Relato: Batepapo com um Obsessor…

Saulo Calderon Diário Projetivo, Relatos, Relatos Saulo Calderon 5 Comments

418435_463627710338664_1068912812_n
Recife 15 de agosto de 2013

Não vou relatar tudo, mas segue a lembrança de um bate-papo essa noite fora do corpo que tive com um sujeito:
Ele:
– Ela vai me pagar!
EU:
-Mas amigo, que brabeza é essa, calma que a gente resolve, qual foi o problema?
Ele:
Não se meta, seu metido a santo! Fique na tua pra não sobrar pra você!
Eu:
Homi, ela é minha mãe, como não vou me meter?
Ele ameaçou me atacar, me mantive calmo e ele retornou, foi tipo um bote e falou bufando:
Não adianta, seu desgraçado, só vou sair daqui quando eu tiver de volta o que é meu!
Eu:
Beleza, vai ficar se lascando pelo umbral então, pois não consigo entender alguém ficar atrás dos outros por coisas materiais… Isso nem existe mais…
Ele gritando:
Quero o que é meu, quero o que é meu!

Nessa hora subi as escadas rapidamente (engraçado pois a casa está no modelo antigo ainda, ainda vejo os degraus de 20 anos atrás). Subi por intuição para ir de encontro com um outro espírito que sabia estar escondido lá.
Subi rápido e ele correu.
Desci com muita força, eu sentia uma coragem fora de série, com peito para frente ,totalmente lúcido e consciente do que estava fazendo voltei ao outro espírito e falei a ele:

OIlha, já te conheço tem tempo.
Sei que não vai sair daqui assim, mas sinto por isso, pois no final das contas é você mesmo quem está aprisionado nessa ilusão do ódio…
Não quero que saia daqui sem compreender o que está acontecendo, queria que visse por você mesmo o quanto é bobo ficar atrás de alguém já por mais de 20 anos! Mas tudo bem, quero que saiba que o dia que quiser sair disso e eu puder ajudar, pode contar comigo, não me veja como inimigo.

Nessa hora ele me olhou e quis pegar nos meus ombros, mas não deixei.
E falou:
Você pensa que me engana com essa conversa de espírito de Jesus falso!
Sei de todos os seus podres, vi você antes de nascer, eu estava aqui antes de você pensar em usar fraldas…
Eu não vou sair daqui até que tenha de volta o que quero e nem o Diabo me tirará daqui!

Senti o ódio dele invadir todo meu ser, comecei a ficar preocupado pois foi tão intensa a energia que sabia que provavelmente iria voltar ao corpo… E não deu outra…

Abri os olhos no corpo quase sem lembrar de nada…
Era por volta da meia noite.
Fiquei parado ali tentando me lembrar, quando viro a cabeça para o lado e fico quietinho usando essa técnica. E as lembranças enfim chegaram fortes.

É lamentável a situação ilusória de seres no mundo espiritual.
Como estão presos a coisas sem sentido, sem lógica, onde ficam totalmente obcecados por uma mono ideia. Não conseguem ver nada além daquilo.
Seu passado some completamente.
Já se vão mais de 20 anos que esse sujeito está na mesma situação.
Conheço ele desde novinho, quando com 15 anos comecei a sair do corpo com lucidez.
E lá ele ainda está…
Fica aqui um aviso sobre mudanças de hábitos e de como estamos com ligações nos bastidores que nem imaginamos… E imagine o tanto que isso molda e mexe a nossa vida… De formas que nem imaginamos…
Um dia isso vai ser quebrado, e provavelmente será pelo amor.

É triste…Mas é a realidade!
E abrir os olhos em outras dimensões é isso, ver o que acontecem nos bastidores de nossa simples casa, de nossa família.
Ver os pequenos detalhes que fazem toda a diferença na nossa vida.

Quando der voltarei lá de novo. Não depende de mim.
Como o amigo falou, ele está lá a mais tempo que eu.
Em tese ele é mais da família do que eu…
O máximo que posso fazer é tentar conciliar e vibrar para que as coisas tomem o melhor caminho possível e no momento certo.
Não sei quem é o culpado e nem acho que faz alguma diferença saber.
Mas que não há santos nessa jornada aqui, eu não tenho dúvidas…
Ah! Com o pouco que vi pelo mundo espiritual eu tenho certeza:
Nenhum de nós aqui somos santos e nem podemos apontar nada…

E aquele que faz somente está desequilibrado…
Nada mais…

Abração!

Comments 5

  1. Saulo esse tipo de estória recorrente precisa de atenção. quando estiver novamente em contato va mais fundo e busque entender que estas conciencias tem seus motivos e suas razoes… por mais absurdas que sejam…são travadas sim e pararam naquilo que hoje já não tem mais sentido para quem ve de fora… Aproveite quando em contato pra saber o motivo e o que realmente qerem quando afirmam ‘quero o q é meu” caso contrario não teras argumento pra doutrinar como deveria como bom amparador que sei que você é! situações como esta precisam de paciência pra doutrinar, caso contrario ao entra na faixa do obsessor e não consegue fazelo perceber o quanto ele esta equivocado. Eles sempre acham que são os injustiçados e que tem direitos. Não emoreça e va fundo pra saber o que eles realmente querem pra deixarem o local. quando conseguir tocar no coração destas criaturas o amparo chega e os leva pra outros dimensões. persista. abraço

  2. Saulo, legal o relato temos que ser amparadores sempre, mas talvez as vezes o ideal seja tomar uma atitude no sentido de defender também as pessoas. O assediador é um doente, entretanto ele causa danos reais as pessoas e tem que ser parado para que possamos viver em paz.

    Também acho que não há santinhos, mas o homem que é honesto e humilde ele pode tentar acertar e seguir um bom caminho, ter bom senso cara, saber o que é certo e tentar fazer o melhor seguindo bons exemplos.

    Nesse caso podemos apontar sim, dentro de nossas possibilidades, baseados no bom senso não precisamos ser santos para saber o que é certo e errado – seria a retórica do “ah não sou perfeito, quem sou eu para julgar que o terrorista, bandido, assassino (sei lá o que mais) está errado”.

    Nem céu nem terra, apenas humilde e com vontade de acertar “dessa vez”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *