• advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

All Activity

This stream auto-updates     

  1. Today
  2. Ahhh que pena, mas obrigado pela atenção!
  3. Yesterday
  4. Kkkkkkkkkk Boa! Me lembra os falsos despertares sucessivos em um sonho (do qual espero sinceramente ter acordado) de muitos anos atrás. E também me lembra algo que na mesma época me deixou intrigado: "Certo homem teve um sonho um dia, no qual ele era uma borboleta. E foi um sonho tão vivido e tão realista, que hoje ele está ainda em dúvida se é um homem que um dia sonhou ser uma borboleta ou se é uma borboleta sonhando ser um homem".
  5. E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis. Apocalipse 13:16-18
  6. Kkkkkkkk É , eu quando estava me projetando bastante ja estava me atrapalhando . Já pensava " ah, nao posso esuqecer de contar para o fulano que..."... mas aí lembrava que o fulano eu só comhecia do astral. Ou entao que o evento acontecido só tinha ocorrido em astral e o fulano era do fisico. Comecei a misturar as informacoes, ehehe
  7. Ele se aproveitou de um momento de baixa lucidez para tentar me enganar (e quase consegui, pois eu me senti profundamente triste com a separação sem chance de despedida de minha esposa). Também houve descuido de minha parte, pois eu já havia percebido que ele era "o pai de todos os vigaristas ", mas persisti em manter diálogo com ele quando deveria ter tido outra atitude. O miserável me mostrou até meu atestado de óbito assinado por um médico! 😡😡 No astral assim como no físico vale a máxima: não existiria lobo se não existisse cordeiro. Mas que eu fiquei cismado durante o café da manhã durante uns dias, isso eu fiquei... 😂😂😂
  8. Também me considero engatinhando. A saída lúcida é questão de pratica e eu sempre tive um sucesso razoável. Mas o desafio mesmo tem sido permanecer lúcido, pois o onirismo transforma uma projeção em sonho muito facilmente. Estou experimentando exercícios de auto observação em vigília, como a Chave sol. Já considero muito positivo me lembrar dos planos de ação, mas também tenho de ler nais para implementar alguns que não são apenas questão de lembrar de fazer, como acessar os registros akashicos. Sair do corpo de forma lúcida só é útil se voltarmos com algum aprendizado, não é?
  9. Antigamente eu questionava bastante relatos desse tipo, mas depois que eu tive algumas experiências, passei a botar fé kk. Ler relatos assim mostra que não sou o único que ás vezes tem umas projeções "diferentes" do comum.
  10. Last week
  11. É como saber se quem veio primeiro foi o ovo ou a galinha. Tanto a questao de ter ficado um mês sem se masturbar pode ter feito a energia acumular ( no caso de a mente ter sido estimulada nesses dias, e chegado a um limitr nesse dia, o que se refletirá na plasmagem de um sonho a noite, durante a ejaculacao), quanto pode ter sido alguma entidade que otou que você estava com a carga lotada e resolveu tirar uma beirinha, eehe. Como controlar as maos? Tem.que controlar emocoes e pensamentos naturalmente.
  12. Bom, esse mês eu fiquei sem me masturbar quase o mês inteiro, ai esses dias atrás, deitei e fui dormir.. só que de madrugada, tive um sonho erótico, ai sonhei com umas ''mulheres'' ai no sonho elas começaram a me seduzir tiraram as roupas e ficaram com os seios pra fora, ai no sonho eu comecei a me masturbar automaticamente pra ela, (não sei como, mas não consegui controlar minha mão)ai eu ejaculei, no sonho, só que no final do sonho, não sei como, descubro que o ser que tinha me seduzido, era na verdade um homem, só sei que acordei todo melecado, levantei troquei de roupa, e voltei put* pra minha cama, xingando na mente, agora fica a pergunta isso foi um assédio sexual?como consigo controlar minhas mãos em sonho erótico pra não acontecer isso denovo?
  13. O tal do falso despertar que @sandrofabres já comentou inúmeras vezes. De qualquer maneira, você não tava lúcido
  14. Quando nascemos, chegamos na matéria com uma personalidade "zerada", somente com as nossas tendências do que aprendemos no passado e nossos vícios morais. O ambiente e a educação familiar e formal ajudam na formação da personalidade. A nossa "PERSONALIDADE" é passageira, quero dizer com isto que ela é finita, depois do desencarne ela vai se desvanecendo e sendo absorvida, e quando chegar a hora, outra personalidade surgirá na matéria conforme a necessidade de aprendizado e virá "zerada" como na encarnação anterior, isto porque temos uma parte perene, a nossa "INDIVIDUALIDADE", nela as lições que a "PERSONALIDADE" aprendeu naquela encarnação, são acumuladas. Por favor, deem suas opiniões e dúvidas, para que possa desenvolver este tema.
  15. O mecanismo dos sonhos O sono profundo acontece, quando o homem está desdobrado em astral, mesmo que perto, e os sonhos acontecem no cérebro físico. Quando o espírito está desdobrado, o corpo físico possui uma espécie de semiconsciência, esta não tem o poder de julgar, parece incapaz de apreender (entender) uma ideia, exceto sob forma de uma cena na qual seja um dos atores, e, portanto, todos os estímulos, são imediatamente traduzidos em imagens perceptíveis. É incapaz de captar ideias abstratas ou memórias como tais; elas imediatamente se tornam percepções imaginárias. Devemos lembrar também que as impressões exteriores no cérebro físico, vão gerar significados dependendo da consciência ao voltar. Vamos tentar entender a entrada de dados para acontecer os sonhos: o mecanismo – físico, etérico e astral – por meio do qual impressões são transmitidas ao nosso cérebro físico. -Físico - temos um eixo de matéria nervosa em nosso corpo, a medula nervosa, que termina no cérebro e uma rede de neurônios, que leva a informação dos nossos sentidos físicos. -Etéreo - A transmissão de impressões, depende mais do éter vital que do corpo, no caso o éter é necessário para que o corpo transporte as sensações a contraparte etérica do cérebro físico que também é influenciável pelos pensamentos. O cérebro etérico não é veículo de consciência, mas pode captar pensamentos circundantes. -Astral - É mais sensível as impressões externas e está sempre recebendo os estímulos de fora e respondendo a eles. Todas estas partes são apenas instrumentos de entrada de dados no cérebro físico para formar os sonhos, mas o controle pode ser ineficiente dependendo da evolução da consciência, a escolha dos dados recebidos para formar os sonhos depende da sintonia com os planos. Conforme o indivíduo evolui a sintonia dele passa a ser com planos superiores, então chegará uma hora em que só aceitará dados que venham do astral e mental, então o mesmo deixará de sonhar e passará a ter consciência contínua. Se alguém orienta sua alma persistentemente para cima até que enfim chegará a consciência ininterrupta e plena, e então ele já não sonhará mais. Deitar-se para dormir já não representará para ele um mergulho no esquecimento, mesmo que todo o seu tempo se passe a serviço; pois o serviço é o dos Grandes Mestres da Sabedoria, e a gloriosa tarefa que Eles lhe apresentam é sempre ajudar até o limite de seu poder em Seu incessante trabalho de auxílio e orientação da evolução da humanidade.
  16. Olá, me chamo Abner tenho 18 anos, e estou estudando e aprendendo cada dia mais sobre a espiritualidade, espero poder aprender muito aqui.
  17. Meados de 2018. Na época tinha o desejo de praticar as técnicas indiretas para me projetar, mas como morava em república e dividia quarto não podia colocar despertador para tocar de madrugada. Restava ir dormir mais cedo e esperar que eu acordasse no meio da madruga como acontece algumas vezes. Estava deitado na cama, com um creme dental em uma mão e a escova na outra mão. Na hora fiquei decepcionado porque tinha deixado de escovar os dentes na noite anterior. Sendo assim, levantei da cama e fui normalmente até o banheiro que ficava perto do meu quarto, mas as luzes não acendiam. Então desci as escadas para ir no banheiro de baixo, abri a porta e quando ascendi as luzes do banheiro... Eis que acordo na cama, dessa vez de verdade e sem creme dental e escova. Foi tudo muito consciente, menos saber que estava projetado e que não fazia sentido estar deitado com pasta de dente e escova nas mãos! Acho que minha mente quis pregar uma peça em mim!
  18. Mas que pilantrão!!!!!!!! E aí se você aceita, mesmo morrendo aos 80 o carinha vai querer te aplicar o 171: " ahhh, mas você só vive tanto porque eu deixei". Essa turma do astral adora "fazer negocios".
  19. Show esse relato! Ainda estou engatinhando e desejo muito aprender a ficar consciente tal como você conseguiu. Já tive uma experiência em que consegui ficar lúcido suficiente para voar. Depois disso, não consegui mais. É a coisa que mais tenho vontade de experimentar quando projetado.
  20. Percebi que era o da visão rs. Tranquilo. Estou lendo “filosofia oculta do amor e do matrimônio”, de Dion Fortune, e estou gostando. Esse legiao do Robson vou dar uma folheada na livraria. Se não tiver aquela linguagem chata e cansativa dos livros espiritas, compro pra ler rsrs.
  21. Ocorrida em 16/05/2019 Acordei de madrugada e nao me mexi. Passei imediatamente a fazer uma técnica. Depois de tentar o método do afundamento de cabeça (técnica que adaptei de outra) sem sucesso por excesso de despertividade, voltei a dormir e logo depois despertei novamente. Como novamente não tive sucesso no afundamento da cabeça, passei a usar o som da pineal. Funcionou imediatamente! Senti uma eletricidade no cérebro e me lembro de ter pensado que estava instalando um EV poderoso. Me levantei da cama e ndei pela casa impressionado com o nível alto de lucidez dessa projeção. Fui até a sala e como as sensações estavam reais demais (inclusive o peso e o tato ) contei os dedos para me certificar se não estava no fisico. Haviam mais do que cinco dedos na mão e estavam curtos demais. Fiquei empolgado. Fui até o quarto da tia de minha esposa e a vi deitada na cama. Como ela é espírita, fiquei pensando o que ela acharia caso acordasse e me visse ali. A seguir, pensei em implementar meu plano de ação mas me lembrei que minha esposa reclamou que eu não a chamo para ir comigo nas minhas viagens astrais. Voltei ao nosso quarto e toquei nela, "puxando-a" pra fora do corpo. Ela ficou confusa. Achava que estava desperta e não acreditou em mim quandobeu disse que estávamos projetados. Pedi que ela contasse os dedos da mão e ela disse que tinham sete dedos. Ficou impressionada e eu disse que aquilo significava que ela e eu estávamos ambos fora dos nossos corpos físicos. A seguir saímos de casa juntos e eu estava conversando sobre o que poderíamos fazer. Saímos a acho que fomos a algum lugar, até que entramos em um tipo de festa. Ficamos lá olhando as pessoas até que veio um homem, um misto de Garçom e segurança e muito educadamente nos avisou que aquela reunião ou festa era particular. Fiquei impressionado que ele nos visse e perguntei: -Você é uma consciex? Ele sorriu e disse que sim. Havia outro homem idêntico a ele na festa, mas esse era convidado e outro identico a eles do lado de fora. Achei engraçado que ele no pedisse para sair com aquela polidez afetada e me lembro de brincar dizendo: -Querida, até no plano astral existe o Country Club! E saímos de lá rindo. A seguir tentei ensinar minha esposa a voar, coisa que ela teve dificuldade em fazer. Quando alçamos vôo, uma conciex passou a nos seguir e não percebi quando ambos os três ficamos a voar seguindo cada um, um fio . Os três fios iam na mesma direção e essa consciex que nos seguia tentava nos enganar de alguma forma. Me lembro pouco do diálogo com ele, mas do que foi dito, me recordo de chama-lo de "pai de todos os vigaristas" e que ele começou a falar: - você sabe o que dizem, né? "Uma piada só é engraçada... E eu completei: - Até todo o mundo passar a Fazer parte dela. Realmente não me lembro de todo o diálogo . Chegamos a um ponto do voo em que o fio que minha esposa seguia estava rompido e eu olhei para ela é disse que era hora de ela voltar. Que eu logo desceria e estaria com ela. Mas antes de descer, eu disse que ela provavelmente não iria se lembrar da projeção e que deveríamos combinar alguma coisa. Eu perguntei algo e falei para ela me dar a resposta, mas foi uma pergunta que inventei na hora: "Qual o dia do aniversário da minha gata?" Ela mesma inventou a resposta: "Dia 1 de abril!" Daí ela desceu pro que eu pensava ser o plano físico. Quando ela saiu, senti que algo estava errado. Olhei para o meu fio e ele nao estava rompido, mas manchado de sangue. A Consciex: que nos seguia estava ali e eu disse a ele: -Fale... Ele me disse que eu não voltaria. Que eu estava morto e que um médico tinha atestado minha morte por embolia no horário do café da manhã. Me lembro de ter ficado consternado demais, não por morrer, mas por deixar minha esposa. Estava preocupado com a reação dela e queria muito voltar, nem que fosse por alguns minutos e lhe dizer que estava tudo bem, que ficaria tudo bem... A consciex que estava comigo começou a falar, dizia que me daria aquele tempo que eu queria, desde que eu ficasse depois a serviço dele. Comecei a raciocinar que se eu concordasse, eu veria minha esposa por alguns minutos e depois ficaria afastado dela, talvez para sempre. Eu estava sofrendo muito por me separar dela, porém, pensei que a separação seria apenas por pouco tempo. Decidi não ceder e não fazer acordo com a Consciex. Eu olhei para ele e disse Não. E que estava pronto para morrer. Quando disse isso, acordei na minha cama. Minha esposa estava dormindo suavemente e eu peguei o celular para anotar essa experiência. Geralmente eu evito perturbar o sono das pessoas da minha casa fazendo anotações de madrugada, mas isso me pareceu importante... Ela acordou e me perguntou pequena estava fazendo e eu pedi desculpas, pois tinha que anotar. Antes de ela dormir eu perguntei qual a data de aniversário da minha gata. Queria ver se ela lembrava. Ela voltou a dormir e eu passei a última hora digitando este relato e também uma despedida. Não tinha certeza quanto ao que me foi dito sobre minha "morte", é tão tratei de deixar escrito o que eu talvez não tivesse oportunidade de dizer. Deixei arquivado em um lugar onde eu sabia que ela procuraria no telefone , se alguma coisa me acontecesse. Dormi abraçado com ela e pela manhã, quando para minha grata surpresa eu ainda estava vivo, contei a ela sobre a projeção e perguntei a data do aniversário da minha gata. Disse a ela para me falar a primeira data que lhe viesse a cabeça, sem se esforçar para lembrar. - Apenas me fale essa data que veio a sua cabeça... Ela me olhou e disse: - 14 de abril. !!! Mostrei no celular o relato digitado e a data 1 de abril. Ela ainda não acredita muito em mim. Disse que quando perguntei a ela de madrugada, antes de voltar a dormir ela pensou "acho que é abril", mas ela não quis me falar apenas o mês. Errou por treze dias do total de 364! E ainda acha pouco! Detalhe: a data foi inventada por ela na hora da projeção, pois eu não faço ideia de quando minha gata nasceu.
  22. Obg Carlos, você pelo visto também admira o trabalho do Waldo, sucesso aí no caminho evolucional.
  23. É bem raro que alguém sinta dor nas tentativas de projeção. E termina que nunca sabemos porque essas pessoas sentem isso. A tendência é acharmos que se trata de algum tipo de sintoma energético, algum tipo de bloqueio que está dificultando a saída, mas só podemos especular. Eu já saí algumas vezes "arrebentando tudo" o que me prendia no corpo, a sensação é que havia mesmo laços/feixes que me prendiam, a impresão e´que você deixa os pedaços para trás.. mas nunca senti dor. Então SUPONHO que talvez sua mente tenha "lido" algum sinal de resistência como se fosse algo que pudesse gerar dor caso você lutasse para sair. Mas não dá pra ter certeza. Vi mais relatos de gente sentindo dor no baço, no coração acho que nunca vi aqui no gva.
  24. Eu nunca vi. Só vejo pessoas andando, nunca vi veiculos. Bom, exceto nestes casos aqui, mas é siferente poruqe leva pessoaa para outras faixas: https://www.viagemastral.com/forum/index.php?/topic/20716-como-a-gente-sabe-onde-tem-busão-no-astral-pra-gente-viajar/&tab=comments#comment-97229
  25. Bom dia, aqui no plano físico existe ônibus, metrô, aeroporto, etc. Gostaria de perguntar se no plano astral existe formas de transporte?
  26. Oi, sou Priscila e ao sair do corpo senti uma forte dor no peito como se estivesse rompendo meu peito para o espirito sair....me deu muito medo. A sensação e que eu estava morrendo do coração. O que pode significar isso?
  27. Abner

    Desabafo

    Olá, me chamo Abner, tenho 18 anos e comecei a descobrir a espiritualidade a alguns anos atrás, sou de uma família toda cristã protestante(evangélicos),e por conta de eu estar descobrindo esse assunto passei a ver a igreja com outros olhos, pastores e tudo mais. Tenho quase certeza que quando mais jovem, tinha viagens astrais, tive muita paralisia do sono, e já senti o EV, e por conta disso hoje que conheço do assunto, estudo a fundo, e tento cada vez mais melhorar, e tentar me projetar. Como tenho me sentido muito mal na igreja, tentei conversar com meus pais a respeito disto, por sempre fui obrigado a ir na igreja, tendo uma visão de céu, inferno, Satanas, capeta, demônios, e por ai vai já até vivenciei um pastor expulsando demônios, mas comecei a duvidar dos dogmas cristão,e agora minha mãe e toda minha família, fala que o capeta ta me influenciando pro lado errado, que vou ir pro inferno, que vida de crente é na igreja, e tenho me sentido horrível, to sendo atacado por todos os lados, ninguém me da apoio, tentei conversar com meus pais a respeito do mundo espiritual mas quase fui agredido, me sinto horrível, todo dia minha mãe me olha com cara de desaprovação.Eu ia muito na igreja, vigílias, etc. Mas agora parece que está todo mundo contra mim, não sei mais o que posso fazer, sinto uma energia desagradável sendo direcionada a mim, pai, mãe, irmão, tio, tias, avós, primos e primas. Nem faço mais ideia do que posso fazer, to me cansando disso tudo. E estou sendo taxado de louco. (desculpa qualquer coisa) só queria desabafar
  28. 08/11/2018 Noite anterior eu tinha colocado o celular para despertar as 05:30 e depois as 06:15, pois queria acordar cedo para continuar trabalhando no meu TCC. Lembro que cheguei a sonhar, depois que dormi novamente e que estava em uma obra trabalhando, estava trabalhando na parte de corte e dobra de barras de aço. Depois disso acordei de olho fechado e pensei intuitivamente que iria tentar sair do corpo. Inicialmente tentei sair de frente, descolar do corpo, com muita vontade, mas não chegou a funcionar, então 5 segundos depois pensei em rolar, com muita vontade, uma vontade tão grande que parecia se misturar com um sentimento de certeza de que ia funcionar. E para minha “não surpresa” rolei para o lado da parede na cama, meio apertado ali, e levantei logo em seguida. Estava escuro o quarto (detalhe: estranho estar escuro porque pelo horário da projeção já poderia estar claro, era mais de 6:20 pelo menos). Assim que saí do corpo tive uma sensação meio que física de dúvida se tinha levantado acordado (de verdade), ou se estava realmente projetado, mas a minha consciência acreditava que estava, então logo saí de perto do corpo. Nem perdi tempo para tentar olhar para o corpo dormindo (apesar de ter batido uma vontade enorme de fazer isso. Lembro que tentei dar uma olhada rápida de rabo de olho, pelo canto do olho, mas não vi nada cama, e também não sei se olhei direito), levantei e saí rapidamente de perto do corpo e abri a porta do quarto. De frente para o quarto tem um banheiro, normalmente eu teria descido as escadas direto, mas eu queria testar o que o Raduga fala sobre olhar nos espelhos e no banheiro tem um espelho grande que pega de metade do corpo para cima. No banheiro as luzes estavam apagadas, então acendi normalmente como faria no plano físico, e olhei para o espelho. Não aconteceu nada como entrar dentro do espelho e sair no mundo de Alice no país das maravilhas, mas aconteceu algo estranho de fato. Não havia reflexo no espelho, e o espelho parecia que tinha uma grade cruzada quase que imperceptível. Deixei isso para lá e me prestei a descer as escadas. Logo quando desci as escadas, tinha o quarto na república que fica embaixo do lado da escada onde ficam dois irmãos, o mesmo estava com a porta aberta e as luzes acesas. Mas não olhei diretamente para dentro do mesmo (pelo ângulo que estava não dava para ver nada), e a dúvida de entrar lá passou rapidamente por minha cabeça, mas como essa dúvida veio acompanhada de um medo sutil, evitei o quarto e saí da casa pelo portão que já estava aberto. Saí pelo portão e fiquei feliz de ter chegado ali do lado de fora, mas tentei não perder tempo com essa felicidade. Eu queria mesmo era “meter o loco”. A rua estava ligeiramente diferente e parecia ter mais árvores onde na realidade não tem, e o ambiente já estava claro. Outra diferença que notei, foi olhar para parede externa que é do quarto que não quis entrar e ver que tinha um portão lá, mas tinha duas janelas compridas em cima, ambas com grades, típico de comércio. Para tentar curtir a projeção, a ideia que tive foi tentar voar, então dei um salto enorme até a copa de uma árvore e comecei a cair lentamente, até que voltei ao chão sem resultado. Então dei um salto alto no telhado da república e de lá dei um salto ainda maior e tentei me esticar e fazer igual um espírito uma vez falou com Saulo, de tentar sentir o “mundo” passando por si e saindo pelos pés (algo assim). E para minha grande surpresa deu certo! Estava voando! Fiquei bem feliz apesar de ter acostumado rapidamente com a sensação, e passei por lugares diferentes que nunca tinha visto na região. Apesar da experiência maravilhosa, tinha uma coisa que estava me incomodando durante o voo que era o fato das minhas pernas estarem um pouco dobradas e não sentir segurança para estica-las. Durante o voo tive a impressão de ter passado por um prédio onde era ministrada aulas. Depois cheguei a um campo aberto onde haviam duas instrutoras dando aula de voo, com as quais não cheguei a interagir, mas gostei de pensar que se fosse eu fazendo minha primeira aula, ficariam surpresos com minha performance de iniciante. Depois dessa grande experiência perdi a consciência e acordei. Nunca tive uma experiência tão completa e consciente das minhas ações como essa. Já tive outras projeções mas ainda não tive a oportunidade de repetir o voo. Tentei algumas vezes, mas por consequência de baixa consciência acordei rapidamente ou dei uns pulinhos bem desajeitados que não deram em nada. Ainda estou aprendendo o que mantém a lucidez e controle durante as projeções. Na época que tive essa projeção, eu meditava todos os dias; estava fazendo os cursos em áudio do Saulo; treinava ficar em ambientes escuros por muito tempo para tentar reduzir o medo de me projetar; fazia práticas energéticas como a OLVE e liberação de chacras. Acho que tudo isso, ou alguma dessas coisas, não sei quais exatamente, me ajudavam a ficar mais lúcido durante o dia e para as práticas projetivas. Recentemente não estou dedicando tempo suficiente a essas práticas, apesar de ter mais projeções e ter descoberto o modo mais fácil para mim de projetar (que é basicamente dormir mais cedo e tentar as práticas indiretas). Tenho tido menos controle e lucidez nas projeções.
  1. Load more activity