• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
Gangrelrj

Sobre o assassino Wellington

Recommended Posts

Builing é só uma desculpa . Matar 12 crianças , por que sofreu suposto builing ? Piada de mal gosto, sim senhor. 12 crianças assassinadas e vários anos se passaram e o monstro matou sem dó nem piedade... O fato é um só: 12 crianças mortas. O resto é só conjectura , especulação... A vida deste monstro é o resultado das suas próprias ações. Culpar a sociedade é só uma desculpa esfarrapada...Matou 12 crianças e têm quem o defenda...

Olha... eu respeito sua opinião, mas ñ concordo não. Bullying é coisa séria! imagina alguém enfiando um prego no seu corpo diáriamente, por anos e anos.

O Wellington é vítima sim! merece o mesmo respeito como qualquer outro ser humano. Não adianta ficar julgando, se Jesus ñ julgou quem somos nós para isso. Até porque todos aqui devem estar cansados de saber que existe reencarnação, e QUALQUER UM aqui pode ter assassinado ou feito qualquer ação violenta ao próximo. Deixe que a Justiça Divina julgue o Wellington e assim, um dia, ele vai expiar seus erros mesmo que demore milênios.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Faço as palavras do Gangrelrj as minhas palavras.

A mídia radicaliza muito as notícias e gosta de mostrar pessoas chorando por qualquer motivo. Isso trás Ibope e a sociedade, que é muito emotiva :cry: , se deixa levar pelas noticias.

Já falei e repito, milhares morrem diariamente e as pessoas não fazem absolutamente nada. Tem um País do qual não me recordo o nome agora, onde morre uma pessoa torturada a cada 8h.

Semana passada um jovem me ligou chorando dizendo que iria se matar pois não aguentava mais viver, ele estava desesperado. Fui até ele e conversamos bastante, hoje ele faz caminhada comigo e conversamos muito sobre assuntos diversos. Ele já não pensa em se matar.

Quero dizer para nossos irmãos que ele não foi o primeiro e não será o último. Saia da sua casinha, desligue sua TV, abra seus olhos. Este "massacre" poderia ter sido evitado se a sociedade assistisse menos novelas e conversasse menos virtualmente. Tem um Wellington ao lado da sua casa e vc nem percebe.

Pensem bem no que coloquei antes de responder me atacando. ;)

Muita paz e Luz para todos. :)

Interessante isso que vc disse caro kassioms. Compartilho da sua idéia. E não só a respeito desses casos de chacinas que ocorrem. Todos os dias centenas de civis morrem no Iraque, Afeganistão, e nesses outros vários paises que as forças do bem (EUA, OTAM, dentre outros aliados) estão invadindo, destruindo, assassinando e roubando. Com um lindo pretexto de preservar ademocracia, justiça e humanidade. Lindas palavras, mas tão falsas feito uma nota de 3 reais. Não se vê na TV esses civis que são mortos pelos exercitos do bem, quando aparece morte de civis, são devido a carros e homens bombas. Ninguém fica revoltado com milhões de pessoas que morrem de fome todo ano, sendo que com apenas 4% da grana das 270 pessoas mais ricas do mundo, seria capaz de acabar com a fome mundial (dados da Unesco, Onu, seila). E um caso como esse, como o da menina Isabela, dentre outros (não estou diminuindo a gravidade de nenhum deles), são revoltantes, fazem a população querer linxar todo mundo, clamar por justiça e tudo mais. Hora, mas pq todo mundo vira a cara contra as atrocidades, e são muitissimas , que estão ocorrendo no mundo a cada hora, cada minuto e cada segundo?

Acho que pq é mais facil condenar uma pessoa ou um pequeno grupo. Pq não condenar a nós mesmos que estamos vendo o mundo ser aterrado sobre a discórdia, a injustiça e desigualdade e ficamos parados? Sei que bate lá no ego, por isso continua sendo mais facil pegar alguns bodes espiatorios para por toda a culpa neles.

Muita gente fala que tambem teve as mesmas dificuldades do rapaz em questão, mas que não se deixaram enfraquecer e conseguiram se superar. Realmente eu fico feliz por quem conseguiu passar por isso, mas mesmo assim é foda "julgá-lo", pois vamos por partes. Ele teve a mesma educação (tanto escolar como familiar) igual a sua? Você teve as mesmas experiencias (não só de bullyng, mas todas as experiencias da vida) iguais as dele?

