Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Sidinei

B-Membros
  • Posts

    595
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    42

Sidinei last won the day on May 25

Sidinei had the most liked content!

About Sidinei

  • Birthday 01/20/1974

Recent Profile Visitors

1,592 profile views

Sidinei's Achievements

Mentor

Mentor (12/14)

  • Posting Machine Rare
  • Very Popular Rare
  • One Year In Rare
  • One Month Later
  • Week One Done

Recent Badges

318

Reputation

  1. Mas falando sério, dei uma busca aqui no Fórum com a palavra "latim" e encontrei um monte de relatos de gente que viu ou ouviu algo em latim no astral. Isso me chamou muita atenção. Mas como o Sandro disse... são 1600 anos de influência. Não tem como não repercutir no astral.
  2. Hahaha...eu pensei nisso também quando vc me falou a primeira vez....hahaha Mas pensei que não podia ser o Mussum querendo te mandar uma mensagem.... Vai ver ele é o teu Mentoris......hahaha
  3. Não sei se eu teria essa paciência toda no astral. No mundo físico eu sou muito paciente, mas no astral sou meio esquentadinho. Deve ser a minha verdadeira natureza...hehehe
  4. Hehehe...o pior é que é verdade. Dos meus colegas, os que se tornaram padres foram os puxa sacos e mentirosos. É claro, que tem gente boa que é padre, por isso falo somente do meu grupo de colegas. Sempre haverá os Lancelotti's, mas são mais raros. Mas sobre egrégora. A influência dessa egrégora seria territorial ou só por afinidade? Exemplo: um cara hinduísta ou budista, estando no Brasil, quando fosse para o astral aqui, no Brasil, perceberia a influência romanista, correndo o risco de também ver coisas em latim no astral, ou seria levado para a egrégora de sua afinidade?
  5. Bom dia, Eu estava conversando com um colega aqui do grupo, e ele me contou que leu uma palavra escrita no astral. Sobre o que ele leu e a experiência dele, vou deixar pra que ele conte se quiser. Mas, resumidamente o que ocorreu é que ele viu uma determinada palavra e me contou. Eu olhei e percebi que a palavra era do latim, pois estudei essa língua na época que estava no seminário. Mas enfim, dei uma olhada no grupo e percebi que muita gente costuma ver e ouvir no astral palavras e até frases inteiras em latim. Então fiquei pensando... Será que isso ocorre por que somos ocidentais? Será a influência da Igreja Católica que alcança até o astral? Será que isso tem alguma relação com os alquimistas do presente e do passado e sua influência no astral? Estaria relacionado a magos do astral, sejam eles do bem ou não? Qual é a opinião e experiência de vocês sobre o tema?
  6. Acho muito interessante esse tipo de experiência. Isso me faz pensar, como já foi falado, sobre as lembranças de vidas passadas. Talvez essas informações que às vezes obtemos pensando que se tratam de nossas experiências em outras vidas, podem não ser nossas, mas de terceiros, que nada tem haver conosco. Fico com a pulga atrás da orelha.
  7. Cara, eu estou fazendo o Shamatha, que consiste em 21 respirações procurando manter a atenção na respiração e no corpo, sem utilizar japamala ou os dedos, o que ajudaria a se concentrar no agora. Tem que ver se no caso, para os fins que vc quer, pode utilizar algo pra contar.
  8. Eu já ouvi duas vezes... As duas vezes foi gente cantando... Mas era de madrugada e asseguro que não tinha ninguém. Eu levantei pra ver de onde vinha a música e estava tudo parado e a música foi sumindo aos poucos. Outra vez tinha uma mulher cantando no meu ouvido direito: "Tu és uma fogueira, tu és ... abre a janela" Lembro que ainda respondi brincando. "Não vou abrir, não, está muito tarde" Hehehe Mas ler pensamentos nunca aconteceu comigo, não. O máximo que me acontece é eu e a minha esposa iniciarmos a mesma frase, com as mesmas palavras, ao mesmo tempo. Isso já me aconteceu várias vezes, mas acho que isso é relativamente comum.
  9. @User3, como é que vc trabalhou o chakra do pulmão? Funcionou pra recordar de vidas passadas?
  10. Eu acho que a economia mundial vai quebrar se não fizerem alguma coisa. Espiritualmente, acho que temos que dar um enorme salto consciencial pra não sermos extintos. Mas espero que eu esteja completamente errado. Essa é uma coisa que tenho pensado muito. Meu receio é que o avanço tecnológico seja bem mais rápido do que o consciencial, o que, até aqui, não encontro motivos para achar que seja diferente. Renda mínima, quotas para humanos, serão coisas que terão que ser implementadas pra não haver uma quebradeira geral na economia. Mas será que haverá tempo pra isso?
  11. Como o @User3 já disse, tem uma questão de saúde envolvida. Então, ela querendo ou não, é importante que passe pelo menos pelo genecologista, pois ele poderá encaminhar para um psiquiatra. Procure, na medida do possível, ajudar com o bebê. Talvez ela esteja acordando muito durante a noite para dar de mamar e trocar fraldas. Então, se puder, tente poupa-la de trocar as fraldas durante a noite e se a criança estiver com cólicas, tente ajudar. Talvez vc já faça tudo isso e se for esse o caso, parabéns. Muitos homens deixam a mulher cuidar sozinha dessas coisas e se ela já não está bem, tem chance de ficar pior. Boa sorte pra vc.
  12. Olá colegas, Vou contar uma experiência que tive essa noite, por volta das 5:20h, pois achei muito curiosa. Despertou a minha consciência e percebi o corpo astral... era como se eu estivesse envolvido de energia elétrica e podia ver e sentir, como se fosse um campo de força. Essa experiência já tive muitas vezes e tratei de me esforçar pra sair do corpo. Ultimamente, quando chego nesse ponto, utilizo algum mantra, isso faz com que o fluxo de energia acelere, fazendo com que eu entre em OLVE e desacople com mais facilidade. Na hora só me veio um som estranho, que eu nunca tinha feito, mas o fato é que acelerou as energias.. Parecia que eu estava de bruços, ou pelo menos meu corpo astral estava. Tentei levantar o tronco com os braços, umas duas vezes, mas ficava presso na altura do umbigo. Podia ter tentado rolar, mas não pensei nisso na hora. Fiz uma 3 tentativas e então pedi ajuda: "por favor mentores, me ajudem a sair" Então fiz força novamente e saí... Estava agora de pé, ao lado da minha cama. Me virei pra ver se via meu corpo deitado. Estava escuro, vi um corpo deitado onde minha esposa fica, devia ser ela.... Mas por algum motivo que desconheço, tentei ver meu corpo mas não conseguia. Forcei um pouco e vi um corpo... mas não era o meu. Era bebê, deitado de bruços...um bebê de uns dois meses ... Era uma das minhas filhas mais velhas quando bebê.... Fiquei confuso na hora e tentei entender por que estava vendo aquilo. Seria uma alucinação? Um onirismo? Então despertei, voltando para o corpo. Eu estava deitado de barriga pra cima, diferente do que eu pensei no início da experiência. Talvez o meu corpo astral já estivesse deslocado um pouco no início.
  13. Respostas padronizadas a estímulos são próprios dos seres humanos e não vejo porque não seriam de espíritos, que nada mais são que humanos desencarnados. Skinner estudou muito essas respostas dos seres humanos e percebeu que para determinados estímulos existem certas respostas padronizadas das pessoas, e não só das pessoas, como também de todos os outros animais. Até existe uma área muito interessante na psicologia que trabalha com a modelagem do comportamento pela Análise do Comportamento Aplicada - ABA.
  14. Sim, eu entendi... também não é um assunto muito conhecido até pelos católicos praticantes. Então pra ICAR teria inferno (sofrimento eterno), purgatório (pra pagar as dividas de pecados veniais) e o limbo (seria um lugar neutro, não tem as bem aventuranças prometidas do céu, mas também não tem o sofrimento do inferno), abolido pelo Bento XVI.
  15. Olha, eu estudei pra padre e pelo que sei, além do purgatório, tinha o limbo, que seria para onde as crianças não batizadas iriam, mas podem ficar tranquilos, o limbo foi abolido em uma canetada do Bento XVI em 2007...hahaha
×
×
  • Create New...