Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Capacidades Mentais - Imposição de Mãos


Recommended Posts

Amigos,

Andei um pouco sumido por aqui, pois como gosto muito de estudar tudo sobre evolução espiritual e auto-conhecimento acabei me focando por um tempo(e ainda estou) lendo o Livro de Urântia e curso de clarividência que entrei há uns tempos.

Enfim gostaria de saber e compartilhar com vocês tudo que for possível referente a IMPOSIÇÃO DE MÃOS, não encontramos muito material e metodologias de treinamento. O que faço é treinar diariamente por alguns minutos imaginando e tentando aquecer as coisas através de um raio imaginário da minha mão... é uma técnica pessoal, mas sinto que.. pelo menos a minha mão acaba aquecendo-se rsrs...

Alguem tem alguma técnica ou experiencia para compartilhar conosco?

Saulo se possível poderia falar algo no seus FAQs (pode mencionar meu nome se quiser sem problemas, rsrsr :lol: ).

Abaixo texto do WIKIPEDIA comentando sobre o mesmo.

Muita paz e Luz

A Imposição de mãos é um gesto sacramental muito antigo, mas comum hoje em dia, referido no Novo Testamento da Bíblia pelo qual os apóstolos de Jesus Cristo ministravam curas e ordenavam (isto é, conferiam o Sacramento da Ordem) os fiéis como novos missionários, diáconos, presbíteros, e bispos.

Já no Antigo Testamento era um meio utilizado pelos sacerdotes para os sacrifícios de cordeiros como forma de expiar os pecados.

Na Igreja Católica, desde as primeiras comunidades até hoje - e especialmente regulamentado no Concílio de Trento - permanece sendo utilizado nas ordenações.

É muito utilizada pela igreja evangélica nas suas orações de intercessão, assim como no movimento de Renovação Carismática da Igreja Católica.

Nas tradições orientais, é a base da terapia Reiki, antiga arte budista de canalizar a energia vital pela imposição das mãos, redescoberta no Japão no início do século XX pelo Dr. Mikao Usui, e introduzida nos Estados Unidos da América por volta de 1940 pela Sra. Hawayo Takata, uma estadunidense de origem japonesa.

Também é utilizada pela Igreja Messiânica Mundial, movimento religioso fundado em 1935 no Japão por Meishu-Sama, cujo conceito central é o Johrei (luz divina), um método que pode canalizar a luz divina no corpo de outra pessoa, com intuito de curá-la de seus males físicos e espirituais.

No Espiritismo, doutrina codificada por Allan Kardec em 1857, a imposição de mãos é administrada através do Passe espírita, onde um indivíduo, que recebe o nome de passista, canaliza sobre outra pessoa “fluidos” ou “energias” benéficos, oriundos do próprio passista, de bons espíritos, ou ainda de ambas as fontes somadas, tendo sido especialmente documentado pelo médium e estudioso Jacob Melo.

Também na Umbanda, religião brasileira instituída em 1908 por Zélio Fernandino de Moraes, com influências africanas, espíritas, católicas e xamânicas, é utilizada pelos espíritos incorporados nos médiuns para realizarem a limpeza espiritual dos consulentes.

No Mormonismo, ou [[Mormons], doutrina fundamentada com o nome de A igreja de Jesus Cristo dos Santos dos últimos dias pelo primeiro profeta que a restaurou Joseph Smith utilizam a imposição de mãos para curar, ordenar a cargos na igreja, conferir o Espírito Santo, Conferir os sacerdócios em seus respectivos ofícios, Conferir bençãos específicas e a Benção Patriarcal. No "ritual" de cura é utilizado um óleo chamado de Óleo Consagrado. A imposição de mãos sempre, ou deveria assim ser, é feita após um jejum de 24 horas, ou, duas refeições, o que em sua crença enfraquece o homem natural (carne) e fortalece o homem espiritual

Link to comment
Share on other sites

Tem uma experiência bem simples com imposição das mãos, alguém já deve conhecer e já ter feito. Bem, da primeira vez que fiquei de cara com o resultado :shock:

É só pegar um limão, cortar ao meio.

E não, nada de buscar cachaça nem açúcar :lol: O que você vai fazer é o seguinte: uma metade do limão vc vai fazer imposição de mãos, pensando em coisas positivas, ou simplesmente imaginando uma energia positiva. A outra metada vc não faz nada.

Faça uma marquinha no limão q vc está impondo as mãos pra não misturar os dois.

Guarde as duas metadas no mesmo lugar, mas fora da geladeira.

Faça a imposição de mãos todos os dias, duas ou três vezes por dia, na mesma metade e veja o que acontece ;)

Legal o tópico! Agora estou meio sem tempo de fazer grandes posts, mas vou ficar de olho nele :D

Abraço!

Link to comment
Share on other sites

Olá amigos!

Flávio, se vc ainda está fazendo as técnicas projetivas, experimente exteriorizar energias deitado com os braços um pouco levantados.

Vi este método de exterioração no livro da técnica da Tenepes do Waldo Vieira.

Pode atrapalhar um pouco no relaxamento corporal, mas no meu caso percebi bem as energias sendo exteriorizadas ritmadamente, sem meu controle.

O interessante foi sentir uma sincronicidade entre exteriorização e absorção que não sabia que existia.

Eu exteriorizava pelas mãos e logo após absorvia energias pelos pés, numa sequência e ritmo bem harmônicos.

Nunca pratiquei nenhuma outra técnica de imposição das mãos para fazer passes.

Mas no curso que fiz com Wagner Borges ele ensinou que o passe também pode ser feito diretamente dos chacras, inclusive ensinou uma técnica oriental para um passe do chacra cardíaco.

Somente devemos exteriorizar as energias do coração para a pessoa, imaginando a cor verde. Ele mencionou que é bem eficiente.

Assim dá até para fazer um passe abraçando alguém, ou mesmo estando perto, sem a necessidade de levantar as mãos.

Abraços,

;)

Link to comment
Share on other sites

Quer testar a capacidade energética de suas mãos, né? Pois bem, esteja preparado para provar a si mesmo seu poder. Pegue 2 maçãs e escolha um local para o teste, que dura, aproximadamente, de 2 a 3 semanas. Com suas 2 maçãs, comece o processo:

1) Escolha uma maçã para ser energizada. A outra você vai deixar de lado somente para observar.

2) Todo dia, por uns 15 minutos, coloque suas mãos em volta da maçã escolhida e energize-a, imaginando raios, como você já vem fazendo. Imagine que está dando vida à ela, mantendo-a vigorosa.

3) Faça esse processo por 2 ou 3 semanas, todos os dias, e verá, após esse tempo, que a maçã que não foi energizada estará podre, enquanto a maçã que você energizou estará linda e como se fosse 'nova'.

Eu sei desse teste porque minha tia já fez alguns cursos sobre auras e cura através das mãos, e esse era um dos exercícios. Pode fazer e confiar que vai dar certo!

Um abraço

Link to comment
Share on other sites

Tem uma experiência bem simples com imposição das mãos, alguém já deve conhecer e já ter feito. Bem, da primeira vez que fiquei de cara com o resultado :shock:

É só pegar um limão, cortar ao meio.

E não, nada de buscar cachaça nem açúcar :lol: O que você vai fazer é o seguinte: uma metade do limão vc vai fazer imposição de mãos, pensando em coisas positivas, ou simplesmente imaginando uma energia positiva. A outra metada vc não faz nada.

Faça uma marquinha no limão q vc está impondo as mãos pra não misturar os dois.

Guarde as duas metadas no mesmo lugar, mas fora da geladeira.

Faça a imposição de mãos todos os dias, duas ou três vezes por dia, na mesma metade e veja o que acontece ;)

Legal o tópico! Agora estou meio sem tempo de fazer grandes posts, mas vou ficar de olho nele :D

Abraço!

Precisa ser limao Nanda?

Pode ser uma laranja?

Link to comment
Share on other sites

Olá amigos!

Flávio, se vc ainda está fazendo as técnicas projetivas, experimente exteriorizar energias deitado com os braços um pouco levantados.

Vi este método de exterioração no livro da técnica da Tenepes do Waldo Vieira.

Pode atrapalhar um pouco no relaxamento corporal, mas no meu caso percebi bem as energias sendo exteriorizadas ritmadamente, sem meu controle.

O interessante foi sentir uma sincronicidade entre exteriorização e absorção que não sabia que existia.

Eu exteriorizava pelas mãos e logo após absorvia energias pelos pés, numa sequência e ritmo bem harmônicos.

Nunca pratiquei nenhuma outra técnica de imposição das mãos para fazer passes.

Mas no curso que fiz com Wagner Borges ele ensinou que o passe também pode ser feito diretamente dos chacras, inclusive ensinou uma técnica oriental para um passe do chacra cardíaco.

Somente devemos exteriorizar as energias do coração para a pessoa, imaginando a cor verde. Ele mencionou que é bem eficiente.

Assim dá até para fazer um passe abraçando alguém, ou mesmo estando perto, sem a necessidade de levantar as mãos.

Abraços,

;)

Que tópico maneiro. Nunca tentei fazer passes não. Quase todas as noites eu costumo exteriorizar energias, mas sem um alvo específico. Também interiorizo. Morpheus vc falou a respeito da sincronia entre interiorização e exteriorização durante o processo de doação energética. Bom de uns dias para cá eu sinto que a energia sai das minhas mãos e sinto uns formigamentos nos meus pés e pernas. Não é uma sensação de penetração, mas é algo que antes não ocorria. Seria isso a sincronização que vc mencionou?

Outra curiosidade: Vc é tenepessista?

Link to comment
Share on other sites

Oi Flavio,

Bom, o pessoal já deu dicas de exercício prático, mas como você pediu para compartilhar "material" também, segue um bom livro sobre o assunto:

http://www.americanas.com.br/produto/54 ... gia-humana

Este livro foi indicado no curso de passe que fiz na casa espírita que frequento e é muito bom. Além de ter muita informação teórica, a autora coloca uma série de exercícios pra você fazer a medida que aprofunda no assunto. Como são muito exercícios e a dificuldade vai aumentando gradativamente, sugiro que leia o livro todo e depois recomece, estudando com calma e avançando a medida que consegue fazer os exercícios descritos.

Um grande abraço e boa sorte,

Leo.

Ps.: Você encontra pra baixar, mas acho justo comprar o livro também, pois ele realmente vale a pena.

Link to comment
Share on other sites

Que tópico maneiro. Nunca tentei fazer passes não. Quase todas as noites eu costumo exteriorizar energias, mas sem um alvo específico. Também interiorizo. Morpheus vc falou a respeito da sincronia entre interiorização e exteriorização durante o processo de doação energética. Bom de uns dias para cá eu sinto que a energia sai das minhas mãos e sinto uns formigamentos nos meus pés e pernas. Não é uma sensação de penetração, mas é algo que antes não ocorria. Seria isso a sincronização que vc mencionou?Outra curiosidade: Vc é tenepessista?
]

E aí Carlos,

Não sou Tenepessista, quem me dera. Apenas li o Manual da Tenepes e peguei algumas informações.

Essa sensação de sincronicidade entre exteriorização e absorção aconteceu comigo na prática, não li em nenhum lugar.

Estava exteriorizando e disponibilizando as energias para o trabalho de assistência de quem necessitasse.

Eu nem sabia que funcionava assim o mecanismo, foi como uma espécie de auto-equilíbrio ou compensação energética.

Mas gostei muito nessa linha de trabalho da Tenepes.

Alías, venho descobrindo que tenho muito mais percepção e facilidade para um trabalho desse tipo do que o amparo e assistência extrafísica.

Mas, se possível, quero desenvolver e praticar as duas técnicas.

Na verdade, quero trabalhar em qualquer lugar em que possa ser útil.

Abraço, :)

Link to comment
Share on other sites

Que tópico maneiro. Nunca tentei fazer passes não. Quase todas as noites eu costumo exteriorizar energias, mas sem um alvo específico. Também interiorizo. Morpheus vc falou a respeito da sincronia entre interiorização e exteriorização durante o processo de doação energética. Bom de uns dias para cá eu sinto que a energia sai das minhas mãos e sinto uns formigamentos nos meus pés e pernas. Não é uma sensação de penetração, mas é algo que antes não ocorria. Seria isso a sincronização que vc mencionou?Outra curiosidade: Vc é tenepessista?
]

E aí Carlos,

Não sou Tenepessista, quem me dera. Apenas li o Manual da Tenepes e peguei algumas informações.

Essa sensação de sincronicidade entre exteriorização e absorção aconteceu comigo na prática, não li em nenhum lugar.

Estava exteriorizando e disponibilizando as energias para o trabalho de assistência de quem necessitasse.

Eu nem sabia que funcionava assim o mecanismo, foi como uma espécie de auto-equilíbrio ou compensação energética.

Mas gostei muito nessa linha de trabalho da Tenepes.

Alías, venho descobrindo que tenho muito mais percepção e facilidade para um trabalho desse tipo do que o amparo e assistência extrafísica.

Mas, se possível, quero desenvolver e praticar as duas técnicas.

Na verdade, quero trabalhar em qualquer lugar em que possa ser útil.

Abraço, :)

Bacana. Exteriorizar energia é sempre legal.

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

Bom dei uma sumida, mas não deixei de treinar rsrsrs

Bom eu fiz esses tempo o teste com uma maça mas acho que não deu muito certo :?:? bem acho que não deu muito certo pq não sou nenhuma torre de energia elétrica tbm.. huahuah cortei a maça ao meio e fiz em uma das metade e na outra não, bom como disse não funcionou. Mas acho que isso se deve mais ao fato que minhas energias não são suficientes pra evitar a oxigação (escurescimento) da maça, coisa que ocorre em sei lá ... 30, 40 minutos rsrsrs

vou tentar novamente, dessa vez com a maça sem cortar rsrs

Valeu pelo material... inclusive vou ver se acho pra comprar o livro que recomendaram...

vamo q vamo.. não vou sair provocando telecinesia mas pelo pelo uma "energizaçãozinha" vou conseguir rsrrs

Link to comment
Share on other sites

Bom dei uma sumida, mas não deixei de treinar rsrsrs

Bom eu fiz esses tempo o teste com uma maça mas acho que não deu muito certo :?:? bem acho que não deu muito certo pq não sou nenhuma torre de energia elétrica tbm.. huahuah cortei a maça ao meio e fiz em uma das metade e na outra não, bom como disse não funcionou. Mas acho que isso se deve mais ao fato que minhas energias não são suficientes pra evitar a oxigação (escurescimento) da maça, coisa que ocorre em sei lá ... 30, 40 minutos rsrsrs

vou tentar novamente, dessa vez com a maça sem cortar rsrs

Valeu pelo material... inclusive vou ver se acho pra comprar o livro que recomendaram...

vamo q vamo.. não vou sair provocando telecinesia mas pelo pelo uma "energizaçãozinha" vou conseguir rsrrs

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

Este assunto é bem interessante. Obrigada pelas vossas sugestões.

uma metade do limão vc vai fazer imposição de mãos, pensando em coisas positivas, ou simplesmente imaginando uma energia positiva.

Tenho uma dúvida. Neste processo de impor as mãos, a fé (acreditarmos no processo sem a menor sombra de dúvida) tem algum papel preponderante? Ou seja, o processo funciona, independentemente da fé que depositemos nele? É que eu fico imaginando que estou a energizar o limão, e apesar de enviar pensamentos e energias positivas, o meu ego fica buzinando lá no fundo da mente: "isso não funciona, é besteira, tu não acreditas mesmo nisso, ninguém energiza limões..." Isso para mim é falta de fé. Sim, eu sei, o ego é danadinho, e esse exercício será muito bom para controlar o ego e para treinar a concentração.

mas fora da geladeira.

Fico ainda pensando que a energização dos alimentos será benéfica para nós, pois além dos próprios nutrientes e vitaminas, ainda recebemos as energias com as quais os energizamos. Porém, tanto quanto sei, do que li sobre crudivorismo (alimentação crua e viva), tanto o frio como o calor matam a vitalidade dos alimentos. Por isso, acho que só alimentos fornecidos pela Natureza, e consumidos no seu estado natural, irão beneficiar da energização. Ou será que um alimento cozido (a lasanha da minha mãe... :D ), apesar de estar desvitalizado pelo calor, irá conseguir retirar benefícios desse processo?

Desculpem, fugi um pouquinho do tópico, mas gostaria de saber a vossa opinião sobre isto. É que não quero apenas energizar limões para testar a minha capacidade de impor as mãos. Nada contra isso, apenas eu quero mais do que isso, se for possível quero melhorar a qualidade da alimentação dessa forma.

Obrigada a todos.

Link to comment
Share on other sites

Bem, eu impus a mão sobre o limão e ele envelheceu bem mais lentamente que o outro!! Isso se explica pela bioenergia, não é?! E não pela fé, acho eu.

Bom se você fez isso com 1 limão, então não explica nada.

Se você fizer com "1.000.000" de limões, dos mais variados tipos, então pode ser até digno de análise.

Link to comment
Share on other sites

Claro que a experiência com um limão não generaliza o assunto, mas se os companheiros que fizeram a experiência antes tiveram alguns resultados, é de crer que talvez a fé não seja tanto um ingrediente fundamental. De qualquer forma, eu tenho é que experimentar e ver se consigo transmitir a minha boa energia aos alimentos. Johnper e André Luís F., obrigada pelas vossas contribuições.

Lucinha, que coisa mais linda e verdadeira o texto da tua assinatura!

Obrigada! Acredite que foi um momento lindo! As crianças estão mais ligadas ao divino que nós, adultos. Podemos aprender muito com elas...

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...