a toa... e de fato concordo, já que muitos métodos/histórias de RPG são escritos por iniciados em sociedades discretas/ocultas para tentar trazer de maneira alegórica o início de um despertar... E como muito da origem desta linha de pensamento otherkin tem como base a mesma base de muitos RPGS, acabando ficando mesmo muito parecido.

Por favor entendam, minha intenção não é desrespeitar o livre arbítrio de ninguém, mas gostaria de repetir: ninguém é especial. Mas sei que todos temos que avançar no nosso despertar, e se esse for mais um dos caminhos que lhe satisfaz, eu não tenho objeções, pelo contrário, desejo sucesso! :) Mas gostaria que tivessem em mente que: NÃO, você não é diferente... você não é um X-men... não é o Edward... não é o superman... você é um ser divino, de essência divina, uno com Deus... e que está trilhando seu caminho de evolução, como TODOS. EU SOU o EU SOU.

Mas gostaria de novamente deixar claro que não discordo nem concordo, pois não é uma questão de concordar, e sim de quem deseja aderir ou não a tal filosofia/grupo. E se deseja, espero que tenha sucesso em sua jornada, mas peço humildemente: seja sempre cético (mas isso nem preciso dizer, o próprio texto é claro neste sentido).

Em adiantado, peço desculpas se soei agressivo em algum momento, não é de maneira alguma a intenção. É apenas mais um ponto de vista de um livre pensador.

Grande e fraternal abraço.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Relx tiago :lol::lol::lol::lol::lol: , pra falar a verdade eu nunca concordei com os otherkins, mas como me pediram eu resolvi traduzir e postar, alem disso logo de inicio quando começei a traduzir os textos eu percebi os egos dos otherkins americanos.

Aqui tem um post de um suposto antigo anjo:

Eu tinha cabelo muito crespo (acho cachos de banana) de cor vermelha e violeta e olhos cinzentos. Eu era geralmente tinha vestidos muito leves e floridos ... a maioria do cinza claro / variedade prata, embora eu também tenho lembranças de um branco brilhante prata coisa cota de malha / armadura florida. Eu tinha três pares de asas, um par de cada um dos seguintes: asas cinza pálido penas, escuras (com uma cor de carvão) de couro "dracônico ou demônio" asas e um par que era um híbrido dos dois. Eu acho que isto é tudo para mim humanóide alada.

Eu não queros os julgar, mas acho que estas pessoas otherkins podem ser comparadas com a moda exoterica das crianças indigos/cristais eu poderia comentar muito e até entrar em varias paginas de discussão mas, este texto do site voadores responde por mim.

http://www.voadores.com.br/site/geral.p ... w=4&id=142

(

Mas o lance do otherkin ta mais para uma mistura EMO-XMEN-CREPUSCULO-ESPIRITUALISTA...
morri de rir :lol::lol::lol::lol::lol::lol::lol: )

Paz e Luz.

Share this post


Link to post
Share on other sites

AAAhhhhh eu sempre fico sumido...

Toda vez eu volto e sumo de novo,rs....

Bom eu não vou sair falando por aí o que eu sou pois é meio chato, mas temos um grupo de otherkins para discutirmos o assunto.....

Porém é um grupo para quem está no caminho do despertar, e não para curiosos.......

O grupo é para quem acredita ser um e ainda não despertou, ou para quem ja é desperto e trilha no caminho da luz.....

Quem se interessar pode me mandar um MP.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.