Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Exteriorizando energias no mundo astral


Eder
 Share

Recommended Posts

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011. 06:03

Eu havia decidido que na próxima vez que eu saísse em astral, iria exteriorizar energias pra árvore que existe em frente a minha casa e também no meio das árvores do parque. Quando voltei da aula ontem, fiquei olhando pra ela pra absorver os detalhes.

Fiz as minhas práticas de costume, e mais uma vez dormi tentando sair do corpo daquela forma, já me imaginando exteriorizando energias no lugar, como se já estivesse lá.

Acordei no meio da noite e estava com dificuldades pra dormir de novo e comecei a exteriorizar energia pro meu colchão. Rapidamente induzi o sono dessa forma.

De repente vi bem na minha frente o caminho indo até o Parque Valinhos, em frente à fazenda Veneza; ele estava um pouco diferente, com muitos bambus ao redor, lembrei que fisicamente existe mesmo, mas no astral tinham muito mais.

Pensei em sair em astral dentro da minha casa mesmo. Pensando em já estar fora do meu corpo exteriorizando energias.

Então sai do meu corpo com aquela sensação deliciosa. Olhei pra mim e estava na entrada da cozinha, perto da planta, fora do meu corpo enxergando e sentindo tudo claramente.

Quando me vi fora do corpo, senti a felicidade de estar fora do meu corpo físico, sentindo a leveza maravilhosa do meu corpo astral. Foi uma sensação deliciosa; uma das melhores que já senti em toda a minha vida. Em nenhuma experiência anterior no mundo astral eu havia me sentido tão bem e cheio de alegria como dessa vez. Foi absolutamente maravilhoso, inesquecível.

Olhei pra cozinha e não vi ninguém, não tinha ninguém dentro dela.

Fui andando até a sala, e tinha uma cama de casal dentro dela, os sofás vermelhos da minha mãe e a estante com a TV.

Comecei a exteriorizar energias pra ganhar lucidez elevando meus pensamentos o máximo possível, e funcionou de verdade. Realmente isso aumentou minha lucidez, comprovei isso pessoalmente. É muita energia que flui, muito mais do que eu imaginava. E minha lucidez aumentou de tal forma, que fiquei muito mais lúcido do que no mundo físico. Pude comprovar isso ao acordar, estando no corpo físico meu grau de lucidez é mais baixo do que quando estava no meu corpo astral.

Olhei os móveis ao meu redor, fui até a janela e o olhei pro lado de fora. Voltei pra onde estava, de frente pra cama que estava ali e tentei circular energias rapidamente pra acelerar meus chacras e pude perceber que também é fácil circular energias estando no astral; Atravessei a porta e fui andando na direção do portão. Abri meus braços e comecei a voar como fazia nos velhos tempos da chácara; subi pelo portão, e parei em frente à arvorezinha que existe em frente da minha casa. Comecei a exteriorizar energias pra ela que estava abaixo de mim; Percebi que fazendo isso, quando eu ia começar a perder lucidez, imediatamente a recuperava. Fiquei a experiência toda exteriorizando energias pra manter o alto grau de lucidez.

Tudo ao meu redor estava muito nítido. Olhei pra casa da vizinha da frente, senti uma certa curiosidade mas pensei e achei que não seria legal ir lá xeretar. Então voltei a exteriorizar e pensei em ir até o parque pra continuar meu trabalho, e fui voando, olhando as coisas lá embaixo, sentindo a leveza e a alegria de estar no meu corpo astral totalmente lúcido. A energia que eu exteriorizava fluia naturalmente, rapidamente, de uma forma maravilhosa. Era meio rosa, meio violeta e saía pelas minhas mãos, meio quente.

Fui olhando o caminho abaixo de mim, voando alto; tinha uma certa neblina acinzentada lá na frente depois da descida que vai pro parque, e a medida que ia me aproximando dele, via as casa lá embaixo nitidamente; lembrei de registrar isso imediatamente ao acordar.

Fui me aproximando, chegando perto das árvores, porque queria ficar atravessado elas pra absorver a energia pura que elas tem. Mas de repente me senti caindo de uma vez. Achei que estava perdendo lucidez, então percebi que meu corpo estava me puxando de volta. Voltei ainda sentindo a sensação de sair do corpo; poderia sair de novo, mas resolvi me levantar e registrar essa experiência.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...