Relato de Ida até Noronha (19 de Janeiro)

Saulo Calderon Encontros, Relatos, Relatos Saulo Calderon 17 Comments

Bom dia, amigos. Agora são exatamente 4:49 da manhã.

Acabo de chegar de uma experiência e me encontrei com um grupinho de amigos em Noronha.

Deixa eu usar o modelo:

– Como foi a sua quarta-feira durante o dia. Conseguiu se manter equilibrado e bem sintonizado com o trabalho da noite?

Fiquei mais ou menos sintonizado.
Senti uma dorzinha de dente a noite, me incomodou bastante, mas consegui me manter bem espiritualizado, rs, apesar da sofrência, rs.

– Que horas deitou? (Lembrando que o encontro é a partir da 1 manhã.)

Fui deitar cedo, fui relapso não fiz técnica logo em princípio. Coloquei o despertador para me acordar meia noite e meia. Acordei, desliguei o despertador e falei: Hoje se eu for, é sem técnica, não vou perder meu soninho, rsrs.

– Cuidou das energias?

Ene, a, ó, Tio.. Não! Rsrsrs.

– Qual técnica fez?

A técnica baiana, deitar e dormir, rs.

– Conseguiu sentir as energias?

Até que senti, senti o corpo espiritual balançar e o frontal meio aberto, mesmo sem técnica.

-Conseguiu chegar lá?

Levantei para relatar isso.
Fiquei semi-consciente numa praia e tinha um Palco dessa vez, como foi dito por alguém nos relatos anteriores. No palco haviam pessoas, uma banda espiritual tocando. O Local estava todo arrumado, com barracas, estava meio escuro. E acho que os mentores meio que puxaram o encontro mais para dentro, pois não vi o Mar dessa vez. Acho que o MAR e seu magnetismo pode estar prejudicando, pois o mar é tenso em algumas dimensões. No palco uma banda quando me viu chegar começou a tocar (Que sacanagem), a música devagar é pressa. Daquela: Eitaaa, que preguiçaaa, que vontade de fazer nada, e depois descansar.
Eu dei muita risada, falando: caramba, como isso chegou do lado de cá? Rsrs.
Nessa hora eu tava conversando com duas pessoas. Uma rapaz meio mulato e um outro que não me lembro 100%.

Falávamos de mudança interna, de melhorarmos as ações sobre espiritualidade.

Depois disso nos encontramos tipo num mirante. Que de lá Dava pra ver Noronha de cima, dava pra ver o mar de cima. (PS: Achei uma IMAGEM e um mirante lá! Que beleeeeza, acabo de ver isso, vou postar aqui.
Era tipo uma casinha com teto de palha, bem simples, mas bonitinha, rústica. Ali ficaram algumas pessoas, e o cantor da banda foi lá também, o cara que estava cantando no palco. E parecia ter me testado, pois ele testou minha consciência brincando: Você viu a música que eu fiz? Eu falei: Você fez? Rsrs. Aquela música quem fez fui eu, rapaz, rsrs. Ele deu uma gargalhada falando: É, eu sei, to brincando.
Eu nessa hora comecei a perder a lucidez falando: Mas você não viu já o curso básico, intermediário, avançado, etc.. Ele rindo falava: Já vi!

Ainda me lembro de chegar nessa hora dois rapazes, haviam acabado de chegar. Um de cabelos bem curtos, parecia bem familiar, tão familiar que agora me confundo com meu irmão, mas sei que não era. Ele tinha o cabelo meio EMO, preto. Ele tava bem empolgado com o encontro, sendo apresentado para todos nós.
Eu brinquei falando: Olha, ele cortou o cabelo, ta uma  evolução só com esse cabelão agora! Modernidade! E ria brincando.

Foi quando terminei essa frase e abri os olhos. Estava amanhecendo e me lembrava do cara cantando a música: Devagar é

pressa, rsrs, que temos lááá´na sessão de humor do novo site.

Fiz um esforço enorme e levantei para anotar tudo que vinha me chegando.

Haviam dessa vez mais pessoas, mas não muitas. As pessoas acho que chegavam em horários diferentes. Mas ta valendo.
Uma coisa percebi: Mudaram a cidade para o encontro, há até uma festinha espiritual. Estamos mobilizando muita energia para lá, a ponto de organizarem a cidade para nos receberem.
Noronha no astral, lá naquele lugar, não era só uma ilha com praia, era tipo um festival espiritual, com shows, barracas e um mirante espiritual para conversarmos. Era de noite lá, como se estivesse amanhecendo mesmo.

Enfim,, essas são as lembranças de Painho aqui.

Muita paz e haha, vou voltar a dormir, oxee! 🙂

Saulo Calderon

Comments 17

  1. Bom dia pessoal. Fico feliz de que estejamos alguns de nós conseguindo chegar até lá. Eu por minha vez ainda não consegui, mas nem por isso deixarei de tentar. Esta noite fui me deitar cedo, 22:00h . Antes de dormir fiz uma técnica de abertura dos chakras do Wagner Borges e coloquei o relógio para despertar 1:00. Fiz um E.V, senti meu corpo balançar e peguei no sono. Lembro de estar no meu quarto olhando pro meu relógio que piscava desdobramento 85%… Creio que me mentor tentando me acordar…. e como diz Saulo, este corpitio burro não assimilou a mensagem e falei : – nossa mais ainda não esta na hora de acordar ! acho que meu relógio ficou louco…. Nem preciso falar que acordei com muita raiva de mim mesmo. Logo lembre de um relato do próprio Saulo que dizia que o outdoor da escola piscava projeção astral e ele também não assimilou e acordou com a mesma raiva.
    É isso pessoal. Não foi desta vez, apesar de meu mentor ter tentado me avisar, mas vou continuar tentando e nos encontramos por lá ( em Noronha) no próximo encontro!!

  2. Sempre achei que este tipo de encontro no astral fosse dificil … Ja participei de outros grupos e comunidades espiritualistas em que sempre marcavam o encontro e nao conseguiam …

    Parabens saulo , Voce é a primeira pessoa que vejo que manteve o objetivo e conseguiu chegar la.Quero ver agora outro do forum confirmar que esteve la tambem ..

    Paz e perseverança ….

  3. Hahaha, muito bom, ouvir a musica que fez.

    Interessante a experiência e só quem faz a V.A é que sabe o quao empolgante é, até mesmo experiências de 3 segundinhos. Legal lembrar da conversa.

    Eu quando lembro de algo, sempre levo alguma coisa boba que falei, vá entender. hehehe.. Acho que fico nervosa no astral e falo bobagem, nao sei rss…

    Eu voltei a morar no Brasil, pretendo semana que vem tentar pela primeira vez fazer v.a para Fernando de Noronha.

    Agora, 1hora da manha daí? No RJ seriam as 2, certo?

    Beijos e continue com o projeto! Eu e muitos acompanham e pode ter certeza que você evolui a vida de muuuuitas pessoas.

  4. Companheiro,

    Há alguns anos, eu estive mais afinizada com a dimensão da projeção e da assistencia extrafísica. Por motivos alguns, me afastei.

    Tem uns 3 ou 4 dias que encontrei vocês pelo youtube, depois pelo site. Desde então, estou buscando retomar minha ligação com o trabalho e com os amparadores extrafís da antiga equipe. O povo deve estar injuriado com a pessoa aqui,que abandonou a tenepes ainda em fortalecimento de um dia pro outro, e passou anos sem dar as caras (ao menos que eu me lembre). De qualquer modo, como o compromisso era pra vida toda, eis-me aqui, antes tarde do que nunca.

    Achei legal a iniciativa de vocês e estou acompanhando posts e cursos. Ontem, estava na dúvida sobre horário de verão para o encontro e achei que havia perdido a hora. Então, fiquei assistindo a palestra de tenepes do Waldo (youtube tb é espiritualidade) e mentalizando positivo para os que iam pra Noronha.

    Evito ao máximo ficar me empolgando e criando, da minha imaginação e imaturidade, fenômenos onde eles nunca existiram. Então, costumo ser bem pé no chão pra não confundir sonho com projeção e desejo com realidade. Estão acontecendo algumas coisas interessantes mas, como um “conversa” que consegui pescar de anteontem, isso não é mérito meu, mas da equipe. A única coisa que deseja é, como estou cegueta, mouca e tapada (heheheeh) no extrafísico, ao menos que minhas energias (estão disponíveis) sejam usadas por conciências legítimas e por uma causa contrutiva.

    O fato é depois de horas baianando (ehhehe cochilando) no sofá tive uma impressão (??) de que devia ir pra cama imediatamente. Olhei para o relógio, eram 12h40 em Fortaleza. Deitei, apaguei. Não sei o que aconteceu, mas minha intenção era liberar energia pra ajudar os que estavam indo (não estou com muito crédito pra querer lucidez hehehehehe). Tomara que tenha sido proveitoso, tanto para os que chegaram lá, quanto para os que apenas tentaram.

    Esse comentário é só pra marcar que a iniciativa de vocês, divulgar via site e youtube, trouxe de volta ao trabalho extrafísico (depois de longa fuga) uma ovelhinhas teimosa, questionadora e bem emocional. Se fez isso comigo, com certeza vai ajudar a atrair ovelhas mais produtivas.

    Estarei por aqui. Continuem a trabalhar.
    Abraços

  5. (nao entendi nada o que aconteceu mas foi legal) fiz a tecnica senti o EV. derepente estou no brasil na rua da da casa dos meus pais,onde eu nasci e morei a minha vida toda ,atualmente moro em potugal,vamos entao no fato acontecido,na rua de casa vinha um cachorro pequeno mais ou menos uns 100 quilometros por hora,passou por min ai veio em minha mente que esse cachorro estava me avisando alguma coisa e pensei ,caramba meu, eu nao deveria estar aqui mas sim em fernando de noronha,foi ai que tudo complicou,pensei vou ja pra la, nao sei como, estou indo,estava na rua entao dei um salto e comecei a voar ate atingir a altura de um predio de mais ou menos 8 andares,estava super lucido ja sabia que nao era sonho estava realmente muito gostoso saborear o voo ,ai correu tudo mal ,derepente comecei a nao enchergar nada, foi escurecendo tudo, fiquei assustado e derepente ja estava no teto da minha casa em portugal,lucido ainda pensei ,iiiii, ja era dancei, nao foi desta vez,acordei um pouco desapontado mas tudo bem,nao desisto,to dentro no proximo encontro,valeu.

  6. Olá Saulo, senti uma afinidade com cabelo meio emo, será que era eu? mas nem planejei ir para noronha! hehehe, se for, o horario bate com a hora que fui dormir, abraços…
    ah e ouvi também o basico, intermedirio e avançado quase completo.

  7. Bom , gostei da iniciativa!
    Fui lembrado por um amigo sobre o encontro.
    Bem de madrugada , fiz a técnica completa 4 , me senti muito bem energizado , depois de uns minutos acabei dormindo.
    Não sei onde fui , lembro que era um local meio “Umbralino” , e lembro de estar com um pouco de medo , lembro de um grupo de pessoas comigo tbm , deviam ser 8 pessoas.
    Mais nada de Noronha 🙁

  8. @MARCOS V. N
    Interessante que sempre quando eu estou projetado, e estou voando, quando sinto essa sensação gostosa e começo a curtir, eu acordo.
    É como se essa sensação causasse falta de lucidez.

  9. Que interessante!!!

    Não se era Noronha ou outro lugar!!!

    Me preparei o dia todo com minhas energias, cheguei a mudar o Estado Vibracional dos meus colegas de trabalho (trabalho em um BAR), em casa fiz algumas técnicas, me focalizei Noronha e me deitei, no primeiro momento achei que tinha dormido mas quando percebi eu estava projetado em um lugar amplo com um estilo de casa, lembro de ter visto várias pessoas e de ter falado com algumas delas, mas derepente só lembro de ser direcionado a um lugar afastado (mas ainda ali) para ajudar uma criança, não sei se consegui ajudar pois lembro de eu ter sido atacado me defendendo e escapando de um tipo de tornado com raios (não sei ao certo), enfim escapei e acordei todo dolorido e no estado de catalepsia, o que consegui guardar de informação foi isso.
    Abraço a todos

  10. Olá amigos!
    Tenho lído e estudado bastante algumas técnicas de viagem astral, mas não tenho tido sucesso. Prático meditação haja yoga há algum tempo e estudo espiritismo dentre outros assuntos esotéricos/espirituais. Até então não tinha a curiosidade de experimentar a viagem astral. Muito me falaram das técnicas ,mas por não achar ser a hora própria para isso deixei que meu próprio corpo espiritual despertasse esse interesse em minha consciência. Pois bem! Aqui estou ,cheio de vontade de conhecer esse universo consciente, meu maior interesse é ter acesso aos registros “akássicos” do qual todos nós somos dignos desse acesso com boa intenção.Peço ajuda aos amigos que possam mandar sugestões para que eu me adapte a uma delas, enquanto isso eu continuo estudando e tentando. Na última tentativa senti meu corpo’e. vibrar e num susto, um choque, essa noite foi complicada,passei a noite toda com aquela sensação de cair e acordar no susto. Abraços fraternos!

  11. Caramba! muito legal essa idéia de ir pra noronha, pena que nunca consigo sempre acabo dormindo rsrs ,já consegui uma vez sair do corpo e fico chateada por não conseguir denovo, pena que nem de casa eu sai, acho que é medo de vez outro espírito rsrsrs, mas enfim continuarei tentando e sempre visitando o iva e gostei muito do trabalho, um abraço a todos!

  12. gente me da um ajudinha aqui???

    tenho 16 anos..queria muitoo fazer uma viajem astral ah quase 2 meses venho tentando mais ainda não estou conseguindo a unica coisa que eu senti fui as minhas mãos inchando parecia que somente elas estavam saindo do corpo..o que eu tenho que fazer pra sair inteirodo corpo..quando vcs estão fora do corpo vcs podem ajudar alguem ou não quando chamados..respondão porfavor vai ajudar a mim e a muita gente…e qem jah fez a tecnica me adc no msn pra me ajudarem por favor..kaiolopes625@hotmail.com

  13. Ainda nao consigo sair do corpo com consciencia mas assim que eu conseguir e começar a ter um controle vou começar a tentar (mas isso provavelmente demorará…uns aninhos haha)

  14. BOM DIA. SOU INICIANTE NO ASSUNTO, LEIO VEJO TUDO QUE POSSO, ESTOU AMANDO….E COM CERTEZA UM DIA ME ENCONTRO COM VCS KKK
    DESCULPE A IGNORANCIA MAS ME DEITO AS 10 FACO AS TÉCNICAS E DURMO.AI TENHO QUE ACORDAR A 1H PARA ME PROJETAR, OU NAO?
    GRATA
    NEUSA

  15. Olá Saulo,tudo bem?

    Meu nome é Rogério,moro em são bernardo do campo-sp,Saulo acompanho algum tempo seus temas sobre projeção da consciência no youtube e internet.
    Saulo ,ando tendo com frequência catalepsia,e das últimas vezes esperimentei involuntariamente o estado vibracional muito forte,percebi e falei comigo mesmo que era o estado vibracional,mas mexi o meu pé para despertar e acordei consciente do que aconteceu,outro dia senti de novo só que dessa vez foi nos pés,e tive a consciencia nesse momento do que estava acontecendo,por fim ainda me assusto um pouco com isso,eu tenho receio de nesse momento forçar para sair e não conseguir mais voltar,porque quando estou em catalepsia demoro para voltar,e fico pensando então imaginando fora do corpo a dificudade p voltar p fisico e me tralmatizar com isso.
    Tenho muita sensibilidade de percerber as coisas desde pequeno, e com isso as catalepsias vem aumentando.
    Um certo dia acho que tive uma projeção semi consciente,porque no sonho tentei esticar os dedos para saber se estava em sonho lucido ou onirico,e quando tentei esticar os dedos, cadê os dedos nem pé e nem corpo,levei um susto e acordei na mesma hora,e imaginei que estava em corpo mental não sei,pelo que li na net sobre esse assunto,é que quando não vimos o nosso corpo e temos consciencia disso,é que estamos em corpo mental.
    Saulo não sei o que fazer mais,tenho um pouco de insegurança de fazer isso consciente, no que você me poderia orientar,nem posso falar p minha esposa porque ela é evangélica e acompanho ela nos cultos quando dá,e se eu falar no assunto ela diz que estou ficando maluco de querer sair do corpo ,e que isso não irá trazer nada de bom p mim ,mas eu sinto que há algo mais impressionante do outro lado ,pelo menos é o que sinto.
    Saulo o que fazer?
    Participei daquela palestra do paltalk com o Nando,lembra,e fiz uma das perguntas p/vc,eu era o Roger enfim,fico no aguardo de sua resposta.

    Abraços.

    Rogério C.Ramalho.

  16. Obrigada pelo seu trabalho bonito, atraves do seu trabalho de informacao, estou aprendendo bastante e saindo da minha ignorancia e limitacao espiritual, faz mais de quatro meses que acompanho o seu trabalho e estou praticando as tecnicas, apos 3 meses consegui obter resultados, como a saida conciente da materia, ai pude entender o que so sabia atraves da fe, pois experimentei vi, e estou vivenciando o mundo extra fisico, comeco a entender oque uma vez li e nao havia entendido: “Saia de tua materia, e tu veras que tu es a mente que pode ver, aprender, sentir e raciocinar, entao poderas entender que a materia e apenas uma parte tua e nao totalmente voce.”
    Obrigada pelo seu bonito trabalho,
    Um abraco,
    Aline Rocha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *