Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Universos Paralelos


Recommended Posts

Ola pessoal!

Algo que eu adoro é física quântica, atualmente é a que mais se aproxima da espiritualidade, pretendo me tornar um, por isso farei Física na Unicamp ( se eu passar esse ano =] ). Assim, estudando sobre "a busca da teoria do tudo", que envolve teoria das cordas, teoria M e mais algumas, surge essa grande descoberta, o que agora os cientistes encaram como de fato a resposta mais viavel a todas suas dúvidas sobre o universo, a existencia de Universos Paralelos.

E a minha pergunta é exatamente sobre isso:

Se de fato existem Universos Paralelos, significaria que as almas se dividiriam, podendo uma pessoa estar vivenciando várias experiencias de uma vez em diferentes Universos?

A BBC de Londres fez um documentário sobre o assunto. Se vocês tiverem curiosidade eu disponibilizei o documentário no YouTube, aqui está o link:

http://www.youtube.com/watch?v=_t3EvCZ0 ... playnext=1

Valeu ae galera.. aguardo respostas

- Alex

Link to comment
Share on other sites

Opa, parabéns por escolher esse ramo.. é realmente uma área muito interessante. Boa sorte.

Matematicamente, os universos paralelos foram provados sim.

Só que é muito complicado esse atribuir esse conceito à consciências. Devido ela ser algo único e imortal. Claro que é apenas uma hipótese. Acho que se analisarmos a fundo o contexto dos universos paralelos, eles podem ser um mero estudo de probabilidade complexa. Por exemplo: Eu aqui e agora estou digitando nesse post, mas em outro universo, estaria olhando outro post, e em outro estaria vendo outra coisa no pc em outro não estaria no pc e assim por diante. Pra mim é mais num sentido figurado "O jogo das possibilidades".

Isso é um achômetro do brabo ainda, até porque sabemos por consciências extrafísicas e os próprios projetores, que existem outros planetas, outras evoluções. E a caminhada pela evolução é longa então existem milhares, milhões de outros planetas, universos.. Não necessariamente uma cópia dessa vivendo paralelamente.

Se colocassemos em prática os universos paralelos, eles se chocariam diretamente com a lei a evolução (aprendizado), vou tentar explicar. Digamos que você está numa boa... chega um "mano" e oferece uma droga. Você nesse universo recusa, no outro aceita, no outro você bate no sujeito, no outro vocÊ recusa e o cara mata você... etc.. Enfim, caso fosse assim, teríamos apenas 1 vida e seria suficiente para preencher todas as experiências necessárias para ser alguém "perfeito" nesse planeta. Entende meu ponto? O conceito de reencarnação, karma, evolução por aprendizado, teria de ser completamente reformulado ou extinto.

abraços

Link to comment
Share on other sites

Muito interessante sim, algo que não tenho condições de analisar complexamente por não ter conhecimento maior do assunto.

Mas em termos lógicos concordo com o krinha que ficaria difícil manter uma ordem evolutiva em diversos universos similares, onde em alguns você pode até nem ter nascido.

Eu acredito nas dimensões... físicas / extrafísicas / de graus / etc...

Mas o assunto é algo que a própria ciência irá rever por centenas de anos e terão uma nova teoria sempre... Deus está tão acima de nós em competência e magnificiência que muitas coisas nos são incompreensíveis ou simplesmente desconhecemos neste momento.

Link to comment
Share on other sites

Oi Alex ! vi uma materia a respeito de universos paralelos no history channel.Eu acredito em universos paralelos sim.Mas a respeito do espírito estar dividido não.Como vc mesmo disse ,a gente vivencia outras situações,épocas,tecnologias e isso tudo são fatores de espíritos individuais.Exemplo: Os irmãos gêmeos e mesmo os siameses não possuem a mesma alma e tem suas individualidades diferentes uns dos outros.Abç

Link to comment
Share on other sites

Pra mim é mais num sentido figurado "O jogo das possibilidades".

Acho que o Olympio falou bem.

A física funciona assim: (de forma simplificada) Os físicos criam modelos para descrever os fenômenos por eles observados. Esses modelos são, por exemplo, Teoria da Gravitação Universal (Newton), Relatividade Geral (Eistein), Teoria de Cordas, Modelo Atômico de Born, etc. A maioria dos modelos a gente nem fica conhecendo porque são muito ruins, só os melhores são aceitos e consolidados. Universos paralelos é apenas mais um modelo.

Então, os melhores modelos, os que conseguem descrever com boa precisão os fenômenos observados, são aceitos pela ciência, mas eles (os cientistas) sabem que é apenas um modelo e se hoje é o melhor no futuro será superado por um ainda melhor. É só acompanharmos a história de qualquer ciência para comprovarmos este fato.

A imprensa é que é uma ****. As revistas, televisão, bla bla bla divulgam cada teoria, cada modelo como se fosse uma grande descoberta ou uma verdade e isso confunde a cabeça da maioria das pessoas.

Respondendo a pergunta do alexc1451, todas as fontes que conheço que falam sobre espíritos concordam que este é uma entidade individual e habita apenas um corpo material de cada vez.

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

Pessoal,

Aproveitando o tópico, econtrei uns videos de uma palestra de um fisico brasileiro, Laércio Fonseca, que montou uma teoria pra explicar o mundo espiritual.

São 15 videos no total, é meio grandinho mas vale a pena. Quem quiser assisitir e depois debater, podemos abrir até um outro tópico.

video 1:

video 2:

video 3:

video 4:

video 5:

video 6:

video 7:

video 8:

video 9:

video 10:

video 11: http://www.youtube.com/watch?v=PpAtWCNCKIM&feature=related

video 12: http://www.youtube.com/watch?v=PdWAUfyO4UQ&feature=related

video 13: http://www.youtube.com/watch?v=CjLe1prmb5A&feature=related

video 14: http://www.youtube.com/watch?v=HBkiTSNtMIc&feature=related

Final: http://www.youtube.com/watch?v=S52hLOW7D0E&feature=related

Link to comment
Share on other sites

Acho que essa "nova" descoberta que os físicos fizeram é o que a gente estuda por aqui, mesmo. É claro que o GVA não é uma universidade ou um centro de experimentações científicas, mas o que quero dizer é que essa multidimensionalidade é a que citamos aqui e que já constava nos textos ocultistas a séculos ou quem sabe milênios. Mesmo que hajam universos paralelos, como que vários planos físicos, vários planos astrais, vários planos mentais e etc, isso não iria ferir a nossa individualidade! Os físicos só consideram essa possibilidade porque consideram que nós somos humanos, ao invés de espíritos. Se somos espíritos, mesmo que tenha um corpo igual ao meu fazendo coisas diferentes em um universo paralelo, ele não seria eu, já que eu sou eu e minha individualidade não pode deixar de existir. Se pudesse ter mais de um de mim, o que impediria de todos nós sermos o mesmo indivíduo em corpos diferentes e experimentando coisas diferentes ao mesmo tempo? Percebem como essa quebra da individualidade faria o universo não ter sentido nenhum? Prefiro achar que eu sou eu e pronto, sem maluquices. Se for pra deixar tudo maluco, então vamos colocar assim: a partir de agora eu vou passar a acreditar que o mundo todo, incluindo vocês são apenas sonhos. Sendo assim, eu tenho todo o direito do mundo de escravizar vocês e de fazer o que quiser com o universo. :shock: Percebem, novamente, como a quebra da individualidade deixa o mundo todo sem sentido? :roll:

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

FredMachado, parabéns pelos videos que vc postou. Ele parece "por os pingos nos is", se isso for realmente verdade, ele consegue provar o que a espiritualidade estuda.

svedese01, concordo com vc, ele prova aos céticos que a base do que estudamos é real. Só a diferença é que nós já acreditamos que isso exista, então nós estamos estudando isso profundamente.E se isso realmente for verdade, assim como podemos desenvolver (por exemlplo) um avião podemos baseados nas teorias que ele criou e na física quantica, desenvolver tecnologias para comunicação com os planos que estão os espiritos desencarnados.

Paz!

Link to comment
Share on other sites

  • 5 weeks later...

Pra mim a coisa é bem simples. O Universo (ou deus) pode fazer o que bem entender e ele realmente faz. E faz tudo ao mesmo tempo. Mas que graça teria fazer tudo isso e não ter ninguém para admirar? Então ele se fragmenta em infinitos pontos de consciência sem conhecimento (ou seja, sem memória), cada uma diferente da outra, para poder contemplar, enquanto evolui, tudo o que ele mesmo pode fazer. Assim, o Universo se transforma em infinitos universos paralelos, que nós conhecemos como espíritos. Eu, você e todos os seres que existem somos universos, cada um com suas próprias histórias, um admirando o que o outro pode fazer e assim teremos o que fazer eternamente.

Link to comment
Share on other sites

Pra mim a coisa é bem simples. O Universo (ou deus) pode fazer o que bem entender e ele realmente faz. E faz tudo ao mesmo tempo. Mas que graça teria fazer tudo isso e não ter ninguém para admirar? Então ele se fragmenta em infinitos pontos de consciência sem conhecimento (ou seja, sem memória), cada uma diferente da outra, para poder contemplar, enquanto evolui, tudo o que ele mesmo pode fazer. Assim, o Universo se transforma em infinitos universos paralelos, que nós conhecemos como espíritos. Eu, você e todos os seres que existem somos universos, cada um com suas próprias histórias, um admirando o que o outro pode fazer e assim teremos o que fazer eternamente.

Muito interessante! E de fato, concordo com você nessa perspectiva.

Infelizmente, isso não responde tanto quanto cria mais interrogações. Próximas questões: De onde veio Deus? Qual o seu objetivo ao se observar? Algo sem fim, nem início é difícil de definir e por mais que tentemos, o ser humano está bem longe de encontrar uma resposta através da sua compreensão racional e espiritual.

Porém, quando penso sobre isso, sobre os universos paralelos que certamente existem - até a ciência acredita nisso - e sobre um possível sistema sem fim nem início, sem primeira causa e sem última, só consigo imaginar uma resposta (talvez porque sejamos limitados): a existência é um looping. Se Deus se parte em diferentes identidades particulares para se observar e experimentar tudo aquilo que foi, é e será, significa que ele está num processo de auto-conhecimento, meditação? Se sim, nós, partes dele, também estamos neste mesmo processo, causando na nossa consciência, outro Universo com outras identidades diferentes, conflitantes e colaboradoras. E esse Universo dentro de nós pode ser a origem de outro, num looping infinito de profundidade incerta definida pela sua incerteza - como uma assimptota.

E, ainda considerando essa ideia, essa teoria, se nós somos partes dispersas de uma só existência, uma só consciência, todos juntos fazemos um sistema único. Se considerarmos você a unidade central, o "centro de massa", digamos assim, todos outros são partes da sua consciência e em simultâneo se qualquer outro for considerado a unidade central, todos os outros serão partes de si mesmo. Somos universos uns nos outros em que todos começam em si e você começa em todos. Enfim, fiz uma confusão. De qualquer forma, só mais uma teoria. E todas podem estar simultaneamente certas e erradas diante da possibilidade infinita de universos, realidades, de uma única. Devo ter enlouquecido agora, rs, brincadeira.

Abraços! ;)

Link to comment
Share on other sites

Olá!!!

Achei muito interessante o assunto do tópico! E todas as respostas....dá um prazer fazer parte desta família hehe

Bom, eu "ainda" não estudo a Cabala, mas é uma coisa que meche nas minhas idéias...

encontrei um breve texto que explica em partes, coisas que sinto muitas vezes na minha vida:

Conhece a eterna questão a respeito de livre arbítrio ou predeterminação: temos a capacidade de alterar nosso destino ou a vida se desenrola de acordo com um plano previamente escrito?

Usando a teoria dos universos paralelos e que usa como exemplo as salas de cinema multiplex: imagine que você decide ir a um cinema multiplex. Você compra o ingresso para assistir o que está passando na sala 1, entra na sala que escolheu e se senta para assistir o filme. Você tem alguma escolha sobre a história sendo projetada na tela? Não, nenhuma, ela foi filmada anteriormente. Mas se você não estiver gostando do filme ainda tem uma escolha. Pode se levantar e passar para outra sala. Você então se levanta e se muda para a sala 2. E agora, tem algum livre arbítrio sobre o que está passando? De novo, não, está tudo predeterminado. Mas ainda pode escapulir e passar para a sala 3. E assim por diante.

A vida é como um filme. E a realidade é como um cinema multiplex. Neste instante, diferentes versões de sua vida estão passando simultaneamente. Elas existem em universos paralelos. Você não tem livre arbítrio para alterar o filme em que se encontra. Mas tem a capacidade e o livre arbítrio de mudar de cinema, mudar de universo.

Cada novo universo apresenta um filme cada vez melhor de sua vida. Um governo melhor. Uma versão melhorada do seu chefe. Impostos mais baixos. Menos trânsito. Menos ansiedade. As pessoas e os acontecimentos em sua vida começam a mudar de forma positiva. Você pode criar essas mudanças trocando de universos.

Como? Tudo começa e termina com você. A mudança no aspecto externo começa de dentro.

Sinceramente eu não tenho resposta pra tudo, graças a Deus tenho mais perguntas do que respostas, sendo uma eterna aprendiz...

Mas eu sinto como se minha vida já fosse escrita, principalmente olhando-a do meu presente para meu passado...

Tudo absolutamente tudo que ocorreu e ocorre nela tem o porque, todas minhas dores, alegrias, enfim, toda minha vivência, todas pessoas, situações, tudo foi perfeitamente e é perfeitamente explicado do porque existiram e existem, como se estivesse realmente tudo escrito e eu conforme meu livre arbítrio só ía mudando de "sala", como se entrasse num outro Universo mesmo, só que ainda estando aqui!

Desculpem-me se não me expliquei direito, mas senti a enorme vontade de partilhar como me sinto neste mundo :)

Qualquer coisa crivem-me de perguntas, tentarei ser mais explícita nas minhas divagações!

besitos

Dany***

Link to comment
Share on other sites

Olá!!!

Achei muito interessante o assunto do tópico! E todas as respostas....dá um prazer fazer parte desta família hehe

Bom, eu "ainda" não estudo a Cabala, mas é uma coisa que meche nas minhas idéias...

encontrei um breve texto que explica em partes, coisas que sinto muitas vezes na minha vida:

Conhece a eterna questão a respeito de livre arbítrio ou predeterminação: temos a capacidade de alterar nosso destino ou a vida se desenrola de acordo com um plano previamente escrito?

Usando a teoria dos universos paralelos e que usa como exemplo as salas de cinema multiplex: imagine que você decide ir a um cinema multiplex. Você compra o ingresso para assistir o que está passando na sala 1, entra na sala que escolheu e se senta para assistir o filme. Você tem alguma escolha sobre a história sendo projetada na tela? Não, nenhuma, ela foi filmada anteriormente. Mas se você não estiver gostando do filme ainda tem uma escolha. Pode se levantar e passar para outra sala. Você então se levanta e se muda para a sala 2. E agora, tem algum livre arbítrio sobre o que está passando? De novo, não, está tudo predeterminado. Mas ainda pode escapulir e passar para a sala 3. E assim por diante.

A vida é como um filme. E a realidade é como um cinema multiplex. Neste instante, diferentes versões de sua vida estão passando simultaneamente. Elas existem em universos paralelos. Você não tem livre arbítrio para alterar o filme em que se encontra. Mas tem a capacidade e o livre arbítrio de mudar de cinema, mudar de universo.

Cada novo universo apresenta um filme cada vez melhor de sua vida. Um governo melhor. Uma versão melhorada do seu chefe. Impostos mais baixos. Menos trânsito. Menos ansiedade. As pessoas e os acontecimentos em sua vida começam a mudar de forma positiva. Você pode criar essas mudanças trocando de universos.

Como? Tudo começa e termina com você. A mudança no aspecto externo começa de dentro.

Eu já pensei nisso também, Dany, mas aí vem a questão que se eu entrar no filme da sala ao lado e ele for uma versão melhorada do filme em que eu estava, então ali já deve ter um eu melhorado também, não? É muito doido esse negócio de universos paralelos, rsrs.

Bjo.

Noel Freitas

ps: alguém sabe como faz para aparecer no topo dessa mensagem aquela caixa escrito:

Fulano escreveu?

Link to comment
Share on other sites

ps: alguém sabe como faz para aparecer no topo dessa mensagem aquela caixa escrito:

Fulano escreveu?

Olá Noel,

Sempre que quiser citar o texto de alguém, basta apertar em "Quote" no canto direito inferior da mensagem de cada um. Automaticamente, a citação é criada. Por outro lado, pode fazer isso manualmente adicionando a estrutura

(sem o ponto)

antes do texto da pessoa devidamente copiado e colado e no fim dele acrescentando

. Mas não vale a pena já que existe o "Quote" para facilitar.

Se quiser fazer isso enquanto está escrevendo uma resposta, no fim da página haverá o histórico das últimas mensagens com o "Quote" no canto direito superior de cada mensagem.

Abraços e bons estudos de Cabala! ;)

Link to comment
Share on other sites

Olha, eu sou bem ignorante no assunto, mas acho que a teoria de Universos Paralelos não aproxima da espiritualidade, mas sim, afasta.

Para mim, Deus e a verdade da vida se expressam de forma simples e intuitiva (até porque, está em nossa natureza e subconsciente), e universos paralelos entram em um grau de complexidade de anti-individualidade muito grande.

Se eu já sou contra a teoria da individualidade de muitos extremistas budistas (sobre a morte da individualidade) imagina isso...

Link to comment
Share on other sites

Olha, eu sou bem ignorante no assunto, mas acho que a teoria de Universos Paralelos não aproxima da espiritualidade, mas sim, afasta.

Para mim, Deus e a verdade da vida se expressam de forma simples e intuitiva (até porque, está em nossa natureza e subconsciente), e universos paralelos entram em um grau de complexidade de anti-individualidade muito grande.

Se eu já sou contra a teoria da individualidade de muitos extremistas budistas (sobre a morte da individualidade) imagina isso...

Olá Gangrelrj!

Respeito a sua visão, mas não vejo como a existência de universos paralelos poderia nos afastar da espiritualidade. Matematicamente, os universos paralelos são uma realidade. Na prática, não vemos muito isso. Não é como se houvesse um portal, rs. Espiritualmente, a noção espiritual permeia todas dimensões e universos paralelos, é algo que vem junto com a racionalidade espiritual. Existir diferentes universos implica existir mais vida e existir mais seres com a noção espiritual - o que intensifica a espiritualidade.

Agora, concordo com você relativamente a teoria da individualidade. Porém, acho que a vida após a morte não defini espiritualidade. Na verdade, pouco importa para mim se haverá vida depois porque tenho vida agora e o agora é a única coisa que existe. Lembra de quando ainda não tinha nascido? Quando lembro, lembro que não existir não era tão ruim. Se a morte for simplesmente o mergulho no silêncio e no nada, não ficaria desapontado. E se assim for, estaríamos no fim entrando num estado comum a todos, uma espécie de morte da individualidade após a morte. Mas como podemos saber? Não sabemos, rs. Teorias.

Abraços! ;)

Link to comment
Share on other sites

Respeito a sua visão, mas não vejo como a existência de universos paralelos poderia nos afastar da espiritualidade. Matematicamente, os universos paralelos são uma realidade. Na prática, não vemos muito isso. Não é como se houvesse um portal, rs. Espiritualmente, a noção espiritual permeia todas dimensões e universos paralelos, é algo que vem junto com a racionalidade espiritual. Existir diferentes universos implica existir mais vida e existir mais seres com a noção espiritual - o que intensifica a espiritualidade.

Não, a parte multidimensional eu não questiono, creio totalmente que exista, além de ter certeza que isso se encaixa perfeitamente com espiritualidade.

O que me deixa com 500 pulgas atrás da orelha é o fato de inúmeras consciências para um mesmo indivíduo, agindo de forma individual.

Eu era de uma linha espiritualista que afirmava que nosso corpo Astral, Mental, Búdico e etc...agiam de forma autônoma e independente da vontade de nossa consciência . Isso para mim que é uma idéia absurda!

Creio sim em "consciência em camadas", mas a mesma consciência se manifestar de forma autônoma em 10, 15 formas diferentes? Ai já é demais. É muito "Deus" pro meu gosto.

E é exatamente essa parte que questiono nessa teoria de Universos Paralelos.

Vou te dar um exemplo: Uma das "mestras" la de onde vim, dizia que era protegida por ela mesma, e que ela fazia orações devocionais para uma consciência dela mesma! Ela simplesmente agia como se ela própria fosse uma realidade externa!

Pra mim isso é muito estranho e não soa nada natural.

Link to comment
Share on other sites

Respeito a sua visão, mas não vejo como a existência de universos paralelos poderia nos afastar da espiritualidade. Matematicamente, os universos paralelos são uma realidade. Na prática, não vemos muito isso. Não é como se houvesse um portal, rs. Espiritualmente, a noção espiritual permeia todas dimensões e universos paralelos, é algo que vem junto com a racionalidade espiritual. Existir diferentes universos implica existir mais vida e existir mais seres com a noção espiritual - o que intensifica a espiritualidade.

Não, a parte multidimensional eu não questiono, creio totalmente que exista, além de ter certeza que isso se encaixa perfeitamente com espiritualidade.

O que me deixa com 500 pulgas atrás da orelha é o fato de inúmeras consciências para um mesmo indivíduo, agindo de forma individual.

Eu era de uma linha espiritualista que afirmava que nosso corpo Astral, Mental, Búdico e etc...agiam de forma autônoma e independente da vontade de nossa consciência . Isso para mim que é uma idéia absurda!

Creio sim em "consciência em camadas", mas a mesma consciência se manifestar de forma autônoma em 10, 15 formas diferentes? Ai já é demais. É muito "Deus" pro meu gosto.

E é exatamente essa parte que questiono nessa teoria de Universos Paralelos.

Vou te dar um exemplo: Uma das "mestras" la de onde vim, dizia que era protegida por ela mesma, e que ela fazia orações devocionais para uma consciência dela mesma! Ela simplesmente agia como se ela própria fosse uma realidade externa!

Pra mim isso é muito estranho e não soa nada natural.

Estranho elevado ao infinito, eu diria. Essa ideia é realmente uma hipérbole, quer dizer, também acho exagerado e pouco natural. Diria até que é um paradoxo. Estar em mais de um local ao mesmo tempo e várias identidades constituírem uma única consegue dar nós mentais em qualquer um, creio eu.

Mas, se pensarmos no assunto como se não houvessem várias identidades, mas várias facetas de uma única identidade, aí tudo parece mais aceitável (mesmo assim confuso). A única coisa que faz sentido natural para mim é a existência de universos paralelos, como uma malha gráfica de valores diversos definida por um conjunto de diferentes funções. Assim, vários universos fazem um único Cosmo e uma existência que por si só define a inexistência por função inversa. Todo o infinito abordado. Sem fim, sem início.

De qualquer forma a coisa é complicada. Imaginar que existe outro eu, noutro universo, não parece plausível uma vez que eu não tenho nenhuma consciência da sua existência. Por outro lado, talvez parte de mim possa ser definida por esse outro eu. Mas aí eu deixo de ser quem sou e passo a ser quem outro eu é. E sem eu ser eu, um outro eu de outro universo que se baseia em mim, deixa de ser por não existir eu, apenas o outro. E dei mil voltas no assunto. Complicações dessa teoria.

Pela navalha de Occam, isto é, pela lei da simplicidade, essa teoria de vários eu's em diferentes universos parece ser pouco provável. Não confio muito nela. Mas como estamos falando de teorias, são apenas corroborações. Então, ao mesmo tempo acho que é inevitável admitir que ela ainda é possível.

Abraços Gangrelrj!

Link to comment
Share on other sites

Gente, essa coisa de "universos paralelos" não seria só uma questão de nomenclatura? Vejam só: a gente não poderia chamar isso de "dimensões"? Porque mesmo que houvessem "universos paralelos" com suas próprias dimensões e tudo o mais, se a gente considerar tudo como sendo um conjunto, então fica "O Universo" e seus "mini-universos" ou algo parecido. No final, não seria só outro tipo de diferença dimensional? :|

Esse assunto é meio doido demais pra mim, então vou parando por aqui! :D

Link to comment
Share on other sites

Gente, essa coisa de "universos paralelos" não seria só uma questão de nomenclatura? Vejam só: a gente não poderia chamar isso de "dimensões"? Porque mesmo que houvessem "universos paralelos" com suas próprias dimensões e tudo o mais, se a gente considerar tudo como sendo um conjunto, então fica "O Universo" e seus "mini-universos" ou algo parecido. No final, não seria só outro tipo de diferença dimensional? :|

Esse assunto é meio doido demais pra mim, então vou parando por aqui! :D

Ah! E a minha teoria exclui essa coisa de várias consciências serem a mesma pessoa! O.o Isso não faz o mínimo sentido. Só de ser outra consciência, isso já não faz um ser diferente do outro? Senão, o que impediria de eu ser você? Viu como isso é meio ridículo? :|

Link to comment
Share on other sites

Gente, essa coisa de "universos paralelos" não seria só uma questão de nomenclatura? Vejam só: a gente não poderia chamar isso de "dimensões"? Porque mesmo que houvessem "universos paralelos" com suas próprias dimensões e tudo o mais, se a gente considerar tudo como sendo um conjunto, então fica "O Universo" e seus "mini-universos" ou algo parecido. No final, não seria só outro tipo de diferença dimensional? :|

Esse assunto é meio doido demais pra mim, então vou parando por aqui! :D

Ah! E a minha teoria exclui essa coisa de várias consciências serem a mesma pessoa! O.o Isso não faz o mínimo sentido. Só de ser outra consciência, isso já não faz um ser diferente do outro? Senão, o que impediria de eu ser você? Viu como isso é meio ridículo? :|

Olá svedese!

Considerar um Universo paralelo é considerar uma realidade derivada daquela que conhecemos onde as coisas podem ser simétricas ou não, mas definitivamente com dimensões distintas/alterações.

Então, universos paralelos podem ser vistos como variantes segundo determinados parâmetros temporais e/ou espaciais que representam todas as oportunidades e caminhos de desenvolvimento real. Algo assim.

Então, concordo com você sobre a questão de cada um ser um outro. Acho que o correspondente a cada um de nós noutro universo é outra pessoa derivada daquilo que estamos sendo no momento. Sempre que tomamos uma decisão, fazemos uma escolha, há universos distintos nos quais tomamos uma decisão diferente. Por ter sido tomada uma decisão diferente, esssa pessoa automaticamente deixa de ser quem somos, apaenas uma variante. E nós somos consequentemente uma variante delas. E no sistema final de dimensões universais, tudo ocorre ao mesmo tempo e quando digo tudo, quero dizer tudo que poderia acontecer, todas as opções, todas as formas que poderiam ser tomadas.

E vou parar por aqui também, rs.

Abraços! ;)

Link to comment
Share on other sites

Admiro o espiritismo, especialmente Kardec por colocar questões profundas da espiritualidade de forma bem acessível...parece que é uma versão simplificada de tudo o que Kardec aprendeu dentro do ocultismo (tomem esse termo 'ocultismo' no bom sentido, please!).

Mas... o universo existe mesmo criado para nós nos aperfeiçoarmos? Nós?

Acho que quem está em “aperfeiçoamento”, mudança é o próprio Universo, ele é o ser vivo em questão... e nós somos apenas células, moléculas que têm que cumprir da melhor forma possível o seu trabalho....

E a existência de Universos paralelos me parece perfeitamente lógica, e até necessária. Se o tempo não corre de forma linear (ou seja, passado, presente, futuro são construções psicológicas, o que também ferra um pouco com a noção de reencarnação e Karma na maneira básica que Karde coloca, mas isso já é outra discussão e não estou dizendo que ele está 100% errado, não me levem a mal...) então, o que impede de existirem até infinitos Universos Paralelos que vão se distinguindo um do outro conforme uma "personagem" da história toma uma decisão aqui, age de outra forma ali, e assim vai modificando os acontecimentos?

Nós só estamos nesse ponto da história, vivendo essa vida, pq nossa consciência (leia-se atenção) está nesse ponto presente, assim como acontece quando lemos um livro... aliás, essa analogia do livro, de um filme ajuda bastante pra compreeder essas idéias.

Aizizuis, tô viajando, não? Juro que faz sentido, mas explicar é osso... :lol:

Link to comment
Share on other sites

Hm... Esse é um negócio meio doido que eu acho que não vale muito a pena discutir. :|

Se fosse pelo menos dar em algo útil... Isso não é algo que a gente vá conseguir comprovar ou usar pra algo construtivo (pelo menos não agora). Quem sabe num futuro os nossos conhecimentos não comecem a abranger isso de forma concreta? :)

Obs.: não considero física teórica e outras maluquices como coisas concretas. rsrs

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...