Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

sandrofabres

Administrators
  • Posts

    8,831
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1,503

Everything posted by sandrofabres

  1. Dá uma lida aqui, talvez se encaixe no seu caso; https://www.viagemastral.com/forum/topic/22156-por-favor-preciso-de-ajuda-tudo-parando-de-funcionar/?do=findComment&comment=105912
  2. Só clarividente poderia ver isso. Na projecao nao vemos nada disso, vemos como se fosse o corpo fisico. Não tem aura ,chackras, nada ( obviamente estamos vendo assim por condicionamento né? Provavelmemte um clarividente que enxergue.aura, chackras, ao se projetar verá isso até melhor, porque o condicionamento dele no físico já permite isso. Ou seja: a " Verdade" sempre será filtrada pelos condicionamemtos da nossa mente.
  3. Bom, já que o pessoal que mexe mais com isso não comenta, comento eu mesmo. Eu não tenho muita prática com essas técnicas porque essa abordagem de focar na manipulação como chave para a projeção é algo bem especifico de uma linha de praticantes aqui do Brasil, que vem da " escola" do Waldo Vieira. Não é, nem de longe, "A MANEIRA" de se projetar, é só "A MANEIRA QUE ELES ACHAM MELHOR" Mesmo assim já pratiquei algumas dessas coisas durante um tempo para ver se ajudava. A técnica completa 3 durante um mês, e essa nova do Saulo só umas poucas vezes para ver o efeito. Em geral essa tipo de técnica gera um " apagamento" muito rápido mesmo, porque ficar mexendo nas energias já vai gerando alguma soltura e as partes naturalmente mais soltas do corpo astral, como pernas e braços, podem já se soltar rápido, entao o perigo de uma sonolência fulmimante( que é fruto de um desacoplamento mesmo) está sempre lá. Tem que treinar para não apagar. Aliás, treino de projeção É ISSO: Treinar a consciencia para não apagar quando o corpo astral sair ( o que acontecerá todas as noites naturalmente, quer você esteja buscando por isso ou não) , seja por saída i duzida por técnica, seja ppr saída fruto do asormecimento natural do corpo. As técnicas de manipulação energética são apenas algo auxiliar, um trabalho prévio, para gerar mais soltura energética caso a pessoa acredite que precisa disso, mas o Saulo bota tudo junto numa só técnica, por via das duvidas. É bom,.fica o pacote pronto, mas ppde gerar a compreensao ERRADA que treino energético gera projeção lúcida NÃO GERA. O que gera projeção lúcida é conseguir NÃO APAGAR quando o corpo astral sai. Então as pessoas ficam fazendo toda essa preparação energética e a seguir apagam, e acham que a técncia não funcionou. Mas se a pessoa não conseguir evitar de apagar quando o corpo astral sai, toda técnica que funcione vai parecer um fracasso. Quer você deite e não faça nada, quer você deite com intencão de aplicar uma técnica para se projetar, a projeção sempre vai acontecer, mas se você apagar não vai notá-la. E aí pode: A- despertar já fora, logo após a saída B- despertar durante um " sonho", em plena atividade C- não despertar lá fora,.ficar sonhando em corpo astral Ao acordar, pode: 1- lembrar que apagou aqui mas despertou l, nos casos 1 ou 2. Ok, tá valendo. Essas técnicas energéticas ajudam nisso também, além da soltura. 2- ter acontecido o caso A, B, ou C mas ao voltar ao corpo perder toda a memória do que aconteceu. A técnica gerou soltura, ajudou no despertar posterior, mas... não perder a memória do que fez fora do corpo é O SEGUNDO ELEMENTO DA EQUACAO, O PRIMEIRO SENDO " NÃO APAGAR" 3- Lembrar perfeitamente dos sonhos ( caso C) mas saber que não despertou nada de lucidez. NESSE CASO a técnica não ajudou. AINDA...Siga praticando. Mas notem: 1- nao apagar 2- recordar do que fez enquanto o corpo dormia São os elementos ESSENCIAIS para a projecao. Técnicas energéticas são o elemento SECUNDÁRIO, de SUPORTE. Mas é um elemento que contribui para o item 2 mais do que para o 1. O elemento 1 precisa ser " atacado" de várias formas, seja treinando manter-se concentrado em qualquer coisa por algum tempo, tentando evitar o apagamento, seja dormindo e descansando bem ANTES de tentar a técnica. Seja tomando muito café antes da tentativa, eheh. Pode parecer que nao, mas ajuda. Uma vez me descuidei do horário e tomei muito café+coca cola+chimarrao, tudo em grande quantidade após as 20:30h, e acabeo passei a noite toda sem apagar. Toda vez que o " mardito corpo astral" saia eu estava mentalmente acordado e ia junto . Mas eu só queria dormir e apagar aquele dia, porque foi puxado, que foi a razao porque me atrasei para tomar essas coisas, eheh. Mas é meio perigoso eu diria, porque chocado com o resultado eu fui calcular e percebi que ingeri 1200-1400mg de cafeína em 4horas. Me deu até uma sensacao fisica muito ruim durante toda a noite, parecia um tipo de ressaca. Não estou dizendo para fazerem isso, eu mesmo nunca mais repeti isso porque fisicamente não é bom, mas é só para mostrar que qualquer coisa que mantenha sua mente desperta enquanto seu corpo dorme te fará perceber QUANDO o corpo astral sai, porque ele sempre sairá, o corpo fisico só pode se recuperar jogando ele para fora, nao tem jeito. E sem treinar para nao apagar, nao importa a técnica usada, a pessoa vai achar que foi a técnica que falhou. Projecão é treino DE CONSCIÊNCIA, não de energias. Treino de energias é QiGong. Eu CREIO que sim. Por ter pouxa prática com elas não posso batee o martelo, mas o que eu percebi é que o efeito de alguma técncia energética vai perdurar por algumas HORAS. Entao quando eu fazia a técncia completa 3, ou apenas ia dormir fazendo a OLVE, (ou seja, ficava fazendo, apagava, qua do acordava de novo seguia fazendo, apagava, e assim eu ia...) eu era ACORDADO pelo EV lá pelas 2 da madrugada ( sendo que deitei as 22h para iniciar à pratica,.fiz por 1h e depois fui dormir OU... fiquei nesse da OLVE até engrenar) Mas já teve um membro aqui do gva que me falou que muitas vezes nao tinha tempo de fazer à noite, entao fazia à tarde, e sempre nos dias que fazia, à noite ele tinha uma projecao. Então PARECE que sim, dá para fazer mais cedo para garantir que nao apague e consiga completar a técnica. PARECE... mas estou te vendendo o peixe como me venderam. Absorção e exteriorizacao sao duas técncias separadas e em tese deveriam ser treinadas em momentos diferentes. Seria melhor primeiro você exteriorizar, afinango que expele energias densas da sua aura durante um tempo( uns 2-5min) Exteriorização serve para exteriorizar energia COM INTENCAO. Ou seja, se não definir QUE TIPO de energia vai exteriorizar, vai apenas perder energia e a vampirada vai vir comê-la. Pode exteriorizar emergias "densas", enerfias "ruins" para você, energias "ruins" para qualquer um, para afastar quem você não quer perto, energias de calma, ou de amor, ou de cura. Absorver é o oposto, envolver absrover tbém com intenção definida. Sem isso você pode absorver energias densas ou ruins do lugar, das pessoas. Lembre que cada lugar tem diversas faixas de frequencia, entao você escolhe o que quer absorver. Isso é definido pela intenção clara. Sem isso a pessoa vai cair no erro de achar que não pode absorver aqui ou ali porque " há muitas energias tóxicas aqui na minha cidade, na minha rua , no meu bairro". Vira um "puritano de energias", o que ignora o efeito a intencao na manipulação energética, seja de emissão seja de absorcão. Lembre-se daquelas pessoas que só comem comida-lixo e nada leha faz mal, enquanto aqueles que só comem aliemneto orgânico, seguindo várias restrições, de não pode isso, nao pode aquilo, acabam passanso mal com alimentos inocuos mas que "não fazem bem para eles". Claro, porque a intenção deles está focada nas "toxinas", nos " conservantes", nos "agrotóxicos", nos " hormônios", entao eles SE ABREM PARA SE PERMITIREM serem afetados por isso. A intencionalidade não é tudo, mas jamais pode ser descartada porque você estará abdicando de uma ferramenta que afeta o resultado. E na questão das energias ela é a ferramenta principal. Então o melhor é praticar essas duas funções, exteriorizar e absorver, em fases separadas: durante alguns minutos exteriorize o denso para se limpar do lixo que possa ter aderido em você ou que possa ter gerado durante o dia, e só depois absorva e se nutra de energias de fontes mais leves, elevadas, antes de fazer suas práticas. Nada impede que faça essas práticas energéticas até mesmo em pé.Elas não são técnica projetiva, sao apenas trabalho preparatorio. Só precisa deitar e relaxar bem quando for tentar a projeçao propriamente dita. O apego à uma posição especifica serve apenas para o objetivos didáticos, em qualquer posicao as mesmas coisas poderão ser feitas, inclusive na de bruços, que por algum problema que só Freud explica o pessoal teme tanto, eheheh. A aura tem a forma de um ovo, uma pessoa que ache que deitar de bruços vai bloquear os chackras ou dificultar exteriorizacao não está lembrando que os chackras nao ficam na frente do corpo , ficam dentro, junto à coluna, apenas emitem emanacoes para fora, para frente e para tras. Então quem deita de barriga para cima está " bloqueando" a parte de trás do chackra e quem deita de bruços está bloquendo a parte da frente? Então quem acredita nessas coisas deveria recomendar que só se deve praticar deitados de lado. E a exteriorizacao é emanacao áurica, vai sair por todos os lados, tanto faz deitar em qualquer posicao porque vai sair por por todos os lados, como algo radioativo, ou você vai, por condicionamento, emanar na direcao que seu corpo estiver livre: se está com as costas livres vai exteriorizar por ali.
  4. E não foi um caso isolado. ... Uma hipótese que se tem sobre isso é com relação ao lastro etérico ser necessário para que você permaneça na faixa mais proxima possívrl do fisico para obter comprovação. Isso faz com que tenha maos sentido deixar o alvo dentro da zona do cordao de prata. Uma pessoa que teve teste bem sucedido com isso foi o Aardema: https://a.co/d/6TzLoX1 Ele pediu para a namorada colocar pregos em pé, cravados na madeira dentro de uma caixa fechada ao lado da cama, de modo que ele pudesse só estender o braço astral, enfiar a mao atraves da caixa e apalpando saber quantos pregos tinha lá. Pensando nisso eu coloquei uma caixa de papelao a 1m da cama, e pelas frestas da tampa enfiei lá dentro uma carta de tarô sem olhar qual era. Logo que saí do corpo apenas dei um passo, enfiei a mao na caixa e peguei o que tinha lá. Não tinha nenhuma cartr de taro, nenhuma carta de baralho, bem ao menos um pedaço de cartao em branco imitando a carta. O que tinha era um monte de papel rasgado, como se algurm tivesse rasgado todas as páginas de um HQ colorido, feito com aquele papel jornal, e deixado os pedaços la dentro da caixa. E eu ali puxando aqueles frsgmentos de HQ aos montes e nada da carta! Desconfio seriamente de algum espirito sacana que se diverte com esses meus testes, só pode! Kkķk
  5. Não, eu nunca descobri isso, nem o colega que viu isso tambem, nem o pessoal lá do forum do Robert Bruce. A impressão que temos ( nós que ficamos fazendo esses testes) é que " tem alguém de sacanagem" com a gente. Porque nao estamos sozinhos no ESPAÇO da nossa casa né? Eu raramente vi alguém em casa quando saí do corpo. Mas mesmo assim essa faixa é só uma das que tem ali. Talvez em outras existam outeos moradores. E digo isso porque essas coisas variam mesmo. Se voce sobe um pouco de faixa, voce pode ficar invisivel para quem estava te vendo, e voces dois estavam em astral, na mesma faixa, ambos vendo o quarto, mas um de voces pode sumir da visao do outro sem que isso faça o ambiente todo mudar. Entao ao que parece há muitos subníveis mesmo dentro de um nível que se defina por permitir ver seu quarto. É por isso que em geral quando nos projetamos tem algum amparasor junto, te seguindo a uns 3metros de distancia ou menos. Mas.voce nao energa eles, somemte se conseguir elevar um pouco sua frequencia. E em situacaoes de risco eles brotam no nada, parece até que "cairam" ali de repente. Entao eu nao duvido que alguem passs por ali e sacaneie seu experimento só para rir do seu espanto mesmo, eheheh. E da tolice disso tudo né? Porque para nós aqui esses testes sao importantes, mas para eles deve parecer meio ridiculo memso. É comp se você tivesse que provar para sua mãe que você existe, eheh. Ela pode pdecisar disso se estiv e duvidando da própria sanidade, mas para você isso sempre parecerá algo tolo né? Lembre-se o contexto: quabdo saí.os do corpo sem lucidez, nos nossos " sonhos" convivemos com essas mesmas companhias todas as noites e sabemos quem sao. Quando saímos com lucidez nao sabemos quem sao, nao lembramos do que foi conversado em outros encontros, tudo para nos parece novo. Mas não é nada novo! Tínhamos uma vida astral 100% do tempo antes de encarnar. Continuamos mantendo contato com a nosssa turma após encarnar, ao sairmos do corpo, mas lembramos deles como personagens dos sonhos. Aí quando aprendemos a nos projetar, nao sabemos mais os nomes deles. Até sabemos que os conhecemos de algum lugar sim, mas nao lembramos de onde, nem nome , nem nada. Eles devem achar que quando estamos lucidos somos similares a alguém com problemas mentais, eheheh .Daí que esses testes que nos parecem tao importantes, para eles provavelmnete nao sao. As vezes nem para nós quando saímos, porque às vezes muda a perspectiva ao deixar o corpo e aquilo só volta a parecer importante após o reencaixe.
  6. Uma vez, numa aula prática do IIPC, pediram para a gente tentar ver, com a mente, qual era o objeto que tinham separado lá fora da sala e colocado sobre uma mesa. Acertar acertar....ninguŕm acertou. Porém eu e outro, de 30, vimos um recipiente com água. Meu colega viu um copo grande com água, eu vi uma taça enorme, como aquelas taças gigantes que se usa como porta bala, mas cheia de agua. Acho que caberia 5L naquela taça. Mas era apenas um extintor de incêndio. Grande. De água, nao de gas carbónico nem de pó. Isso é comum quando tentamos descobrir algo com a mente, ela pode pegar a idéia mas nao a forma. Ou pega a forma mas nao entendemos do que se trata. Nos testes que fiz com um colega ele via uma lataria colorida, encurvada, achou que fosse o capô de um carro esporte, mas era a lateral denuma pilha alcalina. Ele viu muito dd perto de modo que nao tinha nocao do tamanho. Num outro teste em que botei o obejeto na minha estante, em frente aos livros,o que ele percebeu foi o desenho da lombada do livro, e nao entendeu o que seria, nem que era uma lombada, so percebeu as linhas do desenho. Em outro teste ele escolheu uma cuia dd chimarrao( cabaça) , e eu vi o que parecia ser um mamão verde. Tecnicamente tudo isso são falhas, mas note que há algum grau de percepção do objeto, o problema sempre é a exatidão. Considerando que se o resultado fosse aleatório poderia ser qualquer coisa ( poderia ver um carro, uma caneta, um cotonete.. quando ele escolheu a cuia. Ele poderia ter visto um rolo de esparadrapo, um parafuso, um grão de feijao.... quando eu escolhi a pilha alcalina, etc)
  7. Está lá no meu tópico sobre comprovacao. https://www.viagemastral.com/forum/topic/16071-comprovação-da-projeção-astral/?do=findComment&comment=67363 Eu descrevi o que tem no vídeo para quem nao entender, porque peguei isso de um docimentario em DVD sem legendas, e adicionei como anexo logo abaixo a publicacao da ASPR descrevendo em detalhes. Era um símbolo que só poderia ser visto seno observasor se colocasse diretamente em frente ao orifício de observacao. Fizeram isso para resolver a questao comum que se levanta: é a sua mente ( algo abstrato, nao localizado num ponto) que descobre o que tem ali, ou é algo que sai do seu corpo e se localiza lá, diretamente num ponto do espaço, e observa? Quando voce tenta descobrir algo com a mente a visao do alvo ppde vir de qualquer angulo, de cima, de lado, de tao perto que voce nem consegue discernir o que seja. Ou vem uma intuicao do que seja, ou algo simbolico. É tudo meio caotico. Por isso criaram esse sistema em que o símbolo só seria observado completo se o observador estivesse localizado numa posicao exata.
  8. https://www.viagemastral.com/intermediario/
  9. Sim, é o que diz ali. No básico sao 13. Depois tem o intermediário e o avançado.
  10. Eu nao estou recebendo emails avisando que postaram algo aqui. Alguém deste topico está recebendo?
  11. Veja, a questão é que não tendo equipamento para isso, fica tecnicamemte impossivel afirmar que não é X. É similar ao caso da projecao: a gente se sente saindo do corpo mas... é só uma sensacao enganadora do cérebro, ou de fato um corpo sutil sai do corpo físico? Só daria para saber se você tivesse presente na sala um observador externo, um clarividente ou algum equipamento pretensamente capaz de detectar seu corpo astral. No meu caso como convivi mais de um ano com um clarividente eu pude saber , por exemplo, que toda vez que você se sente " meio fora, meio aéreo, com uma leve vertigem por exemplo, similar ao efeito de meio copo d evingo, por exemplo. mesmo estando acordado, é porque seu corpo astral está fora ( indo de levemente desencaixado até totalmente fora, ou atravessado, perpendicular ao corpo fisico. ) Mas eu só sei disso porque tivesse ese privilégio de correlacionar diversos graus de sintomas com o que um observador externo enxergava, caso contrário eu podeira achar que era algo do cérebro ou até uma inflamacao no ouvido, percebem? Eu concordo totalmente que nao é porque algo parece muito real, que isso seja real. Desde sensacoes até cenários. Já estive andando por um cenário durante um projecao que eu tinha certeza absoluta que era sonho lucido, tudo mental, ficiticio, e nao um ambiente astral real. Só que nao tem como diferenciar listando caracteristicas, é algo que você "apenas sabe" que aquilo não é real. Infelizmente não há uma linha divisória clara, que possa ser ensinada a outros, é como olhar o céu, cheirar o ar, e saber que "vai chover hoje", mesmo quando o céu esta ensolarado, e nao tem nuvens de chuva no céu.
