Projetado com Wagner Borges

Relatos, Relatos Saulo Calderon Leave a Comment

Salvador 19 de janeiro de 2004

Fui dormir tarde ontem (05:15 da madrugada), trabalhando no IVA.

Por voltar das 10;00 da manhã, levanto-me mas resolvo deitar novamente por sentir um sono pesado.

Pouco tempo depois, sinto minhas pernas flutuarem, e reparei que estava lúcido, e aproveitei para sair com facilidade do corpo.

Para na frente da cama, vejo meu corpo coberto até o pescoço.


Após resolvi ir para algum lugar, e sai dali imediatamente, mas minha lucidez baixou consideravelmente.

Vejo-me num automóvel branco, indo para algum lugar…

Pouco tempo depois, estou seguindo alguém, que me trata muito bem, e me pede para subir as escadas de um prédio.

Reparo claramente ser o Wagner Borges. Ele está muito bem humorado, e também sinto que é a casa dele.

Entro numa sala, bem arrumada. A energia da casa é ótima, me sinto bem. Porém percebo uma presença invisível que não consigo ver. Parece um espírito de uma mulher, mas não consigo confirmar isso.

Conversei na sala várias coisas com o Wagner, inclusive ele me disse sobre sua coleção de CDs´s, e depois de um tempo, pediu para que eu fosse ver o quarto dele.

Ele ficou na sala, vendo algumas coisas, e fui em direção ao quarto. Devagar e analisando tudo, bastante lúcido, vejo de fora do quarto, pela entrada, um colchão grande no chão. O quarto tinha nuances azul. Porém, ao tentar chegar perto, senti uma energia fortíssima. E caí no chão. Mas era boa. Olho para trás, o Wagner ta meio que rindo, achando engraçada minha reação. Mas me recomponho, levanto me sentindo muito bem (a sensação foi de que minha aura foi limpa).

Entro no quarto…

No chão, vejo um colchão arrumado, com almofadas pequenas, reparo umas pirâmides ao lado da cama, desenhadas na parede, pareciam ser 7, mas não deu para contar direito.

Em cima do colchão, um tipo de estante, com várias coisas espiritualistas. Alguns livros, CDS, e tinha uma sessão com vários tipos de incensos… Bem, isso pode até não existir realmente na casa dele (não sei), mas certamente vi que estavam sendo usadas, pois tinham seções que não tinham muitos, outras tinham vários (pensei ser coisa de algum amparador que ajuda ele).

Voltei à sala, ele tava sentado escrevendo algo numa mesa.

Conversando com ele, perguntei do que tinha sentido no quarto (a energia antes de entrar).

Ao perguntar isso, senti novamente uma repercussão ao meu lado bem forte, e falei: Ela ta aqui do meu lado Wagner.

Wagner olhou, não sei se viu. Mas em segundos abro os olhos, todo arrepiado, e com uma sensação Maravilhosa de energias circulando em meu corpo.

Ligo para o Wagner, e confirmo muitas coisas…

Primeiro ele estava dormindo. Ele realmente mora em prédio, tem que subir escadas, seu colchão é no chão sim… Dentre outras coisas.

Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *