Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Ayla

B-Membros
  • Posts

    48
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    6

Everything posted by Ayla

  1. Faz um tempo que não tinha uma projeção, só coisa vaga uma vez ou outra, mas hoje voltei a ter depois de voltar a me dedicar com as práticas espirituais que faço. Eu estava tendo pequenos despertares pela manhã, mas ainda deitada na cama. Eu já tava acordada logo bem cedinho, e então tinha desligado o ventilador e voltei a ficar ali de olhos fechados, tive um sonho onde o quarto começou teve um pequeno incêndio no meu quarto eu saí da casa, quando sai não conseguia mais entrar na casa, vi a janela do meu quarto com um clarão de fogo indicando fogo dentro. Me aproximava e sentia o calor muito forte. De fogo mesmo. Consegui entrar na casa e já não parecia mais tá pegando fogo, eu entrei no quarto e vi o que estava pegando fogo, por falha elétrica, era um pequeno monitor velho que eu tenho aqui. Ele estava todo sem carcaça, aquela de plástico, mas não via sinal de inocência, coisas queimadas ou manchas pretas nas paredes…percebi que era projeção mas voltei pro corpo em seguida. Foi quando o ventilador tinha “ligado” novamente, e eu desliguei…pela segunda vez, aí eu acordei percebendo o que tinha feito, olhei pro ventilador e vi ele desligado, foi quando percebi que estava acordando em astral. Fechei os olhos me concentrando para sair do corpo, comecei a sentir as energias, meu corpo estava muito relaxado e descansado, mas ainda com sono. Depois de um certo tempo, uns minutinhos, decidi arriscar e levantei da cama, meu lençol veio junto e eu sabia que tinha levantado em astral pela dificuldade do lençol desgrudar de mim. Sai da casa, joguei o lençol no chão e já fui saltando pelo muro e pegando voo. Parei em cima de uma casa, e lembrei de pegar alguma coisa pra manter a projeção por mais tempo, peguei uma telha do telhado da casa onde eu pousei, e fiquei batendo ela no chão, o que aumentou muito a nitidez da projeção, a visão mesmo. E também senti uma melhora na lucidez. Continuei voando por aí, de telhado a telhado, voei para o que dentro de uma área cercada por cerdas de metal de grade, piso asfaltado e nesse terreno tinha alguns containers de cores diferentes, daqueles que os navios cargueiros costumam levar. Posei em um contêiner azul, mas lembro de um vermelho e outro verde, o terreno onde os contêineres estavam era pequeno, parecia mais que estavam abandonados embora estivessem novos, mas provavelmente foi só impressão minha mesmo. Voei por cima do muro de grade em direção a uma vegetação, mato mesmo, e ao passar por cima o ambiente mudou, senti que me teletransportei, e vi a casa do meu tio, a varanda da casa. Nessa varanda tinha um espírito sentado na rede, à primeira vista tinha a aparência do meu primo, mas ao olhar bem vi que estava deformado e magro, não muito deformado, mas estava bem acabado, era estranho. Eu não quis falar com ele, eu voei em direção aos chiqueiros dos porcos que o meu tio cria, e esse espírito sorria, e foi na minha direção. Eu senti um peso e não consegui voar. Ele chegou muito rápido, pulando, e ficou na minha frente, eu tentei fazer alguma coisa energética mas me sentia estranha, acho que os mentores estavam bloqueando minhas energias. Ele falava mas eu não conseguia escutar nada, só via ele mexendo a boca. Ele tentou me agarrar mas nesse momento eu voltei pro corpo. Eu acredito que os mentores querem que eu seja mais comunicativa nas minhas experiências, afinal eu poderia ter entendido e tentado a ajudar aquele espírito, saber dos motivos dele de tá ali, que parecia o duplo, então provavelmente era obsessor da casa.
  2. Ninfa no Rio Trairi 02/06/2021 Eu despertei em astral na casa do “Sítio de São Paulo” (não fica em são paulo kkk), que fica no topo de um grande morro de terra, onde em baixo passa um curso d'água da minha cidade, chamado de Rio Trairi, essa cidade é onde moram meus pais, essa casa onde despertei é de um médico que contratou minha tia **** pra ser cuidadora de lá. Já passei férias na infância lá e tal. Percebi que estava em astral porque ao olhar pro rio eu vi ondas gigantescas se formando (esse rio conecta dois mares no físico), estava amanhecendo ainda, as ondas estavam muito revoltadas, eram muito revoltas mesmo. Não sei quanto tempo fiquei olhando elas, mas quando começou a sair o sol, as ondas chegavam, aparentemente, quase nas nuvens. Era monstruoso, mas me sentia em segurança na varanda da casa. Quando já tinha amanhecido, duas últimas ondas gigantescas se formaram, parecia que chegaram nas nuvens, foram a maior de todas, e depois tudo tranquilizou, essa turbulência toda alagou e transbordou muito do rio, subiu tanto que até em volta da casa e todo o terreno estava alagado, até que em umas ondas de tamanho normal, mas não ondas de mar, tipo aquelas ondas de rio mesmo, mas do tamanho de ondas de mar, eu vi uma alga marinha estranha, era a única visível e a forma dela era parecido com um corpo, mas bem fininha..rsrs pelo menos eu achei parecido. Essa alga começou a “nadar” pelas ondas, parecendo um peixe, viva, mas sem se debater nem nada, e sim deslizando pela água. Minha visão deu um zoom na alga, eu vi ela deslizando pela água lindamente, e até deu um salto na água, igual um golfinho. Essa alga marinha começou a se aproximar de onde eu estava, e minha visão desfez o zoom e percebi que o rio tinha alagado todo o terreno ao redor da casa, mas não tinha entrado água na casa. A alga marinha chegou perto e saltou da água e se transformou em uma garotinha morena, humana, de uns 8 anos, e ficou me olhando, eu sentia uma energia muito boa vindo dela. Eu fui esticar minha mão direita e percebi que dos meus dedos saiam uma fumaça branca, nunca tinha visto energia fora do corpo, foi a primeira vez, e depois de analisar um pouco aquele fenômeno, eu estiquei minha mão direita e ela esticou a mão esquerda dela e começou a acariciar minha mão, a pele dela tinha uma sensação meio áspera, como se tivesse pequenas escamas, o que me surpreendeu já que ela aparentava ter pele humana e macia. Depois disse eu troquei olhar com ela e senti uma alegria muito boa, e então uma obsessora apareceu atrás de mim (felizmente parece que hoje ela já foi pra luz), veio correndo e se assustou com a cena que viu, falou algo do tipo “O que tá acontecendo aqui?!” e então a garotinha, muito calmamente, falou pra mim “Até depois, amiga.” e pulou na água, eu disse “Até depois...a-amiga?..amiga.” e eu deixei de ficar lúcida e tive um sonho onde corria com umas crianças morenas, (devia ser ninfas), pra tomar um banho no rio, vi uma bonequinha bem pequena de um bebê vindo na minha direção, por uma leve correnteza do rio, e uma criança quis a boneca, essa boneca passou por mim e foi mais pro fundo do rio, tava quase entrando em uns galhos de uma árvore que foi alagada e eu fui pegar e ela gritou que queria a boneca, pensou que eu ia pegar pra mim, eu falei que estava indo pegar pra ela. Consegui pegar a boneca de boa e entreguei pra ela. Depois disso acordei, me lembrando de tudo. Outra experiência (essa eu tinha escrito no whatsapp mas perdi, então não tá muito detalhada, tbm n sei a data ao certo, mas acredito que foi no mesmo ano): Desse vez foi quando eu tava num sítio da minha família, e tive uma projeção onde eu brincava com um grupo de meninas nadando em um grande alagado, uma dessas meninas mergulhou e puxou meu pé, fazendo eu afundar um pouco mais logo soltou e emergiu rindo, estava brincando. Eu despertei a lucidez completamente e disse pra ela que eu não tinha medo, que poderia me puxar mais, que não conseguia respirar debaixo d'água no astral, era por condicionamento físico… Então ela sorriu muito animada e disse que estava tudo bem então, rsrsrsrs. Ela mergulhou e me puxou láaaaaa pro fundo daquela alagado/rio e eu olhei pra ela, e a aparência dele agora não era mais de humana, era um ser humanoide aquático, pele azulada, guelras, parecia um alienígena aquático ou esses seres de fantasia. Ela sorria e os dentes dela eram todos pontiagudos, de predador, mas não senti nenhum medo, pelo contrário, era uma presença amigável/íntima para mim. Eu então disse pra ela, “viu? consigo respir….” e comecei a engolir água! e não conseguia mais falar! rsrs e ainda tentei respirar sabendo que aquilo era por condicionamento psicológico mas não consegui e me senti afogando, então voltei pro corpo nesse momento. Elemental (esse também perdi a data, perdi muitos relatos nesse whatsapp…): Eu despertei em astral em o que parecia uma propriedade rural, ou pequena vila com umas casas simples. Eu tava sendo perseguida por alguns espíritos, mas uma vez que fiquei totalmente lúcida que estava no astral eu me mantive firme emocionalmente. Eram todos homens, e um deles começou a jogar umas facas em mim, eu peguei a faca no ar e joguei nele, ferindo ele e ele saiu correndo, mas somente para se distanciar. Fui atrás de outro que tinha entrado numa casa. Quando cheguei na porta da casa comecei a sentir uma sensação que não me era estranha, uma coisa querendo falar comigo que vinha de dentro, e eu permiti e comecei a falar em uma língua estranha, cantando um mantra, então apareceu na minha frente uma criatura do tamanho de uma criança, pele azulada com uns redemoinhos brancos pintados por todo o corpo, como tatuagens, dentes pontiagudos e pequenos chifres na testa. Parecia um diabinho e eu sabia que era um tipo de elemental, não precisava nem eu mandar ele atacar os homens, bastava um pensamento muito fraco de desejo que ele me obedecia rapidamente, mas junto disso eu precisava ficar entoando uns mantras, e então eu comecei a entoar os mantras junto com o elemental, o próprio elemental me ajudava a falar os mantras, eu e ele falavámos ao mesmo tempo o mantra, numa só voz mas minha voz estava bem diferente como se o timbre de voz dele estivesse na minha voz,e ele entrou na casa, agarrou o homem, então o elemental fez o homem desaparecer, eu sabia que ele tava mandando o espírito para outro lugar, outra dimensão, o homem gritou muito assustado porque esse elemental era muito rápido. Ele fez exatamente a mesma coisa com todos os espíritos que estavam ali, e eu sempre falando os mantras estranhos, não era uma língua inventada na hora, era realmente uma coisa que existe. Foram uns 4 ou 5 espíritos. Bastava o elemental tocar neles. Depois disso ele ficou parado na minha frente, me olhando com um sorriso no rosto, parecia animado. Eu lembro que eu agradeci ele e o chamei de amigo, e ele animadamente desapareceu. (Ainda tô aprendendo a desenhar tá? rsrsrsrs esse desenho é antigo, felizmente achei um caderno que eu tinha anotado algumas coisas 😜)
  3. O professor Laércio postou esse vídeo sobre o tema e no final deu uma técnica que eu achei muito interessante.
  4. Na verdade eu troquei as coisas aqui XD Seria complemente o inverso rsrsrs a terra física é a dimensão mais densa, portanto a mais demorada. 😪
  5. Em tese deveria, já que é outra dimensão, a questão do tempo é relativa. Tem haver com o planeta físico, aqui criamos calendários e no ocidente seguimos o calendário gregoriano, no astral eles tem seus próprias calendários, que provavelmente são muito mais antigos que o gregoriano mas serve muito bem para marcar o tempo naquela dimensão. Eu sei que eles tem outros calendários porque uma vez perguntei que dia era aquele e se o tempo era diferente para um espírito numa comunidade astral, e ele respondeu "diferente da terra? sim é diferente." Perguntei a data e quando ele respondeu eu só consegui ver a boca dele se movendo e só ouvir um "biiip" rsrsrs aí mandei ele repetir, novamente aconteceu o mesmo evento. Eu rir e disse que não conseguia ouvir, que só ouvia um biiip e ele movendo a boca. Ele ficou intrigado, apareceu outro espírito que estava com ele e perguntou se eu não conseguia ouvir a data, ele olhou pra mim e falou, novamente a mesma coisa. Aí eles me questionaram o motivo, e expliquei pra eles que era pelas questões físicas e cerebrais, meu cérebro físico não tinha nenhuma referência sobre aquela informação, o nome que eles usam nas datas ou até mesmo o nome dos número. Aqui chamamos o número 1 de número um, o número 2 de número dois, inglês chamamos o número 2 de two. Mas em uma língua muito antiga quando esses calendários foram criados no astral e com um significado criado totalmente no mundo astral? Não faço ideia. Meu cérebro não tem referência para isso. No livro "A Alquimia da Felicidade", o qual comentei sobre algumas passagens nesse tópico, ele também fala algo sobre, mas no meu caso na hora eu só falei dos hormônios do cérebro e tal, dando ênfase no limitação que cérebro físico causa para o espírito em questão, mas nesse livro ele fala de um modo mais poético e que fica claro: "Seu coração tem uma janela que se abre sobre o mundo invisível dos espíritos. No estado de sono, quando as avenidas dos sentidos são fechadas, essa janela é aberta, e o homem recebe impressões do mundo invisível e, às vezes, prenúncios do futuro. Seu coração é então como um espelho que reflete o que é retratado na Tábua do Destino. Mas, mesmo dormindo, pensamentos de coisas terrenas entorpecem esse espelho, de modo que as impressões que recebe não são claras. Após a morte, no entanto, tais pensamentos desaparecem, e as coisas são vistas em sua realidade nua" - a alquimia da felicidade, capítulo 1, página18. Então sim, lá o tempo é diferente e depende muito da dimensão que você se encontra, normalmente o tempo lá é mais rápido, e aqui no físico na dimensão mais densa o tempo de acordo com a movimentação da terra é mais lento. Então enquanto na dimensão terrena a terra deu um giro completo, lá a movimentação dos campos sutis da terra ainda não completaram uma volta completa. E a terra em tese teria diversos campos. Temos que lembrar também que a terra e o sistema solar se movem eternamente pelo universo, não estão parados mas sim seguindo uma trajetória, o sol se movendo e o seu sistema solar de planetas e asteroides seguindo a estrela. Então o plano astral está diretamente ligado ao planeta físico, seria como o corpo astral do planeta terra, que funcionado de modo muito diferente de corpos astrais de animais. São projetos diferentes. Uma vez eu falei que aqui na terra, encarnados, só nos são revelados os pequenos mistérios (pelo menos especificamente na escola planeta terra), e após a libertação do espírito, podemos enfim conhecer os grandes mistérios rsrs
  6. comigo também é assim, inclusive hoje mesmo aconteceu algo, mas nada haver com abraço, só falta de lucidez e questionamento mesmo rsrsrs mas a gente tenta né, inclusive consegui parar no antes de levar pra frente a situação e acordei na marra, achando errado rsrsrs XD um exemplo de como a força de vontade salva a gente rsrs
  7. O corpo astral também é chamado de corpo emocional no ocultismo, e ele é exatamente isso, um corpo emocional mesmo. É questão de adaptação, com o tempo você cria um estado meditativo que permite você analisar melhor o que está fazendo ou pretende fazer, com isso criando mais controle nos impulsos. Isso tudo é regido pela força de vontade, e é individual, depende muito de pessoa pra pessoa, é uma tentativa de melhora que tem que vim do próprio indivíduo e com o tempo tentando melhorar uma hora a pessoa ver que já melhorou muito, passa mais um tempo depois e a você percebe que já não é a mesma pessoa de antes.
  8. Você ficar paralisado em pé ou flutuando em algum lugar do quarto? Primeiro que dar pra perceber que você tem um bloqueio psicológico, já que não é uma experiência rara mas acontece desde a infância, então acredito que você já tentou se mover....Mas caso você tenha adquirido algum trauma na infância e com isso paralisou sua reação nessas experiências, acho que talvez o único jeito agora é fazendo terapia hipnótica, para ver a causa da desse medo, que provavelmente foi algum assediador durante essas experiências. Mas você n deve ficar com raiva do espírito, e sim perdoar a acontecido e se curar, e seguir em frente. Numa primeira vista não muito profunda, a gente pensa que para resolver o problema basta o óbvio: Se mover cara, bate o pé no chão com força. Ignora tudo e dar um pulo! Etc. Mas pode ser algo mais profundo como falei acima...então não teria uma solução tão simples. Mas você pode tentar também: Durante a projeção astral, se você conseguir manter um grau de lucidez e o medo não parar seu raciocínio, você pode fechar os olhos e imaginar a frente da sua casa, a sala da sua casa, ou outro lugar, sinta como se estivesse em primeira pessoa nesse ambiente, e então tente se mover em primeira pessoa nessa sua visão e seu corpo astral se teletransportará para o ambiente em questão. Nesse ambiente agora mais tranquilo, você pode tentar se movimentar, tente se agachar e sentir seus sentidos, aguçando o tato pegando no chão, veja como é sólido e então aos poucos você vai se acostumando que o ambiente não é muito diferente do físico e você pode se mover igual o corpo físico.
  9. Já fiz o mesmo algumas vezes, mas nunca despertei presa no corpo. Sempre desperto longe dele. Eu costumava usar essa técnica no começo das minhas projeções, nunca mais usei ou lembrei de usar, mas é uma técnica muito boa mesmo pra romper os sonhos lúcidos. Eu nunca fiz isso inconsciente em um sonho...sempre fiz a técnica conscientemente em sonho lúcido quando lembrava dela.
  10. Gostei muito da forma como o Al-Ghazali abordou a nossa estrutura psíquica na sua obra "Alquimia da Felicidade (link)", que descobri por recomendação do wagner borges. Ele fala disso no capítulo 1 - Conhecimento do Ego. Ele já começa esse capítulo com esse belíssimo raciocínio: ============= A Luz Real é Allah, e o nome "luz" só é predicado metaforicamente, mas não transmite um significado real. Buscador dos mistérios divinos, saiba que o conhecimento de si mesmo é a chave para o conhecimento de Allah, segundo o dito: "Só quem conhece a si mesmo, conhece o seu Senhor” e, como está escrito no Alcorão, "Logo lhes mostraremos Nossos sinais no universo e neles próprios, até que se torne claro para eles que isso (i.e. Alcorão) é a Verdade.” Nada está mais próximo de você do que você mesmo, e se você não conhece a si mesmo, como conhecerá mais alguma coisa? Se você diz "eu me conheço", significando sua forma externa, corpo, rosto, membros, e assim por diante, tal conhecimento nunca poderá ser a chave para o conhecimento de Allah. E se o seu conhecimento sobre o interior só se estende até aí, ou seja, quando você está com fome, come, e quando está com raiva, ataca alguém, como progredirá mais neste caminho, se as bestas são seus parceiros nele? Mas o autoconhecimento real consiste em saber as seguintes coisas: o que está em você mesmo e de onde você veio? Para onde você vai, com que propósito você veio para cá por algum tempo e no que consistem suas verdadeiras felicidade e miséria? Alguns de seus atributos são os de animais; alguns, os de demônios; e outros, os de anjos. Você precisa descobrir quais desses atributos são acidentais e quais são essenciais. Até que saiba disso, não poderá descobrir onde está sua verdadeira felicidade. A ocupação dos animais é comer, dormir e lutar; portanto, se você é um animal, ocupe-se com essas coisas. Demônios estão ocupados em propagar maldade, astúcia e engano; se você é um deles, faça o que eles fazem. Os anjos contemplam a beleza de Allah e estão totalmente livres de qualidades animais; se você tem natureza angelical, então se esforce em direção à sua origem, de modo que conheça e contemple o Altíssimo, e seja libertado da servidão da luxúria e da raiva. Essas qualidades, sejam elas animais, ferozes, angelicais ou demoníacas, foram conferidas ao homem, para que, por meio delas, o corpo se adaptasse a ser veículo do espírito, e para que o espírito, por meio do corpo, que é seu veículo, buscasse aqui o conhecimento e o amor de Allah, como o caçador procuraria fazer da fênix e do grifo suas presas. E assim, quando deixar esta terra estranha para a região da amizade espiritual, será digno de participar do mistério contido no convite: "Entrai nele [o Paraíso] em paz, ó crentes” e da honra: "’Salam’[Paz] ser| uma palavra (de saudação endereçada a eles) da parte do Senhor Misericordioso!” . Ai daquele que não tem parte nesse conhecimento! Há grande perigo em seu caminho, porque o caminho da fé está velado de seus olhos. ============= Mas o que eu quero dar ênfase mesmo, aqui nesse tópico, é essa parte da obra onde ele constrói a estrutura psíquica da alma através dessa analogia: ===================== Um conhecimento filosófico exato da alma ou espírito não é uma preliminar necessária para andar no caminho da religião, mas vem como resultado da autodisciplina e da perseverança nesse caminho, como é dito no Alcorão: "E aqueles que se esforçam arduamente por Nós, realmente guiá-los-emos a Nossos caminhos." Corpo: Para o exercício dessa guerra espiritual, por meio da qual o conhecimento de si mesmo e de Allah é obtido, o corpo pode ser representado como um reino; Alma: A alma, como o seu Rei; Faculdades: E os diferentes sentidos e faculdades, como integrantes de um exército. Razão/Discernimento: A razão pode ser chamada de vizir, ou primeiro-ministro; Paixão: A paixão, de o coletor de impostos; Ressentimento: O ressentimento, de o policial. ===================== Sob o pretexto de coletar impostos, a paixão é continuamente propensa a saquear por conta própria, enquanto o ressentimento está sempre inclinado à dureza e extrema inflexibilidade. Ambos (o coletor de impostos e o policial) devem ser mantidos em devida subordinação ao rei, mas não serem mortos ou expulsos, pois têm suas próprias funções adequadas a cumprir. Mas, se a paixão e o ressentimento dominarem a razão, a ruína da alma infalivelmente se segue. Uma alma que permite que suas faculdades inferiores dominem as mais elevadas pode ser comparada a alguém que entrega um anjo ao poder de um cão, ou um muçulmano entregue à tirania de um incrédulo. O cultivo de qualidades demoníacas, animais ou angelicais resulta na produção de personalidades correspondentes, que no Dia do Juízo se manifestarão em formas visíveis O objetivo da disciplina moral é purificar o coração da ferrugem da paixão e do ressentimento, até que, como um espelho claro, reflita a luz de Allah. ============ Quando ele fez essas representações eu lembrei dessa experiência onde o espírito de indagou se eu não estava conseguindo formar um exército, ou seja formar força de vontade suficiente para me impulsionar, e isso coincidiu com o que os pensamentos do Al-Ghazali onde ele ver "os diferentes sentidos e faculdades, como integrantes de um exército". Fiquei muito pensativa sobre isso, e gostei bastante.
  11. Eu tenho esses problemas de visão as vezes, e sim você está certo que trabalhar o frontal durante o dia vai ajudar muito com a visão, mas não somente, comigo também me ajuda a ter mais lucidez, lembrando mais dos sonhos durante a noite e tendo projeções semiconsciete por conta dessa lucidez, até mesmo aumentando as chances de ter projeção totalmente lúcida. Mas não, não é o único jeito de resolver o problema. Esfregar o rosto como que limpando uma sujeito dos olhos também ajudam, não somente, como dar comandos com força de vontade, exteriorizar energia pelo frontal e rosto. Isso acontece por acúmulo de energia no frontal, mas não energia boa, energia pesada por causa de pensamentos ou ambientes do dia a dia, então tem que ficar mantendo uma rotina de limpeza energética e movimentação. Não sei o motivo disso, mas acho que algumas pessoas tem o frontal mais ativado que outras, e portanto já tem uma movimentação energética natural na área que já ajuda a movimentar essas energias.
  12. Uma boa técnica para manter a lucidez é pegar alguma coisa pra ficar apertando na mão, ficar mordendo a língua e vez ou outra pegar a areia ou esfregar a mão no chão. Agora eu pensei outra que parece ser boa também, pegar um galho pra ficar batendo no chão como cajado. Essas coisas ajudam a manter a estabilidade da consciência no plano astral, e portanto, aumenta a duração da projeção.
  13. Vocês costumam se lembrar de grupos de pessoas conhecidas com vocês no astral? As vezes eu desperto em astral por um pequeno momento quando estou junta a um grupo pequeno de pessoas. É sempre o mesmo grupo, mas as vezes aparece alguém diferente nele. Acredito que tenha um líder, que as vezes eu vejo como meu irmão outras como um primo, etc, sempre alguém vejo como alguém que tenho ou já tive algum respeito e intimidade. Essa pessoa é bem íntima comigo, me passa uma energia de amizade, maior que os das outras ali. E sempre parece está do meu lado, apoiando. Eu não vejo como um grupo de "elite consciêncial" são gente como a gente que buscam melhorar, não passam uma energia estranha, pelo contrário, passam uma energia de irmandade. --- Eu já tive uma projeção semi-lúcida, que eu voei e tive fragmentos de lembrança, durante a projeção, que eu me plasmava de um grande morcego e eles também...rsrs eu sei, parece sonho por enquanto, mas eu tinha um grau de lucidez, então eu vi alguns morcegos parecidos comigo atacando ratos do tamanho de cachorros isso durante a madrugada, e em um terreno baixo perto de onde eu morava. Depois eu simplesmente fiquei lúcida, já tinha amanhecido, estava numa varanda de uma casa perto de onde a gente combatia os "ratos" e eu estava com essa turma ao redor de uma mesa jogando um jogo de cartas. Um deles falou comigo, e eu falei com ele (é pessoal), e depois eu fui me afastando deles, porque eu sentia vergonha de quem eu sou, que iam me olhar com desgosto e essas coisas que normalmente as pessoas fazem, mas eles só aceitaram o que eu falei, mesmo assim eu me senti desconfortável. Me afastei da mesa com a cadeira, imaginando ter rodinhas nela, e levantei, fiquei próxima a beirada da varanda e disse pra eles, olhando para a direção da minha "casa": "Eu vou ali em casa voando, tá?" Aí esse líder, que eu via como um primo, me indagou "ué, porque você tá falando isso agora? Vai fazer oq lá?" Eu fiquei quieta por um momento e disse "Não é nada...eu só quero ir" Aí ele falou "Então eu vou com você." Aí eu olhei pra ele, senti uma energia boa e voltei pro corpo. Vi a gente reunidos outras vezes, eu não tinha me tocado antes, mas normalmente tenho esses breves despertar quando antes de dormir eu peço a espiritualidade pra fazer amparo, pra servir o amor, o fazer o bem. --- Mais recentemente eu despertei sentada em um banco de uma praça em uma cidade com eles, a gente tava descansando e uma moça do grupo estava se despedindo, ela tinha aparência de uma mulher trans, ela se despediu com um "tchau" da gente e eu respondi "tchau..." eu lembrei de uma coisa e me senti um pouco mal, ela percebeu e se aproximou bem na frente do meu rosto, cara a cara, e falou novamente "tchau" que soou bem consolador, e saiu andando. Eu vi ela se distanciando, atravessou a rua que estava totalmente vazia, e foi andando em direção a escuridão da madrugada. Uma pessoa do grupo falou comigo, e eu disse pra ele uma coisa e perguntei se ele não tivesse nenhum problema com isso, se ele poderia aceitar (é pessoal), e então aquele líder do grupo falou pra gente: "Essa é a sua personalidade" em um tom decisivo. E voltei pro corpo, agora com esse problema de autoestima minha mais claro para mim. Que preciso melhorar. --- Mas só vejo a gente reunidos já em uma situação de lazer, converso alguma coisa e tal, alguém da turma se despede e sai...essas coisas. Mas sem tá fazendo amparo, só nessas situações mesmo, acredito seja um grupo de amparo após o trabalho, eu sinto que somos amigos, mas quando eu desperto eu não sei quem são realmente, só que somos amigos. Acontece algo semelhante com vocês?
