Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

13 APRENDIZAGENS COM O SR GASPARETTO


Roberto Freitas
 Share

Recommended Posts

13 APRENDIZAGENS COM O SR. LUIZ GASPARETTO

1- Eu aprendi que tudo o que me acontece interiormente e exteriormente de bom e de ruim é reflexo do meu estado interior.

2- Aprendi a me escutar, me amar, perdoar e valorizar mais.

3- Eu aprendi a ser responsável só por mim e desligar dos outros.

4- Eu aprendi a ser mais livre e mais feliz.

5- Uma delas...SOMENTE EU posso mudar o que me incomoda aqui dentro de mim para as coisas e as pessoas melhorarem lá fora.

6- Estou onde eu me coloquei. Se estou bem é porque eu me conectei com as forças do bem;

7- Eu me valorizo quando escuto o meu coração, as minhas vontades e necessidades. Assim, vale a pena não acreditar em tudo o que a nossa mente nos diz, pois ela é falha, enganosa e muitas vezes fica "psiquica" - não sei se é assim que se escreve esse adjetivo patológico para o funcionamento mental;

8- O primeiro passo para se melhorar é cuidar de si mesmo e depois do externo. Assim, fiquei muito mais tranqüilo quando assumi somente as minhas coisas;

9- Aprendi que vale a pena ficar consigo mesmo e a tirar todas as outras pessoas de dentro de si: cada um com suas coisas (o que não é a mesma coisa que solidão);

10- Solidão é a distância de si mesmo. Por essa razão podemos estar com muitas pessoas e nos sentirmos só e, paradoxalmente, estarmos sozinhos em casa e com excelente amizade (nós mesmos);

11- Pessoas mimadas querem tratamento especial para elas se sentirem bem. Assim, essas pessoas brigam com os outros e ficam na dependência do outro para que a paz, tranqüilidade e a própria felicidade apareçam;

12- Tudo o que você espera que os outros façam para você ficar bem nada mais é do que projeção e isso é muito perigoso. Já pensou na possibilidade da outra pessoa fazer exatamente o contrário do que você espera?;

13- O conceito de Deus é bem diferente: Deus não é aquele que castiga, pune ou vigia tudo o que fazemos. Para o Gasparetto, Deus é mais amigo do que pai, policial ou investigador. Nessa concepção, Deus valoriza o livre-arbítrio (tão bem explorado pelo filósofo Jean Paul Sartre).

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...