Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

sandrofabres

Administrators
  • Posts

    8,831
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1,503

Everything posted by sandrofabres

  1. Talvez nao seja medo, muita gente relata que o chackra cardíaco acelera forte, dando a impressão de ser o coração. Eu nunca senti isso, não sei se por falta de sensibilidade ou porque nunca tive medo mesmo, mas parece ser um sintoma bem comum. Creio que se você olhar para esse detalhe como sendo apneas uma atividade energética necessária, não emocional, pode evitar CRIAR MEDO COMO RESPOSTA ao aceleramento. É como a questão da vertigem, se você sabe que é um sintoma comum do desacoplamento, você enxerga de uma maneira, mas se não sabe o que é, pode surgir o medo mesmo, porque "vertigem=risco de queda" , é instintivo.
  2. É o que a Toquinha falou, só adicionando uns detalhes: Nesses casos de paralisia, a pessoa qu parece estar perto é geralmente seu proprio corpo astral. A parte da consciencia que permanece no corpo detecta uma presença ali como sendo externa, e provavelmente sua consciência no astral detectava uma presença tambem logo ao lado, por isso uma hora algo era percebido a esquerda ,e depois a direita, ja que deviam estar lado a lado. As vezes voce "acorda" e sente uma presença vir na sua direção e pular sobre você, com todo direito ao tranco.... e sentindo logo em seguida o "banho energético", que denuncia que foi seu próprio corpo astral que retornou e se fundiu com você, mas num caso assim você geralmente não tem memória da experiência. Teria que tentar lembrar, mas é difícl nesses casos. O Robert Bruce recomenda usar gatilhos de memória , tipo: "quando eu saí do corpo eu...."-- "antes de eu voltar ao corpo eu....." "eu falei com....."
  3. Da uma olhada nesta discussão e vê se ela te ajuda a definir: viewtopic.php?f=2&t=14046 viewtopic.php?f=2&t=14024&p=77811&hilit=sonho+lucido#p77811
  4. Tem bastante coisa aqui. Sou novo no fórum, também vou dar uma olhada: viewtopic.php?f=25&t=11093
  5. Ah sim, e te mais um detalhe: a gente sente o EV MUITO MAIS FORTE apenas quando está já para se projetar, (ou quando o faz já fora do corpo, durante a projeção mesmo). Em situação de 100% estado de vigília o mais forte que consegui sentir foram os calafrios mesmo, não sei se dá para sentir mais que isso. Então, no meu entender, se sente ele fraquinho, não se frustre, pode ser que ele não esteja fraco, pode ser é que você não esteja alterado o suficiente para percebê-lo em toda a intensidade.
  6. Claro!Assim a gente vai indo... Eu particularmente venho de uma tradição que usa a imaginação para tudo, creio que até a palavra SENTIR sempre me soou estranha, e meu amigos médiuns ficavam meio que encandalizados que eu não SENTISSE NADA ( o que também me dava a vantagem de não passar mal com nada que lhes fazia mal, energeticamente falando) , apesar de FAZER as mesmas coisas que eles. Mas é que quando você treina a imaginação, treina mais para INTERFERIR,CRIAR MUDANÇAS, e quando treina a sensação treina mais para SENTIR INTERFERENCIAS,SENTIR MUDANÇAS, digamos assim. Então, por exemplo, eles me pediam para eu fazer certas tarefas no nosso grupo de desobsessão, e eu fazia usando apenas a imaginação. Mas para saber se o trabalho estava completo ou se precisava fazer mais algum detalhe, eu dependia deles me dizerem, porque eles podiam ver o que eu estava fazendo e sentir as alterações, mas eu não. Por essas coisas tem gente que acredita que SÓ IMAGINAR NÃO FUNCIONA, TEM QUE SENTIR. Funciona igual, mas é só metade da equação. Se você treinar o EV usando apenas a imaginação pode ser capaz de produzir mas não ser capaz de sentir, PORQUE NÃO TREINOU PARA SENTIR. Mas se treinar já desde o início fazendo não um movimento imaginativo mas um movimento de sensação ( o tal escaneamento a que me refiro)pode já de cara começar a avaliar seu progresso, ou por exemplo, detectar que uma membro astral não estáse soltando e acelerar o EV só ali, porque percebe que ali ele não está na mesma vibração que o outro. Se você apenas usa a imaginação sem desenvolver a sensibilidade pode não conseguir diagnosticar o problema. Então, atenção, são coisas diferentes...
  7. Daniel, naquele seu topico ENEGIZAR=IMAGINAR postaram um link para um video mostrando. Mas de repente você está vendo a imagem e não está sebendo como aquilo é feito. Vamos fazer uma brincadeira imaginativa: Você está sentado num banco de praça e um mendigo senta ao seu lado, daqueles bem mulambentos. Você olha para ele e vê piolhoas caminhando na cabeça dele, e o cara é cabeludo, tipo rastafari.... O cara puxa papo, mas está bebado, fala umas bobagens e se abraça em você, jogando suas madeixas por sobre as suas roupas e SUA cabeça. Logo ele sai andando e você fica pensando: -Putz...se 10% daquela piolhada caiu na minha cabeça vai me dar problemas, será que caiu algum? Então, como ainda está na praça e nao pode ir para casa checar, você começa, discretamente, a prestar a atenção minuciosa no seu couro cabeludo, para ver se sente algo se mexendo por ali, e mesmo que nenhum infeliz piolho tenha caído na sua cabeça, é provável que você sinta algo se movimentando na superficie do seu cranio, até porque voce nunca prestou atenção nisso, e a necessidade repentina de localizar algo ali te faz perceber novas sensações naquela área. Você passar a escanear a superfcíe de seu crânio com sau consciência, para identificar ALGO. Bom, nesse lance do EV é o mesmo, o que você vê no vídeo ilustrado como uma zona de luz que sobe e desce é a parte do corpo que está sendo escaneada pela atenção minuciosa, " em busca de piolhos", então você imagina uma faixa de luz descendo e subindo pelo corpo, como se estivesse deitado numa maquina de xerox, MAS PRESTA ATENÇÃO nas sensações, ao nível da pele e músculos,como se estivesse procurando por algo que está em algum lugar do seu corpo mas que você não sabe aonde. Mas ao invez de procurar caoticamente, como no exemplo dos piolhos, faz isso de forma organizada, como uma faixa de luz, ou faixa de conciência,que sobe e desce. E depois de pegar o jeito faznedo isso devagar algumas vezes, você vai acelerando, cada vez mais e mais e mais rápido. Mesmo que você não sinta nada no inìcio ainda assim estará estimulando o EV. Depois de algum treino você começa a sentir uns arrepios bem físicos subindo e descendo de acordo com a sua vontade, igual a calafrios ( é o mesmo que acontece quando o cara tem febre, mas a diferença é que o movimento dos calafrios obedece a sua mente). Mas nesse ponto você ainda está estimulando o EV, quando ele "pega" mesmo ele se alastra por tudo,é mais rápido do que você pode controlar, (mas você pode reacelerar caso ele perca um pouco da força),deixando de ser uma faixa para ser como se fossem milhares de pequenos pontos vibrando individualmente (imagine jogar um punhado de pedrinhas pequenas na água, cada uma delas gera um conjunto de ondas circulares, você termina tendo uma turbilhão generalizado de pequenas ondas.
  8. Naruto, não estou entendo seu raciocínio: porque você està afirmando que ACORDOU POR ESTAR DE BARRIGA PARA BAIXO? Por que lhe pareceu que essa foi a causa? Por exemplo, ja me ocorreu de eu ter saído do corpo e notar que o corpo estava tendo dificuldades respiratórias. Mesmo projetado e jà fora da casa, eu percebia que não teria nem sequer 1 minuto antes de o corpo acordar, poderia ouvir a respiração obstruìda...entao nem fui muito adiante, esperei o corpo me chamar de volta, mudei de posição para aliviar aquela obstrução, e saí de novo. Nesse caso eu soube que o que me acordou foi um problema respiratatório que eu detectei ENQUANTO estava ocorrendo, mas na maioria das vezes a gente é interrompido sem causa aparente. O que te levou a supor que foi por estar deitado de bruços? O Robert Bruce afirma que ele tem uma tendência a ter sonhos lúcidos caso deite DE LADO, sobre o lado direito se não em engano. É uma caracteristica dele, e talvez cada um de nós tenha alguma particularidade nesse sentido. Convém que você explore outras posições. Em geral você deveria procurar uma situação em que seu sono seja leve, pois isso em geral ajuda a lembrança dos sonhos. Se você usa uma posição de "apagamento total", deveria ser, em tese, mais dificil. É por isso que a posição de decúbito dorsal é a preferida pelos projetores, porque ninguém geralmente consegue dormir profundamente nessa posição, logo, facilitaria o estado de manter a mente alerta para detectar o momento da saída. Mas tem o problema da apnéia, que é muito mais comum de acontecer nessa posição do que em outras, gerando muito mais risco de interromper experiencia.
  9. Olha, a primeira vez que fui aplicar ume "tecnica padrao" de projecao la estava eu em decubito dorsal, apenas tinha completado um relxamento formal e comecado e me concentrar na respiracao e me senti inclinar repentinamente a 45graus, com a cabeca para baixo, claro, porque sacanagem pouca e bobagem..... Entao pensei: "Que estranho... eu pensei ter colocado uma almofada sob os joelhos, mas pelo jeito coloquei uma cadeira em cima da cama e puz as pernas em cima dela....porque diabos eu fiz isso?" Levei uns segundos tentando lembrar porque eu teria colocado uma cadeira sobre o colchao...entao conclui que seria absurdo demais fazer isso, deveria ser o corpo astral que tinha se deslocado abruptamente. Entao procurei localizar a sensacao da almofada sob os joelhos, encontrei, e entao sentia minhas pernas fisicas na horizontal, mas ao mesmo tempo eu sentia meu corpo a 45 graus com as pernas a mais de 1m do colchao. Se voce bota atencao no fisico voce nao nota a parte projetada, e se bota a atencao na parte projetada nao sente o fisico, so sente os dois ao mesmo tempo se estiver consciente dessa pegadinha. A sensacao e tao realista que a gente pensa que e tudo no fisico mesmo, e ai se apavora quando, por exemplo, cai repentinamente em direcao ao vazio ou e arremessado em alguma direcao esquisita, ou aparece um par de maos e te pega pelos pes e puxa para fora da cama, as vezes te sacudindo como um tapete, para soltar a cabeca, eheheheh. Claro que no seu caso pode ter sido apenas no fisico, mas fique atenta porque e dificil ter certeza.
  10. NAO CHEQUEI O LINK CITADO, MAS SE OS NOMES SE REFEREM AS MESMAS TECNICAS QUE SAO APRESENTADAS NO PROJECIOLOGIA,ALGUMAS DAS QUE JA USEI ESTAO LISTADAS ACIMA
  11. Qualquer tecnica imaginativa faz o servico, mas como algumas pessoas acreditam ter dificuldade com imaginacao, o pessoal da mais enfase ao termo "sentir".Entao, por exemplo, pode tentar imaginar uma bola vermelha entrando e saindo de cada chakra rapidamente,como se fosse uma bola de plastico entrando e saindo de uma piscina, mas atravesse de ponta a ponta, de um pouco a frente do corpo ate um pouco alem das costas, ate que ele comece a esquentar ou formigar, ou no maximo por 10 minutos em cada chackra, o que ocorrer primeiro. Qualquer artificio que mantenha sua atencao focada no chakra dirige a energia para ele, mas alguns artificios vao te parecer mais convincentes que outros, e por isso serao mais eficientes PARA VOCE. E' que EV nao e sinonimo de tecnica projetiva. A gente sai sem usar o EV tambem, SE TIVER CONCENTRACAO SUFICIENTE NA TECNICA PROJETIVA, ou podemos instalar um EV e a gente nao sair. O EV e uma condicao energetica que FAVORECE a projecao, mas ainda precisa usar uma tecnica projetiva para se afastar do corpo.Para usar o EV COMO TECNICA PROJETIVA tem que acelerar bastante o EV, ai sim, supondo que consiga acelerar o suficiente enquanto tentar se manter no corpo, quando "soltar" voce 'e literalmente ejetado. Mas no caso de a aceleracao nao ser suficiente, voce pode aplicar uma tecnica projetiva logo de cara, quando o EV apenas deu sinal que esta formigando. Pode acontecer,no entanto, de voce notar problemas de visao, em geral resultados de falta de energia, e a'i se nao consegir solucionar pedindo MAIS CLAREZA, e so' voltar ao corpo e acelerar bastante o EV, que entao sai de novo com mais nitidez.
  12. E que PARECEM existir varios tipos de "projecao", e uma mesma projecao pode misturar esses tipos. Quando voce simplesmente percebe, no meio de um sonho, que esta sonhando, e isso seria a definicao de sonho lucido, ovce esta: a) no meio de um ambiente imaginario, com personagens criados pela sua mente, podendo fazer o que quiser? voce esta num ambiente astral, com personagens astrais reais e autonomos? c) num ambiente fisico, no qual varios projetores inconscientes se reuniram para repetir seus habitos diarios (como ir ao supermercado) e voce desepertou no meio da experiencia, com um grau variavel de lucidez, podendo ou nao fazer o que quer? Nas situacoes em que eu despertei e toda a ac,ao parou e os personagens pareciam sonambulos, com os quais eu nao conseguia mais me comunicar e passavam a andar sem rumo pelo ambiente, eu deduzi que se tratava do caso A, supondo que o centro gerador da fantasia "deu pau" quando eu despertei dentro do sonho, mas poderia ser o caso C, porque ao despertar eu poderia estar funcionando em outra velocidade de conciencia, e por isso os outros me pareciam sonambulos...mas esses casos aconteceram ha mais de 20 anos e na epoca eu nao sabia como fazer para sair dali, tinha que ficar esperando acordar, entoa nao pude aprofundar nessa hipotese Nas situacoes em que despertei e a acao continuava normalmente, mas as pessoas eram do cotidiano, eu tentava alertar as pessoas ao meu redor que estavamos em astral, flutuava, atravessava paredes (logo supunha que nao se tratava de sonho lucido apenas)em conseguir sair dali e me dirigir a algum alvo planejado.Nesses casos supus ser o caso C. E ha os casos em que voce esta em astral, os outros tambem, todos sabem que estao em astral, todo mundo age "astralmente", flutuando, atravessando paredes, projetando energias, como se tudo isso fosse natural como nadar de bibicleta, podendo fazer perguntas e obter respostas. Esse para mim e o caso B. mas e como eu classifico julgando pelas minhas experiencias, nao sei se mais alguem tem algum sistema que possa julgar isso. O problema e que e muiot facil cair de qualquer dessas situacoes para um sonho, perdendo a lucidez. Entao uma istuacao que pode comecar como lucida pode sofrer interferecnia da mente sonhadora, em alguns momentos esporadicos, ou a partir de um certo momento ate o final,e jogar tudo a perder, e quando a gente volta fica uma mistura de coisas nitidas e logicas com outras meio suspeitas. Quanto a ler, e uma dificuldade comum em espereicnais astrais. Voce consegue saber o que diz se olhar muito rapidamente, assim meio que fingindo que nao esta muiot interessado....mas se resolver prestar atencao para pegar EXATAMENTE O QUE ESTA ESCRITO, as letras vao LITERALMENTE trocar de posicao ate tudo ficar irreconhecivel. De uma olhada rapida e pegue a idea geral. por exemplo, ao olhar um preco voce pode identificar 1,90 e poucos....mas se quiser ter certeza absoluta, ao olhar para o 1 ele vai trocar de posicao com o 9, e ao ir atras do nove ele vai trocar com o zero, e ao tentar saber onde diabos esta a virgula ela vai mudar, podendo virar um acento ou mais um 1.... Quem me perdoem os Fisicos e Quimicos de plantao, mas para mim isso e a aplicacao pratica do "principio da Incerteza de Heisenberg" Traduzindo em miudos: quando voce observa um objeto do mundo material voce pode determinar sua posicao e velocidade usando um equipamento, que vai emitir ondas, um radar por exemplo, que vao ate o objeto e voltam ao radar sem afetar o objeto. Mas quando voce tenta fazer isso ao nivel dos eletrons, ao enviar uma "onda detectora", voce afeta o eletron, mudando sua posicao e velocidade, porque ele "se alimenta de energia" e ao enviar a "onda detectora" , digamos assim, voce enviou energia. O astral parece ser sujeito a esse tipo de interferencia, quando a gente interage com ele, a gente o afeta em algum grau, e quando mais insistir em checar exatamente, mais energia voce coloca no que esta observando, e mais ele muda de forma. O astral era conhecido como Eter refletor, e e LUNAR por definicao, ou seja, ele nunca fornecera informacoes exatas, sempre refletira uma parte das interferencias do mente do observador.
  13. Se olhou para os preços e eles mudavam a toda hora acho que estava mais para projeção do que para sonho lucido.... Sobre projeçao de bruços, há outro tópico aqui: viewtopic.php?f=2&t=13987
  14. O que a pessoa precisa é aceitar a possibilidade de que nossa consciência pode obter informações ou mesmo se manifestar sem obrigatoriamente utilizar o corpo físico como ferramenta. Essa ligação entre projeção astral e espiritualidade é mais comum nas culturas influenciadas pelo espiritualismo. Se você comparar os relatos de experiências de projetores brasileiros com as de projetores estrangeiros verá que aqui o pessoal tende a estabelecer uma estreita relação entre projeção e inteligências desencarnadas, trabalhando em conjunto em prol de algum trabalho de “assistência” espiritual. Eu mesmo acho essa abordagem mais rica de possibilidades e dá um sentido maior para a projeção astral. Mas ao ver as obras de projetores estrangeiros você nota a ausência ou raridade dessa visão, alguns mesmo chegam a alegar que nunca foram ajudados por nenhuma inteligência desencarnada e consideram os relatos de outros projetores que alegam isso como ilusão da mente...e mesmo pensando assim eles se projetam. Tem autores mesmo que consideram que isso sequer demonstra a existência de um espírito. Para eles a consciência é algo produzido pelo cérebro, porém pode atuar além dos limites do corpo, porque a consciência individual teria a habilidade inata de estar em contato com uma consciência universal, que permeia todas as coisas. Nesse tipo de visão, uma projeção seria apenas uma mudança de foco: a consciência deixaria de focar no corpo físico e focaria em outra posição na matriz consciencial universal, obtendo informações de outros lugares ou épocas, sem limites. A sensação de estar em um “corpo astral” seria apenas uma ilusão da mente, devido ao apego a sua forma corporal e o cordão de prata apenas uma criação mental para satisfazer a necessidade de sentir-se ligado ao corpo ( tanto que muitos projetores jamais detectam o cordão de prata), e no caso de o projetor supostamente encontrar outras consciências, essas seriam apenas resultado de sua expectativa nesse sentido, ilusões, pois a projeção precisa de um certo nível de transe, e no transe hipnótico a mente é altamente sugestionável. Note que a metodologia prática da projeção até contribui para esse ponto de vista, pois com o relaxamento vamos perdendo a sensação corporal, e com a busca de um estado mental mais estático, através da concentração estamos, de certa forma, desligando a fixação da nossa consciência ao objeto físico de referência (corpo+ mente individual) para podermos no conectar com outro ponto de referência (algo mental, outros planos ou outro momento no tempo). Para esses autores, obviamente materialistas, quando o cérebro morre a consciência também morreria, logo, a projeção astral apenas demonstraria uma das possibilidades consciência cerebral, mas não garante nem a existência do espírito nem a sobrevivência da consciência após a morte do cérebro. Então veja: até um materialista pode acreditar e praticar a projeção... Apesar de admitir que essa abordagem tem lá sua lógica, me parece apenas desculpa de quem insiste em negar a existência do espírito, e faz qualquer malabarismo interpretativo para justificar sua posição, apenas para não dar o braço a torcer. Parece uma atitude crítica num primeiro momento, mas no fundo acho que é gerada pelo medo arraigado de espíritos, ou medo de serem considerados ingênuos por acreditarem em “superstiçoes espirituais” Mas se acreditando nisso eles também conseguem se projetar, que bom para eles. A vantagem talvez, dessa abordagem, é que você pode vir a testar mais profundamente suas experiências, procurar mais confirmações, ao invés de entrar de cabeça em qualquer interpretação doutrinária sobre esta ou aquela experiência projetiva.
  15. Nao creio que afete, o corpo nao e bobo nem louco, temos piloto automatico para tudo.Lembro de ter lido algo sofre estados alterados de consciencia em situacoes de estresse e acho que vi relatos de gente correndo uma maratona e ao olhar para o lado se viu correndo, ou o cara se projeta poucos segundos antes de um acidente automobolistico, mas o corpo segue dirigindo, que nao e bobo nem nada, ou a mae se vendo projetada enquanto esta de fato fazendo forca para a crianca sair....em situacoes de estresse a gente "se dissocia", ate quem nao se projeta usa essa palavra, para suportar o esforco ou a dor.E provavel que essa palavra seja exata, ou seja, haja de fato algum grau de projecao. No seu caso, que pode ter alguma propensao a experimentar algo mais do que o previsto, seria interessante dar uma lida no livro A TEMPESTUOSA BUSCA DO SER, de Stanislav & cristina Grof, mais especificamente nos prologos dos autores. Esse livro tem em pdf na internet.
  16. Eu tambem apenas apos dormir um pouco, mesmo que seja a tarde 9 nosfins de semana ou feriados). Em geral apenas tento perceber como estou quando acordo. Se sinto o EV acelero e saio flutuando ou levanto do corpo, como quem levanta da cama. Outras vezes apenas uso o EV para saber se estou pronto, pois acordado eu faco a mobilizacao das energias e nao sinto quase nada, entao quando acordo apos um cochilo e faco e sinto forte ja sei que estou no ponto, nem continuo o EV, apenas me levanto devagar e ja descolo do corpo. Mas o mais comum para mim e acordar e perceber que estou enxergando tudo no quarto, mesmo considerando que tudo esta escuro e eu ainda durmo de venda nos olhos (depois de interromper 3 projecoes no mesmo dia por ter aberto os olhos do fisico, nao dormir mais sem isso). Entao sei que estou ali ja projetado um pouco, e apenas me jogo da cama torcendo que eu de fato esteja projetado...(obviamente antes de fazer isso eu checo se a sensacao de estar com a venda no rosto pode ser detectada ao mesmo tempo em que enxergo tudo, porque se nao ela poderia ter caido durante a noite e eu me esborrachar no chao....ehehehe Quando mesmo assim nao tenho certeza ou ainda nao cheguei no ponto de ver atraves da venda, me imagino em pe em outro lugar do quarto tentando ver algum objeto em detalhes, um titulo de livro na estante por exemplo, a partir daquela posicao. Entao meu corpo astral comeca a ser puxado lentamente do corpo, como se por um ima e levado em direcao aquela posicao em que deveria estar, e eu me vejo entao ja projetado e olhando o objeto real. Da para sentir direitinho o corpo astral sair deitado e ser verticalizado devagarinho ate assumir a posicao imaginada em frente ao objeto. Mas nada disso funciona sempre, cada dia e um dia diferente, e bom a gente conhecer varias tecnicas diferentes para usar a que melhor funcione na hora. As vezes chego a testar 5 diferentes uma atras da outra, porque quando a gente acorda naquele estado intermediario, o que nao funcionar em 5 segundos nao vai mais funcionar e a gente corre o risco de cair num sonho logo a seguir. Mesmo as que ja deram certos varias e varias vezes falham sem raao aparente, e tenho que usar outra. Quanto mais ferramentas na caixa, melhor.
  17. E que uma coisa, eu acho, e a gente falar do EV depois que ele "pegou no tranco", outra e quando a gente ainda esta "dando manivela nele". Quando ele pegou mesmo tudo vibra,os bracos e perna comecam a flutuar e depois o resto todo sai flutuando para longe do corpo, mas quando voce sente numa parte ou outra ele ainda esta se alastrando, ai voce aumenta a intensidade da vibracao pela vontade, ou faz a circulacao das energias rapidamente e ele se alastra por tudo, ou se umas partes comecam a se mexer, flutuar, e outras nao, voce pode fazer o EV so nas partes que estao ainda trancadas, e elas se soltam.
  18. O problema de quando uma pessoa esta treinado uma habilidade basica de projecao durante algum curso que usa essa mesma habilidade basica para outra coisa, e que geralmente quem esta te ensinando as coisas vai considerar que voce esta se "desviando", nao esta fazendo "direito", ou pior: vai achar que esta fazendo algo perigoso. E melhor voce se informar ao maximo sobre a projecao antes que algum instrutor desinformado lhe faca crer que ha algum perigo, pois se voce estiver treinando relaxamento, ou concentracao, ou meditacao, ou transe, voce esta construindo habilidades que te levarao a projecao mais cedo ou mais tarde, e se nao estiver esperando por isso vai se assustar. Lembro que h'a uns 13 anos atras, quando comecei um treino em meditacao cabalistica, antes mesmo de meditar, enquanto ainda estava nas exercicios ennergeticos prepararios, eu me sentia sair do corpo e ficar em pe a cerca de 2m de distancia. Por sorte eu ja tinha tido algumas projecoes antes, entao pude detectar o que estava ocorrendo. Eu nao via nada, mas sentia minha posicao corporal e no espaco e de repente pensava: "Que diabos estou fazendo aqui em pe neste lugar da sala? Eu nao estava sentado me preparando para comecar a meditar?" entao eu prestava atencao no corpo, demorava aguns segundos e sentia a cadeira sob meu corpo, o corpo sentado normalmente, tudo certo.....e pensava, "Ih, acho que foi apenas ilusao".....comecava e me cocntrar e pimba, la estava eu de novo em pe a 2m de distancia e nada da sensacao da caderia sob o corpo. So que isso acontecia todos os dias! Perguntei para minha supervisora se aqueles exercicios energeticos produziam projecao e ela so respondeu que nao era algo a ser procurado, mas se acontecia naturalmente, tudo bem. Ela parecia nao saber,assim como eu tambem nao, que meditacao cabalistica e um trabalho de projecao mental. Entao o astral sai para alguma posicao proxima e depois o mental sai...e devia ser por isso que eu sentia o astral sair ainda ANTES de eu comecar a meditacao propriamente dita, porque quando comecava mesmo nao sentia mais nada, era so eu, o vazio e as ideias a serem analisadas.
  19. A fronteira entre sonho lucido e projecao astral e meio confusa. Tanto que ha cientistas que ja demonstraram que a projecao astral ocorre fora da fase REM, enquanto outros demonstraram que ocorre na fase REM. Creio que se trata de experiencias diferentes exatamente por isso. Pelo que sei, ninguem tem muita certeza dessa distincao, mas analisando pelas minhas experiencias ( EU SO TIVE SONHOS LUCIDOS QUANDO CRIANCA) quando se trata de um sonho a gente tem o controle do que ocorre, podemso afetar o ambiente a nossa volta da forma que quisermos. E se voce acordar, por exemplo, pode em outro momento do dia ou mesmo em outros dia, retornar ao ponto do sonho exatamente no ponto em que parou. Ja na projecao o ambiente astral nao esta TAO sujeito a sua influencia (quer dizer, para baixo todo santo ajuda ne? Voce pode estar conversando com gente que nada mais e do que sua propria projecao mental, mas tente produzir uma e depois ainda falar com ela para ver se consegue.) Outra distincao que alguns autores fazem e que num sonho lucido todas as leis da fisica estao valendo (pois um sonho, por definicao, tende a reproduzir este nosso ambiente aqui). Entao tudo e mais realista, e se voce morder o dedo, ele sangra. Atravessar paredes ja nao e uma possibilidade, como na projecao. No seu caso, pela facilidade de ir ate a lua, voltar e econtrar tudo exatamente como era, ME PARECE que seja sonho lucido.Em geral a projecao e mais complicada, pelo menso quando se esta na parte fisica (em geral nao se voa, se flutua desajeitadamente, ir do ponto A ao ponto B pode funcionar, mas voltar ao ponto A em seguida ja e mais complicado, porque em geral a gente muda de faixa muot rapido, saindo da parte fisica e entrando na parte astral propriamente dita. Se alguem puder lhe dar certeza nessa classificacao, parabens para ele, eu nao posso. Um jeitinho para diferenciar isso, e que ja testei bastante e funciona bem, e' dado pelo Robert Bruce: -Projecao na parte fisica: voce olha para suas maos e seus dedos derretem rapidamente,como se voce colocasse velas sob o jato de um lanca-chamas. Fica so a palma, mas se continuar olhando as palmas se vao tambem. - Projecao no astral: isso ate acontece, mas demora muito mais (tem que olhar por mais tempo), derrete apenas um pouco, nao atinge todos os dedos, e mais raro. - Sonho Lucido: nunca acontece O unico jeito que vejo de diagnosticar isso e o proprio projetor estar consciente o suficiente para testar isso na hora, de minuto em minuto, ou toda vez que perceber alguma alteracao estranha no ambiente circundante.
  20. PARECE que se trata de alucinacao mesmo. Se fossem coisas que estivessem ali em astral esperando voce sair ( no caso de alguem acreditar de que se trata de consciencias na sua volta)elas ainda estariam ali quando voce sai, e isso, comigo pelo menos, raramente aconteceu. Ja vi e ouvi de tudo enquanto ainda estou tentando me projetar, o que envolve ouvir programas de radio (inclusive com o chiado)com locutores conhecidos num horario impossivel, escutar a Tv ligada com a Fatima Bernardes falando sobre um resgate de um peixe-boi encalhado em algum lugar, (confesso que dessa vez levantei e ligue a Tv para saber se eu estava captando ondas de tv em tempo real), demolicao dentro do quarto em plena marugada (britaderia, serra de ferro, talhaderia, tudo ao mesmo tempo), alem, e claro de pessoas conhecidas, vozes estranhas criancas,etc..a lista e infindavel e nunca se repete. Quando estou consciente o suficiente para perceber que se trata de algo absurdo , sei que estou pronto para deixar o corpo, levanto devagarinho em astral e pronto, tudo aquilo simplesmente nao estava la (ou estava em outra faixa), a casa esta vazia. Eventualmente alguem de fato estava la, mas nunca foi mais de uma pessoa apenas, e em geral ela esta ocupada com seu propriao mundo mental, nem percebe a gente. Outras vezes e de fato algum que quer falar com a gente, nesse caso ele nao desaparece quando a gente sai do corpo. Mas 99% e ilusoa ou esta em outra faixa.
  21. Relaxando completamente o "reflexo projetivo" ira se instalar mais cedo ou mais tarde. Se voce esta concentrada percebera isso como "projecao", se digavar e pegar no sono vai dizer que "dormiu" ou "sonhou".( a menos que esteja tao focada em OUTRO OBJETIVO que nao perceba. E' comum as pessoas se projetarem durante a meditacao, mas como nao estao prestando atencao nisso, passa despercebido) A vertigem costuma ser um indicativo de projecao, pois a vertigem nada mais e que seu centro de consciencia se percebendo em uma posicao diferente da esperada, e tem gente que relata sair girando do corpo... Quanto ao calor no peito, desconheco esse sintoma.(bom, mas tem gente que relata sentir o coracao acelerar pouco antes da projecao, embora na verdade e o chakra do coracao que acelera, nao o orgao. Pode ser que voce tenha percebido essa estimulacao do chakra cardiaco como CALOR)
  22. Podem existir detalhes técnicos isso que eu ignore, logo, não vou meter a minha mão no fogo por essa questão, mas acho que ela pode ser solucionada organizando um pouco o raciocínio. Vamos por etapas: TODO MUNDO DE PROJETA QUANDO DORME, APENAS NÃO TEM CONSCIÊNCIA DISSO. Acho que todo mundo concorda com esse ponto. Mesmo que o indivíduo não saia a passear por aí, vai ficar projetado poucos centímetros acima do corpo, preso nas fantasias mentais. Sendo assim, nós nos projetamos em TODAS AS POSIÇÕES EM QUE CONSEGUIMOS DORMIR. O problema, portanto, não é se projetar, que é um processo automático, MAS MANTER A CONSCIÊNCIA DESPERTA DURANTE A PROJEÇÃO. Trata-se portanto de um problema de CONSCIÊNCIA, não de corpo, logo, posições corporais não deveriam ter nenhum efeito EXCLUDENTE sobre isso, ou seja, nenhuma posição IMPEDE o cara de se projetar, nem mesmo em pé ( já vi gente dormir em pé segurando uma porta de geladeira aberta). Mas podem DIFICULTAR... -SE NUMA POSIÇÃO O SUJEITO RELAXA DEMAIS, isso dificulta, porque ele apaga muito rapidamente. -SE NOUTRA POSIÇÃO ELE NÃO CONSEGUE RELAXAR, essa também dificulta, pois sem relaxamento as coisas ficam mais difíceis. ................................ Agora, SOBRE CHAKRAS: Eles não são físicos, logo, alegar que eles são afetados por objetos físicos me parece uma extrapolação. No corpo físico temos órgãos e nervos, no etérico temos chackras e nadis. Em geral coisas que afetam uma estrutura afetarão a outra, por ressonância, mas enquanto dormir com a cabeça mais ou menos elevada ( ou usando um “sutil auto-estrangulamento”, como fazem os tibetanos na sua yoga do sono) pode afetar o fluxo sanguíneo no cérebro, e portanto afetar a quantidade de sangue/energia nos chackras superiores e isso PODENDO, EM TESE, produzir um efeito detectável na QUALIDADE da projeção ou NA MEMÓRIA DELA, isso é muito diferente de dizer que um objeto físico (roupas, cobertas, colchão, no caso de deitar de bruços) “bloqueia” seu chakras. Até porque, TEMOS CHACKRAS POR TODO O CORPO. Se isso fosse verdade não existiria posição em que vários chakras não estivessem sendo “bloqueados”. Mesmo se considerarmos apenas os 7 chackras “principais”, todo mundo sabe que eles tem uma parte na frente do corpo e outra parte nas costas. Logo, se DEITAR DE BRUÇOS BLOQUEASSE OU CRIASSE ALGUM PROBLEMA NA PARTE DA FRENTE DOA CHACKRAS, DEITAR EM DECÚBITO DORSAL BLOQUEARIA OU CRIARIA O MESMO PROBLEMA NA PARTE DE TRÁS DESSES MESMOS CHAKRAS. Isso não é o mesmo que dizer que os chackras nada tem a ver com a QUALIDADE da projeção, estou apenas afirmando que não me aprece razoável acreditar que eles sejam afetados por objetos tridimensionais. Creio que coisas que não emitem energia não afetam os chackras, que são estruturas energéticas. Aliás, se alguém aqui dorme sob um lençol elétrico ligado ( ) e se projeta, gostaria de conhecer a opinião dele sobre se isso (uma malha metálica ligada a corrente elétrica) produz algum efeito na projeção. Por'em, vale lembrar que os Chakras são algo meio fronteiriço entre as dimensõe e pode ser que alguém sensível o suficiente para perceber as alterações de seus chackras nas mais diferentes situações possa detectar efeitos e interferências que uma pessoa com menos sensibilidade nessa área não detecte, mas não podemos deixar de levar em conta essa diferença de sensibilidade: Uma pessoa com uma audição mais sensível e para quem um único mosquito voando no quarto produz barulho suficiente para não deixa-lo dormir (meu caso), não pode sair por aí afirmando que o ruído de um mosquito é algo suficiente para afetar a qualidade do sono das pessoas. Em geral, quem pergunta se uma posição ou outra afeta a projeção é alguém que está iniciando, logo, é bem provável que mesmo que algumas posições corporais tenham supostamente algum efeito, ele provavelmente será muito sutil para alguém que está iniciando perceber, portanto, creio que se pode sim afirmar que para PARA TODOS OS EFEITOS PRÁTICOS, NãO AFETA. Agora, quando o sujeito já tem uma percepção energética mais aprimorada, pode começar a investigar mais a fundo e descobrir um milhão de coisas que ELE TALVEZ DE FATO PERCEBA AFETAR, mas que outros, menos sensíveis, podem CONSIDERAR MISITIFCAçãO, MULETAS, OU COMO QUERIAM CHAMAR. Então surgem listas de alimentos projetivos, luzes coloridas no quarto, tipos de tecidos nas roupas, fases da lua, praticas energéticas diárias ou antecedendo a projeção, jejuns, vegetarianismo, mantrans, mudras, incensos especificos, etc. E claro que muita gente que alega isso pode estar fantasiando, mas nao se pode descartar que eles podem de fato ter percebido influencias que um sujeito menos sensivel nao perceba. O que me parece que encerra a questao, para fins praticos e: -se voce nao percebe diferenca, nao te afeta. E tem um monte de gente que se projeta e nao percebe nenhuma diferenca na projecao como resultado das posicoes corporais, ate porque a gente sai do corpo como quer, usando EV, ou apenas levantando da cama, usando alvo mental, rolando de lado, saindo pela cabeca como quem sai de um macacao, pelos pes, afundando no colchao ( para quem dorme de brucos), caindo da cama, e claro, o terror de quem ainda nao se projetou: ....sendo puxado peos pes, pelos bracos, sendo sacudido por uma ponta ate a outra descolar do fisico,ehehehe Tem de tudo, posicao e o que menos afeta. Mas sempre convem manter olhos e ouvidos abertos para o caso de alguem alegar que "peixe seco com geleia de morango e mostarda antes de se deitar e' batata!" Va' que ajude... eheheheheh
  23. Para mim e apenas o choque, como aquele que sentimos quando tocamos a torneiro de um chuveiro mal instalado, intensidade media e constante , mas em todo o corpo.
