Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Zenari

B-Membros
  • Posts

    6
  • Joined

  • Last visited

Zenari's Achievements

Newbie

Newbie (1/14)

0

Reputation

  1. Oi, André, Não fazemos esse acompanhamento. O paciente vem quantas vezes forem necessárias para tratamento e o mentor espiritual do trabalho faz a avaliação dando alta quando o tratamento está terminado. Mas não fazemos um acompanhamento posterior. Apenas recomendamos aos pacientes que achem necessário passar pela triagem para avaliarem se necessitam de novo tratamento apométrico. Vários pacientes nossos tiveram melhoras significativas, inclusive físicas. Estamos aperfeiçoando nosso trabalho. Com certeza um acompanhamento posterior criaria um indicador estatístico que demonstrariam a efetividade do trabalho realizado. Você também trabalha com apometria?
  2. Obrigado pela resposta, André. Nós usamos os MOF(micro organizadores florais), mas não temos uma sistemática para apurar os resultados pois durante o tratamento apométrico várias técnicas energéticas são utilizadas nos pacientes e nas entidades, de modo que é difícil saber os resultados em separado de cada uma. Sabemos que o conjunto tem efeitos muito positivos, mas isoladamente nunca aferimos. Eu venho estudando o trabalho do Godinho e tenho muita curiosidade para saber como outras abordagens interpretam o mesmo fenômeno. abraço Ari
  3. Oi, pessoal, Tenho duas dúvida, gostaria de saber a opinião dos participantes do grupo. 1. Participo de um grupo de apometria e lá vigora a idéia do desdobramento como ferramenta do trabalho, a qual ocorre em estado de vigília e é provocada em pacientes ou médiuns de trabalho sob o comando verbal e magnético de um operador. O que vcs pensam a respeito? 2. Um pesquisador da apometria chamado J. S. Godinho desenvolveu a teoria que as personalidades desenvolvidas em vidas passadas muitas vezes continuam atuando apesar da construção de uma nova personalidade nessa vida. Essas personalidades podem adquirir uma certa autonomia e influenciar a personalidade presente, configurando os chamados casos de auto obsessão. Também existem os casos de na vida presente ao passar por situações traumáticas gerar desdobramentos da personalidade atual gerando as chamadas Subpersonalidades - vejam mais informações no site http://www.holuseditora.com.br/artigos.html. Bem, gostaria de saber dos colegas o que acham a respeito, em especial o que percebem disso quando estão projetados, ou se existe algum tipo de informação sobre esse tema desenvolvido pelos pesquisadores da projeção da consciência. Obrigado.
  4. Obrigado pela acolhida, Erivelto.
  5. Eu agradeço sua gentileza, Pati.
  6. Olá, pessoal, Meu nome é Aristóteles, mas meus amigos me chamam de Ari. Sou estudante de apometria, com a qual venho trabalhando há uns dois anos em um centro. Também sou reikiano. Tenho um grande interesse por aumentar meus conhecimentos sobre processos energéticos e conscienciais. Acho que sempre tive curiosidade pelo tema da viagem astral mas desde a semana passada alguma coisa me mobilizou a me envolver mais com o assunto. Daí, acabei encontrando o site e tive uma grata surpresa ao ver que belo trabalho vem sendo realizado pelo Saulo e sua equipe, criando e disponibilizando um material tão bacana gratuitamente. Algo raro de se encontrar. Por isso deixo aqui expressa minha gratidão e respeito a toda essa dedicada equipe. Baixei os 03 cursos e estou escutando avidamente. Indiquei para outros colegas do meu centro, inclusive, no dia em que toquei no assunto, um dos colegas (que é bastante dedicado aos estudos e práticas energéticas) me falou que praticamente no mesmo dia (último final de semana) também havia começado a se interessar pelo tema, solicitando auxílio a espiritualidade para conseguir as condições de se projetar. No dia desse apelo ele conseguir se projetar em seu quarto, mas não conseguiu seguir adiante. O que achei mais interessante foi a sintonia de interesses, eu nem imaginava que estaria envolvido com isso agora, muito menos esse amigo do trabalho. Na primeira noite em que comecei a escutar os áudios, fiz uma prece pedindo auxílio aos mentores para o meu desenvolvimento no trabalho projetivo. Sonhei (não me projetei) que ia numa casinha numa comunidade carente. Lembro que lá quem me recebia era uma pessoa toda machucada, enfaixada nos pés e cabeça. Depois eu encontrava duas pessoas que pareciam ser os responsáveis pelo lugar, eles falavam de mim detalhes da minha personalidade e ao final eu pedia para trabalhar com eles. Eles não me davam a resposta, ficavam reticentes. O curioso é que eu ficava pensando comigo, como eu posso estar pedindo para trabalhar com eles se já estou cheio de compromissos e obrigações, como vou encaixar mais uma coisa, mas a vontade que eu sentia e nem entendia direito era de trabalhar com eles. Isso foi muito curioso. Desculpem essa longa apresentação, praticamente um desabafo. Se houver algum colega de apometria, convido para a troca de idéias sobre o assunto. Saúdo a todos e gostaria de aprender com vcs. grande abraço paz e bem! Ari
×
×
  • Create New...