Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

E.V. 20 vezes ao dia. Está correto?


Recommended Posts

Bom dia meus irmãos!

Que a luz e a paz do altíssimo esteja conosco.

Há algum tempo, postei um tópico de dúvidas. Comentei que estava a fazer os exercícios de prática do EV passados pelo IVA e pelo Prof. Waldo Vieira. A técnica consiste em você praticá-lo 20 vezes ao dia. Creio que seja uma espécie de "técnica de repetição". Ou seja, acostumar o corpo ao estado e vencê-lo pelo cansaço. E isso é muito comum em vários setores da vida.

Pareceu-me uma técnica séria e lógica, mas houve muita controvérsia por parte dos membros do fórum sobre a sua eficácia, sendo contra este tipo de prática e exercício. Isso me causou algumas dúvidas sobre este grande número de opiniões contrárias ao exercício proposto pelo IVA.

O que não podemos negar, é que este exercício existe. Ele deve ter sido desenvolvido por alguém que fez experimentos sérios e chegou a certa conclusão.

Agora o que eu gostaria de fazer aqui, é verificar se as idéias se divergem ou convergem sobre a prática. Afinal, ela está sendo divulgada e executada.

Vamos abrir uma discussão sobre o assunto? Esta técnica proposta está de acordo ou não conas nossas idéias sobre as práticas energéticas?

Meus irmãos, quero deixar bem claro que não estou aqui para criar conflitos, mas sim para chegarmos a uma conclusão sobre esta controvérsia.

Fraternos Abraços,

Marcio Sá

Link to comment
Share on other sites

Eu estou fazendo 20 evs por dia.

Ja fiz alguns cursos no IIPC, e tb ja li alguns livros de autores relacionados ao iipc.

Todos eles falam sobre esses 20 evs diarios.

Sao evs que vc pode fazer em qualquer lugar, caminhando, no trabalho, na facul...etc

e sao rapidos tb,

no maximo 1 min. cada...

Acho que melhorei muito minha percepção energetica e tb lucidez...

Nao vejo nenhum problema nisso...so vantagens

mas é isso ae, vamos discutir o assunto galera...

deixem a opiniao de vcs ae

abraço

Link to comment
Share on other sites

Olá meus amigos,

Interessante... seriam como "Fast EV's"

Fiz faculdade de Publicidade e Propaganda, e nessa área todos sabemos que para que uma marca, produto, serviço, etc. entre no subconsciente do indivíduo, deve ser usada a repetição. Por isso mesmo que vimos este bombardeio de produtos na nossa frente.

Aí eu faço um comparativo:

Alguém lembra a loja de dá "dedicação total à você"?

Ou, qual "a cerveja que desce redondo"?

Ou então, qual a ligação de "Tá barato pra caramba"?

E se alguém pedisse para nós agora: -Instale um EV! Alguém está apto?

Creio que, essa técnica seja usada dessa forma, até mesmo como defesa energética. Mas se nós quiséssemos entrar em EV agora, graças à técnica, entraíamos.

Agora uma dúvida: Como você faz para lembrar 20 vezes por dia de fazer o EV? Marca no despertador do celular?

Abraços Fraternos.

Marcio Sá

Link to comment
Share on other sites

Amigo,

Acredito que seja por 2 motivos:

1 - A prática leva a perfeição

2 - Manter uma boa sintonia

Como se lembrar?

Tenha um Propósito, e seja firme!

Não quero ser leviano, não pratico o EV 20 vezes ao dia. No começo das minhas práticas, até tentei, mas meu dia a dia (e vou ser honesto, a falta de disciplina) me atrapalharam. Mas acredito que seja efetivo, entre vários motivos, os dois acimas citados.

Grande e Fraternal Abraço.

Link to comment
Share on other sites

Opa, o pessoal já disse muito a respeito mas gostaria de complementar...

A ideia dos 20 evs no mínimo por dia é baseado em uma lógica bem interessante e se vocês acompanharem o raciocínio, vão entender também.

Devemos, por dia, ter uma média de 8 horas de sono, certo? Ou seja, não podemos instalar ev nessas 8 horas, mas podemos sair do corpo, etc... Bom, sobraram 16 horas de vigília ordinária. Se dividirmos esse tempo (16 horas) por 20 evs, será, em média, um ev a cada 48 minutos.

Isso tudo quer dizer o quê? Se eu instalar um ev a cada 48 minutos do meu dia, eu passarei o dia com minhas energias limpas, em movimento e sem qualquer influência externa (assédio). O foco não é fazer uma saturação mental ou impor mensagens subliminares, pelo contrário, é um hábito sadio e que se feito corretamente surtirá nos inúmeros efeitos do ev. Do mesmo modo que aos poucos vamos adquirindo o hábito de trabalhar as energias ao dormir, orar ao dormir ou acordar, escovar os dentes e outros milhares de hábitos que fazemos diariamente, conscientes ou não.

Outra coisa, é uma hipótese minha, o ev depois de instalado ele perdura por volta de 20~30 minutos, digo, a vibração, a profilaxia, etc.. Então trabalhar esses 20 diários faria com que você atravessasse o dia com as energias em ótimo estado podendo assim, assistir mais pessoas, manter um humor estável, evitar muita coisa ruim que involuntariamente deixamos entrar.

Pra isso tudo funcionar, é claro, precisamos ter uma linha correta de pensamentos, até porque se instalarmos um ev com pensamento ruim... desanda tudo. Da dor de cabeça, cansaço, é horrível, já realizei essa experiência. Portanto, esses 20 evs diários também ajudariam a manter um pensamento correto, um ortopensene.

Abraços.

Link to comment
Share on other sites

Gostaria de expor um pouco sobre esse assunto bem interessante.

A necessidade dos EV's diários e em quantidade de 20 realmente causa um espanto. Na primeira vez que li sobre isso, pensei: "Esses caras devem achar que fico o dia todo vadiando...". No entanto, é incrível como a sintonia se perde facilmente por aqui.

Só para ilustrar ontem fui dormir cedo ouvindo músicas belas e numa sintonia maravilhosa. Bastou ser acordado no meio da noite por uma pessoa (alcoolizada ou drogada, vai saber) gritando na rua, que acabei dormindo mal e levantando bem irritado. Isso acontece frequentemente, e as vezes sem percebermos.

Sendo, assim o EV seria uma boa saída para a manutenção da sintonia desejada, pelo menos em um primeiro momento.

Melhor mesmo seria o controle do pensamento, evitando negatividades, ou seja, uma defesa na raiz do problema. Só que se fazer 20 EV's diários já é difícil, controlar o pensamento a cada minuto é muito mais difícil.

Resumindo o que gostaria de falar para o colega é o seguinte: Faça os EV's quanto possa fazer, mas deixe como objetivo de vida o controle dos pensamentos, esse sim que irá libertá-lo de uma vez por todas desta faixa de sintonia.

Abraços!

Link to comment
Share on other sites

Respondendo a pergunta do Marcio Sá..

Nao tem como esquecer, vira rotina. Todos os dias eu procuro manter bons "pensenes"pensamentos-sentimentos-energias,para que durante a noite eu possa me projetar lucido, pois como diz o Saulo, do lado de lá tem muito trabalho a fazer.

Com a pratica dos EVs diários, vc se mantem mais equlibrado, recebe intuiçoes dos mentores com mais clareza, sem contar que vc esta criando uma defesa energetica contra varios tipos de assedio.

Eu sei que nao é facil, eu mesmo ja desisti varias vezes, mas agora eu acho que vou engrenar..kkk

Nao custa nada, agora mesmo, eu estou aki no meu trabalho, sentado na cadeira em frente ao computador..ja fiz uns 3 evs rapidinhos aki...rss

um abraçoo

Link to comment
Share on other sites

Muito Bom!!!

Ótimos comentários!! Muito iluminados!!!

Agora uma pergunta técnica, afim de não serem criadas muletas.

Esses EV's mais rápidos certamente devem ser criados de alguma forma mais específica. Correto?

Devo imaginar as energias circularem conforme se dita a regra, ou já visualizo a vibração? Fazer isso de uma forma mais "apressada" não seria errado?

Como vocês fazem?

Desculpe as dúvidas, sou muito pequeno nesse assunto.

Abraços fraternos.

Marcio Sá

Link to comment
Share on other sites

...eu passarei o dia com minhas energias limpas, em movimento e sem qualquer influência externa (assédio). O foco não é fazer uma saturação mental ou impor mensagens subliminares, pelo contrário, é um hábito sadio e que se feito corretamente surtirá nos inúmeros efeitos do ev...

Abraços.

Desculpe a minha ignorância, mas o EV tem o efeito de neutralizar influências externas? Ou é somente o "despertar" das energias astrais e a circulação de energias?

Link to comment
Share on other sites

que isso, todos estamos aprendendo Marcio.

Olha só, segundo o que aprendi com os professores do IIPC, o importante é circular as energias...movimenta-las

no inicio é dificil, mas com o tempo vc acostuma..

eu começo movimentando mais devagar... da cabeça aos pes..e depois aumento a velocidade...

Sinceramente, eu nao consigo fazer muuuuito rapido nao...eu me perco no meio do percurso,kkk mas vou numa velocidade rezoavel, o importante é vc sentir ela circulando...

como eu disse, com a pratica, vc acostuma. :D

Gangrelrj

EV e defesa energetica tem tudo a ver..

Link to comment
Share on other sites

Bom dia a todos!

Márcio, confesso que fui um daqueles a criticar a prática repetitiva 20 vezes por dia. E ainda defendo essa perspectiva pelos seguintes motivos: criar um compromisso de fazer 20 vezes uma determinada técnica cria conflitos com a vida pessoal e profissional pois hoje em dia temos vidas muito corridas e devemos adaptar a nossa manutenção energética aos tempos modernos.

Como foi dito pelo Olympio, teríamos que fazer a mesma prática de 48 a 48 minutos, mas nem sempre teremos tempo de fazer após 48 minutos. Daí, teremos que fazer duas práticas mais seguidas para compensar. E surge então uma preocupação em manter o compromisso, em fazer as tais 20 vezes e a preocupação trás desconforto, ansiedade. Ansiedade e necessidade de manter um cronograma tão exigente podem tirar parte da sua sintonia, da sua concentração.

No início, tentei fazer exatamente as 20 vezes por dia. Isso cansou muito, trouxe os seus benefícios, óbvio, mas não compensou. Acredito que praticar entre 3-5 vezes por dia é o ideal. Melhor praticar menos, mas mais profundamente, do que praticar muito e tão rapidamente. As técnicas levam tempo para serem completamente bem-sucedidas.

A lógica da técnica das 20 vezes diárias existe, concordo com isso. Se a pessoa tem tempo, tem disposição e vontade (fazer forçadamente seria um enorme erro), então tudo funcionará perfeitamente. Mas as técnicas não são fórmulas matemáticas, mas fórmulas espirituais de alterar a própria química espiritual. Por isso, deve levar o tempo que for necessário e não apenas 48 minutos. É necessário mergulhar em si próprio, deixar a mente fluir e refletir, deixar as energias dançarem pelo seu corpo.

Conclusão: se praticar 20 vezes para você resultar, ótimo. Caso isso não aconteça, diminua o ritmo e tente encontrar o seu. Nem todos têm o mesmo. Levar o seu corpo a exaustão e a repetição mecânica é contra produtivo. O exagero nunca resultou muito bem. Devagar é pressa, rs. Por outro lado, movimentar as suas energias no seu corpo ao longo do dia-a-dia é saudável e permite a dissolução de nós energéticos. Isso acho aconselhável e eficaz sempre para qualquer um.

Abraços! ;)

...eu passarei o dia com minhas energias limpas, em movimento e sem qualquer influência externa (assédio). O foco não é fazer uma saturação mental ou impor mensagens subliminares, pelo contrário, é um hábito sadio e que se feito corretamente surtirá nos inúmeros efeitos do ev...

Abraços.

Desculpe a minha ignorância, mas o EV tem o efeito de neutralizar influências externas? Ou é somente o "despertar" das energias astrais e a circulação de energias?

Olá Gangrelrj,

O EV significa estado vibracional. O nome já indica, trata-se de um estado em que as suas energias começam a entrar em sintonias específicas, levando a um circuito energético fechado no seu corpo que consequentemente causará a individualização da sua consciência espiritual em suas várias vertentes - uma delas a se manifestar no corpo astral, o veículo das projeções mais comuns.

Esse circuito não afasta obsessores, assédios. Jamais. Não faria sentido afastar. A questão é que sempre fazemos uma limpeza energética antes de entrar em EV. A limpeza energética desfaz nós energéticos, organiza o conteúdo mental e acalma o espírito, levando à construção instintiva de uma barreira energética protetiva - o seu campo energético sincronizado e harmonizado é mais difícil de ser penetrado.

Logo, o EV não protege. O que protege é o conjunto de procedimentos anteriores ao EV. E não se importa de perguntar qualquer coisa, somos todos ignorantes aqui e é isso que nos faz estar aqui aprendendo. Enfim, acredito que o seu raciocínio está correto e a pergunta foi bastante apropriada.

Abraços! ;)

Link to comment
Share on other sites

Gangrelrj,

Uma das principais características do ev é a desassimilação simpática (desassim) ou seja, é a promoção da assepsia (profilaxia) do energossoma através da vontade, eliminando resíduos energéticos alheios e acoplamentos áuricos. É claro que para que isso realmente funcione, além da vontade é preciso estar com os pensamentos voltados para a positividade. Se não, ao invés de ajudar, atrapalha.

O pensene correto + o estado vibracional é uma combinação poderosa, ninguém tem dúvidas disso, mas é preciso disciplina e assim de tudo vontade.

Rafael, você leva quanto tempo pra instalar um ev forte? Daqueles que te deixa elétrico da cabeça aos pés... 1 minuto? 30 segundos? O que esse 1 minuto atrapalharia no seu dia? O horário de almoço tem duas horas, você gasta 2 horas comendo e jogando conversa fora com seus amigos de trabalho? Durante o trabalho, você não tem nenhum minuto livre? Isso sem considerar que o EV é algo tão prático que pode ser feito em conjunto com praticamente qualquer atividade. Como almoçar, conversar, fazendo xixi, tomando o cafezinho, escovando os dentes, andando de carro, lendo, e todo o resto.

Outra curiosidade, seu dia é tão bem organizado assim que não lhe sobra 20 minutos diários? (não levando em conta o paralelismo do ev com outras atividades).

Bom, na minha opinião, ev não atrapalha a rotina de ninguém e muito menos toma o tempo. Seguindo a premissa de que ele pode ser feito paralelamente com outras atividades (nesse momento enquanto digito estou instalando um ev.. viu como não perdi tempo?), enfim, podemos diminuir a lista de: "o ev toma muito meu tempo" para: "não tenho vontade de fazê-lo diversas vezes ao dia". Como você fica cansado e "forçado" a fazer algo que só trás benefícios? Entre eles: alívio energético, bem estar, expansão das percepções parapsiquicas e outros..

obs: Hoje em dia, todos os celulares e relógios de pulso tem a função de "timer regressivo", por que não coloca-lo para dar uma tremida a cada 48 minutos?

Abraços!

Link to comment
Share on other sites

Oi pessoal, eu ainda não consegui sentir o EV forte, senti 2 vezes por uns 2 ou 3 segundos apenas, mas acho que foi só um inicio de EV, a primeira vez foi só nas pernas, a segunda foi no corpo todo, mas foi muito rapido e com pouca intensidade; quando faço as tecnicas, principalmente quando passo as mãos sobre o corpo, sinto as energias, mas na hora do EV, é muito dificil ter alguma sensação da movimentação de energias.

Minha duvida é, o que sera que eu to fazendo de errado, ou sera que é falta de sensibilidade ?

Sempre leio os comentarios, e aparentemente não é dificil de se entrar no estado vibracional, mas pra mim ta complicado, rsrs..., tenho feito de acordo com as tecnicas 3 e 4, se voces puderem me dar uma dica fico agradecido...

Abraço e muita luz a todos...

Link to comment
Share on other sites

...você leva quanto tempo pra instalar um ev forte? Daqueles que te deixa elétrico da cabeça aos pés... 1 minuto? 30 segundos? O que esse 1 minuto atrapalharia no seu dia?...

Olha, isso eu acho que varia muito de pessoa para pessoa e do tempo de prática que ela tem. Eu sinceramente não sei se consigo chegar ao EV se estiver na presença de várias pessoas ou sentado no vaso sanitário.

Em relação ao tempo, não sei se é normal, mas eu demoro mais que 4 minutos para começar a sentir as primeiras impressões. (Isso deitado na cama com ar condicionado), e realmente não me considero infeliz por isso, até porque já tive experiências de lucidez fora do corpo.

Link to comment
Share on other sites

E aí Pedro, como vc está? Tb só senti EV forte (provocado) uma vez até hoje. Sabe o que acho, como sentimos esse EV bem forte uma vez, achamos que não estamos instalando o EV. Talvez não seja o caso! Agora mesmo, estava aproveitando que não fica ninguem aqui no trabalho, deitei numa colchonete ali e fiz uma meditação e fiz a técnica do EV. Senti minhas energias movimentando, e a sensação de expansão da aura. Não senti aquele choque gostoso que já senti uma vez. Mas, acho que fui feliz na técnica. Então amigo, desencane que acho que vc não tem feito nada de errado.

Vamos ver a opinião dos mais experientes aí...

abraços

Oi pessoal, eu ainda não consegui sentir o EV forte, senti 2 vezes por uns 2 ou 3 segundos apenas, mas acho que foi só um inicio de EV, a primeira vez foi só nas pernas, a segunda foi no corpo todo, mas foi muito rapido e com pouca intensidade; quando faço as tecnicas, principalmente quando passo as mãos sobre o corpo, sinto as energias, mas na hora do EV, é muito dificil ter alguma sensação da movimentação de energias.

Minha duvida é, o que sera que eu to fazendo de errado, ou sera que é falta de sensibilidade ?

Sempre leio os comentarios, e aparentemente não é dificil de se entrar no estado vibracional, mas pra mim ta complicado, rsrs..., tenho feito de acordo com as tecnicas 3 e 4, se voces puderem me dar uma dica fico agradecido...

Abraço e muita luz a todos...

Link to comment
Share on other sites

Gangrelrj, é super normal demorar a instalar o ev no começo, eu, hoje, já instalo o ev bem rápido, cerca de 10~15 segundos... dependendo do ambiente, posso demorar até 1 minuto, mas não passa disso. E hoje se eu passar 5 minutos ou 10 segundos instalando ev, a intensidade e a repercussão é a mesma. Não foi de um dia pro outro que consegui isso, fazem 6 meses que eu comecei a praticar com seriedade a técnica. Mas já instalava desde que conheci o iva e os primeiros audios, 1 ano e poco atrás.

O objetivo, é ter um ev instantâneo, ou seja, em 1 ou 2 segundos já entrar em ev. Por enquanto, não consigo essa façanha, contudo estou indo no rumo.

Realmente, pra quem não instala o ev em 1 minuto no máximo não compensa fazer a técnica dos 20 diários, os motivos são óbvios... Nesse caso, concordo que atrapalha a rotina. Deve-se procurar outra estratégia para desenvolver o ev. Como 1 ao acordar e outro para dormir e 3 ou 4 durante o dia..

Essa particularidade de não instalar perto de pessoas ou fazendo cocô é momentânea... logo mais com os treinos não existirá situação ou ambiente em que você não consiga (com a exceção de que alguém possa estar te travando). Eu tinha uma dificuldade tamanha em instalar ev em igrejas no geral. Com o tempo já consigo na maior tranquilidade.

Abraços

Link to comment
Share on other sites

Olympo, vc utiliza o EV para fazer o VA (caso faça VA) ou qual a técnica que vc utiliza para fazer o VA?

obrigado pela resposta!

O objetivo, é ter um ev instantâneo, ou seja, em 1 ou 2 segundos já entrar em ev. Por enquanto, não consigo essa façanha, contudo estou indo no rumo.

Link to comment
Share on other sites

EAGLE, to utilizando duas técnicas pra VA ultimamente, o EV e a da respiração rítmica.

A do EV é o seguinte: Relaxa de barriga pra cima e começa a instalar o EV intensamente por tempo indeterminado até sair do corpo.

A da respiração é simples, é ir respirando mais devagar possível para alcançar o relaxamento profundo..

Link to comment
Share on other sites

Rafael, você leva quanto tempo pra instalar um ev forte? Daqueles que te deixa elétrico da cabeça aos pés... 1 minuto? 30 segundos? O que esse 1 minuto atrapalharia no seu dia? O horário de almoço tem duas horas, você gasta 2 horas comendo e jogando conversa fora com seus amigos de trabalho? Durante o trabalho, você não tem nenhum minuto livre? Isso sem considerar que o EV é algo tão prático que pode ser feito em conjunto com praticamente qualquer atividade. Como almoçar, conversar, fazendo xixi, tomando o cafezinho, escovando os dentes, andando de carro, lendo, e todo o resto.

Outra curiosidade, seu dia é tão bem organizado assim que não lhe sobra 20 minutos diários? (não levando em conta o paralelismo do ev com outras atividades).

Bom, na minha opinião, ev não atrapalha a rotina de ninguém e muito menos toma o tempo. Seguindo a premissa de que ele pode ser feito paralelamente com outras atividades (nesse momento enquanto digito estou instalando um ev.. viu como não perdi tempo?), enfim, podemos diminuir a lista de: "o ev toma muito meu tempo" para: "não tenho vontade de fazê-lo diversas vezes ao dia". Como você fica cansado e "forçado" a fazer algo que só trás benefícios? Entre eles: alívio energético, bem estar, expansão das percepções parapsiquicas e outros..

obs: Hoje em dia, todos os celulares e relógios de pulso tem a função de "timer regressivo", por que não coloca-lo para dar uma tremida a cada 48 minutos?

Abraços!

Olympio, quando comentei sobre o EV, considerei uma prática energética mais completa e preparatória antes de chegar ao "verdadeiro" EV. O verdadeiro estado vibracional não é sentido tão facilmente, a sua instalação leva a um processo energético de cadeia que leva mais de 1 minuto.

Não pensei que estivesse sendo considerado o EV instantâneo, quer dizer, a movimentação energética consciente em circuito pelo corpo. Essa prática é fácil e prática, pode ser feita o número de vezes que for necessário ao longo do dia. E no texto acima, eu havia mencionado que essa movimentação energética é viável e possível, usufruindo de benefícios.

Apenas constatei que a prática que demora cerca de 20-30 minutos no mínimo não viria a ser algo muito edificante e para mim não o é, de fato. Conheço a ideia de utilizar a rotina como desculpa para a redução do trabalho energético diário - acredita, não a estava utilizando neste caso.

Enfim, por poucas palavras, estávamos falando de EV's diferentes, rs. Ah! E quanto ao ficar cansado, o excesso de prática que traz benefícios pode se torna algo negativo. Tudo exposto ao excesso pode criar desequilíbrios. Imagina a prática de 20-30 minutos que tinha em mente feita 20 vezes ao dia. Seria muito repouso para o corpo físico, seria muita movimentação energética sem necessidade.

Abraços Olympio! ;)

Link to comment
Share on other sites

Uai Rafael, estou falando desse EV:

http://www.youtube.com/watch?v=o6UVekGpBC0

http://www.youtube.com/watch?v=t_k-8aAC ... re=related

De qual ev você está falando? Me explique sobre o "verdadeiro" ev, rs...

Abraços

Segundo aquilo que estudei aqui pelo IVA e através das minhas práticas, experimentei dois tipos de circuitos energéticos fechados: o circuito energético fechado moderado e o circuito energético fechado forte.

O forte só consigo atingir após um trabalho energético completo. O moderado consigo fazer diariamente ao pensar e movimentar energias ao longo do meu corpo. Quando disse "verdadeiro", coloquei entre áspas porque não existe um verdadeiro e um falso. Apenas diferentes graus de agitação energética em circuito fechado, rs. Não me interpretem mal.

Ah! E há quem diga que o Ev completo só pode ser sentido na saída extrafísica. Acho inclusive que foi dito num áudio do curso, mas agora não tenho a certeza.

Resumindo e concluindo, não estou dizendo que a movimentação energética ao longo do dia não seja um EV, nem negando a sua prática porque eu também faço várias vezes ao longo do dia. Só diferenciei os diferentes graus de intensidade da corrente de agitação energética em circuito fechado que podem ser instalados através de técnicas que iniciam processos energéticos, os sustentem e os maximizam.

Mas é tudo o mesmo fenómeno: EV.

Abraços! ;)

Link to comment
Share on other sites

Fala Eagle, tudo bom?, pelo que leio nos relatos, o que senti, e que to achando que foi um inicio de EV, foi fraco, e senti balonamento uma vez, logo que comecei a fazer as tecnicas em julho passado, e ficou nisso, tenho a impressão que possa ser bloqueio por algum motivo, e motivo é que não tem faltado :R:shock:

Sempre sinto a movimentação ou pulsação nas pernas e braços, mas no tronco é bem dificil, por isso imaginei que possa ser bloqueio, com base no que tenho lido...

To procurando resolver esses "motivos", rs..., depois não vai ter mais desculpa, ai quero ver! :lol::lol:

Abração...

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...
EAGLE, to utilizando duas técnicas pra VA ultimamente, o EV e a da respiração rítmica.

A do EV é o seguinte: Relaxa de barriga pra cima e começa a instalar o EV intensamente por tempo indeterminado até sair do corpo.

A da respiração é simples, é ir respirando mais devagar possível para alcançar o relaxamento profundo..

Oi Olympio, eu achei essa sua idéia bem prática.

vc faz as duas juntas ou separadas?

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...