Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Renata Virada

B-Membros
  • Posts

    5
  • Joined

  • Last visited

Renata Virada's Achievements

Newbie

Newbie (1/14)

0

Reputation

  1. Em primeiro lugar, obrigada pelas respostas. Bom, eu descrevi uma das viagens, que acho que foi a primeira mais efetiva, no tópico "Baile de Máscara", aqui mesmo nas dúvidas. Antes dessa viagem, eu sempre tive muito medo e portanto sempre que saia do corpo, fazia um esforço danado para retornar o mais breve possível. Ficava normalmente no quarto, onde via as coisas ao meu redor perfeitamente. Fora as viagens em que nada vi além do meu próprio corpo por causa do meu medo de morrer ou não voltar, o seguinte já aconteceu: - Já ouvi rosnados. - Uma vez fui a um hospital fazer um exame e acabei por me projetar. Via as enfermeiras passando no corredor. E os dois pacientes que aguardavam na sala de espera. No entanto, no meio deles, havia um cara estranhíssimo que antes não estava lá, com a boca aberta e me olhando fixamente. Por algum motivo eu sabia o nome dele. Acordei em pânico. Abri os olhos. Vi os dois pacientes, mas nada do cara - Praticamente toda vez que fazia acupuntura ou massagem tinha viagem astral. Aliás, tinha o maior medo de cair da maca na hora de voltar e me espetar com aquelas agulhas todas. Quando fui fazer massagem a primeira vez com uma mulher, entrei em viagem e de olhos fechados podia vê-la massageando meu corpo. Fiquei preocupada quando ela começou a chegar no pé, pois teria que virar de bruços e não sabia se seria capaz de acordar. Portanto deitei no meu próprio corpo para tentar voltar e tive um pequeno espasmo com a cabeça. A toalhinha que me cobria o rosto caiu e eu abri os olhos, mas permaneci na viagem com o corpo paralisado. Quando ela viu que eu tinha aberto os olhos pediu que eu viarasse. Só que eu realmente não conseguia voltar. Até que finalmente tive um grande espasmo e acordei, e a coitada deu grito. - Já vi também um cara pairando sobre minha cabeça no quarto. Fiquei com medo, apesar dele parecer ser tranquilo e simpático. _Às vejos vejo coisas que não são reais também. Antes de começar a tomar sonífero, por conta das viagens (já parei têm uns meses e por isso elas retornaram), eu as tinha várias vezes durante a noite. Minha mãe que é do candoblé ficou assustada e pediu que eu ficasse no seu quarto. Quando eu entrei em viagem, comecei a pedir ajuda para meus pais para que me acordassem. Dai eu vi meu pai levantando e tentando me acalmar. Mas meu pai nunca se levantou ou acordou, apenas minha mãe me chamou da cama dela e aí eu finalmente acordei. Também já aconteceu de ver meus cachorros dentro do quarto e pedir ajuda para que eles me acordassem e qdo finalmente acordei, vi que eles não estavam lá. _Já vi uma cobra enorme saindo da parede e fui até a porta para me proteger. Comecei a gritar pedindo socorro aos vizinhos e qdo vi que não ia ter jeito, venci o medo e fui deitar sobre o meu corpo para tentar voltar, o que acabou acontecendo. Enfim, muitas coisas aconteceram, mas só depois do tal baile é que perdi um pouco o medo e fiquei mais curiosa à respeito. Antes disso, foi muito sofrimento, até porque as viagens se intensificavam em períodos da minha vida extremamente caóticos. Tanto que fui até à psiquiatra. Agora estou começando a ler sobre o assunto e a rever minha postura de negação à espiritualidade. Obrigada novamente. Beijos, Rê
  2. Eu que sou completamente ignorante no assunto, mas tenho sem querer viagem astral pelo menos uma vez na semana, gostaria de saber porque a maior parte das vezes que o estado acontece é quando, depois de acordar, volto a dormir, ou ainda qdo vou tirar um cochilo no meio da tarde? À noite, na hora de dormir, raramente acontece. Obrigada
  3. Eu que sou completamente ignorante no assunto, mas tenho sem querer viagem astral pelo menos uma vez na semana, gostaria de saber porque a maior parte das vezes que o estado acontece é quando, depois de acordar, volto a dormir, ou ainda qdo vou tirar um cochilo no meio da tarde?
  4. Obrigada pelas respostas. Bom saber que alguém teve uma experiência tão semelhante. Encontrei outros relatos pela internet também. Uma pena que não tive viagem astral essa noite... e também não sei como induzí-la, portanto continuo sem saber o que foi. No entanto, à partir de agora, tentarei perder o medo de me projetar e começarei a pesquisarmais mais sobre o assunto, que me intrigou bastante. E se nada descobrir, nem voltar a tal festa, acho que escreverei um livro ou uma peça sobre essa experiência... rsrsrs É que os mistérios são um material fascinante para escrever. Uma pena que a volta da viagem seja tão ruim, quase como um afogamento. Vcs sabem como controlá-la? Beijos, Rê
  5. Tenho viagem astral há uns dois anos e sempre odiei. Não tenho religião, sou bem cética e, portanto, nunca soube se estava de fato projetando o meu corpo astral ou se era apenas uma reprodução do meu inconsciente do meu próprio corpo e do lugar à minha volta. Hoje em dia isso acontece mais ou menos uma vez por semana, mas já houve épocas em que tive várias vezes durante à noite e outras (quando comecei a tomar sonífero) em que bloqueei as viagens por meses. Sempre quando entro em viagem astral me assusto e tento imediatamente voltar ao meu corpo, o que às vezes demora bastante e me deixa muito cansada. Tento esfregar os pés, gritar... mas nada funciona. O meu medo é causado pelo fato de ver, de vez em quando, umas pessoas estranhas, ou ouvir ruídos e grunhidos. Enfim, nunca quis entender ou pesquisar o assunto e acabei me acostumando com o fato de ser importunada com isso. No entanto, ontem, quando saí do meu corpo e flutuei, pela primeira vez resolvi ultrapassar o teto do meu quarto... e acabei indo parar em um baile de máscaras numa casa antiga luxuosíssima. Um parênteses: Espero que as pessoas que leiam esse relato não sejam super conservadoras, pois foi uma experiência basicamente sexual! Talvez vocês possam se sentir ofendidos ou desrespeitados e essa não é minha intenção. Estou aqui para tirar uma dúvida e não para chocar ou causar incômodo. Voltando ao relato, fui recebida por um homem, o único que não portava máscara além de mim e cujo rosto sempre se transformava. Ele me levou a um quarto escuro e me disse seu nome (que prefiro omitir aqui) e finalmente me mostrou o seu rosto verdadeiro. Tive a experência sexual mais incrível da minha vida... e depois de chegar ao ápice, acordei. Imediatamente fechei os olhos para tentar retornar ao lugar onde estava... e consegui. Sai do corpo novamente, flutuei, ultrapassei o teto e voltei à tal casa, onde comecei a procurar por ele. Quando nos vimos, ele riu... e me levou novamente ao quarto. E de novo tudo foi simplesmente fantástico. Depois de acordar pela segunda vez, já estava atrasada para o trabalho. Mesmo assim tentei voltar, mas daí já estava muito agitada e não consegui. Decidi procurar pelo nome dele na internet... e achei. Ele agora é um senhor mais velho, mas vi uma foto sua jovem e seu rosto é mesmo idêntico ao homem que encontrei. Nunca tinha ouvido falar nele (ele já foi uma figura pública) e nem visto sua cara, daí a minha surpresa... Terá sido isso um sonho ou vocês também já estiveram nesse baile? Não me pareceu nem um pouco um sonho. A sensação física do momento foi absolutamente real... Estou super intrigada. Tanto, que agora são 4 da manhã e estou com uma insônia danada escrevendo em um site de projeção astral pela primeira vez. Beijos e obrigada
×
×
  • Create New...