Você, em outras vidas, passou pelas mesmas coisas que ele? Você está no mesmo estágio evolutivo q ele?

São perguntas só para exemplificar como é complexo o negócio. Obvio que o coitado errou, mas todos sabemos que o criador e tmb os espiritos de luz hão de perdoá-lo, sendo eles conhecedores de todas essas informações e tudo sobre todas as vidas e pensamentos dessa criatura, pq nós que não sabemos nada a respeito dele podemos criticar e julgar?

*Óbvio que eu não sou santo e julgo sim as pessoas de vez em quando, mas me policio para não fazer isso e tento buscar sempre o não julgamento, uma pq não vai me levar a nada de produtivo (alias, só me trarão coisas ruins) e outra pq prefiro usar meu tempo em algo masi produtivo.

Acho que devemos fazer preces, orações, mandar energias boas, dependendo do credo de cada um, para as pessoas envolvidas, tanto os familiares das vitimas e do Wellington, quanto para as proximas vitimas e o rapaz.

*Não quis atacar ninguém com minhas palavras, apenas mostrar o que penso sobre o mundo e sobre cada um de nós em nossas individualidades. Também não quis me passar por bonzinho, pq faço muitas coisas que não deveria fazer, tanto quanto todos aqui presentes, mas o que importa realmente é a nossa vontade de nos conhecer e de mudar.

NOSCE TE IPSUM

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gangrel, interessante seu ponto de vista em relação ao assunto, parabéns.

Mas acho que, em se falando do ponto de vista espiritual, não terá ele uma certa carga de culpa por sofrer bullying? O que será que esse sujeito cometeu, em vidas passadas, para sofrer desde criança?

Em se tratando do ponto de vista espiritual, vamos recorrer a outras vidas também, pensemos nisso e não nos limitemos somente nessa vida e somente nesse ato dele sofrer bullying.

Será que o único modo dele melhorar, evoluir moralmente, espíritualmente, não seria inserido em uma sociedade como a nossa onde no qual ele, as vezes até por opção própria, decidiu sofrer essa humilhação, colocando à prova seu caráter?

Até porque eu acho que o grande mérito nosso é desabrochar em meio ao barro, assim como a flor de lótus.

Acredito que jogando a carga da responsabilidade dos atos cometidos por Wellington na sociedade, seria o mesmo que ignorar a capacidade do ser humano de si transmutar, de evoluir, portadores das faculdades divinas que somos.

A sociedade tem culpa nisso também, sem sombras de dúvidas, mas como se diz: "A dor é inevitável. O sofrimento é opcional."

Ótimo tópico, abrangente :)

Abraços Fraternos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Concordo com vc e eu procuro observar o aqui e agora,ou seja,pessoas necessitando de amparo ,sobretudo o autor do crime.O amor incondicional nasce a partir da prática diária e esses casos são oportunidade de aprendizado.Observar e ajudar sem julgar ou ficar se perguntando quem foi a vítima,tb é aprendizado e prática diária que nos eleva o espírito e por incrível que pareça,nos traz um entendimento maior dos fatos... :)

Share this post


Link to post
Share on other sites
Gangrel, interessante seu ponto de vista em relação ao assunto, parabéns.

Mas acho que, em se falando do ponto de vista espiritual, não terá ele uma certa carga de culpa por sofrer bullying? O que será que esse sujeito cometeu, em vidas passadas, para sofrer desde criança?

Em se tratando do ponto de vista espiritual, vamos recorrer a outras vidas também, pensemos nisso e não nos limitemos somente nessa vida e somente nesse ato dele sofrer bullying.

Será que o único modo dele melhorar, evoluir moralmente, espíritualmente, não seria inserido em uma sociedade como a nossa onde no qual ele, as vezes até por opção própria, decidiu sofrer essa humilhação, colocando à prova seu caráter?

Até porque eu acho que o grande mérito nosso é desabrochar em meio ao barro, assim como a flor de lótus.

Acredito que jogando a carga da responsabilidade dos atos cometidos por Wellington na sociedade, seria o mesmo que ignorar a capacidade do ser humano de si transmutar, de evoluir, portadores das faculdades divinas que somos.

A sociedade tem culpa nisso também, sem sombras de dúvidas, mas como se diz: "A dor é inevitável. O sofrimento é opcional."

Ótimo tópico, abrangente :)

Abraços Fraternos.

Olha, concordo com algumas coisas que você disse, mas discordo de três comportamentos muito comuns em espiritas (sem generalizar).

1 - Crer que quando morremos, escolhemos a dor que sofreremos na vida. Isso, segundo inúmeras doutrinas, é 1 caso em 1 sextilhão de pessoas. É para seres muito iluminados, e está muitíssimo longe se ser algo comum.

2 - Crer que tudo de ruim que ocorre na vida de uma pessoa foi merecimento e provindo do carma. Nem tudo é Carma, principalmente quando se trata de relacionamento entre grupos de Seres Humanos. E mesmo que tenha sido Carma, a lei do Carma não CRIA os problemas, ele simplesmente USA os problemas existentes ao redor e APROXIMA as pessoas que precisam passar por aquela situação. Ou seja, o problema da sociedade existe, é cruel e COM CERTEZA afeta inclusive pessoas que não deveriam passar por aquilo "de tabela".

3 - Cismar com a idéia de que quem não aguenta a carga de sofrimento que passou, é um fraco. Pela frase já se percebe: "A dor é inevitável. O sofrimento é opcional.". Isso é muito bom pra quem tem apoio espiritual, familiar, psicologico, amizades e etc. Não se aplica a todos. E mesmo assim, os que conseguem superar as próprias dores são VENCEDORES, e não o contrário, pois a exceção é quem consegue. O mais normal é quando se sofre, SOFRER. Sorrir feliz e de forma inabalável é algo raro, e jamais deve ser cobrado como obrigatório de nenhum Ser Humano.

Eu também já tive esse raciocínio por muito tempo, mas devemos tomar cuidado com os grãos de joio que vem junto com o trigo.

P.P.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acredito que jogando a carga da responsabilidade dos atos cometidos por Wellington na sociedade, seria o mesmo que ignorar a capacidade do ser humano de si transmutar, de evoluir, portadores das faculdades divinas que somos.

A sociedade tem culpa nisso também, sem sombras de dúvidas, mas como se diz: "A dor é inevitável. O sofrimento é opcional."

Ótimo tópico, abrangente :)

Abraços Fraternos.

Concordo com vc felipe , tanto não podemos julgar o Wellington como não podemos jogar a culpa de seu desajuste na sociedade.

Não viemos nesse mundo a passeio ; Temos objetivos e serem cumpridos e evoluções a desenvolver.

Eu creio que toda a programação que nos propomos a fazer ,sejam

fardo ou não , devemos ter a capacidade de executa-las ( ou será que deus nos daria um fardo sabendo que não podemos carrega-lo ? )

Mesmo sendo um fardo pesado como o que ele passou e muitos outros passam, mas que conseguem levar uma vida normal com uma uma grande superação interna ( evolução ).

Milhões conseguem essa superação se livrando desse fardo e seguem suas vidas e sua programação evolutiva.

Se assim fosse , quem deveria ir para o Umbral não seria o wellington e sim a sociedade , certo !?

Ele cometeu uma falha terrivel em sua proposta de evolução terrena e tanto falhou que será cobrado espiritualmente. :?

Pode ter certeza que ele vai ter que pagar por isso e só deus sabe qual será a sua pena. :|

Devemos rezar por todos, alunos e welington(s) ! A sociedade é como um caminho que devemos passar para alcançar um objetivo adiante. Tem pedras , tem escorregões , espinhos , escuridão ,fome ,sede ,bulling ,mas cada espirito com a sua dificuldade deve transpor. Isso é Evoluir . Não vamos colocar a culpa no " caminho ".

Minha opinião.

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites

O que mais assusta é que as pessoas perderam a racionalidade, o amor ao próximo.

Se a intenção dele era realmente chamar a atenção da sociedade para o bullying, por que ele não protestou pacíficamente na frente da escola? por que não abriu uma ONG? por que não usou o dinheiro das armas para construir um site? (ou pelomenos um blog).

Deve ser porque isso não o coloca na primeira página dos jornais.

Triste pensar que hoje em dia muita gente prefere matar, espancar, humilhar a ter uma conversa franca, um diálogo que seja. Acho que estamos voltando aos tempos das cavernas.

Share this post


Link to post
Share on other sites
O que mais assusta é que as pessoas perderam a racionalidade, o amor ao próximo.

Se a intenção dele era realmente chamar a atenção da sociedade para o bullying, por que ele não protestou pacíficamente na frente da escola? por que não abriu uma ONG? por que não usou o dinheiro das armas para construir um site? (ou pelomenos um blog).

Deve ser porque isso não o coloca na primeira página dos jornais.

Triste pensar que hoje em dia muita gente prefere matar, espancar, humilhar a ter uma conversa franca, um diálogo que seja. Acho que estamos voltando aos tempos das cavernas.

Ai você está tentando encaixar um comportamento saudável, de uma mente sã e emocional saudável em uma pessoa sofredora e carregado de sérios problemas emocionais.

É o que eu disse: Para quem nunca sentiu verdadeiramente DOR (emocionalmente falando), jamais vai entender os processos. É semelhante no caso da depressão: Quem nunca teve ou nunca assistiu bem de pertinho a vida de uma pessoa com a doença, não tem idéia da dimensão da coisa, ai acaba taxando como palhaçada, fraqueza, xilique, frescura e etc...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Ai você está tentando encaixar um comportamento saudável, de uma mente sã e emocional saudável em uma pessoa sofredora e carregado de sérios problemas emocionais.

É o que eu disse: Para quem nunca sentiu verdadeiramente DOR (emocionalmente falando), jamais vai entender os processos. É semelhante no caso da depressão: Quem nunca teve ou nunca assistiu bem de pertinho a vida de uma pessoa com a doença, não tem idéia da dimensão da coisa, ai acaba taxando como palhaçada, fraqueza, xilique, frescura e etc...

Sim, é verdade. Concordo com seu ponto de vista.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Se a intenção dele era realmente chamar a atenção da sociedade para o bullying, por que ele não protestou pacíficamente na frente da escola? por que não abriu uma ONG? por que não usou o dinheiro das armas para construir um site? (ou pelomenos um blog).

aluiziobaj, uma pessoal normal usaria estes caminhos, bom ou ruim temos que aceitar que ele conseguiu seu objetivo: "Chamar a atenção".

Share this post


Link to post
Share on other sites

Concordo muito com o Gangrelrj e as pessoas que compreenderam seu ponto de vista. Antes mesmo de ver esse post já compartilhava tb com essa visão, o que n significa que n me comovi com as vítimas, que nada tinham a ver diretamente com o problema do assassino e certamente tem uma dor enorme e "inimaginável" aos que estão de fora...

Mas mais inimaginávela ainda é o sentimento incorporado no assassino que o fez pensar em algo tão terrível e pior, por em prática a idéia. Creio que ninguém que compartilha do ponto de vista diferente do mostrado na mídia, está aqui defendendo pessoas que praticam atos desse tipo, JAMAIS! Até porque, imagino que tenham consciência que, por mais que Welington tenha sofrido e tido seus "motivos impulsionadores", foi a fraqueza DELE que o fez chegar ao extremo... Então, claro que ele tem sua parcela de culpa.

A questão é que, se as pessoas mais fracas(psicologicamente falando), os welingtons da vida, tivessem apoio para suportar o peso que elas sentem, seria bem provável que não chegassem a tal fim. E mais ainda, se as escolas "servissem" para o que suponhamos que deveriam servir (não só encaminhar a pessoa a ser "alguém na vida", se é que me entendem), atitudes de exclusão por preconceito seriam combatidas veemente! E sabemos que isso n ocorre, pelo contrário, é até visto como algo normal, muitas vezes só combatido no momento do ato, com alguma punição, mas nada de grande relevância. Quem sofre com isso, geralmente não tem apoio dos demais colegas (muitas vezes até pela posição de "superioridade" do opressor) e pior ainda, o oprimido muitas das vezes ainda sente vergonha de falar o que passa, por se sentir um fracassado, como se o pedido de ajuda, de certa forma, comprovasse seu fracasso (imagine uma situação dessas na adolescência qndo, infelizmente, a imagem é muito importante). Ou seja, há uma inversão de culpa. Algo totalmente sem sentido!

Hj em dia o assunto está mais evidente, não sei como está na pratica a situação nas escolas. Creio que não tenha mudado muita coisa, até pq o debate na mídia é recente (no Brasil pelo menos). Mas acho que não é tão simples qnto parece, simplesmente dizer "não pratique bullying pq é ruim", na minha opinião não adianta tanto. Tem que se combater a raiz do problema, que está nos valores sociais... Enquanto houver um olhar de admiração aos "mais fortes", "superiores" e de muitos quererem ser como eles, pra também serem admirados, temidos (até pra não sofrerem ataques), o problema continuará... Quem pratica bullying tb tem problemas sérios e deve ser ajudado. Não adianta o cara n praticar por medo de sofrer algum tipo de repressão, de punição da instituição, mas ter a vontade, continuar com o caráter de "ruindade" e não praticar na escola, mas praticar fora dela.

Vejam quantos problemas envolvem um caso como esse:

O opressor: que por algum motivo tem necessidade de pisar nos outros que recuam com facilidade, também tem problemas e necessita de auto afirmação;

Quem admira o opressor :sabemos que os opressores sempre tem seus capachos (só há espetáculo onde há platéia, qntos vídeos vemos na net com brigas de jovens e os colegas ao redor vibrando...);

O oprimido: que é a vítima, mas muitas vezes está na posição de culpado, por "ser fraco";

Na escola (que deveria se preocupar em preparar as pessoas pra vida em todos os aspectos, preparar o ser humano para a "selva" da vida, não apenas pra "selva" do mercado de trabalho, pra ter uma carreira de sucesso, pois nem todos os pais tem estrutura e sapiência para educar seus filhos, a escola tinha que ser um complemento, nesse aspecto, por esses casos, vemos q ela é fraca);

Nos pais: por motivos óbvios;

Na mídia: que focada com a audiência, muito pouco se preocupa com o conteúdo que passa. Pra mim ela é uma das grande vilãs... De que adianta programas sérios falando de problemas sociais e campanhas se a programação é recheada de futilidade, violência e vulgaridade? É fato que as pessoas absorvem as informações da tela, qse sempre como verdades absolutas pouco questionando o que vêem. São bundas em plena luz do dia, supervalorização de beleza, crianças imitando adultos(como a tal mini gaga dançando e cantando uma música sensual com trechos q falam de ato sexual, ela coitada n sabe, mas os pedófilos devem amar essas coisas). Hj acho q nem tem mais pré adolescência, e daqui a pouco a criança estará indo direto pra fase adulta... Qndo eu era adolescente (anos 90) existia "uma moda" pra adolescente, hj as crianças já se vestem como adultos, muitas vezes induzidos a se comportarem como tal... Tudo isso pode parecer exagerado e até fora do contexto do assunto, mas não, pois o que quero dizer é que cada vez mais se supervaloriza aspectos materialistas e fúteis, deixando de lado o valor real do ser humano. Isso reflete nos cinco problemas acima.

O dia que não for "feio" estar "fora do padrão" (criado pela mídia) e uma pessoa tiver vergonha de praticar qlquer ato de covardia, não só físico, mas como o de expor um colega ao ridículo (geralmente por estar fora de algum padrão), porque terá o olhar de todos o recriminando, as coisas vão mudar... E inocentes (como as crianças e seus pobres pais), não sofrerão injustamente pelas injustiças de outros.

Por tudo isso, o "buraco é bem mais embaixo"... Wellintong foi culpado sim por não saber lidar com suas dificuldades e fraquezas, não é um "coitadinho", pois cometeu um ato terrível, mas também foi vítima da cegueira social, por tanto, o problema é social sim. Mas a nossa "mídia amiga", formadora de opinião, não apresenta o problema de maneira analítica assim, pois é bem melhor comover as pessoas durante alguns dias e logo após passar a bola pra outro assunto...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá para Todos!!

viiixi....esse é daqueles assuntos que dá pano pra manga...rsrs...mas no meu ponto de vista, sinceramente acredito que esse rapaz teve uma prova "fracassada" (...eu coloquei aspas pois acho que nenhuma experiência é perdida se aprende muito e se obtém débitos para a lista também, porém o objetivo principal não foi concluído...), desde o momento em que estamos no ventre já estamos passando por dificuldades e a maioria delas são as colheitas de plantações passadas...eu acredito que se esse rapaz passou por tudo isso não foi por acaso, simplesmente tinha que ter sofrido na infância para provar a si mesmo que estava resignado e pronto para não cometer mais os erros que cometeu em outras encarnações, mas infelizmente acredito que ele não suportou a prova, se deixou levar pela influência de pensamentos de vingança (...um provável descuido na sintonia...) e cometeu aqueles atos...com certeza ele voltará, e terá de reencontrar com todas aquelas pessoas e nas mais diversas situações pois as dívidas tem de ser pagas ou com MUITO trabalho ou tendo, literalmente, que colher aquilo que plantou.

Fiquem em PAZ!!

José Geraldo

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olhem que interessante, encontrei esse vídeo com a entrevista do menino de um dos vídeos mais vistos ultimamente, onde ele revidou os ataques que sofria na escola.

Acho que o vídeo expressa muito bem o que eu quis dizer no meu post anterior...

Não sou a favor de violência, mas infelizmente se a pessoa não enfrenta, como o garoto fez, será desrespeitada toda vida... O problema é que a vingança pode causar mais problemas ainda e a vítima passar a ser "o errado", acho que foi muita sorte do menino não ter quebrado a cebeça... De qlquer forma, dificilmente irão mexer novamente com Casey Heynes.

Enquanto os valores estiverem invertidos e vivermos no "cada um por si", é esta a infeliz maneira que resta a quem sofre esse tipo de ataque...

Share this post


Link to post
Share on other sites
Se a intenção dele era realmente chamar a atenção da sociedade para o bullying, por que ele não protestou pacíficamente na frente da escola? por que não abriu uma ONG? por que não usou o dinheiro das armas para construir um site? (ou pelomenos um blog).

aluiziobaj, uma pessoal normal usaria estes caminhos, bom ou ruim temos que aceitar que ele conseguiu seu objetivo: "Chamar a atenção".

Sim kassioms e como ele conseguiu o que queria: virou uma "celebridade" (obviamente que de modo extremamente negativo), meu medo é que outras pessoas usem do mesmo artifício para sair matando indiscriminadamente somente para sair na mídia.

Para você ver: uma semana após o massacre já foi noticiado um garoto que levou uma arma para a escola e causou pânico.

Share this post


Link to post
Share on other sites
kassioms escreveu:

aluiziobaj escreveu:

Se a intenção dele era realmente chamar a atenção da sociedade para o bullying, por que ele não protestou pacíficamente na frente da escola? por que não abriu uma ONG? por que não usou o dinheiro das armas para construir um site? (ou pelomenos um blog).

aluiziobaj, uma pessoal normal usaria estes caminhos, bom ou ruim temos que aceitar que ele conseguiu seu objetivo: "Chamar a atenção".

Sim kassioms e como ele conseguiu o que queria: virou uma "celebridade" (obviamente que de modo extremamente negativo), meu medo é que outras pessoas usem do mesmo artifício para sair matando indiscriminadamente somente para sair na mídia.

Para você ver: uma semana após o massacre já foi noticiado um garoto que levou uma arma para a escola e causou pânico.

:pal::pal:

Como dizia meu professor de matemática: "Eis o X da questão!".

O objetivo deste tópico e mostrar pro povão que existe algo além desta situação, aprendi com um grande amigo meu (Patch Adams) que não podemos focar no problema mas sim além dele, quando você conseguir, verá a solução.

Todos direcionaram sua atenção (e raiva) para Wellington e esqueceram do mais importante: Existem vários na mesma situação que ele, sempre exixtiu e sempre existirá.

O mundo é imenso, acredito que eu e vc não vamos conseguir consolar todos os Wellingtons nesta encarnação. Mas, se eu cuidar dos que estão pertinho de mim e vc cuidar dos que estão ao seu lado, já estamos fazendo muito para ajudar pois poucos fazem isso. Sem saber nós estaremos evitando massacres e suicídios. Essa é a parte delicada, pois nosso ego precisa de um "incentivo", precisamos ser "reconhecidos" ou até mesmo "ver" o que estamos evitando. Mas neste tipo de trabalho não tem isso, nós apenas fazemos, os Wellingtons ficam melhores e vão embora (as vezes ficam) e outros aparecem com problemas piores.

É fácil criticar o Wellington pelo que fez e assistir tudo de camarote, difícil é subir no palco e mudar o ato antes da cena final. ;-)

Um grande abraço

Kássio Melo

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nossa, estou realmente encantado com a resposta da Mari Sodemel...

É exatamente ai que está a raiz do problema. Realmente o Ser Humano tem a tendência a valorizar esse tipo de comportamento. Exemplo disso podemos tirar do próprio brasileiro, onde na maioria das famílias, o adolescente que chama a atenção positivamente é o que é esperto, forte, dominador, pega um monte de menina, sabe lutar bem e etc...

O que é inteligente, educado, dedicado, respeitador é taxado como babaca (desculpem o termo). E essa idolatria não é exclusiva da adolescência não...muitos pais agem assim.

O adolescente já tem a tendência de precisar aparecer, se destacar, e a cultura acaba pregando realmente que se destacar é isso: Ser o "malzão".

Como a Mari disse, pode não parecer que tem ligação com o fato, mas é extremamente íntima a relação.

E eu ainda arrisco dizer mais: Essa geração atual está pior do que a da minha época ou da época do Wellington, pois o respeito está indo pelo ralo. Não respeitam mais professores, diretores, adultos estranhos e nem mesmo os pais! (sem generalizar, ainda existem jovens educados). Se você vive em uma cidade grande e passa perto de "comunidades" deve perceber a baderna que estudantes fazem dentro do transporte público, fora outros lugares como cinema e praças de alimentação.

Não sou hipócrita de dizer que antigamente não existia isso, a adolescência é rebelde por natureza, mas a diferença está quando se vê alguma reação de um adulto ou uma autoridade na tentativa de chamar a atenção. Eu já assisti de xingamentos até agressões.

Três cenas que eu vi não me saem da cabeça:

1) 5 MENINAS de uns 13 anos no máximo, após fazer o caos dentro de um ônibus, foram expulsas pelo motorista. Uma delas pegou uma pedra enorme na rua e quebrou o vidro do ônibus e sairam correndo.

2) Um grupo de estudantes estavam fazendo o caos em um McDonalds...quando um funcionário foi pedir para moderarem, foi xingado de tudo que era forma na frente de todo mundo. Ai se o segurança da uns cascudos, é processado pelos falsos puritanos e aparece na capa do jornal: "Segurança espanca estudantes que lanchavam após o colégio".

3) Um grupo grande de estudantes uniformizados da rede pública, com material escolar na mão e em frente a um shopping na zona norte do Rio de Janeiro (Norte Shopping) e que não passavam de 15 anos de idade, estavam assaltando pessoas!!! Foram pelo menos umas 5 pessoas roubadas que eu tenha visto, apanharam do grupo, que depois se dissipou e entraram pelos ônibus correndo e sumiram.

Eu sei que são extremos que estou relatando, mas eu tenho 27 anos e já vi 3 extremos...fora os que agente fica sabendo pelos outros. Só no bairro em que passei minha infância já soube da casos até mesmo de estupro entre adolescentes, e dentro do colégio!!!

Grande parte da juventude de hoje está marginalizada, e a maior parte já perdeu o respeito e os bons hábitos. E a sociedade não enxerga. Acha bonitinho a filha de 11 anos colocar um shortinho que deixa metade da bunda de fora e vai pro shopping, ou o filho de 10 bater no coleguinha do colégio.

Nesta segunda-feira mesmo eu fui no cinema ver um filme e não consegui. Tinha uns 20 estudantes da rede pública dentro da sala de cinema que não permitiam nem mesmo escutar o filme. Ou seja, 60 pessoas mais ou menos, prejudicadas por 20 adolescentes que não possuiam limites. A sorte é que eu já havia visto o filme, por isso voltei no dia mais barato (Coisa que jamais farei novamente. Dia de meia entrada pra mim virou inferno).

Já prolonguei demais, mas é mais ou menos assim que penso. O problema começa em casa e nos colégios e muitos só terminam na cadeia ou no cemitério.

Mas...esperança. Existem muitos, muitos jovens excelentes.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.