  14. Eu tive um sonho hoje de manhã com a mãe, que desencarnou pelo câncer, depois de lutar muito contra a doença e agora está, finalmente, curada. Era o velório do corpo dela e era a vez dos meus padrinhos de se aproximarem do corpo para dar os agradecimentos, eles estavam sentados em um banco de igreja. Mas eu me aproximei e pedi a licença deles pq eu queria ir primeiro e fui, eles estavam tristes e choraram. Cheguei no corpo dela e comecei a ouvir ela falando telepaticamente, não comigo mas sozinha, o corpo imóvel mas ela falando bem viva, ela não me percebia e talvez não percebesse ninguém ali. Ela se perguntava o que estava acontecendo, confusa, e eu peguei o corpo dela e comecei a falar que estava tudo bem, nesse momento já não ligava para o povo nos bancos, eu falei pra ela se acalmar que agora ela estava livre do corpo, mas ela não me ouvia, somente eu a ouvia, ela também não estava no corpo e nem sentia o que eu fazia com o corpo. Ela disse que estava com medo, mas então apareceu alguém para ela, espiritualmente, e ela perguntou quem era. Eu pensava que ela tinha me percebido mas era outra pessoa... Ela então falou emocionada, Papai é o senhor! E começou a chorar, eu abracei o corpo dela muito emocionada e falava com ela palavras de conforto. Eu ouvia ela falando, falou que "Eu sempre soube papai" como que dando pra entender que ela sempre soube/sentia que ele estava vivo. E agora a voz dela tinha mudado para uma voz de criança ao falar com pai dela, a voz dela quando era criança. Eu não ouvia o pai dela falando, somente a voz dela chorando emocionada e sabia que eles estavam se abraçando. Eu também chorei muito, mas de alívio pela situação dela. Então acordei, bem emocionada também. Ontem a noite eu fiz umas preces para a espiritualidade, mas não mencionei nada da mãe, eu só pedi para me mostrarem ou me levarem pra algum lugar que me ajudasse a melhorar quem eu sou, seja no amparo ou no aprendizado em algum lugar astral. Mas pedi, que se possível, deixassem eu lembrar conscientemente. Aí logo antes de eu acordar me mostraram essa cena dos "bastidores". Visualmente pode não ter acontecido como na cena, mas quanto ao que eu escutei deve ter acontecido daquele jeito. No dia que ela partiu eu também tive um sonho, mas esse foi eu livrando ela de um homem que queria machucar ela. Onde eu ceguei um olho do homem com a faca que ele empunhava e mandei ela seguir para a rua. Joguei a faca dele num mato e ele foi procurar. Provavelmente foi um sonho simbólico, mas pareceu projeção.
  15. Ah sim, esqueci de mencionar que quando eu tomei a concha do coquetel eu perguntei se poderia beber mais pra moça, que eu não senti coisa nenhuma, aí ela disse que sim e perguntei se tinha problema se eu pegasse um pedaço de fruta e ela disse que não. Aí eu peguei outra concha, mas essa com um pedacinho de morango (metade), que eu comi e senti o gostinho mesmo igual no físico (diferente de outras comidas que experimentei no astral que é a mesma coisa de comer nada, não tem textura e sabor é "vaporoso", só tem um gostinho láaa no funda mas é como se tivesse experimentado fumaça com o sabor daquele alimento rsrs). Aí depois disso que ela apareceu com a garrafa, quando bebia eu sentia o líquido entrando, e também fiquei com uma sensação de saciedade eu acho.
  16. Estava eu, uma moça e um rapaz numa sala de uma casa, na nossa frente tinha um caldeirão borbulhando o que parecia geleia de frutas vermelhas, e tinha duas cabaça cheias com a geleia dentro do caldeirão também. A moça tava ensinando a gente a preparar essa bebida, e nisso ela pediu pra gente se aproximar do caldeirão, e explicou algo e pediu pra gente passar a palma da mão sobre a cabaça cheia de geleia, elas borbulhavam muito, e quando eu coloquei a mão sobre a primeira cabaça, que era a minha, a geleia parou de borbulhar e a moça explicou que com a energia feminina ela não reagia. O homem colocou a mão sobre a cabaça com geleia dele e ela começou a borbulhar mais ainda, muito mesmo. Ficou claro que aquilo era alguma magia e estávamos manipulando energias. Pegamos as cabaças e jogamos a geleia delas numa bacia grande com o que parecia ser água, na primeira vista, mas era álcool. Estávamos preparando um coquetel de frutas vermelhas. Após misturámos o coquetel a moça pediu pra eu tomar um pouco dele, com uma pequena concha que mais parecia uma colher de pequena rsrsrs. Eu toquei e não senti muita coisa... Aí ela falou alguma coisa pra gente e mostrou uma garrafa que ela tinha acabado de encher com esse coquetel, agora com o líquido rosado, e fez eu tomar TODA a garrafa rsrsrs. Eu fiquei totalmente aérea >.< Fiquei deitada sentindo uma leveza grande no corpo, que me deixou aérea, só fiquei deitada no lugar com cara de paisagem olhando pra moça, sem entender o que estava acontecendo. E voltei pro corpo. Mas a sensação sumiu assim que voltei pro corpo. Foto cabaça: https://mundoculinaria.com/wp-content/uploads/2023/04/Culinaria-indigena-768x512.jpg Foto bebida: https://povocigano.com/coquetel-natasha-bebida-cigana/
  17. Eu decidi postar o relato que tive hoje por conta do seu relato, coincidentemente ou não com mago negro também rsrsr Eu vim pro fórum justamente pra postar esse relato e aí me deparo com você relatando sobre mago negro também 🤷🏻
  18. Hoje eu despertei durante uma projeção sem lucidez, mas somente no final...Eu estava em uma escola e depois de eu ter chegado tarde acompanhada por uma professora que me acompanhou o caminho todo até chegar a escola, eu peguei uma bolsa e coloquei no ombro e fui saindo, quando vi o pátio vi que se parecia com uma escola onde estudei no ensino fundamental. Nessa hora um homem me abordou e começou a falar comigo de uns assuntos que não lembro. Em certo momento eu já não queria conversa com ela e quando tentei sair ele começou a falar mais animado e o ambiente da escola foi mudando pra um ambiente astral pesado juntamente com a aparência do homem. Era como se minha mente tivesse conseguido romper a ilusão que aquele ser estava tentando criar, pra me manter inconsciente. Agora eu via ele com uma aparência sem nenhuma saúde, mas aquele ar maliciosa falando com animado sorrindo, a pele dele era cinza e no rosto tinha duas escaras, feridas, bem feias. Os dentes dele também pareciam podres, mas não faltava nenhum. Ele vestia um manto azulado escuro com alguns detalhes que não lembro, mas era somente ornamental mesmo. O ambiente voltou a ser como era depois, a escola, mas a aparência dele continuou a mesma. Não sentia medo nenhum dele, só queria sair dali mesmo. Então ele se despediu e o ambiente plasmado da escola mudou para o ambiente astral, mas foi algo muito rápido. Ao se despedir ele literalmente mergulhou na terra, e entrou nela. Quando ele fez isso uns 4 espíritos deformados, com o tamanho de adultos mas com aparência de bebês, todos pelados, apareceram e começaram e se arrastaram para dentro da terra, começaram a perseguir ele. Acredito que algum guia espiritual estava comigo, pq nessa hora tive uma clarividência viajora e minha visão distanciou, via eles por clarividência se arrastando dentro da terra, como uma visão de raio X. O mago negro escorregou pro funda da terra muito rapidamente enquanto os bebês deformados se agarravam com as mãos e iam como numa "escalada invertida" atrás dele, muito rapidamente também. Eu percebi por intuição quando o mago negro fez alguma coisa pra barrar aqueles seres e eles voltaram a atenção para mim, senti que eles não eram muito racionais, só perceberam o mago negro primeiro, mas logo o alvo deles mudou para o meu lado. Era um ambiente estranho, cavernoso, e eu saltei pro teto e também entrei na terra, fui voando pra cima atravessando a terra numa velocidade muito muito grande, estava em fuga realmente, minha visão estava ainda com aquele raio x então n estava cega (vendo tudo escuro). Eu sabia que o mago negro tinha feito alguma coisa pra barrar aqueles espíritos e tentei também, intuitivamente. Plasmei um grande túnel, atravessei esse túnel e plasmei com a força da vontade e pensamento um tampão metálico vermelho com algum símbolo nele, e então vedei a boca do túnel com ele, fiz tudo com a mente. Depois disso eu me toquei que o essa foi a mesma técnica que o mago negro tinha utilizado. E então voltei pro corpo.
  19. Pode ser que houve algum onirismo da sua parte e interpretou errado o termo, você ter pensado nesse termo por associação de ideias como: Os magos negros do plano físico, continuam os trabalhos quando dormem e se vão pro plano estral. E você interpretou magos negros do sonhos por causa disso. Isso é verdade, as pessoas tanto as que trabalham com a luz como as que trabalham com as trevas continuam praticando aquilo durante o sono do corpo físico, umas podem lembrar uma vez ou outras enquanto outras não lembram. No físico você pode não aprender muita coisa, mas em astral o conhecimento real é revelado e ensinado, dos processos magísticos/iniciáticos ou energéticos, uns lembram outros só vão lembrar quando desencarnarem. As vezes você estando projetada realiza algo por intuição e pensa que aprendeu naquela hora, mas na verdade já lhe foi ensinado antes em astral mas fisicamente você não tinha acesso aquela informação, mas naquele momento passou a ter. As vezes você não sente nada mesmo, mas também não sente nenhuma sensação boa ou da luz naquele ser, simplesmente é algo neutro pq ela neutraliza as intenções. Se não te faz sentir bem, não desperta nenhuma sensação ou energia boa em você, então você não deve nunca confiar naquele ser. Mas se você prestar atenção consegue perceber ainda que aquele espírito não é do bem, mas você precisa tá ligada nisso se não eles te enganam.
  20. É uma boa ideia se faz você se sentir melhor assim. É já ir se acostumando, mas do lado de lá todo mundo se adapta uma hora, tipo casais uma hora a idade chega e deixam essas coisas pra lá, uma hora não vamos ter também essa libido do corpo físico, proporcionada pelos hormônios, e a gente se adapta. Se a pessoa não tiver algum problema psicológico com o sexo e pornografia, obviamente. Acho desnecessário, o melhor é trabalhar cada um individualmente. O que você pode fazer é trabalhar o chacra básico e sexual para manter eles equilibrados, com técnicas de pranayamas e yoga, ou substitui o yoga por outra. Quando o corpo todo tiver bem purificado energeticamente, quando você tiver praticando ou em estado propício vai sentir essa energia subir e passar pela coluna como um líquido quente, veja que você não forçou nada, aconteceu naturalmente. A energia sexual ou kundaline é uma energia de vida, é impulsora, é como um motor que dar energia. Esse energia é isso, a diferença pra uma pessoa que despertou ela é que vai ter mais ânimo e energia pra dar e vender, vai conseguir fazer as coisas pq dificilmente vai ter baixa energética. É aquela pessoa que não para quieta rsrsrs. Isso é kundaline, energia impulsora. Como é uma energia de vida, ela vai transformar algumas coisas no seu corpo físico também, como melhorando o desempenho cerebral e saúde também, pq ela sobe purificando tudo, desobstruindo canais energéticos congestionados. Aí se corpo energético passa a ter bem mais energia que uma pessoa normal, é só isso, não tem mistério. Ah sim, e um mentor uma vez ou outra pode mexer nessa energia pra ela subir e abrir o coronário de uma vez só, proporcionando samadhis, expansões da consciência temporários.
  21. É possível mesmo, ontem eu tava com um fogo viu rsrsrs devo ter atraído a bichinha >.< Aí descobriu que sou projetora XD, mas tô bem tranquila hoje, então ela deve ter metido o pé rsrs
  22. Eu despertei em astral consciente, estava em um ambiente escuro mas parecia a minha casa, ou outra casa. Eu senti uma energia muito estranha, viva no ambiente, e então um espírito se agarrou nas minhas costas, eu agarrei o pé dela e puxei pra minha frente, não sentia nenhum sentimento ruim, nem medo, somente o desconforto energético. Peguei ela de frente e era uma mulher pelada, pele e osso, pele toda pálida meio cinza, parecia um zumbi. Mas ela estava com raiva, eu coloquei ela contra o chão, me abaixando. Não tive nenhuma dificuldade em conter ela, pois me mantive bem concentrada e emocionalmente estável, não me deixando entrar na vibe da moça. Eu então não sabia o que fazer, então como ando bem religiosa esses dias por causa do desencarne da minha mãe eu fiz o sinal da cruz nela, duas vezes tentando abençoar ela, mas ela pensou que eu estava tentando exorcizar ela e começou a rir. Eu parei pq vi que ela não aceitaria nenhuma ajuda, eu então sai andando carregando ela, bem calma, ela era como se eu estivesse carregando uma sacola, eu estava totalmente estável, mas tive que andar pq quando ela riu comecei a sentir uma certa raiva dela, e pensei por um momento em me teletransportar com ela para aquele punitório do relato passado, mas imediatamente eu vi o quão horrível foi esse pensamento e falei em voz alta que não, nunca faria uma coisa dessas. Aí voltei pro corpo. Acordei bem, não senti que ela roubou minha energia em nenhum momento, a não ser quando ela se agarrou nas minhas costas e senti o desconforto.
  23. A energia sexual é uma energia do corpo físico. E como nós não somos o corpo físico, mas sim estamos fazendo uso do corpo físico (Uma diferença gigante), o que importa é se ela tá atrapalhando ou não sua caminhada. Uns corpos tem mais libido que outros, para uns não é necessário nenhum esforço para manter a libido baixa, ela é já vem assim de fábrica rsrsrs. Agora para alguns que acham que a libido está lhe tirando dos trilhos, essa pessoa pode realizar práticas espirituais, como o tantra yoga, meditação, práticas respiratórias, entre outras e ver qual prática melhor se adequa ao Biotipo dela. Além desse objetivo de baixar a libido, a pessoa pode procurar experiências de estados alterados de consciência e de êxtase energéticos pelo corpo (que é limpeza e desbloqueio energético). Dito isso, eu realmente acho que uma libido mais baixa faça uma pessoa ter menos carência ou nenhuma, comprovada por mim pelo menos. Se a gente pensar que o sexo é somente instinto de reprodução, não deveríamos ter tanta busca por relacionamentos para preencher essa lacuna, uma vez que do lado de lá a coisa é diferente, é comunhão espiritual, puro amor e carinho, é outra energia e essa sim é de cunho espiritual sutil que é da nossa natureza real. Claro que levando em consideração que você não achou uma pessoa e que está com essa energia sexual atoa. Uma vez com uma pessoa na nossa vida, a movimentação dessa energia é alterada para se adaptar a situação que se vive, já que bem manipulada é de grande purificação e desbloqueio energético, dessa forma sendo benéfica aos dois. Mas essa característica não é exclusiva da energia sexual, pode-se levar uma vida com dietas, práticas, jejuns, cultivo de bons pensamentos entre outros, manipulação energética, etc, para se ter pureza energética e desbloqueios. Então uma pessoa solteira consegue levar a vida com suas energias igualmente boas mesmo mantendo uma libido baixa. Também não tem problema nenhum vez ou outra querer ter a sensação da estimulação erógena física e do orgasmo, mas levando isso com leveza sem nenhum tabu. Mas precisa está bem consigo mesmo, levando uma vida de solteiro(a), sem carências. Relaxa e goz*, continue vivendo uma vida que te deixa leve. Uma hora não teremos mais a libido do corpo físico.
×
×
  • Create New...