  24. A mina de livros antigos ou raros e aqui: www.estantevirtual.com.br/q/projeciologia-waldo
  25. Concordo com o que o colega disse antes: na verdade o mediunismo sempre foi uma tradicao feminina, e por isso mesmo desprestigiada por seculos, enquanto a magia, uma tradicao masculina, isso falando historicamente.As antigas religioes, em geral de caracteritica lunar, tinham como sacerdotes em geral ( ou apenas, nao sei dizer) as mulheres, enquanto nas religioes solares os sacerdotes eram em geral, homens (seria por isso que o cristianismo, uma religiao solar, sempre excluiu as mulheres do ramo sacerdotal?) No passado as culturas dependiam dos oraculos, que via de regra eram mulheres, criadas meio que reclusas, para servir exclusivamente a essa funcao, mas quem registrou o nome real da Pitonisa de Delfos, o mais famoso oraculo da antiguidade? Sempre existiram as curandeiras, tidas como bruxas, e que a igreja de origem judaico-crista sempre viu com desconfianca e atribuia seus poderes a pactos demoniacos. Ou seja, o sacerdote, homem, e' o intermediario entre Deus e a humanidade, mas se for mulher, e' coisa do diabo....e um padrao de misoginia facil de indentificar. Isso criou duas tradicoes diferentes, em que os homens tentavam controlar e dominar as outras inteligencias atraves da magia, enquanto as mulheres serviam como intermediarias, mediuns.... Devem existir estudo antropologicos explicando isso melhor, com os devidos exemplos. Talvez seja ate uma questao do tipo de corpo fisico usado, pois por simoblogia o homem e' ativo, positivo, solar (luz propria)uma forca,fogo,origem da acao, logo, comanda (magia), ja a mulher, POR SIMBOLOGIA, e passiva, negativa,lunar (luz refletida), agua, d'a origem a forma, um receptaculo (medium). O Eliphas Levy,muito conhecido no campo da magia, mas tambem um dos primeiros feministas da historia, dizia que as mulheres eram melhores mediuns devido a possuirem um temperamento "histerico"... .................................. - o comportamento rotulado histerico estava ligado as mocas que rotineiramente gritavam e desmaivam durante sessoes de "mesmerismo" ainda no seculo XVIII (crises supostamente orginadas pela energia sexual reprimida que era liberada pelo tratamento do Mesmer),gerando "curas" dos problemas delas, que pareciam ser "estagnacao energetica - ....................... .... mas ressaltava que eram histericas (lembre que isso foi escrito na metade do seculo XIX!) devido a forma com que eram criadas e educadas, onde nao se lhes dava uma profissao ou educacao, e sua vida se limitava a esperar por um casamento e apos ele, ficar em casa, confinada. Obviamente com a mudanca cultural, tudo isso caiu por terra.A Blavastsky por exemplo nada tinha de mocinha recatada ou histerica, e muito menos a Dion Fortune, a Moina Mathers e provavelmente nem a Eusapia Palladino... Entao na segunda metade do seculo XIX surge a onda do espiritualismo, e sao as mulheres as principais mediuns, embora alguns homens tenham se destacado. Com toda a divulgacao do espiritualimso logo os homens comecam tambem a dominar o campinho, ou a destacar mais seus expoentes masculinos. Quem nao ouviu falar de Daniel Dunglas Hume (o ou Home?). E ai sabe como e: numa sociedade machista, sao os homens que contam as estorias, destacam os homens como realizadores dos feitos. Se voce olhar a historia, em quaquer area do conhecimento, trata-se da HISTORIA DOS HOMENS, BRANCOS, EUROPEUS, mas nessa area creio term sido excecoes, enquanto as mulheres sempre foram a regra. E prestando atencao em certos mediuns famosos aqui do Brasil pelo menos, ha sempre algo meio "hibrido" neles. Pode haver algo na disposicao bioenergetica do corpo feminino que facilite isso. Podem existir incorrecoes historicas no que escrevi acima, ou generalizacoes excessivas, mas creio que lhe serve como guia geral de alguns pontos, para que voce saiba mais ou menso o que procurar caso resolva pesquisar melhor esse assunto.
×
×
  • Create New...