Pião Projetivo (Assistência fora do corpo em massa)

Relatos, Relatos Saulo Calderon 1 Comment

21-07-1997

Essa projeção aconteceu de maneira totalmente voluntária.

Fui deitar às 02:00 da madruga, após meu PC parar de funcionar(problemas).

Deitei no meu colchão no chão, e comecei a relaxar.

Fiz os exercícios energéticos, exteriorização absorção, e fui sentindo meu corpo adormecer, e com algum esforço fui controlando minha mente para ficar lúcida.

Por momentos, perdi um pouco o controle, mas foi só o momento exato em que entrava no estado de hipnagogia(entre o sono e a vigília).

Após entrar na hipnagogia, senti as energias(EV), e a catalapsia projetiva. Sim, pensei: a projeção era certa.

Comecei a tentar flutuar, e senti-me preso ao corpo, e comecei a exteriorizar energias para facilitar a saída. Senti que estava preso pela barriga, pelo chacra umbilical, então comecei a concentrar energias nele, exteriorizar por ali, e fiz também um pequeno EV localizado.

Então senti um tipo de estalo, e consegui sair. Fui flutuando vagorosamente, e após uns 2 metros de altura, meu corpo virou automaticamente ao contrário, dando para ver meu corpo deitado.

Logo pensei em me afastar do corpo, para não correr o risco de um retorno inesperado. E atravessei uma parede ao lado da cama, entrando no quarto da minha irmã.

Vi o corpo dela deitado, com camisa vermelha e coberto da barriga para baixo.

Olhei para sua janela, e não pensei muito, saí voando por ali mesmo para o alto, como de costume.

Só que a partir dali, não tive mais controle sobre a experiência, fui arrastado para um local que não sei onde.

Me vi sobrevoando uma grande ponte, e chegando numa cidade onde transitavam muitas pessoas.

Acho que era uma cidade extrafísica(espiritual), pois todos me viam.

Senti que quase todos precisavam de ajuda, pois andavam como robôs. Vi muitos chorando, outros jogados no chão. Mulheres procurando seus filhos numa aflição sem comentários…

Pensei em ajudar, mas como? Como ajudar a tantas consciências? Centenas… É muita areia para esse projetorzinho aqui…

Porém, com uma força interna que desconheci naquele momento, senti uma amor gigantesco se aponderar de mim, vi entrando no meu chacra coronário um feiche de luz dourada que vinha do céu? não sei, então com os olhos espirituais cheios de lágrimas, apontei minhas mãos em direção a umas entidades, e como mágica, todos fizeram um tipo de círculo ao meu redor..

Eu fiquei no meio, enquanto praticamente mais de duzentas entidades estavam ao meu redor..

Pensei: como? não posso ajudar a todos…

Mas novamente algo tomou controle de minhas mãos, e pensei em exteriorizar energias. Meu corpo espiritual ficou totalmente dourado, e começou a rodar como um ¨Pião*¨, enquanto a energias alimentava a todos, e parecia limpar a aura de todos…

Senti meu chacra frontal se abrir, e vi umas 10 entidades brilhando, flutuando em cima de nós, era deles que vinha a energia, reparei também, que um deles controlava meu corpo, e que o feixe de luz que entrava no meu chacra coronário, não vinha só deles, mas de outro lugar, onde?

Após isso, acho que desmaiei.. pois despertei na cama, sentindo uma maravilhosa sensação de bem estar 🙂

Sorri, sentei na cama todo arrepiado, e chorei ao lembrar das mães a gritarem por seus filhos!

Poxa, imagino o quanto é importante o trabalho dessas entidades, e o quanto também é essencial o projetor consciente fora do corpo …

Quanta trabalho há para ser feito…

Quanta gente para ajudar…

Quanto sofrimento…

Podemos ajudar…

Eu, você, todos nós..

Somos nós mesmos lá..

Poderia ser nossa mãe..

Poderia ser seu filho..

Eu vou tentar ser algo melhor, e você?

Comments 1

  1. Caro Saulo,
    Cada vez que leio determinados relatos seu como esse, não é possível não compartilhar de sua alegria e emoção. Como consequência as lágrimas correm como as suas, compartilhando essa amor universal que permeia a todos nós. Obrigado e não pare nunca, pois sabemos ser possível. Grande abraço amigo.PS.: Mas também dou grandes gargalhadas rs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *