Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Voando na chuva


Recommended Posts

A experiência da qual mais gostei e a que durou mais tempo até hoje, pois faz pouco tempo que sei o que é a viagem astral e que era isso que acontecia comigo, foi a seguinte:

Eu tinha que acordar para ir para a aula. Estava preocupada, com medo de perder hora. Então me vi, de repente, indo para a faculdade, no caminho de sempre. Quando estava passando por uma pracinha perto de casa, vi uma moça loira, de cabelos muito longos, bonita, com um vestido branco, leve, descalça, sentada em um banco, como se fosse normal estar daquele jeito em um dia chuvoso. Achei estranho e pensei: "eu só posso estar sonhando..." foi quando fiquei lúcida. No mesmo momento me vi em pé, em cima da minha cama. Pensei: "Legal! Estou consciente!" Sempre quis saber como seria andar na chuva em corpo astral. Chamei meu amparador e lhe pedi que me levasse a algum lugar (na verdade, eu não sabia o que fazer e nem para onde ir). Senti meu corpo ser virado em direção à parede e a atravessei como se alguém estivesse me levando para algum lugar. Eu sabia que era meu amparador. Começamos a flutuar em uma determinada e conhecida direção. Vi lugares conhecidos em detalhes. Estávamos voando muito rápido e em um determinado momento eu não consegui mais distingüir a paisagem, de tão rápido que ficou nosso "vôo". Quando paramos eu estava em um lugar, uma casa, onde havia outras pessoas em desdobramento. Elas não me viam. Eu tentava falar com elas, mas elas estavam agindo como se tivessem acordado e ido trabalhar. Estavam concentradas em seus afazeres. O único espírito que falou comigo foi um senhor que me apresentou sua mulher e sua filha. Eles estavam plasmando frutas em uma mesa. Queriam comê-las e não conseguiam. Não entendi isso. Ele me disse que sua filha queria comer as frutas, mas estava morta e não conseguiria. Nesse momento comecei a voltar, como se alguém me puxasse para fora. Começamos a voar de volta. Vi que tinha voltado a chover. Lembrei-me que queria ter a sensação de tomar chuva em corpo astral. Nesse momento, descemos um pouco, e comecei a sentir os pingos em minhas costas. Foi a sensação mais interessante que já tive. Pareciam choques. As gotas atravessavam meu corpo e eram refrescantes. Não eram molhadas, nem frias. Era uma delícia sentir aqueles pingos em meu corpo astral. Passamos novamente por lugares conhecidos e quando eu pensei: "meu anjo (gosto de chamar meu amparador assim), me ajuda a lembrar de tudo quando eu acordar, por favor..." Acordei no mesmo momento. Eu estava tão impressionada e energizada que levantei-me correndo e fui contar a experiência ao meu filho! Como gostei dessa experiência!!! Nunca mais aconteceu porque minha experiência seguinte foi muito ruim. Contarei aqui nos Relatos. Um grande abraço.

Link to comment
Share on other sites

muito interessante o seu relato Patricia

Primeiramente parabens pela sua projeção. Mas nao se esqueça de sempre praticar as tecnicas para ter outras projeções ok?

ter plena consciencia de estar no astral é uma coisa maravilhosa. a liberdade q a gente sente eh incrivel. o unico probleminha basico no começo eh q a gente nao sabe p onde ir.... aconteceu comigo tb... :D

"Legal! Estou consciente!" Sempre quis saber como seria andar na chuva em corpo astral. Chamei meu amparador e lhe pedi que me levasse a algum lugar (na verdade, eu não sabia o que fazer e nem para onde ir).

que legal q vc teve a oportunidade de ajudar as pessoas. acredite, muitas vezes uma palavra de carinho ja ajuda muito. Esse senhor deve ter passado por maus momentos, pois pelo oq me pareceu ele pode ter tido problemas em aceitar a morte da filha.

sua experiencia seguinte foi ruim mas nao desanime nao amiga ! sabe que as nossas primeiras experiencia quase nunca sao traumaticas, pq nossos amparadores/mentores nao deixam, ou seja, eles nos preservam no começo p a gente ir aprendendo. So q uma hora a gente vai ter q aprender nao eh mesmo? a gente nao pode fazer projeções e fugir dos desencarnados.

por isso, se a sua projeção foi ruim, eu aconselho a vc a conversar consigo mesmo. reflita no q aconteceu; se vc cometeu algum erro se auto perdoe, se imagine como uma criança que ainda esta aprendendo; imagine como se vc desse um abraço em si mesma, seja compreensiva consigo mesma.

se alguem cometeu um erro contra vc, tente perdoar/entender a pessoa. muitas vezes isso eh dificil e requer um tempo, por isso va conversando consigo mesma e refletindo sobre o erro da pessoa.

se a sua projeção foi ruim por causa do medo..... bom, ne, sabe como eh, pra tudo na vida tem um jeito :D:D:D comece a mentalizar que existem espiritos no plano fisico, que eles estao ao seu redor e so querem o seu bem. Visualize eles tb se sentindo bem, vc transmitindo a eles boas energias e eles a vc. Faça isso com insistencia e vera que sua mente ira se acostumar a ideia, seu medo diminuira.

Patricia, inumeras verdades existem que nos nao conhecemos. se vc ja teve uma projeção, siga em frente, persista, pois com certeza vale a pena.

um grande abraço

Link to comment
Share on other sites

Patrícia, bom dia em primeiro lugar. Que lindo o seu relato. Que maravilha ver o seu corpo tomar chuva ela ela ser pingos de cristais atravessando o teu corpo.

Não posso lhe dizer que a invejo, porque gostaria tento estar no seu lugar. Como eu gostaria de fazer esta projeção, que eu ainda não consegui sair do corpo. Tenho lutado tanto, só consegui entrar em catalepsia e nada mais aconteceu.

Faço todos os dias as técnicas projetiva. Eu sei, que um dia vou fazer esta viagem astral, mas quando eu não sei. Já faz tempo que projeta?

Boas projeções e parabéns.

Link to comment
Share on other sites

Adoro os comentários de vocês. Muito obrigada. Se faz tempo que me projeto? Conscientemente faz um ano. Desde criança eu sentia os E.V.s, dormindo, tentava me mexer e não conseguia, não sabia o que significava isso, achava que se tratava de pesadelos e morria de medo de dormir por causa disso. Acho que é por isso que até hoje eu tenho insônia. Uma vez, ouvindo um programa de rádio em que o Wagner Borges falou sobre isso, foi como receber um remédio que fosse me curar de alguma doença grave. Como foi bom descobrir que não eram pesadelos. Depois disso, cada vez que acontecia, eu tentava prolongar um pouco mais. Até o dia em que tive uma experiência desagradável e parei de conseguir. Fiquei com "paralisia astral"... Não consigo mais me movimentar em desdobramento. Um grande abraço!

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...