• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Recommended Posts

olá irmãos do GVA.

bom queria tirar uma duvida com vcs.

um dos audios do curso basico,Saulo fala sobre a masturbação.

ele falou,q ñ causaria nenhum poblema se a pessoa se aliviace de vez em quando no banheiro.

vcs ñ acham q atrapalham para nós homens e para as mulheres o nósso desenvolvimento :?:

pois muitos elevam pensamentos obscenos na mente,quando se tentam aliviar,

e isso deve atrapalhar nós entrar em sintonia com o mentor.

eu acho mais pratico a outra dica q ele sitou no audio.

porque e só imaginar a energia saindo pela a urina,

e nessa ñ a poblema.

afinal só fiquei com duvida pois faz muito tempo q eu escutei os audios do saulo.

de a opinião de vcs

abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ola Lucas.

faz um tempo que ouvi esse audio, mas se nao me engano o Saulo falava para mentalizar a limpeza das energias em quanto se marturba. Porem como vc mesmo disse, é muito comum durante essa pratica manter um pensamento obseno que até na maioria das vezes é o estimulante da pratica. Sendo assim seria muito dificil executar essa tecnica e se manter estimulado ao mesmo tempo.

Porem como sabemos cada um é diferente do outro né.

Abraços

Share this post


Link to post
Share on other sites

Creio que a masturbação em nada atrapalha nosso desenvolvimento espiritual, mas seu excesso nos desregula de uma sintonia mais positiva.

Tanto que o Saulo, no mesmo áudio ressalta que a pessoa não precisa se "aliviar" toda hora por uma mentalidade de mantê-la na rotina.

A masturbação serve para romper aquele excesso de energias sexuais de pessoas mais "abrasadas".

Eu adoto um exercício de reverter energias sexuais em outros propósitos, como, por exemplo, dar uma caminhada.

Adotar uma postura de repressão ou abusiva, com relação à sexualidade, isso denota um desequilíbrio mental em não saber lidar com o tema.

Assim penso.

Share this post


Link to post
Share on other sites

ola a todos caros irmãos do GVA, eu me sentia meio que culpado quando fazia isso ,mas nada mas é do que um processo natural do corpo fisico mesmo, o que não é normal e ir umas 10 vezes no banheiro , fora de serie, ai não a sintonia que aguente o cabra vai com tudo, com aquelas ernergias negativas e maus pensamentos, resultado alguns assedios ja sabem. muita paz e luz. :P:P:P:P

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom eu concordo com todos vcs,

o dificio e manter consentrado durante a tecnica.

poís os pensamentos sobre salta, e todos nós perdemos a consentração e com isso acaba nós desviando do objetivo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

o saulo fala claro que oque nao pode eh criar telas mentais pornograficas... coisa doente sabe...

vai la da uma aliviada basica...imagina como se vc tivesse fazendo amor... como se vc fosse um espiritualista, que respeita o seu proximo...

acho q eh mais ou menos assim hehe

nao precisamos sentir culpa, faz parte da evolucao...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá amigos,

Com relação a esse tema tem um vídeo interessante do Prof. Waldo Vieira, onde ele fala que o problema está nas mentalização.

Ele mesmo fala no vídeo que tinha um calendário onde controlava todo o processo dele.

O cara é mesmo organizado, até nessas horas ele anotava e registrava tudo.

Fica aí o vídeo que é bem interessante, porque sobre esse assunto ainda tem muito tabu e influência moral religiosa.

Na minha opinião o melhor mesmo é procurar uma namorada / parceira com que se tenha afinidade e se goste bastante para ter uma vida equilibrada em todos os sentidos.

http://www.youtube.com/watch?v=kDwMx7JGrUw

Abraço,

Share this post


Link to post
Share on other sites

A masturbação não atrapalha no desequilíbrio, o que atrapalha é a conduta desequilibrada.

Ou seja: o ato de se masturbar não quer dizer, intrinsecamente, que há desequilíbrio. Claro, é fácil que este ocorra, mas não é condição essencial.

A masturbação e necessidade sexual é patológica (inerente) ao ser humano... pois bem, como que tal característica natural (também feita pelos animais) pode ser errada em todas as formas de manifestação?

Claro, o descontrole é algo ruim, e qualquer um com bom senso pode diferenciar o que é o controle e o descontrole. Pensamentos excessivos sobre a mesma coisa, a própria utilização dos vídeos pornográficos (verdadeiros destruidores de sintonia :lol: ) são coisas que desequilibram.

Na nossa sociedade ocidental, principalmente, a ideia de uma vida para o sexo, feito de forma mecânica, unicamente corporal não é atitude equilibrada, e isto não é difícil de concluir.

O importante é buscar o controle, nesta e em qualquer outra área da vida. Pensem bem: muitos dizem que masturbação é errado, mas que sexo com um companheiro (desde que sejam casados :? ), mesmo que feito de forma viciosa, mecânica, é certo! Faz sentido uma coisa dessas? Nem adianta dizer que é certo só porque é uma troca de energias, afinal, troca de energias desequilibradas não faz bem à ninguém.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Claro, o descontrole é algo ruim, e qualquer um com bom senso pode diferenciar o que é o controle e o descontrole. Pensamentos excessivos sobre a mesma coisa, a própria utilização dos vídeos pornográficos (verdadeiros destruidores de sintonia :lol: ) são coisas que desequilibram.

isso e verdade pois muitos caem em desvaneios ao ultilizar a tecnica,

pois ao começar o processo de aliviação as imagens explisitas do video caem em nossa mente dificutando o processo. :lol:

porém eu acho muito dificio mentalizar a tecnica sem cair em desvaneios

Share this post


Link to post
Share on other sites

O problema não é o ato da masturbação, mas sim as fantasias sexuais que costuma ocorrer durante o ato, pensar em alguem durante a masturbação é um problema tanto pra vc quanto para a pessoa imaginada, eu nao sei muito sobre isso, mas o Waldo fala um pouco sobre.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Uma coisa que me intriga: se não deve-se pensar em ninguém, nem em nenhuma fantasia, pensar-se-ia no que então? Iriamos realizar atos mecânicos, puramente físicos? Muitos dizem esse tipo de coisa, mas acredito que poucos a aplicam, pela dificuldade e inexistência de objeto.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Uma coisa que me intriga: se não deve-se pensar em ninguém, nem em nenhuma fantasia, pensar-se-ia no que então? Iriamos realizar atos mecânicos, puramente físicos? Muitos dizem esse tipo de coisa, mas acredito que poucos a aplicam, pela dificuldade e inexistência de objeto.

se for possivel é melhor né, dificil a gente sabe que é.

Share this post


Link to post
Share on other sites
O problema não é o ato da masturbação, mas sim as fantasias sexuais que costuma ocorrer durante o ato, pensar em alguem durante a masturbação é um problema tanto pra vc quanto para a pessoa imaginada

até um ponto de vista eu concordo,Más eu ñ acho q causaria poblema pra pessoa imaginada.

causaria e pra pessoa q esta penssando na hora da pratica.

vamos ver até aonde este topico chega, pois o assunto esta ficando intereçante

Share this post


Link to post
Share on other sites
até um ponto de vista eu concordo,Más eu ñ acho q causaria poblema pra pessoa imaginada.

causaria e pra pessoa q esta penssando na hora da pratica.

vamos ver até aonde este topico chega, pois o assunto esta ficando intereçante

Tal tipo de construção lógica tem seus fundamentos, porém, não é totalmente correta.

Não é a toa que a expressão "olho gordo" é conhecida em nossa sociedade. Quantos casos já não foram vistos e contados de pessoas alvos de inveja, que são abaladas e sofrem problemas. Outras pessoas, que só de chegar na casa de outra, sentem um grande mal estar.

Ciúme e inveja fazem mal para a pessoa alvo? Sim. Mas fazem mais mal ainda para a pessoa que produz tais sentimentos. Mesma coisa nos pensamentos desequilibrados, só que em menor grau.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Uma coisa que me intriga: se não deve-se pensar em ninguém, nem em nenhuma fantasia, pensar-se-ia no que então? Iriamos realizar atos mecânicos, puramente físicos? Muitos dizem esse tipo de coisa, mas acredito que poucos a aplicam, pela dificuldade e inexistência de objeto.

se for possivel é melhor né, dificil a gente sabe que é.

Daí que vem a resposta para a minha própria pergunta. Em inúmeros tópicos relacionados a esse assunto, critica-se duramente tal manifestação de sexualidade, visualizações... mas na hora de proverem um modo melhor de proceder, nada surge, e tudo continua na mesma.

Claro, este não é um post ofensivo, nem uma indireta. Apenas uma constatação que serve para provar que tais atos, embora conduzam ao desequilíbrio, são naturais, se praticados com equilíbrio.

Para exemplificar melhor, trago aqui um dos posts do Saulo neste fórum:

É incrível como a nossa cultura é falha em alguns aspectos.

É incrível como crescemos cheios de conceito errôneos acerca de várias visões.

É curiosa a visão repassada somente pelo que lemos e ouvimos, e não pelo que experimentamos...

As coisas são simples e não místicas, não complicadas.

Não estamos falando de assassinato, nem de drogas que nos viciam, nos prendem.

Estamos falando de um veículo, de um corpo que tem as suas naturais repercussões.

O corpo tem hormônios, tem orgãos específicos e para fins também específicos.

A vida naturalmente gera uma energia de aproximação, de vontade e isso não é denso e nem RUIM, como dizem por aí várias visões culturais e religiosas.

A masturbação é absolutamente simples. É simplesmente assim que podemos fazer para treinar e aprendermos a sentir prazer. O que há de errado em sentir prazer, enfim?

Qual o problema em tocar eu seu corpo? Ora, então não toque mais nos cabelos, nem nas unhas... nem devemos mais comer coisas gostosas, pois seria gula...

Estamos falando de sensações naturais, e ao nascer, ao reencarnarmos assumimos todos os riscos, mas também as sensações naturais que o corpo físico tem.

Claro que QUALQUER coisa feita demais faz mal, mesmo a tolerância. Alguém paciente demais provavelmente vai ser pisado e aproveitado, rs. A pessoa tem que saber dar uma pausa e conhecer o limite de cada ato.

Esse limite está ligado a: Faz mal pra tua vida?

Meu amigo, que mal faz dar uma relaxadinha no banheiro às vezes? Falando simples...

É incrível como criamos coisas horrorosas em atitudes tão naturais.

Amigo, não se culpe por ser normal. Não se culpe por sentir as ações do corpo e poder curtir um pouco a parte boa de encarnar, ora.

Ame a si mesmo, com equílíbrio. Só não faça disso a base da sua vida. Mas não deixe de ver isso tão simples como beber água, como caminhar, como abraçar uma árvore, ou como ouvir uma bela canção...

É a mesma coisa em vários outros pontos.

Vemos tanta coisa complicada por aí afora. Claro que isso vai se mudando aos poucos, as concepções sociais estão cada vez mais libertas de prisões mentais, de visões antigas, limitadas.

Esses dias eu fui ao teatro com minha esposa assistir uma peça de ballet. Lá havia um bailarino Cubano com uma calça colada. Em princípio um grupo de pessoas ao lado ficou: Eita, é gay, e começou a brincarem com isso.

Só que, ele não era gay é coisa alguma. Ele pelo contrário, era um daqueles "galinha", sem meias palavras "pegava" todas as bailarinas.

A cultura dele era diferente. Em cuba é normal um meninos serem bailarinos, dançarem com gestos dados por nós como de "gays", e não serem nadinha homossexuais, e se fosse, qual seria o problema?

Tudo é uma questão de cultura... E a nossa cultura em alguns aspectos precisa aos poucos ser alterada.

Vivemos mergulhados na cultura da Igreja Apostólica Romana, a Igreja Católica.

Já falei sobre isso em alguns áudios, sobre a limitação imposta sobre o sexo, vem de lá.

Já comentei que Pedro, Apóstolo tinha filhos, esposa (isso é provado), e levava sua esposa para algumas cidades (quando não havia perigo), para as pregações que fazia...

O celibato foi dado para que a família dos padres não mais ficassem com as terras, não as herdassem. Logo, tudo que era doado para os padres(igrejas), ficavam para a Igreja. E a partir de então o sexo virou pecado. Como não havia jeito pois, a vida vinha pelo sexo, o sexo só é aceito quando para procriação, mesmo os seres humanos e até os padres sentindo aquela energia fortíssima a ponto de alguns não aguentarem e agarrarem até crianças, por serem as mais indefesas...

Sexo é simples e deve ser visto assim.

Só deve ser equilibrado, como em qualquer outra ação nossa.

Quer uma piada?

Maria era vírgem!

Jesus morreu como homem, sofreu.. agora, nascer? nada, nascer ele nasceu de uma virgem...

Ora bolas, rs.....

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá pessoal, td bem?

Gente, eu penso que o bom mesmo é encontrar uma pessoa com quem vc tenha afinidade, uma namorada e tal. Porém nada de errado se vc não tem alguém ou mesmo que tenha, esteja em um período com excesso de energia sexual, vai la, coloca pra fora e volta ao normal. Eu acho que não é necessário criar um tabu sobre isso. E daí se vc pensa na vizinha quando está fazendo isso, bom, vc não vai conseguir se aliviar fazendo um mantra, rsrsrs... Brincadeiras a parte, somos humanos, encarnados, temos nossas necessidades, como alguem já citou, faz parte do jogo. O que não se pode fazer é achar que isso é errado, que vai atrapalhar. É lógico que tudo em excesso faz mau, mas poxa, não precisa parar de namorar, deixar de admirar uma pessoa bonita, sufocar essa energia dentro de vc, se Deus deu essa energia para nós porque fazer dela um mau?

Então galera, vamos namorar, vamos brincar, vamos viver... Temos que cuidar apenas para não deixar nossas crenças virarem fanatismo, aí se torna desequilíbrio.

um abração para todos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

a masturbação é natural, mas a evocação de outra pessoa numa fantasia sexual não é, e a inexistencia de um modo "melhor" de proceder não prova que é natural.

que evocar outras pessoas em fantasias sexuais nao é saudavel isso nós concordamos, agora que existe um "praticar com equilibrio" é onde discordamos.

como seria possivel praticar com equilibrio algo que prejudica o proximo? onde fica a questão da cosmoetica?

o que seria um modo "melhor"?

uma masturbação sem evocações cumpriria normalmente a função de extravasar as energias acumuladas sem prejudicar vc nem ninguem e sem prejudicar o orgasmo.

então pq esse nao seria um modo melhor?

só pq não parece ser tão legal quanto fantasiar?

nós gostamos de fantasiar, e é exatamente por gostarmos disso que devemos redobrar nossa atenção as nossas autocorrupções nessa questão.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não há provas de prejuízo à outrem apenas por praticar a masturbação pensando na pessoa.

Sabemos que o pensamento sem a intenção não tem força.

Se dissessem que nesse pensamento, durante o ato, houvesse pensamentos sádicos e coisas do tipo, até poderia-se considerar essa hipótese, mas do contrário é misticismo demais.

Sabemos que quando pensamos em prejudicar alguém, com intenção, há um fundamento em conseguirmos o feito, mas essa energia negativa só irá afetar a pessoa se a pessoa se situar na faixa do pensamento.

É muita falta de bom senso, por exemplo, achar que atingiremos alguém apenas por direcionarmos o pensamento à pessoa.

Tudo o que eu disse se embasa em pesquisas de um pessoal que não ficou no "achismo", mas que dedicaram décadas de estudos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

André, quando numa fantasia vc evoca uma pessoa vc interage energeticamente com ela, vc manda e recebe energias. e esse negocio de vc só afetará se ela estiver no mesmo nivel, a grande maioria, pra nao dizer quase todo mundo, está no nivel de ser influenciado por energias sexuais.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bom dia Pessoal. Estou abrindo o tópico hj. rs Porem vamos com calma debater esse assunto.

Eu não tenho conhecimento o suficiente para dizer se a evocação do pensamento, mesmo que sem intenção de fazer mal, pode ou não prejudicar a pessoa. E sei que é coerente dizer que o ato de masturbação sem a evocação é mais equilibrada. Porem não entende como esse ato sem a evocação pode ocorrer. Pq....

Para liberar essa energia pelo ato de masturbação é necessária acessá-la, mas como acessar a energia sexual sem se envolver em um ato sexual, tanto físico quanto mentalmente?

Essa energia não é acessada de outra forma, não tem como eu chegar ao ápice da masturbação pensando só na limpeza do corpo.

Um exemplo disso é que a energia quando manifestada no corpo, o órgão sexual fica ereto e isso só acontece quando estamos envolvidos sexualmente em alguma situação. Ja aconteceu de alguém ficar ereto pesando em elevação? Da mesma forma a continuidade da masturbação precisa de um ato sexual (mental) para evoluir e chegar ao orgasmo, onde a energia é liberada.

Sei que parece que estou sendo cabeça dura, mas acontece que a técnica de masturbação sem evocação é utópica. Alguem já fez essa técnica sem fazer evocação? Pq se existe então retiro tudo que disse e dou esse tópico por encerrado.

Abraços amigos....

Share this post


Link to post
Share on other sites

A evocação só se dará ao dirigir o pensamento a pessoa.

Não se esqueçam que há uma coisa chamada formas-pensamento, ideoplastia ou plasmagem, na qual qual você não precisa evocar para criar uma imagem.

Nesse ponto o Saulo, em áudio, ressaltou que o que é nocivo é criar uma imagem mais explícita ou doentia, para se realizar o ato.

Criar uma imagem não é evocação, a menos que você encaminhe seu pensamento diretamente a pessoa e mesmo assim não há fundamento que a energia sexual afete a pessoal pois assim se eu encaminhar, por exemplo, um pensamento a alguém que não compartilhe de meus pensamentos quer dizer que vou prejudicá-la?

Não há lógica, sendo assim muita gente em um patamar mais evoluído que a pessoa que dirigiu o pensamento estaria a mercê de suas energias sexuais.

Nesse ponto haveria uma inconsistência energética e espiritual.

Share this post


Link to post
Share on other sites
a masturbação é natural, mas a evocação de outra pessoa numa fantasia sexual não é, e a inexistencia de um modo "melhor" de proceder não prova que é natural.

Concordo. Não prova que é natural, prova apenas que não dispomos de meios eficazes de ação, se é que isso deve ser passível de correção total.

Como já disse: equilíbrio. Não praticar de forma doentia, nem exterminar totalmente qualquer tipo de prática desse tipo. Até porque dizer que os desejos sexuais por uma pessoa são, necessariamente, manifestações negativas é uma generalização incompleta e incorreta.

Engraçado que há a tendência de sempre separação de sexo e amor. Não pode-se unir as duas coisas? O sexo não pode ser expressão de amor? Pois bem! Da mesma forma, e como o Saulo enfatiza, a masturbação é e pode ser muito bem expressão de amor-próprio, de uma forma saudável.

É como o Saulo enfatizou: que mal há nisso? Devemos nos culpar por sermos normais (quando agimos com normalidade)?

Share this post


Link to post
Share on other sites
André, quando numa fantasia vc evoca uma pessoa vc interage energeticamente com ela, vc manda e recebe energias. e esse negocio de vc só afetará se ela estiver no mesmo nivel, a grande maioria, pra nao dizer quase todo mundo, está no nivel de ser influenciado por energias sexuais.

Pois é, estamos, quase todos nós, no nível de sermos influenciados justamente por sermos seres humanos normais! Agora, dizer que uma energia sexual (que é natural) e as suas formas de manifestação são intrinsecamente produções baixas e maléficas é contrário a lei divina, pois que a energia sexual originou-se desta (não estou dizendo que você disse isso, mas importante é evitar possíveis generalizações conclusivas). O modo que manipulamos nossa energia sexual varia de acordo com a nossa elevação, e não o contrário.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Engraçado que há a tendência de sempre separação de sexo e amor. Não pode-se unir as duas coisas? O sexo não pode ser expressão de amor?

Verdade Elopes. Agora a coisa faz mais sentido. Então pode-se simular um ato sexual durante a masturbação, sem que isso prejudique a pessoa mentalizada. Desde de que a mentalização seja sadia e não doentia. Da mesma forma que nós temos ato sexuais sadios com nossas parceiras sem que isso prejudique ambos.

Parece que agora entendi. rs

Share this post


Link to post
Share on other sites
Verdade Elopes. Agora a coisa faz mais sentido. Então pode-se simular um ato sexual durante a masturbação, sem que isso prejudique a pessoa mentalizada. Desde de que a mentalização seja sadia e não doentia. Da mesma forma que nós temos ato sexuais sadios com nossas parceiras sem que isso prejudique ambos.

Parece que agora entendi. rs

Basicamente seria isso mesmo Renan et. No entanto, e como vemos nas estranhezas do dia a dia, há pessoas que criam processos doentios com essa masturbação, imaginando ou não a pessoa. O que é importante ressaltar que o que conduz a esse desequilíbrio não é a masturbação, mas a própria elevação moral do indivíduo. Ademais, o próprio desequilíbrio é ferramenta utilizada pela natureza, com o fim de conduzir a um equilíbrio mais sólido.

O que é intrinsecamente ruim? Roubar, matar, desejar mal ao próximo... agora, tomar o todo pela parte e dizer que a masturbação - e seu caráter de auto conhecimento - é uma coisa intrinsecamente ruim é um disparate. O que faz um processo ruim é a nossa influência, pois que não há como ser ruim a parte natural do processo.

Acrescento, também, o fato de isto estar preso à visão dogmática, levantada também pelo Saulo. Muitos resistem à ideia de que a energia sexual tem origem divina, assim como todas as outras coisas. Viemos para cá, portanto, temos de aguentar as coisas boas e ruins daqui... não que a masturbação seja coisa ruim, mas pura influência do corpo.

O que resta são meros detalhes. ;)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.