Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Minha conclusão sobre a projeção após 5 anos de prática


Daniel_amorc
 Share

Recommended Posts

Olá pessoal, me sinto no dever de informá-los que após 5 anos estudando e praticando a projeção, cheguei a conclusão de que é uma ilusão. Acontece tudo no seu cérebro, você não sai do corpo. Tive inúmeras experiências e adoro projetar, é uma simulação perfeita da realidade. Mas se você tem muita catalepcia projetiva ou paralisia do sono, sugiro que procure um médico, pois um amigo mesmo descobriu que tinha um vaso defeituoso no cérebro.

Não quero brigar por minha opinião. Não vou postar uma única mensagem em defesa nem lista de argumentos. Apenas me sinto no dever de comunicar minha conclusão pessoal. Apesar de acreditar que seja ilusão, me divirto muito com minhas projeções que continuo tendo. Valeu, abraço a todos.

Domingo, 30 de janeiro de 2011

Olá pessoal estou atualizando com mais alguns detalhes para complementar. Sei que o texto é grande, mas mesmo assim não tem todos os detalhes. Acredito que atualmente a escrita é obsoleta, já que podemos nos comunicar por voz e eu poderia falar 10X isso e não ficaríamos entediados. Por isso quem desejar adicione-me no Skype: danieltaki

Eu sei como parece absurdo o que estou dizendo. Foi assim quando ouvi pela primeira vez. Eu sou a ovelha negra aqui, por isso agradeço a gentileza de todos. Não me sinto no direito de impor nada a ninguém, mas me sinto na obrigação de compartilhar a conclusão em que cheguei após todo o tempo de busca. Sei que não é tanto tempo, pois aqui mesmo há vários que pesquisam já há 10 anos. Vamos considerar isso como algo de menor relevância e assim nos concentrar melhor na mensagem que tento lhes passar.

Eu conheci uma pessoa logo quando eu comecei a estudar a projeção e na época eu tinha 15 anos de idade. (espero que ele venha se manifestar aqui nos próximos dias, pois ainda não falei com ele sobre isso então ainda não sei se posso citar seu nome) Em pouco tempo ele se tornou uma pessoa muito admirável para mim, assim como admiramos o Saulo, por sua humildade, espiritualidade e tudo o mais. Esse meu amigo, se tornou uma pessoa muito admirada para todos os que buscavam a espiritualidade e projeção, que era o tema que sempre acabava recebendo mais enfoque. Eu fui o único "seguidor" que continuou após tanto tempo estudando a projeção e compartilhando com ele as experiências, sempre buscando desenvolver nossa capacidade de projeção. Os outros estudantes cansavam-se da novidade e paravam. Só eu fui teimoso o suficiente para continuar com toda a força de vontade, investigando o assunto, passando noites mal dormidas para descobrir a qualquer custo, afinal o que é a projeção, como é este mundo além do físico, e todos estes outros questionamentos que você também se faz.

Resumindo, há alguns meses atrás ele chegou com uma novidade e disse que eu poderia não entender ou aceitar (não sei qual seria a melhor palavra) e se aceitasse, minha vida poderia perder o sentido para mim e assim eu entraria em profunda depressão. Mas se eu conseguisse superar estaria livre.

Comparei ele com o Saulo para que vocês pudessem imaginar, como seria se o próprio Saulo chegasse pra você e falasse: cheguei a conclusão de que a projeção é uma ilusão.

Pois para mim foi assim, esta pessoa representava tanto para mim quanto o Saulo para todos vocês.

Mas não foi apenas porque uma pessoa querida me disse e eu acreditei. Acima de tudo, eu sempre mantive algo muito importante dentro de mim, dês de sempre: a noção de que eu poderia estar enganado. E isso é algo muito importante, porque a partir do momento que você tem “certeza absoluta” de algo, você não prescisa de mais nada. Com a certeza absoluta você não prescisa estar realmente certo. Você pode escolher um “modelo de universo” para você e com ele ser feliz. Depois você vai encontrar outras pessoas que também escolheram o mesmo modelo e vocês formarão um grupo e serão felizes por mais algum tempo. Depois você começará fazer coisas mais significativas (na sua concepção) porque tudo em que você acredita com toda a sua certeza é muito importante para você e para todo o mundo.

O ser humano prescisa ver algum sentido na vida para que possa ser feliz e para que tenha forças para continuar. Mas eu não quero, eu não quero ser feliz. Eu quero saber o que realmente é, independente de minha preferência pessoal.

Existe uma droga chamada DMT que é liberada por uma glândula dentro do seu cérebro durante sonhos e projeções. Quando se injeta essa droga no corpo, você experiencia tudo o mesmo que experiencia em seus sonhos. Os projetores experienciam tudo o que experenciam em suas projeções, os videntes em suas visões e etc. (se eu colocar todos detalhes ninguém suporta ler até o fim, pesquise por DMT)

A genética desenvolveu isso como um sistema de defesa, porque assim o ser humano começou a ter sonhos, os quais até poucas centenas de anos atrás eram plenamente suficientes para fazer as pessoas acreditarem que existe algo além da vida física. Civilizações inteiras foram guiadas baseando-se em sonhos. Hoje os sonhos se tornaram insuficientes, por muitos foram banalizados, como para os projetores por exemplo, que não importam-se com os sonhos, nós projetores queremos algo mais real. Por isso agora temos uma forma de defesa ainda mais poderosa, que cria ambientes ainda mais reais, e estes nos fazem acreditar que existe algo além da vida física. É uma area diferente do cérebro que fica ativa durante as projeções. Com o treino meus sonhos também tornaram-se incrivelmente “reais.” É algo muito mais poderoso do que os sonhos. Isso dá sentido as nossas vidas e nos faz felizes.

Sem dúvida isso já é muito chocante, mas eu vou expor a idéia toda, uma última comparação que consegui fazer só hoje, após meses de reflexão.

Não sei se alguém vai entender isso, não porque não são expertos o suficiente, mas porque EU não sei explicar tão bem como gostaria.

Se você já assistiu o filme A Ilha poderá refletir com facilidade sobre isso.

Neste filme as pessoas vivem em um tipo de laboratório, e acreditam que não há mais vida no mundo, só se pode viver lá dentro, protegido do mundo que tornou-se agora inabitável.

Semanalmente corre a “loteria”. Quem tem seu número sorteado na loteria, poderá sair dali e ir para uma ilha paradisíaca, ou algo assim, onde terá uma vida maravilhosa. Isso dá a eles vontade de continuar. É a esperança de um dia ir para um lugar melhor, um lugar que de tão melhor que o lugar onde eles estão, torna o lugar onde eles estão, desprezível comparado ao que os espera. O que eles não sabem é que na verdade estão indo para uma operação mortal, onde doarão seus órgãos.

SE a projeção for ilusão. Apenas pense neste SE, for uma ilusão, então é isso que você está vivendo. Você é feliz porque “sabe” que após a vida tem algo muito melhor. É mais elevado, mais sutil, mas fácil e prazeroso. Mas você também tem seus méritos, afinal se esforçou ao longo de toda a vida, fez por merecer. E depois, da mesma forma que a loteria do filme, você não está indo para lugar nenhum, você está indo para a morte. Mas já não importa mais, seu objetivo foi cumprido.

Analise suas projeções. Procure a falha delas e procure pela verdade.

A menos que tudo o que queira, seja tão somente, ser feliz.

Finalizando, ainda não estou convencido de que seja simplesmente uma ilusão. Nossas mentes provavelmente podem comunicar-se entre si. Nossas mentes são computadores inimaginavelmente fabulosos por sua capacidade. Ninguém tem noção do que é capaz de fazer com uma mente treinada. Pense nos gênios da humanidade. Foi um modelo de cérebro muito semelhante ao seu que pensou em coisas como obras primas da música erudita, a teoria da relatividade, a bomba atômica, computadores e tudo o mais. Não que sejam somente coisas boas, mas são extraordinariamente fabulosas por sua esperteza e complexidade.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Tb respeito sua opinião. Mas, será que as sensações nos chakras tb é pura ilusão do nosso cérebro? De repente...Poxa, se eu conseguisse me projetar como você eu iria tentar falar com pessoas da família que já desencarnaram, sei lá, tentaria de alguma forma buscar algo pessoal que comprovasse minhas exps.

abraço

Link to comment
Share on other sites

Oi Daniel, bom, voce ja disse que não vai postar nenhum argumento, mas se mudar de ideia, gostaria de o ler, acho que seria importante, afinal cada um de nós tem seu ponto de vista e percepção, ainda não tive projeção consciente, por enquanto estou analizando com base nas experiencias dos outros, quando conseguir, ai sim poderei fazer uma analize pela propria experiencia...

Abraço, muita paz e luz...

Link to comment
Share on other sites

É uma pena que pense assim... mas respeito a sua opinião...

Também deixo claro que na minha humilde opinião, acho que só não acredita em projeção desta forma como nosso amigo falou quem nunca se projetou... pois... sonho é totalmente diferente de projeção... alias... coincidência ou não hoje eu tive minha primeira projeção 100% Lúcida... e ao longo de minha vida nada se compara ao que passei hoje...

Em breve postarei... e tenho certeza que vai valer de aprendizado a muitos irmãos, talvez hoje eu ainda postarei... mas fiz minhas anotações... não há pressa!

Mas enfim... as provas tem que vim de nós mesmos... cada um que tire suas provas e conclusões...

Respeitamos as suas provas, pois da mesma forma eu tenho as minhas...

Até Breve meu amigo!

Muita Paz...

Link to comment
Share on other sites

Realmente é uma questão bastante delicada. cérebro X espírito.

Mas..e os casos em que as pessoas que projetam lêem sequências de números ou letras em locais previamente escondidos por pesquisadores? e ao despertarem, repetem exatamente estas sequências escritas e escondidas em áreas relativamente distantes.

Além das experiências com entes desencarnados que esclarecem dúvidas ou mesmo as visualizações de objetos confirmados após o retorno ao corpo físico?

Será que o pensamento transmigra? será que o espírito nasce e morre com o cérebro?

Tanta coisa que não sabemos a respeito dos tantos "serás" que existem neste mistério chamado

vida.

Eu pessoalmente sempre fui cético "até demais" e talvez atêu. Mas passei por experiências pessoais no último ano, que se eu colocar uma peneira nos meus olhos, estarei assumindo a condição de ignorante e tôlo.

Embora nada me garanta nada, não preciso de certas garantias.

O melhor é a gente se garantir!

A opinião do Daniel_amorc, deve ser considerada, afinal se não tivermos a humildade de ouvir e procurar entender a opinião das pessoas, do que valerá tanta moral e estudos na espiritualidade?

Não devemos trilhar pelo caminho do fanatismo, afinal, "fé cega, faca amolada".

Muita PAZ,

André. :)

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Primeiramente quero cumprimentar o Daniel pela coragem e a forma como colocou aqui suas conclusão e é claro que a todos aqui do fórum pela forma como não "crucificaram" o amigo e respeitaram sua opinião.

Em outros lugares ele poderia até mesmo ser banido, acreditem estou falando sério.

Eu também estudo projeção astral (embora não de forma continua e muito aplicada) há 10 anos.

Apesar de não ter muitas experiências, ser algo muito esporádico de acontecer... sempre tentei comprovar se era ou não coisa da minha cabeça.

Até então, não consegui grandes fatos relevantes, pois sempre analiso as coisas com senso critico e procuro não acreditar em qualquer coisa.

Por enquanto também tenho chegado na mesma conclusão que você chegou Daniel, mas ainda não desisti de tentar mais experiências, pois como o amigo André disse, algumas pessoas conseguem fazer certas coisas que indicam que a projeção é algo que existe.

Existem muitas hipóteses para explicar o fenômeno e penso que é importante estudá-lo com senso crítico e sinceridade. Devemos tentar mais experiências em conjunto e é claro, aqueles que possuem mais desenvoltura podem tentar com mais chances de sucesso, no entanto, os que ainda não possuem tanta desenvoltura devem continuar tentando melhorar.

Link to comment
Share on other sites

Olá a todos!! Primeiramente parabéns Daniel em expor sua opinião ou melhor sua conclusão nesses 5 anos que não é pouco. Porém Daniel a sua conclusão há de ter uma tese ou argumentação não é mesmo? Pois se queres derrenpente abrir nossos olhos seria interessante que pudessemos entender como chegará a essa conclusão. E opinando em suas pesquisas que desconheço, acho que deveria buscar respostas além da realidade de suas práticas, pois se só cré no que é subjetivo estará se limitando sob sua ótica.

E se me permite gostaria de lhe perguntar se já alcançara um Projeção de lucidez contínua, ou seja a qual vc mantém a lucidez da vigília até a atuação psicossomática, em verdade é uma experiência inrrefutavel, é só para finalizar gostaria de citar uma das minhas primeiras experiências que provou a projeção, resumidamente: Fui dormir a tarde estava cansado, e nisso fiz duas técs uma completa e uma frontal... despertei em EV, com a visão turva, mas se estabilizou tinha a visão de meu quarto como se olhasse com os olhos físicos, porém as sensações evidênciava outra realidade, e pude ver que meu pai entrando em meu quarto e acedendo a luz bem na minha cara, e ao sair bateu a porta com força,:@ fiquei muito puto, pois sabia que iria peder a experiência, mas havia notado que ele estava de bermuda preta e sem camisa, ou retornar ao soma levantei e fui direto ao seu encontro e pergutei, se ele havia entrado em meu quarto acendido a luz, tudo OK e ainda para completar ele estava exatamente como eu o havia visto quando ainda atuava em psicossoma, e só acrescentado fi dormir antes de sua chegada em casa, logo não lhe havia visto antes. Enfim Daniel, parabéns pela coragem, e como havia dito não sei de suas pesquisas e de suas experiências mas acredito que lhe seja válido continuar a pesquisar, e dar mais foco as práticas, há experiências que lhe será mais real do este exato momento que le este meu post!!

Boa sorte. E traga novidades :pal: Abraço a todos.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Olá a todos, faz um bom tempo que não passo por aqui, saudades dos tempos de iniciante dos mistérios da vida.

O Daniel me mandou este post e agradeço a consideração que mostrou por nossa longa amizade de jornada mística.

Li os comentários e fico feliz que não exista aqui fanatismo e com mente aberta todos aqui, ponderam racionalmente os argumentos.

Primeiramente eu gostaria de deixar bem claro que ainda faço projeções astrais e por considerar como ilusão, ou seja, apenas criações puramente mentais, isso não quer dizer que a projeção não tenha sentido, que não tenha benefícios, que não tenha validade, pelo contrário, aprendi muito sobre mim nessas projeções, aprendi coisas sobre minha própria personalidade que não poderia aprender de outra forma e isso me ajudou em várias esferas de minha vida, ajudando a resolver até mesmo problemas em programação php para terem uma idéia do que é possível, sem contar que é muito prazeroso!

Segundo, não é nem nunca foi minha intenção diminuir a crença ou converter pessoas quanto a sobrenaturalidade de projeção, antes eu fazia o contrário aqui mesmo neste fórum, lembre-me das discussões sem fins com céticos e ateus e hoje tenho que reconhecer minhas falhas de lógica e razão, só então pronuncio a minha descrença unicamente como uma informação a mais para os que querem estudar todos os aspectos da projeção astral.

Para adicionar um pouco do porque eu deixei de acreditar vou contar resumidamente esse processo:

Eu era cético e ateu, até que há uns tantos anos atrás eu me projetei sem querer, e estudei, pratiquei até poder experimentar isso várias vezes e por um bom tempo, eu estava então convencido de que tudo era real, fiz um site para divulgar os ensinamentos de mestres superiores que eu tinha contato e tudo mais, o que eu chamei de oshyoga, nome conferido a mim num ritual feito no astral, então eu tinha uma missão na terra, que era promover essa nova visão da espiritualidade, do deus esquecido, o deus que existia antes de todas as religiões e tudo mais.

Mas nunca parei de pesquisar, embora todas as minhas perguntas fossem rapidamente respondidas por esses seres a medida que eu ia formulando essas perguntas, quase que imediatamente.

Eu fiz um teste para garantir a mim mesmo que tudo aquilo era real, fui numa rua, decorei o ambiente, e voltei, fui até a rua e era exatamente como eu tinha visto! e outros testes que fiz deram o mesmo resultado. Mas continuei testando.

Fiquei sabendo de experientes onde pesquisadores sérios tinham feito, e pessoas eram capazes de ler números dentro de um cofre, eu sempre acreditei.

Mas, não sei por que, algo me dizia que algo não estava certo! Voltei do zero e refiz todos os testes, mas dessa vez com mais seriedade, fui atrás dos experimentos, pra minha surpresa, os tais institutos científicos eram na verdade ou apenas um nome num papel, nunca existiram ou então eram entidades espiritualistas sem nenhum suporte do meio científico, sem nenhum projeto aceito ou impresso em nenhum periódico oficial, nada, zero!

Liguei no instituto do sono em São Paulo, ninguém lá sabe de nenhum projeto desses, e em vários locais onde blogs e outros apontavam como fontes desses experimentos, nada, zero, nenhum experimento oficial.

Pois bem, então refiz o experimento da rua, fui na rua, olhei tudo, voltei e desenhei no papel, fui até a rua, era exatamente como eu tinha visto! Mas quando eu olhei no papel! Uma grande surpresa, era totalmente diferente! Meu cérebro simplesmente implantou aquela imagem como se fosse a vivida na minha projeção, como um deja vi, uma falha na gravação da memória.

A partir dai, as coisas nas minhas projeções se tornaram mais estranhas, os mestres se revoltaram contra mim, dizendo que eu estava perdendo minha alma, que iria acontecer uma série de desgraças caso eu continuasse esse caminho, e de toda maneira eles tentavam me convencer a aceitar aquela realidade alternativa.

Mas num certo ponto eu podia saber o que eles iriam dizer antes deles falarem, eu podia até mesmo fazer com que falassem o que eu queria, e tudo ali se tornou mais e mais claro, eu voltei a locai que eles diziam que eu não poderia entrar ou porque era muito elevado ou muito pesado para mim, entrei em todos os locais, pirâmides, buracos negros, todos os locais proibidos, nenhum efeito, nos tais acasicos, onde antes eu achava que tinha todo o conhecimento humano, percebi que se restringia ao que eu sabia, mesmo que de forma superficial ou subconsciente.

Resumindo foi assim, e depois entrei em contato com ex projetores, ateus, céticos, estudei mais sobre filosofia, biologia, quântica etc, e não encontrei respaldo para tudo isso.

Consultei a medicina, descobri um problema de saude que prefiro não comentar, mas agora não vejo mais nada, sem vultos, sem vozes, sem nada, apenas me projeto quando quero ou de vez enquanto sem querer.

Mas tudo assumiu uma outra dimensão e pude perceber que a realidade é bem mais interessante do que o conto de fadas, a vida mortal é tão ou mais merecedora de ser vivida do que a imortal.

Cheguei a conclusão então de que a nossa religiosidade é uma forma de proteção contra a realidade de que um dia vamos morrer e deixar de existir. Mas é possível ter uma vida plena e perfeitamente normal sem essa parte e às vezes até melhor.

Desculpem o post longo!

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Nossa! Parabéns pra vcs que tiveram a coragem de expor suas ideias aqui! ^^

Bom,os argumentos de vcs são válidos,mas oq me dizem das previões? Eu msm já tive algumas! Já previ,por exemplo, a ocorrencia de 2 tornados no sul do brasil! Até ano passado poderia provar oq disse pois esse meu relato estava postado aqui com a data antes do acontecimento. Infelizmente minha conta antiga foi apagada,mas se perguntarem pros menbros mais antigos,vcs irão confirmar a historia! ^^

E como explicar alguem q eu nunca vi pessoalmente e mora do outro lado do país,vir na minha casa e saber coisas muuuito pessoais?

Bom,eu acredito q há certas coisas q so sabe quem vivencia! Eu sou muito questionador quanto aos fatos! Estudo a projeção ha cerca de três anos,mas pratiquei involuntariamente por cerca de 10 anos.

Eu ja tive minha época de duvidar bastante! Me projetava apenas por diversão,considerando tudo obra do cérebro,ate que obtive minhas provas!

Acho que o importante é ser feliz como agt achar melhor! msm q iludidos! hehe ;)

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Mas é possível ter uma vida plena e perfeitamente normal sem essa parte e às vezes até melhor.

E qual o sentido de você querer viver bem mesmo?Se nada existe pós vida,não tem sentido nenhum nem viver bem nem viver mal, para falar a verdade se não existe nada além vida, vocês se quer existem.

Paz 8-)

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

e quanto ao relato do Saulo (se não foi do Saulo me corijam) onde ele viu um numero de telefone num outdoor e ligou?

não pode ter sido deja vu.

Mas é possível ter uma vida plena e perfeitamente normal sem essa parte e às vezes até melhor.

sinceramente, é dificil de imaginar que alguem que se dedicou a espiritualidade por mais de 5 anos possa dizer algo assim.

eu concordo plenamente com as palavras do ViniciusF sobre essas suas palavras. que valor vc pode ver na existencia se acredita que depois da morte vem a não-existencia?

que valor tem a ilusão? eu não faço ideia do que vc quis dizer.

mas é claro que eu não posso afirmar nada antes de repetir a experiencia que vc mencionou, vou tentar repeti-la e depois conto os resultados.

ps: pode demorar um pouco para eu conseguir repeti-la, já que ainda sou novo nisso e só tive duas projeções até agora.

Link to comment
Share on other sites

Ola Daniel. Parabéns pela coragem, mas discordo totalmente. Embora nunca tenha conseguido uma projeção, ao menos com lucidez, suas colocações negam totalmente a espiritualidade, a vida após a morte. Alguns fatos que já ocorreram comigo não me permitem negar em algo além da morte e na comunicação entre esses dois mundos. A comunicação entre o mundo físico e o espiritual é algo que hoje não podemos negar. Há um ano faleceu minha irmã, sofri muito e ainda sinto sua falta, mas converso sozinho com ela sempre e lhe digo que em breve conversaremos ao vivo. Pode até não acreditar, mas alguns acontecimentos recentes, muitos reais, que até poderei relatar depois, ficou claro o suficiente que se tratava de uma comunicação que minha irmã estava tentando fazer, e de fato fez, tentando me dizer que estava ali, presente, junto a nós. Após esse dia, a crença na existência de um outro mundo, que já era forte, mais se afirmou. Especificamente sobre a projeção, nunca consegui, ao menos lucidamente, mas nas muitas tentativas pude sentir o que identifico como o início de estado vibracional. Infelizmente o medo me impediu de prosseguir naquele momento. Após algum tempo, muita leitura, estudo e, acima de tudo, crença na existência de um mundo espiritual, voltei a tentar novamente me projetar. Não sei se algum dia conseguirei, mas isso não me impede de acreditar nesse algo mais. Creio que se um dia eu deixar de acreditar no outro lado a vida perderá mito do sentido que tem hoje. Meus conhecimentos ainda são muito limitados, preciso evoluir muito ainda como ser humano, mas não desistirei. Se não for nesta vida, quem sabe em outra. Um grande abraço, muita luz e sabedoria.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Mas é possível ter uma vida plena e perfeitamente normal sem essa parte e às vezes até melhor.

E qual o sentido de você querer viver bem mesmo? Se nada existe pós vida,não tem sentido nenhum nem viver bem nem viver mal, para falar a verdade se não existe nada além vida, vocês se quer existem.

Paz 8-)

Falou tudo meu amigo... viver essa vida cheia de desafios e sofrimentos, para depois não exisitir mais nada, então pra que a reforma moral? para que bons modos? para que cuidar dos nosso filhos e velhos?... pra queme tornar uma pessoa melhor, para quer viver bem mesmo?

Respeitamos a opinião... mas... na minha umilde opinião... sem eternidade pra que isso tudo né? bobagem... :lol:

Muita Paz... Meus amigos...

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Ola Daniel e Giu, acho que devemos estar sempre de mente aberta pra tudo, se quisermos realmente aprender/saber, devemos considerar todas as possibilidades, experimentar, "colocar a mão na massa", sem nos prendermos ao pre-estabelecido, acho essa a parte mais dificil, pelomenos até onde sei, principalmente na area espiritual, todo conhecimento que adiquirimos vem de algo pre-estabelecido, e se formos analizar/experimentar algo nessa base, acabaremos por provar pra nós mesmos que é verdade, e a partir dai, nossa mente se fechara pra qualquer outra possibilidade...

Não tenho o minimo conhecimento ou experiencia pra dizer se a conclusão a que voces chegaram esta certa ou errada, mas na minha opinião, com certeza merece ser analizada e pesquisada...

Abraço...

Link to comment
Share on other sites

Percebam que pelos comentários a teoria do amigo Giu acaba se concretizando . Vejam como foi a reação dos que querem que exista a projeção por acharem que se não houver vida após a morte nada fará sentido.

As pessoas querem acreditar e por isso acabam perdendo o senso crítico. Quero mais uma vez cumprimentar aos dois pela coragem e pela forma como pesquisaram e procuraram a verdade para si mesmos, e ainda, por não ficarem "pirados" chegando na conclusão que chegaram.

Eu continuo pesquisando, mas infelizmente eu não tenho tantas experiências ainda para comprovar a existência ou não. Tenho indícios tanto de que possa ser verdade ou que não possa ser.

Sei de problemas que ocorrem no cérebro que acarretam em experiências do tipo e as vezes com cirurgia as pessoas param de ter. Já conseguiram produzir isso em laboratório também, embora ainda não tenha feito testes com a pessoa projetada.

Gostaria de saber se a projeção de vocês sempre foram continuas (deitar e acompanhar todo o processo de saída do corpo) ou se ficavam lúcidos só depois de pegar no sono e retomar a consciência.

Link to comment
Share on other sites

Olá Daniel! Ufa, consegui ler tudo :)

Eu acho totalmente correto manter a teoria da dúvida, não acreditar cegamente em nada, ou seja, não ter aquela "certeza" das coisas, como você falou, e assim ser investigativo quanto à projeção. Mas cuidado pois você pode estar caindo na mesma "certeza absoluta" das coisas, mas agora no sentido inverso. Essa certeza absoluta de que a projeção astral não existe também pode vir a ser um erro, certo? Acho que nem é preciso dizer que há muitas coisas na história da humanidade que a ciência, considerada a dona da certeza absoluta, com o tempo teve que rever seus conceitos, como admitir que a Terra era redonda, que a Terra é que girava em torno do Sol e não o contrário, (pra citar os mais famosos). (Sei que no final da sua mensagemvocê diz não ter certeza, mas mostrou muita certeza em todo o resto na mensagem... :P )

A ciência continua a descobrir coisas que seriam consideradas absurdas no passado. Não temos ainda instrumentos na ciência para tratar dessas questões espirituais. Queremos provas físicas de um mundo não-físico, e isso ainda vai nos limitar por muito tempo. Vou colocar aqui um texto bacana sobre o assunto, trata-se mais sobre o espiritismo, mas na minha opinião se aplica à tudo aquilo que consideramos "mistério" e depois achamos uma explicação "lógica" na ciência:

http://livrodosespiritos.wordpress.com/ ... piritismo/

Outra coisa que eu queria falar já quanto a novas descobertas da ciência, a física quântica tem mostrado que o observador de um experimento pode alterar o resultado do experimento pelo simples fato de o estar observando. O experimento adquire as características daquilo que o observador esperava como resultado. Ou seja tanto um resultado "positivo" quanto "negativo" tem a influência do observador. Por isso tanto a fé cega quanto o ceticismo não são posturas científicas ideais. Ou seja, se você quer procurar erros na projeção, você vai encontrar (e não estou nem entrando na questão de que um mesmo "local" tem diferentes "caras" nas diferentes dimensões astrais). Precisamos sempre analisar a nós mesmos em qualquer situação, nossos julgamentos, nossas impressões, pois é praticamente impossível sermos totalmente neutros na análise de qualquer coisa. Acho que a frase mais sábia nesse caso é a antiga "Conhece-te a ti mesmo", para não ficarmos sempre vendo somente o que queremos ver.

Tento me vigiar para não ser nem cético nem deslumbrado!

Abraço! ;)

João

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

incrivel como as pessoas sempre interpretam o que lhe convem, o outro ali já pegou o que dissemos sobre a existencia não ter valor sem uma continuidade (o que é indiscutivelmente verdade) como uma PROVA de que va não é real.

eu só fiz um comentario expondo minha opinião, mas ao mesmo tempo eu me lembro de ter deixado claro que só teria certeza depois de refazer a experiencia citada.

seria legal se outros refizessem também.

Link to comment
Share on other sites

Com todo respeito, mas se vocês conseguem viver sem um sentido e guiados por uma ilusão vocês são herois, porque eu não consigo, viver em ilusão para mim é coisa de Matrix, mesmo assim gostaria de informar que esta emoção minha e esta "desvantagem", não interferem no meu julgamento da verdade, sempre procuro a verdade independente da qual seja, por favor não me interprete mal.

Obrigado.

Paz e Luz

Link to comment
Share on other sites

Antes de discutir sobre isso, em primeiro lugar eu quero deixar claro que eu, pessoalmente, acredito na viagem astral, e que admirei a iniciativa de alguém tomar um argumento mais cético, isso é importante sim!

Bom,os argumentos de vcs são válidos,mas oq me dizem das previões? Eu msm já tive algumas! Já previ,por exemplo, a ocorrencia de 2 tornados no sul do brasil! Até ano passado poderia provar oq disse pois esse meu relato estava postado aqui com a data antes do acontecimento. Infelizmente minha conta antiga foi apagada,mas se perguntarem pros menbros mais antigos,vcs irão confirmar a historia! ^^

Sim, eu me lembro. Mas a projeção da consciência não é a única forma de explicar isso.

Para Jung, telepatia, retrocognição e precognição são explicados pela natureza do nosso Inconsciente, que é Coletivo e Atemporal. Então, a visão da projeção astral, seria uma criação da sua mente, para permitir que você entre em contato com o seu Inconsciente.

Fora as hipóteses que vemos na Parapsicologia, que claramente nega o "espírito", a consciência imortal, muitas vezes.

Mas tem uma coisa que eu acho que comprova. Vi uma vez, o Moises Esagui, e mais tarde, o Waldo Vieira comentando sobre essa experiência, que é a telecinesia, estando você fora do corpo, e mover um objeto. Tá bom que é complicado, que nem todo mundo consegue, mas pros médiuns de efeitos físicos, pelo menos em teoria, é mais fácil.

Isso pode até não provar a consciência imortal, a projeção astral, mas no mínimo prova a existência do ectoplasma (Ki, Chi, entre outros nomes), o que já é um grande passo.

Só pra deixar claro denovo, eu acredito no fenômeno da projeção astral, já tive algumas poucas experiências, eu sei que é bem diferente de sonho, e eu não duvido que a sua experiência com a premonição, Luan, tenha se dado fora do corpo! Eu só apresentei algumas outras explicações.

No final, acaba sempre sendo uma crença pessoal, tanto de acreditar que somos um espírito, uma consciência que tem um corpo, ou que somos um corpo tendo alucinações.

Abraços.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Guest
This topic is now closed to further replies.
 Share

×
×
  • Create New...