  12. A visão materialista é cega, ela nao sabe o que está rolando ali, ela só diz que não é e pronto, acredita quem quer. Para afirmar que não se trata de possessão a ciência teria que: 1- admitir como comprovada a existencia do espirito. 2- admitir que há várias classes de espiritos, uma delas sendo classificada de demônio ( note que o espiritismo aceita espiritos mas nao demônios) 3- ser capaz de identificar quando a crise é gerada pela ação de um ou de outro agente espiritual, ou de nenhum. 4- constatando que a crise nao foi fruto da ação de um agente invisivel, aí sim ela teria eliminado a possibilidade daquela crise epilética de um paciente especíifico ser fruto apenas de uma questão cerebral. Como a ciência não tem conhecimento teórico nem instrumental para testar os pontos 1, 2 e 3, ela chuta o 4 e as pessoas aceitam sem questionar, que é o que eu falo sobre os céticos engolirem sem mastigar tudo que parece cientifico, sem perceberem que esses pressupostos materialistas nem ao menos foram provadas, porque não tem como provar os pontos 1, 2 e 3. É mera crendice na ciência mesmo. Deixo aqui a sugestao de video: https://www.viagemastral.com/forum/topic/17226-láercio-fonseca/?do=findComment&comment=75009
  13. Mas em 4 anos você nao conhece seu apartamento o suficiente para andar nele de olhos fechados? Para mentalmemte poder recriar na visualizacao onde fica cada porta, cada móvel? Cada janela? Para que nao passe mais por nenhuma parte de el e pense " Nossa! Nunca reparei nesta parte!!"? Se fosse fazer uma caminhada imaginaria, de olhos fechados, pelo seu ap, a sua criacao mental nao seria mais perfeita, com menos diferencas, do que aquilo que percebe quando se projeta? Se até sua mente consciente, que é supostamente nossa parte mais tolinha, consegue recriar na imaginacao uma cÓpia mais perfeita do que a que vemos quando nos projetamos, isso não te faz desconfiar que essas diferencas entre o seu ap astral e o fisoco sejam fruto de algum outro fator?
  14. Mas seu ceticismo atual está dentro do que eu pelo menos acho normal e saudável. É o ceticismo de quem está praticando e investigando e questionando os resultados. Quem mete a mao na massa tem "usocapião" para questionar. Quando me refiro aos céticos nos meus posts me refiro a quem nem pratica nada e já tem lá suas opinioes e justificativas para tudo de forma seletiva: extremamente crédulo com tudo que venha do maisntream cientifico, mas cético com toda pesquisa sobre algo que fuja do paradigma materialista. O que falta a esses céticos a meu ver é aplicar seu ceticismo no mesmo grau também ao que aprendem da ciência. Se fizessem isso veriam que não sobraria nada, e teriam que repensar sua postura. Porque o grau de de ceticismo que usam contra as pesquisas de espiritualidade, atribuindo toda confirmacao a algum erro ou à fraude deliberada, é totalmente insano. Todo aprendizado cientifico recebido na educação formal não passa de mera repeticao passiva do que uns disseram para os outros década apos década. Só quem é pesquisador mesmo, que trabalha com isso, que tem um laboratório e equipamentos a seu dispor é que de fato exerce seu ceticismo TAMBÉM com a ciência. E falo isso porque eu trabalho num ambiente desses. E lá ninguém sai confiando numa "publicacao cientifica revisada por pares" sem antes testar por si mesmo no laboratorio, em pequena escala para não termos grandes perdas, porque estamos habituados com os erros das publicações cientificas. Já o resto da sociedade apenas engole sem mastigar tudo que ouviram falar da ciência porque não há como testar nada. Entao a relacao da sociedade com a ciência é um ato de fé, assim como com a religião. E a maioria dos céticos que se pronunciam contra essas coisas da espirolitualidade fazem parte desse setor da sociedade que pratica esse ato de fé em favor da ciência. Portanto eles tem uma atiude bem contraditória e 100% enviesada. Mas para quem está testando o ceticismo é o que ajuda a separar as ilusoes do que é real, AINDA MAIS neste assunto que estamos tratando aqui. Eu só não levo para o lado mental porque para isso eu teria que ter alguma forma de provar para mim mesmo que a mente seja capaz disso. E é exatamemte por todas as dificuldades que temos para usar a mente como ferramenta na projecao que eu sou cetico em relacao às capacidades da mente para isso forjar tudo. Um elemento aqui outro acolá, contaminando a projecao, sim, ela consegue, mas é bem limitado. Veja as alegações que muitos fazem sobre a projeção: você pode viajar para outros planetas, visitar outros momentos da história, acessar suas encarnacoes passadas, pode ir a qualquer lugar do planeta instantaneamemte... Qualquer um que já tenha alguma expeiencia em projecao sabe que isso tudo é "lorota". Lorota no sentido de que na hora que você vai tentar fazer, a falha é a regra. Quer ver o caso mais clássico? A pessoa ouve falar de todas essas " maravilhosas possibilodades" da projecao e entao, quando morre um cônjuge, filho, ou parente, acha que vai encontrá-lo em projecao. O que ela vai descobrir logo logo é que nao vai conseguir issotão cedo. Vai tentar durante muitas projeções e ano vai conseguir. Mas se a mente fosse tao capaz de forjar a experiencia, um caso desses seria ainds mais fácil , por ter emoção envolvida. Só que não é fácil conseguir isso. Isso por si só já mostra que a capacidade da mente para fabricar essa realidade que te cerca em astral é bastante limitada. Logo, por que essa hipótese é aceita afinal? Eu desconheço. Mas confesso que se tudo que eu decidisse fazer na projecao eu conseguisse, bastando pensar naquilo e já conseguir, eu desconfiaria também que talvez fosse tudo apenas mental.
  15. Exatoz quando é projecao patrocinada é outro papo. O problema so existe quando você sozinho, tenta realizar seus objetivos determinados. Acho que nao temos como encarnados, nivel evolutivo suficiente para usar a projecao como usamos qualquer outra habilidade treinada. Estamos "condenados" a sempre precisar empenhar algum "cuidador" astral nesse assunto, para ter uma projecao longa e de qualidade. Meu principal interesse, o que me atraiu para a projecao lááa ainda em 1983, foi inveatigar eventoa historicos do passado. Então a confiabilidade da percepcao para mim sempre foi a unica coisa que importa. É.claro que ha muitos outros beneficios, mas como eu falei, nunca tive essas dívidas que muitos tem sobre a sobrevivencia do espirito, sobre o que acontece apos a morte, para mim isso ja foi tudo devidamente esclarecido por quel se dedicou a trazer esse conhecimento. Entao no meu caso ver isso em primeira mão foi meio como chover no molhado, mas claro que é muito importante para quem alimenta ainda duvidas sobre essas questoes. Eu tive acesso a questoes historicas com a projecao, mas não quando eu estava procurando por algo. Simplesmente saia do quarto e me via num evento do passado, sendo outro personagem, outras roupas, vivendo como observador lucido dentro daquele personagem aquele evento historico, e em uns 2 casos houve confirmacao doa detalhes do evento depois, quando pude achar registros. Mas só pode ter sido patrocinado porque nao eram eventos que eu sequer tivesse interesse para decidir pesquisar aquilo. O problema da fidelidade da percepcao surge quando você tem interesse num assunto/evento e quisar usar a projecao para pesquisar, aí o risco de haver uma competicao entre as plasmagens fruto do seu interesse, e a percepcao da realidade historica, se torna uma prepcupacao relevante. E claro, vai ter que depender de algum " cuidador" estar a fim de te levar la onde voce quer, e acho até indigno ocupá-los com essas coisas triviais. Exato, esse monte de caracteristicas iguais entre os fenomenos, seja das possibilidades, seja dos problemas, é o que mostra que se trata de um fenômeno concreto, uma realidade alternativa mas com suas proprias leis constantes, e é isso que permite algum tipo de investigacão organizada para conhecer o fenômeno e o que e possivel obter dele, como fonte de conhecimento
  16. Eu também nunca tive duvidas. Para mim é profundamente irracional ter essas dúvidas. Se eu fosse duvidar disso, para ser coerente eu teria que duvidar dos professores de química e fisica na escola. Nao entendo como os céticos aceitam tudo que os professores contam para eles na escola ( e que com minba idade, 54, ja vi muita coisa da ciencia que hoje citam como se fossem mitos que a populacao inventou, mas eram conteudoa escolares, até da faculdade, so que a ciencia nunca assume seus erros, prefere varrê-los para baixo do tapete) mas rejeitam tudo relacionado a esses assuntos. Para mim o ceticismo só aprece se eu tiver uma resposta do PORQUE aquela pessoa estaria mentindo, o que ela ganharia em troca de acreditarmos nela. Portanto, claro que quando se trata de um milagreiro que cobra, ou que tem uma seita de seguidores, ou que parece estar em busca de fama, eu fico bem cético. Mas quando se trata desses conhecimentos gerais que qualquer um ppde aprender e praticar ninguém estaria se beneficiando de propagar mentiras, logo nao ha razoes para duvidar. É um corpus de conhecimento teorico e prático como qualquer outro. E como qualquer outro ramo: - onde há fumaça ha fogo, isso tudo nao brotou da mente de um só ,mas faz parte de uma tradicao cultural que já é milenar. É como plantas medicinais, nossa forma mais antiga de remédios. Sempre foram usadas, são a origem da alopatia, porém... sempre tem umas coisas tóxicas que são usadas como remédio e de vez em quanso dá " perda total", ehehh. - haverá erros de terminologia, de mecanismos, de relações de causa e consequencia, que necessitam invesrigacao e atualizacoes incessantes - haverá os falsificadores que tentarao obter alguma vantagem dos ingenuos Por nunca ter sido cético com eses temas nunca me faltaram comprovacoes. Já para quem isso é importante em gerla demora muito para obterem. Tem um xoelga aqui do gva que quando cheguei aqui em 2012 ele ja se projetava há 5 anos e nunca teve comprovaçao alguma, ja estava chutando o balde. Demorou mais uns 5 anos até que tivesse a primeira, 10 anos no total, mas ela so veio quando ele ja tinha votlado a aceitar a realidade da coisa. Entao quando teve, ja nao fpi importante. Hoje em dia tem comprovacôes até em sonhos. Ele me relatou um sonho que teve comigo( lucidez zero, sonho comum mesmo) em que eu relatava para ele ubs problemas que tenho neste imovel que estou alugandoe so re os quais eu nunca comentei com ninguém mas que já estava planejando resolver. Me dá dó de ver que é assim que funciona: quem nao precisa comprovacôes as obtém, quem precisa nao consegue. Eu custei para conseguir as minhas mas eu nao dependia delas para crer na projecao, o que eu queria era: - descobrir o GRAU de erros de percepcao - comparar diferentes graus de acerto - tentar identidicar quais fatores poderiam gerar mais erro - tentar controlar esses fatores para poder ter percepoes mais confiaveis - e só entao, a partir de um bom % de co fiabilidade,.partir para investigar coisas que nao teria como comprovar, mas que eu poderia confiar no que vi pprque ja teria dominado essa etapa de treino. Por isso eu me foquei em me projetar apenas na zona fisica, porque somente ela permite comparar as percecpcoes e aferir os erros. Tipo: - Como é que você pode confiar no que percebeu quando " visitou o Nosso Lar" se nao consegue ir até a eswuina da sua rua e captar detalhes com boaargem de acerto REPETIDAMENTE?! Não consegue o básico e vai achar que conheceu os misterios da vida e da morte atraves da projecao, só porque experimentou, porque viu? Mas innfelizmente usar o corpo astral para investigar o plano fisico é meio como tentar usar os olhos fisicos para investigar o plano espirtual né? Há uma certa "dificuldade estrutural" nessa tarefa, porque o corpo usado nao é o adequado para o plano que se quer investigar. Entao é uma situacao sem saída e os sucessos sao raros ,tal como é raro alguém enxergar espiritos com os olhos fisicos.
  17. Nao acredito nesse tipo de teoria, como mente coletiva , subcosnciente e tals. Para mim isso sao lorotas que os céticos inventam para terem uma zona de escape que PAREÇA racional. Acho que quem formulou essas idéias nunca ofereceu nenhuma comprovação desse tipo de hipótese, mas as utilizam para questionar comprovações muito mais objetivas e facilmente testáveis, como telepatia. Se formos analisar muito profundamente é impossivel isolar as variáveis para saber o que de fato gera o fenomeno, porque qualquer habilidade parapsiquica pode atuar num momento desses e fazer a telepatia parecer ser clarividnecoa. Ou a clarividencia parecer projecao, ou mesmo induzir à projecao porque comeca como visao rempta/ clarividencia e num estalar de dedos pode evoluir para a tecnica dd alvo mental e disparar uma projecao completa. Isso é.um complicador pars dizer O QUE DE FATO esta rolando numa dada experiencia. Eu acho que a única forma de preservar algum critério é assumir que se parece um pato, se.caminha como um pato, se tem bico de pato.. deve ser um pato. Acho que não ajuda em nada a pessoa ficar sempre tentando fechar os olhos para o que parece estar acontecendo e preferir ficar com hipoteses alternativas que nem sequer oferecem base empirica para se apoiar. Por exemplo: nao sabemos DE FATO se quando voce SENTE QUE ESTÁ DESCOLANDO DO CORPO, se está de fato saindo dele ou se é apenas a forma comp sua mente dramatiza um processo que seria apenas de deslocamento do ponto focal da consciencia para um ponto fora do corpo, sem que um corpo sutil de fato tenha saído. A própria idéia de corpo astral poderia ser uma elaboracao fantasiosa para representar o que a mente sem corpo é capaz de fazer. Só que... isso num debate entre pessoas que nao conhecem o lado invisivel disso, porque quando voce tem clarividente na sala eles podem enxergar seu corpo astral saindo e descrever o que ele esta fazendo memso voce nao tendo falado nada. Logo, trata-se reaemte de um simulacro sutil do corpo fisico, ainda que possamos debater se isso é apenas uma plasmagem operacional ou um legitimo corpo que sobrevive à morte do corpo fisico.
  18. O mesmo que acontece quando você dorme todas as noites. Ou quando vai nascer. Não está PRESO, mas está ligado.Quando seu corpo fisico esta inativo a consciencia costuma sair dele, porque nao tem nada para fazer ali né? Por isso em tese sempre saímos do corpo quando ele apaga, mas lembramos do que fizemos como memoria de "sonhos". Mas como eu falei em outro tópico, ninguém provou o que seja um sonho, o materialsita vai achar que sao só fantasias da mente para aliviar tensoes. Alguns certamente sao, crianças sonham que a mar morre, maes sonham que seus filhos estao em perigo, e nada disso se torba real, sao fantasias sobre nossos medos. Mas.... esses sonhos sao minoria na vida né? A grande maioria da sonhos sao algum tipo de atividade que estamos fazendo e nao servem para aliviar tensao alguma, nao sao produto de medos nem desejos, sao só eventos similares aos do cotidiano e procavelmente refletem nossos eventos astrais fora do corpo quando ele está adormecido. Uma situacao de coma, seja provisório ou duradouro, é do mesmo tipk do sono a pessoa vai sair dali enao vai sentir nada. Mesmo projetores, quabdo estao com dor de cabeça, a gente sai do corpo e nao sente mais a dor de cabeça, mas ao voltar é a primeira coisa que a gente sente, eheeh. Entao é quase certo que seu pai estava de boa, livre para se mover por aí, só não podia abandonar de vez o corpo fisico enquanto ele nao fosse desconectado do corpo definitivamente. Mesmo pessoas que tem problemas mentais sérios aqui no fisico, fora do corpo nao tem isso. E o mesmo para crianças que ainda nao nasceram, o espirito fica por ali, fora so corpo da mae, entra só de vez quabdo para ir se afinizando, mas aó entra definitivamente após o parto. Enquanto isso está livre para perambular por aí. Aqui tem até um relato dessas memórias antes do parto:
  19. Olha aí: "Sua mente" teria criado ali algo que você não esperava.... Mas aquilo que esperava, que ja estaria até plasmado dentro da sua imaginacao... não apareceu após abrir a porta. Mas se a pessoa obtiver alguma comprovacao podera alegar que a mente quem sabe tinha visto aquilo antes, ou o subconsciente quem sabe... a mente que pode tudo... só não pode fazer algo simples como aquilo que você até já estava imaginando.
  20. Cara, esses testes já foram feitos e deu certo sim, a questão é que os céticos sempre tentam criar novas dúvidas após cada comprovação. Lá mesmo no meu tópico de comprovação e nos outros links que postei tem o relato do experimento do Charles Tart, além dos testes que fizeram com o Alex Tanous, feito pela ASPR. As pessoas optam por continuar negando apenas por preferência emocional em negar, não há nenhuma racionalidade em ficar fabricando negativas criativas o tempo todo. Sim, deveria, é por isso que se faz esses testes mesmo. Mas é incrível como dão errado. Mas pense pelo lado contrário e verá que as falhas não podem ser explicadas pela hipótese de criação mental. Por exemplo Se você faz isso e considera uma comprovação sempre tem aquela teoria boba, aquele saco de gatos em que os céticos enfiam tudo, e pode-se alegar que "de repente sua mente criou aquele carro, o que é até razoável, já que ver carros na rua é o que se esperar não é mesmo? E o modelo e a cor seria mera coincidência, afinal nem são tão variados assim. Além disso, você pode não lembrar mas aquele carro podia já estar estacionado lá quando você chegou em casa ainda de dia, a memória dele ficou retida no seu subconsciente (outro saco de gatos a quem os céticos gostam de atribuir todo tipo de superpoderes, mas que parece totalmente incapaz de fazer o que se esperaria dele) ". Todas essas são "dúvidas razoáveis" que os céticos podem usar para desacreditar o sucesso da comprovação né? O grande problema é que se essas hipóteses fossem minimamente sérias elas deveriam explicar também os fracassos. Ou seja, você vai lá, vê o carro, decora o modelo, cor, placa. Ao voltar para o corpo percebe que: -não tinha carro algum lá - ou tinha mas era outro modelo - ou a placa era diferente Ahhh, ok, foi sua mente que criou aquilo ok. Só que não acontece assim. o que acontece é que você sai de casa para ir até a esquina para chegar perto daquele carro e.... ...sem sequer desviar seu olhar dele enquanto se aproxima... ... a esquina, a rua, o carro, tudo some e vira outro cenário, e agora você está num terreno baldio, no lugar onde antes tiha a esquina, o carro. Você olha para trás, e ainda vê sua casa , andou só 30metros da sua casa ate a esquina, mas agora o que tem naquela esquina nem se parece mais: - nem com o que tem no plano físico - nem com o que viu logo que saiu de casa em astral e viu o carro lá Porque 'a mente" não pode manter o cenário estável? Afinal ...é o cenário da sua rua, que se você mora há dez anos ali, conhece ele de olhos fechados não? Não seria extremamente fácil sua mente reproduzir em todos os detalhes tudo que você vê todos os dias na sua rua há dez anos? Na verdade, se você sai de casa de astral vai ate a esquina , vê um desenho na parede, volta a confirma, isso valeria como "comprovação até ali" né? Porque sempre ficaria aquela dúvida : - Será que eu já não tinha visto esse desenho com minha visão periférica ao passar algum dia por ali (afinal passo todos os dias voltando do trabalho) e apenas acessei esse registro durante a projeção? Ainda fica essa dúvida. Mas... já seria um bom começo em busca de comprovação. Mas note, não é assim, a tal mente que os céticos alegariam que poderia explicar o seu SUCESSO não é capaz nem ao menos de recriar em astral as mesmas casas que tem ali no físico. Esse "grau de fracasso" da sua mente em reproduzir mesmo detalhes que você está muito familiarizado para mim derruba totalmente qualquer justificativa que os céticos usem para explicar um sucesso na projeção como algo da mente. Esse tipo de teste então é bizarro. Bizarramente simples na aparência, e bizarro nos resultados. Mesmo caso, você pega um baralho que..... você conhece obviamente. No meu caso usei baralho de tarô, que seria mais fácil de lembrar do que baralho de cartas, porque não sei diferenciar os naipes das cartas comuns. Aí botei a carta para cima lá em cima da estante, de modo que nem com o rabo do olho eu tivesse como ver, porque ficava acima da minha cabeça. Por seis meses esqueci (projetado) dela, porque estava envolvido em outro teste que precisei mais de cem projeções para obter uma comprovação (por causa do problema que relatei antes, da esquina toda sumir da cena), até que lembrei (logo que deixei o corpo) que tinha deixado uma carta no topo da estante. Fui la, escalei a estante em astral e olhei a carta: era um papel em branco, do mesmo tamanho da carta. Da outra vez era um pedaço de cartolina amarela, metade do tamanho da carta, e quadrado (a carta é retangular) todo riscado com caneta bic preta, como se uma criança de dois anos tivesse pego uma caneta e feito uns riscos em cima. Detalhe: é comum até no exterior (já li um relato do fórum do Robert bruce) que esse tal papel riscado por uma criança apareça no lugar da carta quando se faz esse teste. Inclusive aconteceu com outro projetor aqui do gva, que estava também testando essas coisas, e que me relatava privadamente os resultados. Então note: eu posso desenhar a mão todas as 22 cartas dos arcanos maiores do tarô que eu uso, porque eu conheço muito bem todos os detalhes que tem naqueles desenhos, já que eles todos possuem significado. Então era "dar bola quicando" para a teoria de que a mente cria isso, se eu tivesse visto uma carta de tarô quando eu....tentava ver uma carta de tarô! Mas não é isso que aconteceu. Exceto por uma única vez, em que vi a carta de tarô perfeitamente, colorida, em todos os detalhes, MAS ERRADA, o que mostra que NESSE CASO o que vi foi criação da minha mente, nos demais havia algo diferente ali criando essa FALHA TOTAL . Além disso, o detalhe do papel riscado por uma criança apareceu pelo menos em 3 casos, dois aqui no Brasil e um no exterior (no fórum do Robert Bruce). Logo, esse "fator gerador de falhas" não pode ser criação da minha mente, porque aconteceu com pessoas diferentes, em épocas diferentes e locais diferentes. E depois de muita troca de experiências a gente vai percebendo que muitas dessas falhas tem o mesmo padrão de comportamento. Isso nos leva a pensar que há uma OBJETIVIDADE no fenômeno, enquanto que se fosse apensar criação da MENTE DE CADA UM, SERIA subjetivo. É simples de entender: voce vai lá na esquina e vê que tem um gato rosa. Absurdo, não existe gato rosa. conta para o amigo , ele vai lá e enxerga o gato rosa. Ele volta e relata para o vizinho, o vizinho não acredita e vai la, e tem o gato rosa. Ora! É isso que define dado objetivo, estão todos experimentando a mesma realidade! Mas se só você viu o gato rosa e os outros não, então você está autorizado a pensar que pode ter sido só "coisa da sua cabeça" São essas falhas estranhas nos testes de comprovação, mas que seguem um padrão relativamente previsível com todos que tentem esses testes, que te mostra que essas aberrações não podem ser coisa da sua mente, mas algo do ambiente (propriedades do astral), que se comporta de forma similar quando as mesmas coisas são testadas por várias pessoas diferentes. E isso DESLOCA o problema do interno para o externo, do subjetivo para o objetivo, da criação mental sua para um espaço dimensional com propriedades diferentes do físico, mas razoavelmente regulares, que faz com que vários experimentadores tenham os MESMOS TIPOS DE PROBLEMAS quando se relacionam com esse espaço dimensional. E é isso que nos permite descobrir técnicas eficazes para contornar alguns desses problemas. Se a experiência fosse mera criação mental não precisaria técnica, bastaria sua vontade e sua mente faria o necessário. As técnicas existe exatamente porque há algo que o ser humano precisa manipular mas que não obedece à mera vontade. Então criamos métodos para afetar o mundo ao nosso redor, que é resistente à ação da mente. Não há porque supor que sua criação mental seja resistente à ação da mente né? Seria contraditório. Haver essa resistência, que é o que dificulta a comprovação, sugere que estamos lidando com uma realidade separada de nós, um plano dimensional com usas próprias leis, e que precisamos conhecer para obtemos o que buscamos dele. Mas você mesmo pode ver isso: - levanta da cama em astral, vai até a sala, e lá tenta fazer as paredes se dissolverem, ou tenta plasmar um gato, ou tenta mudar a cor das paredes. Registre o que acontecerá - em outra projeção, sai de casa, ande pela rua, voe até onde quiser, que seja uma projeção que dure mais de 10minutos e que seja num ambiente iluminado, não nos cafofos tenebrosos dos umbral. Repita as mesmas tentativas de plasmagem. Registre o que acontecerá. O que vai acontecer é que verá que EM CERTOS AMBIENTES sua mente pode afetar o astral muito facilmente, mas em outros não tem como. Isso é contraditório? Não. Você pode nadar na águia mas não na terra, nosso plano físico é assim. Você pode boiar com facilidade na água salgada mas será muito mais difícil na água doce. É contraditório? Não, é assim que nosso plano físico funciona, são as CARACTERÍSTICAS deste plano . Se uma pessoa que vive na europa resolve ir a pé ate a china, mas vai por certa rota, vai parar no Tibet. Outro vai de avião e vai parar em Taiwan. Os dois viajantes voltarão contando que os chineses "são assim assim....., eu fui lá, eu vi, você que discorda de mim só pode estar mentindo que foi na china!!". É o mesmo problema com projeção, nem todos vão parar nas mesmas FAIXAS DE FREQUENCIA, quem só anda pela zona próxima do físico não vai conseguir afetar o astral com a mente as quem muda para faixas mais leves vai. E aí é que mora a confusão: quando você está numa faixa mais leve, que exige uma projeção mais longa, de alguns minutos, você estará submetido à uma situação similar a dos sonhos, lúcidos ou não, em que sua mente também cria por associação. Como diferenciar? É aquilo que tenho dito muitas vezes neste fórum: você pode comprovar uma projeção, porque ela é rela e pode eventualmente obter algum dado comprovável delas. Mas não pode comprovar um sonho, porque ele é definido como irreal, e não existe prova do irreal. Quem teria que comprovar que a categoria "sonho" exista é quem acredita em sonhos, porque pode ser que sonhos sejam algo raro, pode ser que quase tudo que acontece quando estamos dormindo sejam projeções sem lucidez, e não sonhos, na verdade. Não tem como saber.
  21. Uma coisa que me soa muito estranha é você confiar nesses critérios para definir sonho. Sonho é o que todo mundo tem desde que nasceu. Eu pelo menos nunca tive um sonho em que tivesse problemas para ler, ou que me olhasse no espelho e visse minha imagem borrada. O que caracteriza bem um sonho é que ele é uma imitação bem perfeita da realidade, se não fosse não nos enganaria tão bem toas as noites. É exatamente porque não há discrepâncias em relação ao físico que acreditamos estar no físico quando estamos sonhando. (experiência sem lucidez) Se você estiver em vigília e passar um elefante voando você vai querer se beliscar porque vai achar que é sonho JÁ QUE NO FÍSICO isso não seria possível. Porém, quantas vezes nos sonhos acontece algo que te espanta a ponto de você se questionar se está sonhando? Como regra geral isso quase nunca acontece na vida de ninguém exatamente porque se o sonho é uma criação da sua mente ela vai imitar o que conhece no cotidiano, o plano físico e suas leis. Por isso para mim não tem lógica achar que se há discrepâncias então só poderia ser um sonho. Acreditar nisso traz embutido um pacote de crenças: - que o plano astral se caracteriza pela mesma estabilidade das formas como o plano físico. - que o plano astral seja imune à ação da mente, tal como o plano físico As duas crenças são falsas. É exatamente por isso, por essa maleabilidade das formas que é uma característica do plano astral é que se torna na maioria das vezes impossível ter certeza da diferença entre um sonho lúcido e uma projeção lúcida, ou mesmo de um sonho sem lucidez e de uma projeção sem lucidez. Mesmo sem lucidez alguma, se dia seguinte você obtém uma comprovação sobre o seu sonho comum então terá fortes motivos para acreditar que foi projeção e não sonho, como descrevo lá num dos meu relatos que postei lá no meu tópico de comprovação. Então, sinceramente, acho que pode-se ter dúvidas se algo que a gente chama de projeção de fato foi projeção, mas ter certeza de que algo foi apenas um sonho é tecnicamente impossível, porque trata-se de "prova negativa": Você nunca conseguirá provar nem para si mesmo que algo foi só uma ilusão. É o contrário que fazemos: quando obtemos prova de algo sabemos que aquilo não foi uma ilusão, mas a ausência de provas não prova o contrário entende? Não sermos capaz de provar que o espírito existe não se qualifica como prova de que espíritos não existam pelo mesmo motivo que antes de inventarem o microscópio ninguém tinha provado que existiam microorganimos. Mas eles sempre estiveram lá. Como sonhos são entendidos como algo que "não é real", não se pode ter comprovação de que algo foi só um sonho, porque não se pode comprovar o irreal, só o real pode ser compoovado. projeção com comprovação--> comprova que não foi nem sonho lúcido nem sonho comum, mas uma realidade, ainda que não física. projeção sem comprovação----> não comprova que foi só sonho, fica em aberto, pode ser qualquer coisa Eu diria que discrepâncias simples (como essa de leitura, espelho, vibrações, ficar preso ao atravessar um obstáculo sólido, ter problemas de visão, revelam que não é um sonho porque revelam que algo que não é sua mente interferiu com o que deveria ser perfeitinho ,sua criação mental sonhadora. ) São nessas perturbações aparentemente sem razão de ser que entram indícios de que você está na verdade projetado, e outros fatores externos, como energias suas ou do ambiente é que gerariam essas discrepâncias. Já discrepâncias mais bizarras, como pensar em alguém e esse alguém aparecer na sua frente pode ser tanto sonho, ou um leão aparecer te perseguindo após você olhar uma sombra e achar que podia ser um leão (mente pensou--> mente plasmou) indicam sua mente criando personagens durante a experiência. Isso é algo que em tese pode acontecer na projeção porque o tal plano astral é definido como tendo essas propriedades. Porém isso são ELEMENTOS que com certeza são plasmados pela mente, não quer dizer que todo o cenário ao seu redor seja. Se a pessoa percebe que a mente está criando personagens e situações em resposta aos seus pensamentos é melhor acordar e recomeçar, porque vai entrar num looping de fantasias mesmo, vai virar um mero sonho lúcido, que o Waldo define como "projeção com menor lucidez". Faz sentido porque uma vez que você não esteja consciente do que está pensando e não esteja percebendo que é isso que está criando personagens e situações, então seu grau de lucidez realmente não está bom. E como plano astral é sujeito à ação da mente (mas não nas zonas mais densas ,como a zona vizinha ao físico e as zonas umbralinas), vai tudo virar uma bagunça imaginária fantástica, com dragões, unicórnios, guerreiros de armadura e espada e magos usando mantos, ehehe. Numa caso assim o melhor é abandonar a definição de projeção mesmo que tenha tido uma saída natural (desolar do corpo ,sair caminhando do quarto, etc), porque o conteúdo obtido acabará sendo todos ele mera criação mental, algo inútil para quem se interessa por projeção.
  22. Pois é, acho curioso como isso possa acontecer, a gente perceber os dois corpos e escolher qual vai mover. No início é um ou outro, depois começam a aparecer umas situações esporádicas assim. Pois é... os dois corpos podem estar acordados e funcionando, apesar da crença de muitos espiritualistas de que para um sair, o outro tem que apagar. Mas claro, que isso aconteça de vez em quando para nos mostrar que seja possível é uma coisa, controlar isso já exige muito mais. Para quem isso possa parece estranho, sugiro ler este tópico: https://www.viagemastral.com/forum/topic/17032-textos-do-robert-bruce/
  23. Olha, como eu já respondi a essa questão várias vezes vou te sugerir ler alguns dos topicos em que trato disso. Sobre comprovação o colega já postou o link. Leia também estes AQUI e AQUI .
  24. Sim, mas entre elas lá, telepaticamente.
×
×
  • Create New...