Vejo pontos brilhantes ao olhar pro céu… Seria clarividência ou mediunidade?

Saulo Calderon Informações 11 Comments

Recebemos pelo IVA uma pergunta sobre isso e segue abaixo a resposta:

Bom dia.

Olha, a mediunidade existe na gente e é preciso sempre estudá-la com carinho.

Eu via essas luzes e em algumas fases da vida achava até que era algo.

Mas depois estudando vi que são repercussões orgânicas,dos olhos, do cérebro.
Não quer dizer que não temos a capacidade de observar e que essas luzes até possam ajudar, mas é preciso sempre estudar e abrir possibilidade de pé no chão, sem materialismo demais e nem cientifismo, no caminho do meio…

A verdade é que a vida continua e temos que tentar ajudar com os pés no chão, o misticismo e a crença sem fundamento causa descrença em muita gente também!

Vou deixar pra ti um texto sobre o tema que colocou.

Agradeço as lindas palavras que deixou, mas não me considero melhor nem o pior, mas alguém que faz a sua parte no caminho de formiguinhas que temos por aí.
De qualquer forma muito obrigado pelo carinho.

Do amigo,

Saulo e segue o texto abaixo:

 

 

Fique atento a manchas, pontos ou feixes de luz nos olhos

Ora (direis), ouvir estrelas! Sorte do poeta Olavo Bilac, autor do verso, que ele não as via, sobretudo, com freqüência. Enxergar pontos luminosos sem olhar para a Via Láctea pode ser um sinal de que algo não vai bem. Apesar de a descrição soar quase poética, enxergar riscos ou feixes de luz repetidamente é sintoma de problemas variados, que vão de hipertensão arterial e enxaqueca a doenças oculares.

“Quando as ”estrelas” são produzidas no cérebro, essas ocorrências recebem o nome de ”fosfênios” e são conseqüência de descargas elétricas no córtex occipital, área do cérebro relacionada à visão. Mas as origens variam, diz o neurologista Deusvenir de Souza Carvalho, professor do Departamento de Neurologia e Neurocirurgia da Unifesp.

Hipertensão arterial, enxaqueca e epilepsia focal (quando a descarga elétrica ocorre especificamente nessa região do cérebro e só provoca percepção de luzes, sem espasmos no corpo) são algumas delas. “Apesar de os fosfênios estarem relacionados a esses problemas, a maior parte deles, que ocorre eventualmente, não tem gravidade”, explica o neurologista Getúlio Rabello, responsável pelo Ambulatório de Cefaléias do Hospital das Clínicas da FMUSP.

Segundo ele, os mais freqüentes são os “fosfênios de pressão”, provocados pela ação de esfregar os olhos fechados ou por espirros fortes, batidas na cabeça e queda da pressão arterial (ao levantar rapidamente, por exemplo). “São normalmente de curta duração e ocorrem devido à estimulação das células da retina ou do próprio córtex occipital”, diz Rabello.

O fenômeno, porém, muda de nome e passa a se chamar fotopsia quando é “fabricado” na retina, geralmente como resultado do atrito desta com o humor vítreo (um gel que preenche os olhos).

“Podemos dizer que fotopsia é o termo mais restrito às alterações no globo ocular, e o fosfênio, mais genérico. Existe uma certa confusão entre os dois termos, pois, em muitos tratados de enxaqueca, por exemplo, usa-se a expressão fotopsia, embora a origem seja no córtex cerebral”, explica.

Voadoras As “moscas volantes”, manchas escuras que teimam em atrapalhar o campo de visão, são um exemplo de fotopsia. Assim como o fosfênio, trata-se de um sintoma, e não de uma doença, relacionado a problemas oculares -miopia, traumas, pós-operatório de catarata- ou ao desgaste natural dos olhos, que começa a partir dos 40 anos. “Todos esses fatores provocam a alteração do humor vítreo. Com a degeneração desse gel, sua estrutura homogênea se desintegra e ele fica mais fluido; o gel, que tinha aderência à retina (revestimento interno do olho), começa a se movimentar. Quando entra em atrito com a retina, provoca essa percepção de raio, lampejo de luz”, explica o oftalmologista Michel Farah, da Unifesp.

A sensação de ver “moscas” (pontos pretos) ocorre devido à presença de pequenas opacidades dentro do humor vítreo, decorrentes de seu desgaste. Embora esses corpos flutuantes pareçam estar na frente dos olhos, na verdade estão dentro da gelatina; o que atrapalha a visão é a sombra que projetam sobre a retina, conforme a movimentação dos olhos.

Mulheres em geral e pessoas com miopia alta (acima de seis graus) têm maior tendência à fotopsia. “O gel em atrito com a retina pode levar ao seu descolamento e por conseqüência à cegueira. É recomendável consultar um oftalmologista assim que surgirem os sintomas. Pode ser o momento fundamental”, alerta.

As “estrelas” também são visualizadas em enxaquecas com aura -tipo que, além dos sintomas tradicionais como dor de cabeça, náuseas e sensibilidade à claridade, apresenta também alterações na visão, na força motora ou na fala. Na enxaqueca, a luz aparece no meio da visão e vai crescendo aos poucos, às vezes em forma espiralada, outras como feixes. “Essa percepção está associada à chamada depressão alastrante de leão, fenômeno em que há uma oscilação da atividade elétrica no cérebro, o que produz os ”fosfênios””, explica o neurologista.

Já no caso da hipertensão, os pontinhos brilhantes na visão são resultado de alterações circulatórias que causam espasmos dos vasos sangüíneos na retina. A pressão aumenta, os vasos se estreitam para controlar o fluxo de sangue e, com isso, alteram a circulação. “Aí, feliz de quem vê essas luzinhas, pois são um alerta de que a pressão está altíssima e de que é preciso ir ao médico com urgência”, afirma Deusvenir.

Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/faq-perguntas-frequentes/vejo-muitos-pontos-brilhantes-o-que-isso-quer-dizer/?PHPSESSID=067f48cbd0c3dda9ea8b3a57bae5cdca#ixzz1a0gYzuin

Comments 11

  1. Minha esposa tem enxaqueca, segundo disse o neuroligista, mas ela raramente sofre desse mal. Mesmo estando bem ela enxerga uma espécie de flor no céu que vai pulsando e se aproximando, até lhe dar vertigem. Mas só quando olha pro céu limpo por algum tempo. Pensei que fosse clarividência, já que ela sai do corpo. Ela foi no oftalmo e teve que usar óculos. Fez um exame indicado pelo neurologista, que não apontou nenhuma lesão no cérebro. Acho que tem a ver com o que o texto diz “Na enxaqueca, a luz aparece no meio da visão e vai crescendo aos poucos, às vezes em forma espiralada”. Valeu.

  2. Entendi mas, Não tenho nenhum sintomas desses, nem enxaquecas. É só olhar para o céu de dia, centralizar e começar a ver vários pontos azuis mexendo-se. Achei que era coisa de minha cabeça, mais minha irmã consegue também.

    1. a enxaqueca da minha esposa aparece quando ela come um alimento forte, como chocolate, sardinha, etc… dá enjoo e uma dor na nuca ou perto dos olhos. pensamos que era o fígado, mas 2 médicos em áreas diferentes falaram a mesma coisa: enxaqueca. já teve isso?

    2. boa noite,
      bruno, tudo neste planeta é energia a terra, o fogo, o a água , o prana (o ar). o que você vê são os pranas são energias que circulam pelo nosso planeta e que nos dar a vida, sem este prana(esta energia circulante)nós não viveríamos. você ou qualquer pessoa pode ver, é só olhar para o céu e se concentrar (melhor em tempo ensolarado) e verá essas energias,
      é maravilhosos vê como o prana se movimenta. bruno se você se concetrar mais você vai ver que eles são coloridos e não só azul.

  3. Legal o assunto.

    As vezes tbm tenho este problema, mas sempre pensei em problema físico pois sempre que vemos tais coisas, virando os olhos, tais cosas acompanham esta movimentação ocular.

    Acontece tbm, quando olhamos para o céu, durante o dia, na faixa azul, em céu limpo, se repararmos bem, podemos ver pontinhos translúcidos se movendo freneticamente como se dançassem no nosso olho. Se não estou enganado, são as células de nosso olho se movendo!

    Abraço.

    1. Na verdade, durante o dia, ao olharmos para o céu podemos ver os ORGONES. É o campo de energia vital do Universo. Não tem nada de orgânico, todo mundo pode vê-los!

      Leiam o livro Mãos de Luz.

  4. ..eu tambem vejo esses pontos brilhantes!
    teve uma vz que eles eram muito relusente forte!acho que tava fixando muito o olhar,por que achei incrivel e diferente..
    tive isso uma certa vez,ao olhar para uma pessoa naõ sei explica pois fiquei sem entender o por que!!essa pessoa era meu padastro!so que ele descobriu depois que ele tava doente com cancer!e depois mais tarde ele acabo falecendo!quando eu olhei ele tava parado me olhando peguntando oque era!que eu tinha visto!talvez era o prana da vida se acabando!!!!

  5. oi, eu queria saber o que são aquelas coisinhas que se movimentam quando olho para o céu do lado de fora de casa…n sei bem explicar…se movimentam rapidamente, é pequeno, é isso que é prana?são muitos, giram , giram, sem parar…não são ponto de luz que vejo…

  6. Vejo três tipos de coisas ao olhar para o céu a primeira são pequenos grupos espiralados parecendo um dna que segue minha visão por o de moro a outra e uma pulsaçao no meio do céu quando fico olhando muito tempo e uma terceira que são esses pontos brilhandes na verdade acho que são violeta da cor de um raio e quanto mais me concentro mais surgem e isso meus amigos com certeza e prana os outros concordo so efeitos mentais mas prana e prana

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *