• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
alexandrecsinicio

A vaidade nossa de cada dia, nos dai hoje !!!

Recommended Posts

Lamentável o hoje. Este reino prostituto de vaidades. O homem amanhece flash e adormece foto. Imagens torpes, vis, tão profanas, tão orgulhosas. É regra...é o comum...

Mulheres, que se sem ornamentos e pinturas sobre si, não se sabem, não se reconhecem, não se sentem...como se mortas animadas, filhas de uma cultura que curta, curta. Espelham não sua profunda e tão sublime verdade, mas a expectativa lasciva do sexo, de seu próprio e dos demais, do mundo que demanda, que demanda a vagina. Sempre tão belas estampas, prazerosas de certo, infelizes !!! Isto é concreto, infelizes !!!

Homens, tão viris, tão reduzidos a um pedaço de pau, variadas medidas. Agora, como não lhes bastasse cultuar a expectativa da mulher que objeto, tornam-se o mesmo... estátuas,não como as gregas, representativas da estética do belo e da arte, mas impositivas da luxuria, do poder dominador, do falo que lateja por de trás de sorrisos maliciosos sombreados pela devassidão.

Lamentável o hoje. Este reino de ídolos que nada mais fazem que apontar o assoalho, o chão raso, a cova onde se tem enterrado o censo crítico e a verdadeira razão de ser do Homem enquanto ser que é.

Compremos mais uma máquina; esqueçamos de focar por dentro... ou já esquecemos?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Estava mesmo sumido daqui do fórum!

Quanto ao texto ser bom, creio isso ser inquestionável, pois, jamais vi o Alexandre escrever algo incoerente e mal escrito. Concordo com o texto e isso quase me entristece, por ser a mais pura verdade. Quase, não fosse eu me recordar que isso é puramente superficial e pertence ao mundo profano e mundano do qual eu mesma não pertenço, apenas enceno, pois nele vivo, mas dele não faço parte. Ou melhor, dele faço parte sim, lógico, mas ele não faz parte de mim. Quero dizer que, Eu estou nele mas ele não está em mim.

Ai de quem só pode ver o universo e os seres por essa aparência, encoberta pelos véus de Maya, que impede de enxergar o próprio Ser. "Seja a essência e não a aparência" me parece uma frase com rimas fáceis, mas absolutamente apropriada.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O texto vai como uma luva; até retruquei em lê-lo, mas percebi que feria minha vaidade e que vaidade nada mais é que ego e um lapso de consciência me fez querer lê-lo até o fim. É sempre bom refletir em cima de nossa aparência e de como ela é superficial e do quanto precisamos de amadurecimento interno. Eu estava precisando ler algo assim, grato!

Abraços.

Share this post


Link to post
Share on other sites

alexandrecsinicio,

Tb acredito que, de todos os defeitos do ser humano contemporâneo, o que prevalece é, fora de dúvida, a vaidade. Mas........ não tenho moral suficiente pra recriminar os vaidosos...pq tb sou um deles. Há algum tempo, pra mim isso era até mto normal (até acreditava ser aconselhável a todos), mas acabei percebendo que a vaidade é uma variante dos dois piores males de que sofremos: o orgulho e o egoísmo.

Excelente seu texto. Parabéns.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá Rogger,

Obrigado por compartilhar tua opinião, é sempre bom aprender com todo mundo aqui do GVA.

“Mas........ não tenho moral suficiente pra recriminar os vaidosos...pq tb sou um deles.”

Também, ainda, sou um vaidoso na minha medida; cada um na sua. Meu texto não recrimina ninguém, pois o “alguém” é o algo vivo que por direito e destino tem a plenitude por vivenciar,SER. “Alguém”, e todos somos um “alguém”, não merece recriminação por nada nem de “ninguém”; e já aproveitando o trocadilho -“ninguém”, que NADA é, não pode recriminar “alguém”, que Tudo é, mesmo que este “alguém” ou alguém ainda não saiba que TUDO É ! Somos plenos, basta nos “descascarmos” de “nossas” verdades.. Nus de nós mesmos, a vida surge ela por ela mesma...

O que o texto faz, e faz de forma ácida, é apontar, condenar o ERRO do Ego, mas não a pessoa que vive a situação. Percebe a diferença? Você mesmo quando afirma perceber que a vaidade é um equivoco, pode, e quem sabe deva, condená-la, a vaidade, em qualquer situação ou no “alguém” que seja...Veja bem, condená-la no “alguém”, mas não o “alguém”... O que agora digo é importante se saber : Até mesmo um pobre diabo pode soar verdades em sua boca e não as seguir... Mas as verdades deixam de ser verdades na boca de uma besta ? Pois bem te digo, as verdades que por bestas soam são um pouco de Deus que por ali já pousa. Tolice nossa se não as ouvirmos...

Então concluo... em muito do que escrevo ainda sou como um “faça o que falo e não o que faço”; também sou um “alguém” que tem por aprender daquilo que sai de minha própria boca... Quem poderá dizer que uma besta não soa verdades? Deus não é onipresente?

Saibamos ouvir TUDO e dar ao coração a “razão” da seleção...

Abraços....

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.