Seres estranhos no mar

Relatos, Relatos Saulo Calderon 1 Comment

Dia: Terça-feira 21 de agosto de 2007.

Horário: Por volta das 3:20 da manhã (apesar de eu ter ido deitar mais cedo).

Técnica usada: Abertura de frontal e limpeza energética.

Estado emocional: Tenso por causa de problemas emocionais no relacionamento, mas apesar disso estava me sentindo conectado.

Posição do corpo: Decúbito Dorsal

Alimentação: Tomei um lanche mais cedo no momento de deitar, nada pesado.

Não senti a saída do corpo. E minha consciência despertou da forma como segue abaixo: Eu estava inconsciente num tipo de veículo próximo a uma praia, quando percebi a projeção me indagando: Que diacho estou fazendo aqui? E pedi a quem estava dirigindo para parar pois iria descer. Percebi então que estava projetado em algum lugar perto do mar com ele relativamente revolto, ondas altas. As ondas vinham até o lugar que eu estava, era acima da areia num tipo de quebra mar, elas entravam com tudo e eu me abaixei para desviar de uma delas, ou pelo menos da batida dela na pedra. Tentei sair dali, mas veio uma onda maior e simplesmente me puxou para dentro do mar. Preocupei-me imediatamente em não perder a lucidez, tentei me manter centrado e pensei em voar, mas não consegui. Senti minhas energias extremamente pesadas, eu praticamente só iria conseguir caminhar mesmo. Percebi que estava boiando no meio de ondas grandes, mas elas não me incomodavam, pelo menos eu não sentia falta de ar e nem a sensação de afogamento. Procurei relaxar para não entrar em desespero. Pensei: Estou projetado e sei que morrer eu não vou e nem muito menos ficar sem ar, então vou ver onde isso vai dar. Lúcido, dentro d´água comecei a observar o mar e a costa que surpreendentemente já tinham se afastado muito, acho que eu já estava uns 5 kilômetros adentro. Vi uma coisa estranha se aproximando, parecia um tipo de boia, ou barco pequeno. E vi um ser estranho dentro dela. Ele era bem gordo, tinha chifres e me olhava sorrindo de forma muito sarcástica. Não me envolvi com seu olhar, e ele simplesmente não mexeu comigo também, o que achei muito bom. Resolvi mergulhar e ver o que tinha embaixo daquele lugar, pois tinha percebido que me encontrava em zona muito pesada após ver aquele ser estranho e com forma bizarra. Desci na água e não senti nenhum tipo de agonia. Vi vários tipos de corais, mas comecei a observar seres estranhos. Não eram peixes somente, eram parecidos com monstros. Tentei ao máximo me concentrar no meu frontal e centrar-me, pois o que via era absurdo e não queria me sentir semi-consciente, queria poder levar dali tudo que podia, sem interferir em nada. Reparei muitas seres aprisionados dentro de um tipo de rede feita de plantas do mar. Um tipo de prisão, muito estranho. Tinha outro que parecia uma ostra, com várias pernas, todos que me viam reprovavam minha presença ali, e alguns chegavam a ensaiar um ataque, mas nenhum tentou mesmo me atacar, mas não eram nada gentis. Por um momento eu entrei meio que em desespero, pois achei que poderia ficar preso em uma daquelas redes, mas procurei novamente me acalmar. E comecei a ver mais seres estranhos, monstros marinhos eu diria. Que lugar é esse cheio dessas criaturas horripilantes e ainda dentro do mar? Nunca havia pensado que dentro do mar poderia existir seres de tão baixa sintonia, acho que certamente é devido a frequência dimensional que eu estava. Cabeça de peixe e corpo de homem, eu nem consigo definir muito bem o que eu vi agora, mas eram “coisas” que eu nem em filmes ou desenhos já havia visto. Para que não perdesse a lucidez, pensei no corpo físico. Abri os olhos. Arrepiado e ainda com as imagens fortemente presentes, sentei. Não conseguia esquecer aqueles seres, aquele lugar. Apesar de tudo, eu não sinto nesse momento uma coisa ruim em relação a eles, pois nenhum tentou me atacar, mas mesmo assim não desejo voltar àquele lugar, e nem sei por que eu estava ali. Espero que alguém já tenha visto alguma coisa do gênero, pois nunca li em lugar algum alguém falar de seres desse tipo que habitam as dimensões mais densas do nosso planetinha.

Abraços a todos.

Saulo Calderon

Comments 1

  1. Não sei se vc vai chegar a ver esse comentário, pq esse relato é bem antigo mas enfim.. esses seres já foram retratados em contos e posteriormente em um filme. Tem um autor conhecido no meio do terror chamado HP Lovecraft, e ele escreveu um conto chamado “A sombra de innsmouth” e posteriormente fizeram um filme de terror trash chamado Dagon, onde essas formas de homens-peixe aparecem.
    Certeza que o Lovecraft teve alguma experiência e inspiração parecida com a sua pra fazer aqueles seres, mas é interessante saber que isso já foi mencionado em algum lugar!
    Assim que vc falou sobre isso num FAQ bem antigo, eu lembrei desse filme, que é ruim mas é bom hahah =D

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *