Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Levada a um punitório/inferno


Ayla

Recommended Posts

1 - Contexto do sonho antes da projeção.

2 - Projeção

1 Sonho:

Eu estava sonhando com uma ilha onde alguns colonizadores tinham desembarcado e estavam desbravando ela, encontraram queijos na terra e mineração o queijo, em outro ponto da ilha era gelado e descobriram pessoas fazendo e vendendo sorvete, em outro ponto tinha uma selva.

Eu me encontrei como a protagonista primeiramente e me aproximei de um bar numa praia (o clima mudou bastante, estava mais nublado), e fui falar com um homem que conhecia. Ele estava numa mesa que estava na areia e o bar era somente uma casa simples onde o dono abriu um balcão na parede pra fazer o bar. Ele jogava cartas e fazia apostas, ele tava fumando e então eu avisei pra ele parar de jogar, mas ele estava bastante envolvido, eu disse que queria um dos cigarros e quando ele me ofereceu vi no março de cigarros que eram todos cigarros feios, parecia que ele tinha catado no chão por aí e colocou no março. 

Eu perguntei que cigarros feios eram aqueles e não aceitei, chamei ele pra me seguir novamente e ele seguiu.

Vi outro comerciante e fui até ele, perguntei se tinha cigarros e ele deu um março novo. (Olha que eu nem fumo)

Então percebemos um homem vestido somente com um calção, um senhor gordo e branco, segurei ele firme e perguntei com tom de ameaça, assaltando ele, se ele tinha alguma coisa de valor.

Ele disse que não tinha nada, eu perguntei o que ele nos daria então. Tiramos dele o calção e ele ficou pelado.

Depois vi o mesmo senhor agora em uma mansão, em um quarto bem luxuoso envolto de muito dinheiro, ele ria por enganar os outros se passando por coitado pobre e se abraçava em marços de dinheiro.

Depois rapidamente dois ladrões que se moviam muito rápido, como o vento, passaram ravendo(pegando) todo o dinheiro que estava no chão ao redor dele e na escondido na sala, muito rápido. Ele só podia olhar desorientado e com medo, os ladrões se foram mas ele continuou agarrado aos marços de dinheiro que tinha nos braços. 

Ele chorou em desespero.

2 Projeção:

Me vi em uma escadaria apertada, bem claustrofobica, e eu fui descendo a escadaria, que descia serpenteando, era uma escadaria branca. 

Eu desci muito, parecia não ter fim e quanto mais eu descia mais o ambiente pesava e ficava com uma sensação estranha insalubridade, porém a iluminação do ambiente continuava a mesma, bem iluminado. 

Eu desci até cansar e quando cheguei no fundo eu desci uma rampa, tudo muito fechado e claustrofóbico, me deparei de frente pra um rapaz alto e sem camisa, somente com calção (acho que o mesmo do senhor gordo) açoitando alguém que eu não via, estava invisível (acho q pra eu n me traumatizar ou ficar chocada).

Eu ouvia muito gritos, e eu só dei uma olhada rápida e já fui voltando pra escadaria, pq eu me senti MUITO MAL naquele ambiente, a energia do lugar era de dor e muito sofrimento, muita angústia desamparada, era impossível de ficar naquele lugar. Tortura total.

Tinha um cheiro hospitalar, era um corredor branco, o chão estava sujo e as paredes um pouco também, tudo muito claro e iluminado, só se ouvia gritos de sofrimento, açoitadas e torturas. Não precisava ser torturado para uma pessoa sentir dor, a tortura já começava nas energias e na mente só de entrar naquele corredor apertado.

Quando eu voltei pra escada a situação da experiência mudou. Minha personalidade mudou e um dos torturados estava saindo, sendo carregado pelo torturador dele, que vinha me seguindo logo atrás enquanto eu subia as escadas.

Enquanto sabíamos eu vi que tinha um palavra esculpida na parte de cima antes de passar pro próximo nível de escadas, estava esculpido claramente "a mão" fazendo alusão a ideia de uma mão salvadora que te tira da lama.

Nesse nível da escadaria tudo era diferente, era somente uma sala transitório, na parte de cima tinha uma entrada que dava novamente pra escadaria serpenteada que subia.

A sala era toda branca e tinha um piso redondo que era difícil de ficar em pé, com textura e cor de cimento. Eram dois pisos redondo (vou tentar desenhar depois e colocar aqui no tópico).

A sala tinha uma energia tranquilizadora e curadora.

Eu saltei pra entrada de cima, que dava pra escadaria, o homem torturado foi posto no piso e o torturador ficou na entrada de baixo.

Eu perguntei pra ele se ele ainda se lembrava do motivo de esta naqueles corredores depois de tanto tempo. Ele disse mentalmente que não se esqueceu nem um único dia, ele estava com um olhar perdido, desorientado e meio aéreo.

Enquanto eu perguntava se ele voltaria a fazer o que fez novamente e se realmente se arrependeu ele desmaiou de cansaço. 

Eu prontamente falei pro torturador segurar ele, o corpo dele foi escorregando pelo piso arredondado e eu prontamente mandei segurar ele, o torturador se jogou no chão em um esforço totalmente dedicado e segurou o corpo dele com as pernas, eu prontamente falei pra não deixar ele ser machucado, e o torturador tentou manter o corpo dele imóvel e eu reforcei, que ele não deveria ser machucado de nenhuma forma e que não sofresse nem sequer uma raladura com o piso acimentado. 

Mandei levar ele para um médico que tinha em outra sala e ele foi levado, para se recuperar e voltar depois para terminar o diálogo. 

Ficou claro que naquela sala de salvação não se aceitava a dor nem sequer em pensamento. Acordei, me sentido bem descansada.

Antes de dormir eu estava refletindo de onde eu vim antes de encarnar, achei que era de um lugar que sonhei quando pequena e que voltei pra lá agora adulta, um ano atrás, em uma projeção lúcida que tive, lembrei pra moça e pro garotinho que já tinha ido ali quando pequena e eles sabiam, o garotinho eu continuava vendo ele como um coleginha que tive naquele tempo rsrs. Naquele lugar tinha um poço que quando abriram no meu sonho lúcido (q agora sei q era uma projeção) eu fiquei assustada quando olhei dentro, um cacimbão com as paredes cheias de barro (parecem fezes) e sem fundo. Dessa vez abriram novamente mas n me assustei e fui explorar a casa deles, vi a mesma mulher q vi na época quando era criança, uma moça com olhar perdido e com alguma doença mental. 

Mas aí me mostraram esse lugar de hoje, talvez eu tenha vindo de um lugar assim depois de me arrepender ao passar por essa tortura e decidi encarnar...mas dessa vez eu me vi como a juiz do lugar.

 

Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, Ayla disse:

Mas aí me mostraram esse lugar de hoje, talvez eu tenha vindo de um lugar assim depois de me arrepender ao passar por essa tortura e decidi encarnar...mas dessa vez eu me vi como a juiz do lugar.

Mas essa parece ser uma estrutura padrão que acessampa durante acoes de resgate, que geralmente só envolvem entrar e sair em seguida, porque nossa energia de encarnado parece abrir uma passagem ali. 

1 hora atrás, Ayla disse:

Me vi em uma escadaria apertada, bem claustrofobica, e eu fui descendo a escadaria, que descia serpenteando

(...)

Quando eu voltei pra escada a situação da experiência mudou. Minha personalidade mudou e um dos torturados estava saindo, sendo carregado pelo torturador dele, que vinha me seguindo logo atrás enquanto eu subia as escadas.

https://www.viagemastral.com/forum/topic/21410-prisão-dentro-da-viagem-astral/?do=findComment&comment=100878

 

 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

26 minutos atrás, sandrofabres disse:

Mas essa parece ser uma estrutura padrão que acessampa durante acoes de resgate, que geralmente só envolvem entrar e sair em seguida, porque nossa energia de encarnado parece abrir uma passagem ali. 

https://www.viagemastral.com/forum/topic/21410-prisão-dentro-da-viagem-astral/?do=findComment&comment=100878

 

 

Citar

Os esgotos são de fato um logal para acessar esses "submundos do crime" astral, as áreas em que o pessoal sequestrado fica preso, etc.

***

***

Como será que funciona isso? Eles são presos mas pelo o que eu pude ver eles são soltos após um tempo. O pessoal dessas masmorras pensam em está purificando os presos ali. Essa que eu visitei deu essa impressão, embora seja muito cruel. Pq uma coisa é um pensamento religioso de perdição eterna, tortura eterna. E outra é de aprendizado para pessoas que só vão com um impulso desses, só mudam se houver esse fator externo. Mas sim, acho que para conseguir tirar a pessoa de um lugar daquele só vai com a energia do encarnado. Mas veja que o guarda colaborou muito comigo. O que vc acha do lugar dessa experiência, seria um lugar semelhante mas com outra proposta? Que não a tortura e prisão eterna.

Link to comment
Share on other sites

Olha, quando se trata de explicações eu acho muito difícil a gente emitir opinião sem sen enredar nas próprias:

-crenças individuais

- coletivas, do substrato cultural em que fomos educados

- cenários plasmados pelos personagens envolvidos que expressam as crenças DELES, nas sociedades em que foram educados sobre isso

Particularmente eu não creio em Deus punitivo algum, já que até mesmo nós, encarnados ignorantes, percebemos que a maioria absoluta erra por mera ignorância, falta de entendimento, etc. Pouquíssimos parecem ter prazer na prática deliberada do mal. Somos nós, nao Deus, que desejamos sofrimento para quem erra conosco, e que achamos necessário também sofrer para que tenhamos direito a perdão.

Isso não é algo que faça sentido algum mesmo na mente de um encarnado esclarecido, o que dirá então de um mentor ou inteligência superior. O sofrimento que de fato tem finalidade educativa é , durante a encarnação, passarmos pelo mesmo que nossas vítimas passaram para que possamos entender como aquele sapato dela aperta, porque podemos tê-las feito sofrer por nao entender que aquilo gerava tal sofrimento. Isso sim é sofrimento didático, que ensina, mas sua finalidade não é punição, é ajustar nossa compreensao da situacao do outro, por experimenta-la em primeira mao.

Agora, esses sofrimentos nas áreas astrais parecem ser apenas RESULTADO das mentes doentias que buscam por isso  porque ACREDITAM que isso é necessário para elas.

Minha visão totalmente pessoal é que as "vítimas"  dessas situações alimentam elas mesmas crenças na necessidades de punição, de sentimentos de culpa, de modo que se associam, por afinidade, a personalidades punitivas, acusadoras, construindo para ambas um cenário/teatro plasmado onde  possam encenar suas necessidades de vitima e verdugo.

 

E porque notamos  na vida fisica, com pais se permitindo ser maltratados por filhos porque acreditam ter feito a eles algo injusto no passado,.cônjuges que se permitem ser maltratados pelo parceiro, porque o traíram no passado, etc.

E muita gente OPORTUNISTA, muita mesmo, acha que o outro lhes deve algo porque no passado ele cometeu algum erro e eles acham que ele deve  ficar pagando-lhes a vida toda por um tropeço pontual. E essas pessoas que cometeram o erro, se nao se impõem sobre a situaçao ( tipo " tá, errei mesmo, mas nao vou repetir o erro, portanto esqueça isso e  não se fala mais nisso") podem ficar a  vida toda presas numa relação toxica, viciosa, que  não será interrompida pela morte. Entao essas duplas sertanejas de  Torturado & Torturador sao o que, A MEU VER, constroém esses ambientes de expiação coletiva mas que obviamente nada tem a ver com aprendizado real, com amadurecimento. Me parecem criações astrais nossas,.pelo que acreditamos ser necessário para alguém se modificar, ainda que há 2mil anos Jesus tenha tentado tirar esses fetiches de tortura e auto-tortura da mente da humanidade:

Citar

João 8

10Então Jesus pôs-se em pé e perguntou-lhe: "Mulher, onde estão eles? Ninguém a condenou?"

11"Ninguém, Senhor", disse ela.
Declarou Jesus: "Eu também não a condeno. Agora vá e abandone sua vida de pecado".

 

MATEUS 5

25― Não demore para entrar em acordo com o adversário que pretende levar você ao tribunal.

Faça isso enquanto ainda estiver com ele no caminho; caso contrário, ele poderá entregar você ao juiz,

e o juiz entregá‑lo ao guarda, e você poderá ser lançado na prisão. 

26Em verdade lhe digo que você não sairá de lá enquanto não pagar o último centavo

.

 

.

 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Eu retiro o que disse @sandrofabres, tal lugar não tem uma proposta diferente. Eu estava pesquisando aqui sobre purgatório (que é o nome que eu tava procurando para colocar no título ao invés de "punitório" rsrsrs) e eu vi que ele é descrito exatamente como eu vi, a proposta do lugar:

"O purgatório é um lugar onde as almas que não merecem o inferno, mas também não podem entrar no céu sem expiar as suas culpas, são purificadas. O purgatório é um castigo temporário que envolve um sofrimento doloroso, semelhante ao inferno, e está associado à ideia de fogo. "

Realmente essa é a ideia do lugar que eu vi. Pensam está purificando aquelas pessoas, tratando dos males psíquicos deles em astral quando na verdade essa é a proposta da encarnação, realmente. Tanto que no corredor das torturas exalava um cheiro de hospital, de assepsia.

Também tem todo aquele teatro de tribunal quando o espírito está saindo daquele lugar, nessa sala que eu disse ter esculpido encima da entrada "a mão".

No fim das contas parece ser sim algo com relação religiosa por trás. Eu acho que sim, ajuda a impulsionar o espírito para a mudança, para a melhora, mas não é o certo a se fazer. É por isso que os espíritos verdugos estão em tais locais, achando que lhes foi confiada uma tarefa/cargo divino. Não acho que são pessoas ruins, só não são muito esclarecidos e estão bitolados em ideias religiosas que acham ser indiscutíveis, que tem que ser daquele jeito ou está errado, que se não for daquele jeito o espírito vai continuar no erro pra sempre.

Mesmo que demore muito, igual a natureza que é demoradissima, mas uma hora vai mudar sim. Tais ideias não são compatíveis com o amor, que é paciente e tudo compreende. 

Esses espíritos imersos nessas vidas não entendem que só estão, na verdade, contribuindo para a dor e o trauma, não o amor. É cruel e não existe fraternidade nisso, estão cultivando valores distorcidos do que é amadurecimento espiritual.

O verdadeiro amadurecimento espiritual tá no amparo e no perdão, no discernimento.

É o pensamento e desejo sincero de melhora daquele que te fez o mal, daqueles ao seu redor e daqueles que ainda se encontram no mal. A luz trabalha com o amor, nunca com a dor. Só espíritos imaturos acreditam que a dor seja necessária, por isso ela existe, fruto da nossa imaturidade. 

Obrigada Sandro.

 

❤️

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

Sobre o purgatório, vi em algum video, acho q do laercio fonseca, dizendo que a igreja católica, ha muito tempo atras, vinha ensinando que haviam dois lugares de destino, pra aqueles que foram bons em vida o céu, e pros maus o inferno. Mas os fieis começaram a questionar a igreja querendo saber pra onde iriam aqueles que não tiveram a chance de terem seus atos como adultos julgados, pois não chegaram a vida adulta, como os bebes e crianças. A saída da igreja foi criar um terceiro lugar, o purgatório, que seria pra onde elas iriam, pq não seria justo pra elas ir pro céu nem pro inferno, ja que não seriam boas nem ruins, pois não teriam atos a serem julgados. Vou procurar o link do video pra colar aqui.

Link to comment
Share on other sites

Em 22/05/2024 at 23:59, User3 disse:

A saída da igreja foi criar um terceiro lugar, o purgatório, que seria pra onde elas iriam, pq não seria justo pra elas ir pro céu nem pro inferno, ja que não seriam boas nem ruins, pois não teriam atos a serem julgados.

Pois é, a igreja não acredita em reencarnação. Acreditam que a terra é o única lugar de expressão da vida e de Deus na existência e que só temos essa vida, que nunca tivemos outras histórias. 

Mas a espiritualidade é antiga e sabe bem da existência de vidas passadas. Todas sabemos como religião funciona, nunca iriam admitir outras possibilidades, mas o religiosa de hoje pode ser o espiritualista de amanhã, em outra encarnação, se ela não conseguir quebrar crenças limitantes como essa. E com isso a religião tem seu propósito de ensinamento para o espírito, de pouco em pouco, ralando muito, vamos aprendendo na escola terra. A terra física é só uma escola pro espírito, através no erro vamos compreendendo o mesmo, bem lentamente mas uma hora a ficha cai💡.

Link to comment
Share on other sites

Em 22/05/2024 at 23:59, User3 disse:

Sobre o purgatório, vi em algum video, acho q do laercio fonseca, dizendo que a igreja católica, ha muito tempo atras, vinha ensinando que haviam dois lugares de destino, pra aqueles que foram bons em vida o céu, e pros maus o inferno. Mas os fieis começaram a questionar a igreja querendo saber pra onde iriam aqueles que não tiveram a chance de terem seus atos como adultos julgados, pois não chegaram a vida adulta, como os bebes e crianças. A saída da igreja foi criar um terceiro lugar, o purgatório, que seria pra onde elas iriam, pq não seria justo pra elas ir pro céu nem pro inferno, ja que não seriam boas nem ruins, pois não teriam atos a serem julgados. Vou procurar o link do video pra colar aqui.

Olha, eu estudei pra padre e pelo que sei, além do purgatório, tinha o limbo, que seria para onde as crianças não batizadas iriam, mas podem ficar tranquilos, o limbo foi abolido em uma canetada do Bento XVI em 2007...hahaha

 

  • Like 1
  • Haha 1
Link to comment
Share on other sites

6 horas atrás, Sidinei disse:

Olha, eu estudei pra padre e pelo que sei, além do purgatório, tinha o limbo, que seria para onde as crianças não batizadas iriam, mas podem ficar tranquilos, o limbo foi abolido em uma canetada do Bento XVI em 2007...hahaha

 

acho q eu troquei os nomes então rs

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

42 minutos atrás, User3 disse:

acho q eu troquei os nomes então rs

Sim, eu entendi... também não é um assunto muito conhecido até pelos católicos praticantes.

Então pra ICAR teria inferno (sofrimento eterno), purgatório (pra pagar as dividas de pecados veniais) e o limbo (seria um lugar neutro, não tem as bem aventuranças prometidas do céu, mas também não tem o sofrimento do inferno), abolido pelo Bento XVI.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...
Em 21/05/2024 at 08:29, Ayla disse:

 

Antes de dormir eu estava refletindo de onde eu vim

 

Eu uso isso como técnica.

Lembro q vi num video video alguém ensinando a obter respostas do mentor assim. Ao dormir, meditar, e fazer a pergunta ao mentor.

Me mostraram algumas coisas, mas depois de meses eu perguntando.

Eu tb ja li o Samael dizendo pra trabalhar o chakra do pulmão q fica nas costas, pq esse seria o chakra pra lembrar das encarnações anteriores.

E coincidiu de ser na mesma época, a técnica e o trabalho com o chakra. Mas eu trabalhei bem pouco esse chakra.

Esse é o trecho do texto do Samael, do site gnosisbrasil.com:

”Através da dedicada vocalização do mantra A (aaaaaaa….) despertamos o chakra pulmonar, através do qual se pode rememorar as vidas passadas, e melhorar as condições deste orgão vital de nosso organismo.”

  • Like 2
Link to comment
Share on other sites

Eu fiz alguns dias as vocalizações das vogais I E O U A q o Samael ensina no site gnosis. Deitado antes de dormir. Começando pelo I e fazendo por ultimo a vogal A no chakra das costas. Eu pratico mantras mentalmente, mas pra essas vogais eu fiz soltando o som pela boca e imaginando a vibração do som no chakra. Fiz pouco tempo e poucos dias. Mas foi num momento q eu estava com a mente a mil. Digo isso pq eu não queria respostas só por curiosidade, eu estava com problemas e eu queria entender e ser ajudado. E bem antes eu ja estava fazendo a técnica de perguntar mentalmente ao mentor meses de dormir. Eu acho q trabalhar um pouco o chakra das costas ajudou a ver o q vi, mas acho q quem mostrou foi o mentor. Eu só vi as cenas logo após dormir depois das técnicas . Foi diferente de sonhos, pq eu não participei, não interagi, so colocaram na minha frente pra eu assistir. O modo de ver tb foi diferente. Na primeira vi como se eu estivesse dentro do local da cena mas de um angulo metros acima do piso, tipo essas cameras de cinema q filmam de cima pra baixo na diagonal. Então acho q era um local pra quem iria assistir. E essa eu confirmei no google o nome completo ano local e fato, pq eu tinha essas informações na cena. Na segunda vi como um quadro na minha frente, com duas pessoas se mexendo posando para uma foto, eu estava na foto, mais velhos, com a essa outra pessoa, e haviam varios detalhes q chamavam a atenção e indicavam algo. Em nenhum momento algum mentor falou comigo. So mostraram. Dessas duas eu estou atras do link do relato. E teve essa terceira:

 https://www.viagemastral.com/forum/topic/22178-o-que-fizemos-seculos-atras/#comment-106036

O site com a tecnica do Samael é esse:

https://gnosisbrasil.com/artigos/chakras-e-as-capacidades-ocultas-do-homem/

Eu ja tinha lido e trabalhava os chakras mas eu não sabia q havia um chakra do pulmão ate ler esse site. Da parte de trás do corpo eu so sabia dos parachakras.

Ontem ouvi o saulo dizer em um video algo interessante. Ele disse q muita gente quer fazer a projeção astral pra ir passear, mas q deveriam saber sobre o q fizeram no passado e pra isso bastaria bater um papo com o proprio obsessor saindo em projeção ali mesmo onde moram. Ele diz q percebeu isso quando conversou com o mentor da mae dele na casa deles.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

4 horas atrás, User3 disse:

Eu fiz alguns dias as vocalizações das vogais I E O U A q o Samael ensina no site gnosis. Deitado antes de dormir. Começando pelo I e fazendo por ultimo a vogal A no chakra das costas. Eu pratico mantras mentalmente, mas pra essas vogais eu fiz soltando o som pela boca e imaginando a vibração do som no chakra. Fiz pouco tempo e poucos dias. Mas foi num momento q eu estava com a mente a mil. Digo isso pq eu não queria respostas só por curiosidade, eu estava com problemas e eu queria entender e ser ajudado. E bem antes eu ja estava fazendo a técnica de perguntar mentalmente ao mentor meses de dormir. Eu acho q trabalhar um pouco o chakra das costas ajudou a ver o q vi, mas acho q quem mostrou foi o mentor. Eu só vi as cenas logo após dormir depois das técnicas . Foi diferente de sonhos, pq eu não participei, não interagi, so colocaram na minha frente pra eu assistir. O modo de ver tb foi diferente. Na primeira vi como se eu estivesse dentro do local da cena mas de um angulo metros acima do piso, tipo essas cameras de cinema q filmam de cima pra baixo na diagonal. Então acho q era um local pra quem iria assistir. E essa eu confirmei no google o nome completo ano local e fato, pq eu tinha essas informações na cena. Na segunda vi como um quadro na minha frente, com duas pessoas se mexendo posando para uma foto, eu estava na foto, mais velhos, com a essa outra pessoa, e haviam varios detalhes q chamavam a atenção e indicavam algo. Em nenhum momento algum mentor falou comigo. So mostraram. Dessas duas eu estou atras do link do relato. E teve essa terceira:

 https://www.viagemastral.com/forum/topic/22178-o-que-fizemos-seculos-atras/#comment-106036

O site com a tecnica do Samael é esse:

https://gnosisbrasil.com/artigos/chakras-e-as-capacidades-ocultas-do-homem/

Eu ja tinha lido e trabalhava os chakras mas eu não sabia q havia um chakra do pulmão ate ler esse site. Da parte de trás do corpo eu so sabia dos parachakras.

Ontem ouvi o saulo dizer em um video algo interessante. Ele disse q muita gente quer fazer a projeção astral pra ir passear, mas q deveriam saber sobre o q fizeram no passado e pra isso bastaria bater um papo com o proprio obsessor saindo em projeção ali mesmo onde moram. Ele diz q percebeu isso quando conversou com o mentor da mae dele na casa deles.

Esqueci de citar seu usuário @Sidinei. Desculpa Sandro, fui citar e esqueci q tinha link. Vai te dar trabalho pra aprovar. Obrigado.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

23 horas atrás, Sidinei disse:

@User3, como é que vc trabalhou o chakra do pulmão?

Funcionou pra recordar de vidas passadas?

Estou pensando em fazer essa tecnica das vogais todo dia por 3 meses pra ver os efeitos. Fazer mentalmente, sem falar, e com um japamala pra cada vogal pra ter mais repetições e nao perder o foco, e visualizar uma luz branca no chakra tb durante cada repetição.

Eu estou fazendo a tecnica do alberto cabral faz mais de um ano e nao teve efeito. Por isso q estou pensando em mudar pra essa das vogais. Um tempo atras eu fiz essa mesma tecnica de clarividencia do cabral e em 8 meses eu vi um ser extrafisico durante o dia. Eu deveria ter prosseguido com a tecnica na epoca.

Pra quem interessar, o saulo iniciou um estudo semanal sobre clarividencia (nao é curso) no canal dele no youtube. Ele esta usando o livro do rodrigo medeiros de clarividencia teoria e pratica.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

1 hora atrás, User3 disse:

Estou pensando em fazer essa tecnica das vogais todo dia por 3 meses pra ver os efeitos. Fazer mentalmente, sem falar, e com um japamala pra cada vogal pra ter mais repetições e nao perder o foco, e visualizar uma luz branca no chakra tb durante cada repetição.

Cara, eu estou fazendo o Shamatha, que consiste em 21 respirações procurando manter a atenção na respiração e no corpo, sem utilizar japamala ou os dedos, o que ajudaria a se concentrar no agora.

Tem que ver se no caso, para os fins que vc quer, pode utilizar algo pra contar.

Link to comment
Share on other sites

2 horas atrás, Sidinei disse:

Cara, eu estou fazendo o Shamatha, que consiste em 21 respirações procurando manter a atenção na respiração e no corpo, sem utilizar japamala ou os dedos, o que ajudaria a se concentrar no agora.

Tem que ver se no caso, para os fins que vc quer, pode utilizar algo pra contar.

No meu caso seria pra eu não interromper a mentalização dos mantras nos chakras, pra trabalhar eles. Mas eu entendi. Muito bom tb.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Em 04/06/2024 at 08:56, User3 disse:

Eu fiz alguns dias as vocalizações das vogais I E O U A q o Samael ensina no site gnosis.

Percebi que é melhor começar por somente uma das letras, pra não despertar algum dom que não queira. Tipo, praticar só o mantra da letra I pra clarividência, ou o q tiver interesse.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

Mas há uma recomendação de não estimular um único chackra por mais de 10min, sob o risco de gerar desequibrios. 

Então  ou se faz 1h por dia, estimulando todos, para manter o equilibrio entre eles. Ou se for trabalbar só um, faça uma prática de apenas 10min.

  • Like 2
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...