Relato Teimoso

Relatos, Relatos Saulo Calderon 2 Comments

Salvador 29-01-2001

Olá amigos.

Abraços energéticos a todos.

Tive um relato interessante esta noite, normalmente estamos acostumados a ler relatos com medo, sustos, no meu caso foi um pouco diferente, este relato fui teimoso, quis testar minhas energias indo de encontro direto com espíritos.

Acordei às 05:15, começava a amanhecer aqui em Salvador, meu quarto fica no terceiro andar aqui de casa, sendo o lugar mais alto da casa, o que gosto muito, pois já me acostumei a decolar pela janela, e ter a vista fantástica que aprecio sempre.

Abri a janela, pois estava calor, fui ao banheiro, tirei o mosquiteiro, e pensei em me projetar, pois sabia que está hora é muito boa para isso, inclusive após um despertamento.

Deitei e comecei a circular as energias. Aprendi uma maneira nova de circular, como se a energia brincasse com os chacras, passando por dentro de cada um, num vai e vem, é muito interessante o sentimento que nos dá esta técnica. Levo os treinos energéticos na brincadeira, não que não leve a sério a saída do corpo, pois quando me preocupava muito em fazer as técnicas seriamente, não conseguia direito, quando penso em fazer brincando, fica mais fácil e as sinto melhor, pelo menos para mim.

Após isso comecei a sentir o comecinho do estado vibracional, com alguns jatos de energias, como uma vassoura e perdi a consciência acordando numa escola extrafísica, sabendo que fui levado para lá.

Comecei a andar por esta escola, e vi crianças estudando e algumas usavam computadores, olharam para mim comentando com um tipo de professora, que sorriu para mim e me deu um tchau acenando com a mão.

Vi ainda, muita gente num corredor, todos comentando assuntos variados, mas ligados ao estudo na escola, era realmente uma escola grande. Até que perguntei para alguém se eu podia sair da escola, pois eu ultimamente estava treinando umas técnicas energéticas, inclusive de defesa, e queria exercitar. Um dos rapazes que estava ao meu lado que não sei quem é, me disse que eu podia sair sim, mas que não era aconselhável, pois lá fora eu não teria proteção, e que estávamos em zona inferior. Eu disse que não tinha problema, pois eu sabia que qualquer coisa era só pensar no corpo, e voltaria de imediato, então ele apontou para onde ir.

Fui seguindo o corredor, e cheguei num tipo de varanda, mas parecia uma torre de vigia. Onde havia duas entidades, acho que estavam vigiando a escola. Falei que ia sair, eles também me disseram para não sair, o que eu sorrindo, disse que já sabia dos riscos, mas já estava na hora de aprender a me defender, e que eu iria tentar ajudar alguém, caso não conseguisse, voltaria para o corpo, agradeci e decolei pela torre.

Desci um pouco, pois era muito alto o moro da torre, fiquei a uns dois metros de altura mais ou menos. Vi umas casas que mais pareciam abandonadas, pois não via ninguém dentro delas. Passei por um homem meio esquisito, parecia bêbado, tentei dar um oi, mas acho que ele nem me viu, parecia um zumbi. E continuei. Vi umas árvores, e uma mulher, parece que ela me reparou, e veio em minha direção. Primeiramente fiquei observando, mas ela foi rápida e tentou pegar meu pé, que estava na altura de sua cabeça, e exteriorizei energias na direção dela, o que fez ela puxar o braço imediatamente, e disse que só estava ali para ajudar, se ela não queria um amigo. Mas infelizmente ela ainda mais raivosa por eu ter me defendido, conseguiu agarrar meu pé, tentei jogar energia nela, mas já não adiantou, pensei no EV, e forcei meu corpo para isso, novamente ela me soltou e ficou de longe receosa de me pegar de novo. Até que pensei sorrindo: Poxa! não devia ter saído da escola, e dei um sorriso para ela, e pensei no corpo e ficou tudo preto. Em segundos sei lá, acordei.

Fiquei de olhos fechados, pois sempre após uma projeção, é muito normal eu sentir um entorpecimento no corpo, e as energias circularem facilmente, a prova concreta da projeção. Levantei e não tive nenhum lapso de consciência, fui beber água, e continuava a sentir arrepios, característico da sensação pós projeção!

Bem, eu fui um pouco teimoso neste relato, deveria ter seguido os conselhos dos amigos da escola, mas sou como criança, teimoso, e só aprendo caindo, então pelo menos da próxima vez eu já sei.

Não façam isso, viu? Risos….

Abraços a todos, e espero que ajude a alguém, a pelo menos ouvir conselhos amigos… Risos >:D

Fiquem com Deus, e espero que com as suas consciências tranqüilas, pois assim conseguirão acessar o Deus interior que reside em todos nós…

Muitas felicidades a todos vocês!

Comments 2

  1. Minha projeção foi inconsciente, era uma época que estava passando por momentos difíceis, e por isso estava muito desanimada da vida, desejei dormir e não mais acordar. Foi ai que acordei acredito eu que no mundo astral, a minha frente tinha um homem magro branco usava roupas branca e um óculos, parecia ser um médico ou psicólogo que me olhava seriamente nos olhos, tinha uma presença muito boa parecia de acabado de conversar comigo, algo que infelizmente não me lembro. Ate que me senti puxada para cima de dali pude ver o medico sentado na mesa, e aquele ambiente todo branco com uma forte energia espiritual acredito eu que um hospital astral. Pois perto de mim, havia dois enfermeiros um homem e uma mulher, e acreditem se quiser, estavam conformando uma pessoa que havia acabado de desencarnar, aquele cantor o Wando, que ficava se lamentando falando que não queria ter morrido, que tinha muita vida pela frente e que queria volta, e os enfermeiros falando carinhosamente com ele que não tinha como. Der repente me sentir cair muito alto sobre meu corpo e acordei. Mas hoje me sinto bem melhor e com mais prazer pela vida.

    Parabéns pelo seu trabalho.

  2. Olá, quero relatar uma experiência que tive e se possível obter respostas de alguém. Peço licença ao administrador (dono) do site, permita-me utilizar este espaço. – Uma vez tive uma experiência que foi a seguinte: sonhei que estava em minha casa, foi nos fundos, e lá vi uma vela violeta e três ametistas. Tive a sensação de que tinha alguém atrás de mim; então, fui para um lugar escuro e não tinha nada no local, sem nada, não tinha nem o solo, era apenas um local negro e muito gelado. Aí, logo a minha frente apareceu uma neblína branca e densa, tal como uma nuvem. Ela se aproximava de mim, se dividia e começou a tomar formas de cinco humanóides que se desmanchavam e se misturavam uns nos outros. Um deles disse: “Vamos pegá-lo (referindo-se a mim), para que ele nos cure”. Então, lógicamente, tentei correr. Não consegui, todo o ambiente era pegajoso. Foi então que os seres me pegaram, senti como se estivesse num turbilhão, aí acordei com uma dor de cabeça. Em toda minha vida nunca havia sentido uma dor tão intensa, era extremamente forte. Fui com minha irmã a um posto de saúde aqui perto de casa, e milagrosamente, assim que entrei no hospital a dor de cabeça passou. Acredite, era uma dor descomunal e sentia uma trementa pressão na testa. O sonho foi extremamente “real”, sentia meu coração bater forte, uma temperatura congelante e uma sensação de sufocamento. Que lugar era aquele? O que era aqueles seres? Porque senti tanta dor? Porque ela passou quando entrei no hospital?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *