Jump to content
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt
  • advertisement_alt

Quem daqui estuda Ocultismo?


Recommended Posts

Bom, eu estudo e prático ocultismo tem mais ou menos um ano.

Já tive minhas provas que isso é uma ciência real e que certamente eu ainda tenho muito o que aprender.

Eu me interesso muuuito por simbolos! Pra ser mais exato,meus estudos se focam muito nos pantáculos. O pantáculo consiste basicamente num conjunto de simbolos, geralmente dispostos em forma circular. Esses simbolos são espécies de instruçoes para que a energia seja canalizada da forma que vc quer.

Com os pantáculos eu estudo mais a criação de elementais artificiais ou servos. ^^

Tbm estou começando a estudar mais a cabala,mais especificamente , a árvore da vida, que é bem complexa de se entender no meu ponto de vista! :S

Enfim,basicamente, é isso q eu estudo de ocultismo! ^^

Fica na paz amigo! ;)

Link to comment
Share on other sites

Quase esqueço de explicar pq estudo isso! rsrs

Bom, eu sempre tive atração pelo oculto! Queria entender o pq das coisas serem assim!

Tbm sempre fui muito ligado a natureza, e com o estudo dos pantaculos, pude entrar em contado direto com as for;cas naturais! ^^

Assim tbm pude compriender melhor como a natureza funciona e como a energia flui por ela! =)

Abração! XD

Link to comment
Share on other sites

Eu \o/

Eu estudo desde setembro do ano passado, mais ou menos por ai, mas eu estou sempre recomeçando cada vez mais dedicado. O meu foco é a magia em si, mas qualquer coisa que vir é lucro! :lol:

Eu estudo ocultismo por simplismente não querer viver a vida como um zumbi, sendo dominado pelos instintos e pela mente mundana, quero ter o controle sobre mim mesmo e viver uma vida mais construtiva! ;)

Abraços.

Link to comment
Share on other sites

Bom, no começo eu estudava sozinho. Na verdade, esse caminho do mago,bruxo ou ocultista é muito solitario pois não é todo mundo q sai gritando por ai "FAÇO MAGIA!" rsrs

Mas eu tenho alguns amigos de msn q tbm estudam e geralmente agt debate algumas coisas!

Bom, e como fonte de pesquisa, eu sugiro esse forum que é excelente se tratando do assunto

http://curinga.org/phpBB3/viewforum.php ... 4f72f3d194

Aqui ta o indice do forum http://curinga.org/phpBB3/viewtopic.php?f=10&t=929

Abração! ^^

Link to comment
Share on other sites

Pois é, como o Luan disse o caminho é mesmo solitário, agente precisa ser meio autodidata pra fazer alguma coisa, mas nem sempre é bom, pois vc as vezes se perde no caminho e não tem um guia(mestre) pra te ajudar :cry:

Não pertenço a nenhuma ordem, até gostaria mas por enquanto não, prefiro ficar por mim mesmo!

Abraços.

Link to comment
Share on other sites

Cito as palavras do frater Hélio de Moraes e Marques, atual Grande Mestre da Jurisdição da Língua Portuguesa da AMORC, para a apreciação de todos.

"Quem ainda não foi seduzido pelas informações obtidas dos inúmeros sites da Internet? Quem não ficou entretido em conversas nas salas de bate-papo. Observa-se um crescente número de pessoas que não vivem sem Orkut, Facebook, Twitter… Estes meios, como oportunidade de conhecer pessoas, procurar conhecidos que não se vê há tempos, ou como network e com os devidos cuidados, são aceitáveis, desde que não haja dependência… A rede tem coisas boas, mas tem muita opinião. Cuidado!"

Link to comment
Share on other sites

Eu já estudei bastante sobre o assunto. Sempre fui curioso por causa de um monte de coisas que aconteciam comigo, tipo catalepsia, sensações de presenças e coisas assim. Por muito tempo fiquei perdido. Achei que no ocultimos acharia todas as respostas. Apesar de chegar as mesmas conclusões de que isso se trata de uma ciencia real, descobri que a parte mais oculta de situação estava exposta, visivel para qualquer um ver. O bicho de 7 cabeças, que eu achava que era os segredos do universo, tinha um nome e eu achei, se chama "espiritualidade". A partir do momento que descobri este nome, comecei novas pesquisas, encontrei com pessoas que hoje chamo de irmãos, incluindo os membros do GVA, a simplicidade, a vontade de ajudar e desmistificar o que era para ser natural, não oculto. Se forem ver os livros de magia antiga, feitiços e rituais, ver coisas identicas na espiritulidade, mas com muito mais simplicidade e aprendendo a usar por razões altruístas. Não desencorajo ninguém a estudar, muito pelo contrario. Mas podemos padecer tentado fazer as coisas da maneira mais mistica, ou sentir os prazeres da fraternidade e do amor Divino na simplicidade.

Link to comment
Share on other sites

Eu não me considero ocultista, místico ou espiritualista. Apenas sou um mero estudante.

Desde pequeno tive afeição por estes assuntos. Algumas coisas que aconteceram também me geraram um caráter científico para com eles.

Para mim, a maioria dos que dizem ter alguma potencialidade interior desenvolvida geralmente não tem. Isto acaba levando a desentendimentos. Gosto de estudar, ver todos os lados possíveis e não me apegar apenas a uma única linha de raciocínio. Por exemplo, não estudo apenas uma religião, tento estudar todas. Isto gera o efeito pato - sabe nadar, voar e andar, mas nenhum faz muito bem. Como não me aprofundo, acabo tendo visões superficiais, porém enxergo melhor o "horizonte".

Quanto às ordens que sou membro, elas são a Ordem Rosacruz, AMORC e a SCA.

Link to comment
Share on other sites

Não aconselho a criação de Elementais Artificial! Ja tive problemas com um até hoje ainda não consegui absorve-lo, esse seres que nós mesmo criamos, com o tempo passam a nos obserdiar.

Se forem criar estude bastante antes, e tentem cria-los com apenas um simples objetivo ecom o tempo de vida já definido.

Abraço!

Link to comment
Share on other sites

Vlw o aviso ai cara! hehe

Eu sei q tem seus riscos pois, no fim das contas, eles são praticaamente vampiros! Mas ai cabe a quem vai fazer isso, tomar toda a precausão para q eloe no fuja do controle! Estipular o tempo de vida é uma delas, mas tem outras formas tbm! ^^

Fica na paz amigo! ;)

Link to comment
Share on other sites

Desculpem a sinceridade mas eu também estudei ocultismo por alguns anos e até hoje não vi utilidade em ter um "pet". Se for pra defesa, aprenda a organizar seus pensamentos, ações e energias que já elimina 90% do assédio.. Se for pra companhia, você está precisando de uma namorada... Se for pra experimento, ok, mas depois de 2 dias, destrua... Se for pra falar "Eu criei um elemental".. você está no caminho errado (ego).

Para qual finalidade vocês utilizam?

Abraços!

Link to comment
Share on other sites

Bom, eu creio sim q os elementais ajudem na proteção! Tanto é q os espiritos ,quando vão fazer missões no umbral, utilizão cachorros pra auxiliar na tarefa!

Elementais tbm podem servir como mensageiros e levar energias ou mensagens msm para a pessoa q o seu criador determinar!

Outra coisa q se pode fazer é colocar parte do seu conhecimento em determinado assunto em um elemental! Assim, quando vc quiser se utilizar de alguma coisa q faça parte de algo q vc aprendeu, vc pode simplesmente pedir para o elemental fazer pra vc! Funciona como uma forma de armazenar o seu conhecimento! ^^

Bom, pelo menos pra mim tem muita utilidade! hehe

Fica na paz cara! ;)

Link to comment
Share on other sites

Entendi Luan, sei que essa discussão não leva a nada, mas de certa forma você não está "terceirizando" sua autonomia? Qual é o propósito de estudar projeção consciente, trabalhar as energias.. etc? Não é ficar dependente de algo ou alguém, é ficar independente, autônomo, ou seja, dar trabalho a menos pessoas. Pois assim você se torna mais útil. Ao invés de dar trabalho para os amparadores diariamente antes de dormir, você, estudando e treinando, pode sair sozinho, trabalhar suas energias sozinho... Lembrando que nossa evolução é em grupo, mas o autoconhecimento não.

Quando você pede para sua criação levar uma mensagem, proteger você, fazer algo... São coisas totalmente passíveis de serem executadas pela própria pessoa. Isso no extrafísico, é claro. Se fosse no intrafísico, ao invés de mandar um e-mail você iria até a pessoa.. De certa forma, aqui, no intrafísico, é necessário um intermediário.

Mas no extrafísico é realmente necessário? Seria como nas religiões e a terceirização da vontade. Você quer isso, reza pro santo X, quer aquilo, reza pro santo Y.. etc.

Com relação aos protetores, sim, parte são plasmados e parte são sub-humanos. Sabendo da grande população extrafísica com problemas (desordem pós-morte), um bicho feio e grande plasmado e rugindo.. é o suficiente para controlar a situação.

Acompanhe meu raciocínio, o que irá acontecer se você levar seu bichinho criado nas suas projeções assistenciais (sendo essa sua meta)? Qual é a principal coisa que você tem de passar para alguém no momento do amparo? Amor, serenidade, tranquilidade... Como demonstrar isso com um "elemental" (guarda-costas) te protegendo? Vamos dizer que você teve a ideia de deixa-lo com uma aparência positiva... de uma fada, um anjo, para auxiliar.. O que acontece se essa pessoa a ser assistida não compartilhar da mesma crença que você... se ela considerar as fadas como algo do mal (evangélicos)... se você estiver assistindo um satanista e mostrar um anjo ele vai sair correndo... Se você plasmar Jesus na forma como o católico vê.. e o cara for budista? A questão é: Você conseguiria ler os mínimos detalhes de cada pessoa e transfigurar seu bichinho para a crença dela? Se sim, compensaria fazer toda hora? A impessoalidade quanto a crença não é a chave para uma assistência universal? Praticamente todos os símbolos remetem a uma crença ou doutrina, porém nem todos compartilham da mesma crença.

Mas é claro que em situações como infiltração, resgate, iscagem, etc.. é necessário proteção, afinal, você vai subir o morro para buscar alguém sem nenhuma proteção? Nesse caso.. um dragão cuspindo fogo.. um leão... algo que impõe medo ajudaria a conter aqueles que querem atrapalhar seu trabalho.

Enfim, particularmente, ainda não vejo utilidade "doméstica" nos elementais criados.

Quem sabe um dia?

Abração.

Link to comment
Share on other sites

Olá!

Vcs podem me explicar isso de elementais? É que assim, vcs falando, da impressão que são seres que criam vida própria... Isso me assustou um pouco, rs. Não propriamente no sentido de medo deles, mas de tipo criar um ser, uma "consciência" (é possível eu ter falado M agora, mas quero deixar bem claro minha ignorância pra vcs entenderem minha dúvida) Tipo, eles podem "evoluir" como uma consciência, podem "criar uma personalidade", acho q n né :$? (eu sou bem confusa qnto a "essa coisa" de onde vem nossa consciência... Ta, somos uma centelha divina, mas n entendo bem o q é isso... Na verdade, sobre os elementais, pelo que entendi, eles são o que seria o robô do mundo físico... É isso? Como um "holograma" com uma determinada função estabelecida pelo criador? Isso é fantástico... Fico imaginando como será que é fazer um elemental... É surreal se vc pensar nessa realidade e lembrar da realidade que vive a sociedade (no momento me encontro na sociedade que me referi, no humano comum ignorante)...

Tenho me interessado mto por isso, entender essas coisas ocultas... Não fazer coisa do tipo que vemos como sendo uma receita de bruxaria "1 perna de aranha, 2 rabos de lagartixa..", pq sei que a magia é algo que mexe com um tipo de energia diretamente (mas sei que posso ta errada)... Mas sei que tem essas receitas malucas tb que eu disse... Como na chamada quase sempre de "macumba". Não sei se to viajando, mas imagino que essas receitas "malucas" e os chamados pactos com entidades, o bruxo faz pra uma certa entidade (n sei p q uma entidade pediria rabo de lagartixa-nem sei se tem receita com isso mesmo, rs- seria algo relacionado com a simbologia?) e através dessas "receitas", essa entidade faz o q ele deseja, talvez por isso a necessidade do pacto... Sei que nesses despachos o "serviço" seria feito por um espírito ainda ligado a matéria(é isso?), por isso essa coisa de comida, álcool, cigarro... Já nessas de manipular a energia diretamente, tipo criar elementais, o próprio bruxo, acho que neste caso seria mago, faz ele mesmo o "trabalho", manipulando ele mesmo a energia (desculpem se falei mais M, mas é que quero entender essas diferenças)... Hahahah, vcs devem ta rindo da minha salada, mas é pra vcs verem minha ignorância e como fico especulando pra tentar entender a lógica da magia(pq sei que tem uma lógic, tudo tem)...

Pra terminar queria tirar uma dúvida... Por isso busquei a palavra "elemental" no fórum e cheguei nesse tópico.To começando nos estudos de projeção, já tive algumas vezes, mas de maneira involuntária (e eu fiquei nesse plano mesmo, só nas redondezas do quarto) e a primeira eu nem sabia o que era, nem que existia, isso de projeção... Mas enfim, numa das vezes qndo tava voltando pro corpo, eu vi do meu lado algo que parecia um bicho de pelúcia (sem a pelúcia, rs), tipo um cachorrinho, sei lá, difícil de explicar, mas n parecia humano n. Mas tb n parecia um ser como um animal... Seria isso um elemental? Tava bem do meu lado e perto da minha cabeça, parecia q olhava pra mim (apesar de n ter expressão, mas o que seria o rosto, tava voltado pra mim). Depois fiquei com um pouco de medo e n quis mais sair do corpo naquele dia e olha que meu corpo tava "pedindo" pra sair, e eu n conseguia acordar pq tava com um sono incontrolável e meu corpo, a cada cochilada, "tentava" sair. Mas eu relutava pp tava com medo de ver esse bichinho, pq era algo novo pra mim... Da onde ele veio?? Pode ser alguma magia que fizeram pra mim? Pode ser um elemental que vem com vc de outras vidas? Como posso desfazer isso caso ele esteja me "vampirizando"? Outra coisa, pra se fazer um elemental tem que ser em uma projeção?

Adorei falar dessas coisas, mesmo tendo que expor minha ignorância, rs. Eu nem lembrei que poderiam ter ocultistas aqui no fórum, pq faz tempo que queria saber dessas coisas mas n sabia onde tirar as dúvidas.

Muito obrigada!!!

Link to comment
Share on other sites

É isso mesmo que vc falou elementais / elementares / Formas Pensamentos, são como um robo pré-programado, não tem vida, mais dependendo da forma que é criado parecem ter vida própria, tanto que, tem alguns que não querem ser absorvido.

Essas formas-pensamentos estão ligados de certa forma ao Carma, a pactos (alguns), e etc.

Quanto ao carma, é criado um elemental pelo nosso sub-consciente que nos faz "pagar" pelo erro que cometemos, porém, é tudo criação nossa.

Sabe-se que quando uma pessoa rouba ou quando traimos e ficamos com nossa consciência pesada, isso nos faz criar uma forma-pensamento que nos induz a "pagar por aquilo que fizemos". Quando desejamos matar, criamos inconsciêntemente uma forma-pensamento da nossa vontade de matar, quer dizer, que quando o assassino está com a faca na mão para matar o individuo, ele gera a VONTADE, e isso é tão forte que o faz criar uma forma-pensamento, essa forma-pensamento, vai seguir o individuo que matou até acontecer o mesmo com ele, porque foi pra isso que ele foi criado.

Acho que a lei do carma foi desmistificada agora.

Porque nós mesmos é quem nos fazemos pagar pelo erro cometido.

Por isso dizem que as pessoas iluminadas estão acima do bem o do mal, pois dominam esse processo de "carma".

Link to comment
Share on other sites

1. Elementais são as essências invisíveis, a constituição espiritual que, de fato, anima os quatro elementos. Paracelso afirma que "os Elementais não são espíritos porque eles têm carne, sangue e ossos; vivem e se reproduzem; eles falam, agem, dormem, acordam e, conseqüentemente não podem ser chamados, propriamente, espíritos. Estes seres ocupam um lugar entre Homens e Espíritos, são semelhantes a ambos; lembram homens e mulheres em sua organização e forma e lembram espíritos na rapidez de sua locomoção”. O homem possui a capacidade de criar elementais artificiais, que não é o mesmo que um elemental. A essência elemental nos rodeia por todos os lados. É flagrante o efeito produzido por um pensamento que quando apodera-se da matéria plástica astral, ele molda instantaneamente um ser vivo, ser que uma vez criado não fica de forma nenhuma sob a influência do seu criador , mas adquire o instinto básico de qualquer réstia de vida que o instinto de sobrevivência. A duração de um elemental (que, no caso de um criado inconscientemente podemos chamá-lo de forma-pensamento) varia muito sendo proporcional a intensidade dos pensamentos de quem o gerou. Alguns minutos, horas, mas o pensamento forte, repetitivo, convicto pode durar alguns dias. Os elementais ficam em volta do seu criador em suspensão, circulando, tendem a provocar a repetição da idéia buscando se fortificar para viver mais tempo. Crianças criam companheiros astrais. Tem como tendência prolongar suas curtas vidas reagindo sobre o seu criador, provocando a renovação do pensamento que o originou. Existem casos de criações encontrarem energias paralelas e se alimentarem de várias ao mesmo tempo, o que prolongaria sua vida por um tempo bem considerável, alguns deixam seus criadores , encontrando essa energia no próprio astral se transformam em demônios errantes. Casos de mães devotas criando para seus filhos anjos da guarda, visto por muitos clarividentes, acompanhando algumas crianças. Tantos os adeptos e ocultistas da "Magia Branca" e "Magia Negra" se servem freqüentemente de elementais artificiais nos seus trabalhos, neste caso essas criaturas são como escravas, poucas são as tarefas que não possam ser realizadas por essas criaturas quando cientificamente preparadas e habilmente dirigidas. Não tem sido pouco o mal que essas criaturas espalham pelo mundo. Os elementais formados conscientemente são dotados de uma inteligência superior aos formados inconscientemente, além da duração de suas vidas, serem bem maiores, por isso são mais perigosos. São criador para a realização de algum fim. São mais astutas para prolongar a vida, quer alimentando-se como Vampiros da vitalidade de seres humanos, quer influenciando que façam oferendas, matando animais, cuja vitalidade é direcionada e absorvida pelo elemental. Podem prolongar suas vidas por anos a fio, tem casos que são séculos. Tem um caso na índia que uma entidade protetora das lavouras, quando não lhes era ofertada as oferendas, alimentos, focos de fogos espontâneos rebentavam simultaneamente entre as cabanas, apareciam do nada. Tentam tanto prolongar sua vida que acabam "entrando" nos cascões astrais das pessoas que já passaram pela transição e anima-os, tornando-se idêntico à pessoa morta. Por isto não é recomendável a comunicação com "espíritos" no Astral - ninguém sabe se é um desencarnado ou um elemental.

2. Magia não é isto. Magia é a Ciência e a Arte de mudar a si mesmo e o ambiente que o cerca de acordo com a Vontade. Não precisa de "receita de bolos" e nem de "pactos". Basta aprendermos a direcionar a nossa Vontade àquilo que queremos.

3. Pode ter sido alucinação. Para se fazer um elemental não é necessário estar no astral.

Link to comment
Share on other sites

1. Elementais são as essências invisíveis, a constituição espiritual que, de fato, anima os quatro elementos. Paracelso afirma que "os Elementais não são espíritos porque eles têm carne, sangue e ossos; vivem e se reproduzem; eles falam, agem, dormem, acordam e, conseqüentemente não podem ser chamados, propriamente, espíritos. Estes seres ocupam um lugar entre Homens e Espíritos, são semelhantes a ambos; lembram homens e mulheres em sua organização e forma e lembram espíritos na rapidez de sua locomoção”. O homem possui a capacidade de criar elementais artificiais, que não é o mesmo que um elemental. A essência elemental nos rodeia por todos os lados. É flagrante o efeito produzido por um pensamento que quando apodera-se da matéria plástica astral, ele molda instantaneamente um ser vivo, ser que uma vez criado não fica de forma nenhuma sob a influência do seu criador , mas adquire o instinto básico de qualquer réstia de vida que o instinto de sobrevivência. A duração de um elemental (que, no caso de um criado inconscientemente podemos chamá-lo de forma-pensamento) varia muito sendo proporcional a intensidade dos pensamentos de quem o gerou. Alguns minutos, horas, mas o pensamento forte, repetitivo, convicto pode durar alguns dias. Os elementais ficam em volta do seu criador em suspensão, circulando, tendem a provocar a repetição da idéia buscando se fortificar para viver mais tempo. Crianças criam companheiros astrais. Tem como tendência prolongar suas curtas vidas reagindo sobre o seu criador, provocando a renovação do pensamento que o originou. Existem casos de criações encontrarem energias paralelas e se alimentarem de várias ao mesmo tempo, o que prolongaria sua vida por um tempo bem considerável, alguns deixam seus criadores , encontrando essa energia no próprio astral se transformam em demônios errantes. Casos de mães devotas criando para seus filhos anjos da guarda, visto por muitos clarividentes, acompanhando algumas crianças. Tantos os adeptos e ocultistas da "Magia Branca" e "Magia Negra" se servem freqüentemente de elementais artificiais nos seus trabalhos, neste caso essas criaturas são como escravas, poucas são as tarefas que não possam ser realizadas por essas criaturas quando cientificamente preparadas e habilmente dirigidas. Não tem sido pouco o mal que essas criaturas espalham pelo mundo. Os elementais formados conscientemente são dotados de uma inteligência superior aos formados inconscientemente, além da duração de suas vidas, serem bem maiores, por isso são mais perigosos. São criador para a realização de algum fim. São mais astutas para prolongar a vida, quer alimentando-se como Vampiros da vitalidade de seres humanos, quer influenciando que façam oferendas, matando animais, cuja vitalidade é direcionada e absorvida pelo elemental. Podem prolongar suas vidas por anos a fio, tem casos que são séculos. Tem um caso na índia que uma entidade protetora das lavouras, quando não lhes era ofertada as oferendas, alimentos, focos de fogos espontâneos rebentavam simultaneamente entre as cabanas, apareciam do nada. Tentam tanto prolongar sua vida que acabam "entrando" nos cascões astrais das pessoas que já passaram pela transição e anima-os, tornando-se idêntico à pessoa morta. Por isto não é recomendável a comunicação com "espíritos" no Astral - ninguém sabe se é um desencarnado ou um elemental.

2. Magia não é isto. Magia é a Ciência e a Arte de mudar a si mesmo e o ambiente que o cerca de acordo com a Vontade. Não precisa de "receita de bolos" e nem de "pactos". Basta aprendermos a direcionar a nossa Vontade àquilo que queremos.

3. Pode ter sido alucinação. Para se fazer um elemental não é necessário estar no astral.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.
Note: Your post will require moderator approval before it will be visible.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Restore formatting

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...